Jump to content
Forum Cinema em Cena

Atividade Paranormal 2 (2010)


Stradivarius
 Share

Recommended Posts

  • 1 month later...
 Putz!! Não vi o primeiro' date=' mas o plot dessa continuação (tendo a ver com um bebê) e esse trailer aí... Sinistro!!

 

 Recomenda a conferida ao primeiro Stradivarius?

 
[/quote']

 

Cara, é muito bom. Dá muito cagaço, com essa onda de pseudo-documentários é meio difícil acertar, mas em Atividade Paranormal o casal de atores amadores tá muito bem, parece documentário mesmo.

 

 

Aquele lance de talco no chão... oh cripes!shocking
Link to comment
Share on other sites

 

Há divergências sobre isso (ser bom) Dead.06

 

Mas vale a pena ver sim' date=' até para se situar de um lado do ringue.

 

[/quote']

PT tem lá suas justificativas (e é uma das pessoas que sabem argumentar, raríssimas, por sinal 06) para não gostar do primeiro, eu realmente adoro, é exatamente o tipo de filme que mais gosto. Curiosidade: vai ver o segundo?

 

Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...

Ninguém viu? É o primeiro filme, mas com personagens diferentes e uma cena hilária do bebê-aranha. Aproveitaram mal o lance das câmeras de segurança e boa parte do filme acaba saindo mais cômica que assustadora. O mais interessante é o modo como ele completa a primeira história, mas pouco acrescenta como obra. É tipo uma expansão do The Sims, só que pra Atividade Paranormal.Shico2010-10-25 18:24:24

Link to comment
Share on other sites

 

Ninguém viu? É o primeiro filme' date=' mas com personagens diferentes e uma cena hilária do bebê-aranha. Aproveitaram mal o lance das câmeras de segurança e boa parte do filme acaba saindo mais cômica que assustadora. O mais interessante é o modo como ele completa a primeira história, mas pouco acrescenta como obra. É tipo uma expansão do The Sims, só que pra Atividade Paranormal.[/quote']

Eu vi e achei uma bosta. Já comentei no O Que Você Anda Vendo07

 

Link to comment
Share on other sites

Eu não gostei nem um pouco do primeiro. Não tenho muita empolgação para conferir esta continuação. Algumas pessoas que eu conheço que gostaram do primeiro filme me "garantiram" que o segundo é bem melhor. Eles são suspeitos, mas levadas as devidas proporções posso ter a mesma opinião que eles, mesmo que relativamente. Vou deixar pro DVD. Thiago Lucio2010-10-28 20:35:35
Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

O filme cresceu muito na minha cabeça depois de dois dias, muito mesmo. Tem alguns spoilers menores nesse comentário, mas nada que prejudique, se alguém estiver na dúvida se vai ver ou não.

 

Acho que, essencialmente, Atividade Paranormal 2 é um exercício de sugestão. Ele se apóia em, se não me engano, seis stills - com o auxílio de uma ou outra câmera na mão - que se repetem regularmente, com mudanças ínfimas de uma noite pra outra. Como stills que são, não há mudança de enquadramento, ao passo que o som é mínimo. O grande barato do filme é que, como a progressão da tal atividade paranormal é extremamente lenta, os nervos do espectador começam a entrar em ação ao ver cada um desses stills se repetirem, tornando a antecipação da ação muito mais enervante do que a ação em si. Nesse ponto, o filme é um triunfo, uma coisa muito bem bolada, pois ele usa o próprio imaginário do espectador para induzir o medo.

 

Isso é o filme praticamente todo, quase não resta mais nada. Não há uma grande estória, ou mesmo algo a mais em relação ao que já se sabia ao ver o primeiro filme. É o crescimento da tensão, quase subliminar, que torna a coisa toda gostosa. O rompante do final - que tem, de fato, sequências muito impactantes, pelo menos pra mim - foi só a azeitona do Martini.

 

O filme acabou funcionando tão bem comigo por outros dois motivos. Primeiro, o elenco é bom, principalmente a atriz que interpreta a mãe do bebê; segundo, ele praticamente ridiculariza o denial mode - o "isso non ecziste" - que o patriarca da família apresenta como resposta contra o sobrenatural. Aí é uma questão minha mesmo, de filosofia, e me lembra uma frase muito interessante que eu ouvi ser dita em um filme ruinzinho - Alma Perdida, do ano passado - que, pelo menos, serviu pra isso. Era algo mais ou menos assim:

 

"As pessoas se cercam do que é material, do que é mundano, como forma de se proteger dos horrores do sobrenatural, ignorando-os, mas isso não faz com que eles simplesmente deixem de existir".

 

Eu, que nem tinha curtido muito o filme logo depois de sair da sala de cinema, estou achando ele um barato. Recomendável mesmo.

 
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...