Jump to content
Forum Cinema em Cena
Gustavo Oliveira

Percy Jackson e o Mar de Monstros

Recommended Posts

Este filme estreou em: 16 de Agosto de 2013.

 

Sinopse: Para salvar nosso mundo, Percy (Logan Lerman) e seus amigos deverão encontrar o poderoso e mágico Velocino de Ouro. Para isso, eles embarcam em uma perigosa odisséia nas águas nunca navegadas do Mar dos Monstros (conhecido pelos humanos como Triângulo das Bermudas).

 

FICHA TÉCNICA

Gênero: Aventura

Direção: Thor Freudenthal

Roteiro: Larry Karaszewski, Marc Guggenheim, Scott Alexander

Elenco: Alexandra Daddario, Anthony Head, Brandon T. Jackson, Daniel Cudmore, Derek Mears, Douglas Smith, Grey Damon, Jake Abel, Leven Rambin, Logan Lerman, Missi Pyle, Nathan Fillion, Robert Maillet, Sean Bean, Stanley Tucci

Produção: Chris Columbus, Karen Rosenfelt, Michael Barnathan

Fotografia: Shelly Johnson

Montador: Mark Goldblatt

Trilha Sonora: Andrew Lockington

Duração: 108 min.

Ano: 2013

País: Estados Unidos

Cor: Colorido

Estreia: 16/08/2013 (Brasil)

Distribuidora: Fox Film

Estúdio: Fox 2000 Pictures / Second Line Stages / TCF Vancouver Productions / Trireme Productions

Classificação: Livre

Informação complementar: Baseado na obra de Rick Riordan

 

TRAILER:

 

http://www.youtube.com/watch?v=K5duhJmB2J4

 

 

Comente sobre o filme!;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Este filme estreou em: 16 de Agosto de 2013.

 

Sinopse: Para salvar nosso mundo, Percy (Logan Lerman) e seus amigos deverão encontrar o poderoso e mágico Velocino de Ouro. Para isso, eles embarcam em uma perigosa odisséia nas águas nunca navegadas do Mar dos Monstros (conhecido pelos humanos como Triângulo das Bermudas).

 

FICHA TÉCNICA

Gênero: Aventura

Direção: Thor Freudenthal

Roteiro: Larry Karaszewski, Marc Guggenheim, Scott Alexander

Elenco: Alexandra Daddario, Anthony Head, Brandon T. Jackson, Daniel Cudmore, Derek Mears, Douglas Smith, Grey Damon, Jake Abel, Leven Rambin, Logan Lerman, Missi Pyle, Nathan Fillion, Robert Maillet, Sean Bean, Stanley Tucci

Produção: Chris Columbus, Karen Rosenfelt, Michael Barnathan

Fotografia: Shelly Johnson

Montador: Mark Goldblatt

Trilha Sonora: Andrew Lockington

Duração: 108 min.

Ano: 2013

País: Estados Unidos

Cor: Colorido

Estreia: 16/08/2013 (Brasil)

Distribuidora: Fox Film

Estúdio: Fox 2000 Pictures / Second Line Stages / TCF Vancouver Productions / Trireme Productions

Classificação: Livre

Informação complementar: Baseado na obra de Rick Riordan

 

 

 

Comente sobre o filme! ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Comentário:

 

Não há dúvidas de que Rick Riordan se inspirou, de alguma forma, em elementos da memorável e eterna saga Harry Potter para compor e desenvolver seu conjunto de obras literárias com pano de fundo mitológico. Seja na dinâmica entre os personagens, seja em relação ao contexto de magia e fantasia, são muitas as semelhanças entre os filmes – não há como negar.

 

Assim, “Percy Jackson e o Ladrão de Raios” (2010) foi lançado como grande aposta para suprir um mercado que, no ano seguinte, ficaria carente com o fim da saga “HP”, deixando saudade em milhões de fãs que não poderiam retornar ao cinema outra vez para conferir uma nova aventura do bruxinho e sua turma.

 

Pegando essa onda, “Percy Jackson” poderia se transformar facilmente em uma nova saga de sucesso, se ao menos o primeiro filme convencesse – o que, nem de longe, foi o caso. Odiado por muitos fãs, execrado pela crítica e não tão bem recebido pelo público em geral, “O Ladrão de Raios” simplesmente tirou todas as chances da (promissora) saga ter algum reconhecimento com o passar do tempo. Bobinho, ingênuo, fraco e com a profundidade de uma rasa folha de papel, o filme não só faz uma abordagem banal da clássica mitologia grega, como também traz protagonistas que, além de estereotipados, não apresentam nenhum grande carisma e tampouco criam identidade com o público.

 

No entanto, a mediana arrecadação do longa fez com que os produtores, acreditando e apostando no respeitável sucesso dos livros (dos quais, diga-se de passagem, li somente dois títulos), investissem em uma continuação, que é, certamente, um dos segundos capítulos menos aguardados da história recente do cinema – o que explica o fracasso imediato nos EUA.

 

O fato é que “O Mar de Monstros”, por incrível que pareça, repete os mesmos erros de seu antecessor, e, com base em um roteiro que parece ter sido escrito por uma criança, desenvolve uma narrativa ainda mais bobinha e ingênua, desenvolvendo personagens feito marionetes que, novamente, ficam longe de alcançar algum carisma ou profundidade.

 

O aniversário de 17 anos de Percy Jackson (Logan Lerman) foi surpreendentemente calmo, sem ataques de monstros ou algo do tipo. Entretanto, uma inocente partida faz com que Percy e seus amigos se vejam desafiados a um jogo de vida ou morte contra um grupo de gigantes canibais. A chegada de Annabeth (Alexandra Daddario) traz ainda outra má notícia: a proteção mágica do Acampamento Meio-Sangue foi enveneada por uma arma misteriosa e, ao menos que seja curada, todos os semideuses serão mortos. Não demora muito para que Percy e seus amigos tenham que enfrentar o mar de monstros para salvar o local.

 

Temos, aqui, uma nova trama retirada e adaptada com certa liberdade da obra de Rick Riordan. Trazendo Percy, Grover (Brandon T. Jackson) e Annabeth (Alexandra Daddario, compondo uma personagem que tenta emular irritantemente Hermione, de HP) exatamente com a mesma dinâmica que no filme anterior, “O Mar de Monstros” logo de cara escancara sua proposta de filme adolescente que, além disso, nada aspira.

 

Entretanto, desta vez os verdadeiros Deuses gregos perdem o foco (na verdade, são somente citados vagamente) cedendo espaço ao irmão de Percy, um ciclope absurdamente desinteressante e que em momento algum justifica o destaque que ganha do roteiro. Para piorar, chega a ser espantoso o fato de o longa repetir a mesma estratégia que não funcionara no primeiro filme, desenvolvendo, com isso, uma narrativa infantil, sem nenhuma profundidade e que jamais empolga realmente.

 

Acentuando ainda mais os problemas, o design de produção não justifica o investimento de uma superprodução hollywoodiana. Os efeitos visuais tentam impressionar pelas grandes proporções, mas pecam justamente na composição das criaturas mágicas e dos cenários em CGI, que soam visivelmente superficiais e sem nenhum tipo de acabamento detalhista. A direção de arte, por sua vez, não se destaca como deveria em um filme com temática fantástica e mitológica, elaborando cenários que se apoiam desesperadamente nos fracos efeitos.

 

Assim, tendo em vista um conjunto negativo de fatores, a narrativa se desenvolve banalmente, sempre apelando a piadinhas sem inspiração e sequências de ação que nada oferecem. A propósito, chega a impressionar o número de clichês presentes no péssimo roteiro (escrito por Larry Karaszewski, Marc Guggenheim e Scott Alexander), que, como se duvidasse da inteligência do espectador, molda uma estrutura ABSURDAMENTE convencional, escancarando suas reviravoltas muito antes de acontecer, reutilizando vilões ridículos e exagerados, e, por fim, acabando com as chances de a franquia se consolidar ou ao menos convencer.

 

Enfim, cometendo em dose dupla os mesmos erros do primeiro filme, difamando um belo universo mitológico, pecando nos aspectos técnicos e desenvolvendo personagens banais acerca de uma trama infantil moldada por um roteiro medonho, “Percy Jackson e o Mar de Monstros” é mais uma daquelas sequências que não servem para nada, nem mesmo como entretenimento barato de final de semana.

 

Ao final da projeção, resta o alento de que, considerando o sucesso e a repercussão, esta é a segunda e última parte de uma franquia que deve ser esquecida, ou no máximo lembrada daqui a bons anos na sessão da tarde.

 

Nota: 2 em 10. (*).

18 de Agosto de 2013.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...