Jump to content
Forum Cinema em Cena
-felipe-

Quais Séries Você Anda Vendo?

Recommended Posts

Sem perdão

REDAÇÃO - Publicado em 12/08/2016, às 14h43

DIVULGAÇÃO/CBS

 

criminal_minds_thomas_gibson_demitido_fr
Thomas Gibson na 11ª temporada de Criminal Minds; ator foi demitido


A rede norte-americana CBS, em conjunto com a ABC Studios, anunciou nesta sexta (12) que o ator Thomas Gibson não estará mais em Criminal Minds, uma das séries mais vistas e longevas dos Eustados Unidos _está há 11 anos no ar. Protagonista da série, ele foi demitido após brigar com Virgil Williams, um dos produtores. "Thomas Gibson está demitido de Criminal Minds. Detalhes sobre como o personagem dele [Aaron Hotchner, agentes especial do FBI] sairá da trama serão anunciados em breve", diz a nota. O site TMZ noticiou nesta semana que Gibson agrediu o produtor, chutando a perna dele em uma gravação da 12ª temporada. O ator tinha recebido uma suspensão da produção da série, mas agora a saída é definitiva. Gibson, até então a "cara" de Criminal Minds, estava na série desde a estreia, em 2005.



Original: http://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/bloco-de-notas/sem-perdao-12255#ixzz4H8puKpLa 
Follow us: @danielkastro on Twitter | noticiasdatvoficial on Facebook

Share this post


Link to post
Share on other sites

Talvez o piloto seja expositório demais, mas das séries "descompromissadas", aquela pra brecar o cérebro depois de Mr. Robot, acho a mais agradável. A protagonista é um deleite a parte, cada episódio atuando de uma forma diferente, sexy, engraçada, filha da puta, hippie, badass, caipira, socialite... O que preicsar, a mulehr é pau pra toda obra.

 

Não que seja uma medalha de ouro de qualidade, mas das séries DC/Vertigo, acho a melhor.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vi 6 episódios e estou gostando muito de The Americans (no Netflix).

Boas atuações, especialmente de Keri Russel, uma trama que dá pra levar a sério e intrigante por si só. Algumas das reviravoltas aqui e acolá são bem previsíveis contudo.

Vibe interessante de Tom Clancy, sempre com pé no chão, nada de gadgets mirabolantes ou super-conspirações. O cerne da série é o casal protagonista.

Esperava mais da produção, especialmente as cenas na Rússia, algumas das quais é usado o inglês. A ambientação dos anos 80 poderia ser mais forte.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu ficava absurdamente tensa com cada eppy de "The Americans"... aff!

O que eu mais curtia er o que mais me desesperava: tudo ser dificultado pela falta das geriçonças tecnológicas avançadas como as de hoje, masss em cenas tensas eu sempre pensava que um celular, internet ali facilitaria tudo !

Share this post


Link to post
Share on other sites

The Americans terminou sua primeira temp fortíssimo. 

A natureza da série me surpreendeu. Estava esperando algo denso e político, mas achei estranhamente leve. É, na prática, um drama de casal tentando conciliar suas vidas duplas. E funciona que é uma beleza.

O casal protagonista não são nada heróicos, mas moralmente complexos e realistas. Na verdade, maioria dos personagens são assim, até os bem menores. Essas camadas são tão bem realizadas que posso ver essa série funcionando perfeitamente com vários dos coadjuvantes sendo protagonistas.

Só não gosto mesmo quando falam inglês nas cenas na Rússia...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vi o piloto de 2 novinhas, "Boy Meets Girl", sobre um tímido que se envolve com uma trans ((sei lá o que pensar da série, ainda)

https://youtu.be/aaz5z-ncrhY

"Better Thing", essa eu amei de cara!
Uma mulher madura, bem realista politicamente incorreta e sem culpa sobre o que é certo/correto na difícil tarefa de ser mãe, sozinha.

https://youtu.be/UivyT8nZVx8

Final de "One Of Us", tiquinho decepcionante.
A justificativa careceu de uma base mostrada mais claramente ao longo da série.
Ainda assim, recomendadíssima!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Assisti só 2 episódios e já fui fisgado: The Girlfriend Experience

 




 

Starz mostrando como se faz. The Girlfriend Experience é mais uma série bem feita da emissora, junto de Flesh and Bone e Black Sails.

 

A trama move num passo rápido, bem atuada, madura, sexy e não me trata feito idiota. É bem mais leve que Flesh and Bone, ainda bem, não me sentir feito um infeliz assistindo. Riley Keough, a ruiva Capable de Fury Road, muito bem no papel.

 

Espero que continue no nível fantástico desses dois primeiros episódios.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Visto o piloto das novinhas:
"This Is Us" gostei bastante de como eles apresentaram as 3 histórias como se tivessem ocorridas na mesma época.

"Bull", que é mais uma versão de um cara que faz leitura do corpo, tipo "Monk", "Lie To Me", "The Mentalist" e tals, no caso aqui, um advogado. Piloto bom tb.

"Falling Waters", série insacável só com o piloto. Tipo, algumas pessoas sonhando o mesmo sonho ou partes dele.
Muiiito pouco é esclarecido no piloto, daí tu fica nas suposições. Gostei!

Pilotos supimpas \o

Share this post


Link to post
Share on other sites

west world

this is us

better thing

stranger things

lucifer

frequency

 

Com exceção a "Westworld" (que não me fisgou) e "Lucife", vejo todo o resto tb.

 

Recomendo fortemente "Goliath" e "The Missing", priemeira e segunda temporada

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nem sabia da existência :mellow:

 

Qual a "pegada" da série?

 

 É uma série de horror situada no século 16, bem na época da caça ás bruxas de Salem, cuja premissa inicial é que esses julgamentos eram manipulados pelas próprias bruxas. O clima de horror da série é bem pegado, não economizando no gore. O legal é que a narrativa é cheia de jogos de manipulação e intriga entre os personagens, que tem que usar mais do que violência ou magia pra alcançar os objetivos. E o puritanismo surge como uma ameaça tão insidiosa quanto as próprias bruxas.

 

Vai ai o trailer da 1ª temporada pra você tirar as suas próprias conclusões MOZTS.

 

 

  

Share this post


Link to post
Share on other sites

 É uma série de horror situada no século 16, bem na época da caça ás bruxas de Salem, cuja premissa inicial é que esses julgamentos eram manipulados pelas próprias bruxas. O clima de horror da série é bem pegado, não economizando no gore. O legal é que a narrativa é cheia de jogos de manipulação e intriga entre os personagens, que tem que usar mais do que violência ou magia pra alcançar os objetivos. E o puritanismo surge como uma ameaça tão insidiosa quanto as próprias bruxas.

 

Vai ai o trailer da 1ª temporada pra você tirar as suas próprias conclusões MOZTS.

 

 

  

 

Foi pra lista! Curti o trailer. Promtete sangue, bruxaria e sensualidade. O que mais um homem pode querer? :P

 

Dá para comparar com Penny Dreadful?

 

Sabe o que sinto falta nesse tipo de conteúdo, essa coisa "de época" (GoT, Penny Dreadfull, Black Sails etc.)? Aquele granulado de filmagem de película, não sei por que salta para mim que essas coisas foram filmadas com digital, muito mais que Westworld ou séries Mr. Robot.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não creio que ninguém se apeteceu em dar um confere na série "Exorcista". Muito boa, guardado as devidas proporções, está uma adaptação tão boa para o filme quanto Hannibal foi para os filmes do canibal.

Até queria conferir, masss tenho receio de série cujo protagonista seja o cramunhão... afff! :(

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...