Jump to content
Forum Cinema em Cena

Sherlock


Alexander Bell
 Share

Recommended Posts

218476adapt.jpg

 

Acabei de conferir as duas temporadas de Sherlock (6 Episódios de uma hora e meia). Achei bem interessante a ideia de transpor o personagem para os dias atuais e ainda por cima adaptar as histórias originais de Conan Doyle.

 

Como fã do personagem, gostei do resultado final, mas com muitas ressalvas. Para começar, as versões originais das histórias são infinitamente superiores às adaptações; Lestrade está totalmente apático, sem personalidade; mas o pior defeito da série é o Moriarty. Erraram feio na escalação do ator e principalmente no tom dado ao personagem, abobalhado, saltitante, cantarolante, enfim uma ofensa ao gênio do crime.

 

O que garante a qualidade da série é a dupla de protagonistas, Benedict Cumberbatch e Martin Freeman, que além de serem excelentes atores, têm uma química muito boa em cena. Além disso, acho que o Cumberbatch é o melhor intérprete do personagem que já tivemos até hoje, inclusive visualmente.

 

E o cara está com tudo. Muito elogiado em Cavalo de Guerra e O Espião que Sabia Demais, ele ainda estará em grandes produções como O Hobbit e Star Trekk 2.

 

Notas para cada episódio:

 

1.ª Temporada:

 

Ep1) Um Estudo em Rosa = 8,0

Ep2) O Banqueiro Cego = 7,0

Ep3) O Grande Jogo = 8,0

 

2.ª Temporada:

 

Ep1) Um Escândalo em Belgravia = 9,0

Ep2) O Cão de Baskerville = 7,0

Ep3) As Cataratas de Reinchebach = 7,0

 

Só quero ver como vão explicar o desfecho do último episódio. ;)

 

Que venha a Season 3! 10
Link to comment
Share on other sites

 

Nem criei um tópico pois achei que ninguem aqui assistia, mas é legal eu estar enganado.

 
Acompanho desde o primeiro episódio e gostei muito desta renovada que deram no personagem ao transportá-lo para um mundo tecnológio atual e mesmo assim manter praticamente todas as características dos personagens originais. Alguns episódios tem um roteiro tão bem desenvolvido que até ignoro alguns errinhos que ocorrem aqui e ali. A dinâmica entre os personagens está fantástica! Cumberbatch e Freeman estão sensacionais, mas também não tiro o mérito do restante do elenco. Não achei nem mesmo o Lestrade do Rupert Graves ruim, afinal o D.I. nos contos já era um personagem sem nenhuma esperteza, então não acho de forma alguma que o personagem ficou descaracterizado. Outro sensacional é Mark Gatiss como o irmão Mycroft que se destaca em cada aparição, mesmo que pequena e a Irene Adler apresentada no episódio A Scandal in Belgravia ficou muito boa. Bem melhor do que a apresentada pela McAdams no cinema. O maior problema do Moriarty no seriado é que fizeram exagerado demais, quase um louco, mas que não deixa de se mostrar um bom desafio pra Holmes.
 
A qualidade da parte técnica é indiscutível. Desde os cenários tão bem montados, ângulo das câmeras, as cores que variam muito quando mudam de um local pra outro tudo fica sensacional e pra mim se aproxima muito mais de um filme do que de uma série e o tempo de 1h30 de cada episódio ajuda muito no desenvolvimento do história.
 
A agilidade do roteiro apresentada por Moffat que também é evidente nas histórias que ele conduz em Doctor Who cria momentos sensacionais, bastante evidentes no 1º episódio desta 2ª temporada, que vai criando momentos cadas vez mais impossíveis até parecer que não tem mais pra onde ir. Gostei muito deste último episódio e achei o modo que as coisas aconteciam bem condizente com o própria caracteristica de cada um dos 2 personagens. Foi um embate muito bem desenvolvido e ainda se mostrou uma boa adaptação do que foi mostrado no conto "O Problema Final".
 
Alexander sobre a explicação pra próxima temporada, me parece certo o envolvimento da Molly. Uma coisa que Moffat tem mania de fazer é explicar coisas que parecem absurdamente complicadas da forma mais simples possível e acho que não será diferente aqui.
 
A única parte ruim, e ter que ficar mais um ano esperando por mais alguns episódios. Até lá vou assistir tudo novamente.
Link to comment
Share on other sites

Pode ter uns spoilerzinhos aí no meio.

 

 

 

Uma das melhores séries em exibição atualmente, a primeira temporada é muito boa (o cliffhanger é maneiríssimo) e a segunda consegue melhorar ainda mais, coisa que achava impossível. A Scandal In Belgravia é o episódio mais sensacional da série (Irene Adler está perfeita) e The Reichenbach Fall apresenta um Andrew Scott tão confortável com seu Moriarty que acho impossível não se encantar com o personagem (a cena do Richard Brooke é fantástica!). Fico feliz que esteja fazendo sucesso, uma pena que a terceira temporada não chegue antes de 2013.

 

 

 

Agora que li os comentários. Sobre os personagens, concordo que a dupla principal é perfeita - o 201 apresenta os melhores momentos de Sherlock e Irene, enquanto a cena final do 203 pra mim é prova suficiente de que Martin Freeman é o Watson 'definitivo' (de partir o coração a maneira como ele encara o túmulo do detetive).

 

 

 

Quanto ao vilão, não li The Final Problem, mas gostei da maneira como aquele que se iguala a Sherlock é mais louco e excêntrico que o próprio. Acho até um pouco necessário, levando em conta que outros personagens em patamar parecido (Mycroft e Irene, por exemplo) apesar de possuirem seus proprios trejeitos e curiosidades em momento algum se portam como uma ameaça real ao protagonista, enquanto Moriarty é imprevisível e insano, um criminoso sem busca.

 

 

 

Aliás, acho incrível como o season finale dessa temporada "destrói" o personagem pouco a pouco (a única vitória de Sherlock, encontrando as crianças, dura pouco tempo) culminando no diálogo do hospital com um Holmes tão desesperançoso e cansado que, mesmo conhecendo o legado do personagem e imaginando o desfecho do episódio, foi muito impactante vê-lo largar tudo que importava (sua vida e sua imagem) pra salvar os poucos amigos que tem.   04.gifDark2012-01-18 19:08:40

Link to comment
Share on other sites

Pois é... isoladamente os episódios são ótimos. Mas como fã, não consigo separar das obras originais. Por isso me decepcionei com O Cão de Baskerville (que agora é uma base e não uma família) e as Cataratas de Reinchebach. Eu esperava um confronto físico entre Holmes e Moriarty no alto do prédio. Nesse ponto, o novo filme com Downey Jr. é mais empolgante.

 

 

 

Já quanto ao ator que interpreta Moriarty, continuo achando equivocado para o papel, principalmente por descaracterizar a seriedade do personagem.

Link to comment
Share on other sites

Pra mim embora divertidos os filmes do Guy Ritchie se afastam muito mais do Holmes clássico do que o seriado. Já nas características físicas os personagens sofrem mudanças muito grandes e o show de explosões dos filmes o tornam menos Holmes e mais James Bond do que qualquer coisa, mas isto é minha opinião.

 

 

 

 

 

Eu gostei do Moriarty embora achei bastante exagerado, mas o confronto psicológico dos 2 personagens foi muito bom e por isso mesmo ignoro algumas falhas.

 

 

 

O último episódio foi tão bom mostrando a queda de Sherlock que só faltou o Watson duvidar dele, mas mais uma vez os roteiristas provam que conhecem os personagens e traz um Watson que acredita até o fim, mesmo com Sherlock falando ao contrário. E como o Dark citou, a cena no final do episódio, com as declarações de Holmes, mostrando que ele tinha acima de tudo um bom sentimento com os amigos a ponto de se sacrificar em todos os sentidos para salvá-los chegou a ser comovente.

 

 

 

 

 

Off Topic:

 

Os norte americanos se aproveitando do sucesso não só da série mas também do filme, planejam lançar sua própria série com o personagem que (segurem em suas cadeiras) viveria em Nova Iorque. A série seria produzida pela CBS e provavelmente será americanizada, talvez perdendo muito do personagem tornando-se mais uma série policial genérica. Torço muito para que seja boa, mas sei não.

Link to comment
Share on other sites

Eu li a respeito também. Espero que seja bom. Sherlock Holmes rende boas histórias em qualquer lugar. Tem um livro infanto-juvenil (um dos primeiros que li na vida) chamado "O Monstro do Morumbi" (de Stella Carr), que mostra "Xerloque" Holmes resolvendo um caso em São Paulo. Muito bom por sinal. Dá de 10 a zero naquela aberração chamada O Xangô de Baker Street, do Jô Soares. Mostrar Holmes com diarréia e Watson encorporando uma pombagira foi o cúmulo do mau gosto. =p

 

 

 

Espero que essa nova série explore história novas e deixe as adaptações das histórias clássicas com essa atual série, Sherlock da BBC.

 

 

 

O curioso é que sempre enxerguei a série THE MENTALIST como um Sherlock Holmes moderno. ;)Alexander_Bell2012-01-20 00:57:25

Link to comment
Share on other sites

Dark, especifique mais. Por que você não gosta de The Mentalist? Eu não acompanho religiosamente, mas curto.

 

 

 

Voltando ao tópico, alguém mais aqui assistiu ao episódio piloto? Não me refiro ao Episódio 01, mas sim ao piloto, que curiosamente não foi ao ar como sendo o primeiro episódio (como costuma ocorrer). Se deram ao trabalho de refilmar a mesmíssima história (A Study in Pink), mudando alguns pontos da trama, cenários e até atores.

 

 

 

Apesar de melhorar em alguns aspectos, de um modo geral achei o piloto melhor do que a segunda versão.

Link to comment
Share on other sites

 

Acabei de assistir ao finale da segunda temporada...

 

Sensacional...

 

Alias, o primeiro e o terceiro são sensacionais, mas o segundo eu achei MUITO fraco... É um bom episódio, mas MUITO fraco, se comparado aos outros dois eps...

 

Moriarty mete medo, parece que o ator nasceu pra fazer esse papel...

 

Só uma pena desperdiçarem o Moriarty de forma tão apressada...

 

Se Holmes tivesse sido criado hoje em dia, por um Sir Conan Doyle, acho que seria exatamente assim... Exceto pelo Cão...

 

Sobre a morte do Holmes é evidente que Molly ajudou o Holmes neste sentido... Ele pediu "essa" ajuda para a Molly. Ele sabia que teria que morrer... A explicação, para mim simples, é "você viu eu pular e um corpo se esborrachar no chão mas em um 'ponto cego' os 'corpos' foram trocados" ou seja, no meio do caminho Holmes usou de algum artificio e, com a ajuda da Molly, um corpo caiu...

 

Capaz do ciclista ou sei la o que bate no Watson ter sido alguem que desorientou o Watson, para ele não perceber esta "troca de corpos"...

O atirador só prestava atenção no Watson, não no Holmes caindo... Ele saberia que não precisaria atirar vendo a reação do Watson...

 

 

Elementar meu caro Watson...

 

Agora vamos aguardar a 3ª Temp...

 

 

 

.Saga.2012-01-21 02:44:57

Link to comment
Share on other sites

 

 

Não sabia deste primeiro piloto Alexander Bell. Vou tentar encontrá-lo.

Saga, também achei o segundo bastante fraco, se comparado aos primeiro e último. Na hora eu pensava que eram as inevitáveis comparações com o livro que é a história que mais gosto e foi inclusive o primeiro livro que li, mas achei interessante a atualizada que deram, transformando o que era o nome da família no original em uma base secreta e morri de rir com a investigação do Watson sobre o código morse.
Link to comment
Share on other sites

Somebody helmp me!!! 09 04 11

Sei lá se é pelo lance juridico do Megaupload, ams tá dificil demais de achar um link bão p/ baixar a série.

 

By the way, delicia de série!

Adorei tudo, atores, a quimica entre eles, o sotaque... tudo.

 

By the way, dizem que a NBC está cogitando em fazer versão americana da série... Sherlock Homes em NY... afff! 13
Link to comment
Share on other sites

 

 

Pois é Shy, muitos vários outros sites ficaram assustados com a queda de Megaupload e estão bloquando compartilhamento de conteúdo, acho que futuramente vai ficar bem série.

 
A notícia de uma versão americana de Holmes pode parecer ruim de princípio e me deixa com pé atrás, mas confesso que vou torcer para que seja muito boa e que dê certo. Trazer Sherlock e Watson para atualidade tinha tudo para dar errado também, mas com bastante cuidado criaram episódios memoráveis.
Link to comment
Share on other sites

Tb achei que trazer p/ os dias atuais poderiam descambar p/ algo techno demais, com todas as parafernálias que a net pode estragar e tals.

Mas a surpressa agradável é que mesmo o recurso da net p/ ajudar na solução dos casos é usado pouco.

Tudo fica por conta do talento de dedução de Sherlock.

Gostei.

 

Vag, diferente de ti, já acho estranho conceber Sherlock fora a Inglaterra... na verdade acho até heresia, viu?
Link to comment
Share on other sites

Sherlock vs. Elementary

Sherlock.jpg

"Sherlock", versão BBC

A produção de uma versão americana do detetive Sherlock Holmes nos

tempos modernos ainda não está garantida, mas já gerou reações negativas

por parte dos fãs de “Sherlock“, série da BBC, e de seus produtores. O piloto foi encomendado pelo canal CBS, que irá avaliar a possibilidade de produzir uma série, a qual recebeu o título de “Elementary“. Tão logo o anúncio foi feito, os produtores de “Sherlock

manifestaram-se no Twitter e na imprensa britânica, avisando a rede CBS

que ficarão atentos a qualquer violação de direitos autorais.

Embora tenha sido criado pro Arthur Conan Doyle em 1887, a versão moderna de “Sherlock” é assinada por Steven Mofatt e Mark Gatiss,

que deram ao personagem algumas características, estética e elementos

contemporâneos, os quais, se utilizados da mesma forma pela rede CBS,

poderão configurar violação de direitos autorais. A animosidade dos

produtores de “Sherlock” em relação a “Elementary” chegou ao ponto deles

ameaçarem a CBS publicamente de uma ação judicial.

Segundo Sue Vertue, da Hartswood Films, produtora de “Sherlock”, em

entrevista ao jornal The Independent, a CBS entrou em contado com eles

depois que a série britânica estreou nos EUA pelo canal público PBS e

pelo site Netflix, conquistando uma legião de fãs e boas críticas. As

declarações de Vertue dão a entender que a CBS teria demonstrado

interesse de produzir uma versão americana de “Sherlock”. Se de fato

isto ocorreu, as partes não chegaram a um acordo, já que em setembro de 2011 a CBS anunciou o desenvolvimento de “Elementary”, projeto que não tem o envolvimento dos produtores britânicos.

Assinada por Robert Doherty (Medium), “Elementary”

apresentará Sherlock nos dias de hoje vivendo e trabalhando em Nova

Iorque. Nenhum detalhe sobre o enredo foi divulgado pela CBS até o

momento.

Uma série americana com o personagem nos tempos modernos poderá

comprometer a receptividade e os lucros que a produção britânica vem

conquistando, tanto em sua venda a canais internacionais quanto na sua

distribuição em DVD e downloads oficiais. É público e notório que a

‘máquina publicitária’ americana derruba qualquer concorrência, o que

poderá dar à produção dos EUA um reconhecimento maior (tendo ou não um

bom desenvolvimento de conteúdo). Este, por sinal, é o principal motivo

pelo qual a TV americana costuma produzir versões próprias de sucessos

estrangeiros: controle no desenvolvimento criativo e posse dos lucros

gerados pela produção.

Sendo um personagem conhecido mundialmente, Sherlock Holmes já foi

adaptado diversas vezes para o cinema e para a TV, geralmente com

sucesso. O que pode pesar contra a produção americana é o fato dela ser

situada em Nova Iorque, algo que os fãs puristas podem não gostar. Por

outro lado, o choque cultural do personagem com o ambiente + o ator que

for escolhido (se for alguém conhecido do grande público), podem

reverter em audiência.

A única série produzida para a TV americana até o momento é “Sherlock

Holmes”, de 1954, que teve apenas 39 episódios filmados na França, em

uma única temporada. Resta esperar para ver se “Elementary” consegue

passar da etapa de avaliação do piloto para a encomenda de episódios da

série. Algo que será divulgado em meados do mês de maio.

 

 

Link to comment
Share on other sites

 

 

Eu não quis dizer que aprovo a idéia de um Holmes americano, que pra mim também soa bastante ridículo e perde toda a história de mais de 100 anos do personagem. Eu disse que torço pra que, caso não tenha alernativa, que ao menos dê certo. Depois que eu li o que o Saga postou, pensei que aconteceu recentemente com Torchwood uma série inglesa, que já não grande coisa, mas teve uma 3ª emporada bem acima da média, mas quando resolveram americanizar fizeram um dos maiores lixos da televisão, isto por que mantiveram 2 dos personagens principais da série britânica e o produtor!

O que eu não tinha pensado, e que o Saga postou faz sentido, é o fato de a adaptação americana, caso não dê certo, vai estragar a boa receptividade que Sherlock vem obtendo e pode prejudicar muito a série.
Link to comment
Share on other sites

Vagner, não disse nada direcionado à você...

 

 

Tambem irei ver pelo menos o piloto pra ver qual é o da série, mas dificil a série americana deixar de utilizar artificios que funcionam, e muito bem parecendo até mesmo "orgânicos" na mitologia do Holmes... Como se o Sherlock fosse realmente naquela época tal qual é esse novo Sherlock...

 

Quem sabe me surpreenda e seja uma boa série? mas como a reportagem e os produtores salientaram isso pode ter um impacto negativo nessa série ingles, entretanto, a farra do boi que ja foi, e é feita, com a literatura do Sir Conan Doyle, renderam filmes fraquissimos... Até mesmo esse do Downey Jr. eu acho bacana, mas um desserviço ao que Holmes representa...

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...