Jump to content
Forum Cinema em Cena

Recommended Posts

Pronto, concordo com as palavras do Pablo, o filme tem bons momentos que compensam a falta de criatividade nas cenas de ação.O final tb merecia uma dose a mais de emoção, um diálogo a mais com o Caveira (Loki ainda é o melhor vilão) e o destino exato do Capitão quando da queda do avião. Os atores em geral estão bem, Evans tá bem no papel e as piadas funcionam bem melhor que em Thor, são mais naturais. Um 7,5 tá de bom tamanho.

 

Link to post
Share on other sites

Eu gostei muito, muito mesmo, deste novo filme da Marvel, e reconheço que
fiquei aliviado por não fazerem caca num dos heróis mais emblemáticos dos
quadrinhos.


[spoiler LEVE, MOMENTO MOORE]

O Pablo em sua crítica (às
vezes concordo, às vezes não, para mim este é 5 estrelas, mas admito que sou
parcial e passional com a Marvel) se esqueceu de uma coisa que achei
importantíssima e que eu acho que deveria ter uma exposição maior no filme, o
capitão foi transformado em "herói" por um senador inescrupuloso, preocupado não
com nazistas, republicanos ou democratas, mas com votos, que estava usando o
patriotismo e a obediência do capitão a "nação" para se projetar
politicamente.

Ele sentiu esse desvio quando se encontrou com soldados
num acampamento de campanha e foi prontamente desprezado e humilhado pelos
mesmos que sabiam que ele era só um "mídia".

Achei interessantíssima essa
crítica sutil sobre o uso da guerra e das pessoas envolvidas nela na política e
me remeteu imediatamente aos arroubos patrióticos americanos (leia-se bush x
iraque, bush x afeganistão) que geraram a reeleição do bush, apesar da situação
em que se encontrava e ainda se encontra os EUA.

Ninguém se lembra da
saúde pública de lá que é falida, dos ladrões de wall street que deram 20mi de
desempregados nos EUA e mais milhões pelo mundo e estão TODOS soltos, somente
que eles estão "vencendo" o iraque, "vencendo" o afeganistão, etc.,
etc.

Não que Osama fosse boa gente, mas Obama só poderá se reeleger por
tê-lo assassinado, sem Haya sem nada, 2 no coração 1 na cabeça, foi o suficiente
para o povo americano esquecer que o país está quase pedindo
concordata.

O capitão surgiu na II Guerra Mundial como um ícone
americano, neste meio que o filme mostrou, não tinha como separá-lo disso, por
isso ele é o capitão e tem sim eu sei muito mais identificação com eles que
outros heróis mais "globais" como os x-men por exemplo...

Notem que na
animação do final, as bandeiras dos países aliados aparecem nas bombas
celebrando a vitória na guerra, e notem que eles não esqueceram ninguém, nem os
inimigos da guerra fria... Isso num filme do capitão “américa” é um
espanto...

[spoiler LEVE, MOMENTO MOORE]

Para terminar uma frase
dos quadrinhos que li ainda pequeno e que nunca esqueci, de uma propaganda do
Capitão América numa revista dos X-Men:

"Poucos homens podem ser heróis,
poucos heróis podem ser uma lenda, poucas lendas se tornam um
símbolo..."

E não esquecam do trailer dos vingadores no final... Vale a
pena esperar por ele...

cristi2011-07-31 01:05:51
Link to post
Share on other sites

Gostei do filme, pois apresentou o personagem de uma forma muito decente, sem patriotadas (Transformers é mestre nisso), uma ação adequada para a proposta do estúdio, filmes família (muito bom ouvir o riso da molecada dentro do cinema) e por fim o mais importante, mostrou um herói com coração, com valores de honra, coragem e humildade, o filme honrou a história da personagem e passa uma boa mensagem.<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Mas sem querer ofender acho que o Pablo não entendeu certas coisas tipo:

“Humaniza o personagem de forma eficiente embora, em última análise, seja (como Thor) pouco mais do que um trailer de duas horas para Os Vingadores.”

A origem do Capitão America é assim nos quadrinhos Pablo, o filme atualiza algumas coisas, mas a essência está lá. E nos quadrinhos ele é encontrado congelado e passa a fazer parte dos Vingadores. O único filme carregado de Vingadores foi HF2.

______________________________________________________________________________

“planeta sem bandeiras” em seu futuro não é algo que seja particularmente inspirador vindo de um herói.”

Um planeta sem bandeiras significa no meu ponto de vista um império dominando todo o planeta, que era o desejo do Caveira (qualquer tirano quer isso) portanto, “planeta sem bandeiras”. O Capitão está defendendo o direito de cada nação existir, de cada nação ter a sua bandeira, a liberdade de cada nação.

_____________________________________________________________________________

“e mesmo seu uniforme excessivamente ufanista é satisfatoriamente justificado por ter sido concebido justamente como arma de propaganda pelo exército norte-americano.”

O uniforme no começo era usado pra propaganda, mas a finalidade dele é ser um alvo ambulante, atrair a atenção do inimigo e levantar a moral das tropas, foi isso que chamou a atenção do Rogers. Afinal, o cara é americano, vive na segunda guerra, existe época mais patriótica que essa no planeta?

----------------------------------------------

Achei o final muito bom, bem emocional, pois era assim que imaginava, o sacríficio de um heroi em prol de uma causa.

 

Agora imaginem um cara com os valores morais dos anos 40 em plena guerra convivendo com o seu Tony Stark? peeensaaaa...

Link to post
Share on other sites

[spoilers]

 

Vi o filme, e achei excelente. Longe de ser um trailer para os Vingadores como foi falado, a ligação realmente que acontece é a cena final em que ele acorda em plena Nova York nos tempos atuais. Achei muito legal a humanidade do Steve e os ideais incorruptiveis, e realmente, totalmente ao contrario do que eu achava, o filme não esbanja o patriostismo americano, e fica esfregando a bandeira estadunidense na sua cara.

 

Chris Evans me convenceu no papel e incorporou o Rogers, e deixou de ser aquele cara que sempre faz o papel do garanhão fanfarrão. Enfim, filme muito bom (dos Marvel Studios so perde pro Homem de Ferro 1), final um pouco triste pelo fato dele não pode se encontrar com a Peggy.

 

Vai ser muito interessante no filme dos Vingadores a relação do Tony Stark com um cara dos anos 40 e um deus, hahahaa.

 

 

 

 

Quem esta com duvidas de assistir o filme pode ir sem medo, eu que não era muito chegado ao herói mudei meu pensamento. E achei injusta a crítica, não é o unico que insiste em falar que todos esses filmes antecendetes ao Os Vingadores são apenas trailers, cada filme tem o seu conteúdo e a origem do herói, e o do Capitao fez isso muito bem.

 

OBS: 3/5 não seria uma crítica positiva?

 

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
×
×
  • Create New...