Jump to content
Forum Cinema em Cena
SergioB.

Oscar 2017: Previsões

Recommended Posts

“I want to thank the Academy for acknowledging ARRIVAL. It means so much to all of us. However, it is a little bittersweet. Amy Adams is the soul of ‘Arrival,’ so I’m profoundly sad she did not get a nomination this morning.” Denis Villeneuve -Arrival – Best Director

 

“Arrival was a labor of love from beginning to end. We are so proud of this film, anchored by the magnificent performance of Amy Adams. It was a special project to us and on behalf of the entire cast and crew we are deeply appreciative of this acknowledgment by the Academy.” Shawn Levy, Dan Levine – 21 Laps/Producers – Arrival

 

“The honor is beyond imagination. I’m so proud to be part of this adventure. I would like to thank the Academy for recognizing this team and this movie. Thank you Denis, I love you!” Patrice Vermette – Best Production Design – Arrival

Share this post


Link to post
Share on other sites

“I am infinitely grateful to the Academy, it is a tremendous joy and honor for me.
This film means so much to me and, with this nomination, (director) Paul Verhoeven is also rewarded.
I would like to sincerely thank our French producer Saïd Ben Saïd. I am also so grateful to Michael Barker, Tom Bernard and the great, great team from Sony Pictures Classics who supported the film and my work with such confidence from the beginning.
Thank you, thank you, thank you…” Isabelle Huppert – Best Actress in a Leading Role – Elle

Share this post


Link to post
Share on other sites

E qual a sua impressão sobre o impacto do 360 na narrativa. Eu me perdi diversas vezes no filme por estar olhando pro lado errado, por exemplo. Gosto do fato de o carro ter sido usado como elemento central e o mundo estar passando por ele. Mas ainda acho que é necessário entender o comportamento da audiência no 360 e garantir que para onde quer que as pessoas estejam olhando, elas consigam acompanhar o desenvolvimento da trama.

 

Imborba, eu não sou nada tradicionalista! Sou vegetariano/vegano, barbudíssimo, ateu - só pra começar! E gosto muito de ter minhas expectativas de arte violadas, sabe? Gosto de inovação!  Agora, tenho uma pergunta um pouco prática:  foi feito pra se ver onde? O próprio Google diz que criou esse curta para se ver em Smartphones. Diria eu: Ou em todos as telas, exceto no cinema! E aí ganha um prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas? Na parte de "Ciências", eu até entendo a colocação dele. Mas às vezes não parece um doodle do Google mais avançado? Quando eu escrever sobre "O.J: Made in America" também haverá uma certa objeção formal da minha parte... E, sim, acho a história muito bonitinha. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Imborba, eu não sou nada tradicionalista! Sou vegetariano/vegano, barbudíssimo, ateu - só pra começar! E gosto muito de ter minhas expectativas de arte violadas, sabe? Gosto de inovação!  Agora, tenho uma pergunta um pouco prática:  foi feito pra se ver onde? O próprio Google diz que criou esse curta para se ver em Smartphones. Diria eu: Ou em todos as telas, exceto no cinema! E aí ganha um prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas? Na parte de "Ciências", eu até entendo a colocação dele. Mas às vezes não parece um doodle do Google mais avançado? Quando eu escrever sobre "O.J: Made in America" também haverá uma certa objeção formal da minha parte... E, sim, acho a história muito bonitinha. 

 

Eu não tenho problema com a parte de ele ser elegível ou não. Até porque no fim do dia, há poucas coisas que impeçam a construção de uma sala 360 como são as salas 3D de hoje. E até porque como um profissional de tecnologia, eu adoro estas pequenas vitórias da área.

 

O que me incomoda é o fato de o 360 ser somente um gimmick que não acrescenta nada à história. Eu consigo imaginar a mesma história contada em uma projeção 2D ou 3D convencional sem nenhum tipo de perda.

 

A única coisa que enxergo como uma contribuição do 360 para o filme seria estar no ponto de vista do carro, mas mesmo aí, escolher a cada momento um dos diversos ângulos de dentro do carro e forçar o espectador a olhar pro ponto desejado, me parece mais eficiente.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 Tô bem atrasado com os curtas.

 

Ontem consegui ver o "The White Helmets", curta de documentário da Netflix. Guerra da Síria, brotheragem de resgate, bomba caindo,e páh! Eu gosto de documentário com câmera na mão, e não gosto muito de documentário tipo entrevista. Este é meio a meio. É do diretor Orlando von Einsiedel, diretor de "Virunga", os dois em parceria. Tem uma Fotografia límpida, cristalina, que deixa tudo ainda mais impactante. Não sei se nas cidades de vocês, mas até nas cidades das minhas tias, no interior do interior de Minas Gerais, há imigrantes sírios fugindo do conflito, vendendo bijuterias, ou salgados.

 

 O assunto é quente, mas creio que haja trabalhos mais memoráveis entre os indicados.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 Ok, eu amei "La La Land", mas o Oscar de Roteiro Original só será justo se ficar em mãos do Kenneth Lonnergan. É tão chic, denso, ousado, sombrio, e real...Ele é tão real que numa atitude de grande risco permite-se até ser chato. Explico: as pequenas inconveniências práticas consequentes da morte de alguém - um assunto insupórtável, simplesmente intratável, pra muita gente! - são todas filmadas de uma maneira que eu nunca vi na vida! Pela primeira vez, essas pequenas tarefas inglórias são colocadas na linha de frente da história, e, talvez, pela primeira vez um diretor não as elimina de um longa. E se fosse apenas isso...Mas a complexidade dos personagens! Os detalhes de cada frase...Não há uma palavra faltando, ou em excesso! Os diálogos são todos muito preciosos. Muitas falas engraçadas de uma maneira bastante oblíqua! E há ainda o fundo: Como nós temos todos a tendência de não fazer/dizer aquilo que a gente mais precisa! 

 

A montagem do filme é excepcional! Me dá raiva não ter sido indicada. Ela ajuda, inclusive, nas atuações. E um dos maiores beneficiados da montagem é o trabalho do Casey Affleck. Afinal, se é um personagem taciturno, que não se expressa, que não verbaliza seus sentimentos, então é preciso mostrar o por quê. E é a montagem que faz isso. Outra coisa boa é a trilha sonora.

 

Estou tão feliz  pelo Lucas Hedges ter sido indicado. Penso nele e penso em Timothy Hutton em "Ordinary People". Não imaginava que ele estivesse tão bem.

 

Michelle Williams está ridiculamente fantástica naquela cena que todo mundo já sabe, sim, que o filme tem uma cena, sim, uma cena, "a" cena, "aquela" cena....Nossa! E daqui pra frente quando todo mundo for conversar sobre um filme pequeno, de 2017, todo mundo vai falar desta cena. É um absurdo. Essa cena de "Manchester By the Sea" é o toque de mestre do roteiro. É quando se fura a bolha; é o dedo segurando o dique, que, por um momento, é retirado. 

 

Casey Afflec está ótimo. Tenho muito a refletir sobre a performance dele. Porque ele tende a evocar a persona dele. A repetir a energia que ele emite de fato, como pessoa. Sempre penso em Ava Gardner, e Humphrey Bogart, como exemplos de grandes astros que têm sua persona à frente da atuação. E mesmo assim são ótimos. Se você falar mal deles, você apanha na rua. Casey tem a voz doce, delicada, um jeito de olhar característico, que são perfeitos pro papel. Casam perfeitamente com o personagem. Então ele usa dos seus atributos como pessoa para brilhar. Eu tenho a impressão que já vi tudo isso dele antes. Meu voto pra Ator? É difícil...mas...Denzel. 

 

Ninguém vai cair de amor por este filme. Mas acho que o que a maioria dos espectadores sentirá é um grande respeito por este filme! As pessoas sentirão que viram algo muito diferente, muito especial. Talvez o mais europeu dos filmes deste ano.

 

Não consigo comparar este filme com nenhum outro que eu já tenha visto. 

 

Muito difícil cuidar quando você precisa de cuidado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pequeno caça-piolho, curiosidade, loucura ou o que quiserem sobre LA LA LAND:

SPOILER

 

 

Repararam que o ator que casou com a Emma Stone, fez o "the Wonders" e neste filme ele era um baterista absolutamente apaixonado por jazz? Ele apareceu e quis entrar no bar ao fim do filme e automaticamente me remeteu ao seu personagem no filme do Tom Hanks.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olha esse filme do Mel Gibson foi uma das PIORES coisas que vi nessa temporada.

 

Com exceção da mixagem de som, edição de som e dos efeitos visuais, nada ali me agradou. A primeira parte me remeteu à um Nascido para Matar,só que clichê, piorado a décima potência. Quando finalmente chega a parte da guerra o filme começa a crescer, mas no terço final Gibson consegue jogar toda "merda no ventilador". O personagens principal ganha contornos messiânicos que me incomodam profundamente, é óbvio que aquilo ali não aconteceu daquela forma, colocasse um "baseado em eventos reais" que ficaria mais bonito. Os últimos 20 minutos me lembraram Matrix (piada interna, quando assistirem vão entender) e também Deephan (só que sem armas). Olha, não tem como defender o Gibson e nem sua indicação. Só agradou a AMPAS mesmo por retratar a história do herói norte-americano.

 

Nota: 5.0 (10) 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Convém avisar aos jornalistas e experts de Youtube que o mundo não começou ontem. O que é "Hacsaw Ridge" perto de "Sargento York"? 

Num é nada, pra mim Mel Gibson foi bom apenas nas cenas de guerra, e não é exagero não. Pra mim até agora é o pior dos indicados que assisti.

 

Minha ordem até agora:

 

1 - Manchester à Beira-Mar

2 - La La Land

3 - A Qualquer Custo

 

 

 

 

ABISMO

 

4 - Até o último homem

Share this post


Link to post
Share on other sites

PGA Awards 2017:

 

LONGA-METRAGEM | PRÊMIO DARRYL F. ZANUCK:
La La Land: Cantando Estações, produzido por Fred BergerJordan Horowitz e Marc Platt

 

LONGA-METRAGEM | ANIMAÇÃO:
Zootopia: Essa Cidade é o Bicho, produzido por Clark Spencer

 

DOCUMENTÁRIO:
O.J.: Made in America, produzido por Ezra Edelman e Caroline Waterlow

 

THE VISIONARY VANGUARD AWARD: Megan Ellison, por 20th Century Women


THE STANLEY KRAMER AWARD: Loving


THE MILESTONE AWARD: Tom Rothman


THE DAVID. O. SELZNICK ACHIEVEMENT AWARD: Irwin Winkler

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

ACE Eddie Wins

 

Feature Film DramaArrival Joe Walker, ACE

Feature Film ComedyLa La Land Tom Cross, ACE
Feature Film AnimatedZootopia Fabienne Rawley & Jeremy Milton
Feature Film DocumentaryOJ Made in America Bret Granato, Maya Mumma, Bem Sozanski
Documentary, TVEverything is Copy Bob Eisenhart
Half-Hour Series, TVVeep "Morning After" Steve Rasch, ACE
One-Hour Series, Non CommercialGame of Thrones "Battle of the Bastards" Tim Porter, ACE
One-Hour Series, CommercialThis is Us, "Pilot" - David L Bertman, ACE
Miniseries or Motion PIcture, TVAll the Way, Carol Littleton, ACE
Non-Scripted SeriesAnthony Bourdain: Parts Unknown: Senegal Mustafa Bhagat

Share this post


Link to post
Share on other sites

Premiados do SAG (*Spoiler Alert já que a TNT quis passar atrasado*)

 

Outstanding performance by an actor in a leading role

 

Casey Affleck - "Manchester by the Sea"
Andrew Garfield - "Hacksaw Ridge"
Ryan Gosling - "La La Land"
Viggo Mortensen - "Captain Fantastic"
Denzel Washington - "Fences" *WINNER
 
Outstanding performance by an actress in a leading role
 
Amy Adams - "Arrival"
Emily Blunt - "The Girl on the Train"
Natalie Portman - "Jackie"
Emma Stone - "La La Land" *WINNER
Meryl Streep - "Florence Foster Jenkins"
 
Outstanding performance by a male actor in a supporting role
 
Mahershala Ali - "Moonlight" *WINNER
Jeff Bridges - "Hell or High Water"
Lucas Hedges - "Manchester by the Sea"
Dev Patel - "Lion"
Hugh Grant - "Florence Foster Jenkins"
 
Outstanding performance by a female actor in a supporting role
 
Viola Davis - "Fences" *WINNER
Naomie Harris - "Moonlight"
Nicole Kidman - "Lion"
Octavia Spencer - "Hidden Figures"
Michelle Williams - "Manchester by the Sea"
 
Outstanding performance by a cast in a theatrical motion picture
 
"Captain Fantastic"
"Fences"
"Hidden Figures" *WINNER
"Manchester by the Sea"
"Moonlight"
 
Outstanding action performance by a stunt ensemble in a motion picture
 
"Captain America: Civil War"
"Dr. Strange"
"Hacksaw Ridge" *WINNER
"Jason Bourne"
"Nocturnal Animals"

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom...

Denzel Washington virando favorito.

Emma Stone abrindo vantagem.

 

É impressão minha ou Hidden Figures está entrando na disputa para melhor filme? Sucesso de público e ganhando tração de premiações na hora certa... Será?

Share this post


Link to post
Share on other sites

No meu comentário sobre "Hidden Figures", vislumbrei o SAG de elenco, e não deu outra. Notícia ruim para "Moonlight".

 

Denzel nunca tinha sido premiado no SAG. Muitos analistas já esperavam isso. Eu votaria nele também. Aquela cena final, com o taco de baseball, é foda.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...