Jump to content
Forum Cinema em Cena
Nacka

O Que Você Anda Vendo e Comentando?

Recommended Posts

Alta Ansiedade (High Anxiety)


Assistir "Alta Ansiedade" depois de ter conferido as produções dessa última década, pode comprometer o efeito da obra, afinal de contas, ultimamente, os diretores apenas reciclam os bons momentos dos filmes antigos. Parte do público gosta desse formato de produção e, justamente por isso, os realizadores desse ramo da indústria cinematográfica não se esforçam para trazer experiências ímpares ao espectador, colocando o gênero nessas condições desagradáveis.

[/quote']


Cara, essa generalização sobre o cinema atual se refere à paródias ou à comédias como um todo? Se for o primeiro caso, concordo. Se for o segundo, acho que discordo um pouco. Temos boas comédias por aí...



 

Primeiro caso, sim. Seria muito injusto com as últimas produções do gênero comédia, que chegaram a agradar, realmente.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Ok' date=' não entendi...tenho que perguntar o pq desse "ainda em 2009" e "já em 2010" do Dook...06

 

Tem alguma piadinha subentendida aí que eu deixei passar ou ele está "um ano atrasado" mesmo? 06 

[/quote']

 

"Ainda em 2009" - assisti o filme em 2009 mas por razões de logística (!) só postei em 2010...

 

06

 

E 2011 fica onde nisso? 06

 

Putz!!! Ainda acho que estou em 2010...

 

3d10

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

book_of_eli_2010.jpg

 

The book of Eli ["Hughes brothers",2010]

 

beeeem morno, podia ter sido pior no final das contas

lembra  [muito]  "The road"

 

 MV5BMTc2Mjc0MDg3MV5BMl5BanBnXkFtZTcwMjUzMDkxMw@@._V1._SX214_CR0,0,214,314_.jpg

 

The Girl with the Dragon Tattoo/Män som hatar kvinnor (original title) - Niels Arden Oplev, 2009/2010[ Os Homens Que Não Amavam As Mulheres]

 

achei horrivel a escolha e traduçao do titulo, mas tudo bem ja que é adaptaçao de um livro - que inclusive deu vontade de procurar pra ler, so soube agora tbm que é adaptaçao de uma trilogia literaria, e pelo que eu ouvi falar o debate sobre qualidade do filme e livro divide muito as opinioes....Bom sinal!!

filmaooo!! Suspense de primeira....apesar de ser longo tem um timming que nao cansa,bem envolvente...

 

 

 

to curioso pra saber se o remake de david fincher vai ser lesgal....

Calvin2011-01-05 17:14:45

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fallen Angels, de Wong Kar-Wai - Submundo das drogas plugado na tomada de 220 no que parece ser algo como um Requiem for a Dream sem aquele gosto de xarope.

The White Sheik, de Federico Fellini - Faz belo par com Beaultiful do Visconti na sátira ao entretenimento Made in Italy. Nesse caso, das fotonovelas (cena hilária a da gravação).

Share this post


Link to post
Share on other sites

O primeiro da trilogia é infinitamente melhor...as continuaçoes ficaram "insossas", arrastadas, monotonas, longas, sem ritmo, repetitivas ....nao me agradaram nao. 

 

 

A Menina que Brincava com Fogo [ Flickan som lekte med elden / The girl who played with fire;2010, Daniel Alfredson] 

+

A Rainha do Castelo de Ar [The Girl Who Kicked the Hornet's Nest / Luftslottet som sprängdes, 2010, Daniel Alfredson]

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Ok' date=' não entendi...tenho que perguntar o pq desse "ainda em 2009" e "já em 2010" do Dook...06

 

Tem alguma piadinha subentendida aí que eu deixei passar ou ele está "um ano atrasado" mesmo? 06 

[/quote']

 

"Ainda em 2009" - assisti o filme em 2009 mas por razões de logística (!) só postei em 2010...

 

06

 

E 2011 fica onde nisso? 06

 

Putz!!! Ainda acho que estou em 2010...

 

3d10

 

06

 

Era tudo que eu queria saber para encerrar esse mini off topic...060606

 

fim...voltemos ao assunto recorrente do VAVEC. 0606

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

 

book_of_eli_2010.jpg

 

The book of Eli ["Hughes brothers"' date=2010]

 

beeeem morno, podia ter sido pior no final das contas

lembra  [muito]  "The road"

 

Concordo, Calvin. Acho esse filme bem fraquinho, apesar do visual bem interessante. É sombrio a maior parte do tempo e tem uma ambientação meio triste. A dinâmica é ruim, a estória não se desenvolve muito bem e acaba ficando só na promessa mesmo. Mas acho que sou uma das poucas pessoas que não acha ruim o final surpresa.

Mr. Scofield2011-01-06 21:11:51

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ninja Assassino, de James McTeigue - [3/4]

 

uns pecam pelo excesso, esse daqui, o excesso é a razão de existir. me diverti tanto ao assisti-lo quanto o diretor ao filma-lo.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Little ashes (Poucas cinzas, 2008, Paul Morrison)

 

Uma grande iniciativa, porem desperdiçada.

O filme nao funcionou... Nao conseguiu contemplar a importancia de artistas relevantes (nao só de Dali) dando aos personagens um perfil monologico,um tanto generalizada, em um enredo fraco e sem profundidade.

Faltou organizaçao,uma abordagem mais sólida. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

E acabei de assistir o primeiro filme de 2011:

 

 

 

incontrolavel_4%2B%25281%2529.jpg

 

 

 

Incontrolável (Unstoppable, Tony Scott) - Tem tudo o que se espera (de bom e de ruim) de um filme de Tony Scott, apesar dele se utilizar menos da edição picotada habitual dele, o que já é um grande avanço. E parece que o diretor encontrou no Denzel Washinghton o parceiro ideal (se eu não me engano já é a quinta parceria entre eles). Enfim, não desagrada muito, mas não dá para esperar que fique na memória durante muito tempo.

 

 

 

Nota - 5,5/10

Share this post


Link to post
Share on other sites
Ninja Assassino' date=' de James McTeigue - [3/4']

uns pecam pelo excesso, esse daqui, o excesso é a razão de existir. me diverti tanto ao assisti-lo quanto o diretor ao filma-lo.

 

Esse é bão demais...

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Ninja Assassino' date=' de James McTeigue - [3/4']

 

uns pecam pelo excesso, esse daqui, o excesso é a razão de existir. me diverti tanto ao assisti-lo quanto o diretor ao filma-lo.

 

Esse é bão demais...

 

 

 

 

talvez seja o Blu-ray, mas foda-se, é lindo. 06

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Enterrado Vivo, de Rodrigo Cortés

 

 

 

Incrível como o filme consegue manter-se atraente ao espectador mesmo com uma ideia bastante simplória, a ausência de cenários e rostos para contar uma história. Personagens, situações e elementos narrativos são concebidos de uma maneira diferente de modo que a sensação claustrofóbica do personagem atinge na medida certa.

 

 

 

Surpresa positiva com Ryan Reinolds, que me pareceu bem bobo em Férias Frustradas de Verão, visto no fim de 2010. Se, por um lado, poderia ser apenas um conto e a produção pode ser castigada como "limitada demais para os padrões do cinema", por outro não deixa de ser uma tentativa ousada e que me conseguiu colocar um tanto quanto tenso. E é bom começar mais um ano com o primeiro filme no cinema, apesar dos incômodos em particular desta sessão.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Buried (Rodrigo Cortés' date=' 2010)

 

 

 

É um filminho corajoso, tenho que admitir. Porém, devo constatar que um diretor e atriz melhores fizeram mais em 10 minutos de Kill Bill. Além disso, tem duas cenas que me irritaram. Nestas cenas, a câmera se afasta do cara uns 10 metros, um cara em um caixão. WTF? Isso é a mesma coisa que ir no circo ver a Monga e o cara esquecer parte da cabeça da fantasia de gorila.

 

[/quote']

 

 

 

Também me preocupei com tais cenas, verdadeiras muletas cinematográficas. O diretor claramente tentou dar uma aliviada e buscou uma tomada "aérea" do caixão, mas se ele estava fechado como visualizar? É liberdade poética demais para mim. Outro problema mal resolvido - ou melhor, exageradamente clichê e forçado - foram as ligações desesperadas para a mulher.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Incontrolável, de Tony Scott

 

 

 

Apesar de ser um tanto fácil de esquecer, é um bom filme pipoca e principalmente em simplesmente divertir quem o está vendo, com uma edição menos frenética do que os outros filmes do Scott, o filme flui bem.

 

 

 

Nota: 8/10

 

 

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Never let me go (Mark Romanek) - *

 

Poderia ter sido grande se se focasse na condição de seus personagens, mas resolve apostar suas fichas num triângulo amoroso composto por personagens não muito interessantes. A trilha é dessas que invadem todas as cenas, toca o tempo inteiro. No geral, não chega a ser ruim, mas também não é bom. Pelo menos tem alguns planos bonitos e a Carey Mulligan e o elenco mirim estão muito bem.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Ninja Assassino' date=' de James McTeigue - [3/4']

 

uns pecam pelo excesso, esse daqui, o excesso é a razão de existir. me diverti tanto ao assisti-lo quanto o diretor ao filma-lo.

 

Esse é bão demais...

 

 

 

 

talvez seja o Blu-ray, mas foda-se, é lindo. 06

 

Foi seu primeiro em BD, confessa aí vai 060606

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×
×
  • Create New...