Jump to content
Forum Cinema em Cena
Tensor

O Que Você Anda Vendo e Comentando?

Recommended Posts

Stitches

Hilária e divertida produção irlandesa q faz comédia c/ o gênero “terror-slasher-teen”, sem apelar p/ seus clichês. A procedência européia injeta refinado humor negro, principalmente nas cenas de tripas voando, q há aos montes. Trama: palhaço triste, politicamente incorreto e q odeia crianças, volta do além pra se vingar do grupo de moleques q “acidentalmente” o matou!!! Interessante ver q os estereótipos “teen” irlandeses são outros, assim como a própria mitologia criada em torno do “palhaço-assassino” merecia ser expandida (seita “clown” druida? WTF?). O psico criado por Ross Noble e dá nome á pelicula entra facilmente no mesmo panteão de Freddy, Jason, etc.. e não faz feio diante seus similares “It” , “Killer Clowns” , “Balada de Trompeta” e “Funnyman” .  Destaque pra td criatividade e sarcasmo nas impressionantes matanças dos infelizes jovens (a do bichinha, da patricinha e do maconheiro, em especial), tds feitas sem CGI. Previsivel, não é nenhuma obra-prima mas é tão engraçada q merecia franquia própria! E lembre-se: um palhaço q não termina seu show não descansa em paz! 9/10

 

StitchesPoster.jpg
 

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Padrasto (The Stepfather, Dir.: Nelson McCormick, 2009) 1/4

 

filme3.jpg

 

Refilmagem de um filme de 1987. Não conheço o original (que ganhou 2 continuações na época), mas pelo que li ele foi baseado numa história real que rolou nos anos 70. História de um cara que mata a família e consegue escapar. Logo depois consegue se envolver com outra mulher e fazer parte de sua família, mas o filho mais velho dela começa a desconfia dele e começa a investigar seu passado. Gostei do elenco basicamente, mas a história é meio difícil se envolver já que não traz nada de novo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse aí não é um dos caras daquela série Nip/Tuck?

 

 

Visto ontem: Homem de Ferro 3 - Não só é muito melhor que o segundo filme como tem uma ideia bem mais interessante que o primeiro. Toda a história que envolve o Mandarim é genial. 

 

Revisto hoje, Armageddon, funciona ainda muito bem como blockbuster. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Promised Land, do Van Sant, é medíocre até o talo. Mais culpa do roteiro do que qualquer outra coisa. Mal consigo comentar direito porque não tem nada de relevante pra se falar a respeito do mesmo.

É incrível como o Van Sant está sempre flertando com o medíocre. Não importa quantos filmes geniais ele fizer, parece haver sempre a possibilidade de seu próximo filme ser nada além de medíocre.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Totalmente Demais (Totally Awesome, Dir.: Neal Brennan, 2006) 0/4

 

totally-awesome-movie.jpg

 

 

Filme pra TV feito pela Vh1. É uma paródia das comédia adolescente dos anos 80. Tirando o fato do filme ser bem ruim mesmo, também acrescenta o fato de ser uma paródia bem tardia, de filmes que fizeram sucesso na época, mas hoje pouca gente se lembra (Alguém aí se lembra do Garoto do Futuro, Uma Escola Muito Louca ou Alguém Muito Especial? Pois é...)

 

Esse filme de tão ruim faz aquele outro "Não é Mais um Besteirol Americano" (que também parodia filmes adolescentes - e saiu antes desse e pra cinema) parecer filme de Oscar...

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Fim

Drama espanhol pós- apocaliptico q bebe da fonte de Fim dos Tempos , Eu Sou a Lenda , O Reencontro e Lost. Grupo de amigos das antigas se reune numa cabana nas montanhas, mas logo percebe q algo aconteceu ao mundo e precisam descobrir o q é. E nessa jornada rumo a civilizacao onde o grupo lentamente vai se dissolvendo, enqto a natureza reivindica seu territorio, numa clara alusao a Os Passaros. Flertando entre thriller de misterio e drama existencial, esta pelicula prende o interesse pra no final se mostrar como metafora da desintegracao social e da solidao. Boa fotografia das belissimas paisagens naturais da peninsula iberica, efeitos ok e interpretacoes decentes, a producao apenas peca por nao se explicar nos finalmentes, deixando a cargo do espectador tirar suas conclusoes. O bacana sao as boas sacadas no roteiro q vao sendo lancadas, aos poucos, embora os dialogos sejam risiveis. Resumidamente, uma boa curiosidade de cinema fantastico a ser conferida vinda da terra de Cervantes.8,5-10

 

poster-XxXx80.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dark Skies

Razoavel e despretensioso thriller de suspense psicologico sob formato de sci-fi de abducao. O roteiro lembra muito os genéricos de família q se muda a casa assombrada, mas ai q coisas estranhas q começam a acontecer e sobra pros pais ver o q seja... onde o fio da meada os leva a abduções milenares por td Historia!! Longe de ser perfeito, o filme se perde em trocentas explicações pra tudo, embora funcione no quesito tensão e medinho. Boa atuação do casal e dos moleques, o q confere ao filme uma versão extraterrestre do recente Possessao. Com direito ate a um momento found footage a la Atividade Paranormal. O legal e ver a familia se desintegrando a medida q os fenomenos se intensificam, assim como as respostas q surgem parecem meio forcadas. Rsumindo, resulta uma producao simples e q da pro gasto com um tema tao desgastado, cumpre o q se propoe como diversao. Mas seu desfecho nao esta a altura do resto, bem forcado. 8-10

 

DarkSkiesBirdsposterSkyniceQuadfull1.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Insensiveis

Drama histórico com pitadas de thriller e fantasia gótica esta produção francesa q evoca o Labirinto do Fauno com A Chave de Sarah, pra falar dos monstros criados pela guerra e traz a tona a questao se é a dor o q nos torna humanos ou nao. Se valendo de fragmentação temporal acompanhamos duas estórias q evoluem pra no final se interligarem. A primeira se passa nos dias de hj e acompanhamos um cirurgião atrás duma cura pro seu câncer, mas na jornada vemos as descobertas q faz sobre sua família, mostrada na estória paralela. E esta se passa durante a Guerra Civil, e versa sobre experimentos com crianças insensíveis a dor, etc e tal.. Bem feitinho, com bons momentos de suspense e atuacoes competentes (em especial, o estupendo elenco infantil), o filme se enrola demais nas explicações, nos finalmentes, q fica confuso entender algumas ligações de personagens. Interessante pelicula, porem com pequenos defeitos. 8,5-10

 

insensibles-recto-jaquette.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

procurando-sugar-man.jpg

 

Filme "Searching for Sugar Man" (Procurando Sugar Man)

 

"Não é porque alguém é pobre e tem uma situação desfavorável que não tem a capacidade de sonhar e fazer coisas maravilhosas".

Às vezes um filme que vamos assistir de forma despretensiosa acaba nos surpreendendo. Foi isso que aconteceu comigo ao ver o documentário "Searching for Sugar Man" (Procurando Sugar Man) do diretor sueco Malik Bendjelloul. O filme me apresentou um ser humano especial. Seu nome Jesus Sixto Rodriguez, um cantor de folk norte-americano com descendência mexicana que surgiu nos Estados Unidos no início dos anos de 1970 e que desapareceu misteriosamente. Suas músicas nos traz uma nostalgia.

O documentário nos mostra a história desse cantor que lançou dois discos muito elogiados pela crítica, sendo inclusive comparados a Bob Dylan, mas que foi um fracasso de vendas. Inesperadamente chega uma cópia pirata do seu disco na África do Sul que cai na mão de um radialista que começa a tocá-lo. Automaticamente suas musicas se tornam quase que um hino passando a ser cantados em manifestações e Rodriguez torna-se um símbolo contra o apartheid. Ao mesmo tempo em que se torna um ídolo na África do Sul, o mistério sobre sua pessoa se multiplica. Várias versões sobre sua morte surgem: Rodriguez teria cometido suicídio no palco, colocando fogo no próprio corpo, Rodriguez teria se matado com um tiro na cabeça, Rodriguez teria sido um radical, que foi preso e morreu na prisão. Diante de tantas especulações um fã começa a procurar informações sobre ele, assim se desenrola essa história, como uma biografia musical de um Ser Humano que enfrenta a fama ou a falta dela de uma forma impressionante! Não conto mais para não estragar a grata surpresa que é esse filme! A trilha sonora é excelente!

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

Filme "Searching for Sugar Man" (Procurando Sugar Man)

 

"Não é porque alguém é pobre e tem uma situação desfavorável que não tem a capacidade de sonhar e fazer coisas maravilhosas".

Às vezes um filme que vamos assistir de forma despretensiosa acaba nos surpreendendo. Foi isso que aconteceu comigo ao ver o documentário "Searching for Sugar Man" (Procurando Sugar Man) do diretor sueco Malik Bendjelloul. O filme me apresentou um ser humano especial. Seu nome Jesus Sixto Rodriguez, um cantor de folk norte-americano com descendência mexicana que surgiu nos Estados Unidos no início dos anos de 1970 e que desapareceu misteriosamente. Suas músicas nos traz uma nostalgia.

O documentário nos mostra a história desse cantor que lançou dois discos muito elogiados pela crítica, sendo inclusive comparados a Bob Dylan, mas que foi um fracasso de vendas. Inesperadamente chega uma cópia pirata do seu disco na África do Sul que cai na mão de um radialista que começa a tocá-lo. Automaticamente suas musicas se tornam quase que um hino passando a ser cantados em manifestações e Rodriguez torna-se um símbolo contra o apartheid. Ao mesmo tempo em que se torna um ídolo na África do Sul, o mistério sobre sua pessoa se multiplica. Várias versões sobre sua morte surgem: Rodriguez teria cometido suicídio no palco, colocando fogo no próprio corpo, Rodriguez teria se matado com um tiro na cabeça, Rodriguez teria sido um radical, que foi preso e morreu na prisão. Diante de tantas especulações um fã começa a procurar informações sobre ele, assim se desenrola essa história, como uma biografia musical de um Ser Humano que enfrenta a fama ou a falta dela de uma forma impressionante! Não conto mais para não estragar a grata surpresa que é esse filme! A trilha sonora é excelente!

 

 

filmaco! e sou tb dos q endossa o coro de q a trilha sonora é fodastica!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Substituto

Professor entra numa escola barra-pesada pra substituir outro e termina se envolvendo com 3 mulheres da instituicao (a diretora irresponsavel, uma profesora idealista e uma aluna biscate) q o fazem perceber q sua luta em educar é ingloria. Tinha td pra ser uma versao melancolica e pessimista de Ao Mestre com Carinho, Sociedade dos Poetas Mortos e Entre os Muros da Escola, mas o tom documental permeado de poesia (Camus, Poe, etc), aliado as varias sacadas graficas, o tornam interessante e simpatico. Um quebra-cabeca q nos e mostrado vem em doses homeopaticas e nao de uma vez so,  Vale salientar q Adrien Brody carrega o filme nas costas no papel principal e comove como ele se dedica a instigar aqueles maloqueiros a pensar e a serem melhores do q sao, mesmo dentro daquele sistema educacional caotico e falido. Ao mesmo tempo, tem momentos meio q surreais q nao dizem a q veio, mas ainda assim nao tornam este indie desmerecedor de uma conferida. Atente pras varias pontas de luxo e q o titulo original (Detachment) faz mais sentido q o imbecil q recebeu aqui. 9-10

 

 
detachment_tony_kaye.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

The Grandmaster

 

Uma grande decepção. Kar Wai pode ter acertado em seus belissímos quadros mas é só, a história é daquelas que envolve tudo o que já estamos acostumado em ver em filmes do genero: honrar o clã, lutar contra dominação do país e vingar a morte do pai. Alias, quem for esperando ver a história do Ip Man, vai perceber que ele incrivelmente não aparece tanto assim da metade do filme para frente, que é dominada pela presença da personagem Gor com sua busca de vingança em quanto Ip simplesmente some. Muito mal estruturado, não sabe qual história quer abordar e acaba inserindo personagens de forma preguiçosa a ponto de nem sabermos quem é tal pessoa e esta ainda nem desempenha função na narrativa. Sobra as lutas que são boas mas mesmo assim nada de novo. O personagem título entra como um homem ao qual sabemos pouco e sai da mesma forma, o que não deixa de ser curioso vindo de um filme que pretende abordar sua vida. Ao menos o elenco se sai bem. 3 estrelas em 5.

 

405e2e28-4706-4c3c-ad6c-c050d45e2884.jpe

Share this post


Link to post
Share on other sites

John Dies at the End
Divertida e insana bizarrice alucinógena do diretor da franquia “Phantasm”, “BeastMaster” e “Bubba Ho-Tep” que é oito ou oitenta. Não busque muito sentido na trama, mas resume-se a invasão da Terra por seres extra-dimensionais através de drogas psicotrópicas; nisso, dois jovens passados pelo entorpecente tomam as rédeas pra salvação do mundo. O filme evoca as matinês sci-fi oitentistas ( “Bill & Ted Fantastic Adventure” ), alternando varias passagens psicodélicas a la “Naked Lunch” ,“Donnie Darko” e “Medo e Delirio em Las Vegas” , em meio a muito gore e violência: umas são boas sacadas e outros passam de momentos WTF q até agora não tendi porra nenhuma. Atente por eclético elenco e pros ótimos efeitos especiais. Ah, e destaque disparado pra hilária sequencia da “maçaneta-pênis”. Um filme q entreteem, mas é bem fora do convencional por ser recheado de surrealismo, detalhes visuais e simbolismos q merecem nova conferida. No final da projeção a pergunta q perdura é esta: será q td não passou duma viagem lisérgica dos protagonistas ou do diretor? 8,5/10

 

JohnDiesEndBigyellowFinaltheatv1a.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

. Apesar de Sugar Man ter algumas boas tomadas de paisagens da África do Sul, em termos de beleza visual não é páreo para A Marcha dos Pinguins.

 quicá seja pq o documentario nao se proponha como vitrine do Discovery Channel e sim outra coisa... um "filme-noir-musical"..

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...