Jump to content
Forum Cinema em Cena

O cinema atual está em crise de criatividade?


Plutão Orco
 Share

  

22 members have voted

  1. 1. O cinema atual está em crise de criatividade?



Recommended Posts

Discordo. Quando eu digo ciclo, me refiro ao comentario ai de cima que diz que nossa epoca esta presa a um mesmo formato. Mas toda epoca teve o seu formato, inclusive os alaredanos anos 70. Então repito, se Hollywood esta em crise agora, então ela sempre esteve.

 

O formato básico geral dos anos 70 foi "cineastas tem o TOTAL controle de seus filmes"...

 

O formato básico geral de nossa década é "no cinema tudo se recicla, principalmente se o objeto reciclado tem perspectiva de levar bilhões aos cinemas, especialmente se forem adolescentes"

 

Não discordo a priori da reciclagem já que o bom cinema SEMPRE se alimentou dele mesmo e Tarantino é o maior expoente atual disso. Mas não posso deixar de dizer que o formato dos anos 70 me apetece mais, vez que cada diretor pensa e vê o mundo de uma forma o que resulta sempre em filmes diversificados, variados, diferentes.

Link to comment
Share on other sites

 

E nos dias de hoje, temos sim diretores com metodologia diferente. Dois ingleses que migraram pra Hollywood, por exemplo. Christopher Nolan é totalmente diferente do Guy Ritchie.

 

E nenhum desses dois tem a mesma expressividade que qualquer um dos diretores dos anos 70 citados pelo Plutão, embora eles tenham potencial pra isso...

 

O último cara que conseguia reunir a máquina hollywoodiana com relevância nos últimos 10, 13 anos, de uma forma bem próxima à desses caras dos anos 70, está amargando uma péssima fase há uns bons anos... Nem falo o nome dele para não provocar ataques inflamados aqui, mas quem está acompanhando de perto a história do cinema da última década vai ter uma pista de quem estou falando...

Link to comment
Share on other sites

Já que o Plutão citou alguns, também vou citar pra defender 92 pra cá então.

 

Muita comédia, terror, animação, dramas densos, dramas leves, trillers, adaptações de HQ, ação, aventura, estrangeiros, nacionais, blockbusters... Tem pra todo o gosto. E nem todos eu realmente adoro, tentei colocar apenas os que tiveram uma repercursão mais favorável (réquiem para um sonho, por exemplo, eu detesto). E muitos que eu adoro não coloquei na lista por achar que não sejam tão queridos assim pelo pessoal.

 

- Os Imperdoáveis

- Vício Frenético

- Invasores de Corpos

- Jovens, Loucos e Rebeldes

- Jurassic Park

- A Liberdade é Azul

- A Lista de Schindler

- Olhos de Serpente

- O Estranho Mundo de Jack

- Feitiço do Tempo

- À Beira da Loucura

- Ed Wood

- Entrevista Com o Vampiro

- Forrest Gump

- O Profissional

- Pulp Fiction

- O Rei Leão

- Um Sonho de Liberdade

- True Lies

- Antes do Amanhecer

- Cassino

- Fogo Contra Fogo

- As Pontes de Madison

- Seven

- Os Suspeitos

- Toy Story 1, 2 e 3

- Os Viciosos

- Os Chefões

- Crash (cronenba)

- Um Drink no Inferno

- Fargo

- ID4

- Missão Impossível

- Pânico

- Todos Dizem Eu Te Amo

- Irma Vep

- Blackout

- Boogie Nights

- Cubo

- Descontruindo Harry

- Gattaca

- Jackie Brown

- Los Angeles

- Titanic

- Tropas Estelares

- Violência Gratuita

- Contato

- Enigma do Poder

- O Grande Lebowski

- O Show de Truman

- Quem Vai Ficar com Mary?

- O Resgate do Soldado Ryan

- Além da Linha Vermelha

- A Outra História Americana

- À Espera de Um Milagre

- American Pie

- Beleza Americana

- A Bruxa de Blair

- Clube da Luta

- De Olhos Bem Fechados

- eXistenZ

- História Real

- O Informante

- Magnólia

- Matrix

- Quero Ser John Malkovich

- O Sexto Sentido

- As Virgens Suicidas

- Vivendo no Limite

- Audition

- Alta Fidelidade

- Amnésia

- Corpo Fechado

- Dançando no Escuro

- Gladiador

- Quase Famosos

- Réquiem Para Um Sonho

- X-Men

- Zona de Risco

- A.I.

- Cidade dos Sonhos

- Donnie Darko

- Excêntricos Tenenbaums

- O Homem que Não Estava Lá

- Montros S.A.

- Moulin Rouge

- Os Outros

- Kairo

- Senhor dos Anéis trilogia

- A Viagem de Chihiro

- O Fabuloso Destino de Amelie Poulain

- Adaptação

- Gangues de Nova York

- Agora ou Nunca

- Austin Powers

- O Chamado

- Chicago

- Cidade de Deus

- Dog Soldiers

- Embriagado de Amor

- Estrada Para a Perdição

- Extermínio

- Femme Fatale

- Herói

- Trilogia Bourne

- Homem Aranha 1 e 2

- As Horas

- Insônia

- Minority Report

- Irreversível

- Mr. Vingança

- O Pianista

- Prenda-me se For Capaz

- Sinais

- Spider

- Terra de Sonhos

- Lilo e Stitch

- 21 Gramas

- Adeus, Lênin

- Dogville

- Elefante

- Encontros e Desencontros

- Kill Bill 1 e 2

- A tale of two sisters

- Memórias de Um Assassino

- Peixe Grande

- Procurando Nemo

- Sobre Meninos e Lobos

- Os Sonhadores

- x-men 2

- Alta Tensão

- Antes do Pôr do Sol

- O Aviador

- Bridget Jones

- Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças

- Closer

- Colateral

- Os Incríveis

- Hora de Voltar

- Jogos Mortais

- Madrugada dos Mortos

- Mar Adentro

- Menina de Ouro

- A Queda!

- Shaun of the Dead

- Team América

- A Vida Marinha com Steve Zissou

- A Vila

- Plataforma do Medo

- Abismo do Medo

- Batman Begins

- Beijos e Tiros

- Caché

- Casa de Areia

- Guerra dos Mundos

- O Jardineiro Fiel

- King Kong

- Manderlay

- Orgulho e Preconceito

- O Segredo de Brokeback Mountain

- Sin City

- O Senhor das Armas

- V de Vingança

- Terra dos Mortos

- O Virgem de 40 Anos

- O Novo Mundo

- Boa Noite e Boa Sorte

- Marcas da Violência

- Cassino Royale

- Once

- Borat

- O Céu de Suely

- O Diabo Veste Prada

- A Espiã

- Filhos da Esperança

- O Grande Truque

- O Hospedeiro

- Os Infiltrados

- O Labirinto do Fauno

- Match Point

- Miami Vice

- Piratas do Caribe

- Viagem Maldita

- Voo United

- Behind the Mask

- [REC]

- À Prova de Morte

- Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto

- Hot Fuzz

- Os Donos da Noite

- O Nevoeiro

- Onde os Fracos Não Têm Vez

- Paranoid Park

- Planeta Terror

- Ratatouille

- Sangue Negro

- Senhores do Crime

- Superbad

- Traição em Hong Kong

- Tropa de Elite

- Zodíaco

- A Invasora

- Temos Vagas

- Rogue

- Amantes

- O Cavaleiro das Trevas

- Cloverfield

- Deixa Ela Entrar

- Gran Torino

- Indy 4

- Queime Depois de Ler

- Trovão Tropical

- Wall-E

- O Casamento de Rachel

- O Lutador

- Coraline

- Pontypool

- Guerra ao Terror

- Os Estranhos

- Espinhos

- Eden Lake

- 500 Dias com Ela

- Arraste-me parao Inferno

- Avatar

- Bastardos Inglórios

- Eu te amo, Cara

- Adventureland

- Inimigos Públicos

- Zumbilândia

- Mother

- A Fita Branca

- Se Beber não Case

- Watchmen

- A Estrada

- Up

- Martyrs

- Triângulo do Medo

- O Segredo dos Seus Olhos

- Mary e Max

- Brilho de Uma Paixão

- Ilha do Medo

- A Origem

- Kick Ass

- Tropa de Elite 2

- Como Treinar o Seu Dragão

- ScottPilgrim

- Piranha

- Cisne Negro

- Bravura Indômita

- Inverno da Alma

- Blue Valentine

- A Mentira

- O Vencedor

- Pânico na Neve

- I Saw the Devil

- Mother's Day

- X-Men First Class

- Meia Noite em Paris

- Melancolia

- A Árvore da Vida

- Drive

- A Pele que Habito

- O Espião que Sabia Demais

- Cópia Fiel

- Cão Sem Dono

- Os Descendentes

- Millenium

- A Sepração

- Guereiro

- Margin Call

- Hugo

- Conto do Dia das Bruxas

- Felicidade

- Taken

- Ligeiramente Grávidos

- 21 Jump Stree

- TDKR

 

E claro, o melhor de todos, Vingadores :B

 

De zoeira. Mas vendo essa lista só reforça o quanto eu amo esse cinema. Tem pra todo mundo.

 

Cinema atual, se você está em crise, por favor, permaneça assim!

Link to comment
Share on other sites

Kairo não rola... é um filme japonês que sequer foi lançado comercialmente aqui... Não fosse a internet, jamais saberia que esse filme existe, que dirá poder assistí-lo.

Penso que o contexto todo da discussão é em torno do cinema americano que é o que mais tem por aqui.

Link to comment
Share on other sites

Kairo não rola... é um filme japonês que sequer foi lançado comercialmente aqui... Não fosse a internet, jamais saberia que esse filme existe, que dirá poder assistí-lo.

Penso que o contexto todo da discussão é em torno do cinema americano que é o que mais tem por aqui.

 

Ahhhh, ta. Então podem retirar todos os estrangeiros. A lista fica igualmente ótima.

Link to comment
Share on other sites

O Problema sempre é comigo.

Impressionante.

 

Haha.

 

Eu digo "chata", no sentido figurado. Nessa mania intensa de discutir tudo em termos absolutos. Como você mesmo fez, em obrigar alguém a ver todos os filmes feitos no planeta pra pdoer emitir uma opinião.

Link to comment
Share on other sites

Tensor destes ai você se apoiou em muitos do principio da década de noventa inclusive que citei. Quero ver da primeira década do início deste século.

 

E diga de passagem, que um bocado deles são bem regulares (Crash).

 

E se comparado aos filmes de seus gêneros copiados não são nada originais. Bruxa de Blair e seus filhotes Rec e Coverfield por exemplo, tem seu formato de horror chupado de Holocausto Canibal da década de 80.

 

E as animações da Pixar e dreamworks ai apesar de gostar muito delas poucas são de fato originais.

 

King Kong, Guerra dos Mundos e tantas outras adaptações e remakes ai gosto muito deles. Mas convenhamos o que critiquei mesmo?

 

Isto sem contar que postei foi à ponta do Iceberg, seu for colocar aqui mesmo todos os filmes premiados pela academia. Entre 70 e oitenta como você fez de 90 até hoje será muito maior a quantidade em comparação.

Link to comment
Share on other sites

O Problema sempre é comigo.

Impressionante.

 

Haha.

 

Eu digo "chata", no sentido figurado. Nessa mania intensa de discutir tudo em termos absolutos. Como você mesmo fez, em obrigar alguém a ver todos os filmes feitos no planeta pra pdoer emitir uma opinião.

 

Não tem problema nenhum contigo, não senhor... Aliás, nem me lembrava que era você que tinha dito a pérola. Não pense que vc é mais importante do que realmente é e nem que os outros te dão toda essa importância.

 

E sim, pra afirmar que o cinema de hoje é melhor que antigamente precisa sim ter visto TODOS os filmes de antigamente. É questão de bom senso, isso, claro, para aqueles que querem discutir e serem levados a sério. No caso, o forista em questão percebeu isso e sepultou a discussão. Sábio da parte dele.

Link to comment
Share on other sites

Na verdade foi uma jogada astuta desse forista, já que ele antecipou tua resposta e sabia o que responderia, lhe impossibilitando de falar que o cinema desse década é inferior ao de qualquer outra.

 

Tensor destes ai você se apoiou em muitos do principio da década de noventa inclusive que citei. Quero ver da primeira década do início deste século.

 

E diga de passagem, que um bocado deles são bem regulares (Crash).

 

E se comparado aos filmes de seus gêneros copiados não são nada originais. Bruxa de Blair e seus filhotes Rec e Coverfield por exemplo, tem seu formato de horror chupado de Holocausto Canibal da década de 80.

 

E as animações da Pixar e dreamworks ai apesar de gostar muito delas poucas são de fato originais.

 

King Kong, Guerra dos Mundos e tantas outras adaptações e remakes ai gosto muito deles. Mas convenhamos o que critiquei mesmo?

 

Isto sem contar que postei foi à ponta do Iceberg, seu for colocar aqui mesmo todos os filmes premiados pela academia. Entre 70 e oitenta como você fez de 90 até hoje será muito maior a quantidade em comparação.

 

Calma aí, então tu quer fazer uma comparação entre década de 70, 80 e 90 x apenas década 00? Bem justo, hein?

 

Crash que eu estou falando é do Cronenberg, não do Paul Haggis. E esse Crash é uma OP (o do Paul Haggis um lixo).

 

E as animações da Pixar ou da Dreamworks são ótimos filmes. E o que é ser original, um filme necessita disso? Todos os filmes da tua lista são originais? O unico fator na hora de se analisar um filme não é se ele é bom ou não?

 

Se criticou remake pq colocou Scarface? Pq é um ótimo remake? Guerra dos Mundos também. Não existe nada contra remake ou reboot desde que sejam bons filmes e apresentem uma proposta diferente ao original. E se apresentar, então são filmes diferentes, um novo cinema, compartilhando apenas uma sinopse e alguns fios condutore, e olhe lá.

 

E tu acha que eu coloquei todos os filmes que poderia? Tu não viu Uma Mente Brilhante aí, ou O Artista, ou Quem Quer Ser Um Milionário, ou O Paciente Inglês, ou Shakespeare Apaixonado... Eu também poderia ter utilizado MUITO mais filmes.

 

E tu diz que utilizou só a ponta do iceberg, né? A Cor Púrpura, Uma Linda Mulher, Meu Primeiro Amor, ou Platoon, Dança Com Lobos, etc... Isso é a ponta do iceberg? To achando que esse iceberg não naufragaria nem um barquinho a remo.

 

Ah, mas tu acha esses filmes espetaculares pelo visto. E sabe qual é? Beleza! Eu não acho, acho inumeros da minha lista infinitamente superiores. Mas a vida é assim mesmo. Só começa a ficar estranho quando começam a querer decretar alguma coisa. O cinema de 70 é NECESSARIAMENTE o melhor. O cinema de hoje é NECESSARIAMENTE uma bosta. Encarem assim: é pra vocês (e pra outros muitos). Pra mim (e pra outros muitos) é espetacular. Ahhh, a subjetividade, né? A prostituta aidética que só os fracos utilizam. Mas escapem dessa sem darem uma bela trepadinha com ela agora. É heresia alguém preferir Pulp Fiction a Chefão? Hugo a Taxi Driver? Fargo a Scarface? Queime Depois de Ler a Arizona nunca mais? Homem Aranha a Superman 2 (ou 1)? Se falarem que sim (não acho que vocês falariam) só demonstraria uma intolerância e arrogância besta, livre de qualquer argumento mais embasado, o ser chato por ser chato simplesmente. Não aceitar que hoje façam coisas tão fodas quanto antes é saudosismo PURO. Eu não sou contra o saudosismo, quem quer ser que seja (mas nem acredito que isso seja uma escolha). mas é legal quando a pessoa identifica que esse é o motivo.

 

That's all. Encerro minha participação aqui. Tu citou vários filmes "ponta de iceberg" (que pra mim não são dignos nem para serem ponta de açucareiro) e eu citei vários outros que alguns tu também deve ter gostado e outros não. E o cinema se segue. Da mesma forma de sempre: com ótimos exemplares e péssimos exemplares a cada ano. A cada ano com OP cravejadas na história e com filmes que o rolo não serviria nem pra limpar suas fezes.

 

A distribuição é ruim? Esses filmes não chegam tanto nos cinemas? OOOOUTRA discussão.

Link to comment
Share on other sites

Na verdade foi uma jogada astuta desse forista, já que ele antecipou tua resposta e sabia o que responderia, lhe impossibilitando de falar que o cinema desse década é inferior ao de qualquer outra.

 

Mas não sou eu que afirmo que o cinema desta década é inferior a qualquer outra. É VOCÊ que afirma que o cinema de hoje é melhor que o de antes. O ônus da prova cabe àquele que afirma.

 

E só pra constar que eu acho essa sua afirmação uma estupidez tremenda e tenho certeza que a maioria dos outros que assistem filmes há pelo menos 10 anos também acham o mesmo. Duro é dizer que os outros é que são arrogantes.

Link to comment
Share on other sites

E sim, pra afirmar que o cinema de hoje é melhor que antigamente precisa sim ter visto TODOS os filmes de antigamente

 

E vice versa

 

 

 

E nenhum desses dois tem a mesma expressividade que qualquer um dos diretores dos anos 70 citados pelo Plutão, embora eles tenham potencial pra isso...

 

 

Concordo, mas a discussão neste aspecto não se trata de quem é melhor ou não, mas do fato de que. Nolan e Ritchie tem uma linguagem propria e diferenciada em seus filmes, assim como muitos outros diretores da geração atual. Existem diretores que seguem um padrão dominante, e os que não seguem, assim como nos anos 70. Se é melhor ou mais expressiva que a dos anos 70, 50, ou sabe-se lá o que mais, ai são outros quinhentos.

 

O formato básico geral dos anos 70 foi "cineastas tem o TOTAL controle de seus filmes"

 

Você fala como se qualquer um pudesse chegar em Hollywood naquele tempo, fazer o seu filme, e os produtores não iam interferir. Não é por ai. Os diretores citados aqui na decada de 70 são os destaques, por isso entraram pra historia.

 

Mas quantos filmes blackexplotation lotaram as salas de cinema neste periodo? Ou os filmes de horror religioso que tentavam pegar carona no sucesso de O EXORCISTA e A PROFECIA? Quantos filmes policiais não mostravam um policial violento numa cidade suja num formato popularizado por filmes como DIRTY HARRY e DESEJO DE MATAR, e que possuiam clara estética setentista?

 

Enfim, nem a década de 70 é esse oasis da originalidade e autoralidade que pintam, e nem os dias de hoje são essa sodoma e gomorra do oportunismo e falta de originalidade. Ambos tem os dois lados da moeda. E os dois lados da moeda são necessarios, diga-se de passagem.

 

 

.

Link to comment
Share on other sites

Mas não sou eu que afirmo que o cinema desta década é inferior a qualquer outra. É VOCÊ que afirma que o cinema de hoje é melhor que o de antes. O ônus da prova cabe àquele que afirma.

 

E só pra constar que eu acho essa sua afirmação uma estupidez tremenda e tenho certeza que a maioria dos outros que assistem filmes há pelo menos 10 anos também acham o mesmo. Duro é dizer que os outros é que são arrogantes.

 

O cinema de hoje é melhor PRA MIM. É o cinema que EU mais gosto, onde estão os MEUS filmes preferidos. Mas obrigado por me lembrar que a cada final de post eu devo acrescentar esse detalhe, estamos no CeC.

Link to comment
Share on other sites

A industria cresceu exorbitantemente, já foi feito de tudo, hoje a palavra é tentar sair do clichê e as opções vão diminuindo a ponto de procurarem conteúdo fazendo remakes do que um filme parecido quase copia, pelo fato de já ter sido feito de tudo, as opções são menores, mas ainda existe criatividade por ai, o problema que é uma industria em que muita gente investe hoje, muita variedade e o cinema está se tornando não só Hollywood e sim universal.

Link to comment
Share on other sites

E vice versa

 

Correto... contudo, como já dito, eu não afirmei que o cinema de antigamente é melhor...

 

Concordo, mas a discussão neste aspecto não se trata de quem é melhor ou não, mas do fato de que. Nolan e Ritchie tem uma linguagem propria e diferenciada em seus filmes, assim como muitos outros diretores da geração atual. Existem diretores que seguem um padrão dominante, e os que não seguem, assim como nos anos 70. Se é melhor ou mais expressiva que a dos anos 70, 50, ou sabe-se lá o que mais, ai são outros quinhentos.

 

Tendo a pensar que os diretores que tem linguagem própria hoje são em menor número do que os dos anos 70, mas nunca parei pra fazer as contas.

Ademais, Nolan e Ritchie empregam seus talentos, muitas vezes, para coisas genéricas. O Nolan, por exemplo, se mostra um cineasta muito mais autoral quando faz filmes que saíram da sua cabeça.

 

 

][/b]Você fala como se qualquer um pudesse chegar em Hollywood naquele tempo, fazer o seu filme, e os produtores não iam interferir. Não é por ai. Os diretores citados aqui na decada de 70 são os destaques, por isso entraram pra historia.

 

No geral, sim, basta ver a história... E isso graças a Scorsese, DePalma, Spielberg, Lucas, Coppola, Friedkin e outros que mostraram que filmes bons (e rentáveis) saem quando os produtores deixam os diretores em paz.

 

Mas quantos filmes blackexplotation lotaram as salas de cinema neste periodo? Ou os filmes de horror religioso que tentavam pegar carona no sucesso de O EXORCISTA e A PROFECIA? Quantos filmes policiais não mostravam um policial violento numa cidade suja num formato popularizado por filmes como DIRTY HARRY e DESEJO DE MATAR, e que possuiam clara estética setentista?

 

Não entendi o que vc quis dizer aqui... a história do cinema tá cheia de exemplos de gente que copiou descaradamente obras consagradas para tentar ganhar uns trocados. Nos anos 70 isso não foi diferente. O que foi diferente foi a abertura criativa dada aos diretores como nunca havia ocorrido antes. Nada era tabu, todos os temas podiam ser abordados do jeito que o diretor quisesse. O resultado é que os filmes do Spielberg tinham cara do Spielberg, os filmes do Coppola tinham cara do Coppola e assim vai. Hoje vejo Os Vingadores, por exemplo, e não sei se o filme é a cara do Joss Whedon ou de algum suit que investiu no projeto...

Link to comment
Share on other sites

O cinema de hoje é melhor PRA MIM. É o cinema que EU mais gosto, onde estão os MEUS filmes preferidos. Mas obrigado por me lembrar que a cada final de post eu devo acrescentar esse detalhe, estamos no CeC.

 

Pô, mas é óbvio que é PRA VOCÊ... E ainda assim considero a afirmação absurda, até eu pensava igual a você... quando tinha 15 anos.

 

E há um outro problema ao meu ver quando se diz que o cinema de hoje é melhor... Quem diz o contrário está amparado em elementos mais "objetivos" por assim dizer ou pelo menos que fazem um pouco mais de sentido a princípio, como o saudosismo. Quem entende que o cinema de hoje é melhor está amparado no quê? Em meia dúzia de filmes que estouraram a boca do balão e não tem nem 20 anos de idade e, portanto, não tem como saber se sobreviverão ao tempo? Quem defende a superioridade de um Cidadão Kane a um Matrix, por exemplo, tem apenas 70 anos de história do cinema a favor do filme do Welles... É uma base muito mais forte.

 

Há também que se considerar a nós mesmos... a gente muda com o tempo e nossos gostos também. Até não muito tempo atrás eu defenderia Star Wars com unhas e dentes, justificando erros crassos, encontrando explicações estapafúrdias pra defender a tese de que a saga é a melhor coisa desde o pão fatiado. Nada como a velhice para te ensinar algumas coisas. Assim, eu deixo que a arte cinematográfica fale comigo e me direcione para os filmes que, no final, eu considerarei melhores.

Link to comment
Share on other sites

Na verdade foi uma jogada astuta desse forista, já que ele antecipou tua resposta e sabia o que responderia, lhe impossibilitando de falar que o cinema desse década é inferior ao de qualquer outra.

 

 

Para começar releia o que postei. Releia o nome do tópico.

 

Calma aí, então tu quer fazer uma comparação entre década de 70, 80 e 90 x apenas década 00? Bem justo, hein?

 

Não é tanto comparação e sim constatação. Não precisa ser só duas décadas apenas uma 70 por exemplo e a primeira década deste século.

 

Crash que eu estou falando é do Cronenberg, não do Paul Haggis. E esse Crash é uma OP (o do Paul Haggis um lixo).

 

Erro meu. Desculpa.

 

E as animações da Pixar ou da Dreamworks são ótimos filmes. E o que é ser original, um filme necessita disso? Todos os filmes da tua lista são originais? O unico fator na hora de se analisar um filme não é se ele é bom ou não?

 

Não um filme não precisa de originalidade para ser bom. Mas você ao menos lembra o nome do tópico?

 

Se criticou remake pq colocou Scarface? Pq é um ótimo remake? Guerra dos Mundos também. Não existe nada contra remake ou reboot desde que sejam bons filmes e apresentem uma proposta diferente ao original. E se apresentar, então são filmes diferentes, um novo cinema, compartilhando apenas uma sinopse e alguns fios condutore, e olhe lá.

 

Não postei que todo remake e adaptação são necessariamente ruins e sim são uma falta de criatividade dos estúdios. Percebe a diferença?

 

E coloquei de propósito. E não foi só Scarface (1932), temos ai O Iluminado (Stephen king), Amadeus (Peter Shaffer), Superman (Jerry Siengel e Joe Shuster) .

 

Mas isto não é o ponto que eu queria. Já que a minha lista era mais para ser apenas um espelho de filmes de sucesso de uma época com outra. Minha intenção era mostrar uma tendência e não um defeito. O defeito somos nós que apontamos. Sendo assim o que mais vemos nesta época é pouco produto novo, pois é mais fácil ganhar dinheiro com coisas prontas. Nada contra, mas é sim uma forma de rebaixar a qualidade muitas vezes. Tudo em função de obter lucro, pois a fórmula para mim é clara. Ou acha mesmo que os estúdios estão preocupados com a qualidade não com o lucro e facilidade?

 

E tu acha que eu coloquei todos os filmes que poderia? Tu não viu Uma Mente Brilhante aí, ou O Artista, ou Quem Quer Ser Um Milionário, ou O Paciente Inglês, ou Shakespeare Apaixonado... Eu também poderia ter utilizado MUITO mais filmes.

 

Então ponha.

 

E vamos ver em comparação com mais filmes de 70 e 80. Que época acha que vai ter mais remakes e adaptações?

 

E tu diz que utilizou só a ponta do iceberg, né? A Cor Púrpura, Uma Linda Mulher, Meu Primeiro Amor, ou Platoon, Dança Com Lobos, etc... Isso é a ponta do iceberg? To achando que esse iceberg não naufragaria nem um barquinho a remo.

 

Não disse que todos eles são obras primas. Não queria fazer uma comparação não como já expliquei, mas já que fez. Muitos filmes ai de quadrinhos de sua lista são concerteza são bem inferiores em conteúdo principalmente. E outra “Uma Linda Mulher” nunca entraria na minha lista. Eu pessoalmente não gosto do filme, eu coloquei vendo padrões de lista e mais listas feitas por cinéfilos.

 

Ah, mas tu acha esses filmes espetaculares pelo visto. E sabe qual é? Beleza! Eu não acho, acho inumeros da minha lista infinitamente superiores. Mas a vida é assim mesmo. Só começa a ficar estranho quando começam a querer decretar alguma coisa. O cinema de 70 é NECESSARIAMENTE o melhor. O cinema de hoje é NECESSARIAMENTE uma bosta. Encarem assim: é pra vocês (e pra outros muitos). Pra mim (e pra outros muitos) é espetacular. Ahhh, a subjetividade, né? A prostituta aidética que só os fracos utilizam. Mas escapem dessa sem darem uma bela trepadinha com ela agora. É heresia alguém preferir Pulp Fiction a Chefão? Hugo a Taxi Driver? Fargo a Scarface? Queime Depois de Ler a Arizona nunca mais? Homem Aranha a Superman 2 (ou 1)? Se falarem que sim (não acho que vocês falariam) só demonstraria uma intolerância e arrogância besta, livre de qualquer argumento mais embasado, o ser chato por ser chato simplesmente. Não aceitar que hoje façam coisas tão fodas quanto antes é saudosismo PURO. Eu não sou contra o saudosismo, quem quer ser que seja (mas nem acredito que isso seja uma escolha). mas é legal quando a pessoa identifica que esse é o motivo.

 

Algum problema eu achar algum deles espetaculares agora? É meu gosto e não o seu.

 

Mas o foco não era este. Por isto chamei a atenção: “Releia meus posts e leia o nome do tópico ao menos”.

 

Novamente não postei que o cinema é melhor e SIM QUE TEM UMA CRISE DE CRIATIVIDADE.

 

That's all. Encerro minha participação aqui. Tu citou vários filmes "ponta de iceberg" (que pra mim não são dignos nem para serem ponta de açucareiro) e eu citei vários outros que alguns tu também deve ter gostado e outros não. E o cinema se segue. Da mesma forma de sempre: com ótimos exemplares e péssimos exemplares a cada ano. A cada ano com OP cravejadas na história e com filmes que o rolo não serviria nem pra limpar suas fezes.

 

A distribuição é ruim? Esses filmes não chegam tanto nos cinemas? OOOOUTRA discussão.

 

Concerteza o cinema sempre tem algo de bom todo ano. Mas à medida que o tempo passa isto esta diminuindo. Por que se quer mais e mais público no cinema em detrimento da qualidade. E lógico que para isto é mais fácil, para um ganancioso produtor pegar uma mercadoria velha e repintar com cara de novo e querer vender e continuar vendendo e vendendo. Isto é muito mais fácil que fazer algo novo.

 

A industria cresceu exorbitantemente, já foi feito de tudo, hoje a palavra é tentar sair do clichê e as opções vão diminuindo a ponto de procurarem conteúdo fazendo remakes do que um filme parecido quase copia, pelo fato de já ter sido feito de tudo, as opções são menores, mas ainda existe criatividade por ai, o problema que é uma industria em que muita gente investe hoje, muita variedade e o cinema está se tornando não só Hollywood e sim universal.

 

Perfeito!

 

Sintetizou muita coisa.

Link to comment
Share on other sites

Ademais, Nolan e Ritchie empregam seus talentos, muitas vezes, para coisas genéricas. O Nolan, por exemplo, se mostra um cineasta muito mais autoral quando faz filmes que saíram da sua cabeça.

 

Mas ai já entramos em outra discussão. Autoralidade é uma coisa, qualidade é outra. Pegando o Nolan como exemplo, A ORIGEM é o seu filme mais autoral na minha opinião,, quiça o mais autoral. Mas pessoalmente, acho o seu pior filme.

 

Tendo a pensar que os diretores que tem linguagem própria hoje são em menor número do que os dos anos 70, mas nunca parei pra fazer as contas.

 

 

Mas isso ai só o tempo mesmo pra dizer. Como você bem disse em sua resposta ao TENSOR, o presente sempre sai em desvantagem nessas comparações em relação ao passado, por que tem o tempo a seu favor. Pessoalmente, eu não vejo essa superioridade numérica toda. E outra, tanto nos anos 70 como hoje, esses diretores com "linguagem propria" são a exceção e não a regra.

 

Não entendi o que vc quis dizer aqui... a história do cinema tá cheia de exemplos de gente que copiou descaradamente obras consagradas para tentar ganhar uns trocados. Nos anos 70 isso não foi diferente. O que foi diferente foi a abertura criativa dada aos diretores como nunca havia ocorrido antes. Nada era tabu, todos os temas podiam ser abordados do jeito que o diretor quisesse.

 

Ai chegamos ao ponto historico, e sou obrigado a conversar com você. O cinema precisava trazer o publico que perdeu pra televisão de volta. Então liberou geral. Valia qualquer temática pra trazer as pessoas ao cinema. Então é verdade que a liberdade temática era maior. Mas não nos enganemos. As razões não foram meramente artisticas. Os motivos pra tal liberdade ter sido dada foi por que os estudios já não ganhavam mais como antigamente, então abertaram o botão "Foda-se".

 

Não entendi o que vc quis dizer aqui... a história do cinema tá cheia de exemplos de gente que copiou descaradamente obras consagradas para tentar ganhar uns trocados. Nos anos 70 isso não foi diferente

 

É que do jeito que as coisas foram colocadas por alguns aqui, dava a entender que a década de 70 havia sido uma epoca livre disso, e não foi.

 

O resultado é que os filmes do Spielberg tinham cara do Spielberg, os filmes do Coppola tinham cara do Coppola e assim vai.

 

Mas isso na minha opinião não se deve a tal da "abertura têmatica". Nos anos 40, 50 e 60, gente como Wilder, Hitchcock, Ford, Tourneur, Leone, e outros mais, trabalhavam sem a tal liberdade que o pessoal da década de70 gozava, e seus filmes tinham suas respectivas caras. Hoje, os filmes do Fincher tem a cara do Fincher, os filmes do Ritchie tem a cara do Ritche, os filmes do Tarantino tem a cara do Tarantiono, os filmes do Del Toro tem a cara do Del Toro, os filmes do Greengrass tem a cara do Greengrass, e até cineastas ruins como o Michael Bay tem um estilo plenamente reconhecivel.

 

Hoje vejo Os Vingadores, por exemplo, e não sei se o filme é a cara do Joss Whedon ou de algum suit que investiu no projeto...

 

Ai mais uma vez, é outra questão. Pessoalmente, acho OS VINGADORES um excelente filme. E é um tipo diferente de criação. OS VINGADORES tem a cara do seu estúdío. Mas é bom, e pra mim é o que basta. Guardada as devidas proporções, é como funciona na Pixar. Os filmes não tem a cara dos seus diretores. Os filmes tem a cara da Pixar. E sinceramente, eu não acho que isso seja um problema. É só um jeito diferente da elaboração do processo criativo. Os iilmes são bons e é o que importa. Dane-se se não tem uma cara em particular.

Link to comment
Share on other sites

Mas ai já entramos em outra discussão. Autoralidade é uma coisa, qualidade é outra. Pegando o Nolan como exemplo, A ORIGEM é o seu filme mais autoral na minha opinião,, quiça o mais autoral. Mas pessoalmente, acho o seu pior filme.

 

Eu não estou discutindo qualidade. Muitos filmes feitos hoje são bons e são bem recebidos pela crítica, especialmente...

 

 

Mas isso ai só o tempo mesmo pra dizer. Como você bem disse em sua resposta ao TENSOR, o presente sempre sai em desvantagem nessas comparações em relação ao passado, por que tem o tempo a seu favor. Pessoalmente, eu não vejo essa superioridade numérica toda. E outra, tanto nos anos 70 como hoje, esses diretores com "linguagem propria" são a exceção e não a regra.

 

Sempre foram a exceção. Mas nos anos 70, como já dito, havia a possibilidade da exceção virar a regra. Hoje acho mais difícil.

 

 

Ai chegamos ao ponto historico, e sou obrigado a conversar com você. O cinema precisava trazer o publico que perdeu pra televisão de volta. Então liberou geral. Valia qualquer temática pra trazer as pessoas ao cinema. Então é verdade que a liberdade temática era maior. Mas não nos enganemos. As razões não foram meramente artisticas. Os motivos pra tal liberdade ter sido dada foi por que os estudios já não ganhavam mais como antigamente, então abertaram o botão "Foda-se".

 

Mas eu nunca disse que as razões para a mudança foram artísticas. Devemos lembrar que nos 60, os antigos donos de estúdio ou tinham morrido ou estavam se aposentando. Como resultado, os estúdios eram vendidos para grandes empresas e corporações que não entendiam nada de cinema. A partir daí os novos donos começavam a investir naquilo que diziam pra eles que dava mais dinheiro.

 

 

É que do jeito que as coisas foram colocadas por alguns aqui, dava a entender que a década de 70 havia sido uma epoca livre disso, e não foi.

 

De forma alguma... a diferença de lá pra cá é que nos anos 70 as decisões acerca dos filmes eram tomadas por gente que entendia um pouco mais de cinema como arte, o que é bem diferente de hoje.

 

 

Mas isso na minha opinião não se deve a tal da "abertura têmatica". Nos anos 40, 50 e 60, gente como Wilder, Hitchcock, Ford, Tourneur, Leone, e outros mais, trabalhavam sem a tal liberdade que o pessoal da década de70 gozava, e seus filmes tinham suas respectivas caras. Hoje, os filmes do Fincher tem a cara do Fincher, os filmes do Ritchie tem a cara do Ritche, os filmes do Tarantino tem a cara do Tarantiono, os filmes do Del Toro tem a cara do Del Toro, os filmes do Greengrass tem a cara do Greengrass, e até cineastas ruins como o Michael Bay tem um estilo plenamente reconhecivel.

 

Questão, a situação do cinema antes dos anos 60 é incomparável com o que é hoje... Hollywood já era uma indústria? Claro que sim... Os produtores tinham um controle impressionante sobre os filmes? Não tenha dúvidas. Mas a paixão por fazer filmes andava lado a lado com a busca pela grana. ...E o Vento Levou foi totalmente editado pelo Selznick e o filme final na tela parece obra de artesão e não de um executivo emperdigado.

 

Ai mais uma vez, é outra questão. Pessoalmente, acho OS VINGADORES um excelente filme. E é um tipo diferente de criação. OS VINGADORES tem a cara do seu estúdío. Mas é bom, e pra mim é o que basta. Guardada as devidas proporções, é como funciona na Pixar. Os filmes não tem a cara dos seus diretores. Os filmes tem a cara da Pixar. E sinceramente, eu não acho que isso seja um problema. É só um jeito diferente da elaboração do processo criativo. Os iilmes são bons e é o que importa. Dane-se se não tem uma cara em particular.

 

De novo, não estou falando de qualidade... E pra mim não basta, não é uma questão de "dane-se se não tem uma cara em particular". Um filme representa a visão de mundo de quem o fez. Um filme revela, muitas vezes, quem o seu diretor é. Se isto não importa, também não importa ficarmos bajulando esse ou aquele diretor já que o que interessa mesmo é o filme ser bom e não se ele foi feito por um cara que pesquisou a fundo o tema e conhece a técnica e a linguagem ou se foi feito por um pedreiro analfabeto. E a comparação com a Pixar não tem nem cabimento... O Brad Bird tem uma "assinatura" perceptível em cada uma de suas animações... O time da Pixar é composto por gente que ama fazer filmes e por isso seus filmes são top.

Link to comment
Share on other sites

Olha, o que eu acho é o seguinte: não existe falta de criatividade, o que existe é uma minoria de produtores e detentores do dinheiro da indústria do cinema que comanda as exibições dos filmes nos grandes cinemas. O fator de existir vários remakes ou coisa parecida é de que há cada vez mais uma ambição desses mesmos produtores de querer sempre mais, é o mundo capitalista em que vivemos. Cinema é o que faz mais dinheiro em todo planeta. É óbvio que eles vão tentar ao máximo fazer filmes pra ganhar mais dinheiro. Os filmes criativos existem e vão existir sempre, os festivais estão aí pra isso. É claro que tem também filmes criativos nos grandes estúdios, mas é uma quantidade pequena em relação, digamos, aos filmes que concorrem em Cannes anualmente.

Link to comment
Share on other sites

Só uma coisa que quero entender, muitos aqui são defensores de que a direção é o elemento mais significativo de um filme, certo? Que quando criam um roteiro, o que realmente deixa vocês empolgados ou não é quem vai dirigi-lo, certo? Sai do forno o roteiro de Transformers e descobrimos que o Spielberg vai dirigi-lo "eeeeeee \o\". Sai do forno o roteiro de Transformers e descobrimos que o Michael Bay vai dirigi-lo "ahhhhhh =( ". É assim que funciona normalmente, né? Então qual é o problema? E olha que estamos falando de um roteiro já pronto e apenas a direção como elemento diferenciado, o que não é o caso de remakes, reboots ou o que seja, e por isso não sou nada contra eles.

 

Por exemplo, vocês podem ver como falta de criatividade ou sei lá o que o Spike Lee querendo criar a versão dele de Oldboy. Eu vejo algo do tipo "essa história é do caralho, eu preciso mostrar a MINHA versão dela!". Pra mim uma história, a mesma história, são 1 milhão de histórias diferentes se passarem nas mãos de 1 milhão de diretores diferentes. Eu vi Vício Frenético nas mãos de um Abel Ferrara que conta a história de um policial corrompido e devorado pelos mais diversos vícios. Eu vi Vício Frenético nas mãos do Werner Herzog que conta a história de um policial corrompido e devorado pelos mais diversos vícios. E a semelhança se encerra aí. Apesar de dividirem essa premissa básica, os filmes são absolutamente diferentes. Foi gratificante ter os dois pontos de vista, e seria mais ainda se outros diretores talentosos também se interessassem e tivessem algo a acrescentar (pq o Herzog acrescenta, não copia o que o Ferrara fez). Claro que quando mais versões tu faz, mais dificil passa a ser tu criar algo legal em cima do que ainda não foi mostrado. Mas isso é com eles e não é a discussão, tudo depende da criatividade e a vontade de contar essa história.

 

No final das contas tudo não passa de um "eu vi primeiro". Eu vi primeiro essa história foda e quero filma-la. Um grande sucesso, baita filme. Outro diretor assiste esse filme, absorve essa história e pensa "hmmm, que história foda, eu poderia fazer algo bem diferente com isso aí que vale a pena compartilhar". Então esse remake é outra coisa, ser remake é apenas um rótulo insignificante. Agora um diretor assiste esse filme e pensa "hmmm, que história foda, eu poderia fazer algo bem semelhante a isso com algumas pequenas mudanças", daí ele é realmente um fdp que colabora pra essa má imagem que remakes, reboots, etc, carregam.

 

Eu vi trailers desse Vingador do Futuro e parece ser um filme bem ruim. Vou ver, se for bom, ótimo, se for ruim, é apenas mais um filme ruim. Mas pelo menos eu vi um propósito nele, ele realmente é DIFERENTE, ele realmente é uma outra visão, ele realmente é um filme inédito (pelo menos aparentemente, claro). Então não vejo problema (se for ruim, repetindo, é apenas mais um filme ruim).

 

Mas é só um gatilho, um fragmento de uma história. Se inicialmente sair algo foda dali não quer dizer que outros diretores também não possam tentar a sorte. E se sair uma bosta que ninguém mais deve tentar.

 

Pra mim remake nunca vai ser sinônimo de falta de criatividade. Dependendo da situação, muito pelo contrário. Imagina tu pegar filmes já elogiados como Guerra dos Mundos, Scarface, Vicio Frenético, etc, e conseguir fazer com aquilo algo diferente e ótimo (muitas vezes melhor)? Não é tarefa fácil.

 

Vida longa aos remakes.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...