Jump to content
Forum Cinema em Cena
Big One

The Dark Knight Rises (#2)

O Bane vai quebrar a coluna do Batman?  

45 members have voted

  1. 1. O Bane vai quebrar a coluna do Batman?

    • Sim
      20
    • Não
      25


Recommended Posts

Calma senhores, não sou eu que tô falando não...

 

Na crítica do Pablo, ele meio que compara o final de Batman ao final de A Origem... oque eu particularmente não concordo pois o Batsinal consertado, o GPS com as instruções da Batcaverna e o piloto automático não poderiam ser consertados nas horas faltantes pra bomba explodir.

 

Lá no omelete eles fazem o comentário (youtu.be/rqjq7AdOQcs) do meu post anterior, só achei interessante compartilhar...

Share this post


Link to post
Share on other sites

É o mesmo Pablo que não entendeu a personagem do Adrien Brody em "A Vila"? Só para saber.

 

Agora falando sério. Na verdade, o Pablo sabe que não é fantasia do Alfred; ele só está especulando (no que outros diriam tratar-se de um caso sério de masturbação mental) se o filme não ganharia se houvesse dubiedade na cena, a exemplo do que ocorreu no final de "A Origem".

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gostei do filme... 9/10.

 

O final conseguiu emocionar aqui. TDK é mais filme, isso não tenha dúvidas. Pra falar a verdade, a decisão mais acertada pareceria ser dividir o filme em dois. A certa "pressa" com que o filme trata certos assuntos é o que me incomodou bastante.

 

Agora,dizer que Alfred estava tendo um devaneio no final é forçar muito a amizade!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pois é... spoilers...

 

 

...de todos os problemas tão bem relatados pelos colegas acima (destaque para a Lady Sicarius)...

 

Os que mais me incomodaram foram a "morte" (???) brochante do Bane, a morte+discurso constrangedores de Talia, além do fato de Talia só aparecer por 5 minutos no filme e não fazer nada de interessante além de meter um canivete no Bátima e passar do tumbler pro caminhão (pra morrer). =p

Share this post


Link to post
Share on other sites

"O clímax é previsível mas eu gosto, porquê é o Nolan, e o restante do filme é bom". É isso então?

 

 

E desde quando o climax ser previsível é um defeito?

 

Ilha do Medo do Scorsese é previsível e nem por isso deixou de ser um excelente filme.

 

O Climáx é previsível, mas funciona. É sensacional ver o povo tendo controle, toda a referência de um falso poder, e da real manipulação. Sim, sabíamos a função desde o início do equipamento lá, mas o plano teve uma dimensão crucial, pois era justamente Gothan, a cidade e o povo que Bruce voltou do exterior pra defender e lutar, que voltou do limbo e teve a coluna avariada por ela.

 

Foi Gotham quem gerou o trauma em Bruce, e essa mesma Gotham estava cercada e deixada a morte.

 

Sim, foi forte a cena de Gotham sendo explodida para prender os policiais e anular o meio de defesa dos políticos, empresários e funcionários.. Tendo o poder e com o poder nas mãos jogando todas as correntes que carregou a vida inteira em cima dos ditos exploradores, gerando um poder tão autoritário e explorador quanto. Mas quem estava no poder?

 

A questão não é a previsibilidade ou não, mas o valor da vida de Gotham sendo usada como peças. Batman era o Juiz de Gotham, e Bane deu ao espantalho essa função.. Pois, não importava, o fim era o mesmo. E Batman se dedicou a um ideal inutilmente.

 

Aqui é um pequeno movimento cíclico onde um povo que nasce tendo seu ser humano sendo roubado almejam o poder para reverter, e se tornar a cima da tábua. Essa é a história de Bruce, uma criança que perdeu seus pais, quis o poder de ser a tábua.

 

O Batman de muleta é fundamental para entender o quão doloroso é a entrega a um ideal. Bruce Wayne se aposentou do Batman e de Gotham, porque já estava exaurido. Tanto é que aceitou uma emenda de captura de pessoas passando pela lei e tirando o direito civil. E tudo com base em uma mentira. O Bruce de muleta foi um fator dramático necessário para perceber o nível de entrega do homem a um ideal, a uma luta, luta essa que é interna. Exorcizar seus demônios.

 

Sinceramente, Batman aparecer pouco em certos momentos ou não aparecer num 2º ato, depende do desenvolvimento da trama. E para a trama é perfeito, porque é a ausência do Batman que sentimos o seu peso para o Bruce no início, e é a ausência do Batman que sentimos a sua força sobre o Bruce no meio.

 

Estamos falando de um filme mesmo? Ou que 1 +1 = 2. Erro? O que é erro para um não é necessariamente um erro para outro. Achei fundamental esta trama “arrastada” que foi para alguns. Já para mim não foi arrasta e nem inútil foi interessante e muito. Afinal no início é fundamental mostrar isto a dor, o sofrimento, o arrependimento, a humanidade do "herói", para que nos importemos futuramente com o personagem só para dar exemplo.

 

E por último o Plutão sempre tem razão. Hehehehe! :D

 

Pois é, parece que existe uma regra embutida na genética de filmes de herói: "Gene AAB - filmes de herói não podem ter momentos longos sem o herói e dramáticos"

 

Oxi, qual é o erro do filme por o drama como ferramenta para dar a dimensão do que é o herói para o personagem? e para Gotham? e para nós?

 

Qual é o erro narrativo em um personagem estar mental e fisicamente debilitado, ou enferrujado, voltar a ativa com algum tratamento, depois ser gravemente machucado, mas pela força e devoção ao Batman e sua Gotham, treinar e treinar, e mesmo falhando, treinar porque aquela ideia é analgésico de sua dor e adrenalina de sua motivação?

 

O ressurge do filme não é "opa, eu voltei, olha como sou fodão, vou me vingar". Batman em nenhum momento se mostra fodão, o Foda é a devoção, é a ideia que faz o Bruce se morder como cachorro raivoso no buraco infernal.

 

Não vejo incoerência narrativa nisso.

 

sim, vejo incoerência em personagens sem mais nem porque, como o empresário concorrente, partes desenhadinhas, e algumas cenas apressadas.

 

 

Os que mais me incomodaram foram a "morte" (???) brochante do Bane, a morte+discurso constrangedores de Talia, além do fato de Talia só aparecer por 5 minutos no filme e não fazer nada de interessante além de meter um canivete no Bátima e passar do tumbler pro caminhão (pra morrer). =

 

A Talia fez sim, fez o Bane destruir Gotham, fez o Bane pegar a bomba, quase fez o seu pai ter a vingança que queria. A Talia foi o elo emocional-origem entre o vilão do primeiro filme e o terceiro.

 

Até acho que ela poderia ser melhor explorada, mas a presença dela não me pareceu forçada (diferentemente do Venon do Spiderman 3 do Sam Rami por exemplo).

Share this post


Link to post
Share on other sites

SPOILERS SPOILERS SPOILERS

 

 

Até acho que ela poderia ser melhor explorada, mas a presença dela não me pareceu forçada (diferentemente do Venon do Spiderman 3 do Sam Rami por exemplo).

 

O ideal, pela quantidade de informação e pelas tramas que aconteceram era que fossem 2 filmes.

-A queda do morcego: Explicar melhor a questão do reator, dos jogos de cena para a tomada da companhia Wayne e o envolvimento da Selina nisso e por fim o primeiro conflito entre Bane e Batman

-O cavaleiro das trevas ressurge: Mostrar melhor o Bruce aleijado, seu relacionamento com os outros prisioneiros, a cidade tomada e como se desenrolavam as coisas por lá e enfim o "rise".

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pois é... spoilers...

 

 

...de todos os problemas tão bem relatados pelos colegas acima (destaque para a Lady Sicarius)...

 

Os que mais me incomodaram foram a "morte" (???) brochante do Bane, a morte+discurso constrangedores de Talia, além do fato de Talia só aparecer por 5 minutos no filme e não fazer nada de interessante além de meter um canivete no Bátima e passar do tumbler pro caminhão (pra morrer). =p

 

Spoilers mil.

 

Cheguei a comentei isso. Teria sido melhor se o Nolan não tivesse feito esse joguinho de esconder o vilão principal, e ter colocado a Talia inteira logo de cara. A gente teria alguém pra odiar completamente já que veríamos ela fazendo jogo duplo com o Batman.

 

Do jeito que foi feito, o Nolan teria que ter escolhido um vilão bem melhor e mais carismático pra ficar no lugar do Bane (o Pinguim talvez) porque o Bane não passa a sensação de "vilão único" (pelo menos não conseguiu passar), a gente já sabe que aquele brutamontes tá ali cobrindo alguém, é um pau mandado, um capacho, nada mais. Em nenhum momento se passa a sensação que aquele brutamontes tem inteligência suficiente pra sozinho bolar aqueles mil planos mirabolantes contra Gotham City. Pra esconder o fato de outro vilão por trás de tudo, ele teria que ter colocado algum outro vilão que conseguiria passar essa sensação de que é ele que está fazendo tudo sozinho.

 

 

(Até acho que ele inicialmente estaria pensando no Pinguim pra isso, já que o Bane começa nos esgotos, mas acho que a pressão de fãs pra colcocar o Bane e a vontade de não repetir o Burton - já que no Returns eram justamente o Pinguim e Mulher-Gato os vilões - resolveu ele colocar o Bane, que na minha opinião, simplesmente não encaixou ali, sem falar que foi mal executado)

Share this post


Link to post
Share on other sites

O filme deixou a desejar pelos furos/falhas do roteiro e pelas mortes ridículas de Bane e Talia.

No mais,eu curti o filme.

 

SPOILERS:

 

-Sobre o Alfred ver a Selina junto com o Bruce,ele a viu algumas vezes,inclusive no começo do filme quando ela estava trabalhando de copeira na festa,e o Alfred pediu pra ela levar uma bandeja para o Bruce(por isso ele sabe mt bem que foi ela quem roubou o colar da mãe do Bruce...inclusive ele mencionou o nome dela)e depois o Alfred também viu a foto dela no computador,e com certeza ele a reconheceu. E outra, logo depois de ver a foto dela no computador,ele disse para o Bruce que ele deveria convidá-la para um café.

Então,nada impede do Alfred tê-la imaginado lá,nesse café em Florença,com o Bruce.

Alfred viu a Selina,então isso é suficiente. Isto já acaba com a teoria de que o Alfred não poderia imaginar a Selina lá,pq ele não a viu. Como assim,não a viu???

O Alfred pode estar gagá mas não é burro...ele sabe quem a Selina é.

E se o Bruce imaginou o Ra´s,pq o Alfred não poderia imaginar o Bruce também?

E depois,o Alfred estava devastado,emocionalmente perturbado pela perda de seu patrão Bruce.

Essa fantasia do Alfred pode ter sido um meio que ele encontrou para amenizar a dor,fantasiando que o Bruce estava vivo e bem.

 

- Sobre o Batsinal consertado,poderia ser qualquer um que o consertou,não só o Bruce...pode ter sido o próprio Gordon mesmo-aparece ele passando a mão pelo batsinal-pode muito bem ter sido ele,para homenagear o herói Batman.

 

-Sobre o autopiloto,ele consertou,sim...mas foi há 6 meses atrás e não foi a mesma nave que explodiu com a bomba...simplesmente não pode ser a mesma.

Então isso não garante que o Bruce tb colocou piloto automático na nave que explodiu. E se bem me lembro,ele disse pra Selina que não tinha piloto automático no The Bat.

Ele mentiu pra ela? Não sei.

O fato dele ter consertado o piloto automático,não garante que o Bruce tb usou piloto automático na nave que explodiu com a bomba.

E outra,isso pode ter sido uma pista que o Nolan plantou só pra confundir e fazer as pessoas acreditarem que o Bruce pode ter sobrevivido à explosão atômica. Para dar esperanças.

Eu na minha opinião,não creio que o Bruce usou piloto automático...e se o piloto automático falhasse na hora H? Eu acho que para não correr o risco de haver uma falha,ele ficou no The Bat até o fim,para garantir que nenhum mal funcionamento poderia comprometer Gotham e seus cidadãos.

E tb e se a corda que estava segurando a bomba,se partisse?

Seria arriscado.

E quando está faltando 5 segundos para a bomba explodir,ele aidna está lá dentro da nave,vemos o rosto do Batman e sua expressão me pareceu serena,em paz,como se ele aceitasse o seu destino,o seu sacrifício...ele já não teme mais a morte ali. Do que ele tinha medo,era de morrer ali na prisão,vendo Gotham cair e não poder fazer nada para ajudar. Esse era o medo dele.

 

- Sobre ele deixar a sacola e as coordenadas para o Blake: uma vez que o Bruce soube que o Blake salvou o Alfred,ele viu que o Blake era confiável e por isso,o escolheu para ser seu substituto caso ele morresse.

Eu acho que o Bruce já previa que poderia morrer,nas mãos de Bane e por isso,ele já deixou tudo preparado para o John Blake,para substituí-lo como novo vigilante de Gotham.

 

Mas pessoalmente eu acho que o final é ambíguo,aberto à interpretação,como eh o estilo do Nolan.

Share this post


Link to post
Share on other sites

AAh, uma coisa que me incomodou muito foi a voz do Bane dublada. Realmente dava para perceber que era dublagem, e ficou chato.

 

Quanto ao fato do Bane ser manda chuva, para mim isso só aumentou a dimensão do personagem, que deixou de ser um vilão que só queria a destruição, mal e tudo o mais para ser um vilão dotado de emoção, carinho por alguém que ele conhece desde os tempos áureos, quase que um pai adotivo, ou um Alfred.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Assisti e achei bastante bom. (SEM SPOILERS)

 

Claro que não é melhor que o anterior, mas acho vazio ficar comparando. O que importa é que é um ótimo filme, melhor que 90% dos blockbusters por aí e mostra que é possível exister ação e inteligência em um mesmo filme.

 

Concordo que faltou ritmo em alguns momentos, mas de resto é um filme elegante e com uma boa história. Gostei da Anne Hathaway e do Joseh Gordon Lewitt, que quase roubam o filme do Batman, que aparece relativamente pouco nesse filme.

 

Bane é um bom vilão mas seu desfecho é patético, assim como o desfecho do personagem de Marion.

 

Há algumas irregularidades e imperfeições no meio da história, mas nada que atrapalhe a experiencia. Ótima trilogia, apenas enfraquecida com aquela chatice do Batman Begins,

Share this post


Link to post
Share on other sites

Spoilers mil.

 

Cheguei a comentei isso. Teria sido melhor se o Nolan não tivesse feito esse joguinho de esconder o vilão principal, e ter colocado a Talia inteira logo de cara. A gente teria alguém pra odiar completamente já que veríamos ela fazendo jogo duplo com o Batman.

 

Do jeito que foi feito, o Nolan teria que ter escolhido um vilão bem melhor e mais carismático pra ficar no lugar do Bane (o Pinguim talvez) porque o Bane não passa a sensação de "vilão único" (pelo menos não conseguiu passar), a gente já sabe que aquele brutamontes tá ali cobrindo alguém, é um pau mandado, um capacho, nada mais. Em nenhum momento se passa a sensação que aquele brutamontes tem inteligência suficiente pra sozinho bolar aqueles mil planos mirabolantes contra Gotham City. Pra esconder o fato de outro vilão por trás de tudo, ele teria que ter colocado algum outro vilão que conseguiria passar essa sensação de que é ele que está fazendo tudo sozinho.

 

 

(Até acho que ele inicialmente estaria pensando no Pinguim pra isso, já que o Bane começa nos esgotos, mas acho que a pressão de fãs pra colcocar o Bane e a vontade de não repetir o Burton - já que no Returns eram justamente o Pinguim e Mulher-Gato os vilões - resolveu ele colocar o Bane, que na minha opinião, simplesmente não encaixou ali, sem falar que foi mal executado)

 

Para mim isto não diminui a importância do Bane no longa, já que isto acontece aqui também:

 

http://www.youtube.com/watch?v=hwbV75xBf4U

 

E aqui quem controla o Darth Vader é o Imperador assim como Talia controla o Bane.

 

http://www.youtube.com/watch?v=woFkIziqbw4

 

Nem por isto Vader deixa de ser astuto e cruel e um grande vilão.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Para mim isto não diminui a importância do Bane no longa, já que isto acontece aqui também:

 

E aqui quem controla o Darth Vader é o Imperador assim como Talia controla o Bane.

 

Nem por isto Vader deixa de ser astuto e cruel e um grande vilão.

 

Spoilers...

 

O Darth Vader funciona sozinho. Tanto que no 1º filme, nem se sabia da existência do Imperador. O vilão já estava completo ali. O Imperador só acrescentou coisas pra personalidade dele depois. Bane, não funciona sozinho. Sub-vilão mesmo. Precisa de outro vilão pra funcionar. Se a Talia não tivesse aparecido no filme, tudo ficaria bem inverossímel mesmo. Acreditar que um cara bombado daquele teria inteligência suficiente pra bolar um "master plan" pra abalar a cidade do nível Coringa ou Liga das Sombras a ponto de derrubar o Batman? Creio que não... Como passar verdade nisso? Ou seja, ele tem que ter alguém ali pra funcionar.

 

Outros vilões do Batman funcionam sozinhos. Coringa, Mulher-Gato, Pinguim, Duas-Caras, já o Bane, creio que não.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vi um pessoal falando que o final do Bane foi ridículo...

 

 

Mas interpretei aquilo como uma fuga do maniqueísmo barato. Após a revelação final, temos o Bane sob outro ponto de vista, na verdade de um "herói" (não vi um capacho bobão que muitos estão cantando). Bane não precisa ser como o Coringa, nem como o Charada, nem como qualquer outro. E ele sempre foi um personagem estratégico, de função. Nolan levou ele a um patamar muito acima dos quadrinhos.

 

Há, outra coisa, houve um erro de tradução em determinada cena do filme. Na legenda saiu "exposta" quando na verdade o cara falou "deslocada".

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Crítica interessante...

 

Há algo da discussão de Fausto em O Cavaleiro das Trevas Ressurge. O jogo de duplos, o papel da ciência, o poder - e a alma, como se percebe no fundo daquele poço. Por que chora, o que significa a lágrima do vilão, Bane? Há uma linguagem dos quadrinhos, como do blockbuster. O gênio de Nolan, e nisso ele se converteu em gênio, é usar os códigos para propor uma reflexão. Com armas ou palavras, sempre haverá quem não a assimile.

 

http://www.estadao.com.br/noticias/arteelazer,no-batman-de-christopher-nolan-o-mito-importa-menos-que-o-homem,906096,0.htm

Share this post


Link to post
Share on other sites

Spoilers...

 

O Darth Vader funciona sozinho. Tanto que no 1º filme, nem se sabia da existência do Imperador. O vilão já estava completo ali. O Imperador só acrescentou coisas pra personalidade dele depois. Bane, não funciona sozinho. Sub-vilão mesmo. Precisa de outro vilão pra funcionar. Se a Talia não tivesse aparecido no filme, tudo ficaria bem inverossímel mesmo. Acreditar que um cara bombado daquele teria inteligência suficiente pra bolar um "master plan" pra abalar a cidade do nível Coringa ou Liga das Sombras a ponto de derrubar o Batman? Creio que não... Como passar verdade nisso? Ou seja, ele tem que ter alguém ali pra funcionar.

 

Outros vilões do Batman funcionam sozinhos. Coringa, Mulher-Gato, Pinguim, Duas-Caras, já o Bane, creio que não.

 

E o Bane não funciona sozinho?

 

Quer dizer que ele não é ameaçador sem a Talia?

 

A Talia apenas era o lado burocrático, empreendedor. Ela construiu o plano? não sei, o filme não da elementos para dizer nada a respeito, pode inclusíve o plano ter sido feito em conjunto com Bane.

 

O Bane é uma figura ameaçadora e inteligente por si só. Mas quem é visionária é a Talia.

 

Vi um pessoal falando que o final do Bane foi ridículo...

 

 

Mas interpretei aquilo como uma fuga do maniqueísmo barato. Após a revelação final, temos o Bane sob outro ponto de vista, na verdade de um "herói" (não vi um capacho bobão que muitos estão cantando). Bane não precisa ser como o Coringa, nem como o Charada, nem como qualquer outro. E ele sempre foi um personagem estratégico, de função. Nolan levou ele a um patamar muito acima dos quadrinhos.

 

Há, outra coisa, houve um erro de tradução em determinada cena do filme. Na legenda saiu "exposta" quando na verdade o cara falou "deslocada".

 

 

Perfeito, A relação entre Talia e Bane está muito mais para um padastro. Bane não era o Mal, acreditou em um projeto negativo por achar necessário e pelo bem de alguém que gostava. E isso deu uma dimensão muito boa ao Bane, não é uma criatura maléfica, mas uma pessoa movida por sentimentos nobres.

 

Mas há sim um potencial inexplorado aqui. O Nolan poderia dar uma dimensão mais densa ainda SE o Bane não só tivesse ao lado da Talia pelo amor a ela, mas porque também acreditava na ideologia do Ras Al Ghul de que o certo a fazer é expurgar o mal, e Gotham era a cidade que precisava ser eliminada. Dessa forma não só daria ao personagem uma razão mais densa, mas também daria ao filme uma moral mais complexa, colocando as coisas em perspectiva.

 

Mas o filme não deixou nada claro isso, na verdade, parece-me mais que o Bane fez o que fez pelo amor paterno que sentia pela Talia do que pela crença na ideologia.

 

Mas uma coisa que não entendi bem foi que o Bane salvou a Talia no poço dos infernos porque achava que a esperança residia em uma criança e precisava ser protegida. Ou seja, Bane criou apego a Talia por enxergar nela a esperança da mudança daquele quadro. Mas essa explicação realmente passou muito rápido.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O filme deixou a desejar pelos furos/falhas do roteiro e pelas mortes ridículas de Bane e Talia.

No mais,eu curti o filme.

 

SPOILERS:

 

-Sobre o Alfred ver a Selina junto com o Bruce,ele a viu algumas vezes,inclusive no começo do filme quando ela estava trabalhando de copeira na festa,e o Alfred pediu pra ela levar uma bandeja para o Bruce(por isso ele sabe mt bem que foi ela quem roubou o colar da mãe do Bruce...inclusive ele mencionou o nome dela)e depois o Alfred também viu a foto dela no computador,e com certeza ele a reconheceu. E outra, logo depois de ver a foto dela no computador,ele disse para o Bruce que ele deveria convidá-la para um café.

Então,nada impede do Alfred tê-la imaginado lá,nesse café em Florença,com o Bruce.

Alfred viu a Selina,então isso é suficiente. Isto já acaba com a teoria de que o Alfred não poderia imaginar a Selina lá,pq ele não a viu. Como assim,não a viu???

O Alfred pode estar gagá mas não é burro...ele sabe quem a Selina é.

E se o Bruce imaginou o Ra´s,pq o Alfred não poderia imaginar o Bruce também?

E depois,o Alfred estava devastado,emocionalmente perturbado pela perda de seu patrão Bruce.

Essa fantasia do Alfred pode ter sido um meio que ele encontrou para amenizar a dor,fantasiando que o Bruce estava vivo e bem.

 

- Sobre o Batsinal consertado,poderia ser qualquer um que o consertou,não só o Bruce...pode ter sido o próprio Gordon mesmo-aparece ele passando a mão pelo batsinal-pode muito bem ter sido ele,para homenagear o herói Batman.

 

-Sobre o autopiloto,ele consertou,sim...mas foi há 6 meses atrás e não foi a mesma nave que explodiu com a bomba...simplesmente não pode ser a mesma.

Então isso não garante que o Bruce tb colocou piloto automático na nave que explodiu. E se bem me lembro,ele disse pra Selina que não tinha piloto automático no The Bat.

Ele mentiu pra ela? Não sei.

O fato dele ter consertado o piloto automático,não garante que o Bruce tb usou piloto automático na nave que explodiu com a bomba.

E outra,isso pode ter sido uma pista que o Nolan plantou só pra confundir e fazer as pessoas acreditarem que o Bruce pode ter sobrevivido à explosão atômica. Para dar esperanças.

Eu na minha opinião,não creio que o Bruce usou piloto automático...e se o piloto automático falhasse na hora H? Eu acho que para não correr o risco de haver uma falha,ele ficou no The Bat até o fim,para garantir que nenhum mal funcionamento poderia comprometer Gotham e seus cidadãos.

E tb e se a corda que estava segurando a bomba,se partisse?

Seria arriscado.

E quando está faltando 5 segundos para a bomba explodir,ele aidna está lá dentro da nave,vemos o rosto do Batman e sua expressão me pareceu serena,em paz,como se ele aceitasse o seu destino,o seu sacrifício...ele já não teme mais a morte ali. Do que ele tinha medo,era de morrer ali na prisão,vendo Gotham cair e não poder fazer nada para ajudar. Esse era o medo dele.

 

- Sobre ele deixar a sacola e as coordenadas para o Blake: uma vez que o Bruce soube que o Blake salvou o Alfred,ele viu que o Blake era confiável e por isso,o escolheu para ser seu substituto caso ele morresse.

Eu acho que o Bruce já previa que poderia morrer,nas mãos de Bane e por isso,ele já deixou tudo preparado para o John Blake,para substituí-lo como novo vigilante de Gotham.

 

Mas pessoalmente eu acho que o final é ambíguo,aberto à interpretação,como eh o estilo do Nolan.

 

As vezes me pergunto se os erros de Ressurge são de roteiro ou de edição.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu acredito que foram percalços na edição. Não chegam a ser furos de roteiro, não. Foi o Lee Smith que dessa vez se atrapalhou um pouco. Pelo menos é assim que vejo. Mas o Nolan tem essa mania, em todo filme, de deixar o filme meio esquisito no "andar da história". Não é de hoje...

Share this post


Link to post
Share on other sites

E o Bane não funciona sozinho?

 

Quer dizer que ele não é ameaçador sem a Talia?

 

A Talia apenas era o lado burocrático, empreendedor. Ela construiu o plano? não sei, o filme não da elementos para dizer nada a respeito, pode inclusíve o plano ter sido feito em conjunto com Bane.

 

O Bane é uma figura ameaçadora e inteligente por si só. Mas quem é visionária é a Talia.

 

 

 

Perfeito, A relação entre Talia e Bane está muito mais para um padastro. Bane não era o Mal, acreditou em um projeto negativo por achar necessário e pelo bem de alguém que gostava. E isso deu uma dimensão muito boa ao Bane, não é uma criatura maléfica, mas uma pessoa movida por sentimentos nobres.

 

Mas há sim um potencial inexplorado aqui. O Nolan poderia dar uma dimensão mais densa ainda SE o Bane não só tivesse ao lado da Talia pelo amor a ela, mas porque também acreditava na ideologia do Ras Al Ghul de que o certo a fazer é expurgar o mal, e Gotham era a cidade que precisava ser eliminada. Dessa forma não só daria ao personagem uma razão mais densa, mas também daria ao filme uma moral mais complexa, colocando as coisas em perspectiva.

 

Mas o filme não deixou nada claro isso, na verdade, parece-me mais que o Bane fez o que fez pelo amor paterno que sentia pela Talia do que pela crença na ideologia.

 

Mas uma coisa que não entendi bem foi que o Bane salvou a Talia no poço dos infernos porque achava que a esperança residia em uma criança e precisava ser protegida. Ou seja, Bane criou apego a Talia por enxergar nela a esperança da mudança daquele quadro. Mas essa explicação realmente passou muito rápido.

 

Discordo totalmente do Jail, o Bane esta longe de ser um desecerebrado, so pq o cara o cara eh bombadao ele nao tem cerebro? Ele se deixou oegar no comeco do filme e depois sequesteou um aviao, invadiu Gothan pelo sunterraneo, fez a MG entregar o Batman de bandeja, entre outras, alem disso a revvelacao final deu tridimensionalidade ao vilao. Vc esta confundindo com o Bane do Schumacher.. Agora se vc acha que todo bombadao nao tem cerebro, quem esta criando esteriotipos eh vc e se vc nao consegue ir ver alem disso no filme...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Estamos falando de um filme mesmo? Ou que 1 +1 = 2. Erro? O que é erro para um não é necessariamente um erro para outro. Achei fundamental esta trama “arrastada” que foi para alguns. Já para mim não foi arrasta e nem inútil foi interessante e muito. Afinal no início é fundamental mostrar isto a dor, o sofrimento, o arrependimento, a humanidade do "herói", para que nos importemos futuramente com o personagem só para dar exemplo.

 

E por último o Plutão sempre tem razão. Hehehehe! :D

Onde assino Plutao, nao achei nada arrastada e tudo ali foi necessario pra historia se desenvolver. Alias, nunca ci tanta dor e melancolia num filme de quadrinhos, realmente Nolan foi fundo na angustia do peraonagem. Vide cena Bruce/Alfred que vai ficar marcada como uma das mais emocionantes.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Spoilers...

 

O Darth Vader funciona sozinho. Tanto que no 1º filme, nem se sabia da existência do Imperador. O vilão já estava completo ali. O Imperador só acrescentou coisas pra personalidade dele depois. Bane, não funciona sozinho. Sub-vilão mesmo. Precisa de outro vilão pra funcionar. Se a Talia não tivesse aparecido no filme, tudo ficaria bem inverossímel mesmo. Acreditar que um cara bombado daquele teria inteligência suficiente pra bolar um "master plan" pra abalar a cidade do nível Coringa ou Liga das Sombras a ponto de derrubar o Batman? Creio que não... Como passar verdade nisso? Ou seja, ele tem que ter alguém ali pra funcionar.

 

Outros vilões do Batman funcionam sozinhos. Coringa, Mulher-Gato, Pinguim, Duas-Caras, já o Bane, creio que não.

Xeque mate Plutao. Comparacao pefeita, se poderia dizer que assim como Thalia enfraqueceu Bane, na sua opiniao, o Imperador quando apareceu enfraqueceu o Darth .Vader e que ele era um capacho vide o episodio 3 da saga de SW. So falei isso ora mostrar o qto eh absurdo, nem um, nem outro eh capacho, funcionam sozinhos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Para mim, o furo mais grave no roteiro de Nolan (uma vez que os outros são praticamente insignificantes) fora a mal explicação sobre como Bruce Wayne sai de outro lado do mundo sem um centavo qualquer e entra facilmente numa Ghotam totalmente vigiada por capangas do Bane???

 

Se alguém puder responder...Valeu, Abraços!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...