Jump to content
Forum Cinema em Cena

Fúria de Titãs 2 (2012)


Jailcante
 Share

Recommended Posts

  • 4 weeks later...
  • 3 weeks later...
  • 1 month later...
  • 5 weeks later...

Eu já achei uma quase-porcaria. Gostei mais do 1º que funciona mais como um "guilty pleasure".

 

 

 

FÚRIA DE TITÃS - 4.0/10 - Nenhum tema é intocável, nem mesmo a mitologia grega, por isso a idéia dos realizadores de "Fúria de Titãs" de criar uma história própria a partir da fonte não chega a ser ultrajante, mas a realização consegue ser. O filme se mostra descartável, pois esta continuação tem uma narrativa fraca, frágil e rasa que não consegue estabelecer um mínimo de interesse quando coloca Zeus (Liam Neeson) em perigo fazendo com seu filho semi-deus Perseus (Sam Worthington) tenha que deixar a sua vida comum para retomar a sua missão na Terra. A produção é tão pouco caprichada, tão pouco criativa e tão pouco inspirada que a sensação que se tem é que o filme foi feito com as sobras da produção anterior já que as sequências soam requentadas, sem um mínimo senso de aventura revelando a mão pesadíssima do diretor Jonathan Liebesman, como se vê na sequência de abertura que acompanha um ataque no vilarejo em que Perseu vivia em que tudo se resume a coisas atiradas já que não se vê o que se ataca, mas sem um mínimo de sutileza ou tensão, ou durante as batalhas em planos abertos que soam artificiais e burocráticas. Até mesmo os personagens soam desinteressantes já que Sam Worthington parece ter deixado o seu carisma no set do filme anterior ou até mesmo em Pandora, soando um mero fantoche para um roteiro pedestre. Se as presenças de Liam Neeson e Ralph Fienes, como Hades, conferem certa serenidade, apesar de serem constantemente sabotados por diálogos reducionistas e/ou expositivos, Bill Nighy parece que ainda não se esqueceu dos trejeitos de Davy Jones de "Piratas do Caribe", soando canastrão e enfraquecendo o apelo do seu personagem Nefesto, uma espécie de deus caído. Rosamund Pike, ótima atriz, é um mero adorno feminino em cena e o diretor se encarrega de garantir os closes em Andrômeda como se estivesse encantado pelo rosto da atriz. Edgar Ramirez surge aborrecido na figura de Ariés, o grande vilão desta continuação, o que não é necessariamente um elogio e cabe a Toby Kebbell garantir os raros momentos de humor fazendo pelo menos que Agenor, filho de Poseidon (Danny Huston), sirva de alívio cômico. Contando com péssimos efeitos especiais, "Fúria de Titãs 2" consegue desperdiçar o potencial da sequência que se passa no inferno de Tártaro e o clímax se torna frouxo já que é sustentado pela revelação de um vilão que é apenas um grande efeito especial ruim que se resume a lava, carvão, fumaça e fogo. Ou seja, a possibilidade de decepção com o filme é titânica não se justificando como continuação qualquer que seja a desculpa, mas certamente não se mostra ruim por abusar da mitologia grega já que é ruim por méritos próprios mesmo.

Link to comment
Share on other sites

<font face="Times New Roman' date=' Times, serif" size="3">Nossa, pra mim o 3D não fez a menor diferença. O filme é regular (leia-se, não é a bomba do ano) e a única coisa realmente marcante e genial são as ótimas quimeras.

 

 

 

[/quote']

 

 

 

a batalha com a quimera me lembrou bastante um mix de Tropas Estelares com.. Transformers.. icon_razz.gif

Link to comment
Share on other sites

Eu também já achei o oposto o primeiro serve como diversão sem compromisso. Neste mal consigo sentir a diversão tudo é jogado na tela e mal desenvolvido. O pior de tudo em minha opinião é dar mortalidade para os deuses. Todo filme que faz isto normalmente é uma merda.<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

A idéia que se tem inclusive no próprio filme é que deuses não podem ser mortos no máximo aprisionados como Hades no primeiro. E o que é isto de só Hades ser mortal e o outro virar pó?09 Uma incongruência na própria lógica do filme.

 

Por que que achei isto tão absurdo? Poxa para começar são deuses imortais. Segundo não só neste filme como em vários os deuses são subjugados. Absurdo se for seguir lógica fantasiosa sem levar em consideração a lógica tosca do filme. Seria ridículo qualquer ser se voltar contra um deus e sobreviver. Tá para nascer alguém que faça jus ao nome de deuses olímpicos em filmes, desenhos, séries e games (odeio a história de God of War).

 

Nada contra as adaptações, mas que tenham coerência e lógica de suas próprias leis.

 

Se fosse fazer a primeira regra geral é ninguém pode matar um deus. Nem mesmo outro deus seria capaz de matar outro deus seguindo os mitos. No máximo aprisionar ou inutilizar por um tempo. Logo as guerras divinas seriam bem fodas. Milênios de guerra. Eu chamaria de a "guerra dos mil anos". Uma referência clara dos Cavaleiros do Zodíaco a "Guerra de Mil Dias".  Seguindo a lógica elas não teriam fim. Isto é de pirar. 06

 

Segunda regra mitológica. Acho legal se fosse seguida. Não existe ser acima dos deuses. Pois são poderes intangíveis e máximos. Esta mania de vários filmes e outras mídias de diminuir sua ação é apelação. Se fosse outro deus, mas não é uma coisa até por lógica abaixo deles dos poderes divinos. Tá certo que em alguns mitos isto até acontece. Mas convenhamos à lógica da fantasia tem que ter consistência. Senão fica abalada e perde crédito. Vamos por desta maneira: Em que universo Wolverine bate no Lobo? Olha que gosto muito mais do Wolverine, mas vamos ser coerentes. Não existe jeito é absurdo o Lobo perder para o Wolverine. Este é o ponto. Incoerente um mortal ou mesmo um semi-deus superar um deus. Um semi-deus no máximo mata ou vence monstros. Hércules é um exemplo disto nos seus doze trabalhos. Hercules é o maior dos semi-deuses. O Superman deles.

 

Terceira regra mitológica. Titãs não são necessariamente monstros gigantes e vilões. Coisa que virou mania em varias mídias erroneamente. Cronos por exemplo sempre teve tamanho normal.  Como prova temos ai vários vasos gregos e artes da antiguidade.

 

Oceano era titã e não lutou contra os olímpicos. Alguns titãs foram aprisionados e não todos. Tanto que muitas das Titânides (titãs femininas), por exemplo, são deusas lá no Olimpo aliadas e não são seres monstruosos ao contrario. Tétis por exemplo em certas mitologias é uma Titânide e é mãe do Herói e semi-deus Aquiles. Era tida como deusa belíssima inclusive, foi inclusive inferiorizada a beleza pela rainha Cassiopeia para prestigiar sua filha Andrômeda. O que gerou revolta no Olimpo. A diferença é que à medida que se aproxima das primeiras gerações divinas, os deuses são mais primitivos e até mais fortes. O único titã que tenho quase certeza que era um gigante foi Atlas. Inclusive seu porte é justamente gigante, para segurar o “peso do mundo” nas costas.

 

cronos.gif

Cronos sendo servido para devorar um dos filhos.

Enfim, se querem fazer algo novo que seja melhor ou realmente interessante. Coisa que esta “franquia” não está fazendo IMO. Plutão Orco2012-04-20 22:14:47
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...