Jump to content
Forum Cinema em Cena

Marcou Minha Vida, Mas Não é Obra-prima


Thiago Araujo
 Share

Recommended Posts


Só uma pergunta: Alguem até agora levantou algum ponto relevante que demonstre que o filme é obra-prima? Então o filme NÃO É obra-prima até que prove o contrário.

http://www.cinemacomrapadura.com.br/criticas/?id_critica=337

Provado o contrário?

Não. :(
Um texto bem escrito' date=' porém, não prova, e nem diz em momento algum, que o filme é obra-prima.[/quote']

Para que um filme seja considerado obra prima é necessário que a crítica diga que o filme é OP?

smiley36.gif

Hmmm, mais ou menos. Independente disso, tenho minha opinião própria, e eu nao a mudaria por causa de uma critica, a não ser que esta tivesse argumentos fortes que me fizessem mudar de opinião, o que, no caso, não aconteceu.
Mesmo a critica sendo bem escrita, quase todos os filmes teen dos anos 80 mostraram a mesmissima coisa, da mesma forma colorida, como se o mundo jovem fosse esse mar de rosas. E outra, 10 não é sinonimo de obra prima.

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 431
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Sim' date=' disse... Veja o trecho em negrito.

[/quote']

Hehehe, engraçado. Deixa eu explicar, senhor acéfalo, nessa parte eu me referia a você... smiley5.gif

Na nossa opinião o filme não é clichê... Na opinião de outros' date=' pode ser... Seus argumentos não são prova cabal, objetiva e inquestionável disso. Quer que eu desenhe, caríssimo acéfalo?

[/quote']

Opinião é algo que não vale nada sem base sólida. Na opinião da minha vizinha velha o sexo é uma coisa do demonio e quem o pratica, se não for para reprodução, deve ir para o inferno sofrer as torturas eternas ou então sofrer aqui na Terra mesmo punições. Devo leva-la a sério?
Na opinião de Hitler os judeus e outros povos tinham que morrer por que o ariano europeu era a super-raça e os outros lixo. Devo aceitar isso?

Link to comment
Share on other sites

Querido, resumo da ópera:

1. Ninguém aqui quer te convencer que Curtindo a Vida é OP... O que queremos é te mostrar que o conceito de OP é flexível e a própria falta de unanimidade da crítica e do público é a prova disto. O conceito é flexível (e vc demonstrou isso com Fuga de NY), quer vc queira ou não. Curtindo a Vida é OP? Não conheço o filme suficientemente para dizer isso.

2. Não sei se vc reparou, mas em nenhum momento entrei nos méritos do filme, mas sim questionando o porquê dele não poder se enquadrar no rol de OPs e vc não conseguiu explicar OBJETIVAMENTE porquê ele não pode se enquadrar. Todos os seus argumentos são SUBJETIVOS e dizem respeito a você somente e dei exemplos aqui disso (Homem-Aranha, o próprio Fuga de NY, A Vila, etc)

3. Entre tantas bobeiras retóricas (de todos os lados) ficou claro uma coisa: não existem provas objetivas das alegações aqui colocadas. E, mais uma vez, ninguém quer te convencer de porra alguma. Se vc está entrando na discussão com o animus 'vamos ver se eles conseguem me convencer' é melhor voltar para os fóruns que vc frequentava outrora.

4. Nunca vi um filme igual Kill Bill mas já vi DEZENAS de filmes que falam sobre vingança. O clássico Era Uma Vez no Oeste é um desses e tem a vingança como um de seus temas abordados (personificado na figura do protagonista!). O tema vingança, por si só, já é clichê. A forma como foi utilizado por Tarantino é que deu ao filme o brilho e criatividade que ele tem. Mas ainda é a batida história do herói (heróina) que se vinga de seus algozes...

5. Particularmente, 80% das comédias adolescentes dos anos 80 mostraram o mundo jovem como um mar de rosas... Mas os 20% restantes não. Se vc acha que é tudo a mesma coisa, acho que seria interessante vc rever esses 20% e evitar generalizações estúpidas.

6. Não sei de onde vc tirou que 10 é necessariamente OP; Todo filme OP é nota 10 mas nem todo filme nota 10 é OP.

7. Importância cinematográfica do filme é algo que se mensura objetivamente, pelas inovações que ele proporcionou. Agora, ser importante, não é o mesmo que ser OP. O Nascimento de Uma Nação foi importante por introduzir diversas inovações no cinema. Acho o filme uma porcaria temática sem tamanho, um produto de uma época e sociedade racistas, alienada e imbecil. O Nascimento de Uma Nação é OP?

8. Perguntei qual foi a importância cinematográfica (elemento que VOCÊ elencou para identificar OPs) de Fuga de NY. Espero a resposta.

Link to comment
Share on other sites

Sim' date=' disse... Veja o trecho em negrito.

[/quote']

Hehehe, engraçado. Deixa eu explicar, senhor acéfalo, nessa parte eu me referia a você... smiley5.gif

Cute, mas eu nunca dei a entender que eram a mesma coisa...

Bola fora, smart ass...

Opinião é algo que não vale nada sem base sólida.

A base sólida é subjetiva... 2001 é obra prima pq vc encara assim' date=' pq muitos críticos encaram assim... Isso não prova que o filme deve ser aceito como OP por todos. 

Pauline Kael, considerada a maior crítica de cinema dos EUA, achou 2001 um LIXO! 

Na opinião da minha vizinha velha o sexo é uma coisa do demonio e quem o pratica, se não for para reprodução, deve ir para o inferno sofrer as torturas eternas ou então sofrer aqui na Terra mesmo punições. Devo leva-la a sério?

Não estamos falando de sexo e sim arte. São duas coisas distintas.

Na opinião de Hitler os judeus e outros povos tinham que morrer por que o ariano europeu era a super-raça e os outros lixo. Devo aceitar isso?

Mais uma vez, estamos falando de arte. Não misture as coisas.

A arte é subjetiva, portanto, suscetível às mais diversas sensações, inclusive das pessoas que fazem arte... Essas sensações e impressões são singulares e variam de pessoa p/ pessoa...

Para mais detalhes, visite o tópico Objetividade x Subjetividade. Já que vc diz que está aqui para debater e conhecer mais cinema, passe lá e aprenda um pouco mais.

Link to comment
Share on other sites

alligator1980.jpg  Como pude esquecer do tosco "Alligator" q vi pela primeira vez em uma bela noite de domingo na "Sessão das dez"?smiley36.gif

Pelo menos esse filme não terá discussão do tipo é ou não é OP...smiley36.gif

Dook' date=' o q vc acha desse filme (sem palavrões e ofensa a minha pessoa, por favorsmiley36.gif)????smiley5.gif

[/quote']

Uhul!!!

 

Cheguei a baixar essa filme...É um excelente trash....

Link to comment
Share on other sites

Dook' date=' o q vc acha desse filme (sem palavrões e ofensa a minha pessoa, por favorsmiley36.gif)????smiley5.gif[/quote']

Vi há séculos, tb no SBT, quando ainda achava que redes de TVs faziam seus próprios filmes e competiam com seus concorrentes nas noites televisivas...

A única cena que me lembro é de alguém jogando o jacarezinho mascote na privada e dando descarga... brrrrrr....

Link to comment
Share on other sites

aventureiros_bairro_proibido.jpg Aventureiros do bairro proibido!!!!!zaberdust.gif

Eita' date=' muito bom esse filme do Carpenter. Me marcou muito também. Será que o Rayden do Mortal Kombat não foi inspirado naquele chinês? Igualzinho os caras.

[/quote']

A Midway realmente inspirou naquele chinês para criar o Raiden, isso é declarado pela própria criadora do MK...smiley2.gif

Link to comment
Share on other sites

1- Sei disso, isso é uma discussão. O conceito de OP não é flexivel, uma obra-prima sobrevive ao tempo pela sua qualidade, e sobrevive até o homem deixar de existir (vide os classicos gregos). Ok, voce vai me dizer que Curtindo a Vida sobreviveu ao tempo. Sim, sobreviveu para pouquissimas pessoas que gostam do filme devido ao seu status de cult, nao a sua qualidade, assim como eu gosto de Plan 9 from Outer Space, que sobreviveu sim, nao pela sua qualidade, mas pelo seu status de cult. Não é um filme que fez escola, não é um filme que é estudado, enfim, você entendeu.

2- Ok.

3-Eu nao quero que me convençam de nada. Isso é uma discussão, e em uma discussão é necessário discutir, porque senão não há discussão. smiley36.gif

4- Kill Bill tem o tema da vingança sim, mas é justamente por isso: por ser um clichê. Tarantino usou dos cliches para homenagear os classicos que passou a vida assistindo, inclusive Era uma Vez no Oeste.

5- Exato, e Curtindo a Vida está entre esses 80.

6- Foi exatamente o que eu disse isso. Nem todo 10 é OP.

7- Nao sei, nunca assisti.

8- Alem de inovar ao mesclar o cinema B com Hollywood (tipico local de superproducoes "boazinhas), o filme é de uma originalidade e criatividade impares (o que, por si só, ja lhe confere um certo ar de OP), e, alem disso, faz criticas criativas e geniais a politica. Quer ironia maior que um bandido salvar o presidente e, no fim, sacanea-lo daquela forma?
Enfim, o que a arte é sem a originalidade? Nada...

Link to comment
Share on other sites

4. Clichês sendo reciclados, continuam clichês... Era Uma Vez no Oeste tem em Rastros de Ódio (outra OP que versa sobre vingança) uma de suas referências e homenagens; Kill Bill (filme de vingança) tem em Era Uma Vez no Oeste suas referências e o homenageia e assim vai... A forma como vc utiliza os clichês é que dá a graça da coisa, mas eles AINDA são clichês;

5. Subjetivo;

6. Ok, fechamos;

7. Assista. smiley2.gif

8. Vc bateu na tecla da originalidade e da criatividade, mas isso não é importância cinematográfica.

 

Link to comment
Share on other sites

Só para encerrar, queria compilar meu ponto de vista e minhas conclusões aqui:

 

O que afinal faz de uma obra de arte ser considerada uma obra-prima?

A opinião? Hmmm, a opinião de alguém pode tirar o status de obra-prima de "Assim Falou Zaratustra" de Nietzsche? Pode tirar o status de obra-prima de "Édipo Rei" de Sófocles? Pode tirar o status de obra-prima da Nona Sinfonia? E, chegando mais à atualidade, pode tirar o status de obra-prima de "Metropolis" de Fritz Lang? Essas obras sobreviveram a séculos (com exceção de Metropolis, que tem cerca de 80 anos), mesmo tendo pessoas discordando de seu status em suas épocas e discordando ainda hoje. Mas isso não muda NADA, ela continuará sobrevivendo como obra-prima e, daqui a 200 anos, ainda estará sendo discutida e estudada.

A opinião pode sim ser consequencia da obra-prima, individualmente, não ter tido muito efeito. Mas e historicamente? A obra-prima sobreviverá para sempre, a obra comum não, e isso é FATO.

Agora retomando a discussão: Será que "Curtindo a Vida Adoidado" sobreviverá? Será que daqui a 100 anos ainda estarão discutindo esse filme? Será o tema tão universal e interessante que as pessoas continuem o discutindo daqui a muito tempo?

Isso só o tempo dirá, mas o que nos mostra a História é que obras-primas tem tematica universal. A modernização mostrada por Fritz Lang e suas consequencias sempre estarão aí acontecendo. A psicologia de Sófocles sempre existirá nos seres humanos, tanto que Freud se utilizou do nome da obra de Sófocles para nomear o tal Complexo de Édipo. Isso só para citar as obras-primas do primeiro parágrafo. Por isso elas sobrevivem, sua temática é universal, e a temática de "Curtindo a Vida Adoidado" não é, pelo contrário, é bastante limitada. Será que daqui a 100 anos alguém irá querer saber como se sentia a juventude de 1980? Acho que não.

O que tentei aqui dizer é justamente isso: acho que um filme com temática tão batida e rasa não sobreviverá. E também quero deixar claro que gosto do filme, me diverti em muitas sessões da tarde assistindo-o, mas isso não faz dele uma obra prima.

Há como provar objetivamente isso, com FATOS concretos? Não, discutindo aqui dá pra ver que não. Mas o contrário também não há como ser provado.

Isso faz do tema de ser ou não obra-prima subjetivo? Questão de opinião? Não, é apenas uma questão de tempo, e o tempo é objetivo.

Link to comment
Share on other sites

Eu acho que vc está confundindo obra-prima com clássico, Travis.

Clássicos são artes atemporais. Eu acho "Édipo Rei" super chato, uma idéia muito boa, muito mal contada. Pra mim, não é obra-prima de JEITO NENHUM. Mas reconheço que é um CLÁSSICO, não uma obra-prima.

Link to comment
Share on other sites

Eu acho que vc está confundindo obra-prima com clássico' date=' Travis.

Clássicos são artes atemporais. Eu acho "Édipo Rei" super chato, uma idéia muito boa, muito mal contada. Pra mim, não é obra-prima de JEITO NENHUM. Mas reconheço que é um CLÁSSICO, não uma obra-prima.

[/quote']

To não cara. Segue as definições (que confesso, tambem me confundiram).

--------------------

do Lat. classicu

adj.,

usado nas aulas;

utilizado como modelo na literatura ou em belas-letras;

relativo à literatura grega ou latina;

autorizado pelos clássicos;

antigo;

inveterado;

tradicional;

s. m.,

autor de obra clássica, especialmente escritor grego ou latino;

aquele que segue o classicismo.

------------------------

obra-prima

transparent.gif



s. f.,

primor de arte;

obra perfeita;

a primeira obra do seu género.

Será que "Curtindo a Vida" é algum dessas três?

Link to comment
Share on other sites

Releia o que vc escreveu, e vc falou que a obra-prima é aquela que sobrevive ao tempo. Isso não se encaixa em nenhuma das três definições. Sobre os clássicos, não tenho certeza, mas muitos classificam uma obra da literatura clássica aquela que sobrevive no tempo. As epopéias e tragédias gregas se encaixam perfeitamente aqui, assim como a música erudita clássica de Mozart e Beethoven e as pinturas de Da Vinci e Picasso.

Não estou dizendo que Curtindo é uma OP, porque eu mesmo nunca vi o filme. Só estou defendendo o direito que outras pessoas teriam de o dizer. E só que a sua definição que Curtindo passa longe das obras-primas é opinião, e não um fato comum a todos.

Blade Runner demorou 10 anos para ser reconhecido. Antes ele era escrachado, e hoje é tido por muitos como op (inclusive por mim smiley17.gif). O que impede que Uwe Boll seja considerado gÊnio revolucionário num futuro não muito distante?

Link to comment
Share on other sites

Releia o que vc escreveu' date=' e vc falou que a obra-prima é aquela que sobrevive ao tempo. Isso não se encaixa em nenhuma das três definições. Sobre os clássicos, não tenho certeza, mas muitos classificam uma obra da literatura clássica aquela que sobrevive no tempo. As epopéias e tragédias gregas se encaixam perfeitamente aqui, assim como a música erudita clássica de Mozart e Beethoven e as pinturas de Da Vinci e Picasso.

Não estou dizendo que Curtindo é uma OP, porque eu mesmo nunca vi o filme. Só estou defendendo o direito que outras pessoas teriam de o dizer. E só que a sua definição que Curtindo passa longe das obras-primas é opinião, e não um fato comum a todos.

Blade Runner demorou 10 anos para ser reconhecido. Antes ele era escrachado, e hoje é tido por muitos como op (inclusive por mim smiley17.gif). O que impede que Uwe Boll seja considerado gÊnio revolucionário num futuro não muito distante?

[/quote']

Beethoven é romantico. Epopéia e tragédias gregas são classicos, mas não deixam de ser obras-primas. Enfim, você entrou num tema confuso. O pessoal mesmo ai postou uma critica dizendo que Curtindo A Vida é um classico. Whatever, clássico, obra-prima, não importa. O que é classico é obra-prima. O que é obra-prima sobrevive ao tempo e se torna um clássico, mesmo nao sendo grego.
Ficar discutindo se é classico ou obra-prima não vai levar a nada.
Quanto a Blade Runner, não foi o único, e sua temática é universal e é orquestrada com maestria por Ridley Scott, então é obra-prima.
Já Uwe Boll... hehehe Prefiro nao comentar um cara que faz filme para se aproveitar de um furo na lei fiscal alemã, ou seja, não tem intuito nenhum de fazer arte.

Link to comment
Share on other sites

Beethoven é romantico. Epopéia e tragédias gregas são classicos' date=' mas não deixam de ser obras-primas.[/quote']

Discordo, e aí?

 Enfim' date=' você entrou num tema confuso.[/quote']

Eu não, vc smiley36.gif.

 O pessoal mesmo ai postou uma critica dizendo que Curtindo A Vida é um classico.

Clássico no contexto da crítica' date=' que evoca a nostalgia.

Whatever, clássico, obra-prima, não importa. O que é classico é obra-prima. O que é obra-prima sobrevive ao tempo e se torna um clássico, mesmo nao sendo grego.
Ficar discutindo se é classico ou obra-prima não vai levar a nada.

Bom, obra-prima e clássico são coisas muito distintas. Clássico é um conceito objetivo e obra-prima é um conceito subjetivo. Veja bem, clássicos são aqueles que sobrevivem ao tempo e OP, como o próprio dicionário classificou, são aquele de qualidade artística enorme. Qualidade artística que nego em clássicos como "Édipo Rei".

Quanto a Blade Runner' date=' não foi o único, e sua temática é universal e é orquestrada com maestria por Ridley Scott, então é obra-prima.[/quote']

Opinião sua, e minha, mas não de todos.

Já Uwe Boll... hehehe Prefiro nao comentar um cara que faz filme para se aproveitar de um furo na lei fiscal alemã' date=' ou seja, não tem intuito nenhum de fazer arte.[/quote']

Tem um cara aqui que diz o seguinte "Filmes são o que são + o que nós somos".

Outro dia eu estava debatendo com outro cara aqui sobre o filme "Crash". Eu dizia que os personagens do filme são por demais caricatos e que eu não conseguia transpor os conflitos do filme para o contexto do racismo e ele contra-argumentou, dizendo que acentuava a crítica. Ele me mostrou uma linha de raciocínio que fazia sentido e elevava "Crash" a um status muito alto. Eu preferi não viajar tanto smiley36.gif. E o fato é: eu sei que certamente, essa não era a intenção de Paul Haggis, mas se a carapuça serviu, o frase acima fez sentido.

Por mais que Uwe Boll não tenha o intuito de fazer arte, ele pode ser considerado arte por outros. A frase faz todo o sentido do mundo agora.

Só pra mostrar:

User Ratings for
BloodRayne (2005)

5844 'IMDb users' have given a weighted average vote of 2.4 / 10

Demographic breakdowns are shown below.

Votes

 Percentage

 Rating

648

neutral.gif 11.1%

10

71

neutral.gif 1.2%

9

101

neutral.gif 1.7%

8

160

neutral.gif 2.7%

7

171

neutral.gif 2.9%

6

228

neutral.gif 3.9%

5

283

neutral.gif 4.8%

4

385

neutral.gif 6.6%

3

536

neutral.gif 9.2%

2

3261

neutral.gif 55.8%

1

648 pessoas consideram este filme de Dr. Boll uma OP, ou algo perto disso.

rubysun2006-7-12 0:22:40
Link to comment
Share on other sites

O que é obra-prima sobrevive ao tempo e se torna um clássico' date=' mesmo nao sendo grego. [/quote']

Sexta-Feira 13 sobreviveu incrivelmente ao tempo e hoje é uma referência utilizada para achincalhar filmes de terror atuais. Sexta-Feira 13 tb é clássico (do terror, bem entendido). Logo, pelo seu raciocínio, Sexta-Feira 13 é OP...

Link to comment
Share on other sites

 

648 pessoas consideram este filme de Dr. Boll uma OP' date=' ou algo perto disso.

[/quote']

 

Opa, cuidado com estatísticas como essa, Rubysun...muitos usuários dão 10 pra um filme como esse só pra que outros filmes por eles mais odiados vão para o bottom 100 em posições mais "elevadas". e isso é ainda mais comum para filmes que estão próximos da posição de número 1 como pior da história (ainda mais pra um site como do imdb consultado por tantas pessoas...já pensou você poder falar que seu filme mais odiado é também o pior filme escolhido por tantos usuários? O que você faz? Dá nota 1 pro que você quer ver como pior e nota 10 pros que estão acima dele!!!). É comum fazer isso, eu mesmo já fiz. Não acho que essa pesquisa seja parâmetro pra comparação. Sou fã do imdb..acho esse site massa demais (especialmente os comentários dos usuários..ambiente fértil para "masturbadores mentais" como eu) e normalmente dou muita credibilidade para notas altas...no entanto, é claro que o fenômeno acontece dos dois lados (tanto no bottom quanto no top), mas isso se explica porque é mais fácil aumentar a nota de um filme no Bottom (causando um efeito "positivo" para um outro que você deteste mais) do que aumentar a nota de um filme que esteja no Top pra subir mais posições (causando um efeito positivo direto pra um filme que você goste mais), porque é claro que menos gente viu um filme ruim e portanto, é mais fácil alterar a nota dele estatiscamente. Logo, parecem-me mais confiáveis notas de filmes próximos do top que do bottom.Mr. Scofield2006-7-12 10:32:5

Link to comment
Share on other sites

Voces se utilizam da palavra clássico para qualquer coisa. A palavra clássico, na verdade, se refere as obras greco-romanas (período clássico), as obras do classicismo e as obras da época do renascimento, já que o renascimento foi a retomada do conhecimento greco-romano após a Idade Média.
Eu também saio dizendo por aí dizendo que tal filme é classico, mas isso é um conceito errado. Sexta Feira 13 NÃO é classico, é apenas ponto de referencia para filmes slasher, e Ed Wood... well, Ed Wood não é clássico.

Bom' date=' obra-prima e clássico são coisas muito distintas. Clássico é um conceito objetivo e obra-prima é um conceito subjetivo. Veja bem, clássicos são aqueles que sobrevivem ao tempo e OP, como o próprio dicionário classificou, são aquele de qualidade artística enorme. Qualidade artística que nego em clássicos como "Édipo Rei".

[/quote']

Ok, então ja que voce evocou o dicionario, nele Obra-Prima significa "Primeira Obra de seu genero", ou seja, precisa inovar.
Quanto a Édipo Rei, ele é um clássico porque é da cultura grega, sobreviveu ao tempo devido ao seu status de obra-prima. Veja, se não tivesse qualidade artistica não teria sobrevivido mais de 2000 anos. É uma questão de seleção natural.
Se a obra sobreviveu muito tempo (não falo de 10 ou 20 anos), sendo clássica ou não, ela TEM que ter qualidade artistica, senão porque ela sobreviviria? Pela sua ruindade ? Acho dificil.

Link to comment
Share on other sites

Por mais que Uwe Boll não tenha o intuito de fazer arte' date=' ele pode ser considerado arte por outros. A frase faz todo o sentido do mundo agora.

[/quote']

Ok, pode até existir alguém que acredite que o Boll faça arte, e, quem sabe, até obras-primas. Podem existir pessoas dessa opinião. A questão é: E daí?
Essas pessoas o elevarão ao status de gênio? Essas pessoas farão dos filmes dele obras-primas? Não. São opiniões, e opiniões não mudam o fato do filme ser mal feito. Eu adoro os filmes do Bruno Mattei, me divirto muito, mas sei o lixo que são, poderia até dar 10 pros filmes dele no Imdb só pela diversão que me proporcionam, isso fará de seus filmes obras-primas? Não. O tempo sabe selecionar muito bem o que fica e o que sobrevive.

PS: Rubysun, você está confundindo o conceito de clássico. Picasso NÃO é clássico, a maior parte de sua vida ele foi cubista, são escolas diferentes o classicismo e o cubismo. Beethoven também não é clássico, ele é da escola do Romantismo, inclusive foi o precurssor desta, apesar de nós generalizarmos e dizermos que Beethoven faz musica clássica.

Travis Bickle2006-7-12 11:9:51
Link to comment
Share on other sites

Voces se utilizam da palavra clássico para qualquer coisa. A palavra clássico' date=' na verdade, se refere as obras greco-romanas (período clássico), as obras do classicismo e as obras da época do renascimento, já que o renascimento foi a retomada do conhecimento greco-romano após a Idade Média. [/quote']

Vc muda de conceitos com a mesma facilidade que troca de roupa... Ora o clássico é aquilo que sobrevive ao tempo, ora o clássico são as obras greco romanas, etc.

Então, pelo seu 'novo' conceito, 2001 não seria clássico já que não é uma obra greco-romana; não é do classicismo; não é do renascimento...

Eu também saio dizendo por aí dizendo que tal filme é classico' date=' mas isso é um conceito errado. Sexta Feira 13 NÃO é classico, é apenas ponto de referencia para filmes slasher, e Ed Wood... well, Ed Wood não é clássico.[/quote']

Decida-se kid... se clássico é aquilo que sobrevive ao tempo, Sexta-Feira 13 e os filmes de Ed Wood são clássicos, assim como 2001, Metropolis, Encouraçado Pontemkin, etc.

Ok' date=' então ja que voce evocou o dicionario, nele Obra-Prima significa "Primeira Obra de seu genero", ou seja, precisa inovar. [/quote']

O rol do dicionário não é taxativo, ou seja, pode ser uma ou outra alternativa das 3 lá elencadas.

Se a obra sobreviveu muito tempo (não falo de 10 ou 20 anos)' date=' sendo clássica ou não, ela TEM que ter qualidade artistica, senão porque ela sobreviviria? Pela sua ruindade ? Acho dificil.[/quote']

Obras sobrevivem por diversos motivos... Faça um cursinho qualquer de cinema e eles citarão O Nascimento de Uma Nação do Griffith, aquele que te citei há alguns posts e q vc NÃO assistiu... Eles te falarão da influência do filme, das técnicas empregadas mas e daí? É um filme racista, nojento, pavoroso do ponto de vista do CONTEÚDO (elemento elencado por vc aqui neste tópico como sendo vital para um filme). O filme sobreviveu ao tempo. Ele é bom? Eu acho que não.  

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...