Jump to content
Forum Cinema em Cena

A Colina Escarlate Dir: Guillermo Del Toro


CACO/CAMPOS
 Share

Recommended Posts

Crimson Peak | Veja Tom Hiddleston no set do terror de Guillermo Del Toro
Elenco surge caracterizado no filme de época.

 

A trama envolve uma escritora (Mia Wasikowska) que descobre evidências perturbadoras sobre seu marido. O filme se passa na virada do século 19 para o 20, começa na América e depois segue para uma mansão caindo aos pedaços em Cumbria, condado isolado no Noroeste da Inglaterra. Charlie Hunnam, Tom Hiddleston e Jessica Chastain também estão no elenco.

 

Crimson-Peak-set-12Mai2014_09.jpg

 

Crimson-Peak-set-12Mai2014_07.jpg

 

Crimson-Peak-set-12Mai2014_08.jpg

 

No aguardo deste claro o Del Toro manda muito bem sempre.

Link to comment
Share on other sites

  • 7 months later...
Veja Jessica Chastain na primeira imagem de Crimson Peak
 

Novo filme de Guillermo Del Toro é descrito como uma história de horror clássica, mas, ao mesmo tempo, moderna

 

 

 
cpd.jpg

Crimson Peak está em desenvolvimento há mais de uma década

Mais uma vez a Entertainment Weekly chega na frente e divulga a primeira imagem de Jessica Chastain (Mama) em Crimson Peak, novo longa de Guillermo Del Toro.

 

Em desenvolvimento há mais de uma década, o filme terá roteiro de Del Toro, Matthew Robbinse Lucinda Coxon. O diretor descreveu a produção como uma história de horror clássica, mas, ao mesmo tempo, moderna.

Além de Chastain, estarão em Crimson Peak Charlie Hunnam (Círculo de Fogo), Mia Wasikowska (Segredos de Sangue), Jim Beaver (Supernatural), Tom Hiddleston (Only Lovers Left Alive), Burn Gorman (Círculo de Fogo), Leslie Hope (The Strain), Doug Jones (Hellboy) eJavier Botet ([REC]).

 

Após uma tragédia familiar, uma aspirante a autora fica dividida entre o amor por seu amigo de infância e a tentação de um misterioso forasteiro. Tentando escapar dos fantasmas de seu passado, ela é levada a uma casa que respira, sangra… e se lembra. O filme estreia nos Estados Unidos no dia 16 de outubro de 2015.

 

FONTE: BOCA DO INFERNO

Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...
Confira duas novas imagens de Crimson Peak
Postado por  Silvana Perez  no dia 06/01/2015

Filme de Guillermo Del Toro é descrito como uma história de horror clássica, mas, ao mesmo tempo, moderna

 
cpd.jpg

Crimson Peak está em desenvolvimento há mais de uma década

A Empire Magazine divulgou duas novas imagens de Crimson Peak, na qual aparecem os personagens de Tom Hiddleston (Amantes Eternos) e Mia Wasikowska (Segredos de Sangue). Confira:

 

cp.jpg

 

 

 

 

cp1.jpg

 

 

 

Crimson Peak é o mais recente projeto do diretor Guillermo Del Toro (Círculo de Fogo), com roteiro de Del Toro, Matthew Robbins e Lucinda Coxon. O diretor descreveu a produção como uma história de horror clássica, mas, ao mesmo tempo, moderna.

Além de Hiddleston e Wasikowska, estarão em Crimson Peak Jessica Chastain (Mama),Charlie Hunnam (Círculo de Fogo), Jim Beaver (Supernatural), Burn Gorman (Círculo de Fogo), Leslie Hope (The Strain), Doug Jones (Hellboy) e Javier Botet ([REC]).

 

Após uma tragédia familiar, uma aspirante a autora fica dividida entre o amor por seu amigo de infância e a tentação de um misterioso forasteiro. Tentando escapar dos fantasmas de seu passado, ela é levada a uma casa que respira, sangra… e se lembra. O filme estreia nos Estados Unidos no dia 16 de outubro de 2015.

 

FONTE: BOCA DO INFERNO

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...
  • 4 weeks later...

 

Stephen King elogia ‘Crimson Peak’, terror de Guillermo del Toro

Publicado em 18/03/2015 por Diego Almeida

 

 

Crimson-Peak-650x400.jpg

Stephen King foi convidado para assistir Crimson Peak e diz ter aprovado o terror de casa mal-assombrada dirigido por Guillermo del Toro (‘Círculo de Fogo’).

Após a exibição teste, o mestre do terror usou o Twitter para disparar elogios ao novo filme do cineasta mexicano.

“Lindo e assustador pra caralho. ‘
’ me eletrizou da mesma forma que ‘A Morte do Demônio’ de Sam Raimi me eletrizou quando o assisti pela primeira vez”, escreveu King.

 

FONTE: CINEPOP

 

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...
  • 3 weeks later...
  • 2 weeks later...
  • 3 weeks later...
  • 1 month later...
  • 2 months later...

A Colina Escarlate | Crítica

Nas paredes da Mansão Sharpe escorre a criatividade de Guillermo del Toro
13/10/2015 - 11:43 MARCELO FORLANI

O fantástico e o sobrenatural sempre foram temas caros ao cineasta mexicano Guillermo del Toro. Por isso, não é de se espantar que entre as dezenas de projetos paralelos desenvolvidos por ele como produtor, produtor executivo, roteirista ou consultor criativo, A Colina Escarlate (Crimson Peak) tenha sido o filme escolhido pelo estúdio para ser seu próximo trabalho.

O que é difícil de acreditar é que o filme foi feito com "apenas" 70 milhões de dólares, quase um terço do que custou seu longa anterior, Círculo de Fogo (Pacific Rim, 2013). Se não teve de criar vários monstros e robôs gigantes, del Toro demonstra mais uma vez sua capacidade de constituir cenários sombrios e utilizar o máximo possível de efeitos práticos (sem computação gráfica).

Sua obra-prima aqui é a mansão da família Sharpe, que ele construiu inteira para poder fazer o filme. O local já foi um lindo, enorme e imponente lar de nobres ingleses. Quando o conhecemos, porém, ele continua sendo apenas enorme. Parte de seu teto desabou. A madeira já não tem a mesma força de antigamente. E ainda há uma estranha gosma vermelha que sangra por entre as rachaduras.

Em busca de dias melhores, os herdeiros Thomas (Tom Hiddleston) e Lucille Sharpe (Jessica Chastain) atravessam o Atlântico e vão até os Estados Unidos atrás de investidores para uma máquina capaz de extraír a tal gosma vermelha. Saem dali não apenas com o dinheiro, mas também com a linda e promissora escritora Edith Cushing (Mia Wasikowska), que se apaixona por Thomas. E se na sua infância ela já via fantasmas, quando chega ao seu novo lar ela passa a ter de conviver com eles.

Mistura do climão do ótimo A Espinha do Diabo com um cuidado especial de design tão grande quanto O Labirinto do Fauno, A Colina Escarlate é um banquete para os fãs do mexicano, que vão se lambuzar com cada detalhe colocado na tela. Das borboletas e mariposas e caveiras escondidas nas sombras e móveis. Coisa de quem gosta do que está fazendo.

Porém, este não é o melhor filme de del Toro. Apesar da excelente atuação de Jessica Chastain, Tom Hiddleston não mantém o mesmo nível e Wasikowska permanece a maior parte do tempo com cara de Alice que se perdeu do Sr. Coelho. Melhora apenas no final, que me lembrou O Iluminado - o que já é um baita elogio.

Sem Círculo de Fogo 2 no seu horizonte, devemos esperar ao menos que del Toro não demore tanto para anunciar seu próximo projeto. O cinema precisa de malucos como ele, que não se importam de gastar tempo e dinheiro para fazer arte.

 

 

JÁ EM CARTAZ

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

 Visto A COLINA ESCARLATE

 

 Colina-Escarlate-poster-elenco.jpg

 

 

  Na trama, Edith Cushing (Mia Wasikowska) é uma jovem aspirante a escritora, que apaixona-se por Sir Thomas Sharpe (Tom Hiddleston), um aristocrata inglês de passado misterioso. Os dois se casam, e vão morar na isolada mansão de Sharpe na Inglaterra, tendo como unica companhia a irmã de Thomas, a fria Lady Lucille (Jessica Chastain). Entretanto, ao passar dos dias, Edith logo percebe que a casa é assombrada por fantasmas, que guardam brutais segredos envolvendo a família Sharpe.

 

 Com este A COLINA ESCARLATE, percebe-se a intenção de Guillermo Del Toro de escrever uma carta de amor ao horror gótico. Desde a escolha de colocar a protagonista como uma escritora que escreve "histórias com fantasmas" e tem em Mary Shelley um exemplo, passando pela típica figura da velha e decrépita mansão, que abriga uma família cheia de segredos trágicos, retratos de antepassados que sobrevivem em memórias enlouquecidas, e como não poderia deixar de ser, assombrações.

 

 Na parte visual, A COLINA ESCARLATE é extremamente incompetente no que se propõe (com uma, mas importante exceção), entretanto, o roteiro escrito por Del Toro em parceria com Matthew Robbins, com quem já havia trabalhado em MUTAÇÃO cria uma história cheia de referências ao gênero, mas que antecipa demais a si próprio. Depois da primeira cena de cada personagem, já sabemos a sua função na trama e o seu provável destino final. O problema não é trabalhar com tipos do gênero. O problema é expô-los demais como tais. Assim sendo a história parece ser auto consciente em um ponto, para perder essa auto consciência em outro. Fora quanto a já dita auto consciência parece trabalhar contra o filme, quando revela a verdadeira natureza dos fantasmas que assombrarão Edith logo no começo, através da declaração da jovem de que "Os fantasmas são metáforas".

 

 Esteticamente, o novo trabalho de Del Toro é louvável. A começar pela cenografia. Allerdale Hall, a mansão onde se passa a maior parte da história é um verdadeiro personagem dentro do filme. Situada em cima de uma mina de argila vermelha, a casa parece sangrar no chão e nas paredes nos momentos mais intensos. Um buraco no teto permite que folhas secas e neve entrem, fazendo com que o interior da casa reflita as estações. Os moveis são enormes, expondo a situação opressiva em que a protagonista se encontra.

 

 O figurino e a fotografia são outro destaque. As roupas refletem a exata natureza dos seus personagens. Edith, por exemplo aparece sempre com trajes claros, como branco e dourado, enquanto a ameaçadora Lucille usa cores mais ameaçadoras como preto e vermelho, o que é exposto pelo roteiro através da comparação entre borboletas e mariposas. O mesmo vale para os personagens masculinos, com Thomas usando roupas pretas, enquanto o Dr. Alan McMichael interpretado por Charlie Hunnam surge com roupas claras. A fotografia do filme também marca os momentos vividos pela protagonista. O início do filme, situado nos Estados Unidos, onde vemos Edith apaixonada por Sir Thomas é marcado por uma fotografia ensolarada, enquanto a segunda metade do filme, situada na Inglaterra mostra ambientes sombrios e deprimidos. A montagem do filme reforça o caráter de homenagem de A COLINA ESCARLATE ao referenciar o estilo de montagem dos filmes de horror do expressionismo alemão, ao fazer o fade out fechando em um circulo.

 

  O elenco está relativamente bem dirigido. Mia Wasikowska convence como a jovem intelectual que acaba mergulhando em um pesadelo. Tom Hiddleston também consegue transmitir o conflito de seu personagem, que inicialmente aproxima-se de Edith por interesse e acaba se apaixonando por ela. Mas o destaque vai para Jessica Chastain e a sua assustadora Lucille. A personagem surge oscilando entre a frieza absoluta e a loucura passional, reforçado pela atriz pelo tom afável da mulher, que contrasta com seu olhar penetrante.

 

 Entretanto, é na interação do elenco que se encontra um dos principais problemas do filme. O romance entre Edith e Thomas simplesmente não funciona. Como o coração dramático do filme se situa (ou deveria se situar) exatamente nesta relação, isso acaba sendo desastroso para o projeto, pois não conseguimos acreditar no tal romance, seja pela forma atrapalhada com que o roteiro apresenta essa relação ou pela total falta de química entre Mia Wasikowska e Tom Hiddleston.

 

 Os fantasmas do filme também são outro problema. As assombrações surgem revelando sua total natureza digital, soando totalmente artificiais. As aparições até funcionam quando aparecem rapidamente, mas quando ganham atenção total da câmera, (o que é bem comum) perdem credibilidade. Uma pena que o cara que concebeu criaturas fantásticas como as baratas de MUTAÇÃO e o monstro sem olhos de O LABIRINTO DO FAUNO, tenha se rendido ao CGI sem vergonha.

 

 No geral, percebe-se que A COLINA ESCARLATE tinha pretensões bem maiores. Mas infelizmente, não as atinge.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...