Jump to content
Forum Cinema em Cena

A Entrevista - The Interview (2014)


Big One
 Share

Recommended Posts

A Sony está sob ataque dos Hackers a algumas semanas. Tuuo começou devido ao filme "The Interview" com Seth Rogen James Franco. O filme fala sobre dois caras que forjam uma entrevista para tentar sequestrar o presidente da Coréia do Norte. 

 

 

 

Os hackers denominados Guardiões de Justiça atacaram a Sony e e-mails das conversas da CEO da Sony Amy Pascal falando sobre atores e até o presidente Obama vazaram. O que parecia um assunto de tablóide com fofocas sobre a CEO da Sony criticando o DiCaprio e zombando dos gosto cinematográfico do presidente Obama. Virou caso sério quando este grupo de hackers ameaçou um ataque semelhante ao 11 setembro nos cinemas que exibissem o filme "The Interview".

 

Hoje a Sony cancelou as premiers, depois cancelou a exibição do filme nos cinemas, devido a pressão dos donos de cinemas, e agora a Sony anunciou que o filme não será mais lançado em qualquer plataforma, seja On Demand ou DVD, ou seja, jogaram o filme para debaixo do tapete.

 

The Interview (o filme que nunca existiu)

 

 

 

 

 

ony Cancels Theatrical Release of THE INTERVIEW; Mulling VOD Premiere [updated] by Adam Chitwood    Posted 4 hours ago

 
 

the-interview-james-franco-seth-rogen-sl

With the top five theater chains in the country now saying they won’t be showing directors Seth Rogen and Evan Goldberg’s political comedy The Interview during its scheduled opening day of December 25th, Sony Pictures is now trying to figure out what to do with the film.  In case you somehow haven’t been paying attention, theater-owners today opted to pull The Interview from their theaters after an anonymous hacker group threatened to bomb screenings of the film on opening day.  This is all very fresh, as news of the big theaters pulling out broke hours ago, but the immediate response from many was to ask Sony to simply put the movie out on VOD, ensuring that it will still be shown to anyone that wants to see it.  Now word comes that a The Interview VOD release is definitely something the studio is considering.  More after the jump.

[Update: Sony has officially canceled the December 25th theatrical release of The Interview.  Read their full statement after the jump.]

the-interview-movie-seth-rogen-james-fra

[Update: Here is Sony's official statement on canceling the theatrical release.  No word on what they'll do with the film just yet:

Our original story regarding the possible VOD release follows below.]

In light of the decision by the majority of our exhibitors not to show the film The Interview, we have decided not to move forward with the planned December 25 theatrical release. We respect and understand our partners’ decision and, of course, completely share their paramount interest in the safety of employees and theater-goers.

Sony Pictures has been the victim of an unprecedented criminal assault against our employees, our customers, and our business. Those who attacked us stole our intellectual property, private emails, and sensitive and proprietary material, and sought to destroy our spirit and our morale – all apparently to thwart the release of a movie they did not like. We are deeply saddened at this brazen effort to suppress the distribution of a movie, and in the process do damage to our company, our employees, and the American public. We stand by our filmmakers and their right to free expression and are extremely disappointed by this outcome.

Per Variety, Sony Pictures is weighing releasing The Interview via premium video-on-demand.  It’s still very early and a final decision hasn’t been reached, but apparently the VOD release is one of several options being discussed.

Now it wasn’t Sony that pulled The Interview from theaters; they left the final decision up to the individual theater owners. With nearly half of the theaters across the country now committed to not playing The Interview on Christmas Day, however, Sony is left in the final leg of a major marketing push for a movie that won’t actually be coming out in most places.  Deadline notes that the studio is pulling all of its TV advertising, which makes up a considerable amount of a film’s P&A budget in the days leading up to release, but they still have quite a bit invested in this thing.

In the spirit of free speech, I really think VOD is the way to go.  The hackers’ demands that the movie not be shown will remain un-met, Sony will still be able to give the film a sizeable release, and the threat of violence to those that watch the film is removed.  It could also mark a major shift for the VOD market, which has been rising in recent years and has seen studios toying with different strategies for releasing some of their bigger films.

What do you think, readers?  Would you be willing to pay a premium VOD price to watch The Interview from home?  Sound off in the comments below.

the-interview-poster-404x600.jpg

Read more at http://collider.com/the-interview-vod-release/#pFiRXtJsyhD3kg83.99

Link to comment
Share on other sites

Reação de Hollywood....

 

 

Wow. Everyone caved. The hackers won. An utter and complete victory for them. Wow.

 

I think it is disgraceful that these theaters are not showing The Interview. Will they pull any movie that gets an anonymous threre low

What if an anonymous person got offended by something an executive at Coke said. Will we all have to stop drinking Coke?  

We also don't know that it isn't a disgruntled employee or a hacker. Do we think North Korea has troops on the ground in the US? Ridiculous

 

This only guarantees that this movie will be seen by more people on Earth than it would have before. Legally or illegally all will see it.

 

Dear Sony Hackers: now that u run Hollywood, I'd also like less romantic comedies, fewer Michael Bay movies and no more Transformers.

 

THE INTERVIEW is now poised to shatter the world record for "spite viewings."

 

So SONY fight back by canceling The Interview, thus proving to the hackers that hacking & threats work very well? That may prove an error.

 

PUT IT ONLINE FOR FREE SONY

 

Sad day for creative expression. #feareatsthesoul

 

Waiting in line & I bought a cheap pair of sunglasses, and bootleg copy of Sony's "The Interview" in front of Roscoes Chicken And Waffles!

 

 

We wouldn't be dealing with this if The Interview was a documentary.

 

 

I don't know about ya'll but i REALLY want to see The Interview right now.

 

The Interview to terrorists: Kneel before VOD.

 

Canceling "The Interview" seems like a pretty horrible precedent to set.

 

 

. @JuddApatow I agree wholeheartedly. An un-American act of cowardice that validates terrorist actions and sets a terrifying precedent.

 

Keep hoping all this lunacy over THE INTERVIEW is just gonzo marketing but Sony canceling release is sadly real. I feel for you, @Sethrogen!

 

Was really looking forward to seeing the "Interview" too. Smh

 

The precedent of letting a nation state get away w cyber terrorism is 1 that will set the tone for anyone who wishes 2 suppress our freedoms

 

RELEASE 'THE INTERVIEW' TO ALL! WE WILL SHOW IT ON OUR PHONES, IN THE STREETS, OUR HOMES, OUR CARS. Wait, I think I can get it online.

 

 

#TheInterview Is that all it takes - an anonymous threat and the numbers 911 - to throw free expression under the bus? #PussyNation

 

 

They've pulled @TheInterview from theaters. Wow! Really? Not a good day for artistic freedom. #WTF

 

 

Sony 'leadership' should resign- for more than one reason

 

 

Link to comment
Share on other sites

 Pior que é triste isso mesmo. Total corte da liberdade artistica. Quem diria que uma simples comédia poderia causar tanto estrago? E a coisa pode estar se encaminhando para consequências políticas mais perigosas.

 

 No início, os hackers se limitaram a disponibilizar filmes na internet, divulgar salários de atores e executivos da Sony e revelar e-mails contendo detalhes sobre projetos futuros do estúdio. Agora que tudo começou a tomar proporções maiores do que as esperadas, fontes afirmam que autoridades da inteligência dos EUA vão declarar hoje (18/12) que os responsáveis pelo ataque estão realmente trabalhando para o governo da Coreia do Norte.

 

FONTE: CINEMA EM CENA

 

 Mas achei bem imbecil a decisão da Sony. Não lançar o filme nos cinemas eu acho compreensível, mas jogar o filme no lixo? A Sony devia investir numa melhor segurança virtual, isso sim.

Link to comment
Share on other sites

Verdade, até entendo eles não lançarem nos cinemas devido a pressão dos exibidores. Se ocorresse uma morte eles seriam responsabilizados. O pres. Obama já está tratando isso como Segurança Nacional pois uma empresa foi atacada e houveram ameaças. Já estão estudando retaliações. O gov Norte Americano já sabe que as ameaças partiram da Coréia do Norte mesmo. 

 

George Clooney: Hollywood não assinou petição contra hackers da Sony por "medo"

JOANA AMARAL CARDOSO 

 

 

19/12/2014 - 14:12

 

 
Mesmo com a Casa Branca a definir o gigantesco ataque informático à Sony como “um assunto sério de segurança nacional” dos EUA e a posicionar-se “do lado dos artistas e das empresas que queiram expressar-se”, o estúdio não consegue ganhar uma batalha. A suspensão do filme The Interview é muito criticada e as relações da Sony no sector estão tremidas. George Clooney entra agora no ringue para revelar que criou uma petição de apoio à Sony e que ninguém na indústria cinematográfica americana a assinou por “medo”. Entretanto, um filme de Gore Verbinsky sobre a Coreia do Norte foi cancelado pela Fox e pela produtora New Regency.
 
A conferência de imprensa de quinta-feira na Casa Branca foi dominada pelo tema, apesar de se realizar um dia depois da histórica aproximação entre os EUA e Cuba. O porta-voz da administração Obama, Josh Earnest, confirmou: “Há provas que indicam que vimos actividade destrutiva com intenções maliciosas que foi iniciada por um agente sofisticado”. Numa hora de perguntas e respostas em que nunca confirmou ou negou ligações dos hackersidentificados como Guardians of Peace (GOP) à Coreia do Norte, Earnest explicou que o governo nada disse à Sony sobre o que devia acontecer ao filme e que apoiou o direito de a comédia de Seth Rogen ser feita — sendo queThe Interview foi objecto de análise e mostrado a responsáveis da administração Obama em Junho.
 
Sobre a reacção dos EUA ao ataque “cujos efeitos são os mais assustadores e devastadores de qualquer ataque informático na história do nosso país”, como é descrito na petição que Clooney e o seu agente Bryan Lourd fizeram circular pelos altos cargos de Hollywood, o porta-voz da Casa Branca foi “vago”, classifica o New York Times. Falou da necessidade de uma “resposta proporcional” mas também da noção dos responsáveis do governo de que estas acções têm “muitas vezes” o objectivo de “provocar uma resposta dos Estados Unidos” em sua “vantagem”.
 
George Clooney, com o peso de ser uma das mais influentes e respeitadas figuras do sector nos EUA, é mais directo. Numa entrevista ao site Deadline, a estrela denuncia o facto de “um país decidir que conteúdos vamos ter. Isto não afecta só o cinema, afecta todas as partes do nosso negócio”, disse, apontando também o dedo aos média pelas escolhas que fizeram sobre as revelações do ataque. “A Sony não cancelou o filme porque tinha medo; cancelou o filme porque todas as salas disseram que não o iam passar” na sequência da ameaça dos hackers que invocava os atentados de 11 de Setembro.
 
Desde 24 de Novembro que a Sony está sob um ataque informático sem precedentes a uma multinacional que, mais do que revelar material sensível para as relações entre actores e o seu estúdio, libertou informações estratégicas da empresa e dados pessoais de milhares de funcionários — apontada como um dos lados mais graves da fuga de informação. E que resultou na decisão de suspender quaisquer planos de lançamento da comédia sobre uma tentativa de assassinato de Kim Jong-un, o líder norte-coreano. Este volte face custou-lhe créditos na sua reputação.
 
Uma decisão “onerosa… tanto para o estúdio quanto para a liberdade de expressão” para o presidente do Festival de Cannes, Gilles Jacob, ou para o escritor Stephen King, que considerou a suspensão de The Interview pela Sony “perturbadora”. “Ainda bem que eles não publicam os Versículos Satânicos”, aludiu sobre o romance de 1988 de Salman Rushdie que originou uma fatwa contra o autor, manifestações e violência contra vários dos seus tradutores pelo mundo. Rushdie acredita que o livro hoje não seria publicado devido ao “clima de medo e nervosismo” actual, disse em 2012 à BBC. Outro título que tem sido associado a esta polémica, para além de O Grande Ditador(1940) de Chaplin, é A Última Tentação de Cristo (1988), de Martin Scorsese, que motivou manifestações mas que, ainda assim, se estreou.
 
Um mundo novo
“Temos um novo paradigma, uma nova realidade”, postula George Clooney no Deadline, evocando a Primeira Emenda da Constituição norte-americana que protege a liberdade de expressão, religião e de imprensa. Uma realidade pós-11 de Setembro, um paradigma de vida online. E um ataque que evoluiu da divulgação de dados pessoais, filmes, guiões ou e-mails para ameaças físicas. “É a definição de terrorismo”, frisa o actor, que fala de “armas de medo” e evidencia que “ninguém assinou a carta” da petição que pretendia apoiar a decisão da Sony de apoiar o filme — que seria suspenso esta semana. “Ninguém se ergueu” em defesa da Sony. “Ninguém tomou essa posição”, lamenta, dizendo que agora se vive o “novo paradigma e uma nova forma de gerir o nosso negócio”. A indústria tem “medo”.
 
Link to comment
Share on other sites

 Foi como falaram no Omelete também. O governo americano demorou demais pra tomar uma posição. Dizem que a Sony vai tentar recuperar o prejuízo que tomou com o filme através do seguro. Mas duvido que tenha uma clausula de contrato que preveja uma situação como essa. Afinal, o filme tá pronto. A Sony não lançou o filme em DVD ou pelo menos no serviço On Demand.por que não quis. Acho que o seguro não banca isso.

Link to comment
Share on other sites

O governo americano demorou mesmo. Agora o partido Republicano está pedindo aos CEOs das salas de cinemas que passem o filme.

 

Já a o governo Norte Coreano ofereceu ajuda nas investigações. E disse que se o governo Americano recusar poderá haver consequencias. O governo americano por sua ve foi pedir apoio ao governo Chinês.

 

E olha que apareceu no SNL deste sábado.

 

http://youtu.be/A8sgisCFP1E

Link to comment
Share on other sites

Tem que lançar. Sony ficar falando amém pra esses hackers terroristas é pedir pra ser desmoralizada mesmo (Ninguém que nos ouça aqui, mas tô com ligeira impressão que esse filme vai ser bem ruinzinho, se for lançado, vai render bilheteria só pela polêmica mesmo).

 

Incrível que a única coisa que tá sustentando a  Sony atualmente é o PS4. Tô vendo ela largar tudo e virar uma empresa de videogames somente...

Link to comment
Share on other sites

 

rsrsrs

 

Dr Evil é sempre Top.

 

Não achei legendado, mas pesquei uma coisa aqui:

 

"Tive que vir aqui porque a Sony Pictures e a Coréia do Norte estão dando às organizações maléficas uma má reputação"
 
"É patético ver você dois brigando por causa de um filme bobo. É como ver dois carecas brigando por uma peruca. Ninguém liga."
 
"Coreia do Norte, vocês são um dos mais maléficos países do mundo, e estão montando uma guerra pra destruir um filme. Destruir um filme é fácil. É só estrear ele em Janeiro"
 
"E você hackers se intitulam Guardians of Peace ou "GoP". Ei, idiotas! Já existe uma organização que se intitula "GoP" (Partido Republicano), e ela já é maléfica."
 
"E o que vocês vão fazer agora? Pedir um milhão de dólares?"
 
"Temos que dar crédito a Coreia do Norte. Nunca vi alguém com tanto culhão assim, mas porque escolher a Sony? Eles não tem um grande sucesso desde o walkman"
 
"E Sony você achou que seria engraçado um filme com o James Franco matando o Jin Jong-Un? O James Franco com uma mão só, quase matou o Oscar" 
 
"Já vi A Entrevista e é legal, mas se você querem colocar uma bomba nos cinemas façam como eu, invistam no Guru do Amor"
Link to comment
Share on other sites

 Mais uma reviravolta nessa novela

 

 

A Entrevista | Sony volta atrás e vai lançar filme no NatalEstúdio havia cancelado o lançamento do longa após ameaça de hackers
André Zuliani
23 de Dezembro de 2014
 
 

Após cancelar o lançamento de A Entrevista, filme de Seth Rogen e Evan Goldberg (SuperbadSegurando as Pontas), a Sony parece ter voltado atrás em sua decisão. Segundo a Variety, o estúdio escolheu o dia do Natal para o lançamento do filme. Os cinemas Plaza Atlanta Theater e Alamo Drafthouse, confirmaram a informação no Twitter.

 

 

No último dia 21, David Boies, o advogado da Sony Pictures, disse que o estúdio ainda tinha a intenção de lançar o longa, mas sem uma data específica.

"A Sony só adiou o lançamento do filme. Eles estão lutando para distribuí-lo. Ele vai ser lançado. Não sabemos ainda como, mas ele será lançado", disse Boies em entrevista ao programa Meet the Press, da NBC (via Hollywood Reporter).

Michael Lynton, CEO da Sony Entertainment  (braço de entretenimento da empresa na qual está a Sony Pictures), também disse que o estúdio pretende lançar o filme em algum sistema de vídeo por demanda, mas nenhuma das empresas que oferecem esse serviço querem incluir o longa em seu acervo. À CNN, o executivo afirmou que considera até publicar o filme no YouTube.

Assista abaixo ao último trailer do filme:

O roteiro da dupla - criado a partir de uma ideia de Rogen, Goldberg e Dan Sterling - acompanha um fotogênico apresentador de talk shows (papel de James Franco) e seu produtor (Rogen), que durante a entrevista do título se veem enrolados em uma trama para assassinar Jong-Un. Por conta da trama, suspeita-se que os ataques de hackers à Sony teriam vindo da Coreia do Norte - informação que os serviços de inteligência dos EUA ratificam.

 

FONTE: OMELETE

Link to comment
Share on other sites

 Provavelmente SOTO. É a Sony tentando transformar a própria desgraça em algum lucro.

 

 Segundo o Hitfix, a Sony Pictures anunciou hoje (24) que disponibilizou paraassistir A Entrevista nas plataformas YouTube Movies, Google Play, Xbox Videos, da Microsoft e no próprio site oficial do filme (www.seetheinterview.com) por US$ 5,99 dólares para quem quiser alugar, e US$ 14,99 para compra. O filme ficará disponível apenas para residentes nos EUA e quem possuir um cartão do país. 

 

FONTE: OMELETE

Link to comment
Share on other sites

Agora o filme existe...Saiu!!!..pronto..já está em cartaz em circuito limitado e algumas redes Online já estão distribuindo o filme, como a Apple e claro a pirataria. Alguém já viu? Qual o veredicto???

 

Pablo postou isso no twitter:

 

Gostei bastante de A Entrevista. O filme é do tipo de estupidez que, por se reconhecer como tal, diverte sem subestimar o público.

 

E, honestamente, Kim Jong-un deveria se sentir feliz com a maneira com que é retratado no filme.

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Visto. Pronto, o filme que causou tanta polêmica é mais um filme do dirigido e escrito pelo Seth Rogen no estilo Seth Rogen de ser, com muitas piadas de sexo e situações nonsense. Algumas engraçadas  e outras forçadas. É um filme fraco mas entretém. Agora, por causa de tanta repercussão, tem muita gente dizendo que foi muito barulho por nada. A repercussão não se deu pela qualidade e sim pela censura á piada, tal qual aconteceu com os chargistas na França.

Link to comment
Share on other sites

A Entrevista ou É o Fim?

 

Mas enfim, esse A Entrevista até tem seus bons momentos, mas é um humor que força muito no "surreal"... E pra piorar o Seth Rogen sempre faz papel de Seth Rogen e o James Franco nesses filmes só faz papel de James Franco... 

 

É humor para geração Facebook...

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...