Jump to content
Forum Cinema em Cena

Avatar 2 - (James Cameron dez 2022)


Big One
 Share

Recommended Posts

Uau, defensores ferrenhos de Avatar aqui, desculpa pessoal, mas eu não consegui ver cenas como a do holograma citada pelo Raziel como algo que adiciona algo subtancial a história ou ajuda na imersão dela, apenas um tom de coloquialidade, ou o "desconforto" do empresário em massacrar os Na'vis como sutil e bem feito para adicionar algo a um personagem sem personalidade alguma. Honestamente, não consigo me apegar dessa forma as histórias de Cameron.

 

Dook, a forma que os efeitos especiais são utilizados é que é revolucionária, não a técnica por de trás deles. Sim, Star Wars precisou criar do zero a própria tecnologia, assim como Avatar, mas em casos como T2 eles já utilizaram uma tecnologia existente de uma nova forma (misturando marionetes e CGI) e Matriz não inventou o "Bullet Time", denovo, foi a mistura de CGI com técnicas de filmagem em Slow motion já feitas no final dos anos 80. O efeito é impressionante sim, e casou muito bem com a proposta do filme, um mundo virtual em que as pessoas "manipulavam a física" do local como Neo fazia, mas efeito por efeito, Blade de 1998, 1 ano antes, já fez algo parecido.

 

 

Link to comment
Share on other sites

 

Lucas, o único filme a utilizar a técnica de T2 antes deste foi O Segredo do Abismo, justamente o filme anterior de Cameron. E mesmo assim o negócio é tão fascinante que 20 anos depois funciona como se tivesse sido feito hoje.

 

E sério, diminuir o cinema de um diretor pq seus personagens são rasos (ou a história que ele conta), considerando a gama infinita de tipos de cinema que existem é tão elitista que chega a ser repulsivo. A maioria dos filmes do Spielberg, por exemplo, sofrem do mesmo "mal" do qual você demoniza os filmes do Cameron.

 

Dook2011-02-06 15:09:45

Link to comment
Share on other sites

 

 

Lucas' date=' o único filme a utilizar a técnica de T2 antes deste foi O Segredo do Abismo, justamente o filme anterior de Cameron. E mesmo assim o negócio é tão fascinante que 20 anos depois funciona como se tivesse sido feito hoje.

 

E sério, diminuir o cinema de um diretor pq seus personagens são rasos (ou a história que ele conta), considerando a gama infinita de tipos de cinema que existem é tão elitista que chega a ser repulsivo. A maioria dos filmes do Spielberg, por exemplo, sofrem do mesmo "mal" do qual você demoniza os filmes do Cameron.

 

[/quote']

 

Ok, vou tentar deixar isso o mais claro possível.

 

O primeiro ponto da conversa foi o comentário do próprio James Cameron que em seus filmes ele sempre "inventa uma coisa antes de ser capaz de realiza-lá" referindo-se obviamente a tecnologia de FX para filmar os seus filmes. O ponto que eu fiz é que apenas dois de seus filmes, Avatar e Titanic, caem nessa categoria de serem "infilmáveis antes de inventar a tecnologia" e disse que no caso de T2 era perfeitamente possível para a tecnologia da época. Com isso eu não quis passar nenhum julgamento sobre a qualidade e o impacto que o filme e seus efeitos especiais tiveram. E sim, eu adoto T2, considero um dos meus filmes favoritos e acredito que seja um dos melhores filme de ação já feitos, tranquilamente.

 

E não, eu não quero diminuir ou "demonizar" James Cameron, mas eu não vou ignorar o fato que seus filmes não investem tanto na substância da história quanto da forma em que ela é apresentada. É um feijão com arroz em um lindíssimo prato. E eu adoro feijão com arroz, mas tenho que dizer que filmes com tamanha atenção, tamanha produção e mais de 10 anos de gestação para que tenha um enredo tão básico... é um tanto decepcionantes.

 

De forma alguma eu quero ser elitista ou um esnobe, mas será que só eu gostaria que o Cameron colocasse mais esforço nas histórias e personagens dos seus filmes? Eu admito que um cenário tão legal quanto de Avatar, após mais de 2 horas e meia, eu não conseguir me importar com o que vai acontecer com Jake e o mundo de Pandora  é broxante.

 

E sim, eu concordo, Spilberg sofre do mesmo mal em filmes como Jurrassic Park. Na verdade Spilberg fez filmes piores que Cameron, como a continuação de Jurrassic Park, mas diferente de Cameron, ele também já contou histórias muito superiores ao que Cameron já fez como Amistad. E ele foi o co-roterista do Goonies 06

 

E por favor povo, não vamos tranformar isso numa briga Cameron VS "outro diretor" Denovo, eu gosto do Cameron, gosto tanto que nos filmes dele eu espero muito a ponto de ficar decepcionado quando são apenas "bons" e isso é um elogio bem melhor do que eu posso dizer de 90% dos cineastas atuais.

Lucasfilmes2011-02-06 23:11:57

Link to comment
Share on other sites

Aí é que está o ponto onde divergirmos xará. Amistad tem uma história linda, muito bacana, bem escrita... mas eu nunca vi um Spielberg tão desinteressado quanto ali. O resultado é um filme arrastado, quadrado mesmo... sem nenhum ponto de respiro. Minto... o motim é uma sequência bem fodona (embora na sua obra seguinte ele fizesse o desembarque na Normandia, uma aula de como abrir um filme). Mas, depois disso temos uma temática tão rica, emocional e humana contada de uma forma seca, distante... um documentário do History Channel. E estamos falando de um filme dirigido por Steve Spielberg! Já Jurassic Park... o que diabos tem de errado com Jurassic Park? É Spielberg na sua melhor forma!

 

O negócio é que eu me preocupo muito menos com a originalidade da história do que com a forma que ela é contada. É claro que um roteiro inteligente e criativo é sempre bem vindo... mas o cinema é muito mais do que isso. Aliás, Avatar é um dos filmes que mais mostram o poder trascendental do cinema... e todas aquelas coisas maiores que a vida que são difíceis pra cacete de explicar...
Link to comment
Share on other sites

 

 

 

Ok' date=' vou tentar deixar isso o mais claro possível.

 

O primeiro ponto da conversa foi o comentário do próprio James Cameron que em seus filmes ele sempre "inventa uma coisa antes de ser capaz de realiza-lá" referindo-se obviamente a tecnologia de FX para filmar os seus filmes. O ponto que eu fiz é que apenas dois de seus filmes, Avatar e Titanic, caem nessa categoria de serem "infilmáveis antes de inventar a tecnologia" e disse que no caso de T2 era perfeitamente possível para a tecnologia da época. Com isso eu não quis passar nenhum julgamento sobre a qualidade e o impacto que o filme e seus efeitos especiais tiveram. E sim, eu adoto T2, considero um dos meus filmes favoritos e acredito que seja um dos melhores filme de ação já feitos, tranquilamente.[/quote']

 

O seu ponto está errado... Em O Segredo do Abismo ele precisou criar lentes especiais que suportassem a pressão de filmar no tanque sem mencionar o morph via CGI que antes não existia. O Segredo do Abismo era infilmável sem essas tecnologias e estamos falando do biênio 1988-89.

 

Portanto, de certa maneira, Cameron acabou estabelecendo um padrão para a realização de seus filmes: eles precisam que certas tecnologias sejam inventadas para que possam ser feitos. E, considerando que ele dirigiu 8 filmes e que em 3 ele teve que inventar tecnologia para realizá-los, é... isso dá 40% da filmografia do cara, o que faz da afirmação dele algo bem razoável.

 

E não' date=' eu não quero diminuir ou "demonizar" James Cameron, mas eu não vou ignorar o fato que seus filmes não investem tanto na substância da história quanto da forma em que ela é apresentada. É um feijão com arroz em um lindíssimo prato. E eu adoro feijão com arroz, mas tenho que dizer que filmes com tamanha atenção, tamanha produção e mais de 10 anos de gestação para que tenha um enredo tão básico... é um tanto decepcionantes.[/quote']

 

Ninguém aqui está ignorando...

 

De forma alguma eu quero ser elitista ou um esnobe' date=' mas será que só eu gostaria que o Cameron colocasse mais esforço nas histórias e personagens dos seus filmes? Eu admito que um cenário tão legal quanto de Avatar, após mais de 2 horas e meia, eu não conseguir me importar com o que vai acontecer com Jake e o mundo de Pandora  é broxante.[/quote']

 

Não se pode agradar todos...

 

Link to comment
Share on other sites

 

O negócio é que eu me preocupo muito menos com a originalidade da história do que com a forma que ela é contada. É claro que um roteiro inteligente e criativo é sempre bem vindo... mas o cinema é muito mais do que isso. Aliás' date=' Avatar é um dos filmes que mais mostram o poder trascendental do cinema... e todas aquelas coisas maiores que a vida que são difíceis pra cacete de explicar...[/quote']

 

Fecha a conta e passa a régua.

 

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

Avatar 2 | Terremotos podem impedir James Cameron de descer as Fossas Marianas

Diretor planejava pesquisar a fauna do ponto mais fundo do oceano

Em setembro passado, o jornal The Australian noticiou que engenheiros da Austrália estavam ajudando James Cameron a criar um submarino para águas profundas que descesse até as Fossas Marianas, o ponto mais baixo da Terra, a 11km da superfície, no fundo do Oceano Pacífico. A ideia de Cameron seria entender a vida marinha abissal na sua pesquisa para Avatar 2.

Embora o equipamento esteja em construção, a viagem pode ser adiada. O Coming Attractions diz ter confirmado com uma fonte que a 20th Century Fox não está disposta a permitir que o diretor desça as fossas depois dos terremotos no Japão. Já seria uma expedição arriscada, sem os abalos sísmicos. As fossas, a leste das Ilhas Marianas, ficam na fronteira entre as placas tectónicas do Pacífico e das Filipinas.

O homem visitou o ponto mais fundo do oceano apenas uma vez, em 1960. Pesquisadores do Woods Hole Oceanographic Institution, dos EUA, desenvolvem um robô capaz de descer as fossas, mas por enquanto não há planos de explorá-las. Pelo visto Cameron terá que adiar os seus também.

Link to comment
Share on other sites

 

Uau' date=' defensores ferrenhos de Avatar aqui, desculpa pessoal, mas eu não consegui ver cenas como a do holograma citada pelo Raziel como algo que adiciona algo subtancial a história ou ajuda na imersão dela, apenas um tom de coloquialidade, ou o "desconforto" do empresário em massacrar os Na'vis como sutil e bem feito para adicionar algo a um personagem sem personalidade alguma. Honestamente, não consigo me apegar dessa forma as histórias de Cameron.

 

Dook, a forma que os efeitos especiais são utilizados é que é revolucionária, não a técnica por de trás deles. Sim, Star Wars precisou criar do zero a própria tecnologia, assim como Avatar, mas em casos como T2 eles já utilizaram uma tecnologia existente de uma nova forma (misturando marionetes e CGI) e Matriz não inventou o "Bullet Time", denovo, foi a mistura de CGI com técnicas de filmagem em Slow motion já feitas no final dos anos 80. O efeito é impressionante sim, e casou muito bem com a proposta do filme, um mundo virtual em que as pessoas "manipulavam a física" do local como Neo fazia, mas efeito por efeito, Blade de 1998, 1 ano antes, já fez algo parecido.

 

[/quote']

 

Que burro, dá zero pra ele. A cena não tem nada de slow motion, pois se trata de fotos tiradas em um determinado tempo, algo muito antigo.

 

O efeito usado por matrix é mais antigo do que vc pensa, a grande base dessas cenas BT foi o uso do zoopraxiscope, algo usado pelo Muybridge em 1880.

 

Volta pra escola ou comece a ver os extras do BD e DVD.

Link to comment
Share on other sites

Er... que diferença faz a técnica utilizada se o resultado final é um efeito de slow motion?? Sabe, quando o filme mostra a ação ocorrendo lentamente.

 

Se a ação de matrix no bullet time ficasse estática com apenas a a camera girando, até vai.

 

Então volte para a escola e aprenda uma coisinha chamada semântica.

 

 

Link to comment
Share on other sites

 

Er... que diferença faz a técnica utilizada se o resultado final é um efeito de slow motion?? Sabe' date=' quando o filme mostra a ação ocorrendo lentamente.

 

Se a ação de matrix no bullet time ficasse estática com apenas a a camera girando, até vai.

 

Então volte para a escola e aprenda uma coisinha chamada semântica.

 

[/quote']

 

Que burro, o efeito de Matrix é impossivel ser feito usando a técnica comum de slow e pra quem viu os extras viu a redoma lotada de Canon Rebels e o diretor de fotografia explicando que tirando as fotos eles podiam retardar a imagem em até 600fps, 1200fps até chegar a velocidade ideal, o que é impossivel com uma câmera que grava em 24fps como as de cinema.

 

semântica seria se o resultado usando a técnica comum e a zoopraxiscope desse o mesmo resultado, o que é impossivel devido a disparidade dos equipamentos, fica aqui apenas a sábia escolha do DF de Matrix que tirou um bagulho simples lá do fundo do baú e a modernizou.

 

Só falta vir defender o uso do Zoom no cinema.

 

Link to comment
Share on other sites

Putz grila... A noção de slow-motion não significa que é o efeito de retardar o tempo em um filme por uma exclusiva técnica ou um número específico de frames que eles podem retardar, e sim o efeito em si, a percepação do tempo ficar lento DURANTE a projeção.

 

De novo, a maneira de como o cineasta atinge o efeito não muda o fato de que é slow motion, que o Neo estava se movendo em câmera lenta. Semântica que dizer significado, e o significado de câmera lenta é essa:

 

Câmera lenta é o nome que se dá em português ao efeito especial de cinema e vídeo 

em que os movimentos e ações em quadro são vistos numa duração maior do

que a normal, dando a sensação de que o próprio tempo está passando

mais devagar. Embora o efeito só seja perceptível quando da projeção, ele pode ser preparado na filmagem ou no tratamento das imagens.

 

E uau realmente eu sou ignorante por não saber a quantos frames são necessários para retardar a imagem.... que vergonha... que vegonha.

 

 

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...
  • 3 weeks later...

Ator de Avatar de volta ao espaço

Após explorar o mundo de Pandora em Avatar, Sam Worthington

irá voltar ao espaço em seu próximo projeto. O ator acaba de ser

confirmado em um filme sobre uma guerra intergaláctica que está sendo

escrito por Aaron Guzikowski.

 

Ainda sem título definido ou data

de estreia prevista, o novo filme marcará o reencontro de Worthington

com o produtor Basil Iwanyk. Os dois trabalharam juntos em Fúria de Titãs.

 

Guzikowski

ainda não viu nenhum de seus roteiros ganhar vida em Hollywood, mas

isso deve mudar em breve. Ele é responsável pelo argumento de Contraband, com Kate Beckinsale (Anjos da Noite) e Mark Wahlberg (Um Olhar do Paraíso), que tem lançamento marcado para 16 de março de 2012.

 

O roteirista tinha um de seus trabalhos na "lista negra" de Hollywood. Trata-se de Prisoners,

que teve sua produção anunciada e cancelada diversas vezes e que só

agora deve se tornar realidade. O canadense Denis Villeneuve (Incêndios) irá dirigir o longa.

Notícia:Ator de Avatar

Fonte: Adoro Cinema.

 

 

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Avatar 2 e 3 | James Cameron fala do status da produção

"Não é propriamente uma trilogia, mas um enorme arco de personagem"

 James Cameron esteve no Covenant House Gala de Los Angeles neste fim de semana para receber um prêmio por seu trabalho filantrópico. À Fox News, ele aproveitou para falar da produção de Avatar 2 e 3.

"Estamos rodando dois filmes juntos, então estou escrevendo dois roteiros ao invés de um, o que vai completar o arco de história dos três filmes. Não é propriamente uma trilogia, é mais um enorme arco de personagem", começou Cameron.

"No momento estamos fazendo um monte de trabalho preliminar com um novo software, novas técnicas de animação etc. Estamos criando uma nova instalação em Manhattan Beach", emendou, em referência aos estúdios californianos do MBS Media Campus, onde os dois filmes serão rodados. Cameron deve ocupar um sexto do lugar, alugando 8 mil metros quadrados de escritórios e estúdios de som. O lugar recentemente abrigou a produção de Thor.

Sobre as expectativas: "Sempre tem. Tive que lidar com isso depois de O Exterminador do Futuro em 1984. Do nada, eu tinha um sucesso e todo mundo perguntava o que eu faria em seguida. Meu trabalho é levar o público em uma jornada e entretê-los. No segundo em que me sento para escrever, chego em Pandora. Não fico pensando em tapetes vermelhos, essas coisas. Os personagens têm vida própria".

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

Sam Worthington fala de Fúria de Titãs 2 e Avatar 2 e 3

Ator comenta o que podemos esperar dos dois projetos

O ator Sam Worthington esteve em Los Angeles nesta sexta-feira para falar de The Debt, mas acabou respondendo perguntas sobre Fúria de Titãs 2 (Wrath of the Titans) e Avatar 2 e 3.

Sobre a preparação de James Cameron - que atualmente escreve os roteiros dos dois filmes e começa a rodar no final do ano - foram as hipérboles de sempre. "Conversei com ele [Cameron], ele me contou quais são os planos para a trama, e é gigantesco. É simplesmente monumental. O arco da história é enorme. Precisei pedir um tempo porque pela metade [enquanto Cameron contava] eu já estava exausto."

Worthington então falou como Fúria de Titãs 2 pode ser melhor que o primeiro filme. "Acho que temos que dar um peso ao filme. O primeiro era videogame. O segundo tem que ter uma certa gravidade. Isso é difícil porque blockbusters são feitos como máquinas, você não consegue o mesmo peso e a liberdade de filmes independentes", diz o ator.

Avatar 2 tem lançamento previsto para dezembro de 2014 e Avatar 3 deve chegar aos cinemas um ano depois, em dezembro de 2015. Já Fúria de Titãs 2 estreia em 30 de março de 2012

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

Sigourney Weaver fala da sua volta a Avatar e Os Caça-Fantasmas

Atriz está segura de seu retorno ao universo de James Cameron - já Ghostbusters...

Em entrevista aos nossos parceiros do Collider, Sigourney Weaver falou sobre a sua volta ao universo de Avatar e também sobre Os Caça-Fantasmas 3.

Embora a sua personagem no filme de James Cameron, a Dra. Grace Augustine, termine ao pé da Árvore das Almas aparentemente morta, o retorno da atriz está garantido. "Isso aí, vamos fazer mais dois, agora simultaneamente. A questão da 'morte' dela é só uma interpretação possível. Dá pra ver que acontece alguma coisa com a personagem, mas, como ele [Cameron] diz, ninguém nunca está morto de verdade na ficção científica. Mas vamos falar melhor sobre isso daqui a um tempo", diz.

Sobre o terceiro Ghostbusters, Weaver não parece tão segura. Questionada se a produção vai mesmo acontecer, respondeu: "Eu esperava que vocês pudessem me dizer... Eu acho que Bill [Murray] não leu o roteiro ainda. Se Bill recusasse eu acho que nenhum de nós faria o filme. Por quê? Sempre achei que a questão era reunir todo mundo e se divertir".

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...