Jump to content
Forum Cinema em Cena

Bullying


jujuba
 Share

Recommended Posts

...
Quando estava na escola até tentava reagir aos insultos' date=' mas nunca me senti bem agredindo ninguém fisicamente. Nunca fui de briga. Acho até que deveria ter partido para a ignorância, mas ser violento não é da minha natureza. Bem, só pra não dizer que era um completo "banana" eu apenas xingava, mas não passava disso. E, com certeza, esse tipo que aguenta "calado" são os que mais sofrem.
[/quote']

É isso que quem não entende o Bullying implica.

Algumas pessoas não conseguem ser agressiva pelo que tu disse, "vai contra a natureza dela", daí tem que se auto"violentar" e suar de violancia p/ se defender... aff!

 

Deveria ter jogado uma cadeira em alguém. Ou outra coisa pesada.

[/quote']

Uma pessoa que conheço fez isso. Ele é enorme, muito alto e isso foi recente, digo não foi na infancia.

Viviam implicando com eles, brincadeiras bobbas e tals um dia ele se levantou e jogou uam cadeira.

Acho que fez efeito!

 

Mas é doido isso, da pessoa suportar muito tempo e depois tomar uma atitude drástica, d até matar ou se matar.
MariaShy2011-05-08 13:57:08
Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...

Após bullying, menino terá que lavar louça e pátio de escola

O adolescente de 13 anos que foi flagrado extorquindo dinheiro de um colega de escola, em Campo Grande (MS), terá que limpar o pátio e lavar as louças da merenda do colégio por três meses. A punição foi determinada nesta sexta-feira pelo titular da 27º Promotoria da Infância e Juventude do município, Sérgio Harfouche.

"O menino se mostrou arrependido. Essa medida é uma oportunidade para ele aprender a não realizar novos atos como este, o que não aconteceria em uma Unei [unidade Educacional de Internação", afirmou o promotor.

Além das atividades no colégio, a punição prevê que o adolescente deverá

participar de um curso sobre bullying.

De acordo com o promotor, a adoção dos "castigos" no lugar de medidas sócioeducativas faz parte do Proceve (programa contra violência e evasão escolar), em ação no município há dois anos.

"O programa oferece aos jovens a chance deles mostrarem que não vão voltar a cometer os mesmos problemas. Se o autor voltar a ter esta atitude, vou ser obrigado a pedir a sua internação", disse Harfouche.

O dinheiro retirado do colega durante um ano --cerca de R$ 500-- será pago pela mãe do autor aos aos pais da vítima.

CASO

As ameaças começaram na 7ª série, quando os dois alunos ainda estudavam juntos. De acordo com a delegada Aline Sinnott Lopes, responsável pelo caso, o suposto agressor começou a extorquir o garoto e a ameaçá-lo ao perceber que ele era mais 'frágil'. Primeiro, ele obrigava a vítima a fazer suas tarefas escolares. Depois, a pagar lanches na escola. Em seguida, o colega começou a exigir dinheiro do garoto.

As extorsões --de R$ 50 a R$ 90 por vez-- continuaram mesmo após o agressor pedir transferência de escola, no final do ano passado.

As ameaças foram comprovadas após a polícia ter acesso a ligações telefônicas entre os dois meninos. Segundo a delegada Lopes, a vítima pegava dinheiro escondido da família para repassar ao outro adolescente. Em uma das ligações, ele diz que vai 'arrebentá-lo' caso ele não dê o valor pedido.

Em depoimento à polícia, o adolescente confessou ter recebido dinheiro do menino, mas em valor menor que o informado pela vítima. Ele disse que bateu no garoto apenas uma vez, na metade do ano passado. De acordo com Lopes, o adolescente ficou nervoso e chegou a urinar ao encontrar a polícia, que acompanhou um dos momentos em que ele recebia o dinheiro.

Outros dois meninos da mesma idade também são suspeitos de tentar extorquir o garoto e estão sendo investigados. Um deles é colega da vítima.

 

Dá-lhe !

É preciso coragem p/ essa atitude, já que os pais e mais uns 9343246465 orgãos de defesa do menor podem urubuzar em defesa do bully fdm.
Link to comment
Share on other sites

Acho que tem a ver com tópico olha o absurdo:

 

 

Olha o que estes otários fascistas fizeram, parabéns Dilma você acolheu os inquisidores e outros radicais que aumentam ainda mais suas ações criminosas. Estes criminosos estão pregando o direito de expressar o seu ódio pelos homossexuais é incrível como não são caçados como criminosos que são ao serem claramente incentivadores de crimes de ódio. Apologia a crime! Isto não acaba só como uma suposta “liberdade de expressão” e sim vai além, para a suposta liberdade de bater, perseguir e matar. É assim que o Brasil está resolvendo a homofobia Dilma? Quero ver ações enérgicas do governo contra estes fascistas, que não sabem conviver pacificamente a não ser em expressar ódio e perseguir. <?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Link to comment
Share on other sites

Hahahahaha... o vídeo é apenas uma ilustração exagerada certamente criada por gente interessada em ver a coisa pegar fogo. E confundir homofóbico com a ala pró-família é estúpido. Nem todos os defensores do formato tradicional da família são homofóbicos. Pena que muitos formadores de opinião da ala LGBT não percebem isso. 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Olá, pessoal.

 

Bom. Não havia reparado neste tópico até hoje e acabei notando que fui assunto. Desta forma, acho que posso dar um parecer sobre a situação, principalmente por já ter sido "vítima".

 

Não gostaria de ser simplista demais em relação ao assunto, mas, na minha opinião, Bullying é uma questão de respeito, principalmente no que se trata às diferenças, sejas físicas ou comportamentais. Acontece que, em uma sociedade, há pessoas que conseguem impor respeito e outras que são ingênuas demais para tal e, consequentemente, acabam sendo mais vulneráveis.

 

Todas as vítimas de Bullying aparentam apresentar as mesmas características: indivíduos de baixa auto-estima, ingênuos, insegurança, que não consegue confiar facilmente nas pessoas. Às vezes apresentam estas condições pela educação que receberam em casa ou até pelas circustâncias enfrentadas em ambientes sociais. Em alguns casos, tais características surgem como consequencia do próprio Bullying.

 

De certa forma, concordo com o Kako de que é tudo uma questão de adaptação. Entretanto, será que a sua falta de adaptabilidade a ambientes opressores seria motivo para falta de respeito?

 

Não quero me abrir demais. Já vi uma vez que a internet não é o lugar certo e não quero cometer o mesmo erro. Entretanto, posso dizer que já sofri Bullying em inúmeros lugares.Assumo: em um momento você passa a se questionar "será que o problema sou eu?". Eu responderia: é uma união de fatores. Seja na minha personalidade, no fato de eu sempre estar um ano a frente do meu ensino (pulei a 1ª série), ou na atitude dos que me cercam.

 

Entretanto, se não tenho personalidade o suficiente para me impor, de uma coisa eu tenho certeza. Eu nunca faltei com respeito a ponto de humilhar alguém publicamente. E é aqui que o problema se torna grave. E é aqui onde devemos ter ciência que é uma questão de respeito. Respeitar as diferenças. É tão básico e simples, mas, obviamente, as pessoas nunca se atentam aos gestos mais simples.

 

Essa história de se defender do Bullying praticando o Bullying não funciona com todas as pessoas. Cada um encara o problema de uma maneira diferente. Não são todos que conseguem se impor. E acho ridícula essa história de "lei do mais forte". Cada um tem sua personalidade, seus defeitos. E deveríamos, ao invés de esperar que as pessoas corrigissem seus defeitos, aprender a conviver com eles.

 

Acho que é isso.

 
Link to comment
Share on other sites

 

 

 

 

 

 

 

Acho que tem a ver com tópico olha o absurdo:

 

 

Olha o que estes otários fascistas fizeram' date=' parabéns Dilma você acolheu os inquisidores e outros radicais que aumentam ainda mais suas ações criminosas. Estes criminosos estão pregando o direito de expressar o seu ódio pelos homossexuais é incrível como não são caçados como criminosos que são ao serem claramente incentivadores de crimes de ódio. Apologia a crime! Isto não acaba só como uma suposta “liberdade de expressão” e sim vai além, para a suposta liberdade de bater, perseguir e matar. É assim que o Brasil está resolvendo a homofobia Dilma? Quero ver ações enérgicas do governo contra estes fascistas, que não sabem conviver pacificamente a não ser em expressar ódio e perseguir.

[/quote']

Plutão, você está brincando, né? Não acredito que você não entendeu o video. Ele é construído como uma forte ironia como estratégia para dizer o oposto. O video é CLARAMENTE irônico, ele é absurdo JUSTAMENTE para você ver o quanto são estúpidas as afirmativas que os atores estão pronunciando (por isso ele é o mais absurdo possível).

É justamente a observação de que as frases que dizem são horrendas (e estão no ideário das pessoas preconceituosas mas só quando vemos saindo da boca de alguém elas mesmas percebem o quanto são ridículas) que têm a intenção de causar o efeito repulsivo e sensação de ignorância, especialmente nos que defendem tais ideias. Desta forma eles (e todo mundo que assiste o vídeo) podem refletir sobre elas.

A última frase então é altamente esclarecedora das intenções: "O que eles não conseguem entender é que no fundo, eu tô lutando contra mim mesmo".

É uma das mais belas manifestações ANTI preconceito que já vi.

 

 

 

 

 

Mr. Scofield2011-05-28 12:29:25

Link to comment
Share on other sites

Olá' date=' pessoal.

 

Bom. Não havia reparado neste tópico até hoje e acabei notando que fui assunto. Desta forma, acho que posso dar um parecer sobre a situação, principalmente por já ter sido "vítima".

 

Não gostaria de ser simplista demais em relação ao assunto, mas, na minha opinião, Bullying é uma questão de respeito, principalmente no que se trata às diferenças, sejas físicas ou comportamentais. Acontece que, em uma sociedade, há pessoas que conseguem impor respeito e outras que são ingênuas demais para tal e, consequentemente, acabam sendo mais vulneráveis.

 

Todas as vítimas de Bullying aparentam apresentar as mesmas características: indivíduos de baixa auto-estima, ingênuos, insegurança, que não consegue confiar facilmente nas pessoas. Às vezes apresentam estas condições pela educação que receberam em casa ou até pelas circustâncias enfrentadas em ambientes sociais. Em alguns casos, tais características surgem como consequencia do próprio Bullying.

 

De certa forma, concordo com o Kako de que é tudo uma questão de adaptação. Entretanto, será que a sua falta de adaptabilidade a ambientes opressores seria motivo para falta de respeito?

 

Não quero me abrir demais. Já vi uma vez que a internet não é o lugar certo e não quero cometer o mesmo erro. Entretanto, posso dizer que já sofri Bullying em inúmeros lugares.Assumo: em um momento você passa a se questionar "será que o problema sou eu?". Eu responderia: é uma união de fatores. Seja na minha personalidade, no fato de eu sempre estar um ano a frente do meu ensino (pulei a 1ª série), ou na atitude dos que me cercam.

 

Entretanto, se não tenho personalidade o suficiente para me impor, de uma coisa eu tenho certeza. Eu nunca faltei com respeito a ponto de humilhar alguém publicamente. E é aqui que o problema se torna grave. E é aqui onde devemos ter ciência que é uma questão de respeito. Respeitar as diferenças. É tão básico e simples, mas, obviamente, as pessoas nunca se atentam aos gestos mais simples.

 

Essa história de se defender do Bullying praticando o Bullying não funciona com todas as pessoas. Cada um encara o problema de uma maneira diferente. Não são todos que conseguem se impor. E acho ridícula essa história de "lei do mais forte". Cada um tem sua personalidade, seus defeitos. E deveríamos, ao invés de esperar que as pessoas corrigissem seus defeitos, aprender a conviver com eles.

 

Acho que é isso.

 
[/quote']

É ! 10

 

Uma das razões da perpetuação do bullying é o fato de todo mundo ter vergonha de admitir/demonstrar fraqueza.

O mais doido disso tudo é que hoje em dia não existe mais a turma do "deixa disso", ela foi substituída pela turma do "porrada!! porrada!"
Link to comment
Share on other sites

O Plutão está sempre tão ávido por denunciar as "grandes injustiças" e conspirações que nem pensa antes de criticar...

 

 

 

 

 

 

 

[offtopic]

 

Nem todos os defensores do formato tradicional da família são homofóbicos.

 

 

 

A partir do momento que alguem se põe a "defender" um modelo específico de família' date=' querendo ditar para os outros o que eles podem considerar família ou não, se eles são família ou não, isso não é preconceito?

 

 

 

Se fulano acha que família para ele é papai+mamãe+filhinho, problema dele. Que ele seja feliz vivendo nesse modelo. Se outros querem viver em outros modelos, ele não tem que se meter nisso. Não acho que alguem tenha o direito exigir que o Estado dite modelos e interfira no que os cidadãos podem ou não podem chamar de família.

 

 

 

Eu não sei se todos os defensores do "formato tradicional" são homofóbicos. Mas com certeza são moralistas que deviam cuidar mais de suas próprias vidas.

 

[/offtopic']Nostromo2011-05-28 15:54:34

Link to comment
Share on other sites

 

Eu não sou defensor da família padrão mas acho que as pessoas tem o direito de achar que o modelo que elas preferem deve ser o melhor e o direito de falar isso sem imbecis os chamando de preconceituosos. Lembrem-se que quando vocês acusam alguém de ser preconceituoso estão, na verdade, sendo levianos e, porquê não, preconceituosos em sua análise.

 

Além de serem um bando de idiotas que mandam as pessoas se preocuparem com suas vidas e não fazem o mesmo.

 

Vivemos em um tempo nojento em que todas as minorias "sofredoras" ganharam carta branca para sair acusando todo mundo de tudo.

 

 

 

 

 

kakoserrano2011-05-28 18:16:29

Link to comment
Share on other sites

 

 

 

Não sofro bullying e não vou sofrer, mas sou um alvo em potencial, por ser diferente da maioria. E tem gente que está numa situação de diferença bem pior. Bullying tem a ver com querer punir o outro por não se encaixar no nosso padrão. É um dos motivos pelos quais acontece. Não suporto pessoas que defendem seu direito de viver do próprio jeito, não importa o que pensem a respeito delas, mas não aceitam o mesmo direito para aqueles que levam um estilo de vida contrário ao que elas consideram correto. Então decidem que os fora-do-padrão-majoritário devem se encaixar no molde, sob pena de sofrerem punições. Em alguns casos, tem gente querendo que o Estado os obrigue, ou pelo menos providencie uma punição (negando direitos, por exemplo). Nem nas minhas opiniões mais exaltadas e extremistas sobre determinados assuntos, eu defendi que a intervenção estatal chegue a tanto.

 

 

 

Lucy fer2011-05-28 19:04:40

Link to comment
Share on other sites

 

Plutão, você está brincando, né? Não acredito que você não entendeu o video. Ele é construído como uma forte ironia como estratégia para dizer o oposto. O video é CLARAMENTE irônico, ele é absurdo JUSTAMENTE para você ver o quanto são estúpidas as afirmativas que os atores estão pronunciando (por isso ele é o mais absurdo possível).

É justamente a observação de que as frases que dizem são horrendas (e estão no ideário das pessoas preconceituosas mas só quando vemos saindo da boca de alguém elas mesmas percebem o quanto são ridículas) que têm a intenção de causar o efeito repulsivo e sensação de ignorância, especialmente nos que defendem tais ideias. Desta forma eles (e todo mundo que assiste o vídeo) podem refletir sobre elas.

A última frase então é altamente esclarecedora das intenções: "O que eles não conseguem entender é que no fundo, eu tô lutando contra mim mesmo".

É uma das mais belas manifestações ANTI preconceito que já vi.

[/quote']

Marcha pela desigualdade e pelo ódio. Dá até medo. icon_eek

Dá medo de cristãos. Não de todos, mas dos que são representados no vídeo. Parece que a qualquer momento eles vão tirar nosso direito de exercer liberdades com as quais eles discordam. E é justamente o que parte deles gostaria de fazer.

 

Link to comment
Share on other sites

Eu não sou defensor da família padrão mas acho que as pessoas tem o direito de achar que o modelo que elas preferem deve ser o melhor e o direito de falar isso sem imbecis os chamando de preconceituosos. Lembrem-se... blá' date=' blá, blá... que estou ofendidinho até hoje porque me chamaram de preconceituoso... mimimi~... butthurt...[/quote']

 

 

 

Todos podem achar melhor o tipo de família que quiserem. E podem falar isso livremente. O que não podem é tentar impor isso a toda a população. A partir do momento que o moralistinha faz lobby em Brasília para que seu modelo seja o único protegido pela lei, o único considerado família pela Constituição, ele está passando dos limites. E é isso que os "defensores" da família tradicional fazem.

 

 

 

Quanto a serem chamados de preconceituosos por se expressar, puro mimimi~ seu. "Quem fala o que quer ouve o que não quer". Você é livre para falar o que quiser. E os outros são livres para abertamente te considerarem um imbecil.

 

 

 

Por fim, idéia sem fundamento e não baseada em dados objetivos é preconceito. Esse o tipo de idéia que essa gente manifesta. Portanto...

Link to comment
Share on other sites

Acho que tem a ver com tópico olha o absurdo:

 

 

Olha o que estes otários fascistas fizeram' date=' parabéns Dilma você acolheu os inquisidores e outros radicais que aumentam ainda mais suas ações criminosas. Estes criminosos estão pregando o direito de expressar o seu ódio pelos homossexuais é incrível como não são caçados como criminosos que são ao serem claramente incentivadores de crimes de ódio. Apologia a crime! Isto não acaba só como uma suposta “liberdade de expressão” e sim vai além, para a suposta liberdade de bater, perseguir e matar. É assim que o Brasil está resolvendo a homofobia Dilma? Quero ver ações enérgicas do governo contra estes fascistas, que não sabem conviver pacificamente a não ser em expressar ódio e perseguir.

[/quote']
Plutão, você está brincando, né? Não acredito que você não entendeu o video. Ele é construído como uma forte ironia como estratégia para dizer o oposto. O video é CLARAMENTE irônico, ele é absurdo JUSTAMENTE para você ver o quanto são estúpidas as afirmativas que os atores estão pronunciando (por isso ele é o mais absurdo possível).
É justamente a observação de que as frases que dizem são horrendas (e estão no ideário das pessoas preconceituosas mas só quando vemos saindo da boca de alguém elas mesmas percebem o quanto são ridículas) que têm a intenção de causar o efeito repulsivo e sensação de ignorância, especialmente nos que defendem tais ideias. Desta forma eles (e todo mundo que assiste o vídeo) podem refletir sobre elas.
A última frase então é altamente esclarecedora das intenções: "O que eles não conseguem entender é que no fundo, eu tô lutando contra mim mesmo".
É uma das mais belas manifestações ANTI preconceito que já vi.

 

Bricando? Não achei graça.

 

De qualquer forma não deixa de ser grotesco mesmo que seja uma ironia com isto não se brinca. Expressar um absurdo destes sem prévio aviso da proposta o torna tão idiota como a própria homofobia autentica e até reforça, veja lá os comentários dos prós e contras. Brincar com um tema sério e tentar mostrar o outro lado de forma de uma ironia vaga é uma forma imbecil e demonstra até um despreparo para “defender” a causa.14

 

O Plutão está sempre tão ávido por denunciar as "grandes injustiças" e conspirações que nem pensa antes de criticar...

 

Você acha que não pensei que pode ser uma ironia, obvio que sim foi a primeira coisa. Mas não deixa de ser tão prejudicial quanto à homofobia e ainda não deixa a descrição do vídeo para piorar não deixa qualquer aviso. Mesmo a declaração final é dúbia. Todo o vídeo não esclarece nada apenas deixa mais turva a discussão.  Isto é tão ironia quanto o filme “O Nascimento de Uma Nação” controverso e provavelmente seja uma clara e idiota discriminação na cara dura mesmo. Não duvido disto e acho a alternativa mais provável.

<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Plutão Orco2011-05-29 00:16:23
Link to comment
Share on other sites

 

 

 

[
Bricando? Não achei graça.

 

De qualquer forma não deixa de ser grotesco mesmo que seja uma ironia com isto não se brinca. Expressar um absurdo destes sem prévio aviso da proposta o torna tão idiota como a própria homofobia autentica e até reforça' date=' veja lá os comentários dos prós e contras. Brincar com um tema sério e tentar mostrar o outro lado de forma de uma ironia vaga é uma forma imbecil e demonstra até um despreparo para “defender” a causa.14[/quote]

Mas a ironia não é vaga, a última frase demonstra que é clara a mensagem, Plutão, não vejo nenhuma dubiedade ali. Acho que muitos não entenderam porque não viram com atenção a propaganda. Enfim, eu gostei, achei bastante inteligente, mas vejo que não surtiu mesmo o efeito esperado dados os comentários no próprio youtube. Pena.

Você

acha que não pensei que pode ser uma ironia' date=' obvio que sim foi a

primeira coisa. Mas não deixa de ser tão prejudicial quanto à homofobia e

ainda não deixa a descrição do vídeo para piorar não deixa qualquer

aviso. Mesmo a declaração final é dúbia. Todo o vídeo não esclarece nada

apenas deixa mais turva a discussão.  Isto

é tão ironia quanto o filme “O Nascimento de Uma Nação” controverso e

provavelmente seja uma clara e idiota discriminação na cara dura mesmo.

Não duvido disto e acho a alternativa mais provável.[/quote']

Não achei prejudicial quanto à homofobia. Achei inclusive preciosa porque evidenciou que o povo não sabe nem ler entrelinhas. O texto do youtube de anúncio do vídeo podia deixar mesmo a coisa mais transparente.

Não acho justo comparar com O Nascimento de Uma Nação, que é um filme em outro contexto (ruim aliás, que só vale pelo que representou em termos técnicos porque é chato, cansativo e nem consegui chegar ao final), em outra época e com outra mensagem.

 

 

 

Mr. Scofield2011-05-29 00:29:52

Link to comment
Share on other sites

Você acha que não pensei que pode ser uma ironia' date=' obvio que sim foi a primeira coisa. Mas não deixa de ser tão prejudicial quanto à homofobia e ainda não deixa a descrição do vídeo para piorar não deixa qualquer aviso. Mesmo a declaração final é dúbia. Todo o vídeo não esclarece nada apenas deixa mais turva a discussão. Isto é tão ironia quanto o filme “O Nascimento de Uma Nação” controverso e provavelmente seja uma clara e idiota discriminação na cara dura mesmo. Não duvido disto e acho a alternativa mais provável.[/quote']

 

 

 

Eu acho que o vídeo é apenas uma forma bem humorada e inteligente de expor o ridículo do discurso de certas pessoas. Talvez você esteja levando-o a sério demais. Muita gente não vai entender a piada mesmo. Mas se der tudo mastigadinho para o povão perde a graça.

Link to comment
Share on other sites

 

Eu acho que o vídeo é apenas uma forma bem humorada e inteligente de expor o ridículo do discurso de certas pessoas. Talvez você esteja levando-o a sério demais. Muita gente não vai entender a piada mesmo. Mas se der tudo mastigadinho para o povão perde a graça.

#curtir

 

Link to comment
Share on other sites

 

 

Todos podem achar melhor o tipo de família que quiserem. E podem falar isso livremente. O que não podem é tentar impor isso a toda a população. A partir do momento que o moralistinha faz lobby em Brasília para que seu modelo seja o único protegido pela lei' date=' o único considerado família pela Constituição, ele está passando dos limites. E é isso que os "defensores" da família tradicional fazem.

 

 

 

Quanto a serem chamados de preconceituosos por se expressar, puro mimimi~ seu. "Quem fala o que quer ouve o que não quer". Você é livre para falar o que quiser. E os outros são livres para abertamente te considerarem um imbecil.

 

 

 

Por fim, idéia sem fundamento e não baseada em dados objetivos é preconceito. Esse o tipo de idéia que essa gente manifesta. Portanto...[/quote']

 

Mimimi meu? 06 O que eu vejo aqui é vc e os defensores da bibaiada chorando e reclamando.06

 

Pois é, quem fala o que quer ouve o que não quer e isso vale para as bibas e você, sejam o mesmo grupo ou não...

 

E quanto à objetividade da idéia, vejamos. Homem e mulher metendo dá filhinhos (família). Gays metendo dá hemorróida. Well, me parece bem objetivo o argumento. Embora eu concorde com a união homo, não vejo problema algum.

 

 

 

 

kakoserrano2011-05-29 10:08:07

Link to comment
Share on other sites

 

 

 

 

O Nostromo deixou claro que o problema não preferir um modelo, e sim querer impor a todo mundo, achar que as pessoas devem ser pressionadas para que formem famílias tradicionais, ou qualquer outro tipo de família, e punidas pelo Estado e pela sociedade, caso não o façam. É como forçar pessoas hétero que não querem filhos a tê-los. São minoria, mas nem por isso é justo que sejam esmagadas por uma parcela majoritária da sociedade. O reconhecimento de diferentes tipos de família não impede os adeptos da família tradicional de viverem nela, então não tem motivo justificável pra tentar impedir que aconteça. É pura intolerância. Além de ter um efeito negativo e injusto para aqueles que poderiam se beneficar do reconhecimento.

 

 

 

Lucy fer2011-05-29 10:50:25

Link to comment
Share on other sites

 

 

Infelizmente a dificuldade para tolerar as inevitáveis diferenças entre os seres humanos é um de nossos maiores defeitos, e é uma tendência da maioria usar seu poder de pressão para reprimir comportamentos dos quais não gosta, sem parar para pensar racionalmente sobre a necessidade de proibições, sem querer entender que é a vida do outro e cabe a ele decidir.

 

Edit: e nem sempre é uma questão de decisão. Não falo apenas de orientação sexual, mas de gostos em geral (ninguém decide simplesmente gostar ou não de alguma coisa).

 

 

Lucy fer2011-05-29 11:25:30

Link to comment
Share on other sites

 

 

 

 

O Nostromo deixou claro que o problema não preferir um modelo' date=' e sim querer impor a todo mundo, achar que as pessoas devem ser pressionadas para que formem famílias tradicionais, ou qualquer outro tipo de família, e punidas pelo Estado e pela sociedade, caso não o façam. É como forçar pessoas hétero que não querem filhos a tê-los. São minoria, mas nem por isso é justo que sejam esmagadas por uma parcela majoritária da sociedade. O reconhecimento de diferentes tipos de família não impede os adeptos da família tradicional de viverem nela, então não tem motivo justificável pra tentar impedir que aconteça. É pura intolerância. Além de ter um efeito negativo e injusto para aqueles que poderiam se beneficar do reconhecimento.

 

 

 

[/quote']

 

Eu concordo com isso. Não concordo apenas nas acusações de preconceito só porque fulano prefere um tipo de família ao outro. Eu garanto que os bibas preferem o tipo de família deles.

 

E sempre vou chamar gays de bibas, viados e etc, então não me encham. 06

 

 

Link to comment
Share on other sites

 

Bom. Relacionado ao Bullying' date=' gostaria de acrescentar a seguinte questão:

 

Por que alguém, que se porta de maneira tolerante e respeitosa, deve ser punido ao não se adequar socialmente a um grupo?
[/quote']

 

Ninguém aqui acha legal chutar cachorro morto. Eu não sou à favor do bullying e nunca serei, até porque nunca pratiquei.

 

Agora, é natural da espécie humana rejeitar o que é diferente e, em alguns casos, agir de forma escrota. Nesse caso, existem duas soluções:

 

1) Alterar a espécie.

2) Alterar o indivíduo que será, em última análise, o maior prejudicado se isso não ocorrer.

 

É virtualmente impossível erradicar o bullying. No entando, punições podem realmente melhorar o problema.

 

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Bom. Relacionado ao Bullying' date=' gostaria de acrescentar a seguinte questão:

 

Por que alguém, que se porta de maneira tolerante e respeitosa, deve ser punido ao não se adequar socialmente a um grupo?
[/quote']

Sei lá, deve ser visto como rivalidade, tipo, se pensa diferente de mim, está contra mim.
Mas tb acho que é tu experimentar poder, via de regra os mais fracos sempre são abusados pelos supostamente fortes pq sabem que não terá revide.

Deve rolar bastante tb esse lance de vaidade, auto afirmação.

E deve rolar tb de saber que não haverá punição. Talvez uma criação muito condescendente... sei lá...

 

Anyway, acho que o bullying tem muitas raízes, pq na verdade o problema no fundo é a manifestação da violência.

 
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...