Jump to content
Forum Cinema em Cena
Nacka

O Que Você Anda Vendo e Comentando?

Recommended Posts

Visto:

 

71 Fragmente einer Chronologie des Zufalls (Michael Haneke, 1994,71 Fragmentos de uma Cronologia do Acaso )

 

Muito parecido com "Code inconnu", mas achei esse aqui mais interessante ,talvez  um pouco mais racional, ou logico.

Nao consegui ver relaçao nenhuma com as noticias repetidas de Michael Jackson no filme com o enredo--se é que existe um.Estilo bem caracteristico do haneke,com varios retalhos de cenas e discursos amputados as vezes. Achei meio pretensioso assim como o outro.

 

 

 

 

Valeu, Calvin. Voltando ao seu comentário, também achei que o filme fica meio maçante, por vezes, devido ao fato do ambiente ser limitado. No entanto, não dá pra negar que a proximidade é muito interessante. Meu amigo teve a mesma reação que você teve, e concordo em cada palavra, também. Se o Abbas conseguisse ampliar mais ainda o foco do filme, tenho certeza que teria agradado muito mais.

 

Sem dúvida alguma, lembra Haneke. Falando nisso, fiquei com vontade de rever "Tempos de Lobo". Já assistiu? Não é nenhuma obra-prima, mas a crítica, em cima da sociedade, é bem construída.
[/quote']

 

Caro Luccasf,

 

por coincidencia acabei de ver um do haneke....ultimamente nao tenho me deslumbrado tanto com as obras dele.Parece que comecei logo com as mais viscerais... Nao caiu meu conceito do cinema dele, porem os filmes dele que eu mais me comoveram foram indiscutivelmente os primeiros.

Vou assistir "Tempos de Lobo" e depois te passo minhas impressoes!

 

Meu " top haneke" ta assim por enquanto:

 

<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

1.       1989 Der siebente Kontinent [o sétimo continente]

 

2.       2007 Violência Gratuita [Funny Games US]

 

3.       1992 Benny's Video [ o video de Benny]

 

4.       1997 Violência Gratuita [Funny Games]

 

5.       2001 A Professora de Piano [La pianiste ]

 

6.       2005 Caché

 

 

7.       A Fita Branca [ das weisse band]

 

8.       1994 71 Fragmente einer Chronologie des Zufalls [71 Fragmentos de uma Cronologia do Acaso]

 

9.       2000 Código Desconhecido [Code inconnu]

 

10.   1997 Das Schloß  [O castelo]

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Visto:

 

71 Fragmente einer Chronologie des Zufalls (Michael Haneke' date=' 1994,71 Fragmentos de uma Cronologia do Acaso )

 

Muito parecido com "Code inconnu", mas achei esse aqui mais interessante ,talvez  um pouco mais racional, ou logico.

Nao consegui ver relaçao nenhuma com as noticias repetidas de Michael Jackson no filme com o enredo--se é que existe um.Estilo bem caracteristico do haneke,com varios retalhos de cenas e discursos amputados as vezes. Achei meio pretensioso assim como o outro.

 

 

 

 

Valeu, Calvin. Voltando ao seu comentário, também achei que o filme fica meio maçante, por vezes, devido ao fato do ambiente ser limitado. No entanto, não dá pra negar que a proximidade é muito interessante. Meu amigo teve a mesma reação que você teve, e concordo em cada palavra, também. Se o Abbas conseguisse ampliar mais ainda o foco do filme, tenho certeza que teria agradado muito mais.

 

Sem dúvida alguma, lembra Haneke. Falando nisso, fiquei com vontade de rever "Tempos de Lobo". Já assistiu? Não é nenhuma obra-prima, mas a crítica, em cima da sociedade, é bem construída.

 

Caro Luccasf,

 

por coincidencia acabei de ver um do haneke....ultimamente nao tenho me deslumbrado tanto com as obras dele.Parece que comecei logo com as mais viscerais... Nao caiu meu conceito do cinema dele, porem os filmes dele que eu mais me comoveram foram indiscutivelmente os primeiros.

Vou assistir "Tempos de Lobo" e depois te passo minhas impressoes!

 

Meu " top haneke" ta assim por enquanto:

 

<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

1.       1989 Der siebente Kontinent [o sétimo continente]

 

2.       2007 Violência Gratuita [Funny Games US]

 

3.       1992 Benny's Video [ o video de Benny]

 

4.       1997 Violência Gratuita [Funny Games]

 

5.       2001 A Professora de Piano [La pianiste ]

 

6.       2005 Caché

 

 

7.       A Fita Branca [ das weisse band]

 

8.       1994 71 Fragmente einer Chronologie des Zufalls [71 Fragmentos de uma Cronologia do Acaso]

 

9.       2000 Código Desconhecido [Code inconnu]

 

10.   1997 Das Schloß  [O castelo]

 

 

 

Haneke sempre foi um diretor que me agradou muito, mesmo falhando em certos filmes. "A Fita Branca" e "Caché" são os meus favoritos. Gosto das abordagens que o austríaco faz. O cinema precisa ser cruel, para mostrar a verdadeira face da realidade, por isso, volto na questão do "Dez", do Abbas.

Não espere uma obra-prima, mas eu gosto muito. Tem cenas polêmicas, e você vai entender, quando assistir. Falando em polêmica, vou ver algo do Lars von Trier.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (Le fabuleux destin d'Amélie Poulain, Jean-Pierre Jeunet, 2001) - 3/5

Bonitinho e engraçadinho, mostra um mundo de fantasia dentro da realidade. Filme doce sobre uma pessoa diferente e solitária que se supera, poderia facilmente ser uma tolice enjoativa. É bem dirigido e tem uma bela fotografia, uma trilha sonora impressionante e uma protagonista cativante.

 

  2thumbs

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vooê vai conhecer o homem dos seus sonhos - Dir.: Woody Allen

 

 

 

Apesar de um elenco de alto valor financeiro na escala Hollywoodiana, este será mais um filme menor na vasta - e muito adorável - carreira de Allen. Observando seus diversos filmes ao longo do tempo, cada vez mais gosto do velhote: ele coloca suas observações sobre a vida sem qualquer intenção de reflexões shakespearianas (e neste filme ele faz uma bricandeira com isso, com o narrador apresentando o conto sobre a vida, que é "de som e fúria, mas nada significa" como diria o autor britânica), rendendo em geral filmes leves e perspicazes, alguns mais bem dosados no humor e outros mais incisivos na carga dramática de seus personagens.

 

 

 

A proximidade de sua morte tem sido analisada especialmente desde Scoop, quando retratou a morte como uma grande brincadeira e ainda acreditando que poderia voltar para contar algo, e atingiu seu ápice em Tudo pode dar certo. Neste novo filme, o par de personagens idosos rende as melhores situações e são os mais bem desenvolvidos - e concluídos - no roteiro. "Às vezes é melhor acreditar nas ilusões", conclui Allen, ao mesmo tempo zombeteando e se sentindo mais confortável ao aceitar a cartilha filosófico-espiritual de O segredo e outras bobagens de auto-ajuda. Assim, "quando você faz um desejo para uma estrela, os seus sonhos viram realidade".ltrhpsm2010-11-28 23:38:15

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (Le fabuleux destin d'Amélie Poulain' date=' Jean-Pierre Jeunet, 2001) - 3/5

Bonitinho e engraçadinho, mostra um mundo de fantasia dentro da realidade. Filme doce sobre uma pessoa diferente e solitária que se supera, poderia facilmente ser uma tolice enjoativa. É bem dirigido e tem uma bela fotografia, uma trilha sonora impressionante e uma protagonista cativante.

 

  2thumbs

 

[/quote']

 

Acho esse besta ao extremo.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

 

 

Tipo: pra quê fazer mistério sobre o nome da Noiva' date=' se isso não tem a menor relevância na trama? Pra quê fazer mistério sobre a aparência do Bill, se  isso não tem a menor relevância na trama? Pra quê ficar numa disputa para ter os diálogos mais longos (e sem nexo com a trama) da história do cinema?
[/quote']

Para que você depois fique se perguntando o porquê exatamente como  está fazendo.

 

06

 

Touché!

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Xuxa Gêmeas (Jorge Fernando, 2006) - 3/5

A Xuxa-má é uma caricatura, o que a princípio não é errado, mas ela é falsa interpretando tanto a malvada quanto a boazinha cheia de simpatia que todo mundo adora. A Xuxa-boa se preocupa tanto com o bem, que pára no meio do trânsito pra repreender uma mãe porque ela ameaçou bater na filha. A direção de arte fez um trabalho criativo na casa da Xuxa-boa. O problema é ser cool demais pra um barraco de favela. Os garotos que andam com ela são do tipo "criança de filme americano mais esperta que os adultos", e são mais parecidos com filhos da classe média do que com qualquer criança pobre que eu já tenha visto. São mentiras que, ao invés de serem irrelevantes ou positivas, ficaram ridículas. E tem os empregados atrapalhados que rolam escada abaixo, o mágico par romântico que banca o herói de ação numa cena mal dirigida, pirralhos dando uma surra em bandidos numa versão vagabunda de Esqueceram de Mim... É errando que o filme diverte.

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Harry-Potter-Goblet-28.jpg

 

 

 

Harry Potter e o Cálice de Fogo (Mike Newell, 2005)

 

 

 

Retiro, esse é o que mais gostei. Da pra notar que Azkaban ainda tem um outro nível de direção, planos bem mais elegantes, uma foto bem mais bonita e quase tudo mais. Mas a história aqui é tão mais épica, as situações tão mais angustiantes, que não teve como eu não me empolgar mais. Todos os três desafios são trabalhados de uma forma que te deixe bastante ansioso por eles, e executados de forma muito competente. O final envolvendo todo o lance do labirinto + batalha no cemitério com o coisa ruim é o ápice do filme, o momento mais dramático da série até aqui. E ainda apareceu o personagem que eu mais curti até agora, que é o surtadão Alastor Moody (interpretado muito bem, se bobiar a melhor interpretação que vi na série). O material parece mais empolgante que o anterior, mais dentro da história principal e consequentemente mais emergencial do que tudo que apareceu até aqui. E o filme termina caótico mesmo, é o que tem o climax mais arrepiante disparado. Gostei pra caramba. Agora é esperar e ver o que o outro sujeitão aprontou nos demais.

 

 

 

Diane-Keaton-drive-Annie-Hall_l.jpg

 

 

 

Annie Hall (Woody Allen, 1977)

 

 

 

Ótimo ter revisado. A impressão aqui é de assistir o Woody Allen mais inquieto da carreira. É uma enxurrada de diálogos, no sentido de tu não poder virar pro lado senão perde um, e em um dos momentos onde ele se mostra mais inspirado pra isso. Todos os outros com foco parecido começam a parecer apenas fragmentos de luxo desse aqui (tirando Manhattan, claro). Dessas comédias neuróticas onde ele foca exaustivamente a obsessão paranóica pela morte, e, principalmente, a incoerência hilariante dos relacionamentos, aqui é onde ele consegue ser mais denso, mais interessante, mais genial, e sem nunca perder o deboche característico. A cena onde a Diane Keaton (que atuação, minha nossa) sai do corpo durante o sexo, ou toda a sequência envolvendo o primeiro encontro dos dois, chega a dar vontade de aplaudir, de tão genial. Fica difícil adjetivar esse de outra forma. Quem quer entender porque o cara é gênio pode começar por esse.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Listinha de bons filmes para assistir em pleno sábado com toda a família. Recomendo, vi a pouco tempo e indico.

Uma listinha boa de filmes p/ assistir no final de semana com td a família:

 

O Solteirão

Atividade Paranormal 2

Eu matei minha mãe

A Rede Social

Harry Potter 7

As Múmias de Faraó

Comer Rezar e Amar

 

Continuem dando suas dicas no tópico...

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Não entendo por que esse filme é tão idolatrado. Será que esse povo acha que diálogos longos e 'descolados'' date=' cheio de referências à cultura pop, é o suficiente para se fazer um bom filme? Será que uma história boa não é mais essencial?

 


[/quote']

Não, não é... Se fosse, Encurralado do Spielberg seria uma porcaria.

 

Nem precisa entender. Sobre a idolatria...qQualquer lixo que o cara fizer seus adoradores dirão amém. Não sou fanboy dele mas gosto muito de Cães de Aluguel, e kill bill é fácil um dos 5 filmes mais superestimados da decada...

 

Pulp Fiction

Reservoir Dogs

[FODAS ]

 

Bastardos Inglórios

 

[bela distância]

 

Kill Bill

 

 
Sall2010-11-29 13:33:56

Share this post


Link to post
Share on other sites

A questão é, Tarantino já fez algum lixo? Como já disseram na outra página (acho que o Tensor) Jackie Brown que é considerado o mais fraco dele está à frente de um monte de filmes. Hoje, eu acho Cães de Aluguel apenas bom e não tenho reserva nenhuma com Jackie Brown ou com qualquer outro dele.

 

Podem não gostar, mas ninguém em hollywood escreve um roteiro ou dirige como ele, os filmes que ele faz têm uma assinatura difícil de copiar.

 

Visto:

 

Salt - nhé...

 

Revisto: Como Treinar seu Dragão 

 

 
Nacka2010-11-29 14:29:28

Share this post


Link to post
Share on other sites
A questão é, Tarantino já fez algum lixo?...

 

...Podem não gostar, mas ninguém em hollywood escreve um roteiro ou dirige como ele, os filmes que ele faz têm uma assinatura difícil de copiar...

  
[/quote']

 

... não, dos que eu vi. (não posso falar pelos outros)

 

É, até concordo.  Apesar de assinatura própria não ser necessariamente sinônimo de qualidade pois até filmes pornôs tem as suas.

 
Sall2010-11-29 15:23:20

Share this post


Link to post
Share on other sites

Cani arrabbiati - Mario Bava

 

RabidDogs-LM-Title.jpg

 

Na certa é o filme mais conturbado do diretor. Não sei ao certo todos os "rolos", mas.... versão vai, versão vem, descontentamentos por aqui, outros por ali. Como se não bastasse, doença de um dos atores e até mesmo a morte do próprio diretor, fizeram o filme ser arquivado até o seu lançamento anos depois.

 

11601609_gal.jpg

11777020_gal.jpg

11776990_gal.jpg

 

O filme é tenso e claustrofóbico, por passar grande parte das cenas dentro de um carro com vidros fechados e aparente calor de mais de 30ºC. Os sequestradores são depravados e cretinos de marca maior e mesmo assim conseguem ter carisma. A partir do sequestro, o que acontece é uma enxurrada de maus tratos, terrorismo, etc, até a coisa sair do controle e todos perderem as estribeiras. AH, o final é pra lá de excelente!! Um filmaço!

 

 

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Grande Gatsby

Submarino_219043.jpg

Versão cinamatográfica do romance de F. Scott Fitzgerald, filmada em 1974.

Roteiro adaptado por Francis Ford Coppola.No elenco, Robert Redford (Jay Gatsby) , Mia Farrow (Daisy Buchanan), Bruce Dern (Tom Buchanan), Karen Black (Myrtle Wilson) e Sam Waterston (Nick Carraway).

SINOPSE
"Os anos 20 nunca foram tão extravagantes como neste sumptuosa e romântica versão do clássico da era do Jazz de F. Scott Fitzgerald.
Robert Redford interpreta o papel de Jay Gatsby, que outrora amou a bela e mimada Daisy Buchanan (Mia Farrow), e depois a perdeu para um rico herdeiro. Mas Gatsby enriqueceu misteriosamente... e está pronto a arriscar tudo para a reconquistar. Vencedor de dois Oscares® da Academia, O Grande Gatsby inclui um refinado elenco de actores secundários e um elegante guião de Francis Ford Coppola. E no seu centro encontra-se a opulenta evocação de uma era onde abundava o jazz quente e o champanhe gelado, de mulheres tão exóticas e exigentes como flores de estufa e de vidas tornadas fáceis, por se ter tudo, tão depressa" (fonte:  http://www.dvdpt.com/o/o_grande_gatsby.php   ) 

O filme demora a começar e também a acabar.  09

 

Dá sono ver o Redford, sem muita convicção, interpretar o "mocinho" do filme. A Mia Farrow, por sua vez, deve ter feito nesse filme sua pior interpretação no cinema.

Não foi à toa que o filme somente ganhou Oscar de Melhor Trilha Sonora e Melhor Figurino.

 

A reconstituição da época me pareceu um pouco afetada, e ousada demais para os anos 20 que retrata.

 

Não recomendo o filme a ninguém, apesar o elenco composto por nomes de destaque no cinema mundial.

 

Parece que vem por aí uma refilmagem com direção de Baz Luhrmann (Austrália, Moulin Rouge) com Leonardo de Caprio no papel principal.

 

Sinceramente, acho que isso vai ficar pior do que o filme antigo, a julgar das "obras primas"  do tal Baz Luhrmann  que já conhecemos.04

 

Em suma, se tiverem outra coisa pra assistir, fujam do tal "Gatsby" - monótono que dá dó.02

 

Abaixo, algumas cenas do filme.

 

Abraços,  

 

 

sjff_03_img1052.jpg

 

thegreatgatsby.jpg

 

THE-GREAT-GATSBY-001.jpg

 

great-gatsby-redford-farrow.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

sabrina' date=' vc não mora no Brasil?

A Rede Social por aqui só estréia 5 de Dezembro e vc já assistiu...06
[/quote']

 

Já tem muita gente que conheço que já viu o filme via torrent. E dizem ser de boa qualidade... Mas esse aí eu vejo no cinema. O Fincher tem crédito comigo por Fight Club.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

 

sabrina' date=' vc não mora no Brasil?

 

A Rede Social por aqui só estréia 5 de Dezembro e vc já assistiu...[img>http://www.cinemaemcena.com.br/forum/smileys/06.gif" height=17" width="17" align="absmiddle" alt="06" />
[/quote]

 

 

 

Já tem muita gente que conheço que já viu o filme via torrent. E dizem ser de boa qualidade... Mas esse aí eu vejo no cinema. O Fincher tem crédito comigo por Fight Club.

 

 

 

Eu amo a Rússia, são sempre os primeiros BDs a sair na net pra baixar em 1080p. 06.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

sabrina' date=' vc não mora no Brasil?

A Rede Social por aqui só estréia 5 de Dezembro e vc já assistiu...06
[/quote']

 

Já tem muita gente que conheço que já viu o filme via torrent. E dizem ser de boa qualidade... Mas esse aí eu vejo no cinema. O Fincher tem crédito comigo por Fight Club.

 

é, eu sei. tava zoando com a sabrina06. Fiquei tentado a baixar mas acho que vou ver no cinema. Se bem que esse dá pra assistir numa boa num Dvix BOM ou 720p por enquanto. depois 1080p etc. Tem gente que já usa essa "tática": baixa e se gostar, confere novamente no cine.

 

Ah, não só por Fight Club mas por quase tudo que veio depois ele terá crédito comigo sempre.16 (E tem Seven também, que veio antes...)

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites


Eu amo a Rússia' date=' são sempre os primeiros BDs a sair na net pra baixar em 1080p. 06.gif[/quote']

 

É. E não apenas BD's, diga-se de passagem..  Já consegui muita coisa e quando olho o nome do arquivo, tá la o "Russia" 16

 

 
Sall2010-11-29 22:22:49

Share this post


Link to post
Share on other sites

Animal Kingdom
Estupendo thriller policial autraliano q pode ser definido como mix de “Os Infiltrados” com drama familiar de “Bonnie & Clide” ou “Os Bons Companheiros” .  Na trama, filho mais novo deve se acostumar à tensa rotina criminosa de sua família sociopata q, dividida entre tráfico e roubo a bancos, ainda guarda tempinho pra macarronada dominical. O elenco desconhecido surpreende pelas atuações sinceras com destaque pro jovem narrador do filme, q tem q decidir se envereda pelas atividades da família ou tocar vida normal, correndo risco de ser deletado pelos seus instáveis maninhos.  A cena da matriarca preparando um bolo e segurando um bebê enqto dá ordens pra “apagar” a ovelha branca da familia é antológica. 10/10

 

 

posters-e-trailer-de-animal-kingdom-L-HsQRMX.jpeg

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

A questão é, Tarantino já fez algum lixo? Como já disseram na outra página (acho que o Tensor) Jackie Brown que é considerado o mais fraco dele está à frente de um monte de filmes. Hoje, eu acho Cães de Aluguel apenas bom e não tenho reserva nenhuma com Jackie Brown ou com qualquer outro dele.

 

Podem não gostar, mas ninguém em hollywood escreve um roteiro ou dirige como ele, os filmes que ele faz têm uma assinatura difícil de copiar.

 

 
[/quote']

 

Fato: não há hoje NO MUNDO melhor roteirista que Quentin Tarantino. Podem até não gostar de seus filmes (e acho que ele nunca fez nada abaixo do excelente), mas os seus roteiros são um primor de qualidade, principalmente nos diálogos...o Bastardos que o diga.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Animal Kingdom
Estupendo thriller policial autraliano q pode ser definido como mix de “Os Infiltrados” com drama familiar de “Bonnie & Clide” ou “Os Bons Companheiros” .  Na trama' date=' filho mais novo deve se acostumar à tensa rotina criminosa de sua família sociopata q, dividida entre tráfico e roubo a bancos, ainda guarda tempinho pra macarronada dominical. O elenco desconhecido surpreende pelas atuações sinceras com destaque pro jovem narrador do filme, q tem q decidir se envereda pelas atividades da família ou tocar vida normal, correndo risco de ser deletado pelos seus instáveis maninhos.  A cena da matriarca preparando um bolo e segurando um bebê enqto dá ordens pra “apagar” a ovelha branca da familia é antológica. 10/10

 

 

posters-e-trailer-de-animal-kingdom-L-HsQRMX.jpeg
[/quote']

 

Por mais que eu tenha lido diversos comentários positivos, ainda não tinha conferido uma análise tão agradável. Fiquei curioso para ver, depois de todo esse alvoroço. Nem sabia que tinha ganhado Sundance.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vi em pré-estréia:

2010_the_social_network_020.jpg

 

A Rede Social

Pra mim o Fincher é um cara que sabe filmar, e merece atenção. Mas me incomoda muito, dentro do universo dele, como um aprofundamento das personagens sempre sofre em detrimento de histórias rebuscadas. Clube da Luta é o que mais se distancia disto, porque tem pelo menos 3 atuações marcantes.

 

Agora Zodíaco, Benjamin Button, Se7en e este aqui, todos têm ótimas histórias, tecnicamente são ótimos, têm aquela penumbra quase autoral dando um clima especial e etc, mas estaria mentindo se afirmasse que me marcaram.

 

A Rede Social é muito eficaz em tratar da geração Y, de como pensamos e agimos no ambiente profissional, e além disso funciona praticamente como trivia do Facebook. E só.

 

Mais um da Mostra:

67328_gal.jpg

 

Uma Mulher, Uma Arma e Uma Loja de Macarrão (San qiang pai an jing qi, Zhang Yimou, 2009)

Este é mais um espetáculo visual do Yimou, refilmagem do magnânimo Gosto de Sangue, dos Coen. O aspecto globalizado do projeto já é petisco pra qualquer cinéfilo, e apesar de não trazer grandes novidades na trama, diverte bastante, como o original.
Mas a pena é que aquelas coreografias com câmera lenta típicas do diretor se condensaram em apenas uma sequência, o preparo de macarrão.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Garoto de Liverpool
Razoavel biografia da juventude do John Lennon q é uma espécie de “The Runaways” numa embalagem “Cry Baby” , porem levemente inferior a “Backbeat - Os 5 Rapazes de Liverpool“ . Este filme britânico foca o periodo pré-Beatles e seu 1º encontro com Paul e George, buscando justificar sua criatividade e rebeldia como resultante da ausência de uma figura paterna/materna, já q vivia com a tia (a sempre ótima Kristyn Scott Thomas) e aquele td dramalhao blablabla. O único porém desta producao é justamente o personagem-titulo (o Aaron “Kick-Ass” Johnson) q não parece se dar conta q o filme gira em torno dele não convencendo em nenhum momento como o futuro marido da Yoko. Segura a bucha, mas podia ser bem melhor. Já a trilha sonora é show de bola, pra rockabyllie nenhum botar defeito!16 8,5/10

 

 

nowhere+boy+UK.jpg
 

Share this post


Link to post
Share on other sites
A questão é, Tarantino já fez algum lixo? Como já disseram na outra página (acho que o Tensor) Jackie Brown que é considerado o mais fraco dele está à frente de um monte de filmes. Hoje, eu acho Cães de Aluguel apenas bom e não tenho reserva nenhuma com Jackie Brown ou com qualquer outro dele.

 

Podem não gostar, mas ninguém em hollywood escreve um roteiro ou dirige como ele, os filmes que ele faz têm uma assinatura difícil de copiar.

 

 
[/quote']

Fato: não há hoje NO MUNDO melhor roteirista que Quentin Tarantino. Podem até não gostar de seus filmes (e acho que ele nunca fez nada abaixo do excelente), mas os seus roteiros são um primor de qualidade, principalmente nos diálogos...o Bastardos que o diga.

 

Não que o Tarantino não seja bom - ele é, e está ficando melhor, na verdade -, mas tem uns roteiristas que eu gosto mais: Patrice Chéreau, Todd Haynes, James Gray, Jafar Panahi, Mike Leigh (esse último, então, eu acho o melhor, pela maneira como ele constrói seus roteiros). Talvez até tenha outros, é que eu não me lembro assim de cabeça.

 

Não tem jeito, eu até curto o Tarantino, mas nunca vou integrar o verdadeiro culto que esse cara possui nesse fórum. Gosto é gosto...

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×
×
  • Create New...