Jump to content
Forum Cinema em Cena
Tica

H. P. Lovecraft

Recommended Posts

cthulhu_david-carson_hp-lovecraft_1890-1937.jpg

 

 

Howard phillips Lovecraft (Providence, 1890 - id.,1937)

 

Demonstra desde a infância grande interesse pelas artes e pelas ciências e torna-se um leitor precoce. Aos dois anos, vive o trauma de ter o pai internado em um manicômio onde permaneceria até morrer cinco anos mais tarde. Lovecraft segue morando com a família, porém a mãe jamais se recupera da perda e começa a sofrer com distúrbios mentais que afetam profundamente a sua relação com o filho, criando laços doentios entre os dois. Após uma crise nervosa em 1908, quando ainda estava na idade escolar, Lovecraft abandona para sempre os estudos e passa a levar uma existência reclusa até que, em 1914, descobre o jornalismo amador. A partir de então, começa a publicar contos de horror e a escrever artigos variados em um número variado de periódicos, bem como a dedicar-se à vasta correspondência que manteria ao longo de toda a sua vida. Depois de perder a mãe em 1921 e se casar em 1924, passa uma temporada de penúria em New York; esta, somada ao fracasso de seu casamento, obriga-o a voltar para casa e de suas tias em providence. Mesmo sem nunca ter alcançado a fama em vida, foi por essa época que Lovecraft escreveu alguns dos contos e novelas responsáveis por seu renome atual, como "O chamado de Cthulhu" e " O caso de Charles Dexter Ward". A partir de então, aproxima-se da ficção científica em obras como "A cor que caiu do espaço", "Um sussurro nas trevas" e "A sombra vinda do tempo". Morreu em 1937, vítima de câncer do intestino.

 

 

Se o Horror e a Fantasia são cidades, então H.P.Lovecraft é a longa rua que vai da periferia de uma cidade até o fim da outra. ( Neil Gaiman)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse livro é um dos mais aclamados pelo povo. Também quero ler, só que no meu caso o mais breve possível porque viciei no Lovecraft. ( Coloquei um vídeo lá no tópico "O que anda ouvindo..." que é uma homenagem a essa estória!

 

Já li:

 

A Sombra vinda do Tempo

 

A Cor que caiu do espaço

 

Ambas são ótimas e depois quando tiver mais tempo falo melhor sobre elas. ^_^

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fragmento do Apêndice de 'A Cor que Caiu do Espaço'

 

A primeira manifestação da minha natureza cética se deu por volta do meu quinto ano, quando me contaram o que eu já sabia - "Papai Noel" era um mito. A revelação me levou a perguntar porque "deus" não poderia ser da mesma forma um mito. ( H. P. Lovecraft. A Confissão de Um Cético, 1922)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Declaração forte do Lovecraft. Curiosamente, se vê muito dessa descrença no deus cristão nas historias dele.

 

A TUMBA tem clara influencia de Edgar Allan Poe, que Lovecraft dizia ser o seu guru. É a historia de um rapaz obcecado por uma cripta que ele encontra no bosque. Como quase todas as historias de Lovecraft, é contada em retrospecto pelo rapaz enquanto ele se encontra internado no sanatório.

 

Já o conto DAGON é considerado o embrião para o que se tornariam os chamados Mythos Cthulu. É a historia de um homem a deriva no mar em uma pequena embarcação após o naufragio de seu navio. Ele adormece e acorda com a embarcação atolada em um grande lodaçal, onde ele acaba encontrando uma bizarra criatua. A descrição (e indescrição) do local me fez entender a razão de Lovecraft ser tão aclamado. É um conto rapido, mas que marca bem o estilo do escritor.

 

O DEPOIMENTO DE RANDOLPH CARTER como o titulo esclarece, é escrito em forma de depoimento policial do personagem título a policia a respeito do desaparecimento de um amigo. Foi o mais sem graça dos contos que lí, com a historia girando em torno dos dos dois homens descobrindo um misterioso alçapão em um cemitério.

 

Por fim, O VELHO TERRIVEL conta a historia de três ladrões que tentam roubar a casa de um velho misterioso residente em uma cidadezinha, " um homem tão velho que ninguem se lembra de quando ele era jovem". O conto tem uma boa atmosfera, e um certo tom irônico não encontrado nas outras historias.

 

No geral, gostei deste primeiro contato com o escritor. Entendo por que dizem que suas obras são de dificil adaptação, pois ele deixa muita coisa a cargo da imaginação do leitor, e nada que possa ser mostrado pode ser tão terrivel quanto aquelas imaginadas por quem lê a obra. Por outro lado, confesso que cansa um pouco quando na mesma historia, o autor fica repetindo termos como "indizive" "indescritivel" e "não consigo contar o que vi".

 

Enfim, pretendo ler mais coisas dele no futuro.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aê! Finalmente o Questão caiu nas graças do Lovecraft! :D

 

Infelizmente não li nenhum dos contos que citou. Como alguns estão no apêndice de uns Livros dele que comprei, logo confiro.

 

Primeiramente, sobre esses termos utilizados pelo autor como 'indescritível' etc., não achei que torna a leitura cansativa. Porém, é algo constante em algumas de suas obras e, na minha opinião, elas de certa forma 'quebram' um pouco a magnitude da escrita. Isso porque acho os termos um tanto pobres se comparados às descrições ( estas sim, quase que indizíveis ou inimagináveis) que o Lovecraft emprega em suas obras. Mas é algo que relevo levando em consideração o conjunto da obra!

 

Sobre essa questão da dificuldade de adaptar as suas obras, como você mesmo citou, é algo notável. Acredito que em 'A Sombra Vinda do Tempo' isso é bem mais nítido porque, literalmente, a história está sendo construída em nossa mente. Acho muito fantástica essa habilidade que o Lovecraft tem de nos envolver na leitura mesmo nas partes puramente descritivas onde nada acontece de fato. A criação do ambiente é muito bem feita e em 'A Cor que caiu do Espaço' isso é uma das coisas mais importantes!

 

Ah, ainda sobre 'A Cor que caiu do Espaço' (que não sei se é um conto diferente de 'A Cor que caiu do Céu) lembrei bastante do filme 'A Bolha assassina' quando li. Daí dei o Google e parece que o filme foi levemente inspirado no conto...

Share this post


Link to post
Share on other sites

raaa.... sou super viciado no Lovercraft! Já li tudo dele. Exceto os últimos contos do livro "À procura de Kadath". Não leio porque senão ficarei triste por saber que não tem mais nada dele para eler depois disso. :D Coisa de doido.

 

Mas olha, por mim, você leu uma das melhores coisas dele: A Cor que caiu do espaço.

É este livro tem o "estranho caso do doutor Hebert West? O conto deu origem ao filme Re-Animator, cultuado entre os cinéfilos que adoram o gênero trash. Eu adoro o gênero trash, mas o filme é uma droga em comparação ao conto. O filme é muito pastelão. O conto é mais sombrio e intimista... mas bom....

 

Não acho os contos do ciclo de Cthulhu tudo isso não. Na minha opinião não é a melhor coisa dele. Muitos fãs do Lovecraft adoram, mas acho que é mais por modinha. Entre todos os Grandes Deuses antigos, o Cthulhu é o mais chato :D (Dagon também...). Os melhores são os mais piradões e bizarros.

 

Ah, Nas montanhas da loucura é fantástico também!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ah, não fale mal de Re-Animator! Hunft!

 

Bem, recentemente comprei:

 

"O Caso De Charles Dexter Ward"

 

"O Chamado De Cthulhu E Outros Contos"

 

"O Horror Em Red Hook"

 

Ainda não tive tempo de ler, mas logo devoro.

 

Eu adorei 'A Cor que caiu do Espaço', mas achei que 'A Sombra vinda do tempo' me tocou mais. Sobre adaptar ' A cor...' também acho bem difícil, seria no mínimo bem insano e quase impossível reproduzir aquilo tudo o que o Lovecraft descreveu.

 

Mas olha, sobre 'A Bolha assassina', não sei se já assistiu, mas a única coisa assim nítida que deu pra perceber que foi "levemente adaptado" do conto foi...

 

...a questão da bolha devorar tudo e todos e de ter vindo do espaço. Quando chegamos na parte la do poço, no conto, eu lembrei do início do filme lá da 'Bolha'.

 

Mas só isso também, a melhor parte que seria a 'cor' propriamente dita, não aparece nada.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ahh... que isso, não é bem assim. Re-Animator como filme é ótimo! Adoro. Muito divertido mesmo.

Mas como adaptação; uma droga. Transformou a história num carnaval.

Mas é deliciosamente trash, idependentemente de tudo.

 

Não é difícil achar referências ao Lovecraft no meio fantástico/horror. Ele é adorado por todos do gênero. Foi meio que um marco nas histórias.

Pessoalmente não acho as histórias dele assustadoras. Muitos contos do século XIX são bem mais aterrorizantes. Mas as histórias do Lovecraft são viciantes e deliciosas. Elas te envolvem numa maneira única.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não necessariamente no conto A Cor que Caiu do Céu, mas em outros contos existem seres que de longe lembram a bolha assassina: seres amorfos, bizarros, que se arrastam devorando tudo em seu caminho...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Como não li o conto que deu origem a RE-Animator, não posso opinar com propriedade. Mas como filme independente, eu adorei! Estávamos falando sobre ele no tópico 'Zumbis e Mortos Vivos' e o Questão abriu um tópico pro diretor 'Stuart Gordon' também, sugiro que dê uma conferida! ;)

 

Sobre o Lovecraft, ele se enquadra no estilo de Horror. Não se se há, necessariamente uma diferença entre Terror e Horror (Questão, cadê você pra responder isso?), mas acredito que sim, ainda que não consiga explicar ao certo.

 

Li essa citação: “O terror e o horror possuem características tão claramente opostas que um dilata a alma e suscita uma atividade intensa de todas as nossas faculdades, enquanto o outro as contrai, congela-as, e de alguma forma as aniquila”.

 

Mas daí, achei isso: “Qual seria a diferença entre história de horror e uma história de terror? Além da rima, essas duas palavras têm em comum o fato de que nos dão arrepios. Aliás, pelo menos uma delas – horror – vem do latim horrere, que quer dizer justamente arrepiar-se, estremecer. Mas a linha divisória entre uma e outra é de difícil definição. O horror seria talvez a resposta a uma realidade física horripilante. como por exemplo uma cena de assassinato ou tortura. Já o terror, forma mais poderosa de medo, seria o defrontar-se com o desconhecido – o sobrenatural”.

Com essa segunda afirmação eu já não concordo tanto, porque na minha mente o Horror seria a tal "forma mais poderosa de medo, seria o defrontar-se com o desconhecido – o sobrenatural". Enfim, mão sei e nem sei se isso faz algum sentido.

 

 

Ps.: Em 'A Sombra vinda do tempo', o que me deixou mais doida foi quando ele descobre de quem era a caligrafia lá... :blink: Além de toda a questão da raça superior estudando o comportamento das outras e o nosso próprio passado ligado a tudo aquilo. Enfim, que livro!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ah, eu já tinha visto esta diferenciação. Mas é difícil enquadrar o Lovecraft em qualquer coisa mais simples. A obra dele é repleta de elementos de horror (transpira o sobrenatural nos contos) e de terror (a deformação física é um tema bastante comum). Acho que ele gostaria de se autodenomiar de horror cósmico. :D A própria Terra está ameaçada fisicamente por forças desconhecidas no universo.

 

Aliás é interessante que nas histórias Lovecraftianas o sobrenatural na verdade é um elemento da natureza; é quase um dado "natrual". Forças incompreensíveis, ritos demoníacos, sonhos, pesadelos, demônios e espíritos... tudo está ligado às forças extraterrestres. Mas não é um simples "eram um deuses astronautas?". Os extraterrestres são seres de outra categoria e outra dimensão. São verdadeiras forças criativas e, principalmente, destrutivas da natrureza.

 

Sei lá, mas ele está num gênero que é interseção de várias tendências: horror/terror, pitada de ficção, e muita fantasia.

Tem contos dele que são verdadeiras histórias fantásticas. De relatos de mundos oníricos, fantásticos e extraterrrestres.

"A procura de Sarnath" é uma história de fantasia. De um mundo dos sonhos, paralelo ao nosso, com povos, civilizações e cidades antigas e perdidas, mas que ao mesmo tempo não é um mundo só de sonhos, mas uma outra dimensão que realmente existe em universos paralelos e em espaços extraterrestres.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já falei que adoro o Re-animator. Um ótimo filme. Mas como falaram no tópico. Ele tem uma pitada de humor que não existe no conto. Por isso que falo que como adaptação, ele não foi fiel. Mas conseguiu fazer um ótimo filme.

 

Mas imagino que seria uma adaptação mais próxima ao tom do conto...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pessoalmente, eu não vejo uma diferença entre o terror e o horror. Para mim, são sinonimos.

 

Quanto a RE-ANIMATOR, não lí a novela que deu origem ao filme. Sei que se trata de uma historia mais sombria e tudo mais. Mas apesar do tôm de humor do filme, eu consigo sentir a pegada Lovecraftiana na pelicula. Pode não ser uma adaptação 100% fiel, mas com certeza Lovecraft esta lá.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Alguém aqui já assistiu alguma das adaptações dos livros dele para o cinema? Tem alguma boa?

 

Em 2006 foi divulgado que Guilherme Del Toro ia dirigir o "Nas montanhas da Loucura", mas a Warner não entrou com a grana que ele gostaria para o filme, engavetando o projeto.

Depois de alguns anos parece que voltaram a chamar ele, dessa vez aceitando mais a vontade dele. Só que esse ano, com Prometheus surgindo, e diante da semelhança do plot, o projeto voltou pra gaveta.

 

É um diretor que eu aposto minhas fichas dirigindo uma adaptação do Lovecraft, espero que essa novela acabe logo, e saia esse filme.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu não acho o King fraco, e nem acho o estilo dele parecido com o do Lovecraft. Pelo pouco que lí, as historias do Lovecraft estabelecem um certo clima de insanidade e irrealidade desde as primeiras linhas. Já o King (dos livros que lí) estabelece um mundo bem proximo do nosso, estabelece os personagens que habitam esse mundo, e depois insere um elemento fantastico que perturba tal mundo.

 

Em resumo, ahco os estilos dele bem diferentes.

 

Quanto as adaptações, tem os filmes do Stuart Gordon, que são muito bons. RE-ANIMATOR e DO ALEM são os melhores. Mas O CASTELO MALDITO e DAGON tambem são muito bons. Como não lí nenhuma das obras que serviram de base para os filmes, não posso fazer uma analise comparativa. Mas independente da base, os filmes do cara são muito bons, e percebe-se o "espirito" de Lovecraft nas peliculas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O problema do King é o estilo de escrita dele, não achei atraente.

 

Mas bom. Outro autor bastante influenciado pelo Lovecraft (entre os muitos) é o Mike Mignola, criador do Hell Boy. Estou lendo o cara agora e estou gostando bastante! As histórias, o clima e o desenho remetem ao universo Lovecraftiano, ainda que sendo bastante autoral. Ele não faz adaptações dos contos do Lovecraft, mas o "espírito" com certeza está lá!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu concordo com o Questão. O King não é fraco, apenas é diferente do Lovecraft. Não é porque ele teve influência daquele que tenha que ter propriamente o mesmo estilo.

 

O Lovecraft foi influenciado pelo Edgar Allan Poe e apesar de algumas coisas até lembrarem o Poe, são estilos totalmente diferentes. Vale ressaltar, inclusive, que o Lovecraft foi o percursor desse tipo de Horror na ficção científica. Assim ocorre também com o King, que bebeu da fonte, mas criou uma substância diferente que traz seus contos pra uma realidade mais próxima da nossa.

 

Enfim, vai de gosto também.

 

 

Indo de encontro com o que o Conan falou, o Neil Gaiman também teve grande influência do Lovecraft e é um que tenho interesse em ler quando aquele vol. Unico do Sandman resolver ficar num valor acessível!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Poisé. Cada um tem um gosto. O problema que vi no King foi a escrita, e não por ser diferente do Lovecraft (e por ele não ter gostado da adaptação Kubrik merece ir para o limbo, mesmo sendo a obra adaptada dele :lol:) E para não falar que sou chato, eu não morro de amores pelo Poe. É muito bom sim, mas não venero as obras dele.

 

Mas é praticamente regra todos os autores do horror atual ter sido influenciado pelo Lovecraft e do Poe. O Neil Gaiman é bem legal. E estou curioso pelo Sandman, apesar de não conhecer mutio sobre.

 

Vocês já leram alguma coisa do Clive Barker? Eu prefiro a vertente lovecraftiana que deu origem ao Mike Mignola, Del Toro, Neil Gaiman, que aventuram mais pelo onírico. Não são tão fã deste terror "hardcore", que beira pela temática do terror físico.

 

Meu gênero favorito de terror é o que vai pelo desconhecido e pelo mistério.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Lí o conto AR FRIO

 

Um conto bem interessante. O melhor do Lovecraft que lí até então. A historia é nos contada em 1ª pessoa, como em grande parte da obra do Lovecraft. O narrador nos conta sobre a origem de sua criofobia (medo de frio), nos levando a epoca em que viveu em um prédio em Nova York, onde se tornou amigo de seu vizinho, o Dr. Muñoz, um cientista que sofre de uma estranha doença que o obriga a manter seu corpo sempre em temperaturas baixas.

 

Embora eu não tenha sido surprendido pela reviravolta final, este foi o conto do Lovecrafr que mais me prendeu dos que lí até então, e o que mais me causou a imersão na historia.. Nota-se aqui duas das principais influencias do autor, a obra de Edgar Allan Poe, e FRANKENSTEIN de Mary Shelley, que Lovecraft sempre disse estar entre seus romances favoritos.

 

Ao mesmo tempo, percebi que o conto influenciou a cultura pop. Alguem lembra do Sr. Frio, inimigo do Batman? Pois é, os criadores do personagem com certeza se basearam nesse conto do Lovecraft para criar o personagem.

 

Enfim, leitura recomendada.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...