Jump to content
Forum Cinema em Cena

Recommended Posts

Discordo da visão critica.

 

Assim como o caminho do Nascimento é retratado como ineficaz no final do filme, assim tambem é retratado a posição do deputado do Psol.

 

A violencia é necessaria sim para dar cabo nos problemas do Rio de Janeiro, sem uma policia (ou ao menos uma parcela da policia) que intimide os criminos, estes se sentirão mais donos da cidade do que já são.Entretanto não só a violencia é necessaria, a violencia é a solução a curto prazo, mas isolada de medidas a longo prazo ele só acirra o problema no final das contas

 

O discurso dos partidarios dos direitos humanos é furado, alegar que os fascinoras psicopatas são assim pela condição que nasceram é de um simplismo sem tamanho.Sem duvida os pequenos ladrões roubam para sobreviver, mas agora afirmar que um INSANO QUE QUEIMA UM OUTRO SER HUMANO o faz pela sua condição social é ATESTADO DE IGNORANCIA.

 

Pessoas com atitudes desse tipo são desarranjados mentais que não tem condição de conviver em sociedade, como a cura de disturbios desse tipo é uma utopia, o exterminio desses seres é a possibilidade mais racional.

 

Bom, mas o fato é, assim como enxergar o capitão nascimento apenas como um heroi, estabelecer o deputado como ''bussola moral'' é de uma miopia irrisoria. O deputado com seu discursinho Gramsciano que impressiona os alunozinhos do ensino médio, corretamente retrados como escoria, é recheado de falacias (como sua ''conta'') e de uma ingenuidade enorme.

 

A extinção da Pm é um sugestão barata tambem, o adequado seria a fusão da pm e da pc (divisão absurda), um aumento salarial decente para esses trabalhadores que arriscam sua vida diariamente (um absurdo um policial ganhar R$2000,00 enquanto um deputado ganhas 8 vezes mais) e um processo seletivo mais rigido.

 

Com aumento salarial pessoas mais capacitadas sentirão vontade de adentrar a instituição.

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites


... O discurso dos partidarios dos direitos humanos é furado' date=' alegar que os fascinoras psicopatas são assim pela condição que nasceram é de um simplismo sem tamanho.Sem duvida os pequenos ladrões roubam para sobreviver, mas agora afirmar que um INSANO QUE QUEIMA UM OUTRO SER HUMANO o faz pela sua condição social é ATESTADO DE IGNORANCIA...

Pessoas com atitudes desse tipo são desarranjados mentais que não tem condição de conviver em sociedade, como a cura de disturbios desse tipo é uma utopia, o exterminio desses seres é a possibilidade mais racional.

[/quote']

 

concordo. Uma coisa é cometer delitos pra sobreviver na "selva", outra é cometer atrocidades de maneira desenfreada por puro sadismo e graves (e irreversíveis) desvios de conduta.

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

"(...)o exterminio desses seres é a possibilidade mais racional.(...)"

 

Como assim? Levar todos esse facínoras para um campo de concentração, colocá-los em um suposto banho coletivo e exterminá-los com algum tipo de gás???

 

 

 

Acho até que o colega se expressou mal, mas tirando essa infeliz parte, concordo com o restante!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Galera, não sei se vocês repararam, mas teve uma referencia maravilhosa a Hamlet de Shakespeare no filme! Na cena em que dois PMs estão enterrando a ossada queimada dos jornalistas, um deles aparece com uma caveira na mão e recitando "poesia de bar/banheiro publico", eu particularmente pulei na cadeira pela genialidade da cena, e o quanto extrapolaram na referencia, colocando-a num contexto tão absurdamente esdruxulo.

 

Eu particularmente achei melhor que o primeiro, mais denso, mais pesado, mais inteligente, mais violento, fantastico em todos os quesitos. Cinco estrelas não é o bastante.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

 

Discordo da visão critica.

 

Assim como o caminho do Nascimento é retratado como ineficaz no final do filme' date=' assim tambem é retratado a posição do deputado do Psol.

 

A violencia é necessaria sim para dar cabo nos problemas do Rio de Janeiro, sem uma policia (ou ao menos uma parcela da policia) que intimide os criminos, estes se sentirão mais donos da cidade do que já são.Entretanto não só a violencia é necessaria, a violencia é a solução a curto prazo, mas isolada de medidas a longo prazo ele só acirra o problema no final das contas

 

O discurso dos partidarios dos direitos humanos é furado, alegar que os fascinoras psicopatas são assim pela condição que nasceram é de um simplismo sem tamanho.Sem duvida os pequenos ladrões roubam para sobreviver, mas agora afirmar que um INSANO QUE QUEIMA UM OUTRO SER HUMANO o faz pela sua condição social é ATESTADO DE IGNORANCIA.

 

Pessoas com atitudes desse tipo são desarranjados mentais que não tem condição de conviver em sociedade, como a cura de disturbios desse tipo é uma utopia, o exterminio desses seres é a possibilidade mais racional.

 

Bom, mas o fato é, assim como enxergar o capitão nascimento apenas como um heroi, estabelecer o deputado como ''bussola moral'' é de uma miopia irrisoria. O deputado com seu discursinho Gramsciano que impressiona os alunozinhos do ensino médio, corretamente retrados como escoria, é recheado de falacias (como sua ''conta'') e de uma ingenuidade enorme.

 

A extinção da Pm é um sugestão barata tambem, o adequado seria a fusão da pm e da pc (divisão absurda), um aumento salarial decente para esses trabalhadores que arriscam sua vida diariamente (um absurdo um policial ganhar R$2000,00 enquanto um deputado ganhas 8 vezes mais) e um processo seletivo mais rigido.

 

Com aumento salarial pessoas mais capacitadas sentirão vontade de adentrar a instituição.

 

 

 

[/quote']

 

 

Amigo, o sadismo não é apenas de nascença. Muitos homens tornam-se

monstros por causa do ambiente (Lembre-se das guerras: homens aprendem a

serem frios e sem pudores, o mesmo acontece com policiais). Como um ser

não vai se acostumar com o horror se vive nele? Além do mais,

psicopatas não chegam a ser 2% da população. E se tem tanto seres desse

tipo onde o filme foi mostrado, é porque tem algo de errado.

 

A psicologia humana é muito mais complexa do que isso.

 

Mas concordo, a cura é utópica.

 

 

Menezesmaia2010-10-10 12:17:34

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Alias' date=' a abertura com os flashs do primeiro filme achei muito foda!

 

[/quote']

 

Não só essa cena.

 

O travelling que passa sobre o Congresso Nacional enquanto o Coronel Nascimento faz aquele discurso sensacional...

 

Isso é cinema de primeira qualidade.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parabéns pela crítica Pablo.

 

O importante é que o diretor consiga seu objetivo:

 

que a sociedade se ponha a refletir a atitude desses atores sociais envolvidos na guerra do tráfico

 

(a custo de que as favelas foram 'apaziguadas'no Rio?)

 

talvez nesse filme a gente se sinta mais aliviado quanto o sentimento aquele da cena final do primeiro filme, matar não adianta. A culpa é da política...

 

QUERIA MESMO AGORA ERA VER UM FILME COM ESSA PERSPECTIVA SOBRE A ROTA EM SP!!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Parabéns pela crítica Pablo.

 

O importante é que o diretor consiga seu objetivo:

 

que a sociedade se ponha a refletir a atitude desses atores sociais envolvidos na guerra do tráfico

 

(a custo de que as favelas foram 'apaziguadas'no Rio?)

 

talvez nesse filme a gente se sinta mais aliviado quanto o sentimento aquele da cena final do primeiro filme' date=' matar não adianta. A culpa é da política...

 

QUERIA MESMO AGORA ERA VER UM FILME COM ESSA PERSPECTIVA SOBRE A ROTA EM SP!!!![/quote']

 

A ROTA vive de boatos, bem diferente do BOPE que parece gostar de uma TV gravando as suas operações.

 

Uma vez estava vindo da Praia Grande em direção a Ponte Pensil (São Vicente) e tem uma avenida que é bem escura e sei lá qual é o nome (GPS nos coloca em cada apuro) e o que eu vejo uma viatura da ROTA com dois mongos dormindo com a janela aberta e tal, isso pq estavam em rondas ostensivas.06

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Alias' date=' a abertura com os flashs do primeiro filme achei muito foda!

 

[/quote']

 

Não só essa cena.

 

O travelling que passa sobre o Congresso Nacional enquanto o Coronel Nascimento faz aquele discurso sensacional...

 

Isso é cinema de primeira qualidade.

Também achei foda, mas bem que a câmera poderia ser menos bêbada em algumas cenas de ação...

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Legal também foi o "Datena" do filme!

errr... não tem nada de Datena, mesmo pq o Datena dificilmente faz palhaçada em seu programa e ele é paulista, na verdade é baseado no programa balanço geral da TV Record e o apresentador fazia essas palhaçadas e tirava onda com o Governador.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tropa de Elite 2

 

o filme Tropa de Elite 2 é um libelo do "mal necessário" , ou melhor , do " mal social " , pois o que vemos em 115 minutos de filme é um retrato do conformismo civil , em que a criminalidade é um meio  de vida das classes marginalizadas , como também é instrumento de propaganda para políticos e celbridades que aproveitam da miséria humana para poderem empilhar as suas riquezas nos armários , que também escondem os esqueletos de um velho e novo mundo tecnocrata. Tenete - Coronel Nascimento é um personagem trágico , que como Odisseu tenta voltar para casa após a guerra, mas é impedido por Neturno por ter negado a ação dos Deuses no sucesso de sua empreitada  , só que como já dizia Platão : "Somente os mortos podem ver o fim da guerra " . Desta maneira acusar Nascimento de facista é o mesmo que prender um seringueiro por tirar latex da floresta , porque suas atitudes são resultdo do meio , da incoerência social de um povo que para protestar tem que fazer um artista descomprometido com a política o Deputado Federal mais votado  do Brasil . No princípio vemos que Nascimento desgraçado por um ato mal calculado num presídio superlotado , torna - se sub - secretário de segurança pública - algo que para os seus superiores é uma tentativa de corrompê - lo e desacredita -lo - nesta função traça uma estratégia polítca e militar , onde cada ação determina o resultado da guerra , mostrando uma concepção de guerra elaborada , que invejaria até mesmo  Clausewitz ( estrategista alemão do seculo XIX ), entretanto , o que observamos é que os campos de batalha não estão regiões de trincheiras ,ou " Terras de Ninguém " , e sim travados em grandes centros urbanos , onde se emprega constantes ataques de guerrilhas , os quais os corações e mentes da população da perefia sempre troca de mãos - Uma hora traficantes , outra hora  policiais corruptos que formam mílicias para enriquecerem com o sistema - E para isto Nascimento sacrificou sua família , deixando a criação de seu filho adolescente nas mãos de sua ex - esposa , e de um ativista dos direitos humanos , que tornou - se deputado estadual , e um desabor politico na vida de Nascimento . Com todos estes dispositivos sociais as estrategias de Nascimento caem por terra , pois toda vitória logistica do personagem , torna - se uma derrota tática  - vide o momento em que Nascimento chama a operação do Morro do Tanque , de Operação Iraque - Neste caos social Nascimento encontra um meio de desfeirir um golpe contra o sistema , e mesmo assim sai sem efeito , pois de alguma forma os 500 anos de história do Brasil perdeu sua inocência , sem chegar a maturidade . Acho que chamar José Padilha e Braulio Montavani ( diretor e roteirista do filme ) de gênios , é ignorar a ousadia e coragem dos mesmos quanto ao tema do filme . Quando saí da sala de exibição tive uma sensação de impotência , e claustofóbia , fazendo pensar muito no destino de meu voto nas eleições.

 

Lucilesio A. da Costa

Share this post


Link to post
Share on other sites


... O discurso dos partidarios dos direitos humanos é furado' date=' alegar que os fascinoras psicopatas são assim pela condição que nasceram é de um simplismo sem tamanho.Sem duvida os pequenos ladrões roubam para sobreviver, mas agora afirmar que um INSANO QUE QUEIMA UM OUTRO SER HUMANO o faz pela sua condição social é ATESTADO DE IGNORANCIA...

Pessoas com atitudes desse tipo são desarranjados mentais que não tem condição de conviver em sociedade, como a cura de disturbios desse tipo é uma utopia, o exterminio desses seres é a possibilidade mais racional.

[/quote']

 

 

Não acho que esse ponto de vista é atestado de ignorância. . Entenda-me, a condição social desfavorável não serve como uma enzima que cataliza o homem do bem, alienando-o e mudando a sua essência. A condição social desfavorável aliena o individuo ainda no seu berço!

 Dentinho2010-10-16 00:01:43

Share this post


Link to post
Share on other sites

Adoro suas críticas Pablo! :D

 

 

 

Mas voltando ao filme...

 

 

 

Tropa de Elite é um dos únicos filmes Nacionais que consigo ver. E, claro, vejo com gosto. Além de ser uma critíca meio que direta para a sociedade, o segundo filme trata de algo tão pior quanto o tráfico do RJ.

 

 

 

Sem dúvida a primeira coisa que a gente pensa ao ver o Fortunato (? não lembro se esse é o nome dele no filme) é o Datena e todo aquele sensacionalismo que fazem na tv. No paraná é o Geraldo Luis (tão pior quanto.)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...