Jump to content
Forum Cinema em Cena

O Que Você Anda Vendo e Comentando?


Nacka
 Share

Recommended Posts

Espiritos Condenados

Se soubesse q esta producao franco-belga ganharia este titulo por aqui passaria batido. Antes tivesse.. ou nao. No entanto é um drama psicologico de dificil denominacao dadas as peculiaridades q se desenvolvem no longa, quinem o doido Martyrs . A gostosona Beart e o canastra Sewell vao pros cafundós das florestas da Sumatra atras do filho,sumido no tsunami q se abateu na Asia. Mas vai ser ai q a coisa vai piorar, fisico e psicologicamente falando. 8/10

 

vinyan-2.jpg
Jorge Soto2011-02-12 15:49:07
Link to comment
Share on other sites

AMOR E OUTRAS DROGAS - 4.5/10 - É uma fraca comédia romântica dramática para hipocondríacos. Não há remédio que cure a apatia de Edward Zwick no comando deste filme que só funciona através da química do casal central, mais pelos esforços da Hathaway do que propriamente pelo Gyllenhaal, mas os dois são atores interessantes e compensam os equívocos do filme. O filme, na verdade, são dois filmes. A primeira metade é uma comédia romântica sem um pingo de senso de humor, procurando explorar um senso cômico de Gyllenhaal que não é lá o seu forte, mas cujas piadas são dignas de um American Pie da vida. A segunda parte transforma-se em um drama com ecos de "Doce Novembro", sem ser especialmente marcante, Hathaway praticamente carrega o drama nas costas de forma eficiente. Zwick não sabe explorar o contexto da época que no caso é a década de 90 (basicamente isso é escancarado pela trilha sonora) e, na verdade, fora alguns momentos em que determinado personagem faz questão de declarar que seu comportamento não tende a seguir nenhum padrão ou clichê, o filme de uma maneira geral não disse para o que veio. Thiago Lucio2011-02-12 17:28:46
Link to comment
Share on other sites

ATRAÇÃO PERIGOSA - 8.5/10 - Ben Affleck realiza mais um ótimo drama, demonstrando uma incrível capacidade de mesclar uma trama em que os personagens levam a história para frente e colocando a cidade, no caso Boston, como um personagem essencial. Com "Medo da Verdade" e este aqui, ele vem se mostrando uma espécie de Spike Lee, onde ele invesiga a natureza do comportamento das pessoas, sem deixar de analisar a influência do meio em que vivem. Como ator, ele está OK. Jeremy Renner oferece apenas uma variação do seu tipo interpretado em "Guerra ao Terror" (pode se tornar um sério candidato a ator superestimado), mas os destaques vão para as ótimas participações de Rebecca Hall, Pete Postlethwaite e Chris Cooper. Um filme maduro e enxuto como poucos por aí.
Link to comment
Share on other sites

 

 

Enigmas de Um Crime (The Oxford Murders' date=' Álex de la Iglesia, 2008) 1/5

 

Uma daquelas histórias de mistério em que um personagem explica tudo no fim. Tanta conversa sobre lógica, matemática e a verdade parece o filme desesperado pra ser inteligente, e só consegue irritar. Resta esperar, com uma migalha de curiosidade, pra ver quem será o próximo defunto e quem é o assassino. Mas apenas pra descobrir que a espera não valeu a pena porque em nenhum momento o filme ficou envolvente. Pelo menos Elijah Wood é sexy e John Hurt tem uma ótima voz...

 

 

[/quote']

Não vi o filme, mas pelo que falou parece um wannabe Agatha Christie com números. De qualquer jeito mesmo que não se aplique a esse filme em particular, vale uma observação: o pessoal cismou que filmes explicativos são uma grande afronta à inteligência. Em alguns casos eu concordo, em outros não. No caso de filmes "Christianos", o charme e a estrutura do filme estão justamente nisso (buscar os pequenos detalhes e tentar descobrir o que está relacionado à trama central - no caso de Agatha, um simples novelo caindo no chão pode encobrir um detalhe importante), e remetem a uma espécie de subgênero de filmes policiais/suspense. A cena clássica da explicação no final diante normalmente da surpresa de todos os personagens compõe o clima de suspense de forma já esperada, previsível, mas sempre muito interessante.

 

Link to comment
Share on other sites

Enigmas de Um Crime (The Oxford Murders' date=' Álex de la Iglesia, 2008) 1/5

Uma daquelas histórias de mistério em que um personagem explica tudo no fim. Tanta conversa sobre lógica, matemática e a verdade parece o filme desesperado pra ser inteligente, e só consegue irritar. Resta esperar, com uma migalha de curiosidade, pra ver quem será o próximo defunto e quem é o assassino. Mas apenas pra descobrir que a espera não valeu a pena porque em nenhum momento o filme ficou envolvente. Pelo menos Elijah Wood é sexy e John Hurt tem uma ótima voz...


[/quote']
Não vi o filme, mas pelo que falou parece um wannabe Agatha Christie com números. De qualquer jeito mesmo que não se aplique a esse filme em particular, vale uma observação: o pessoal cismou que filmes explicativos são uma grande afronta à inteligência. Em alguns casos eu concordo, em outros não. No caso de filmes "Christianos", o charme e a estrutura do filme estão justamente nisso (buscar os pequenos detalhes e tentar descobrir o que está relacionado à trama central - no caso de Agatha, um simples novelo caindo no chão pode encobrir um detalhe importante), e remetem a uma espécie de subgênero de filmes policiais/suspense. A cena clássica da explicação no final diante normalmente da surpresa de todos os personagens compõe o clima de suspense de forma já esperada, previsível, mas sempre muito interessante.

O problema não é a explicação no fim. Eu só falei dela pra dar uma idéia melhor do que é o filme, não reclamei de sua existência. As conversas sobre os temas que eu citei é que são irritantes, porque são chatas e acabam parecendo forçadas, o filme não consegue fazer dos temas algo interessante. E não basta lançar um mistério, tem que envolver a gente nele, o que o filme não fez por mim. Quando chegou a explicação, já não tinha mais importância pra mim.
Link to comment
Share on other sites

TrueGrit.jpg

 

Mais um ótimo filme dos Irmãos Coen, apesar de ser um dos mais "normais" deles. Mantêm as características do gênero Western.

 

Ótimas atuações de Bridges e da menina e uma fotografia sensacional (um dos últimos planos do filme, em uma cena noturna é lindo).

 

 

 

4/5

 

 

 

 

 

TempleGrandin_Poster.jpg

 

 

 

Uma pena que não tenha saído no circuito comercial, já que é uma produção para a TV, mas é uma biografia excelente. Atuação soberba da Claire Danes.

 

 

 

4/5ricardo.bh2011-02-14 17:59:07

Link to comment
Share on other sites

Faster (George Tillman Jr, 2010)

 

Sei lá se acharam (com razão)

que o The Rock não conseguiria manter uma hora e meia desse revenge

flick ou se realmente não pensaram em nada melhor que encher o filme com

subtramas completamente inúteis. Sei que o fizeram e ficou uma bosta.

Algumas cenas são bacanas, mas amanhã eu nem vou lembrar que vi.

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Faster (George Tillman Jr' date=' 2010)Sei lá se acharam (com razão)

 

que o The Rock não conseguiria manter uma hora e meia desse revenge

 

flick ou se realmente não pensaram em nada melhor que encher o filme com

 

subtramas completamente inúteis. Sei que o fizeram e ficou uma bosta.

 

Algumas cenas são bacanas, mas amanhã eu nem vou lembrar que vi.

 

[/quote']

 

 

 

O que você achou da trilha sonora?

 

 

 

È porque é do Clint Mansell, sou fã dele.

Link to comment
Share on other sites

TrueGrit1a.jpg

 

 

 

Bravura Indômita (2010)

 

 

 

Sempre achei este nome tosco (tanto o original quanto a tradução), mas é engraçado como a cafonisse do termo serve de pilar para toda a história (inclusive no momento que a Hailee profere "true grit", os Coen dão um certo destaque no tom). A determinação ingênua de Mattie convivendo com a ambiguidade moral do Rooster é matéria-prima ideal para os Coen, remetendo a muitas coisas de Fargo e Ajuste Final. A relação pai/filha revela um lado mais sentimental dos irmãos, que eu não estou tão familiarizado. Enfim, cinema de primeira, refreshing.

 

 

 

 

 

Stradivarius2011-02-14 09:59:05

Link to comment
Share on other sites

O Escritor Fantasma
Aqui o Polansky mescla o corre-corre convencional de “Busca Frenética” , o clima noir de “Chinatown” e o virtuosismo psicologico do “Bebê de Rosemary” , ao tratar subliminarmente de um assunto quiçá tão pessoal como o isolamento do poder e a censura à própria arte. Mas o pior é q o faz de forma bem bacana num suspense politico envolvente, com pitadas do recente e claustrofóbico  “Ilha do Medo” , do Scorcesse. O “Obi Wan” Ewan Mc Gregor faz o personagem-titulo, encarregado de redigir as memórias de um polemico ministro (o ex-007 Pierce Brosnan). Mas qdo surgem vestígios do retratado ser o cão em pessoa o caldo entorna. As pontas de muita gente carimbada dos 80 (Eli Wallach, James Belushi, Timoty Hutton, etc) são um plus deste thriller investigativo com final desconcertante. 9/10
 

 

 

ghost_writer_poster.jpg
Link to comment
Share on other sites

Lavoura Arcaica de Luis Fernando Carvalho (2001)

 

 

2

 

Não pensei que fosse possivel existir um épico brasileiro, e que este e de fato e um obra prima em imagens e poesia, mas se tratando do diretor Carvalho não seria diferente ele um verdadeiro autor em sensibilidade, A historia e sobre André (Selto Mello excelente) filho do meio de uma familia de camponeses descendentes de Linbanêses que vive isolado em uma pensão e recebe a visita do irmão mais velho Pedro(Leonardo Medeiros) que tem a difícil missão de traze-lo de volta a familia.

Mas encontra Andre amargurado e desulidido com os ensinamentos do pai (Raul Cortez) pratiarca que valoriza a verdade,a terra, a familia e as virtudes cristãs, e sua paixão obsessiva pela irmã Ana (Simone Spladore)

 

Entre idas e vidas no tempo vemos o cotidiano simples da familia na fazenda  e o amor incondicional da Mãe (Juliana Carneiro da Cunha) que cerca André desde da infância de carinho e compreensão ao oposto do pai autoritario repressor, e o difícil relacionamento com a irmã Ana que como os outros irmãos segue os costumes e as tradições.

Como a festa que todos dançam e cantam felizes bastante unidos no campo e André olhando tudo sentado a distância com sua alma angustiada e sua sexualidade reprimida ao ver beleza dos gestos de Ana que exibe sua alegria e sensualidade.

1

 

 

E os desdobramentos tristes que se seguem com a permanência de André

que vive entre a paixão e  desespero e sua condição de anti-heroi e ovelha negra cujo o amor dentro dele só destroi e corroi de forma desvatadora os laços de familia e as lembranças felizes que este um dia teve.

 

Entretando o grande sofrimento da Mãe que sente a falta e ausência de Andre o convencem a retornar, para um ajuste defintivo de contas com o Pai Patriarca e seus ensinamentos, revelando magoas e decepções e o culminando em trágedia.

 

Selton Mello dá um shom de interpretação e em varias fazes da histora criando um personagem único e complexo e o elenco com o saudoso Raul Cortez são ótimos, e direção forte e criativa de Carvalho faz Laouva Arcaica um clássico nacional, excessivamente longo porém lindo e triste tá mais do que recomendado2thumbs

 

 

3

 

4

 
Link to comment
Share on other sites

O Lobisomem - Pergunta: Como um ator do porte de Anthony Hopkins se mete numa barca furada dessas? Não se faz um filme sobre lobisomens sem ao menos algo de novo, afinal quem faz está recontando uma história bem antiga e aqui é tudo sem viço.

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

 

TrueGrit1a.jpg

 

 

 

Bravura Indômita (2010)

 

 

 

Sempre achei este nome tosco (tanto o original quanto a tradução)' date=' mas é engraçado como a cafonisse do termo serve de pilar para toda a história (inclusive no momento que a Hailee profere "true grit", os Coen dão um certo destaque no tom). A determinação ingênua de Mattie convivendo com a ambiguidade moral do Rooster é matéria-prima ideal para os Coen, remetendo a muitas coisas de Fargo e Ajuste Final. A relação pai/filha revela um lado mais sentimental dos irmãos, que eu não estou tão familiarizado. Enfim, cinema de primeira, refreshing.

 

 

 

 

 

[/quote']

Acho que o melhor de True Grit (que para mim é o segundo melhor filme dos concorrentes até agora, mas ainda faltam 5) é como os Cohen parecem brincar com a introdução de personagens aparentemente extravagantes contextualmente criando uma sólida vinculação deles com a estória. Um trabalho de construção elegante balizado por um ótimo roteiro.

 

A garota é excelente. Não conseguiria pensar na introdução de uma personagem desse tipo a princípio nessa estória. Com faro de negócios, incrivelmente inteligente e mesmo manipuladora parece destoante tanto de sua apresentação física (possui 14 anos) como protagonista dos rumos que a estória vem tomar.

 

Rooster também é excepcional e, embora seja um personagem típico dos sanguinários domínios criados pelos Cohen, rapidamente percebemos que algo não se encaixa e ele parece tão estranho quanto a menina. O senso de humor, o delicioso sotaque e o coração protetor compelem o belíssimo personagem ao seu objetivo.

 

Link to comment
Share on other sites

Lavoura Arcaica de Luis Fernando Carvalho (2001)

  

 

10

16

esse filme é definitivamente um marco no cinema nacional!!

 

Porém...

ainda a ser descoberto....

 

Um filme excelente de dez anos atras que era para ser referencia do cinema Brasileiro e que infelizmente quase ninguem viu ou sequer ouviu falar...Lamentavel.

A midia brasileira nao publica isso.

O Brasil só se preocupa em exportar novela e produçoes de fundo comercial.

Eu arriscaria que Central do Brasil é solitariamente a unica referencia do cinema brasileiro contemporaneo e isso porque foi indicado ao oscar....mas o filme é de 1998.11 

 

Shame on us.09

 
Link to comment
Share on other sites

O GOLPISTA DO ANO - 8.5/10 - Talvez o maior defeito do filme é que ele tenta ser um filme assumido em diversos gêneros, seja na comédia, no romance ou no drama e nesta salada, não dá para que os resultados sejam todos uniformes ou no mesmo nível (roteiro, direção e montagem trabalham a favor do filme, apesar de alguns percalços). Ainda assim, o saldo é pra lá de positivo, muito em função do carisma em cena da dupla Jim Carrey e Ewan McGregor que defendem com paixão seus dois personagens. O de Carrey é a alma do filme, afinal ele leva a sua personalidade de golpista a ultrapassar os limites do aceitável (é um mentiroso compulsivo, o que promove absurdas reviravoltas, mas o tom do filme é generoso com as surpresas) e o de McGregor é um sujeito tímido, ingênuo e apaixonado pelo seu companheiro. Tudo bem que genericamente é uma espécie de versão gay de "Prenda-Me Se For Capaz", mas é um filme bem divertido que merece ser conferido, não necessariamente como um filme de temática gay, afinal a graça está nos encontros e desencontros do casal, mas especialmente pelo cúmulo das situações provocadas pelo personagem central. Thiago Lucio2011-02-14 22:01:13
Link to comment
Share on other sites

Lavoura Arcaica de Luis Fernando Carvalho (2001)

  

 

10

16

esse filme é definitivamente um marco no cinema nacional!!

 

Porém...

ainda a ser descoberto....

 

Um filme excelente de dez anos atras que era para ser referencia do cinema Brasileiro e que infelizmente quase ninguem viu ou sequer ouviu falar...Lamentavel.

A midia brasileira nao publica isso.

O Brasil só se preocupa em exportar novela e produçoes de fundo comercial.

Eu arriscaria que Central do Brasil é solitariamente a unica referencia do cinema brasileiro contemporaneo e isso porque foi indicado ao oscar....mas o filme é de 1998.11 

 

Shame on us.09

 

 

Pois é, Lavoura Arcaica é um orgulho do cinema nacional!!!!! É um filme duríssimo, complicadíssimo, não é nada convencional, mas é uma experiência única. Sugiro que quem tiver a oportunidade de vê-lo, assista-o com legendas em português para captar ainda mais a beleza do texto adaptado.
Link to comment
Share on other sites

Contra Corrente
Assim como há “road movies” será q existe algum sub-gênero “river movie”? Pois esta seria a forma de classificar este bom drama de busca e redenção (ou seria libertação?). Buscando de sair da fossa da perda da mulher, editor (Joseph Fiennes) resolve empreender a nado td trajeto do Rio Hudson. Só q no final da travessia tb pretende se matar, e o filme gira do intento de seus amigos em demovê-lo dessa idéia mórbida. Será q ele vai pro saco ou não? Com esse plot simplório e apenas 3 personagens resulta um filme delicado q não cai na pieguice, numa espécie de “Na Natureza Selvagem” urbano. A trilha pontuada de folk completa esta produção q ainda tem uma ponta curiosa da sumida e botocada Mary Tyler Moore, estrela da TV americana dos 80. 9/10
 

 

against-the-current-poster_280x415.jpg
Link to comment
Share on other sites

 

bfktyz.jpg

 

O Caçador de Trolls (2010) - 4/5

 

O Governo Norueguês esconde a existência de uma população de trolls

 

numa reserva natural no Norte do país, longe do olhar dos cidadãos

 

para garantir a sua segurança e evitar o pânico de massas.

 

Mas um grupo intrépido de jovens estudantes da Faculdade de Volda,

 

a princípio fazendo uma matéria sobre o extermínio de ursos, conhecem

 

um caçador de Trolls, o carrancudo Hans que trabalha para um órgão

 

secreto da Noruega(EST) e então partem em busca destas criaturas

 

fantásticas para registrar imagens e fazerem o mundo, conhecer a

 

verdade, inconscientes do perigo a que vão estar sujeitos.

 

 

 

Seguindo o estilo já batizado de "mockumentary", que foi idealizado em

 

BLAIR WITCH PROJECT, este filme noruegues impressiona pela criatividade

 

e destreza em processar os acontecimentos de forma imprevisível e com

 

efeitos especiais de alto nível.

crazy2011-02-15 08:05:00

Link to comment
Share on other sites

O Demolidor (Demolition Man, Marco Brambilla, 1993) 4/5

 

Greetings and salutations. smiley31

 

Aqui temos a diferença entre uma sociedade que não é plausível, de tão certinha, onde as pessoas vivem em paz, mas têm menos liberdade pra escolhas pessoais, e a nossa sociedade, onde a liberdade é maior e a quantidade de conflitos também. Mas a intenção é divertir, e não entrar em reflexões profundas. É engraçado ver a cultura que se desenvolveu, com policiais frouxos, que não sabem abordar um criminoso de verdade, e capacete de sexo pra evitar troca de fluidos corporais (na verdade, não parece uma invenção ruim). Snipes, loiro e histérico, não deixa de ser realmente ameaçador. E Bullock faz o estilo fofa e simpática. Os dois dão certo como personagens cômicos. E Stallone não atrapalha. A ação é boa, mas o melhor não são as coisas explodindo, e sim o futuro bizarro e o humor baseado nele.

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

bfktyz.jpg

O Caçador de Trolls (2010) - 4/5

O Governo Norueguês esconde a existência de uma população de trolls
numa reserva natural no Norte do país' date=' longe do olhar dos cidadãos
para garantir a sua segurança e evitar o pânico de massas.
Mas um grupo intrépido de jovens estudantes da Faculdade de Volda,
a princípio fazendo uma matéria sobre o extermínio de ursos, conhecem
um caçador de Trolls, o carrancudo Hans que trabalha para um órgão
secreto da Noruega(EST) e então partem em busca destas criaturas
fantásticas para registrar imagens e fazerem o mundo, conhecer a
verdade, inconscientes do perigo a que vão estar sujeitos.

Seguindo o estilo já batizado de "mockumentary", que foi idealizado em
BLAIR WITCH PROJECT, este filme noruegues impressiona pela criatividade
e destreza em processar os acontecimentos de forma imprevisível e com
efeitos especiais de alto nível.


[/quote']

 

Nossa, que história maluca, fiquei interessado. Achou ele fácil na locadora? 06
Link to comment
Share on other sites

b4jpf4.jpg

 

Scarface, a Vergonha de uma Nação 1932 Howard Hawks<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Um marco no cinema… um Clássico obrigatorio - e, talvez - Pioneiro dos Gangsta movies e extremamente atual.

“The world is yours!”

 

Scarface 1983 B de Palma

Masterpieceeee!

Uma Jóia lapidada!

Nossa...um remake fantástico totalmente diferente do original e ao mesmo tempo muito a calhar com diálogos (!!!) e cenas transcritas com diferentes roupagens mas que fizeram bastante jus ao original, diferente e com a alma e atmosfera do original aparecendo do nada como se fosse um dejavu .Trabalho de mestre combinado com outstading atuations. Que talento e ousadia do Brian De Fucking Palma ....e que Atuação fantástica Al fucking Pacino. Wow!nao da pra falar mais nada.

 

The Musketeers of Pig Alley 1912

Vanguarda dos clássicos de Crime. Excelente!  

 

His regeneration 1915, Broncho Billy Anderson

Legal, com chaplin no elenco, mas parece que foi feito a facão.

 

 

Thelma e Louise 1991, Ridley Scott

Filme emocionante, muitoo Bom!

Um feminismo que me lembrou muito tarantino!

 

Calvin2011-02-15 18:12:23
Link to comment
Share on other sites

 

Chaplin (Richard Attenborough, 1992)

 

Tenho que citar, mesmo sendo

clichê, a cena de Carlitos sendo engolido pela engrenagem em Tempos

Modernos. Aquela cena simplesmente sintetiza o Cinema de maneira geral,

pois é ao mesmo tempo emocionante, engraçada, trágica, crítica,

tecnicamente perfeita e, por tudo isso, fabulosa, perfeita, genial.

Claramente, dissecar Charles Chaplin em um exercício de metalinguagem

cinematográfica e não passar vergonha é uma tarefa praticamente

impossível. E é claro que o Attenborough falha miseravelmente, como toda

ambição desacompanhada de capacidade. Salva-se apenas o Downey Jr. É

embaraçoso que as únicas cenas que prestam desse filme sejam cenas dos

filmes originais de Chaplin.kakoserrano2011-02-15 20:10:19

Link to comment
Share on other sites

Guest
This topic is now closed to further replies.
 Share

×
×
  • Create New...