Jump to content
Fórum atualizado. Avançar páginas e Links do Youtube Voltaram a funcionar. ×
Forum Cinema em Cena
Tensor

O Que Você Anda Vendo e Comentando?

Recommended Posts

Vem de Taiwan esse "As Coisas Simples da Vida", que tanto sucesso fez em Cannes no ano 2000, quando ganhou o prêmio de Melhor Direção, mas perdeu a Palma para "Dançando no Escuro" ( Seria meu voto também).  Muita gente o aponta até hoje como o último grande filme do século XX, ou o primeiro grande filme do Século XXI - dependendo se você o viu em 2000, ou 2001, quando se expandiu mundialmente.

São 197 minutos mostrando o cotidiano de uma família. É lento, é lennnnto, é muito lennnnto... Mas consigo admirar bastante esse tipo de cinema em que a câmera é simplesmente deixada comportadamente, sem firulas, para ressaltar certa composição. Quem faz os filme são os atores extraordinários, com diálogos às vezes simplesmente monótonos, outra vezes muito bem elaborados em superrealismo:

" A vida é uma mistura de coisas tristes e alegres. Os filmes são tão parecidos com a vida, por isso gostamos deles.
- Quem precisa de filmes, então? Melhor ficar em casa e viver.
- Meu tio diz:"Vivemos três vezes mais tempo desde que inventaram o cinema".
- Como é possível?
- Significa que os filmes nos dão duas vezes o que a vida diária dá."

Esse diálogo me conquista pois o filme, também ele, segue 3 pontos de vistas, 3 linhas narrativas: pai, filha adolescente, e filho.

E é pelo olhar natural de cada um dos três que o espectador vive muitas vezes mais. Outras vidas; a nossa mesma vida.

Palmas.

MV5BZDNkMGUyYzUtNjM0ZC00NDM2LWE5ZjEtMjliNzIxMmMzZThhXkEyXkFqcGdeQXVyMzAxNjg3MjQ@._V1_.jpg

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fiquei na dúvida se colocava esse curta aqui, pois pode ser encarado também como um videoclipe. 

Contudo, se for encarado como um curta musical - como é divulgado - "Anima"  é maravilhoso, um parente mais psicodélico de "Pina" do Win Wenders, que, como sabemos, concorreu ao Oscar de Documentário.

Fiquei contente em ver que o grande Darius Khondji foi o fotógrafo. Se virar parceiro habitual do P.T.A, eu aprovo.

Anima (2019)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Grande sensação em Sundance 2019, onde ganhou Melhor Direção, "The Last Black Man In San Fracisco" poderia ser excelente, mas - como se diz - "nasceu em Niterói" - ficou no quase. É quase excelente, é quase ótimo, mas é apenas muito bom. Acho que ele se perde um pouco em firulas estilísticas. É o primeiro filme do diretor Joe Talbot. Ele quer marcar posição, né?, quer impressionar a todo tempo...Poxa, mas não precisava, se fosse só história e personagem, sem abandono do realismo, teria sido melhor.

Muito importante falar em gentrificação, em direito à cidade, em racismo no crédito imobiliário, em pertencimento. E falar com humor é melhor ainda.

Tem potencial, apoio crítico, e mídia, para concorrer ao Oscar de Melhor Roteiro Original, este, no caso, assinado por Rob Richeter,  pelo diretor Joe Talbot, e por seu amigo, inspiração, e protagonista, Jimmie Fails.

 

Jonathan Majors and Jimmie Fails in The Last Black Man in San Francisco (2019)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Morto Não Fala é um bacanudo thriller de horror tupiniquim cuja premissa  - cara fala com mortos - é mero estopim pruma brutal espiral de violencia urbana neste conto mórbido sobre o alto preço da vinganca. Pesado e bem atuado, o filme só peca em alguns jump-scares desnecessários e quando quer se assemelhar a Arrasta-me pro Inferno. Mas ainda assim vale a visita dos amantes do gênero. 9-10

Resultado de imagem para morto não fala

 

 

Minha Fama de Mau é uma cinebiografia redondinha do Erasmo Carlos que tem prós e contras. A favor tem a embalagem dinâmica, estilosa e sempre quebrando a quarta parede, estilo Deadpool, quando o personagem conversa com o público. E suas boas atuações e ótima trilha sonora, onde dá vontade de sair dançando na projeção. Já contra o filme fica devendo quanto a superficialidade com que retrata o Erasmo e sua relação com os demais integrantes da Jovem Guarda, Roberto e Wanderlea. Neste quesito o filme do Tim Maia, Bozo e do Chacrinha são bem melhores. 8,5-10

Resultado de imagem para minha fama de mau cartaz

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gostei demais!!!

Na verdade, a primeira hora estava bem morna pra mim, mas, depois da reviravolta na história, o filme cresceu demais pra mim em interesse. 

Tom Holland, desde "The Impossible", quando defendia sua indicação ao Oscar de Ator Coadjuvante, provando o quanto é carismático. Adoro o fato do roteiro teimar em deixá-lo como adolescente, com conflitos da idade, sendo essa fricção com a fase adulta justamente um dos seus desafios como Herói. São as tais responsabilidades...

Os Efeitos Visuais são impecáveis, estimulantes, um dos melhores CGI que eu já vi. Espero que seja indicado ao Oscar.

Cenas pós-créditos que se justificam: ao mesmo tempo intrigantes e um presente nostálgico aos fãs.

Tom Holland in Spider-Man: Far from Home (2019)

Share this post


Link to post
Share on other sites

The Professor é uma dramédia que tenta fazer graça com a desgraça, no caso, doença terminal. Imagina Sociedade dos Poetas Mortos com Beleza Americana..é isso! Mas o filme fica no meio termo, sem decidir qual direção seguir, embora tenha um ou outro bom momento. E o Deep não convence como pai de família. 7,5-10

Resultado de imagem para professor johnny depp poster

 

 

The Golem é um razoavel thriller sobrenatural israelense que mistura clichês do gênero com tradições judaicas. É interessante e bem ambientado, mas meio genérico em sua produção. Sabe, é aquele filme cuja proveniencia e a lenda em questão são mais interessantes que o próprio filme, que parece ser feito pra televisão. 8-10

Imagem relacionada

Share this post


Link to post
Share on other sites

"Perder a Razão" é um drama superangustiante de 2012  baseado em um crime que chocou a Bélgica no ano de 2007. 

Os atores são aqueles fodões que nó aprendemos a admirar ao logo de tantos filmes: Émilie Dequenne (Rosetta), Tahar Rahim ( O Profeta, O Passado), Niels Arestrup ( Cavalo de Guerra, No Portal da Eternidade)...Elenco de primeira pra contar uma história bem pesada. O ritmo é lento...bem lento...e vai te estrangulando...

Mas, resumindo: "Quem casa quer casa", como diz o ditado.

à perdre la raison (2012)

Share this post


Link to post
Share on other sites

"Missing Link" é a nova animação dos estúdios Laika, e que mantém o impressionante trabalho técnico da casa de "Coraline", "The Boxtrolls", e "Kubo and The Two Strings". Todavia é um passo aquém em matéria de roteiro. É bem sacado, mas não vai além. E, de certa maneira, também é prejudicado pela chegada recente ao cinema de "SmallFoot", um primo mais infantil e mais engraçado.

Contudo, ainda o vejo dentro das 5 vagas de Melhor Animação, no Oscar 2020.

Zach Galifianakis in Missing Link (2019)

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

A Boy Who Returned é um bunitinho filme coreano de realismo fantástico com pegada Stranger Things e It. Muito bem feito, seja na fotografia como de efeitos especiais, e com momentos melodramáticos na medida certa, esta película guarda um mistério que te segura até o final. É um filme doce e ao mesmo tempo amargo sobr o amor infantil, a solidão e passagem do tempo. Tenha um lenço ao final pra segurar a choradeira. 8,5-10

Resultado de imagem para vanishing time a boy who returned


 

Carmen y Lola por sua vez é um drama de romance gay adolescente nos moldes de Azul é a Cor Mais Quente, só que com duas jovens ciganas espanholas. O filme é bem legal e as das protagonistas estão surpreendentemente bem, que parece interpretar elas mesmas. O porém é que o filme não foge por estereotipar negativamente a comunidade cigana, sem necessidade. Ainda assim é um bonito conto de libertação femenina num mundo essencialmente machista. 8,5-10

Resultado de imagem para Carmen y Lola poster

Share this post


Link to post
Share on other sites

 F I N A L M E N T E !!!!

Depois de fazer um buraco no Oscar 2019 de todos os cinéfilos, "Never Look Away" , indicado a Melhor Filme Estrangeiro e Melhor Fotografia (sexta indicação do Caleb Deschanel), é finalmente visto.

São pouco mais de 3 horas, mas que passam voando. É um novelão! Muito bem filmado, muito bonito, muito sexo, muitas cenas cativantes de pintura...mas...

Enquanto o diretor  Florian Henckel von Donnesmarck, do estupendo "A Vida dos Outros", e do terrível "O Turista", quis focar, na parte final, a questão da arte, se haveria sempre uma abordagem biográfica na arte, etc; o melhor filme, em minha opinião, que é a substituição do nazismo pelo comunismo, por parte dos alemães orientais, e portanto seu sofrimento contínuo mesmo depois da guerra; se esvaiu. Acho que isso sim seria o melhor filme. Como os alemães orientais experienciaram dois regimes terríveis, em sequência, apagando suas liberdades, inclusive artísticas. Se há pessoalidade na arte, ou não, diante disso, diante da política, é uma questão menor.

Bom, este é o ângulo do filme que eu queria ter visto mais. Está contido em "Never Look Away", mas, infelizmente, não é sua maior parte.

De qualquer forma, vale a pena ver.

Sebastian Koch, Tom Schilling, and Paula Beer in Werk ohne Autor (2018)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quatro Latas é um divertido road movie espanhol (uma travessia do deserto até o Mali) que dá por gasto como Sessão da Tarde alto astral. Simplinho, porém efetivo, o forte mesmo do filme é a ambientacão uma vez que o Deserto do Sahara parece ser mais um personagem bem ativo do longa. E a fotografia linda! As atuacões tão ok, apesar que não ha profundidade alguma nos personagens. 8-10

Resultado de imagem para cuatro latas pelicula

 

 

Quando los Angeles Duermen é um bom thriller espanhol que deve muito a After Hours, do Scorcesse, pois a espiral de merdas em que o protagonista se mete cada vez mais parece numa única noite. Mas o diretor espanhol não é Scorcesse e consegue só um filme redondinho e agoniante, com muito humor negro e um desfecho amargo algo questionável. Se fosse aqui no Brasil... 8-10

Resultado de imagem para pelicula cuando los angeles duermen

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sentidos do Amor (Perfect Sense 2011)

Filme de 2011 que trata de epidemia, histeria coletiva. Eva Green faz uma médica especializa em epidemia, enquanto Evan McGrecor faz um chef que trabalha em frente a casa da Green..fatos estranhos começam a acontecer qdo algumas pessoas começam a perder o olfato após uma crise de choro/depressão. |O filme nunca explica como é feita essa transmissão, se pelor ar, pela água e foca mais na questão emocional e em como as pessoas se adaptam a falta de algum sentido.

 

Eva Green in Perfect Sense (2011)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Coerência (Coherence 2013)

Na minha busca por filmes pra quebrar a cabeça, encontrei esse de 203 onde um grupo de 4 casais se juntam par aum jantar na mesma que um cometa passa próximo a terra, á uma queda de energia no meio do jantar quando 2 amigos decidem ir na rua verificar a única casa que tem luz, coisas estranhas acontecem...o filme lida com gato de Schrödinger (paradoxo da física quântica) não dá pra ir além sem estragar a experiência. O filme é uma espécie de Além da Imaginação e se passa quase que totalmente dentro da casa.

 

Coherence (2013)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Até que enfim uma alma caridosa conseguiu colocar na internet a cópia desse filme remasterizada! É pra aplaudir de pé essa obra-prima!

Dizem que "The Devils" é um dos filmes mais perturbadores já feitos, e é verdade. A cena da orgia das freiras com uma imagem de Cristo na Cruz seria impensável hoje em dia. Aliás, na época também, tanto que foi cortada. Spoiler: Nem Lars Von Trier teria coragem o bastante para fazer isso: freiras nuas esfregando-se nas mãos e pés da imagem...

Vanessa Redgrave, Oliver Reed, e Gemma Jones ( a avó em "Rocketman") estão fantásticos. Que coragem! Vanessa, na cena do exorcismo, andando de costas, de "ponte", é uma antecipação imagética da cena clássica, poucos anos depois, de "O Exorcista".

Ken Russel era um diretor brilhante mesmo. Ousado intelectualmente. As caracterizações horrendas dos personagens são representações de suas almas, de seus interiores, caricaturas de si mesmos. Jamais vou me esquecer da cena da lareira em "Mulheres Apaixonadas" - a cena gay mais sexy de todos os tempos - que lhe valeu sua indicação ao Oscar, curiosamente no mesmo ano deste filme, 1971; bem como jamais vou me esquecer de alguns planos deste filme aqui. Como de Vanessa Redgrave beijando desesperada o que sobrou de seu amor...

Um deslumbramento de ousadia, roteiro, sensualidade, e blasfêmias. A maior dela, talvez: Verdade > Deus. O personagem mais detestável é o que sempre fala a verdade, enquantos os que mentem, mentem em nome da ideia religiosa.

A alma que botou esse filme com qualidade na internet vai para o céu! Ou para o inferno. Não sei.

Vanessa Redgrave and Oliver Reed in The Devils (1971)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pointy Blank é um thriller de ação genérico e bem redondinho, apenas pra passar o tempo mesmo. Mas o que segura bem a peteca deste buddy movie é a dobradinha de seus carismáticos protagonistas da Marvel, o Falcão..ops, "novo Capitão América" e o Quebra-Ossos, que julgo um dos maiores coadjuvantes de peso que há, do naipe do Ed Harris. Quem dera eles fizessem reboot de Maquina Mortífera... 8-10

Resultado de imagem para netflix

 

 

Critters Attack! é uma tosqueira B que assisti apenas como exercicío de nostalgia oitentista, por curtir a franquia desses bichinhos. Este reboot é um xerox medonho do Gremlins (com homenagens até Aliens) feito meio que artesanalmente e alto body count. No entanto, ainda assim parece nem chegar perto dos originais, quem sabe to ficando véio pra esse naipe de filmes.. PS. acho que o único que curti foi uma bem sacada referência ao Tim Burton..e só.. 7-10

Resultado de imagem para critters attack blu ray

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

HIgh Life (2018)

 

High Life : Foto Robert Pattinson

Filme da diretora francesa Claire Denis, com Juliete BInoche e Robrert Pattinson. Grupo de criminosos sai em uma das naves numa viagem interstellar em busca de energia alternativas, enquanto a doutora (Binoche) que age como, médica do grupo, guru,  mãe e faz experimentos na tentativa de fazer uma das mulheres terem uma criança. Filme com alta dose de sexualidade, violência e isolamento. As vezes um pouco arrastado,  aqui Pattinson mostra sua cara de louco como sempre, mais pro final do filme e destaque pra criança do foto.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

"Estranho Acidente", de 1967, não é meu Losey preferido (O Criado! O Criado! O Criado!), mas admiro sempre a mesma cadência misteriosa e fleugmática. É da época que ele já estava exilado na Europa, fugido do Macarthismo, e dizia odiar ir ao cinema por haver pessoas ao lado comendo pipoca (Ele teria uma síncope na minha última sessão de "Vingadores").

Os personagens quarentões traem e querem trair a todo tempo, mas sem dar na vista, sem atrapalhar sua posição social. Afinal, assumir o desejo é um dano de imagem entre os caretas.  Hipocrisia e falsa moral a todo momento.

Roteiro do Nobel 2005, Harold Pinter.

MV5BMTk4MDUzNDMyMl5BMl5BanBnXkFtZTcwMzU4ODAwMQ@@._V1_.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Obrigado, Netflix, pois estava há uns 20 anos sem ver...

É tão ruim, mas tão ruim, que fica maravilhoso!

Os óculos escuros, esse cordão, os diálogos... Ação trash, B, masculinidade brucutu, sem um pingo de reflexão...

No entanto, há um "caráter" na coisa toda, uma honestidade...

É Stallone em busca de um personagem, não em busca de uma história.

Sylvester Stallone in Cobra (1986)

Share this post


Link to post
Share on other sites
20 minutes ago, Gust84 said:

O drink de pizza no liquidificador é algo que nunca vai sair da minha memória, tal qual ver esse filme dublado e não no seu idioma original.

hahaha

ele cortando fatias de pizza com uma tesoura..?

você tem o direito de permanecer calado..?

PDVD_118.JPGPDVD_119.JPG

cretino! Você adora dar tiro. Eu odeio gente assim. Você é um imaturo. Você é um... cocô! (assim mesmo, com pausa reflexiva) E eu vou matar você!?  (pelo menos era o que a versao pirata vhs dublada que eu vi ...)

PDVD_068.JPGPDVD_067.JPG

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 hours ago, Jailcante said:

Curioso é que esse filme é cultuado pra dedéu e Stallone até hoje não deu as caras de fazer sequel.

Não entendo também. 

Reparei que o filme também ora faz propaganda da Pepsi, ora faz propaganda da Coca-Cola, naquela disputinha bem anos 1980.

E a cena da camisa? haha

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 hours ago, Gust84 said:

O drink de pizza no liquidificador é algo que nunca vai sair da minha memória, tal qual ver esse filme dublado e não no seu idioma original.

hahaha

O icônico dublador morreu de complicações de AIDS aos 51 anos. Uma pena.

Share this post


Link to post
Share on other sites
17 hours ago, Jailcante said:

Curioso é que esse filme é cultuado pra dedéu e Stallone até hoje não deu as caras de fazer sequel.

Ano passado o próprio Stallone falou a respeito disso em Cannes, e especulou uma série no streaming, tipo Karate Kid no youtube.. que pelo visto não vingou!? Pelo que deu a entender, a franquia não vingou pelo mesmo motivo do desenho do Schwarzza do Governator (do Stan Lee)...ou seja, devido a escândalos pessoais que jogavam contra o marketing do ator, na época. Recordo que o foderoso Stallone levou um chifre nervoso de sua esposa, a Brigitte Nilsen (que o trocou pela secretária?), que era seu par em Cobra.? Sim, destruiu minhas ingênuas esperanças também.?

"O conceito do longa era 'e se Bruce Springsteen tivesse uma arma?' Era rock n' roll com drama", relembrou Stallone no Festival de Cannes. "Cobra deveria ter virado outra franquia porque o personagem era legal demais. Eu estraguei tudo, deixei minha vida pessoal atrapalhar." "Mas estamos tentando trazer Cobra de volta como uma série de TV para streaming. Quero resgatar o Zombie Squad" — que era a divisão de elite da força policial de Los Angeles da qual Cobra fazia parte. "Eu não estarei envolvido, mas a ideia é muita boa", frisou Stallone.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...