Jump to content
Forum Cinema em Cena

O Que Você Anda Vendo e Comentando?


Nacka
 Share

Recommended Posts

Anjo de Vidro – é um filme simples e simpático, para refletirmos o nosso dia – a dia 5/5<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

Onde Moram os Monstros – é um meio cansativo, mas serve para refletir as nossas atitudes diárias – 4/5.

 

Marley e Eu – Bem emocionante...5/5

 

Sempre ao seu lado – Lindinho e triste ao mesmo tempo, um amigo jamais esquece o outro – 5/5.

  

Encantada – esse filme é sensacional – 5/5

Link to comment
Share on other sites

Chloe (Atom Egoyan, 2009)

 

É bom, bem no estilão lento e

interessante do Egoyan (esse foi só meu segundo dele), mas acho que

faltou algo mais aqui, poderia ter mais impacto emocional. Interessante

perceber como a Seyfried acaba sendo um fantoche das nóias da Moore,

contrariando a segurança de seu discurso inicial, mas concordando com

seu conteúdo. E homem é uma merda mesmo. Nêgo fica puto de suspeitar que

a patroa tá traindo e sossega imediatamente depois de saber que foi com

uma mulher, hehehe.

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

 

Did You Hear About the Morgans? (Marc Lawrence' date=' 2009)

 

Muito,

muito idiota esse aqui. Eu gosto do Grant, ele é um daqueles atores que

se apoiam fortemente em sua persona, que me agrada bastante. Já a Parker

é um mistério pra mim. Baranguíssima, não atua nada e é idolatrada. De

qualquer forma, o filme não ajuda em nada, nada.

 

 

 

[/quote']

 

 

Essa é disparada a pior comédia que vi esse ano...totalmente insonsso, sem graça, inútil, humor furreca (não a toa que não funcione). Atores deslocados, roteiro imbecil e direção grotesca...07

 

Link to comment
Share on other sites

Mundo Livre
Em Londres, funcionaria de uma agência de recrutamento temporário de imigrantes é mandada embora e resolve montar sua própria agência de empregos, só q de imigrantes ilegais. Com o novo negocio crescendo (afinal mão-de-obra barata a explorar é o q não falta no Primeiro Mundo), logo surgem os pepinos inerentes à qq atividade ilegal, pra infelicidade da nova e ambiciosa micro-empresária. Com este fiapo de historia, o diretor conduz um drama social interessante q não é panfletario em nenhum momento; pelo contrario, expõe a degradação e hipocrisia do sistema social europeu através das atitudes contraditórias da anti-heroina do filme, q em certos instantes quer ser a Madre Teresa ajudando imigrantes, mas não pensa duas vezes em passar a perna noutros pra faturar mais. Afinal, como mãe solteira precisa alimentar o SEU filho. É a “Lei do Gerson” da direita britanica em cima dos q chegam ao continente como dos q lá já vivem; abrir fronteiras pra depois expulsá-los. 9/10

movie20842.jpg
Link to comment
Share on other sites

Gostei bastante, apesar de não ser excepcional. Muito inteligente e criativo, só acho que perdeu um pouco o ritmo no meio e faltou saber um pouco mais dos protagonistas. Mas tem cenas bem divertidas. É interessante saber como os filmes sobre o tema são tão criativos e inovadores exemplo: a morte do demônio, fome animal, a noite dos mortos vivos, extermínio, etc.

Link to comment
Share on other sites

 

Zombieland (Ruben Fleischer' date='2009) - Previsível e com vários clichês, mas é bom. O país pós-apocalíptico e deserto cria um cenário perfeito, Zombieland é como se fosse o maior parque de diversões do mundo, um país em ruínas só para sair por aí estourando miolos de zumbis e correndo sem limites pelas estradas desertas. Até tem conflito entre os sobreviventes, mas é naquele contexto amigável. O que importa é criar ação e quando dá tempo falar um pouco de cada um. Achei legal ouvir os pensamentos do protagonista (estilo Beleza Americana). Gostei do elenco, acho até que se fosse com outros poderia estragar a trama.

 
[/quote']

Gostei bastante, apesar de não ser excepcional. Muito inteligente e criativo, só acho que perdeu um pouco o ritmo no meio e faltou saber um pouco mais dos protagonistas. Mas tem cenas bem divertidas. É interessante saber como os filmes sobre o tema são tão criativos e inovadores exemplo: a morte do demônio, fome animal, a noite dos mortos vivos, extermínio, etc.
Link to comment
Share on other sites

1245084083%20garotaidealposter01%20thumb

 

A garota ideal - Um filme bonitinho, mas bom. Tem uma história interessante e é bem feitinho sem ser meloso ou ter gente bonita. Odeio filme que parece anúncio de agência de modelo, torna a história pouco convincente. Ótimo programa. Gostei muito da atuação do protagonista e da médica.
Link to comment
Share on other sites

 

1245084083%20garotaidealposter01%20thumb

 

A garota ideal - Um filme bonitinho' date=' mas bom. Tem uma história interessante e é bem feitinho sem ser meloso ou ter gente bonita. Odeio filme que parece anúncio de agência de modelo, torna a história pouco convincente. Ótimo programa. Gostei muito da atuação do protagonista e da médica.
[/quote']

Eu também acho interessante a idéia de fazer filmes com pessoas feias ou pelo menos sem graça. Elas parecem gente de verdade. 06

 

Link to comment
Share on other sites

poster.jpg

O dia que a terra parou - Remake terrível de um ótimo filme, adoro ficção antiga. Achei o comecinho até divertido, mas depois ficou assustador, no pior sentido. Cara, o Keanu Reeves é tenebroso, o cigano igor perde feio, ele é a prova que qualquer pode ser movie star, sem ser ator. Para se ter uma idéia, o robô tá muito melhor que ele. O roteiro é fraco, as cenas são patéticas, os dialogos pavorosos, efeitos são piores do que os do chaves, na verdade eu torci para o protagonista morrer logo, junto com o pirralho chato, e o mundo se acabar, mau sinal.

 Só salva a maravilhosa jennifer connely, cara é maravilhosa, e tá até bem no filme. Confesso, só vi o filme por causa dela. rsrsrs

o-dia-em-que-a-terra-parou-2.jpg
Link to comment
Share on other sites

Fear and Loathing in Las Vegas (1998)

 

 

 

Um retrato bem-humorado e ao mesmo tempo triste do indivíduo que tenta se ajustar à sociedade e não consegue e passa a viver em um outro mundo amparado pelas drogas. O texto e as situações são de chorar de rir. Filme mais louco e psicodélico que eu já vi.

Link to comment
Share on other sites

 

nothingisprivatefilm.jpg

 

Por algumas cenas ousadas e por mostrar Jasira,  não só como uma inocente mas tb como alguém que seduz, esse poderia ser um filme bem realista sobre pedofilia.<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Jasira está crescendo. A família desestruturada, a fase de auto-afirmação +  fascinação pelas sensações do corpo +  uma libido aflorada fdm = danger combination !

A certa altura tu não sabe quem seduz quem.

Tem-se a impressão de uma abordagem que tenta ser imparcial, mas com medinho das implicações  e meio que ponciopilatamente deixa o julgamento nas suas  mãos.

Talvez até consiga, há os que hesitarão 1 segundo antes de culpar  “a parte adulta” da questão.

 

“Tabu” – 7,0/10,0

 

 

 
MariaShy2010-07-23 12:23:58
Link to comment
Share on other sites

poster_21285.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Substitutos - Putz' date=' o filme tem uma idéia ótima, mas não deu certo. Tem umas partes boas, mas não desandou. Acho que vale a pena pela a idéia.
[/quote']

 

 Acho que esse "não" aí, entrou errado na frase, certo? Tá aí um filme que me decepcionou pra caralho...
Link to comment
Share on other sites

poster_21285.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Substitutos - Putz' date=' o filme tem uma idéia ótima, mas não deu certo. Tem umas partes boas, mas não desandou. Acho que vale a pena pela a idéia.
[/quote']

 

 Acho que esse "não" aí, entrou errado na frase, certo? Tá aí um filme que me decepcionou pra caralho...

 

a premissa chupinhou Avatar (ou seria o contrario?), porem ficou no policial mal desenvolvido..
Link to comment
Share on other sites

Vi e revi alguns filmes por esses dias, mas tô com a maior preguiça de comentar todos, por isso vou ficar apenas com um:

 

poster_Perfume.jpg

 

Vocês devem conhecer a estória, é sobre um rapaz nascido em Paris, num ambiente completamente abrutalhado - e o diretor passa bem direitinho essa idéia -, que é dotado de um olfato excepcional, ao mesmo tempo em que ele próprio não exala cheiro algum. Essa anormalidade o torna alvo de inúmeros desrespeitos e também o transforma num tipo de ave de mau agouro, que leva o infortúnio por onde passa. Depois, ele próprio causará os infortúnios, tornando-se o assassino do título.

 

Eu gosto do estilo do Tom Tykwer, que fez Corra, Lola, Corra, e esse aqui não é diferente. Mas o verdadeiro responsável pelo sucesso do filme é o ator Ben Winshaw, que interpreta o protagonista Jean-Baptiste Grenouille. Vendo esse filme a gente entende o que deve ser a essência da psicopatia, a ausência total de limites morais. O Grenouille de Winshaw é um monstro miserável e também algo digno de pena.

 

E que cartaz, hein?

 
Alexei2010-07-24 00:22:45
Link to comment
Share on other sites

Essa parte é interessante, realmente. Mas o vazio de Grenouille foi o que mais me chamou a atenção. Ele é como uma taça de cristal de transparência perfeita, na qual a luz passa sem qualquer dificuldade.

 

Um sujeito sem conteúdo algum, marcado apenas pela total ausência de moralidade.
Link to comment
Share on other sites

Acabei de ler sobre esse livro, Dead, parece bom mesmo.

 

No cinema:

 

Predators-Poster_2-535x779.jpg

 

Macacos me mordam, o filme é bom! Esse diretor aí, o Nimród Antal, promete.

 

Até porque nesses tempos de tanta câmera tremida e edição epiléptica, curtir (e saber fazer) pans é um verdadeiro bálsamo.

 
Alexei2010-07-24 00:25:18
Link to comment
Share on other sites

O INCRÍVEL HULK

 

Hollywood irá longe se insistir em apostar as fichas em eventos como

este: um espetáculo pleno em pirotecnia, barulheira e monstrengos

digitais que – surpresa! – não esquece nem por um segundo de trazer à

tona o fator humano dormente no enredo. Todos temos de domar uma fera

interior; caso não consigamos, o resultado poderá ser feio. A premissa

gira em torno dessa metáfora, devidamente anabolizada para o grande

público. A coexistência harmoniosa entre alta tensão, frenesi

aventuresco, humor e romance convence e cativa. “Hulk esmaga!” outras

fitas-pipoca carentes de alma.

 

9/10

 

 

Link to comment
Share on other sites

 

Mysterious Skin (Gregg Araki)

 

Joseph Gordon-Levitt. ShockedShockedShockedShocked

Eu gosto muito da atuação dele e do filme. Já vi gente dizendo que o filme exagera com a intenção de chocar, mas ele é mais real do que possa parecer, mesmo com aquele aspecto esquisito. Uma cena difícil de filmar foi aquela em que o treinador dá uns pegas no garoto. O diretor não mostra quase nada, e nem tinha como mostrar, mas o efeito nojento é totalmente alcançado.

 

Link to comment
Share on other sites

Guest
This topic is now closed to further replies.
 Share

×
×
  • Create New...