Jump to content
Forum Cinema em Cena
primo

Batman Vs Superman: A Origem da Justiça #2

Recommended Posts

Ótima análise, cara

 

Eu estou no time que não queria ver essa verdade estampada na minha cara.

 

Isso possivelmente contribuiu para a minha sensação extrema de peso ao sair do cinema.

 

Verdade. Eu havia opinado sobre isso também, o quanto existe a necessidade de trazer o Superman para a "Geração Todo Herói tem que ser o Wolverine" e o quanto é complexo pra Warner fazer o homem de aço ter a essência de anos atrás.

 

É como se vivessemos na vida real a história de Reino do Amanhã.

 

O mundo não quer o Superman. Quer o Batman, o Deadpool, o Wolverine...

 

Mesmo a Marvel, tida sempre como diversão, precisa trazer um Capitão América que não é tão politicamente correto... precisa trazer a Guerra Civil, porque hoje não queremos mais heróis altruístas!! Não queremos ver personagens decididos e heróicos como o Reeve em Superman - O Filme.

Queremos conflitos, mortes, guerras...pois a expansão da "informação real" em tempo real nos fez perder o sonho, a fantasia, a esperança...

 

Como a Warner pode traduzir no Superman (sem ter que messianiza-lo em Jesus) o contraponto disso tudo?

 

A abordagem de Reino do Amanhã é perfeito nesse sentido. O Superman não fazia parte daquele novo mundo (como agora parece não fazer também), mas era um personagem já vivido, que representava a esperança... o Superman atual do cinema nem viveu isso e já está imerso nesse contexto.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

O universo cinematográfico da DC está em apuros, e a solução ainda não chegou

Fazer filmes de super-heróis é ainda mais difícil do que parece. Conta a lenda que Christopher Nolan é o responsável pelo atraso no desenvolvimento do universo cinematográfico da DC Comics no cinema – contratado para revitalizar o Batman, o diretor montou planos para uma trilogia e sempre foi rígido quanto a seu Homem-Morcego ser uma história separada de quaisquer outros personagens que a DC/Warner quisesse desenvolver ao mesmo tempo.
Nolan tinha um ponto, e talvez seja por isso que os seus três filmes sigam como a versão mais coesa e decididamente voltada à visão artística de uma equipe de pessoas específica do gênero. Batman Begins, O Caveleiro das Trevas e O Cavaleiro das Trevas Ressurge podem ter suas falhas, mas são obras que abraçam uma perspectiva e um estudo de personagem sem fazer nenhuma concessão à exigências do estúdio – e são também filmes que arrecadaram, juntos, mais de US$ 2.5 bilhões para a Warner.
Quando a formação de uma franquia está em jogo, especialmente uma franquia que incorpore outros personagens e seja responsável por mostrar elementos desses personagens antes que eles apareçam em aventuras solo, é mais difícil criar um filme que funcione sozinho, comprometido apenas consigo mesmo e com a visão do seu diretor (e do seu roteirista, e do seu elenco, enfim).
Os melhores momentos de Batman vs Superman são os momentos em que o roteiro de Chris Terrio e David S. Goyer realmente mergulha na proposição de analisar o mito dos super-heróis e o que ele nos diz sobre a humanidade e a sociedade. O que a existência de um Deus entre nós significa para um vigilante mascarado humano, velho e cansado? Por que odiamos, ou por que amamos, essa divindade alienígena cujo poder mal podemos mensurar?
As questões centrais de Batman vs Superman são empolgantes e interessantes, e fazem o embate entre os dois heróis funcionarem. No entanto, o filme de Zack Snyder é também o começo de uma franquia (O Homem de Aço chegou em 2013 sem muita responsabilidade de trazer prévias do que estava por vir), de um “universo compartilhado” de personagens que, para ser crível como tal, precisa se integrar e se costurar.
Nós não estamos dizendo que há algo de inerentemente errado no modelo do universo compartilhado – pelo contrário, ele se mostrou fascinante, de sua própria forma, no lado da rival da DC. O ponto é que, quando esse tipo de planejamento está em jogo, em muitos sentidos cada filme individual é mais um exercício de “até onde podemos ir?” do que qualquer coisa.
Batman vs Superman tenta ser o melhor de dois mundos – um filme de autor que também começa uma franquia gigantesca –, e chega impressionantemente perto de conseguir, mas o truque não cai bem com o público massivo que a DC/Warner está tentando atingir. Por isso, talvez, as críticas venenosas, e o resultado financeiro abaixo do esperado – em 20 dias de lançamento, BvS angariou US$ 800 milhões mundialmente e US$ 300 milhões nos EUA (para efeitos de comparação, tanto Vingadores: Era de Ultron quanto O Cavaleiro das Trevas Ressurge tinham mais do que isso no caixa em 20 dias).
Para muitos analistas, a quantidade praticamente ofensiva de dinheiro que a Warner/DC investiu em Batman vs Superman faz com que o número mágico para o filme atingir seja US$ 1 bilhão, o que não parece que vai acontecer. E as mudanças de data e de comando por trás das câmeras mostram que o universo estendido da DC pode estar em apuros.
Fique claro, de forma alguma Batman vs Superman é um fracasso. Mesmo assim, a conjunção dos resultados financeiros nem tão fabulosos quanto se esperava com a recepção crítica atroz faz com que a pergunta de outro seja: o que está faltando para a Warner/DC?
Bom, como destacou recentemente um escritor da Variety, talvez o que falte é um Kevin Feige. Tenha seus defeitos ou não, o produtor e diretor da Marvel Studios fez um trabalho mais do que razoável em planejar e reunir essa quantidade imensa de produções, talentos e personalidades em um universo coeso, com filmes que nunca parecem “se estragar” para dar espaço ao desenvolvimento da franquia maior – na Marvel, porque Feige supervisiona tudo e entende os mecanismos de história da tradição dos quadrinhos e do cinema, essa conexão parece natural.
Por um tempo, a Warner/DC queria que Geoff Johns assumisse um papel semelhante no universo estendido da editora. Mas o diretor criativo da DC Comics está um pouco ocupado no momento, escrevendo o roteiro do próximo Batman junto a Ben Affleck, fazendo roteiros para vários personagens nos quadrinhos, e também trabalhando na equipe de roteiristas de The Flash, da CW – tudo isso além de controlar a própria DC, diga-se de passagem.
Outros candidatos surgem na forma de Greg Silverman, diretor de produção da Warner, e Diane Nelson, a chefona da DC Entertainment, que também supervisa o trabalho de Johns no setor de quadrinhos. No entanto, é complicado pedir para que essas pessoas, ou o produtor executivo John Berg, ou o diretor da Warner Jeff Bewkes, assumam um trabalho que, na Marvel, é provavelmente a única ocupação exercida por Feige. Isso porque fazer esses filmes, e planejá-los, e traçar suas histórias, e trabalhar com equipes de criação diferentes em cada um deles, é trabalho duro e exige cuidado.
Pelo menos por enquanto, o homem por trás da maioria das decisões criativas dentro do universo cinematográfico da DC é Zack Snyder, especialmente como diretor dos dois primeiros filmes e das vindouras aventuras da Liga da Justiça, ele está reportadamente trabalhando com as equipes dos filmes da Mulher-Maravilha e do Aquaman para chegar a um tom coeso para o futuro da franquia. E o ponto não é que Snyder é um diretor pouco talentoso, o ponto é que essa não deveria ser sua função – como cineasta, ele é muito mais um iconoclasta habilidoso do que um contador de histórias, e isso é alarmante para alguém que está manejando uma trama que se estende por vários filmes e uma multidão de personagens.
Fãs fazem petições para demitir Zack Snyder de Liga da Justiça
A solução ainda não chegou para a DC Entertainment, que deveria pensar em fundar seu próprio DC Studios e encontrar alguém para tocar o barco a frente com responsabilidade e o equilíbrio certo entre ambições comerciais e artísticas. Se o público vai se acostumar com o tom diferente dos filmes da editora não é a questão – a questão é que tom é esse, e quem está definindo-o.
 

 

 

Vale lembrar que o filme do Superman de 2013 surgiu de uma idealização do Nolan e do Goyer e o Snyder foi convidado pelo próprio Nolan para dirigir. Isso está no material oficial do filme.

Share this post


Link to post
Share on other sites

ôô que novidade.. :rolleyes:

Henry Cavill revela um spoiler enorme de Batman vs Superman

Atenção para um spoiler de Batman vs Superman a seguir!
Em seu Instagram, Henry Cavill estragou a surpresa de quem queria saber o destino de Superman após Batman vs Superman: A Origem da Justiça, ao postar uma imagem de seu treinamento para Liga da Justiça.
Com isso, o ator confirma o retorno (óbvio) do Homem de Aço, que morre no final de Batman vs Superman após derrotar o vilão Apocalipse – “ressurreição” já adiantada pelo próprio diretor do filme, Zack Snyder.
“A primeira semana dos treinamentos acabou. 7 dias, 9 exercícios e um monte de comida!”, escreveu o ator na rede social.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Superman não fazia parte daquele novo mundo (como agora parece não fazer também), mas era um personagem já vivido, que representava a esperança... o Superman atual do cinema nem viveu isso e já está imerso nesse contexto.

 

Acredito que o público está prestes a assistir, no cinema, a uma inversão desse aspecto da cronologia que envolve "Kingdom come".

 

Aqui, do lado de fora, no mundo real, o público já está naquele cenário distópico, muito mais disposto a crucificar.

 

Snyder colocou os personagens em uma realidade na qual o Superman não é bem recebido. Ele surge nesse ambiente (e devidamente alertado por Jonathan). É um cenário de injustiça. Superman então vai caminhar para se tornar o que é nos quadrinhos, talvez até um pouco mais parecido com a versão do Reeve. Estamos às portas disso. É a origem da justiça, onde as falhas de cada um daqueles personagens ganha chance de ser transformada pela necessidade de agir em conjunto por um bem maior.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Warner andar pra trás, serão muitos anos a mais até reboots, Warner é tão burra que ainda não se deu conta que o problema é o dedo dela, alias estou adorando que um dia a Disney comece a ganhar com Star Wars seus bilhões até que o nosso sonho se concretize..., direitos dos super-heróis da DC nas mãos dela FINALMENTE, já pensou nas possibilidades meus caros? teríamos um dia DC vs Marvel, Superman vs Thor, Batman vs Capitão..., Liga vs Vingadores kkkkkkkkkkkkk, um dia se for e se continuar assim, Disney simplesmente voltará aos seus anos dourados, quando dominava o fantástico, quando o Walt era unanime e criava aquela fantasia e a dominava, a Disney voltará a ser o centro de entretenimento fantástico, produzindo os maiores filmes da historia novamente, foda..., esperem um dia acontece..., espero um dia estar vivo para ver isso...

Share this post


Link to post
Share on other sites

mas nem precisava, pois essas produções alternativas russas ou do leste europeu nunca chegam nas telonas daqui... :(  vide a otima fantasia Vil , o terrorzao III e a franquia Guardioes do Dia/Noite, o Matrix deles... mas ainda bem que tem a santa internet pra abrir todo esse leque de opções pra gente :D

Share this post


Link to post
Share on other sites

O resultado da sexta passada de BvS :

 

1 new The Jungle Book Walt Disney $32,411,000 4,028 $8,046 $32,411,000 1
2 new Barbershop: The Next Cut Warner Bros. $7,040,000 2,661 $2,646 $7,040,000 1
3 (1) The Boss Universal $3,090,000 +150% 3,495 $884 $33,271,910 8
4 (2) Batman v Superman: Dawn of … Warner Bros. $2,360,000 +114% 3,505 $673 $304,661,730 22
5 (3) Zootopia Walt Disney $2,140,000 +220% 3,209 $667 $301,383,756 43

 

O resultado é muito ruim , o filme (que esta em cartaz a 3 semanas)caiu para 4º lugar estando apenas um pouco a frente de Zootopia que ja esta a cartaz nos EUA a mais tempo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Oi, informação 0800:
Oito é o número do infinito (e além)
 
1.Vingadores :: 1,519
2.Ultron :: 1,405
3.Ferro 3 :: 1,215
4.Ressurge :: 1,084
5.Trevas :: 1,004
6.Aranha 3 :: 0,890
7.Aranha :: 0,821
8.Origem da justiça :: 0,800
9.Aranha 2 :: 0,783
10.Guardiões :: 0,773
11.Espetacular :: 0,757
12.Deadpool :: 0,753
13.Esquecido :: 0,747
14.Invernal :: 0,714
15.Espetacular 2 :: 0,708
16.Aço :: 0,668
17.Sombrio :: 0,644

 

 

 
7.Origem da justiça :: 0,827
8.Aranha :: 0,821
 
^_^

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mais um ponto pra Disney que já tem sequência engatilhada, provavelmente vai competir com o Mogli do Andy Serkis pra piorar ainda mais pros irmaos Warner. WB fez a própria cama eu suponho.

 

Vida de ironias, Alan Horn, atual manda chuva da Disney, era da Warner até 2011.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Postaram hoje por aí a cena completa da luta entre Doomsday e a trindade. Foi quando percebi que o monstro era um símbolo de desesperança, criado, fabricado por um indivíduo impulsionado pela agonia do que considera inevitável: o fim do que ainda resta de positivo. Além das analogias já feitas com a lança e com o cristianismo, pesquei o alvo do monstro. Segue:

 

Criado por Jor, o bebê Kal era o símbolo da liberdade, do livre arbítrio contra algo determinado em uma sociedade que caminhava para o fim. Quando o monstro tem sua mão decepada e uma arma pontiaguda brota, qual é o alvo? Resposta: a casa de El. O monstro acerta exatamente o símbolo da família de Kal, o símbolo de esperança que Zod tentou eliminar.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Adicionando nessa ideia do primo, o próprio Snyder comentou sobre essa simbologia. Ele diz que no final de MoS, a ideia a ser passada era: Zod tinha tudo para derrotar Superman na sua briga 1x1, ele é experiente, treinado e determinado, ainda sim ele morre. Diz Snyder que Zod perde pois não é livre para escolher, ele não tem consciência para ir contra sua maquiagem social/genética e por isso ataca os humanos e vai fazê-lo até morrer, pois não tem escolha, enquanto Kal-el é livre e pode escolher torcer o pescoço do Zod, mesmo que isso vá contra tudo que ele praticou até então e contra seu instinto (nota-se o grito de agonia após o ato).

 

Mesmo sendo melhor que Superman no seu treino e experiencia, ele falha pois é uma "criança de krypton" e Superman não!

Share this post


Link to post
Share on other sites

não viu filme, mas com certeza leu as criticas do seu personagem.. :rolleyes:

Jesse Eisenberg, o Lex Luthor, ainda não viu o filme

Em entrevista à MTV para promover Truque de Mestre 2, Jesse Eisenberg revelou que ainda não viu Batman vs Superman: A Origem da Justiça.Mas isso não significa que o ator está desprezando o filme. O intérprete do vilão Lex Luthor disse que não conferiu Batman vs Superman simplesmente porque não gosta de assistir filmes dos quais participa.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acredito que o público está prestes a assistir, no cinema, a uma inversão desse aspecto da cronologia que envolve "Kingdom come".

 

Aqui, do lado de fora, no mundo real, o público já está naquele cenário distópico, muito mais disposto a crucificar.

 

Snyder colocou os personagens em uma realidade na qual o Superman não é bem recebido. Ele surge nesse ambiente (e devidamente alertado por Jonathan). É um cenário de injustiça. Superman então vai caminhar para se tornar o que é nos quadrinhos, talvez até um pouco mais parecido com a versão do Reeve. Estamos às portas disso. É a origem da justiça, onde as falhas de cada um daqueles personagens ganha chance de ser transformada pela necessidade de agir em conjunto por um bem maior.

 

É o que espero... tomara...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olha, eu gostei do filme no geral, até mais da segunda vez que vi. Da primeira seus óbvios problemas de ritmo e falta de foco me incomodaram mais e na segunda eu sabia que haviam ótimas cenas de ação na sequência para compensar a chatice, então...

 

Mas é um filme repleto de problemas facilmente evitáveis. Roteiristas e produtores pisaram no tomate, com ajuda do Snyder, que regrediu do ótimo MoS...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Diretor de Guardiões da Galáxia diz qual herói da DC venceria o Hulk!

Se tem uma coisa que fãs de quadrinhos sabem fazer muito bem, é criar batalhas imaginárias entre personagens e ficar debatendo por horas sobre quem venceria, e isso é completamente normal. Tão normal que nem mesmo o diretor de Guardiões da Galáxia escapa do hábito.James Gunn estava fazendo uma live no Facebook em um evento de perguntas e respostas, que inclusive deixaremos o link aqui embaixo para você acompanhar o vídeo de 40 minutos (caso você consiga entender um pouco de inglês, vale muito a pena), e nesse evento um fã fez a pergunta: Quem venceria uma luta entre Hulk vs Superman, e Gunn respondeu “provavelmente Superman, certo? Ele é muito mais poderoso do que o Hulk.”Além disso ele revelou algumas informações como o fato de que os atores mais gentis no set são Dave Bautista e Karen Gillian, também disse que nunca viu The Flash, mas precisa ver, e que seu vilão favorito é o Coringa.

https://www.facebook.com/jgunn/videos

Share this post


Link to post
Share on other sites
Batman vs Superman: espectador conta quantas vezes o Superman fala no filme
 

 

 

 Com a impressão de que o Homem de Aço falava pouco durante o filme Batman vs Superman: A Origem da Justiça, um espectador e usuário do Reddit se lançou à missão de contar e transcrever todas as falas do Superman durante uma sessão.

A análise chegou à conclusão que o ator Henry Cavill tinha apenas 43 linhas de diálogos em todo o filme (pelo menos na versão do longa-metragem que chegou às salas de cinema).

Toda a transcrição das falas de Superman no filme pode ser acessada através deste link noReddit. Os textos estão em inglês e, claro, contém spoilers para quem ainda não assistiu à produção.
 
FONTE: MINHA SERIE

Share this post


Link to post
Share on other sites

Descubra quantas falas o Homem de Aço teve no filme

Um usuário do Reddit descobriu o número exato de falas do Homem de Aço (Henry Cavill) durante Batman Vs Superman: A Origem da Justiça.Para quem ainda tinha dúvidas se o Batman aparece mais que o Superman, o internauta afirma que o filho de Krypton teve apenas 43 falas durante o filme inteiro. Clique aqui para conferir todas as linhas de diálogo do super-herói.
No momento, Batman vs Superman acumula US$ 827 milhões, tendo o título de sétima maior adaptação de quadrinhos de todos os tempos.Para prolongar a rentabilidade do filme e fazer com que ele alcance US$ 1 bilhão, a Warner Bros. estaria pensando em lançar sua versão estendida nos cinemas – leia aqui. Prevista para sair em julho no mercado de home vídeo, esta versão tem 3 horas e é recomendada para maiores de idade.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...