Jump to content
Forum Cinema em Cena
ltrhpsm

Oscar 2012: Indicados e Previsões

Recommended Posts

 

Ainda não vi Bridemaids' date=' mas não confio muito no gosto dos roteiristas da Academia... Não vamos esquecer que a dois anos o roteiro de Precious, a cinderela do Harlem, foi premiado.[/quote']

 

merecidamente por sinal.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

 

 

 

 

 

A canção de Rio(animadinha' date=' ainda que enjoativa) não é bem um samba... E o filme é de mediano para fraco, foi ignorado de forma justa em animação - verei Kung Fu Panda 2 até sexta-feira, mas duvido que esteja tão abaixo do filme de Saldanha.

 

 

 

Detesto o ufanismo brasileiro nas torcidas do Oscar - parece até que é futebol, hehe -, ainda mais porque sempre reclamam da AMPAS sem sequer conhecer os outro indicados (ou mesmo ter visto o filme 'brasileiro') - se bem que muitos "entendidos" de cinema aqui e nas demais redes sociais têm fanatismos piores. E esta torcida só serve para zicar os concorrentes, até Lixo extraordinário (que eu achei HORROROSO!) sofreu com isso, hehe.

 

 

 

Apesar de tudo isso, ainda sem ter ouvido a canção de Os Muppets, acho que torcerei pela vitória de "Real in Rio", mais por causa da Cidade Maravilhosa e de certa exaltação ao Carnaval - cada vez mais denegrido pelos corretinhos da elite pensante do país, rsrs - do que qualquer coisa. No entanto, se preferir a canção de Os Muppets, que esta vença para desespero da nação, hehe.[/quote']

 

eu não achei o filme fraco não. É animação feita pra crianças: além disso o filme exalta o carnaval, e alguns pontos turisticos que destacam as belezas naturais do Rio de Janeiro (como a pedra da gávea, a vista chinesa e o cristo redentor)

 

se o Carlos Saldanha quisesse mostrar a verdadeira realidade do Rio de Janeiro (cidade suja, povo marrento, funks pornográficos, violência urbana) ele faria um filme adulto live-action no estilo Cidade de Deus e Tropa de Elite

 

 

 

 

 

 

cinéfilo2012-01-25 22:21:32

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acabei de ver Shame, ótimo filme por sinal, quero vê-lo no cinema quando lançarem (se lançarem), pois ví em qualidade mediana e em italiano. Mas vale a pena destacar que fizeram uma grande injustiça em deixar os Fassbender sem uma indicação. Ele está muito bem durante todo o filme, tem cenas fortes e dificeis para qualquer ator, merecia ser reconhecido.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vi Tintim hoje e achei bem mais ou menos, não me incomodou a esnobada.

 

Aliás, é até curioso o quanto comentou-se sobre a não-indicação de Tintim quando a animação mais bem criticada do ano, Arthur Christmas, também ficou de fora.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nesse site explica um pouco melhor o pq de só terem havido 2 indicados a melhor canção: http://www.slate.com/blogs/browbeat/2012/01/24/original_song_oscar_rules_and_history.html

 

 

 

Resumindo, as canções recebem notas, e qualquer canção que receba nota abaixo de 8,25 é desclassificada. Ou seja, nenhuma das outras músicas atingiu a nota mínima exigida.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

Eu acho que a parada da música foi pra tornar a cerimônia mais curta.  E pelo menos tem o Sergio Mendes' date=' já é um consolo D4rk.

 

[/quote']

 

ah bom, essa poderia ser uma boa teoria, massssss esse ano em particular não vão passar apenas vt dos vencedores das categorias técnicas e dar valor aquilo q realmente importa, isto é, filmes e atores?

 

.

.

.

 

não entendo esse constante ataque ao discurso do rei

 

um filme q agrupa várias qualidades como um elenco soberbo, roteiro muito bem escrito e toda parte técnica exuberante

 

ok, tá certo q é filme moldado p/ ganhar oscar, mas q outros tantos não são assim também e ficam pelo meio do caminho por não agrupar todas as qualidades em nivel alto?

 

mediocre de certa forma? ok, pow, mas ai vc tem q limar 95% dos filmes q são feitos hj em dia, uns mais mediocres q os outros onde não acrescentam em nada a sétima arte (não importa, tanto grandes produções quanto independentes)

 

diferentemente dos milhares de outros ao menos o discurso do rei é bem realizado p/ c**********

 

Ok quanto ao elenco e a parte técnica, apesar de não ter gostado muito do roteiro. Meu maior problema, sinceramente, é o que o filme não me tocou de forma alguma. Não gostei dos personagens, não me senti ligado à história e não houve nenhuma catarse no discurso final, que deveria ter havido. A direção não apresenta nada demais, a não ser querer fazer uma cenas esquisitas com câmera torta.

 

O problema é que um filme não é só uma colagem de diversas partes bem realizadas. O todo é o mais importante e, no caso do Discurso do Rei, achei completamente sem graça e esquecível, a ponto de não me lembrar de quase nada da história pouco tempo depois de ter assistido (com exceção, claro, do argumento principal). Mas se essa é sua definição de um bom filme, ou até do melhor filme de determinado ano, então ok.

 

nada? não te tocou em nada? o cara vai lá na frente p/ fazer um discurso na frente do público, se f**e todo pq não consegue falar sem gaguejar, e ai depois o pai fica impossibilitado de exercer suas funções de monarca, e quem deve assumir é o filho mais velho baladeiro q arruma um jeito de cair fora dessa "ingrata" missão, e ai o cara (próximo sucessor do trono) q é gago tem q arrumar um tratamento eficaz em pleno inicio de século xx pq ele agora é o novo rei onde tem a principal missão liderar seu país na guerra contra a alemanha nazista sendo q não consegue falar meia dúzia de palavras sem gaguejar em todas?

 

se o lula q já foi duramente criticado por ser um lider q não consegue se expressar direito, imagina um gago?

 

se a estória fosse ficção, ok, vc poderia dizer q a gagueira é uma muleta em proporcionar empatia ao elo mais fraco, mas esse não é o caso já q se trata de uma biografia q narra eventos reais

 

e o discurso final é a superação final frente a um problema de origem neurológica onde o tratamento até nos dias atuais com uma medicina amplamente mais avançada, ainda é muito dificil de ser corrigido

 

ainda acho um filme muito bem executado em várias frentes onde em entrevista, até os atores principais afirmam q sequer imaginavam de toda a repercussão positiva q o filme viria a ter, o q causou espanto por parte deles

 

o filme depois de concretizado pode ter um estilo 'vencedor' de oscar por possuir várias qualidades q o coloca em tal condição, mas no inicio do processo não dá p/ ter certeza qual será seu derradeiro final

 

dá para apontar vários e vários casos ai de filmes q querem ser grandes, ou seja, filmes "encomendados" p/ oscar

 

só nessa temporada dos q vi ai posso citar: albert nobbs, jane eyre, water for elephants, the tree of life, war horse, we bought a zoo, the artist, hugo, a dangerous method, we need to talk about kevin, the help, etc

 

isto é, uns com melhor desempenho, outros com menos

 

agora é claro q assim como vc acho q haviam outros titulos mais inovadores e desafiadores q poderiam ter sido escolhidos, só não acho muito justo denegrir a produção num patamar lá embaixo por conta de seu sucesso final frente o oscar

 

ok, critiquem a escolha, mas não o coloquem no nivel de um bridestrash! 06

 

eu juro q ainda queria entender o porquê de todo seu sucesso onde na verdade quem inovou ""magistralmente"" uma nova forma de fazer comédia foi o se beber não case a 2 anos atrás

 

isso é o q? guerra das calcinhas? feminismo declarado e exacerbado em pleno século xxi?

 

votação em massa de uma ala q não sabe nem fritar um ovo hj em dia e q exige direitos iguais onde toda conta de restaurante, carro, motel, etc, etc quem tem q pagar somos nós pq é "obrigação" dos homens ter de fazê-lo?

 

"- isso ae, vamos mulheres, vamos gritar todas juntas: direitos iguais JÁ!! (mas claro, só naquilo q nos convêm!)"

 

06

 

.

.

.

 

vlw ai felipe pela explicação do porquê de apenas 2 músicas no oscar

 

8,25 é a média?

 

wow!! nessa ai eu teria me afundado nas provas de literatura e inglês no colégio 06

 

D4rk Schn31d3r2012-01-26 00:57:21

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parei de ler o post no meio, porque o texto está muito grande e eu estou com sono.

 

 

 

Em nenhum momento eu havia dito que o problema é ele ter sido "encomendado pro Oscar". Não me liguei emocionalmente a ele e repetir o argumento principal, falando de novo todas as dificuldades que o rei precisou superar, não faz a mínima diferença. O fato é que não gostei quando assisti, não acho que seja sequer um bom filme, e teria que assistir de novo pra fazer uma análise melhor do porquê, coisa que não vejo acontecendo tão cedo.

 

 

 

PS: Acabei de ver. Na verdade não tinha pensado em comparar O Discurso do Rei com Bridesmaids, mas acho que estão em um patamar bem próximo sim, dentro de suas próprias limitações.leomaran2012-01-26 01:10:17

Share this post


Link to post
Share on other sites

Assisti ao Espião que sabia demais (**).

 

 

 

E, gente, na boa, não gostei não. O filme é pomposo, maravilhoso tecnicamente (a direção de arte e a fotografia são de babar), mas a história é realmente fria, confusa para mim e basicamente não me cativou aquele climão de guerra fria.

 

 

 

Talvez não seja meu tipo esse cinema do Alfredson (tb não gosto do Deixa ela entrar) mas achei que poderia ser um puta filmão e pra mim ele não serviu nem um poko.

 

 

 

Típico filme de dar sono.

 

 

 

Ranking do Oscar atualizado:

 

1-Árvore da Vida

 

2-Meia-noite em Paris

 

3-O homem que mudou o jogo

 

4-O espião que sabia demais

 

5-Histórias Cruzadas

 

 

 

Próximo filme: Bridemaids!! Pra entrar na discussão do povo aki. smileys/06.gif" align="middle" /> Sync2012-01-26 02:46:08

Share this post


Link to post
Share on other sites

Assisti Dragon Tatto, em Nova York e a melhor coisa do filme é a sua abertura. Fan-tas-ti-ca!!. Rooney, não vi la grandes coisas. O filme original é de longe melhor e ainda mudaram o final. Tambem vi Cavalo de guerra: melhor coisa do filme é a Emily Watson e o final a la E o vento levou é cômica!!! Nao deu tempo de ver o Artista. E adorei a Glenn estar dentro!

Share this post


Link to post
Share on other sites

"Se for seguir essa linha de pensamento, então por favor, me diga o valor cinematográfico de coisas como Preciosa? Crash? Só para citar alguns... Acho ingenuidade da sua parte pensar que quem está lá, está por merecimento".

 

 

 

FeCamargo, só para constar, não gostei de Precious e odeio CRASH com todas as forças. Para mim é um filme extremamente constrangedor.Mas são poucos os casos que eu conheço, vejo mais exceção do que regra, mesmo porque CRASH não foi unanimidade na crítica. Se você ver no metacritic e no Rotten, a cotação foi até baixa.Quanto à cinema ja deixei de ser ingênuo há muito tempo. Sou crítico ferrenho até de obras-primas...

 

 

 

Mas te digo, se quiseres discutir a fundo, é melhor fazer isso privado, porque nem tenciono encher este tópico de posts que não vão interessar a todos...

Share this post


Link to post
Share on other sites

mas não o coloquem no nivel de um bridestrash! smileys/06.gif" align="absmiddle" alt="06" />eu juro q ainda queria entender o porquê de todo seu sucesso onde na verdade quem inovou ""magistralmente"" uma nova forma de fazer comédia foi o se beber não case a 2 anos atrásisso é o q? guerra das calcinhas? feminismo declarado e exacerbado em pleno século xxi?votação em massa de uma ala q não sabe nem fritar um ovo hj em dia e q exige direitos iguais onde toda conta de restaurante' date=' carro, motel, etc, etc quem tem q pagar somos nós pq é "obrigação" dos homens ter de fazê-lo?"- isso ae, vamos mulheres, vamos gritar todas juntas: direitos iguais JÁ!! (mas claro, só naquilo q nos convêm!)"[/quote']

 

Bem , Bridesmaids foi praticamente unanimidade entre os críticos e a maioria deles é homem, então colocar a culpa nas mulheres pelas indicações do filme é um pouco exagerado.

 

 

 

E também não vejo onde The hangover inovou qualquer coisa na forma de se fazer comédia. Para mim não é tão diferente de O virgem de 40 anos, por exemplo, que apareceu alguns anos antes.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

 

Esse filme não estréia nunca em São Paulo.

 

 

 

 

 

 

Shame? 02 de Março.

 

L'apollonide!

 

...

 

Dark, a inventividade do roteiro de Tinker Taylor é magnífica. Nenhum pouco preocupado em dividir nada com o espectador (raro hoje em dia), ele coloca o público na linha de conhecimento do protagonista, Gary Oldman, ou seja, você nunca consegue descobrir nada antes do personagem. Você caminha junto com ele. É de um requinte... 10 Um cinema que não explica quem é quem é corajoso, ainda mais se levarmos em consideração o assunto tratado. Você como espectador tem que sentar a bunda na cadeira e se deixar levar.

 

...

 

Filme de hoje, Tyrannosaur ou Slepping Beauty.

 

 

FeCamargo2012-01-26 11:34:05

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

 

 

 

Esse filme não estréia nunca em São Paulo.

 

 

 

 

 

 

Shame? 02 de Março.

L'apollonide! ...Dark' date=' a inventividade do roteiro de Tinker Taylor é magnífica. Nenhum pouco preocupado em dividir nada com o espectador (raro hoje em dia), ele coloca o público na linha de conhecimento do protagonista, Gary Oldman, ou seja, você nunca consegue descobrir nada antes do personagem. Você caminha junto com ele. É de um requinte... [img']smileys/10.gif" align="absmiddle" alt="10" /> Um cinema que não explica quem é quem é corajoso, ainda mais se levarmos em consideração o assunto tratado. Você como espectador tem que sentar a bunda na cadeira e se deixar levar. ...Filme de hoje, Tyrannosaur ou Slepping Beauty.

 

 

 

 

 

 

Sleeping Beauty estreia aqui em fevereiro. E L'Apollonide já estreou, está no Reserva Cultural (em cópia digital, infelizmente...). Adorei o filme, e quero ver os outros do Bonello (em especial O Pornógrafo e Tirésia, que tb esteve em Cannes)!

 

 

 

Ontem vi o filme da Lynne Ramsey... Primeira decepção da seleção de Cannes. Não precisamos falar de Kevin, porque até mesmo o filme dos Dardenne é mais eficaz na proposta. Um filme destes some diante de um Vidas Amargas, por exemplo.

 

Vale pela Swinton, afinal ela teve bastante espaço, deixado pela diretora. O Kevin está péssimo em todas as idades... O mais velho é o pior, faz parecer que o motivo da revolta é uma música emo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

We Don't Need To Talk About Kevin é o filme mais irritante do ano. E o vermelho no filme todo? E O VERMELHOOOOO!!! AHHHHHHHHH!

 

Estou fazendo um filme sobre um pós massacre, vamos colocar vermelhinhos na direção de arte para enfatizar, pessoas bonitas. louco

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

É o que disse, We Need to talk about Kevin é a melhor comédia do ano. E o ator que faz o Kevin adulto é tão ruim, mas tão ruim, que eu só ri horrores quando ele estava em cena, fazendo bico de mau. 06.gif

 

 

 

Adoro humor involuntário.

 

 

 

.....

 

 

 

E Tiresia do Bertrand Bonello é lindo demais. Tem uma abertura sensacional.

Share this post


Link to post
Share on other sites

We Don't Need To Talk About Kevin é o filme mais irritante do ano. E o vermelho no filme todo? E O VERMELHOOOOO!!! AHHHHHHHHH!Estou fazendo um filme sobre um pós massacre' date=' vamos colocar vermelhinhos na direção de arte para enfatizar, pessoas bonitas. [img']smileys/louco.gif" align="absmiddle" alt="louco" />

 

 

 

 

 

 

We Need Talk About Trash

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×
×
  • Create New...