Jump to content
Forum Cinema em Cena

O Assassino em Mim (The Killer Inside Me)


Recommended Posts

Se houver tópico por favor deletem esse.

 

killerinsideme_02.jpg

 

 

41724.jpg

 

"The killer Inside Me"

 

Sinopse

'Killer Inside Me' acompanha a vida do xerife de uma pequena cidade do Texas, Lou Ford, que a vista de todos aparenta ser uma pessoa normal. Porém em seu íntimo conserva tendências sociopatas.

Título original: The Killer Inside Me
Tempo: 109min
Ano: 2010
Direção: Michael Winterbottom
Roteiro: Jim Thompson, John Curran

Elenco:

Casey Affleck (Lou Ford)

Jessica Alba (Joyce Lakeland)

Kate Hudson (Amy Stanton)

Simon Baker (Howard Hendricks)

Liam Aiken (Johnnie Pappas)

Jay R. Ferguson (Elmer Conway)

Tom Bower (Sheriff Bob Maples)

Matthew Maher (Deputy Jeff Plummer)

Drew Nixon (Deputy Sheriff)

Lori Lynne Cross (Townsperson )

Trailer:

filme do tipo soco no estômago...dos que tiram o ar e lágrimas !
Anos 50, magnata que manda mais que prefeito, prostituta morando longe dos olhos de respeitáveis mulheres e assistente de xerife bonzinho, nascido e criado na cidade...
E tem esse cara, Lou-WTF-Casey Affleck...aff! Deus me livre! O filme não seria o que foi sem ele. Enganosamente gentil, voz rouca, fala mansa, com aquele sorriso enviesado de dar arrepios, olhar  parado, impávido colosso!
Bipolar sádico fdm!<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

By bthe way, as cenas das mortes remetem a “Irreversível”, de forma ainda  mais perturbadora!  Decididamente as mais brutais que já vi, mais pela forma como foram executadas, com pausa p/ apreciação(?), palavras de carinho, cantarolas... inimaginavelmente insano!

Talvez a violência choque mais aqui por vir de onde não se espera e vir de forma filhadaputamente explícita e covarde!

MariaShy2010-09-11 21:05:44
Link to post
Share on other sites

Tem SPOILERS!!

 

Filmão!!!

 

A forma com ele trama pra matar a Kate e de quebra ter a desculpa pra eliminar o chantagista (bem burrinho por sinal) foi brilhante.

 

O fim doido demais! A Alba, tonta, mesmo depois de ter sofrido na mao dele ainda vai la e me solta um "eu te amo"? WTF?

 

A mae dele tb era uma filha da mae, seduzir, fazer aquilo na frented o proprio filho daquela maneira deve ter criado na mente dele a imagem que "as mulheres gostam disso", ja que ele gostava de bater na bunda tanto da Kate como da Alba. E a Alba por outro lado, curtia apanhar, pq quando ele solta ela depois de dar uma surra ce cinturão, ao inves de fugir ou reagir, ela o beija.

 

A Alba ta com um ar leve, solto, tava bacana. Talvez seja pra chocar mais ainda a forma brutal que ela tem a 1º morte.

 

E o Casey tá excelente como o doido frio, calculista, cinico ao estremo, como a Shy disse, com uma voz e um sorriso que nem de longe revelavam o que ele era.

Ele só nao é o melhor do filme pq tem as bundinhas de Kate e Alba...0806

 

 

Link to post
Share on other sites

Posts e Tópicos
Não escreva em letras maiúsculas nem use caracteres especiais nos títulos dos tópicos. Os tópicos que tiverem caixa alta serão corrigidos pela Equipe CeC em conformidade com os demais. [/quote']

Sorry!

 

 

 

Caca, tu disse bunda...aff! 13 giggle.gif

 

Mas então, a prostituta Joyce (Alba) deve ter tido uma infância mais ou menos parecida com a de Lou, talvez com algum histórico de violência.

Daí eles mergulharem na mesma vibe sadomaso.

 

Eu meio que dei coloquei uma tarja na imagem, mas se não puder, deletem, please:

 

032897658exh0011.jpg

 

By the way, achei que Alba está muito bem no filme!

 

 
MariaShy2010-09-13 19:32:13
Link to post
Share on other sites

Bunda não, eu disse bundinha!06

 

Na mesma, quase, né? Pq ela curtia apanhar e ele bater. Casaram certinho a vontade de ambos06

E não sei se era remorso (hummm, ele nao parecia sentir remorso algum de nada, ou se ele gostava mais da Alba mesmo, mas depois de ter espancado e "matado" a prostituta, uma das cenas dele com a Kate na cama foram bizarra, ele tampando o rosto dela, quase arrancando o pescoço fora, como se quissesse fechar os olhos e pensar que ali estava transando nao com a Kate mas com a Alba. Ou era simplesmente mais uma maneira de maltratar a mulher com quem estava, tal qual a mania de bater na bunda delas17

 

Ela ta realmente muito bem. Ja a Kate, sei la, achei ela meio estranhazinha no filme17

 

 

 

Link to post
Share on other sites

O que há de mais interessante no filme é em como cada ser humano reage/recebe a violência.

O cara era doente sim, mas meu! Joyce e mesmo a professorinha, que percebeu que o cara tinha algo de errado eram submissa a essa violencia, quase coniventes.

 

Achei a química entre Casey e Alba fantástico (tinha mó implicância dela como atriz!) 

 

By the way, tem isso do cara matar as mulheres com as mãos, lentamente, apreciando e os homens de forma rápida, precisa.

Pq Lou mete medo? O bate papo sinistro na cela com o pivete que  SPOILER  se mata enforcado .

 
MariaShy2010-09-14 20:21:22
Link to post
Share on other sites

O que me irritou foi principalmente...

 

SPOILERS

 

... o final mega-vagabundo-querendo-ser-grandioso. Sei lá, em um filme calcado em realidade, aquela reunião de todos os personagens no fim foi altamente improvável, absurda. O filme feriu severamente sua própria lógica. Se terminasse com a cena do pão pullman deixando ele na casa, seria bem melhor ao meu ver.

 

E Shy, desculpa, mas é incomparável a violência daqui com a de Irreversível. A cena do extintor é 700 vezes mais forte, que a do espancamento da Alba, IMO.

 

 

 

Link to post
Share on other sites
O que me irritou foi principalmente...

SPOILERS

... o final mega-vagabundo-querendo-ser-grandioso. Sei lá' date=' em um filme calcado em realidade, aquela reunião de todos os personagens no fim foi altamente improvável, absurda. O filme feriu severamente sua própria lógica. Se terminasse com a cena do pão pullman deixando ele na casa, seria bem melhor ao meu ver.

E Shy, desculpa, mas é incomparável a violência daqui com a de Irreversível. A cena do extintor é 700 vezes mais forte, que a do espancamento da Alba, IMO.

[/quote']

 

SPOILERSPOILERSPOILERSPOILERSPOILERS

 

Desculpa, mas esse final é totalmente coerente. Os policiais estavam em busca de uma confissão de Lou. Só assim ele poderia ser preso. Para isso, fizeram esse jogo psicológico com ele, colocando-o na mesma cela em que o moleque havia se enforcado, transferindo-o para o sanatório (onde, às noites, exibiam slides da Amy) e o trazendo de volta para casa (que foi onde ele a havia matado), onde encontraria a Joyce toda fudida. E por que todos os personagens estavam reunidos? Ora, todos eram os policiais que estavam tentando condená-lo, nada mais natural.

 

E discordo sobre Irreversível, o uso dos efeitos visuais nessa cena ficou tosco. Prefiro a da Alba, onde só se usa maquiagem, embora a do estupro da Bellucci seja ainda melhor (apesar do pau digital).
Link to post
Share on other sites

SPOILERS

 

Eu discordo, não achei nem um pouco coerente. Pra começar, provocar o confrontamento entre o cara que todos achavam que era assassino e a mina completamente debilitada sem proteção alguma é uma das coisas mais manés ever. E nem todos ali eram policiais, vide o pai do cara que ele matou. Enfim, surreal isso.

 

Sobre Irreversível, não achei nada tosco o efeito ali.

 

 

 

Link to post
Share on other sites

Me veio isso na cabeça. De que a maioria dos materiais inflamáveis tem cheiro forte e o nariz de algum deles  deveria ter dado alarme assim que pisaram na casa.

 

 Tenho uma coisa estranha com o final. De que tanto faz. Por isso gostei do filme. O que realmente importa nele é mostrar, explicitamente do que o "lado negro" do bom moço Lou era capaz de fazer.

E o miolo é tão bom que foda-se o final... ainda que seja um final fdm!
Link to post
Share on other sites

 

 

 

 

O filme vai bem até descobrirem o garoto...

 

miolo tão bom??? só se for pela Alba e pela Hudson parecendo gatas no cio. E que final escroto e mambembe é aquele?

 

 

 

SPOILERSSSSSS....

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Se eles sabiam desde o início de tudo, porque deixaram a Amy ficar com ele? Só se foi pra rolar mais sadismo no filme. Depois de o cara deixar um rastro de morte, todo mundo deixa ele livre e à vontade pra "fechar com chave de ouro"... Ah tá, bem coerente mesmo. Haja furos e atitudes tolas, culminando naquele final mega WTF.

 

 

 

PS: Casey muito bem mesmo.

 

Sall2010-09-19 02:50:21

Link to post
Share on other sites

Lou nasceu na cidade, era xerife, do tipo que cuidava dos seus (supostamente). Daí alguns lá não acreditava em sua culpa (vide o garoto que ficou justificando a atitude do xerife).

Aqueles agentes lá + o manda chuva é que sacaram o serial, mas eles não tinham prova nenhuma, até esconderam que Joyce estava viva.

 

Sobre soltar o cara, sei lá se isso foi mais coisa do sindicato ou do manda chuva da cidade.

 

By the way, talvez quisessem apenas mostrar a natureza doentia de Lou e f...-se o resto ... por isso disse que o miolo era bom.
Link to post
Share on other sites

 

Sinceramente, não engoli essa de "eles não tinham prova suficiente...". Se eles SABIAM mas não podiam provar, então que inventasse uma desculpa pra manter o cara pelo menos ali "debaixo da asa", manter por perto lá mesmo na cidadezinha. Até pra conseguir as tais provas.

 

Mas não! Como descobrimos no final, os caras SABIAM mas mesmo assim o mandam pra outra cidade... colocando em risco a vida de mais pessoas. Não deu pra engolir isso (e as atitudes decorrentes desse comportamento dos colegas dele). E o final... putz. Constrangedor de tão bobo. Nem parecia a conclusão do filme que eu vinha acompanhando por mais de hora.

 

 

 

Legal quem conseguiu gostar ou achar ótimo mas me senti insultado com aquilo.

 

 

Link to post
Share on other sites

 

Mas mantiveram ele na cidadezinha, tanto que ele vai pra casa, oras. E isso de "inventar uma desculpa", bom, aí tb não ia dar muito certo, aí sim ia ficar estranho.

 

E isso que "eles sabiam", vc se refere ao fato de a SPOILERS Alba aparecer viva? Bom, depois dela levar a surra, ficar daquele jeito, e ainda soltar um "te amo" pra ele, será que ela contou que ele era o culpado? Sei não.

 

Link to post
Share on other sites

SPOILERS

 

Eles não tinham provas suficientes, nem muito menos sabiam desde o início. A única coisa que tinham era uma suspeita, que à medida que os assassinatos vão ocorrendo, ia crescendo. E só. Tanto que o Simon Baker nem toca mais na idéia depois de algum tempo, somente após a morte de Amy vir a perceber que Lou era realmente o assassino.

 

Mas mantiveram ele na cidadezinha' date=' tanto que ele vai pra casa, oras. E isso de "inventar uma desculpa", bom, aí tb não ia dar muito certo, aí sim ia ficar estranho.

E isso que "eles sabiam", vc se refere ao fato de a SPOILERS Alba aparecer viva? Bom, depois dela levar a surra, ficar daquele jeito, e ainda soltar um "te amo" pra ele, será que ela contou que ele era o culpado? Sei não.
[/quote']

 

Ela não contou. Ela mesma diz isso quando o encontra.
Lumière2010-09-20 13:09:00
Link to post
Share on other sites

Tô com o Lumimala.

 

Eles não desconfiavam sobre Lou, até a morte de Amy, qd compararam as marcas sadomaso e sacaram que poderia ser Lou quem as fez em Joyce tb.

 

Qto a morte de Amy, foi algo tão público a "culpa" do pobre chantageador...aff!

By the way, a cena mais doida do filme ever!

O matador com uma facona perseguindo o chantageador ingenuo pela rua afora e este,  pedindo socorro, em vão... isso tudo na rua, aos olhos de todos, em plena luz do dia... que ousado esse fdm!

 

E Lou não foi solto, ele foi mandado p/ um asilo de loucos e depois o cara do sindicato o tirou de lá com uma liminar e a impressão que deu era p/ que o cara se amtasse mesmo, pq ele tinha se tornado um incomodo p/ o sindicato... acho
MariaShy2010-09-22 06:22:41
Link to post
Share on other sites
  • 8 months later...

O ASSASSINO EM MIM - 9/10 - É um daqueles excelentes thrillers que funcionam como um complexo estudo de personagem. É um filme de personagem, antes de mais nada. No caso, o personagem é o oficial Lou Ford (Affleck), um sujeito discreto e pacato que a partir de uma abordagem policial a uma prostituta (Alba), ele se vê inserido em uma rede de interesses, bastante para aflorar toda a sua natureza psicopata oriunda de uma infância igualmente perturbada. O filme é riquíssimo justamente por explorar a catarse provocada pelos atos de Ford, a frieza e a brutalidade dos seus atos que contrastam com a maneira pacífica que ele tenta manter, como se pudesse controlar tudo e todos a sua volta. E a tensão do filme reside justamente na maneira como ele tenta escapar de ser pego. Casey Affleck tem uma atuação soberba, não nega ser um ator limitado (mais talentoso que o irmão, vale a pena dizer), mas assim como em "Jesse James", ele constrói e desconstrói seu personagem nos mínimos detalhes, de maneira discreta e eficiente. É aquele tipo de personagem feito para este tipo de ator onde ambos se beneficiam, caiu como uma luva mais uma vez. Alba e Hudson cumprem seus papéis em cena, funcionam em cena, embora seus personagens sejam apenas peças do quebra-cabeça psicológico muito bem construído pela direção sóbria de Winterbottom, que remete ao western, e ao roteiro de Jim Thompson (adaptado da obra de John Curran (a maneira como a violência está inserida na psiqué de Ford, a sua relação com as mulheres, a forma como ele manipula as pessoas). É uma pena, porém, que o 3º ato seja tão frágil justamente por forçar o enfraquecimento do personagem - SPOILER -, seja a intimidação a Ford em seu quarto, seja a passagem dele pela prisão e pela ala psiquiátrica de um manicônio até a sua libertação que leva ao clímax. O clímax foi muito mal encenado e construído, trazer todos os personagens, como se fosse final de novela do Silvio de Abreu, deixar uma personagem-chave tão vulnerável e analisando o filme em retrocesso, a polícia não deixou de ser um tanto quanto negligente ao não ser mais efetiva na espreita de Ford por mais que ele tivesse o benefício da dúvida em 90% do tempo. Ainda assim um belíssimo thriller psicológico amparado por uma ótima atuação de Casey Affleck.

Thiago Lucio2011-05-22 11:49:00
Link to post
Share on other sites

SPOILERS

 

Eles não tinham provas suficientes' date=' nem muito menos sabiam desde o início. A única coisa que tinham era uma suspeita, que à medida que os assassinatos vão ocorrendo, ia crescendo. E só. Tanto que o Simon Baker nem toca mais na idéia depois de algum tempo, somente após a morte de Amy vir a perceber que Lou era realmente o assassino.

 

Mas mantiveram ele na cidadezinha, tanto que ele vai pra casa, oras. E isso de "inventar uma desculpa", bom, aí tb não ia dar muito certo, aí sim ia ficar estranho.

E isso que "eles sabiam", vc se refere ao fato de a SPOILERS Alba aparecer viva? Bom, depois dela levar a surra, ficar daquele jeito, e ainda soltar um "te amo" pra ele, será que ela contou que ele era o culpado? Sei não.

 

Ela não contou. Ela mesma diz isso quando o encontra.

 

Ok, eles não tinham provas suficientes, mas a partir da morte da personagem de Hudson, as circunstâncias chamaram muito a atenção para o Ford, não só pelas marcas de sadomasoquismo, mas pela própria repetição de uma cena de crime com 2 mortos em que ele está envolvido diretamente. Eles tinham que ser mais cautelosos.

 

Essa cena da Alba em que ela diz que não contou é uma cena da personagem dela. Até o momento em que ela desperta (algo que acontece fora do filme), ela confiava que todas as ações, inclusive a agressão dele, era para fazer com que no final das contas, eles ficassem juntos (não podemos esquecer que a violência era algo que ela entendia como demonstração de afeto por qualquer ligação com o passado dela desconhecemos, mas que era algo que fazia parte da relação deles também). Quando ela chega na frente dele e diz que não contou nada, foi uma forma dela mostrar pra ele que em nenhum momento deixou de acreditar que eles ficariam juntos, porém naquela altura ela já tinha sido informada sobre todos os atos seguintes, logo estava desiludida. E ele a mata como uma forma de culpá-la, como se estivesse dizendo que a vida dele tinha ruído por causa dela, se não fosse por ela, ele não tinha se exposto tanto, afinal de contas ele era um psicopata, não gostava dela e não pensou duas vezes antes de matá-la para benefício dele. Dito isso, o clímax foi muito mal encenado, ela não poderia ter ficado tão exposta, o terceiro ato, especialmente o clímax enfraqueceram muito o filme.
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
×
×
  • Create New...