Jump to content
Forum Cinema em Cena

Uma Noite Fora de Série (Steve Carell e T


MacGruber
 Share

Recommended Posts

 

Steve Carell e Tina Fey em comédia de casal - 15/08/2008 10:50

carellsteve.jpgfeytina.jpgSteve Carell (Agente 86) e Tina Fey (Meninas Malvadas) vão contracenar na comédia Date Night.

 

Segundo a Variety, a dupla cômica vai interpretar um casal que descobre que seus programas noturnos podem ser muito mais do que sair para jantar e ir ao cinema. O roteiro é de Josh Klausner (Shrek Terceiro).

 

Com direção de Shawn Levy (Uma Noite no Museu), o projeto começa a ser filmado em 2009, no intervalo das gravações dos seriados The Office (protagonizado por Carell) e 30 Rock (estrelado por Fey).

 

 

Trailer:

 

Big One2010-04-09 19:20:39
Link to comment
Share on other sites

 

eu não dou crédito a atores que gosto em mãos "erradas", sinceramente. e nesse caso não é só o diretor, tem o roteirista de Shrek Terceiro!!! que é uma bosta.

 

podia ser o Al Pacino com a Meryl Streep que eu não iria ter o mínimo interesse em assistir (claro, isso antes do filme estreiar, estamos falando em expectativa). como diria o gordinho "ator é gado".

 

sobre o trailer, não posso falar, não assisto trailers.

 

batgody2009-11-12 21:58:54

Link to comment
Share on other sites

  • 4 months later...

Critica do Rubens Ewald Filho

 

Estreia – Uma

Noite Fora de Série

 

Uma Noite Fora de Série (Date Night) EUA,

10. Direção de Shawn Levy. Com Steve Carrell, Tina Fey, Mark Wahlberg,

Taraji P Henson, Common, Jimmi Simpson, William Fichtner, Kirsten Wig,

Mark Ruffalo, James Franco, Mila Kunis. Roteiro de Josh Klausner 88 min.

date-night-blog.jpg
Tina Fey e Steve Carrell em Uma Noite Fora de Série

Simultaneamente com os EUA, estreia esta comédia, que foi antecipada e

promete fazer sucesso. Mas ela tem um problema não muito sério: custa a

engrenar. O começo é bem devagar, custa a estabelecer a situação,

apresentar os personagens e, só depois de 15 minutos, é que começa a

ficar mais interessante, a esquentar. E só da metade para o fim é que

realmente se torna engraçada, com as situações se complicando, ficando

cada vez mais esquisitas e divertidas. No final das contas, a gente sai

da sala com a impressão de que riu bastante e gostou do filme.

Quem escreveu o roteiro foi um certo Joshua Klausner, que foi buscado

nos desenhos do Shrek. Chamaram para dirigir o contumaz Shawn

Levy, que tem feito muita comédia (Uma Noite no Museu 1

e 2, Pantera Cor de Rosa), mas nunca me convenceu

muito.

Enfim, o filme parece ter sido feito às pressas, aproveitando as

férias da TV dos muito ocupados astros Carell (The Office) e

Fey (30 Rock, que também escreve). É difícil não gostar e

simpatizar com os dois, pela primeira vez como dupla, no papel de um

casal suburbano ( no bom sentido). São daqueles que vivem em

cidadezinhas perto de Nova York, com uma filha pequena, que é cuidada

por uma babá e tem uma vida monótona, na qual o máximo do programa é

jantar fora uma vez por semana sempre no mesmo restaurante e com o mesmo

cardápio.

Ansiosos por fazer algo mais excitante, resolvem ir para Manhattan

numa noite para conhecer um restaurante da moda, mas como sabemos por Sex

and the City, é muito difícil conseguir reserva e mais ainda uma

boa mesa. Eles tentam e naturalmente ficam na Sibéria do bar até quando,

meio por brincadeira, fingem ser outro casal, assumindo a reserva

alheia (no mínimo uma falta de educação), sem imaginar que esse casal

sumiu dali porque estão sendo perseguidos por dois gangsters (Common e

Simpson).

Claro que os bandidos não acreditam que eles são o casal errado e a

missão é leva-los para um sujeito, o gangster a quem os outros devem

dinheiro.

Aí finalmente o filme começa a esquentar. É verdade que nem toda

piadinha tem graça, nem toda réplica funciona, mas são ajudados por

atores famosos em papéis menores, muito adequados. Por exemplo, Mark

Wahlberg passa o filme todo sem camisa (brincando com sua antiga imagem

de modelo de cuecas), com um sujeito expert em tecnologia que ajuda o

casal (não faz muito sentido mas nessa altura já pouco importa). E daí

para diante, temos James Franco e Mila Kunis como o casal que eles

tomaram o lugar, Taraji como um policial que observa tudo desconfiada,

os dois bandidos que são também policiais corruptos e assim por diante.

Meu momento favorito é quando eles saem fugindo com o carro de luxo

de Walhberg e engatam num táxi e, em seguida, vão dançar para um

político hipócrita (Fitchner). Enfim, se nunca a chega a ser notável, o

lomga funciona como um passatempo legal para o fim de semana. Melhor ao

menos do que Cadê os Morgans e o Caçador de Recompensas

mas menos do que a dupla poderia realizar.

 

Link to comment
Share on other sites

 

Assisti ontem. Tipo, eu curti. Algumas coisas são forçadas e tal, mas os dois tem um carisma e química na tela ótimos, o elenco de apoio também. Eu adoooro o Mark Wahlberg, desde Rock Star e achei engraçado aquele coisa dele sem camisa o tempo todo, com certeza alguma piadinha por trás, talvez o fato dele ter sido modelo de cuecas ou algo meio Jacob de Crepúsculo 06.gif Fora isso, foda-se, ele é muito gostoso, puta merda. 06.gif

 

Enfim, me diverti bastante, Tina Fey e Steve Carell são ótimos (e isso nem é mais novidade...).

 

Kate B.2010-04-11 13:41:03

Link to comment
Share on other sites

Divertido, da pra dar muita risada sem ser um grande filme e, em termos de comédia, cumpre o que vende ... Steve Carrell e Tina Fey são cômicos por natureza e de quebra tem alguns flashs da lindíssima Gal Gadot ex-miss Israel 2004. vale o ingresso. Lyra2010-04-17 15:52:41

Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...

 

O que parecia ser um filme sobre um casal suburbano conformado com a rotina (falta de vida sexual, filhos pentelhos, vivendo a-american-way-of-life) que tem como ponto alto da relação jantares semanais no restaurante onde imaginam e fazem brincadeiras de longe do que os outros casais do restaurante estão conversando e um filme que você imagina que seja de piadas e gags sobre essa rotina, de repente, acaba descabando para um filme "policial", de perseguição, com alguns alívios cômicos e alguns momentos dramáticos.

 

Bem dirigido - o filme começa devagar, justamente pra mostrar a morosidade da rotina do casal, e ganha um ritmo alucinante, a partir do momento em que o casal passa a ser perseguido - e com uma ótima dupla nos papéis principais (Tina Fey - muito bem ! e Steve Carell - ótimo, inteligentíssimo em cena).

 

Algumas cenas de ação são totalmente loucas ! (como quando o carro que o Phil tá dirigindo fica enganchado num táxi)

 

Vale o ingresso, sim !

 

 

 

 

Eduardo2010-05-08 07:29:38

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...