Jump to content
Forum Cinema em Cena

Recommended Posts

 

 

Toda unanimidade é

burra (Nelson Rodrigues, autor de A Vida Como Ela É).

 

 

Essa frase pode ser

aplicada tanto para as fãs eufóricas de Crepúsculo,

quanto para o críticos que discordam dessa Saga ser realmente

algo a se valorizar. (Eu me enquadro aos críticos). E nem

adianta abri espaço para elas saírem de seus blogs

rosas e vim aqui expor suas colocações, que serão

as mesmas picuinhas de sempre, por causa de Crepúsculo hoje

sou virgem, amo meus pais, respeito os mais velhos, tiro boas notas,

ouso NX Zero e Fresno que como já foi dito isso é moda

passageira, daqui a pouco aparece outra coisa, eu mesmo sou uma

pessoa Fã, com F maiúsculo, sou um eXcer (fã de

Arquivo X), coleciono tudo que é da série, desde

revista (Não é Capricho, a minha é SET e Sci-Fi

News), livros e DVDs. A série acabou, fizeram dois filmes, um

ótimo e outro mediano (Eu Quero Acreditar), esse só

serviu para matar a saudade dos agentes... mas é a mesma

coisa, são coisas de fã, enlouquecido, eu aceitaria

criticar Arquivo X negativamente somente por outro que assistiram a

séria e não por alguém que ouviu falar que é

ruim, isso é complicado.

Não vou ser

hipócrita, disse anteriormente que não viria e não

irei ver Crepúsculo, por razões obvias não foi

feito para mim. Mas quanto mas atacar elas, essas viram aqui nesse

espaço com suas fúrias teclando abraçadas com

seu urso de pelúcia e camiseta com o rosto de Bella e Edward.

E eu estou aqui rodeado com minhas miniaturas de Star Wars e camisa

do Arquivo X (velha por sinal, não fabricam mais... hehe)

O jeito infelizmente é

deixar para lá, li todo o fórum e muita coisa ficou

repetitiva, esse que foi um fórum para se tratar de cinema

acabou virando também de literatura.

 

 

É isso... 16

 

 

 

(Vide a imagem do

Ventrue ao lado, sou um fã vampírico, mas a minha praia

é outra, Bran Stoker, RPG Vampiro a máscara, Idade das

Trevas, livros da Anne Rice, mas não vou entrar em detalhes do

conteúdo da obra da Meyer pois não li, vi críticas

e soube na mesma hora que não era para mim).

 

 

 

Livreirox2009-11-22 18:36:37

Link to post
Share on other sites
  • Replies 208
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

 

         Os atores e a produçåo devem estar muito chateado contando o dinheiro a caminho do banco....

         Caro 'ec.band' se vc nåo viu o filme nåo deveria estar comentado por aqui.... E comparar o tumulto dos estadios de fultebol com o da estreia de New Moon é uma coisa muito sem noçåo. Eu pelo menos nåo soube de alguem que foi espando pela policia' date=' pelos colegas ou mesmo morto.

          'Fabio Galdino' e 'fabiofps' meu cérebro anda muito bem obrigada. O livro Midnight Sun é narrado pelo Edward, eu li e nåo vejo nenhum problema nisso, é um especie de perspectivas. Ela explorou o ponto de vista da Bella e agora o ponto de vista do Ed. Ela fez a mesma coisa em Amanhecer caso tivesse lido teria sacado. Acontece a mesma coia em Russet Noon que é narrado pelo Jacob e escrito por Lady Sybilla. Incrível essa sua historia de ler todos os livros achando que eles såo ruins, em geral as pessoas param de ler o livro quando acham ruins.

          Esse lance de Vampire Dairies é ridícula eu odeio essa série. "«Vampire Diaries» é, na melhor das hipóteses, um videoclip de 44 minutos a anunciar uma série de longe mais interessante e, na pior, um clone sem vida de coisas que já foram feitas no passado, e melhor" de Brian Ford Sullivan e eu concordo integralmente com ele. Uma série que nao dá para assistir e olha que eu tentei.

           Eu também concordo que existem certas fås piradas demais, mas isso é exceçåo a lei.

            Mais uma vez, os lobisomens andam sem camisa porque a Stephenie retratou no livro assim, o Cris retratou isso no filme e tåo achando que é apelaçåo, talvez até seja, mas e daí? Tá no livro.

            Quem nåo gostou do fime eu nåo posso fazer nada, mas ficar cavando para escrever coisas ruins sobre o filme que nem fazem sentido e nem ao menos ter lido o livro para ter certeza do que esta falando é absurdo. Foi isso o que o Pablo fez, o que outros críticos fizeram e o que um monte de "Odeiao a Saga Crepusculo Até a Morte" eståo fazendo
[/quote']

 

Duas afirmações:

 

1) Mais uma vez você comete um erro crucial: Uma obra, mesmo que seja uma adaptação, têm que se bastar por ela só. Se há a necessidade de pré-requesitos para apreciá-la, a sua existência é totalmente desnecessária.

 

O que eu quero dizer com isso? Simples: Esse argumento que você utiliza de "...ficar cavando para escrever coisas ruins sobre o filme que nem fazem

sentido e nem ao menos ter lido o livro para ter certeza do que esta

falando é absurdo." é uma falácia. Como já disseram, a partir do momento que uma obra é adaptada para outra mídia, ela não se torna um complemento ou apenas uma transcrição (como a própria denominação diz, é uma "adaptação", e não uma cópia em formato de som e imagem), mas sim uma outra obra, sob o ponto de vista de uma outra pessoa. E é isso que nós, como apreciadores do cinema, estamos tentando dizer.

 

2) Não sou fã dos comentários do Pablo (muito pelo contrário), mas ele viu o filme e apresentou argumentos para que ele não tenha gostado do filme. Não há a necessidade de você julgá-lo como um "...Odeiao a Saga Crepusculo Até a Morte". É esse o trabalho de um crítico de cinema, analisar os filmes sob uma ótica mais "racional", na falta de uma palavra melhor. Por mais que tenha sido retratado no livro que "os lobisomens andam sem camisa", pode ser que, dfa maneira que isso foi transposto para o filme, não tenha funcionado (é por isso que, normalmente, certas modificações em relação ao material original são feitas).

 

Espero que tenha ficado claro para você que o fato de termos achado o filme ruim, ou tenhamos analisado todo esse fenômeno acerca dos filmes e dos livros, não significa que estamos de birra com as obras em si, apenas estamos analisando, discutindo (afinal de contas, isso é um fórum de discussão).

 

Ah, e só mais uma coisinha: Bilheteria não é sinônimo de qualidade. Da mesma forma que você usou esse argumento, eu poderia dizer algo do tipo "Ah, mas Crepúsculo e Lua Nova não ganhou nenhum prêmio importante, nenhum Oscar, ou então uma Palma de Ouro em Cannes" (que também não significa necessáriamente qualidade).

 

Link to post
Share on other sites

 

 

 

sobre o TDK eu discordo de você

 

o TDK é bom e o Heath Ledger mereceu o oscar

 

 

interpretação de texto: decepcionar não significa achar ruim, é na verdade ter uma impressão menor do que a expectativa.

 

interpretação de texto 2: essa nem era a tônica da minha fala, comentar detalhes acessórios desvia a atenção do principal.

 

mesmo assim obrigado pela resposta! 03

 

Link to post
Share on other sites

Todas as gerações possuem suas modinhas.

''Crepúsculo'' não vai ser um marco na história do cinema, mas na minha humilde opinião, não fará mal a ninguém.

 

Estava refletindo sobre as(usei ''as'' pois a grande maioria de fãs da saga é do sexo feminino) fãs de ''Crepúsculo'' e sua fúria com os críticos da saga, então eu acho que entendi o porque dessa fúria.

Meninas/garotas/mulheres em sua maioria são assim!!!

Me desculpem as mulheres deste fórum mas mulheres, principalmente na adolescência, não aceitam críticas a praticamente nada que elas gostam ou a que elas usam.Acho que é por isso que nenhuma garota admite que o filme é ruim(ou não é bom) e um garoto de seis anos fã do Homem-Aranha admite que um filme poderia ser melhor.

Mulheres são realmente teimosas, as adolescentes então, critica-las ou criticar algo que elas gostam é correr risco de morte(exageros a parte)!

 

Minha humilde opinião!

E que me desculpem as mulheres...
Movieman2009-11-23 13:25:51
Link to post
Share on other sites

Não consigo entender o motivo de tamanha polêmica, já que é algo tão simples!

 

 

 

Pra começar, vamos dar uma olhada no Top 10 do site IMDb (O mesmo site onde consta a nota 4.5 para o filme "New Moon").

 

 

 

Neste Top 10 vemos 4 filmes cujo roteiro foi adaptado de algum livro. São eles:

 

 

 

- "Poderoso Chefão" 1 e 2, baseados no livro homônimo de Mario Puzo;

 

- "A Lista de Schindler", baseado no livro "A Arca de Schindler" de Thomas Keneally;

 

- "Um Estranho No Ninho", baseado no livro homônimo de Ken Kesey.

 

 

 

Assisti aos 4 filmes, mas nunca li nenhum destes 3 livros (infelizmente) e nem preciso fazê-lo para dizer que são filmes de qualidade indiscutível, reunindo 21 prêmios da Academia Americana de Cinema (vulgo Oscar), todos levando os prêmios de melhor filme e roteiro adaptado.

 

 

 

Estes filmes tem roteiros perfeitos, sem furos e bem amarrados, com direção fora de série (Coppola, Spielberg e Milos Forman) além de elencos de arrebentar (Marlon Brando, Al Pacino, Diane Keaton, Robert DeNiro, Liam Neeson, Ben Kingsley, Ralph Fiennes, Jack Nicholson, entre muitos outros). E tudo isso reunido faz com que estes filmes sejam considerados 4 dos 10 melhores da história, não importando o que está escrito em seus respectivos livros e nem precisando da leitura destes para conseguir entender possíveis buracos bizarros de roteiro enfatizados por interpretações toscas.

 

 

 

Sendo este site "Cinema em Cena" e não "Literatura de Quinta Categoria em Cena", o que deve ser levado em conta para criticar um filme é este próprio e tudo aquilo que vai pra fita (roteiro, direção, fotografia, efeitos, atuações, etc.).

 

 

 

Então vamos parar com este fanatismo quase religioso e começar a contestar as críticas negativas com argumentos melhores que "Você deveria ler o livro antes de falar besteira do filme", ok??? Obrigado!!!

 

 

 

Espero ter sido claro! Abraços à TODOS.

Link to post
Share on other sites

 

 

Concordo plenamente com ec.band que aliás na minha opinião foi o melhor post até agora. Não precisou tratar exclusivamente da análise do filme mas da repercussão em si e ela fez com louvor.

Eu já li os quatro livros, tenho em casa, já vi os filmes tb e é claro que é mais uma adaptação literária inferior.

Também não gostei muito sobre o fato de vampiros brilharem, mas respeito a imaginação da escritora em fugir dos padrões dos primeiros vampiros inventados... não é um dos melhores livros é claro! Foi feito com uma linguagem simples, mas que serve como distração, como forma de divertimento, assim como os filmes em geral que simplesmente os vejo como forma de lazer que é o principal intuito do cinema e outras fontes culturais, portanto creio que minha crítica muitas vezes possa não ser válida por ser leiga em certos aspectos.

As criticas de crepúsculo vão desde os supostos absurdos feitos pelos diretores até a histeria dos seus fãs.

Mas apesar de tanta procura em criticar, até pq acho que existe um fato muito incomodo de que é mais prazeroso achar o defeito alheio do que as qualidades... vejo alguns prós referente ao livro / filme.

Ao todo, apesar do filme e dos livros estarem longe de serem os melhores, acredito muito que Meyer, assim como Rowling influenciou milhões de jovens a ter o prazer pela leitura até porque o povo brasileiro não tem esse habito (http://educacao.ig.com.br/us/2009/11/21/brasileiro+le+um+livro+por+ano+revela+pesquisa+9136947.html). Portanto referente ao fato de adolescentes sonharem, fantasiarem, lerem, ir ao cinema e fugir desse mundo caótico onde ninguém respeita ninguém, onde está tudo banalizado cujo o amor é algo que para muitos significa ser cafona, virgindade fora de moda e mesmo assim conseguir um sucesso estrondoso; é um mérito que ninguém pode tirar desses escritores e um comentário zombador pelo crítico referente a isso deveria sim ser evitado já que fugiu um pouco da análise do filme em si ao meu ver.

E menininhas que vem aqui pra rebater de forma rabugenta as críticas deixadas aqui sempre vai ter, paciencia... é fase além da falta de maturidade normal da idade!

 

Nathycs2009-11-22 21:12:26

Link to post
Share on other sites

         Muita gente ta revoltada comigo ein??

         A parada é o seguinte: Eu nåo sou advinha para saber se ele ou ela ec.band, mas peço desculpas pelo equívoco. Eu disse vc nåo deveria comentar por nåo ter assistido e nåo que era proibido de comentar qualquer coisa. E nåo eu nåo acho nem comparável, nem praticamente comparável ao tumulto nos estádios de fultebol. Há  fåns que argumetem com "Crepusculo  é  ótimo e nåo descuta", e existem as que contra argumentam e tentam esclarecer certas coisas que muita gente ignora.

        'Racha Cuca' eu assisti Crepusculo fiquei interessada e li os livros. Com Vampire Diaries foi a mesma coisa. Eu assisti o primeiro epsódio da série nåo gostei e nåo vi nenhum motivo forte para ler os livros. Mas ao contrário de certas pessoas e nåo sai por aí difamando a série, os atores, a escritora ou a produçåo. Apenas achei que nåo valia a pena assistir e fui dormir.

        'Silvia' eu nåo chamei o Pablo de "Odeia a Saga crepusculo Até o Fim" eu o chamei de crítico, se tivesse lido com atençåo teria observado. E em torno de uma queståo que vc disse e que eu realmente nåo acreditei quando a li é que vc julgou o Pablo com "racional". Toda a raça humana é racional por isso que é considerada a 'raça superior'. Acho que vc quis dizer algo com formaçåo adequada, tipo curso superior, doutorado ou Phd. Mas se fosse assim, eu teria que sair todo santo dia da minha casa para comer por que eu nåo tenho estudo para cozinhar.

         Esse alvoroço em torno de "o filme deve ser autossustentável e nåo haver pré requisitos para assistir e entender" eu concordo totalmente. Mas quando alguem faz a afirmaçåo do tipo "os meninos só andam sem blusa para dar mais audiência" eu tenho que me manisfestar e mandar essa pessoa ir ler o livro. Acho que para realmente entender o filme deve rolar um pouco de leitura. Um exemplo clássico disso é Harry Potter. Se eu nåo tivesse lido o quarto livro , de forma alguma eu teria entedido aquele filme.

       
Link to post
Share on other sites
"o filme deve ser autossustentável e nåo haver pré requisitos para assistir e entender" eu concordo totalmente.

 

Acho que para realmente entender o filme deve rolar um pouco de leitura.

 


 

Hein?

Não entendi. Pode ser mais clara?

Você acha que um filme deve se autossustentar ou não?

 

 

Se eu nåo tivesse lido o quarto livro , de forma alguma eu teria entedido aquele filme.

 

Sinal de que você achou a adaptação de Harry Potter e o Cálice de Fogo fraca. Se fosse criticar o filme, certamente um de seus argumentos seria a incapacidade do roteirista em condensar a história de uma forma clara para o público. Isso é falha de roteiro, não deveria ser assim.
Link to post
Share on other sites

O que a Ana Paula quis dizer nesse último post é que o Pablo poderia ter se informado um pouco mais sobre a história, não necessariamente ter lido todos os livros.

 

 

 

Não vi o filme, mas se não está dizendo ou sendo mostrado que os caras andam sem camisa pelo motivo A ou B, então é falha de roteiro. Se a escritora resolvesse colocar nos livros que eles andam assim e não dar nenhum motivo, os próprios leitores achariam que eles só estariam querendo se mostrar.

 

 

 

E Ana Paula, o que a ec.band quis dizer comparando a histeria nos jogos de futebol com as fãs de Twilight é que todo mundo tem uma paixão que, de uma forma ou outra, afeta nosso senso crítico.

Link to post
Share on other sites

Amei "A Lesma e o Potinho de Sal", morri de rir.

 

Comentários:

Vi o filme hoje, me senti um pouco aliviada por ver que eles melhoraram os efeitos, estava com medo de lobisomens como o do clip de Thriller!

 

Gostei da Kristen no Silêncio de Melinda, nO Quarto do Pânico e em Eu e as Mulheres (acho que é esse o nome), mas a Bella é realmente fraca, gostaria que a atriz tivesse acrescentado algo a ela, talvez melhorasse muito o filme. Quanto ao Pattinson, ele continua fraco (achei que ele tinha dado um Cedric simpático em Harry Potter); e eu confesso que esperava menos do menininho que fez o lobisomem.

 

E sim, nos três segundos com a Dakota dá pra ver a diferença na atuação!
Link to post
Share on other sites

 

 

Bem me registrei aqui,

só para dar uma rápida opinião sobre o assunto ...

Não sou

adulto, na verdade tenho uma idade aproximada das fãs da série,

porém sou menino, e vejo as coisas com outros olhos (diferente das

meninas).

A pergunta, que vejo muitas pessoas fazendo é: Por que

elas gostam tanto desta série?

A resposta talvez, seja uma

"plural", tendo vários motivos, porém minha opinião é a

seguinte:

Bela, uma jovem comum, quase igual a todas as garotas de

hoje em dia, muito fácil de ser "igualada" pelas as

garotas de nosso tempo.

 

Bem essa menina comum, em uma dia de muita "sorte" conhece

um rapaz, digamos, perfeito: Bonito, Forte, Esperto, Rico (reparem

nos carros que a família Cullen possui),Romântico,Fiel, Um Macho

Alfa (hehehe) e um tanto ESPECIAL (afinal ele é um vampiro). E eu

posso dizer que encontrar um homem com todas essas qualidades unidas,

hoje em dia, vai ser um pouco complicado... Eu aposto que toda menina

fã de Crepúsculo, já sonhou, sonha ou vai sonhar com um

Edward ou um Jacob na vida delas... Afinal é o sonho de toda

adolescente(quase toda) namorar com o vulgo "Fodão" da

escola, aquele cara bonito e descolado, que vai fazer todas as

meninas da instituição sentir “inveja” de você, afinal esse é

o sonho adolescente feminino. Tem muita menina que dá mais atenção

ao “livro” do que a própia vida real... Esquecem do “rapaizinho”

(de carne e osso) que gosta dela, para ficar “sonhando” com um

menino igual ao do livro, que na maioria das vezes nunca chegará.

Agora as perguntas,

porque tem mais meninas do que meninos que gostam da fantástica

série de Crepúsculo? Qual seria o menino que gosta de passar duas

horas na frente de uma tela vendo um homem sem camisa, e vendo todas

as meninas que você poderia estar vulgarmente “paquerando”,

desmaiando e arrancando os cabelos, apenas por uma imagem de cinema?

Qual o menino gosta de ver sua namorada, mais “encantada” com um

“lobisomem” que com ele próprio?

Eu acho que as meninas

viajam mais nesse aspecto da série, pois a historia, não é nada

boa, a partir do terceiro ou quarto livro não me recordo, a série

vira praticamente uma novela mexicana, desde vampiros produzindo

sêmen (vampiro não era um ser “morto”) a várias outras

“babaquices” (desculpem garotas)... Eu não consigo gostar mesmo

da série, me desculpem.

Obs: Aquele livro de

Stephenie Meyer A Hospedeira

consegue ser pior que crepúsculo.

 

 

Odraude2009-11-23 01:05:42

Link to post
Share on other sites

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fiquei

longe do Fórum por falta de tempo , mas é sempre diversão

garantida passar aqui quando um filme fandemonium estreia no cinema.

Esclarecimentos

iniciais: Sim, eu lih os livros... e gosto. Sim, eu adoro a

temática... sim, eu já vi Nosferatu, li Dracula de Bram Stoker e

adoro a versão do Copolla, gosto de muita coisa da Rice, mas das

adaptações cinematográficas eu só gostei de Entrevista, lih tudo

da Charlaine Harris (Sou fã de carterinha! Adoro o jeito desbocado e

cheio de vícios de linguagem que ela escreve em primeira pessoa),

tentei ler os livros do Vianco (Dica do Renato, se não me engano),

mas não rolou comigo,  e acho que um dos melhores filmes do ano

passado foi "Let the Right One In" (uma das melhores

sequências finais dos últimos tempos...).

Tenho

meus "prazeres culposos" e a série Crepúsculo é um

deles. E essa "versão vampírica" de Romeu e Julieta

funciona nos livros, principalmente se você for um romântico

inveterado que chora até com a sequencia final de "Uma linda

mulher", ou se você for uma adolescente descobrindo as alegrias

e tristezas dos relacionamentos, onde cada coração partido, cada

"não" e cada "sim" parecem tão definitivos que

nada, nada é mais importa naquele exato momento. Quando

crescemos, percebemos que "aqueles" momentos acabam sendo bem mais

cômicos e indiferentes do que "definidores" (ou não..

cada um com seu cada qual...)

Tendo

dito isto, eis o que eu achei do filme em questão:(SPOILERS)

A

cena inicial tenta ser épica: Uma lua sendo obscurecida...(Wait? Um

eclipse lunar? Esse não seria o próximo filme? Não, silly! É uma

lua e suas fases... até a Lua Nova.. got it?? ...ah.. NOT!).. até

que o título do filme é revelado. E em seguida uma citação de

Romeu e Julieta, Shakespeare..." These violent delights have

violent ends, And in their triumph die, like fire and powder, Which,

as they kiss, consume." E eis que os desavisados da plateia

aguardam algo incrivelmente inspirador, e trágico, e romântico e

... e ... , bem, Shakespeariano.

Rhm....

...Então,

como eu ia dizendo, o filme mostra Bella Swan, a adolescente comum

que namora um vampiro de 109 anos, em uma clareia, olhando para o que

parece ser sua Avó. Mas espere! Edward, o vampiro, está entrando na

clareia. Ele não pode fazer isso! A avó de Bella vai ve-lô! Ele

vai se expor ao sol e com isso sua pele vai brilhar como um diamante

(tem coisas que nunca.. e eu enfatizo, NUNCA deveriam sair das

páginas de um livro...e Edward purpurinado é definitivamente uma

delas). Mas a avó de Bella aparentemente não se importa. Ela parece

a vontade, feliz de vê-lo.. ela quase que repete os movimentos de

Bella. Então, quando a garota se aproxima de sua avó ela toca um

espelho! Não é sua vó, e sim ela mesma, velha e castigada pelo

tempo, com Edward do seu lado, lindo e purpurinado, congelado para

sempre no esplendor de seus 17 anos. “Feliz aniversário Bella.”

E

a garota acorda...a Stewart inicia uma sequência de diálogos sobre

sua idade e sua vontade de ser imortal e logo de cara percebemos que

Kristen continua rasa em sua interpretação (ou forçada.. não sei,

sempre me parece que ela está exagerando nas expressões...) Na cena

que se segue, uma das muitas em Slow Motion,temos finalmente Edward

Cullen, em sua primeira aparição no filme, chegando no

estacionamento da escola, ocupando 4 vagas com seu Volvo e se

aproximado como em um comercial de absorvente (sabe, quando a garota

sempre parece flutuar em sua perfeição mesmo usando.. a enfim,

vocês entenderam...)

Recusando

celebrar seu aniversário, Bella aceita o convite de sua amiga, a

vampira Alice, Ashley Greene, para comparecer a uma festa em sua

homenagem na casa dos Cullen, sobre os efeitos do poder de persuasão

de Jasper Cullen(que controla as emoções, caso você não tenha

percebido...o.O Porque isso ficou “obvio” com aquela cara de quem

está tentado colocar um ovo que o ator Jackson Rathbone faz...) ,.

Nessa cena, ainda nos primeiros 10 minutos de filme, temos uma ideia

do nível de interpretação que vai envolver o coven dos Cullen. E

logo depois temos o ULTIMATE disso. Eu sei que os vampiros de Meyer

são descritos como criaturas serenas, mais isso não quer dizer

"incapazes de exprimir sentimentos"... é incrível o

amadorismo dos atores que interpretam esses personagens...

amadorismo, falta de interesse ou sei lá o que. Temos 6 atores em

cena, onde cada um espera a fala do outro terminar para começar

recitar a sua parte, como numa peça infantil  onde as crianças,

com medo de esquecer a fala, ficam repassando na cabeça até o exato

momento de dizê-las, e então acabam perdendo o momento. Aí temos

uma série de slow motions mostrando o que deveria ser a principal

sequência do filme, a cena em que Bella é atacada por Jasper. Não

há muito o que dizer... ruim (ponto).

Segue-se

então uma das piores interpretações dos últimos tempos. Edward

Cullen, após internamente ter tomado a decisão de abandonar Bella

para protege-la dos monstros que são ele e sua família, vai

deixa-la em casa logo após o incidente.

O

que deveria ocorrer: Bella, sentido “o clima” no caminho de

volta, pede ao namorado que esqueça o ocorrido e que a beije pois é

o aniversário dela.,goddamit . Ele, transtornado, a beija. Mas de

uma maneira diferente. Bella sente que é um beijo urgente, profundo

e sem as restrições que normalmente são feitas por ele para que

não seja ultrapassado o limite e ele se perca na luxúria do momento

e acabe a matando.. (ui... eu sei..). E é aí que ela sente que algo

muito ruim está para acontecer.

O

que ocorre no filme: Kristen Stewart implora por um beijo... e Robert

Pattinson a beija com receio, fazendo uma cara de nojo profundo como

se estive beijando aquela senhora que foi mostrada na sequência

inicial do filme. (WTF?). É perturbador. O melhor é que para os

"desavisados" é só uma interpretação ruim...quem

instruiu esse cidadão nessa cena? Não dava para gravar algumas

tomadas a mais para ver se "uma" ficaria razoável?

Em

seguida Stewart tenta aprofundar um pouco mais sua interpretação,

enquanto, para mim, Pattinson já desistiu de tentar.. ele só leva o

personagem com caras e bocas dignas de uma sessão de fotografia da

Vogue. Eu realmente acho que o coitado deve passar o tempo todo

preocupado em tentar fazer um sotaque americano decente, o que o

deixa pouco articulado e incapaz de abrir a boca para falar... como

quem acabou de aplicar botox.

Depois

da fatídica cena do break up, temos ilustrada a depressão de Bella

Swan através de uma passagem de tempo quase redundante. Enquanto as

estações do ano claramente se sucedem ao olhar de uma Bella

catatônica, legendas com os ditos meses são acrescentadas... Ok..

uma alusão as páginas em branco do livro, apenas com a indicação

dos meses que se passaram, como uma maneira de enfatizar o vazio que

esse período significou na vida da protagonista. Mais uma vez algo

que NÃO deveria ter sido seguido ao pé da letra no filme.

A

cena em que Bella Swan percebe que ao se aproximar de motociclistas

"do mal" em um bar derrubado em Port Angeles ela "escuta"

a voz de Edward alertando-a sobre o perigo dessa situação,

realmente existe no livro. Mas no filme, a roteirista achou que

apenas se aproximar de uma bando de marginais não seria o

suficiente. E apenas ouvi-lo também não! Ela tinha que vê-lo! Ela

tinha que subir na garupa de um dos bad boys e dar um pequeno passeio

de moto pela cidade, fazendo cavalos de pau e se divertido a beça!

Depois o rapaz gentilmente a deixa no mesmo local de onde saíram

porque existem almas caridosas no mundo. (Na real, o cara levaria ela

para o meio do nada e dizia o clássico; Ou dá ou eu te abandono

aqui, boneca! Isso em um dia bom!).

Nas

sequências seguintes somos apresentados à Jacob Black e seus

bíceps, luizinho e huguinho, irmãos menores de seu abdômen, o

zezão. Nesse ponto o filme fica até assistível . As passagens de

tempo são mais amenas e marcada pelas tomadas das diferentes fases

do concerto das motocicletas que Bella trás para o amigo mecânico.

Após

a inserção desse personagem, quase esquecemos quem é Edward e porque ele usa purpurina no corpo. Minha teoria é que, com aquele

“six pac” a mostra, despertando desejos criminosos na platéia, já

que o índio em questão tem apenas 16 anos (assim como seu

interprete), acabamos esquecendo de prestar atenção nas

interpretações, na Stewart ou em qualquer outra criatura em cena.

 

 

 

A

hipnose dura até a sequência em que Alice, a vampira e BFF, retorna

após ter uma visão de sua amiga pular de um penhasco... o que na

verdade era apenas um salto recreativo, porque É super divertido

pular de penhascos em um mar congelante! Mais interpretações pobres

de Greene, e mais cortes bruscos... até que descobrimos que Edward,

que aparece no que deveria ser uma favela do Rio de Janeiro com vista

para o Cristo Redentor, ao saber que Bella supostamente teria

cometido suicídio, decide ir a Itália e morrer também, mas pelas

mãos dos Volturi. Temos então outros cortes, blá blá blá...mais

Greene em cena, agora pior do que nunca (eu já disse que a Greene é

ruim? Não?) , e então temos Itália e Volturis! E sim , É a melhor

sequência do filme.

Nos

15 minutos que se seguem temos interpretações mais imponentes que

em todo o resto do filme, até mesmo por parte do elenco principal,

que talvez tenha se inspirado e decidido que era melhor fazer bonito

alí, ou seriam profundamente humilhados. Michael Sheen como Aro está

incrivelmente divertido. Também foram agradáveis os segundos em que

Dakota Fanning aparece como a vampira sado Jade (a carinha dela

quando percebe que não consegue infligir dor em Bella...muito bom!

).

 

 

 

 

O

momento mais “What the Fuck” do filme foi sem dúvida a visão do

“futuro de Bella” que Aro teve ao tocar Alice. Se igualou com o

sonho EMO que Bella tem de Edward a mordendo quando ela descobre que

ele é vampiro, após perguntar ao Google – o oráculo, em

Crepúsculo.

Depois

disso só mais interpretações ruins, e um final decepcionante. Só

faltou o ""to be continued" para completar a sensação

de que tinha acabado de assistir um enormemente longo episódio da

série "The Vampire Diaries", que por sua vez parece uma

versão para TV do filme Crepúsculo...

Não

há praticamente um momento sem uma música indie no fundo, que

normalmente não consegue enfatizar a sensação que deveríamos

sentir com a cena. Nada se compara a trilha de rádio AM de

Crepúsculo, claro. Pelo menos dessa vez as músicas são boas e a

trilha instrumental também.

 

 

A

montagem é mais um fraco do filme, onde cortes bruscos e falta de

continuidade fazem com que momentos importantes sejam perdidos e

deixam o espectador que não leu os livros totalmente desbaratinado.

 

 

 

 

Como

a Mônica disse, falar que Lua Nova é melhor que Crepúsculo é como

chover no molhado, já que Crepúsculo na verdade é tão amador que

chega a ser engraçado.

Eu

sou adepta a teoria de que errar é humano, mas insistir no erro é

burrice. Se o elenco não poderia ser modificado, e se foi impossível

melhorar as atuações, o mínimo que poderia ser esperado era uma

caprichada na parte técnica do filme. Claro que houve uma enorme

evolução, com todo aquele CGI, mas falhas de maquiagem, e de

continuidade não deveriam ocorrer em um filme que exige tão pouco.

Para

finalizar, tenho certeza que a grande maioria dos fãs da série vão

certamente adorar o filme, o que já podemos perceber com os números

das bilheterias. Também acredito que Weitz tentou realmente fazer

algo para esses fãs, e não para o publico geral. Não o culpo, pois

quando se tem uma base de fãs tão fiel como as da serie Twilight,

não há muita necessidade de agradar à mais ninguém, já que é

sucesso garantido. Sem contar que ele já foi tão criticado por não

ser fiel na sua adaptação da Bússola de Ouro, que dessa vez não

quis correr o risco e seguiu a cartilha com o que ele tinha em mãos.

 

 

Esperto

foi o David Slade que escalou Bryce Dallas e outros novos vampiros e

vai deixar que grande parte do filme envolva esse outro núcleo! Way

to go, Slade....

 

Se

Crepúsculo foi aceito e defendido tão arduamente, Lua Nova será

adorado e definitivamente prevejo reações bem mais fervorosas das

devotadas fãs da série.

Para

mim foi divertido. Eu ri muito.

É

isso.

 

 

 

 

 

 

Penny Lane2009-11-23 12:44:31

Link to post
Share on other sites

Coisas para rir:

 

fãs tentando explicar a falta de roupas...

 

fãs para falta de argumentos dando a mesma resposta ( vc não entendeu pq não leu o livro)

 

Fãs contrariando as leis da física e da termondinamica...

 

Só entrando no fórum para uma meia hora de boas risadas...

 

Tenho certeza que essas pessoas que entram no forum p/  malhar o Pablo, estavam a puxar a fila do gritos e delírios no cinema.

 

"A verdade doi."

Nunca uma frase fez tanto sentido.

 

 

Link to post
Share on other sites

Sobre o post de Penny Lane:

 

Fantástica sua crítica!

Melhor, muito melhor que a do tópico em questão!

Descontinuidade do filme, corte brusco de cenas, a cara da Kristen de "esqueciotexto" e do Pattinson "tocomdordebarriga"... hahaha

E sim, tem coisas q realmente não deveriam NUNCA sair dos livros! kkkkk

O maior problema dos filmes da saga, é direção, roteiro e produção... sim, os atores não são lá grande coisa... mas nem q fizessem mais mil tomadas, era possível sim melhorar a cara do Edward naquele beijo do dia do aniversário!
geisinha2009-11-23 07:29:49
Link to post
Share on other sites

Só me cadastrei nesse fórum para poder responder e fazer valer a pena o voto de alguém fora do estereótipo das "Crepusculetes", como nosso caro crítico cinematográfico rotulou.

 

Primeiro de tudo, antes que falem que é por causa da crítica sobre Lua Nova; não suporto as críticas do Sr. Pablo Villaça. Ele consegue ser pior que o Ewald Filho, ambos são os famosos "críticos CARAS", ou seja, aqueles que por mais que a fotografia de um filme esteja ótima eles rebatem com "olha a cara dela!" ou então "que roupa é essa?". Claro, como poderia me esquecer das metáforas hiperbólicas que chegam a esbarrar em um senso comum de estereotipação para as "desgraças" presentes em filmes horríveis, certo? Enfim, se colocarem o Villaça para ser redator da "Ti Ti Ti" ou aquelas revistas noveleiras, nós teremos um ótimo colunista.

 

Claro, antes que eu comece a falar da crítica em questão, gostaria de deixar claro que não são somente pré-adolescentes estéricas que gostam do filme, ou melhor, não são somente jovens BURROS, como foram capazes de julgar não somente o Sr. Villaça, mas outros aqui presentes! Tenho 24 anos e possuo um currículo profissional e acadêmico invejável por muitos, porém sou fã de vampiros e, da mesma forma que Anne Rice quebrou paradigmas impostos por Bram Stoker, vejo Stephenie Meyer "renovar" a fim de conquistar uma nova leva de fãs. Trabalho com eventos relacionados à Crepúsculo e vejo que a cada dia a compra de material relacionada às histórias de vampiros tem aumentado significamente, ou seja, Meyer foi um dispositivo que fez ligar em todos a vontade de ler e saber mais sobre essa história secular.

 

Possuo amigos que são como eu, tão quanto melhores em suas vidas, e adoram os livros dela. São leituras fáceis e rápidas, porém vejo o lado positivo de ver crianças largando a TV imunda brasileira e se atracando em livros! Se todos querem que os jovens leiam até Mônica, que é um lixo de quadrinhos, o por quê não contato com Crepúsculo?

 

Enfim, vamos para o que interessa. O infame texto chamado de crítica.

 

O que mais me incomoda é ver alguém olhar uma obra de arte e fazer comentários sobre algo que não está lá, porém convence os menos favorecidos mentalmente ao usar metáforas e palavras difíceis, fazendo com que a retórica seja ou mais simples ou menos alusiva ao assunto. Convenhamos, ver "Lua Nova" e ligar a marca "Virgin" ao sentido de abstinência sexual do filme é o cúmulo. Não seria mais fácil perceber outras grandes empresas presentes no filme e a necessidade de patrocínio? Não, Villaça fez o mesmo que olhar uma Monalisa (não estou comparando DaVinci à Crepúsculo, mas usando uma obra de arte comum) e ver traços Futuristas!!!

 

Quando fazemos uma crítica não precisamos olhar de todos os lados? E me pergunto, Pablo Villaça já leu os livros? Pelo comentário sobre o quarto livro eu acho que não! Ou seja, não se sabe o que está se embasando e sim somente em seu próprio preconceito, pois deve ter pego um dos melhores filmes de vampiro existentes para comparar e criticar "Lua Nova".

 

Acho que o termo "besteira monumental" que ele usa para se referir ao primeiro filme faz jus à escolha da fraca diretora, porém ninguém se lembra que Crepúsculo foi filmado para ser um filme B americano e acabou tomando proporções imensas. Usaram dois atores que são bons em seus limites e acresceram o elenco com atores fortes, bons e que possuem nomes. Michael Sheen e Dakota Finning, ou seja, dois ótimos atores e fãs da série.

 

O engraçado é quando ele fala mal de Kristen Stewart, como atriz, e compara a Glenn Close. Ela é ruim também? Ambas surgem com as características femininas inexistentes de Stephenie Meyer? Por quê o Pablo Villaça não se preocupou em falar que Meyer não foi original com sua história devido aos livros de "Vampire Diaries", de 1991? Não, pois, é mais fácil julgar colocando seu preconceito na frente.

 

Uma crítica vazia que elogia o trabalho do diretor, porém se contradiz com frescurinhas de uma pessoa vazia e em busca do título de excentrica ou cult, sejá lá o que o Sr. Villaça pretende para a sua promissora "vida de crítico", que não ultrapassa a barreira do seu teclado para sua projeção em outros meios. Por qual motivo não foi citado a interpretação de Michael Sheen, como sendo brilhante e inesperada entre o ritmo do filme? Ou a presença demoníaca interpretada pela angelical Dakota Finning? Claro, além do elogio mínimo ao diretor Chris Weitz, por quê não vi nenhuma citação à trilha sonora do filme? Músicas escolhidas à dedo e que faziam o espectador estar em imersão com o filme?

 

Não! Tudo isso é difícil sendo que é mais fácil satirizar um filme, pois, não o agradou. Então, Sr. Pablo Villaça, aprenda uma coisinha, se a grande e principal discussão do filme é o "certo e o errado" ou o "sim e o não", entre humanos e vampiros, por qual motivo o senhor pode dizer que ele é ruim e falar "não é um filme bom", sendo que não sabemos ao certo o que realmente é "certo e errado", ou melhor, o que é bom ou não é bom!!!

 

Para mim, o que não é bom é essa sua intensão moralista de criticar um filme que se fosse tão ruim não se tornaria o filme com maior arrecadação, passando o último filme do Batman, com U$72 milhões. Reveja o seu conceito e quem sabe conquiste mais opiniões. Não adianta postar comentários que se igualem ao seu, pois "mais do mesmo" para mim não vale; vale aquele que sabe defender sua opinião e não usar a perspicácia para se mostrar como se fosse alguém de respeito, pois você está longe disso.

 

E a cada dia minha opinião sobre você piora! Se esforce e quem sabe ocupará uma cadeira de comentarista da Globo. E ficarei grato se ele, e somente ele, responder ao meu comentário. Os outros não me importam, pois não passam de frutos de massa! (Não são frutos de massa? Oras, vocês estão aqui, certo? Então...)

 

 

Link to post
Share on other sites

Ah! Claro, as críticas dele para com a Paris Filmes também não possuem fundamentos. Procure se informar antes sobre o que realmente ocorreu e não só ficar falando com atendente!

 

Tanto para a falta de filme legendado como o motivo de não existir cabine de imprensa aqui no Brasil. Ah! Vou deixar uma dica para ajudar o seu trabalho, não foi só no Brasil que não teve cabinde de imprensa, ok? Agora se é mundial, tente pensar o motivo...

 

Sério, sinto pena de comentários superficiais, quando o gosto medíocre ultrapassa a consciência...

 

 

Link to post
Share on other sites
Possuo amigos que são como eu' date=' tão quanto melhores em suas vidas, e adoram os livros dela. São leituras fáceis e rápidas, porém vejo o lado positivo de ver crianças largando a TV imunda brasileira e se atracando em livros! Se todos querem que os jovens leiam até Mônica, que é um lixo de quadrinhos, o por quê não contato com Crepúsculo?[/quote']

Verdaaaaaaade!

E tbm não me encaixo no perfil projetado em fãs da saga, nem mesmo sou adolescente... hahaha... mas adorei os livros!
geisinha2009-11-23 11:19:59
Link to post
Share on other sites

 

Possuo amigos que são como eu' date=' tão quanto melhores em suas vidas, e adoram os livros dela. São leituras fáceis e rápidas, porém vejo o lado positivo de ver crianças largando a TV imunda brasileira e se atracando em livros! Se todos querem que os jovens leiam até Mônica, que é um lixo de quadrinhos, o por quê não contato com Crepúsculo?[/quote']

Verdaaaaaaade!

E tbm não me encaixo no perfil projetado em fãs da saga, nem mesmo sou adolescente... hahaha... mas adorei os livros!

 

Eu aprendi a ler com Mônica, tá!? 16

Me disseram que agora tem uma versão "malhação" de Mônica!? Procede?!

 

ps- é incrível nossa capacidade de fugir do assunto! auahauah

 

 

 

Link to post
Share on other sites


Eu aprendi a ler com Mônica' date=' tá!? 16
Me disseram que agora tem uma versão "malhação" de Mônica!? Procede?!

ps- é incrível nossa capacidade de fugir do assunto! auahauah

[/quote']

 

Também lia monica (quando pequeno).0808

 

P.S.: E tem mesmo a versão teenager da Turma da Mônica.

 

turma_da_monica_jovem_revista_capa_zero.jpg

 

 

E até da Luluzinha:

 

lulusinha2.jpg
Jailcante2009-11-23 11:52:04
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

Announcements


×
×
  • Create New...