Jump to content
Forum Cinema em Cena

Marcou Minha Vida, Mas Não é Obra-prima


Thiago Araujo
 Share

Recommended Posts


e o pior: cada uma com um conceito bastante diferenciado...será que isso é um indicativo de alguma coisa? think.gif

mas não se pode dizer que só porque é diferente de outro que é errado.. só tentei concretizar meu ponto de vista :P



Sim' date=' compreendo, mas não é necessário "concretizar" seu ponto de vista com definições do dicionário se cada autor apresenta uma visão diferente (evidência explícita de que não há um consenso)... basta explicá-lo de forma coerente..repito, pra mim, a existência de várias definições distintas para a mesma palavra em dicionários de autores diferentes é evidência que não existe um conceito bem estabelecido e inquestionável pra ela, o que apóia a hipótese de que a definição é, na verdade, subjetiva. A definição que colocou, portanto, só mostra que outra pessoa concorda com você...[/quote']

 

Eu acho que definições diferentes, não querem dizer definições subjetivas, seriam subjetivas se elas se contradizessem, mas nao é o caso, o caso é que eles se complementam.

Obras-primas sim, são inquestionáveis, e não o que as define. Muitas pessoas ja disseram isso aqui, mas me digam agora, o que torna uma obra-prima inquestionável? Continuo achando que TODO diretor, produtor, etc, tem sua obra-prima, porém nao um existe critério para definí-las, ~portanto penso eu q obras-primas, sim(a palavra em si), são subjetivas, sendo assim, impossivel definir qual obra do autor é uma obra-prima smiley2.gif

jonas2006-7-16 1:53:12
Link to comment
Share on other sites

  • Replies 431
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

 

e o pior: cada uma com um conceito bastante diferenciado...será que isso é um indicativo de alguma coisa? think.gif

 

mas não se pode dizer que só porque é diferente de outro que é errado.. só tentei concretizar meu ponto de vista :P

 

Sim' date=' compreendo, mas não é necessário "concretizar" seu ponto de vista com definições do dicionário se cada autor apresenta uma visão diferente (evidência explícita de que não há um consenso)... basta explicá-lo de forma coerente..repito, pra mim, a existência de várias definições distintas para a mesma palavra em dicionários de autores diferentes é evidência que não existe um conceito bem estabelecido e inquestionável pra ela, o que apóia a hipótese de que a definição é, na verdade, subjetiva. A definição que colocou, portanto, só mostra que outra pessoa concorda com você...[/quote']

 

 

 

Eu acho que definições diferentes, não querem dizer definições subjetivas, seriam subjetivas se elas se contradizessem, mas nao é o caso, o caso é que eles se complementam.

 

Obras-primas sim, são inquestionáveis, e não o que as define. Muitas pessoas ja disseram isso aqui, mas me digam agora, o que torna uma obra-prima inquestionável? Continuo achando que TODO diretor, produtor, etc, tem sua obra-prima, porém nao um existe critério para definí-las, ~portanto penso eu q obras-primas, sim(a palavra em si), são subjetivas, sendo assim, impossivel definir qual obra do autor é uma obra-prima smiley2.gif

 

Calma lá..quem te disse que para que as definições sejam subjetivas elas tem que se contradizer????? Não sei qual seu conceito de contradição, mas não creio que seja por aí. Se considera contraditórias as seguintes sentenças: "Todo cachorro é preto" e "Todo cachorro é branco", tudo bem, acredito que tenhamos o mesmo conceito de contradição e isso não tem nada que ver com subjetividade. São duas coisas diferentes e é raro ocorrer com dois autores definindo a mesma palavra, senão ficaríamos totalmente perdidos e o mundo simplesmente não funcionaria. Já pensou que bagunça? Todo cachorro ser preto exclui a hipótese de todo cachorro ser branco...e aí? Quem tá certo?

 

Agora, conceitos complementares seriam o seguinte: "Todo cachorro é branco" e "Todo cachorro é branco com listras verdes". Isso não ocorre nas definições analisadas porque uma não abrange a anterior nem amplia a idéia da outra. Estamos lidando com definições de obra prima que não são complementares e também não acho que sejam contraditórias...são simplesmente diferentes. Isso não impede que, para quem analisa várias definições, após ver várias diferentes atinja a conclusão de que em última instância elas têm caráter subjetivo (eu aceito uma das definições porque eu concordo com ela e não porque ela é a verdadeira ou a melhor).

 

O segundo parágrafo confesso que não consegui entender muito bem porque é muito confuso (principalmente por causa da palavra inquestionável)...Você passou o primeiro parágrafo inteiro falando que não era subjetivo e depois falou que a definição no final das contas é subjetiva? Não entendi. smiley5.gif

 

Deixa eu tentar entender então, correct me if I'm Wrong smiley1.gif...você parece acreditar que as definições são subjetivas (concordamos então, pelo que parece), mas para a que adota acredita que as obras primas são definidas por autor (cada um tem a sua) e qual o filme escolhe pra ser a obra prima dele é opinião de quem escolhe, sendo portanto subjetivo também. Justamente por isso acredita que o caráter universal de filmes ditos "obras primas" é errado, porque devem ser analisadas a nível pessoal. Isso dá o caráter inquestionável a que se refere no início do parágrafo. Ok...Mr. Scofield2006-7-16 8:34:3

Link to comment
Share on other sites


e o pior: cada uma com um conceito bastante diferenciado...será que isso é um indicativo de alguma coisa? think.gif

mas não se pode dizer que só porque é diferente de outro que é errado.. só tentei concretizar meu ponto de vista :P


Sim' date=' compreendo, mas não é necessário "concretizar" seu ponto de vista com definições do dicionário se cada autor apresenta uma visão diferente (evidência explícita de que não há um consenso)... basta explicá-lo de forma coerente..repito, pra mim, a existência de várias definições distintas para a mesma palavra em dicionários de autores diferentes é evidência que não existe um conceito bem estabelecido e inquestionável pra ela, o que apóia a hipótese de que a definição é, na verdade, subjetiva. A definição que colocou, portanto, só mostra que outra pessoa concorda com você...[/quote']

 


Eu acho que definições diferentes, não querem dizer definições subjetivas, seriam subjetivas se elas se contradizessem, mas nao é o caso, o caso é que eles se complementam.


Obras-primas sim, são inquestionáveis, e não o que as define. Muitas pessoas ja disseram isso aqui, mas me digam agora, o que torna uma obra-prima inquestionável? Continuo achando que TODO diretor, produtor, etc, tem sua obra-prima, porém nao um existe critério para definí-las, ~portanto penso eu q obras-primas, sim(a palavra em si), são subjetivas, sendo assim, impossivel definir qual obra do autor é uma obra-prima smiley2.gif


Calma lá..quem te disse que para que as definições sejam subjetivas elas tem que se contradizer????? Não sei qual seu conceito de contradição, mas não creio que seja por aí. Se considera contraditórias as seguintes sentenças: "Todo cachorro é preto" e "Todo cachorro é branco", tudo bem, acredito que tenhamos o mesmo conceito de contradição e isso não tem nada que ver com subjetividade. São duas coisas diferentes e é raro ocorrer com dois autores definindo a mesma palavra, senão ficaríamos totalmente perdidos e o mundo simplesmente não funcionaria. Já pensou que bagunça? Todo cachorro ser preto exclui a hipótese de todo cachorro ser branco...e aí? Quem tá certo?
Agora, conceitos complementares seriam o seguinte: "Todo cachorro é branco" e "Todo cachorro é branco com listras verdes". Isso não ocorre nas definições analisadas porque uma não abrange a anterior nem amplia a idéia da outra. Estamos lidando com definições de obra prima que não são complementares e também não acho que sejam contraditórias...são simplesmente diferentes. Isso não impede que, para quem analisa várias definições, após ver várias diferentes atinja a conclusão de que em última instância elas têm caráter subjetivo (eu aceito uma das definições porque eu concordo com ela e não porque ela é a verdadeira ou a melhor).
O segundo parágrafo confesso que não consegui entender muito bem porque é muito confuso (principalmente por causa da palavra inquestionável)...Você passou o primeiro parágrafo inteiro falando que não era subjetivo e depois falou que a definição no final das contas é subjetiva? Não entendi. smiley5.gif
Deixa eu tentar entender então, correct me if I'm Wrong smiley1.gif...você parece acreditar que as definições são subjetivas (concordamos então, pelo que parece), mas para a que adota acredita que as obras primas são definidas por autor (cada um tem a sua) e qual o filme escolhe pra ser a obra prima dele é opinião de quem escolhe, sendo portanto subjetivo também. Justamente por isso acredita que o caráter universal de filmes ditos "obras primas" é errado, porque devem ser analisadas a nível pessoal. Isso dá o caráter inquestionável a que se refere no início do parágrafo. Ok...

bom, quis dizer que definições contradizentes são subjetivas ao ponto de tornarem ao menos uma delas sem sentido, o que a torna a outra ao mesmo tempo com sentido e vice-versa, e isso as torna subjetivas. Não concorda que um dicionário dizer "Todo cachorro é preto" e um outro dicionário dizer "Todo cachorro é branco", torna as definições "anuladas" simultanêamente? Definições que perdem o sentido sem sabermos se estão certas ou erradas. Isso é ser subjetivo(No meu ponto de vista é claro :P). smiley2.gif

No segundo parágrafo, quis dizer que as definições da palavra obra-prima, independentemente de serem subjetivas, não tem relação com a palavra em si, pois a palavra obra-prima É de fato uma palavra subjetiva, um substantivo simples abstrato, e as diferentes definições de dicionarios diferentes, auto-explicam isso, é o mesmo que tentar explicar o que é o amor, ou o ódio. Isso que torna a palavra obra-prima inquestionável, por que nao se questiona o amor ou o ódio de uma pessoa, esse tipo de substantivo abstrato tem o mesmo valor subjetivo. smiley1.gif

Quanto a sua colocação final, só esclarecendo, exatamente o que você imaginou. Portanto creio que você entendeu o que eu quis dizer sim. smiley36.gif

 

Link to comment
Share on other sites

Mas não discutimos as obras-primas aqui por autor... ao que parece' date=' estamos falando sobre as obras-primas do Cinema em geral.

[/quote']

O que estou dizendo com meu ponto de vista, é que NÃO deve-se discutir obras-primas em geral :P

ao meu ver é o mesmo que discutir gosto. afinal gosto se discuste SIM, apesar de nao dever ser discutido.

Link to comment
Share on other sites

Pra mim Curtindo a Vida Adoidado é sim obra prima.A obra prima do John Hughes.,assim como para mim Taxi Driver é a obra prima do Scorcese...

Filmes que marcaram minha vida mas q não são obras primas:

Sexo Rock e Confusão;

Palhaços Assassinos;

Jurassic Park;

De Volta Para o Futuro Parte 2 (a parte 1 é obra prima);

Os Cabeça de Vento,etc etc...

 

Enxak2006-7-16 19:45:20
Link to comment
Share on other sites

 

O quinto elemento......... Nossa, mãe! Esse marcou. Mas da última vez que vi, há menos de seis meses, eu não pude deixar de rir do filme. Mesmo assim, adoro ele!

 

Ah, e como já ia esquecendo logo desse? Hércules, da Disney.... eu era fanático por ele, tinha lancheira, caderno, lápis e as coisas todas...... Muita loucura causada por um filme. Esse marcou mais ainda! Espero um DVD melhor que o que há nas lojas.... (diferentemente de A bela e a fera, que nao tem DVD nenhum, e eh obra-prima).

 

throdo2006-7-16 20:7:41

Link to comment
Share on other sites

 

e o pior: cada uma com um conceito bastante diferenciado...será que isso é um indicativo de alguma coisa? think.gif

 

mas não se pode dizer que só porque é diferente de outro que é errado.. só tentei concretizar meu ponto de vista :P

 

Sim' date=' compreendo, mas não é necessário "concretizar" seu ponto de vista com definições do dicionário se cada autor apresenta uma visão diferente (evidência explícita de que não há um consenso)... basta explicá-lo de forma coerente..repito, pra mim, a existência de várias definições distintas para a mesma palavra em dicionários de autores diferentes é evidência que não existe um conceito bem estabelecido e inquestionável pra ela, o que apóia a hipótese de que a definição é, na verdade, subjetiva. A definição que colocou, portanto, só mostra que outra pessoa concorda com você...[/quote']

 

 

 

Eu acho que definições diferentes, não querem dizer definições subjetivas, seriam subjetivas se elas se contradizessem, mas nao é o caso, o caso é que eles se complementam.

 

Obras-primas sim, são inquestionáveis, e não o que as define. Muitas pessoas ja disseram isso aqui, mas me digam agora, o que torna uma obra-prima inquestionável? Continuo achando que TODO diretor, produtor, etc, tem sua obra-prima, porém nao um existe critério para definí-las, ~portanto penso eu q obras-primas, sim(a palavra em si), são subjetivas, sendo assim, impossivel definir qual obra do autor é uma obra-prima smiley2.gif

 

blá..blá..blá.

 

bom, quis dizer que definições contradizentes são subjetivas ao ponto de tornarem ao menos uma delas sem sentido, o que a torna a outra ao mesmo tempo com sentido e vice-versa, e isso as torna subjetivas. Não concorda que um dicionário dizer "Todo cachorro é preto" e um outro dicionário dizer "Todo cachorro é branco", torna as definições "anuladas" simultanêamente? Definições que perdem o sentido sem sabermos se estão certas ou erradas. Isso é ser subjetivo(No meu ponto de vista é claro :P). smiley2.gif

 

No segundo parágrafo, quis dizer que as definições da palavra obra-prima, independentemente de serem subjetivas, não tem relação com a palavra em si, pois a palavra obra-prima É de fato uma palavra subjetiva, um substantivo simples abstrato, e as diferentes definições de dicionarios diferentes, auto-explicam isso, é o mesmo que tentar explicar o que é o amor, ou o ódio. Isso que torna a palavra obra-prima inquestionável, por que nao se questiona o amor ou o ódio de uma pessoa, esse tipo de substantivo abstrato tem o mesmo valor subjetivo. smiley1.gif

 

Quanto a sua colocação final, só esclarecendo, exatamente o que você imaginou. Portanto creio que você entendeu o que eu quis dizer sim. smiley36.gif

 

 

 

Ok, agora entendi sim!!! thumb.gif

Link to comment
Share on other sites

Para mim uma obra é um trabalho de qualidade e importância inquestionável. Ainda que não se encaixe no seu gosto pessoal, um filme intitualdo como "obra-prima" é indubitavelmente bem realizado, seja lá qual for seu aspecto.

Então seria FERRIS BULLER`S DAY OFF uma obra-prima? Na minha opinião é equivocado tratar o filme como obra-prima porque o termo é demasiado pesado para um filme tão desprentesioso. E na maior parte das vezes a lembrança de FERRIS BULLER`S DAY OFF está ligada ao fator emocional, ao fato de ele ter marcado tantas pessoas. Tratar o filme como perfeito simplesmente porque fulano ou ciclano gostam dele é trabalhar em cima de parcialidade.

É o que venho dizendo desde a segunda pagina deste topico. hehehe.

Mas com uma "ligeira" diferença: O I, Strange colocou tudo isso como a OPINIÃO dele e não um fato consolidado, como você vem tentando pôr desde o começo...

Link to comment
Share on other sites

 

 

Ok' date=' agora entendi sim!!! thumb.gif [/quote']

 

 

 

porém concorda ou discorda? smiley1.gif

 

 

Bom, Jonas, pra dizer a verdade, sinceramente não me prendo a conceitos ou denominações, então não me preocupo muito com isso. Obra prima pra mim é só uma palavra que uso pra designar os filmes que mais aprecio por ter algum elemento mais bem explorado que a maioria dos outros que falam do mesmo assunto (se houverem). Mas, pra mim todos esses fatores que discutimos são subjetivos (tanto a definição quanto o que consideramos obras primas, como você falou..o que me questiono no seu comentário é só se deve existir uma só obra prima por autor...não sei..não poderia escolher qual seria a de Tarkovsky ou Bergman por exemplo por essa denominação, pra mim muitos filmes dos dois diretores são. Logo, acredito que, embora nunca tenha pensado em definir explicitamente, penso em uma definição um pouco diferente dessa que propôs pelo dicionário smiley1.gif).

 

Para a ocasião do tópico, entretanto, acredito que a questão seja bem mais simples, creio que o Thiago usou o termo "obras primas" para designar aqueles filmes que não foram considerados como grandes filmes pela crítica "em geral" ou não são muito comentados como marcantes por não abordarem as grandes questões do mundo ou por não ter grandes aspectos técnicos ou não possuir grandes pretensões com o roteiro, etc (ou tentarem mas não corresponderem às "melhores" obras sobre os tais assuntos)... smiley17.gifMr. Scofield2006-7-17 19:9:38

Link to comment
Share on other sites

 


Ok' date=' agora entendi sim!!! thumb.gif [/quote']

porém concorda ou discorda? smiley1.gif

Bom, Jonas, pra dizer a verdade, sinceramente não me prendo a conceitos ou denominações, então não me preocupo muito com isso. Obra prima pra mim é só uma palavra que uso pra designar os filmes que mais aprecio por ter algum elemento mais bem explorado que a maioria dos outros que falam do mesmo assunto (se houverem). Mas, pra mim todos esses fatores que discutimos são subjetivos (tanto a definição quanto o que consideramos obras primas, como você falou..o que me questiono no seu comentário é só se deve existir uma só obra prima por autor...não sei..não poderia escolher qual seria a de Tarkovsky ou Bergman por exemplo por essa denominação, pra mim muitos filmes dos dois diretores são. Logo, acredito que, embora nunca tenha pensado em definir explicitamente, penso em uma definição um pouco diferente dessa que propôs pelo dicionário smiley1.gif).
Para a ocasião do tópico, entretanto, acredito que a questão seja bem mais simples, creio que o Thiago usou o termo "obras primas" para designar aqueles filmes que não foram considerados como grandes filmes pela crítica "em geral" ou não são muito comentados como marcantes por não abordarem as grandes questões do mundo ou por não ter grandes aspectos técnicos ou não possuir grandes pretensões com o roteiro, etc (ou tentarem mas não corresponderem às "melhores" obras sobre os tais assuntos)... smiley17.gif

bom eu posso ter me expressado mal antes.. quis dizer que cada autor tem sua ou suas obras-primas, nao necessariamente uma.. talvez eu esteja mudando de opinião quanto obras-primas, agora que vc expos realmente o que vc pensa sobre como definí-las.. obras-primas, apenas inquestionáveis então, cada uma com seu carater e seu valor próprio subjetivo!smiley17.gif

Link to comment
Share on other sites

 

 

 

Ok' date=' agora entendi sim!!! thumb.gif [/quote'] porém concorda ou discorda? smiley1.gif
Bom, Jonas, pra dizer a verdade, sinceramente não me prendo a conceitos ou denominações, então não me preocupo muito com isso. Obra prima pra mim é só uma palavra que uso pra designar os filmes que mais aprecio por ter algum elemento mais bem explorado que a maioria dos outros que falam do mesmo assunto (se houverem). Mas, pra mim todos esses fatores que discutimos são subjetivos (tanto a definição quanto o que consideramos obras primas, como você falou..o que me questiono no seu comentário é só se deve existir uma só obra prima por autor...não sei..não poderia escolher qual seria a de Tarkovsky ou Bergman por exemplo por essa denominação, pra mim muitos filmes dos dois diretores são. Logo, acredito que, embora nunca tenha pensado em definir explicitamente, penso em uma definição um pouco diferente dessa que propôs pelo dicionário smiley1.gif). Para a ocasião do tópico, entretanto, acredito que a questão seja bem mais simples, creio que o Thiago usou o termo "obras primas" para designar aqueles filmes que não foram considerados como grandes filmes pela crítica "em geral" ou não são muito comentados como marcantes por não abordarem as grandes questões do mundo ou por não ter grandes aspectos técnicos ou não possuir grandes pretensões com o roteiro, etc (ou tentarem mas não corresponderem às "melhores" obras sobre os tais assuntos)... smiley17.gif

 

bom eu posso ter me expressado mal antes.. quis dizer que cada autor tem sua ou suas obras-primas, nao necessariamente uma.. talvez eu esteja mudando de opinião quanto obras-primas, agora que vc expos realmente o que vc pensa sobre como definí-las.. obras-primas, apenas inquestionáveis então, cada uma com seu carater e seu valor próprio subjetivo!smiley17.gif

 

Com certeza..concordo plenamente! Acho que temos a mesma opinião, então..mas então, voltando à questão que deu origem a toda discussão do pessoal...mas por curiosidade em saber sua opinião, pra você, Curtindo a Vida Adoidado é ou não obra prima? smiley1.gifMr. Scofield2006-7-17 19:41:30

Link to comment
Share on other sites

Pra mim Curtindo a Vida Adoidado é sim obra prima.A obra prima do John Hughes.' date='assim como para mim Taxi Driver é a obra prima do Scorcese...

Filmes que marcaram minha vida mas q não são obras primas:

Sexo Rock e Confusão;

Palhaços Assassinos;

Jurassic Park;

De Volta Para o Futuro Parte 2 (a parte 1 é obra prima);

Os Cabeça de Vento,etc etc...

 

[/quote']

Muito bem lembrado Enxak, vc já viu "A aparição" com Charlie Sheen??? Passou algumas vezes no SBT, acabei de comprar, este filme é muito legal...

Link to comment
Share on other sites


 


Ok' date=' agora entendi sim!!! thumb.gif [/quote'] porém concorda ou discorda? smiley1.gif
Bom, Jonas, pra dizer a verdade, sinceramente não me prendo a conceitos ou denominações, então não me preocupo muito com isso. Obra prima pra mim é só uma palavra que uso pra designar os filmes que mais aprecio por ter algum elemento mais bem explorado que a maioria dos outros que falam do mesmo assunto (se houverem). Mas, pra mim todos esses fatores que discutimos são subjetivos (tanto a definição quanto o que consideramos obras primas, como você falou..o que me questiono no seu comentário é só se deve existir uma só obra prima por autor...não sei..não poderia escolher qual seria a de Tarkovsky ou Bergman por exemplo por essa denominação, pra mim muitos filmes dos dois diretores são. Logo, acredito que, embora nunca tenha pensado em definir explicitamente, penso em uma definição um pouco diferente dessa que propôs pelo dicionário smiley1.gif). Para a ocasião do tópico, entretanto, acredito que a questão seja bem mais simples, creio que o Thiago usou o termo "obras primas" para designar aqueles filmes que não foram considerados como grandes filmes pela crítica "em geral" ou não são muito comentados como marcantes por não abordarem as grandes questões do mundo ou por não ter grandes aspectos técnicos ou não possuir grandes pretensões com o roteiro, etc (ou tentarem mas não corresponderem às "melhores" obras sobre os tais assuntos)... smiley17.gif

bom eu posso ter me expressado mal antes.. quis dizer que cada autor tem sua ou suas obras-primas, nao necessariamente uma.. talvez eu esteja mudando de opinião quanto obras-primas, agora que vc expos realmente o que vc pensa sobre como definí-las.. obras-primas, apenas inquestionáveis então, cada uma com seu carater e seu valor próprio subjetivo!smiley17.gif


Com certeza..concordo plenamente! Acho que temos a mesma opinião, então..mas então, voltando à questão que deu origem a toda discussão do pessoal...mas por curiosidade em saber sua opinião, pra você, Curtindo a Vida Adoidado é ou não obra prima? smiley1.gif

indubitavelmente, pra mim, Curtindo a vida adoidado é uma inquestionável obra-prima do John Hughes, assim como Clube dos Cinco tbm é uma outra obra-prima dele =D

 

Link to comment
Share on other sites


creio que o Thiago usou o termo "obras primas" para designar aqueles filmes que não foram considerados como grandes filmes pela crítica "em geral" ou não são muito comentados como marcantes por não abordarem as grandes questões do mundo ou por não ter grandes aspectos técnicos ou não possuir grandes pretensões com o roteiro' date=' etc (ou tentarem mas não corresponderem às "melhores" obras sobre os tais assuntos)... smiley17.gif [/quote']

Na mosca!!!!!!!!!!!!!smiley2.gif

Link to comment
Share on other sites

   

           * Boneco Assassino        &am p;nb sp; *Robocop   * Maquina mortifera

                    

Talvez, meros clássicos, não obras-primas :P (talvez vc estivesse no verdadeiro assunto do tópico, se for, concordo com vc =D)

Link to comment
Share on other sites

   

           * Boneco Assassino        &am p;am p;nb sp; *Robocop   * Maquina mortifera

                    

Talvez' date=' meros clássicos, não obras-primas :P (talvez vc estivesse no verdadeiro assunto do tópico, se for, concordo com vc =D)

[/quote']

Não entendi sua colocação Jonas...smiley5.gif

Link to comment
Share on other sites

   

           * Boneco Assassino        &am p;am p;am p;am p;am p;nb sp; *Robocop   * Maquina mortifera

                    

Talvez' date=' meros clássicos, não obras-primas :P (talvez vc estivesse no verdadeiro assunto do tópico, se for, concordo com vc =D)

[/quote']

Não entendi sua colocação Jonas...smiley5.gif

acho q ando me expressando mal ultimamente viu.. ngm nunca me entende (to parecendo miss adolescente hahaha)..
enfim, quis dizer que são filmes clássicos da geração adolescente da década de 90, mas nao sao obras-primas..
O parenteses, tem a ver com o titulo do tópico, que é: Marcaram minha vida, mas nao é obra-prima, portanto, como sou da geração de adolescentes da decada de 90, esses filmes marcaram minha vida de cinéfilo-pipoca-adolescente, apesar de ainda ser um adolescente, considero-os meros classicos, não obras-primas, ou seja, marcaram minha vida, mas nao são obras-primas =D

entendeu ou será q vou ter q usar um dicionário para definir "clássico"? smiley36.gif

jonas2006-7-18 3:56:25
Link to comment
Share on other sites

   

           * Boneco Assassino        &am p;am p;am p;am p;am p;am p;nb sp; *Robocop   * Maquina mortifera

                    

Talvez' date=' meros clássicos, não obras-primas :P (talvez vc estivesse no verdadeiro assunto do tópico, se for, concordo com vc =D)

[/quote']

Não entendi sua colocação Jonas...smiley5.gif

acho q ando me expressando mal ultimamente viu.. ngm nunca me entende (to parecendo miss adolescente hahaha)..
enfim, quis dizer que são filmes clássicos da geração adolescente da década de 90, mas nao sao obras-primas..
O parenteses, tem a ver com o titulo do tópico, que é: Marcaram minha vida, mas nao é obra-prima, portanto, como sou da geração de adolescentes da decada de 90, esses filmes marcaram minha vida de cinéfilo-pipoca-adolescente, apesar de ainda ser um adolescente, considero-os meros classicos, não obras-primas, ou seja, marcaram minha vida, mas nao são obras-primas =D

entendeu ou será q vou ter q usar um dicionário para definir "clássico"? smiley36.gif

Entendi... mas sua citação tinha ficado meio confusa...smiley36.gif

Link to comment
Share on other sites

   Entao Jonas...smiley36.gif Eu só fiz responder o topico' date=' ai estão filmes que marcaram muito a minha vida, mas que não chegam nem perto de serem obras-primas. smiley2.gif

[/quote']

Você está certo. É que a algumas páginas atrás alguém resolveu definir obra prima, daí... smiley36.gif

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...