Jump to content
Forum Cinema em Cena
Nacka

The Grind House

Recommended Posts

Número de salas pequeno? Até parece, eu digo que a Europa Filmes foi até muito generosa, esperava algo em torno dos 50. Enfim, acabei baixando mesmo (passou por aqui apenas por uma semana, mas como houve imprevistos).

 

planet_terror_poster2.jpg

 

Planeta Terror (Planet Terror; Robert Rodriguez; 2007)

 

Não é possível fazer uma dissertação sobre esse filme. Para isso, eu necessitaria definir o que é diversão. Como definir a inteligência do diretor ao parodiar todos os absurdos e clichês do gênero terror, como o fato de haver convenientemente dois pilotos de helicópteros ou a redundância quando o protagonista diz a um personagem gravemente ferido para "ficar aqui".

 

Ainda assim, o que prima mesmo aqui são os personagens bizarramente divertidos e suas atitudes, com destaque a doutora Dakota Block (acima), que após ter tido as mãos anestesiadas, deve fazer as coisas de maneira bem diferente, até mesmo um ato singelo como abrir a porta de um carro (que, em minha opinião, é a melhor piada do filme). Lógico, a gostosa Cherry Darling (Rose McGowan, fodona!) também tem suas vantagens e não importa como ela consegue atirar balas da metralhadora da sua perna (ou soltar mísseis!!!), o que importa é que isso é foda.

 

Enfim, tudo é foda nesse filme. Yeah!!!16. 4/5

 

P.S.: Dos quatro trailers falsos, acho que ficaria com o filme Don't, muito embora o Eli Roth possivelmente tenha criado uma grande obra-prima com o seu Thanksgiving. A cena com a garota fazendo um boquete... hahahaha Já o do Rob Zombie é tosco, não gostei.

 

Ainda hoje revejo À Prova de Morte e posto um comentário.
Bernardo2007-12-19 20:36:05

Share this post


Link to post
Share on other sites

isso pq o filme é levado ao extremo do absurdo, e jamais se levar a sério, por isso q tudo é aceitável nesse filme, claro q sim existe um certo limite do aceitável, se todo mundo por exemplo começasse a voar ali do nada, o resultado seria horrivel, mas rodriguez soube muito bem como chegar perto desse limite, e fazendo mcgowan dar um pulo de 5 metros, disparando uma rajada de balas e lança mísseis com a perna amputada, mostrou-se q o limite não foi transpassado ali, muito pelo contrário, foi 16, ..., e não me sentia assim desde q assisti comando para matar, um filme q abusa dos exageros, absurdos, tiradas cretinas e personagens canastrões o filme inteiro, genial! 161616

Share this post


Link to post
Share on other sites

2163-2007-04-04-16:50:01_1.jpg

À Prova de Morte (Death Proof; Quentin Tarantino; 2007)

Interessante a mudança drástica que ocorre de um filme (ou segmento, whatever) para o outro. Planeta Terror busca a diversão, enquanto À Prova de Morte busca não somente a diversão, como também a reflexão.

Ponto novamente pro Tarantino e sua mente criativa ao compôr através de diálogos (ou ações tbm) triviais, personagens complexos e inteligentes. Ele no começo, cria uma atmosfera cool (mas que não força a barra), procurando apenas estabelecer as atitudes dos personagens. Daí, quando determinada cena aparece, o espectador entra em choque ao perceber que tal personagem não é tudo aquilo que aparentava, truque dos mais brilhantes que eu já vi. Depois desse acontecimento, novamente acompanhos ações dos personagens e a ligação entre as garotas e o espectador começa a ficar muito estreita já que vemos que de fato elas gostam uma das outras. Por fim, a seqüência de carros, a virada do jogo, a crítica ao espectador, tudo isso e muito mais ajuda (e muito!) a tornar esse filme como um dos melhores do ano.

E diferentemente do filme do Rodriguez, a inserção dos "problemas tecnicos" só entra quando se faz necessário, cortando partes que nós julgamos importar, mas que o filme não, só para depois concordarmos com esse último (como o resultado da dança do colo). Curiosamente, apesar de no começo ter julgado esse tal choque de personalidade como as melhores coisas do filme, pude apreciar mais o desenvolvimento cauteloso de Kurt Russell sobre seu personagem (que claro, divide os méritos com o Taranta).

Ou seja: até nos mínimos detalhes, Tarantino não erra, revelando que os grandes intervalos de tempo entre um filme e outro que realiza, devem-se ao seu grande cuidado com cada pecinha de seu filme. 5/5

Share this post


Link to post
Share on other sites

Machete é trailer falso, nao vai ser filme; Uma pena é que o dvd importado não tem mais trailers, no cinema antes de "Death Proof" passam mais 2 trailers falsos.

 

Discordo totalmente do Bernardo. Death Proof tem os piores diálogos de toda a filmografia do Tarantino, podia ser cortada uma meia hora de filme no mínimo; Diálogos que não tem nada a ver com a trama ele coloca em todos os filmes, mas antes eram engraçados. Nesse filme eles são apenas tediosos.  Vale a pena apenas pela melhor cena de acidente da história do cinema, vista por quatro ângulos diferentes. E pelas perseguições, essas não superam as dos filmes citados dentro do próprio filme, como "Convoy".

 

 

Para quem nao viu nao leia abaixo, contém spoilers

 

SPOILERS SPOILERS SPOILERS SPOILERS SPOILERS SPOILERS SPOILERS SPOILERS SPOILERS SPOILERS SPOILERS SPOILERS SPOILERS SPOILERS

 

      Após mais de 40 minutos de conversas fúteis parecidas com as dos piores slashers dos anos 80 (ele até cita isso num dos extras do filme) ele simplesmente mata todos os personagens. Ou seja, tudo o que já parecia inútil ficou mais inútil ainda. Só não é tudo totalmente perdido por causa da "Lap-dance" que no fim tem um dos cortes propositais, infelizmente. Vc pode até pensar: genial, ninguém ia imaginar que ele ia matar todos. Mas não, é super previsível. E seria muito, muito bom, desde que os diálogos tivessem algum conteúdo ou bom humor. Eu amei as cenas de ação do filme, mas pra rever ele só em dvd mesmo onde eu posso tirar essas partes chatas.

       A segunda parte do filme tem personagens um pouco melhores mas continua vazio. Dando um exemplo prático, qual a importância de um posto no fim do mundo dos USA ter em sua estante uma revista de moda européia? Mas o pior de tudo é o final.  Que final ridículo com o Russel, num papel que merecia mais destaque ainda, apanhando de 4 menininhas chatas. Um ponto positivo para a Neo-zelandesa que é dublê de verdade e nunca tinha feito um filme como atriz. Se saiu bem.

 

FIM DOS SPOILERS FIM DOS SPOILERSFIM DOS SPOILERS FIM DOS SPOILERS FIM DOS SPOILERS FIM DOS SPOILERS FIM DOS SPOILERS

 

Grindhouse é um projeto-homenagem cujo principal objetivo é diversão pura e simples. Isso o "Planeta Terror" nos dá de sobra. Já o "Death Proof"....

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pq vc nao deve gostar de filmes dos anos 80, pq a maioria era naquele estilo, principalmente os filmes B que costumavam passar nas Grindhouse. Aliás unica coisa que achei estranha foi isso: o do Rodriguez é mais pra anos 80 e o do Tarantino é anos 70 puro... mas esses cinemas devem ter tido seu auge nessas décadas;

 

vc tb nao deve gostar de filmes gore e no estilo "esqueça os absurdos e divirta-se" como "Comando pra matar", "volta dos mortos-vivos"...

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites


Discordo totalmente do Bernardo. Death Proof tem os piores diálogos de toda a filmografia do Tarantino' date=' podia ser cortada uma meia hora de filme no mínimo; Diálogos que não tem nada a ver com a trama ele coloca em todos os filmes, mas antes eram engraçados. Nesse filme eles são apenas tediosos. 

[/quote']

 

Concordo. Adoros os diálogos do Tarantino mas nesse filme eles não prestam. Na verdade eu tenho sérias dúvidas de que foi o próprio Tarantino que escreveu aqueles diálogos. Pra mim parece mais que foi algum estagiário que ela tava treinando...

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Machete é trailer falso' date=' nao vai ser filme; Uma pena é que o dvd importado não tem mais trailers, no cinema antes de "Death Proof" passam mais 2 trailers falsos.

Discordo totalmente do Bernardo. Death Proof tem os piores diálogos de toda a filmografia do Tarantino, podia ser cortada uma meia hora de filme no mínimo; Diálogos que não tem nada a ver com a trama ele coloca em todos os filmes, mas antes eram engraçados. Nesse filme eles são apenas tediosos.  Vale a pena apenas pela melhor cena de acidente da história do cinema, vista por quatro ângulos diferentes. E pelas perseguições, essas não superam as dos filmes citados dentro do próprio filme, como "Convoy".


Para quem nao viu nao leia abaixo, contém spoilers

SPOILERS SPOILERS SPOILERS SPOILERS SPOILERS SPOILERS SPOILERS SPOILERS SPOILERS SPOILERS SPOILERS SPOILERS SPOILERS SPOILERS

      Após mais de 40 minutos de conversas fúteis parecidas com as dos piores slashers dos anos 80 (ele até cita isso num dos extras do filme) ele simplesmente mata todos os personagens. Ou seja, tudo o que já parecia inútil ficou mais inútil ainda. Só não é tudo totalmente perdido por causa da "Lap-dance" que no fim tem um dos cortes propositais, infelizmente. Vc pode até pensar: genial, ninguém ia imaginar que ele ia matar todos. Mas não, é super previsível. E seria muito, muito bom, desde que os diálogos tivessem algum conteúdo ou bom humor. Eu amei as cenas de ação do filme, mas pra rever ele só em dvd mesmo onde eu posso tirar essas partes chatas.
       A segunda parte do filme tem personagens um pouco melhores mas continua vazio. Dando um exemplo prático, qual a importância de um posto no fim do mundo dos USA ter em sua estante uma revista de moda européia? Mas o pior de tudo é o final.  Que final ridículo com o Russel, num papel que merecia mais destaque ainda, apanhando de 4 menininhas chatas. Um ponto positivo para a Neo-zelandesa que é dublê de verdade e nunca tinha feito um filme como atriz. Se saiu bem.

FIM DOS SPOILERS FIM DOS SPOILERSFIM DOS SPOILERS FIM DOS SPOILERS FIM DOS SPOILERS FIM DOS SPOILERS FIM DOS SPOILERS

Grindhouse é um projeto-homenagem cujo principal objetivo é diversão pura e simples. Isso o "Planeta Terror" nos dá de sobra. Já o "Death Proof"....

[/quote']

 

Em resumo: vc não sacou nada de Death Proof...

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Discordo totalmente do Bernardo. Death Proof tem os piores diálogos de toda a filmografia do Tarantino' date=' podia ser cortada uma meia hora de filme no mínimo; Diálogos que não tem nada a ver com a trama ele coloca em todos os filmes, mas antes eram engraçados. Nesse filme eles são apenas tediosos. 

[/quote']

 

Concordo. Adoros os diálogos do Tarantino mas nesse filme eles não prestam. Na verdade eu tenho sérias dúvidas de que foi o próprio Tarantino que escreveu aqueles diálogos. Pra mim parece mais que foi algum estagiário que ela tava treinando...

 

 

 0606

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...