Jump to content
Forum Cinema em Cena

007 Sem Tempo Para Morrer


Jailcante
 Share

Recommended Posts

UNIVERSAL PICTURES DIVULGA CALENDÁRIO COM OS LANÇAMENTOS PARA O SEGUNDO SEMESTRE DE 2021

Capa da Publicação

Com o avanço da vacinação contra Covid-19 no país, os grandes estúdios e empresas começam a se sentir confiantes em reorganizar seu calendário de lançamento. Agora, a Universal Pictures definiu as datas de estreia para o segundo semestre de 2021, apontando que 007: Sem Tempo Para Morrer, o aguardado filme estrelado por Daniel Craig, chega aos cinemas ainda neste mês.
Entre os destaques do calendário para este ano temos Halloween Kills: O Terror Continua a sequência intensa do revival da franquia de horror, Casa Gucci, filme estrelado por Lady Gaga e Adam Driver inspirado na história real da Família Gucci, e Noite Passada em Soho, o suspense de Edgar Wright estrelado por Anya Taylor-Joy (O Gambito da Rainha).

Confira o calendário completo abaixo:

007: Sem Tempo Para Morrer (No Time To Die), estreia em 30 de setembro;

A Família Adams 2: Pé na Estrada (The Adams Family 2), estreia em 07 de outubro;

Halloween Kills: O Terror Continua, estreia em 21 de outubro;

Noite Passada em Soho (Last Night in Soho), estreia em 11 de novembro;

Querido Evan Hansen (Dear Evan Hansen), estreia em 18 de novembro;

Casa Gucci (House of Gucci), estreia em 25 de novembro;

Belfast (ainda sem título nacional), estreia em 16 de dezembro.

Importante lembrar que, apesar do calendário estar preparado, as datas continuam sujeitas a alteração.

Link to comment
Share on other sites

On 9/10/2021 at 4:37 PM, Jailcante said:

Old: Superman Christopher Reeve visitando o Bond Roger Moore no set de Octopussy.

sem falar que o Wolverine Hugh Jackman e o Daniel Craig estrelaram uma peça juntos em 2006, onde o mutante deu conselhos ao entao novo 007 de como lidar com a fama, pois o Craig tava ficando meio zureta com isso... alias, o documentário mencionado na materia abaixo é bem legal..

007: Como Hugh Jackman ajudou Daniel Craig a lidar com desafios da fama?

None

Daniel Craig se despede do papel icônico de James Bond em 007 — Sem Tempo para Morrer, que tem estreia prevista para 30 de setembro. Apesar de ter aprendido a lidar com a fama de estrelar uma das franquias de ação mais icônicas do cinema, não foi sempre assim: o astro precisou da ajuda de Hugh Jackman para passar por momentos difíceis.

Conforme noticiado pela NME, Daniel Craig encarnou o agente secreto pela primeira vez em 007 — Cassino Royale, em 2006, ao substituir o icônico Pierce Brosnan. Quando foi anunciado quem ocuparia o posto de James Bond, Craig instantaneamente se tornou um dos astros mais famosos de Hollywood.
No documentário Being James Bond, produzido pela Apple TV com entrevistas e cenas de bastidores, Craig explicou que, quando começou a atuar em 007, a fama foi um grande desafio para a saúde mental.

Em entrevista para o documentário, Daniel Craig explicou que Hugh Jackman o ajudou a lidar com os desafios da fama. Apesar de nunca aparecerem juntos nas telonas, estrelaram e peça Steady Rain em 2006.
"Minha vida pessoal foi afetada por ser tão famoso de repente. Eu costumava me trancar e fechar as cortinas, estava no mundo das fantasias. Estava física e mentalmente sob ataque... [Hugh Jackman] me ajudou a chegar a um acordo com isso [a fama] e apreciá-la,” explicou.

Segundo a NME, assim como Daniel Craig, Hugh Jackman também precisou chegar a um “acordo” com a fama. Ao encarnar Wolverine em X-Men, tornou-se do dia para a noite um astro de muito destaque em Hollywood.

 

Link to comment
Share on other sites

Being James Bond é um bom documentário da AppleTV que a principio parece ser peça publicitária pra divulgar o novo filme do 007, mas vai além: se revela uma grandiosa e emocionante conversa com o ator e os produtores Brocolli, enquanto destila imagens dos quatro filmes feitos por Craig no papel. Com imagens de arquivo, cenas inéditas de bastidores e principalmente as declaraçoes sinceras do trio, bacana saber das curiosidades da saga, tipo: a malhacao da imprensa e pulico da escolha do ator, de que ele nao queria ser o agente mas foi convencido pelos produtores a isso, culpam o fracasso de Quantum of Solace a greve dos roteiristas e que Craig filmou Spectre com "perna mecânica", sentindo dores todo tempo pois tava com joelho quebrado. Acho que faltaram mais depoimentos de mais atores, mas tendo em vista o tempo enxuto o resultado foi satisfatório.

تويتر \ Fandom على تويتر: "Daniel Craig is getting a 007 retrospective  special, 'Being James Bond' 🍸 Coming to @AppleTV on Sept. 7  https://t.co/9gMarM0tYG"

 

Link to comment
Share on other sites

Diretor de ‘007: Sem Tempo Para Morrer‘, Cary Fukunaga concedeu entrevista ao The Hollywood Reporter e criticou a abordagem dos filmes clássicos da franquia. Na visão dele, o agente secreto tinha um comportamento abusivo especialmente com mulheres.

“É em ‎‎’Contra a Chantagem Atômica’ ou ‘‎‎Goldfinger’‎‎ onde, basicamente, Bond (Sean Connery) abusa de uma mulher? Ela diz ‘Não, não, não’, e ele reage, ‘Sim, sim, sim.’ Isso não seria aceitável atualmente, em nenhuma hipótese,” disse.‎

Para evitar qualquer tipo de polêmica do tipo, Phoebe Waller-Bridge (Fleabag) foi contratada para co-escrever o novo filme.

‎”Ter uma roteirista trabalhando em papéis femininos muito fortes é algo que [a produtora Barbara Broccoli] já queria há muito tempo. Desde as primeiras reuniões, foi um impulso muito forte. Você não pode transformar Bond da noite para o dia em uma pessoa diferente. Mas, você pode definitivamente mudar o mundo ao seu redor e a maneira como ele tem que funcionar,” concluiu.

 

FONTE: O VÍCIO

Link to comment
Share on other sites

On 9/24/2021 at 3:59 PM, Questão said:

Diretor de ‘007: Sem Tempo Para Morrer‘, Cary Fukunaga concedeu entrevista ao The Hollywood Reporter e criticou a abordagem dos filmes clássicos da franquia. Na visão dele, o agente secreto tinha um comportamento abusivo especialmente com mulheres.

“É em ‎‎’Contra a Chantagem Atômica’ ou ‘‎‎Goldfinger’‎‎ onde, basicamente, Bond (Sean Connery) abusa de uma mulher? Ela diz ‘Não, não, não’, e ele reage, ‘Sim, sim, sim.’ Isso não seria aceitável atualmente, em nenhuma hipótese,” disse.‎

Para evitar qualquer tipo de polêmica do tipo, Phoebe Waller-Bridge (Fleabag) foi contratada para co-escrever o novo filme.

‎”Ter uma roteirista trabalhando em papéis femininos muito fortes é algo que [a produtora Barbara Broccoli] já queria há muito tempo. Desde as primeiras reuniões, foi um impulso muito forte. Você não pode transformar Bond da noite para o dia em uma pessoa diferente. Mas, você pode definitivamente mudar o mundo ao seu redor e a maneira como ele tem que funcionar,” concluiu.

 

FONTE: O VÍCIO

se o cara não gosta do personagem, porque caralhos ele aceita fazer um filme do personagem?
e não, no filme que ele citou, o Bond não estupra uma mulher (e em nenhum filme). é só um flertezinho bobo. Desculpa, mas se isso for uma cena de estupro, então acho que uma boa parte desses galãs devem ser estupradores. O Capitão América foi abusado pela Natalie Dormer, assim como o Luke com a própria irmã e a mesma com o Han Solo. Sim, qualquer publicidade pra vender um filme que tem que se pagar em milhoes por conta da pandemia..A cena em questão:

 

 

Link to comment
Share on other sites

007: SEM TEMPO PARA MORRER TEM NOTA NO ROTTEN TOMATOES E CRÍTICAS DIVULGADAS

Capa da Publicação

007: Sem Tempo Para Morrer não teve um caminho fácil, com um novo diretor e vários atrasos em seu lançamento devido à pandemia, além de marcar o último filme de Daniel Craig no papel do agente secreto James Bond, o filme tinha bastante a provar, o que ele aparentemente ele conseguiu segundo as críticas do filme.
Com o embargo tendo caído, até o momento da publicação, 007: Sem Tempo Para Morrer possui 91% de aprovação no Rotten Tomatoes, das 44 críticas contabilizadas, 40 são positivas e apenas 4 negativas.

Confira o que os críticos disseram:
Owen Gleiberman da Variety:
“‘Sem tempo para Morrer’ é um filme maravilhoso: ele é um thriller do James Bond moderno e cheio de suspense com um toque neoclássico satisfatório”.

David Rooney do Hollywood Reporter:
“Mesmo que a duração de 2 horas e 45 minutos seja ocasionalmente cansativa, no fim o filme entrega tudo”

Leah Greenblatt do Entertainment Weekly:
“Conforme as despedidas de Bond vão, é uma boa despedida: unindo o novo mundo com o antigo até seu último pós-escrito imortal”.

Jason Solomons do TheWrap:
“A melhor encarnação de Daniel Craig em um papel icônico, uma iteração que mostra Bond viajando para lugares emocionais para os quais o personagem nunca foi antes, pelo menos, não desde A Serviço Secreto de Sua Majestade ou em certas partes dos livros de Ian Fleming”. 

Peter Bradshaw do The Guardian:
“Sem Tempo Para Morrer é alarmante, exoticamente autoconsciente, divertido e confiante, e talvez mais do que tudo ele é grande: com grande ação, grandes risadas, grandes acrobacias…”

John Nugent da Empire Magazine:
“Esse é o filme do Bond que obedientemente marca todas as caixas – mas de forma brilhante, muitas vezes não parece ser um filme do Bond. Para um 007 que tentava trazer para a humanidade um herói maior que a vida, é um fim adequado para a era de Craig”. 

Bilge Ebiri da New York Magazine e Vulture:
“É a mesma coisa sem sentido que já cansou, só que mais longo, e todos os elementos introduzidos para dar a história e aos personagens um peso emocional falham na maior parte do tempo”.

 

Resumindo..Mais do mesmo bem feito!😂

Link to comment
Share on other sites

HENRY CAVILL GOSTARIA DE INGRESSAR NA FRANQUIA DE JAMES BOND

Capa da Publicação

Henry Cavill, ator que deu vida ao Superman no DCEU e protagonista da série The Witcher, demonstrou interesse em atuar na consolidada franquia 007. Mas quem esperava que o astro vestisse o terno de James Bond, pode se decepcionar.
Ainda que Cavill seja um dos candidatos dos sonhos da audiência para viver o próximo James Bond no lugar de Daniel Craig, o ator estaria disposto a ingressar na franquia até mesmo como vilão.
Em entrevista ao The Movie Dweeb, o artista foi perguntado sobre a possibilidade de ser o antagonista de James Bond em um futuro filme da série. Confira:
“Se [os produtores] Barbara [Broccoli] e Michael [G. Wilson] demonstrassem interesse em que eu fizesse parte de seus filmes, terei prazer em ter essa discussão. É, sem dúvida, algo que gostaria muito de explorar mais a fundo.”
Henry Cavill já foi um vilão em outra franquia de ação famosa, quando estrelou Missão Impossível: Efeito Fallout em 2018. Na ocasião, o ator interpretou o personagem August Walker.
007: Sem Tempo para Morrer será o último filme de Daniel Craig como James Bond, e com isso, as especulações envolvendo a escolha do próximo ator a dar vida ao personagem segue crescendo.
 

em Fallout ele se saiu bem muito como capanga coadjuvante, acredito que nesses termos sim, mas o Cavill nao tem aquele ar de cafajeste talentoso, ele é muito respeitador das mulheres, iria se sentir desconfortavel🙄

Link to comment
Share on other sites

 

Já o Dalenogare deu nota 5/10 e justificou que o filme é emocionante, que vai deixar sua marca. Mas é o filme menos James Bond da franquia, menos Bond até que o Bond do Craig. É o que mais se afasta da base original do Ian Fleming e que se fosse outro filme com outro título seria um filmaço. 

Link to comment
Share on other sites

007 - No Time to Die é o razoável "fecho" da franquia Bond na mao do Craig. Na verdade esperava bem mais deste filme, mas ele basicamente se tornou um Missao Impossivel porque de Bond nao tem nada (alias, porque ele se aposentou e quem tomou seu lugar é uma negrinha).. Fora isso, vale pelas sequencias de acao, o fan service referenciando atores e momentos anteriores da franquia e pela nostalgia mesmo. O vilao do Freddie Mercury é fraquinho e o enredo rocambolesco da a entender que todos os filmes se entrelacam ate chegar neste longa derradeiro, uma especie de Ultimato com quase o mesmo desfecho do filme dos Russos..😥 E tem umas decisoes no final que deixam interrogacoes e vao descabelar os conservadores fas do personagem, se falar no dramalhao de praxe, atipico da franquia.😭 8-10

No Time to Die субтитри Персийски | opensubtitles.com

Link to comment
Share on other sites

  • Jailcante changed the title to 007 Sem Tempo Para Morrer

007: Sem Tempo Para Morrer estreia no topo da bilheteria norte-americana

Último filme de Daniel Craig como James Bond desbancou Venom: Tempo de Carnificina

  •  
  •  
  •  
  •  
OMELETE
10.10.2021
14h23

Despedida de Daniel Craig da franquia, 007: Sem Tempo Para Morrer teve uma boa estreia nos cinemas norte-americanos. O longa entrou em cartaz faturando US$56 milhões e superando Venom: Tempo de Carnificina, que acumulou mais US$32 milhões neste final de semana, chegando a uma bilheteria total de US$141,6 milhões nos Estados Unidos.

A Família Addams 2, sequência da animação de 2019, fecha o pódio da bilheteria depois de registrar US$10 milhões.

Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis, com US$4,2 milhões, e The Many Saints of Newark, com US$1,45 milhão, completam o top 5.

 

FONTE: OMELETE

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...