Jump to content
Forum Cinema em Cena

Duna (⊃∪∩⪽ dir. Denis Villeneuve) - 01/10/2021


Recommended Posts

3 hours ago, Jailcante said:

Vish!

LEGENDARY PODE PROCESSAR WARNER BROS. POR LANÇAR DUNA E GODZILLA VS KONG NA HBO MAX

Capa da Publicação

O mundo do cinema foi sacudido com uma notícia bombástica na semana passada: a Warner Bros. lançará todo seu calendário de filmes no HBO Max no mesmo dia que eles serão lançados nos cinemas que estejam abertos. Após um mês, eles deixarão a plataforma de streaming e voltarão a ser exclusivos das telonas. Mas por mais que isso tenha empolgado muita gente, outros não ficaram tão felizes assim, como é o caso da Legendary Entertainment, que pode processar a Warner.
De acordo com a Variety, a Legendary Entertaniment, companhia responsável por co-financiar filmes como Duna e Godzilla vs. Kong, pode entrar com um processo contra a WarnerMedia, dona da Warner Bros. e do HBO Max. O motivo seria a decisão de disponibilizar ambos os filmes em sua plataforma de streaming e no cinema ao mesmo tempo.
A Legendary é responsável por financiar 75% do orçamento de $175 milhões de Duna, e dos $160 milhões utilizados em  Godzilla vs. Kong. Apesar disso, a Variety afirma que eles foram mantidos de fora desta decisão da WarnerMedia, sendo informados poucos minutos antes do anúncio oficial ao público.
Fontes próximas dizem que a Legendary estaria tentando iniciar negociações com a Warner quanto a essa questão. A parceria entre as duas companhias não é nova: filmes como a trilogia do Batman de Christopher Nolan, assim como os filmes da série Se Beber Não Case e Godzilla, são frutos dessa união. A Legendary espera negociar um acordo mais generoso, que a beneficie mais, mas não descarta tomar ações legais contra a Warner para proteger seus interesses.
Caso nenhum acordo seja feito, um processo por parte da Legendary poderia sair ainda esta semana. Nenhum dos estúdios se pronunciou oficialmente sobre o caso até o momento.

 

Foda a companhia tomar uma decisão unilateral assim sem consultar a parceira que financiou a maior parte das produções, sendo q se esses filmes estreiam na HBO Max, creio eu, todo o lucro vai exclusivamente para a Warner. Eu processaria também. Eu acho que não é nem a questão da participação dos lucros, porque eu acho que a Legendary tem participação de qualquer jeito. O problema é que filmes em streaming não geram tanto lucro quanto no cinema. A Warner, por ter financiado menos de 30% da produção pode levar esse baque financeiro sem problemas, a Legendary não.? Vai lá Legendary, processa a Warner e volta a fazer filmes merdas com a Universal. Acho que a legendary so fez lucro com a franquia Fast & Furious e Jurassic World..

PS Villeneuve , diretor de Duna, não curtiu essa decisão de jogar o filme dele pro streamming, isso ninguem apresentou. Deu na Variety..

Link to post
Share on other sites
  • Replies 205
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

EX-DIRETOR DO FILME CRITICA NOVO TRAILER DA ADAPTAÇÃO O primeiro trailer de Duna, o novo épico da Warner comandado por Denis Villeneuve, foi liberado recentemente e agradou muito público e c

Não. Quero muito ver. Lendo o livro, o que mais me chamou a atenção, no que tange ao transporte para as telas, não é a dificuldade de criar um verme de areia gigante, mas sim a dificuldade (do ci

É que tem muitas, muitas variáveis e questões nessa história.  Primeiro, entendo o ponto de vista dos diretores, que querem que seus filmes passem na tela grande. Qualquer um que trabalha com cin

Posted Images

A Legendary tbm produziu os filmes do Batman do Nolan, além de Inception e Interstelar. Bem como a trilogia Se Beber não Case entre outros. 

Certamente o contrato deve prever que parte do lucro do Streaming vá para a Legendary. 

Estão tratando como se a Warner fosse lançar só no streaming e na verdade os filmes saírão no cinemas tbm. A arrecadação já estava comprometida por causa da pandemia. A decisão de lançar no streaming é de salvar a arrecadação do filme.  Porém eu tbm acho que a Warner não deveria ter deixado a Legendary de fora da decisão. 

O tempo dirá se a estratégia ousada da Warner dará muito certo e os outros estúdios vão correr atrás pra fazer o mesmo. Ou se dará errado....

A Marvel lançou Mulan exclusivamente no streaming e ninguém chorou. 

Uma coisa é certa, eles devem ter dados de que essa pandemia não vai passar tão cedo e já estão de movimentando. 

Link to post
Share on other sites

WARNER QUER QUE DISNEY SIGA SEU EXEMPLO E DISPONIBILIZE SEUS LANÇAMENTOS NO STREAMING

Capa da Publicação

A indústria do cinema continua estarrecida com a decisão da WarnerMedia de disponibilizar toda sua grade de filmes para 2021 ao mesmo tempo no cinema e no HBO Max, numa tentativa de recuperar seus lucros e manter sua relevância em meio a salas de cinema fechadas pela pandemia. E se depender da própria Warner Bros., eles não serão os únicos a adotarem esse modelo de negócio.
Fontes ligadas ao site The Hollywood Reporter garantem que executivos da WarnerMedia estão esperando que a Disney faça a mesma coisa que eles, isto é, exibir seus filmes no cinema e no Disney+.
Contudo, a Disney, que arrecadou $7 bilhões com suas produções cinematográficas no ano passado, não estaria muito inclinada a isso, realizando esta prática apenas com títulos selecionados e acionando profissionais do estúdio e representantes de seus talentos para facilitar este processo ao invés de fazer isso de forma unilateral, como a Warner parece ter feito. Vale lembrar que o Disney+, que até o momento possui um número de assinantes muito superior ao do HBO Max, assumiu a dianteira justamente por possuir um grande sucesso já em seu lançamento, The Mandalorian, baseado na amada franquia Star Wars.
Uma fonte dentro da Disney, cujo nome não foi divulgado, comentou a vantagem do streaming da empresa, dizendo que  “Nunca houve um blockbuster de franquia lançado diretamente em um serviço de streaming. Isso começa no cinema a partir da semana de estreia.” Esses mesmos blockbusters arrecadam ainda mais dinheiro à empresa do Mickey em parques de diversões e produtos relacionados, outro fator que não tornaria necessário que a Disney adotasse a mesma estratégia de lançamento da Warner.
Entre os filmes de 2021 programados para chegarem ao HBO Max estão Space Jam: Um Novo Legado, Godzilla vs. Kong, Mortal Kombat, Duna e muitos outros

 

Se pediu pro concorrente entrar na barca, é porque ela está furada.??


 

Link to post
Share on other sites

 Villeneuve detona a AT&T, dona da Warner.  Ele disse eles mataram a franquia Duna. 

"Eu fiquei sabendo que a Warner vai lançar Duna na HBO MAX. Com essa decisão a AT&T sequestrou um dos maiores estúdios da história do cinema, a Warner. Não há absulutamente amor pelo cinema e pelo público. Só importa a sobrevivência do gigante de telecomunicações em Wall Street.

Os serviços de streaming são uma adição positiva e poderosa aos ecossistemas de filmes e TV. Mas eu quero que o público entenda que o streaming por si só não pode sustentar a indústria cinematográfica como a conhecíamos antes do COVID. O streaming pode produzir ótimo conteúdo, mas não filmes do escopo e escala de "Dune". A decisão da Warner Bros. significa que "Dune" não terá a chance de ter um desempenho financeiro para ser viável e a pirataria acabará triunfando. A Warner Bros. pode ter matado a franquia “Dune”. Este é para os fãs. John Stankey, da AT&T, disse que o cavalo saiu do celeiro. Na verdade, o cavalo saiu do celeiro para o matadouro."

 

Link to post
Share on other sites

Entendo o posicionamento de alguns cineastas, como é o caso aqui.

 

Mas parece que o que move a indústria é a grana, e não é pouca grana, é MUITA grana.

Fora ignorar um cenário extremamente adverso em função de uma idealização e romantização.

 

Está errada a Warner em dar uma canetada sem discutir, e mais errado ainda em se pressionar para a Warner manter o prejuízo diante de um cenário de incertezas.

 

Link to post
Share on other sites

 

8 hours ago, Big One said:

"Eu fiquei sabendo que a Warner vai lançar Duna na HBO MAX. Com essa decisão a AT&T sequestrou um dos maiores estúdios da história do cinema, a Warner. Não há absolutamente amor pelo cinema e pelo público. Só importa a sobrevivência do gigante de telecomunicações em Wall Street.

Os serviços de streaming são uma adição positiva e poderosa aos ecossistemas de filmes e TV. Mas eu quero que o público entenda que o streaming por si só não pode sustentar a indústria cinematográfica como a conhecíamos antes do COVID. O streaming pode produzir ótimo conteúdo, mas não filmes do escopo e escala de "Dune". A decisão da Warner Bros. significa que "Dune" não terá a chance de ter um desempenho financeiro para ser viável e a pirataria acabará triunfando. A Warner Bros. pode ter matado a franquia “Dune”. Este é para os fãs. John Stankey, da AT&T, disse que o cavalo saiu do celeiro. Na verdade, o cavalo saiu do celeiro para o matadouro."

 

A fala do Nolan muita gente colocou como se ele estivesse falando mal de serviço de streaming e aí estaria tendo uma briga streaming vs cinema. O Dennis, acho que ele pontuou bem melhor cada ponto da questão.

Link to post
Share on other sites
2 hours ago, Jailcante said:

 

 

A fala do Nolan muita gente colocou como se ele estivesse falando mal de serviço de streaming e aí estaria tendo uma briga streaming vs cinema. O Dennis, acho que ele pontuou bem melhor cada ponto da questão.

Sim, ele pode ter sido mais ponderado nas colocações, entretanto, ele parte de um pressuposto "saudosista".

Digo, é óbvio que Blockbusters, Arrasa Quarteirões, Hipermegaproduções há muito tempo são feitos para serem "consumidos" nos cinemas, com cineplexes passando o mesmo filme em diversas salas e horarios, todos abarrotados de gente e com longas filas, e se tornarem "sucessos de bilheteria" o que deixa, principalmente, os estudios com seus bolsos profundos bem cheios.

Poderia passa horas escrevendo títulos feitos com esse propósito e bem sucedidos nisso.

Entretanto hoje estamos diante de um cenário de certa forma apocalíptico (e veja só, já vislumbrado em filmes) e que não permite, a curto prazo, as aglomerações.

A médio e longo prazo não tem como saber o que vai acontecer. A curto já está complicado o suficiente.

Os cinemas vão voltar (espero) e com eles as grandes produções. 

Mas supondo que a médio prazo as salas não possam abarrotar de gente, qual o problema de se conciliar o streaming e o cinema? A estratégia no momento não é estimular as pessoas a ficarem em casa?

Então os estudios vão deixar de fazer mega produções? Não, eles vão se adaptar!

O conteúdo vai para onde o público está, e hoje não é nas salas de cinema, são em suas casas.

As teves estão cada vez maiores, com maior qualidade, e acessiveis ao publico em geral, os equipamentos de áudio também.

Acho exagero falar que o streaming é a morte das superproduções, como se as salas de cinema fosse a tabua da salvação.

Ok, ao invés de 5 ingressos, por filme, vai vender apenas 1.

Mas o Streaming também alcança um público que nem sempre pode ir ao cinema.

Parece que esquecem que a tabua de salvação é o Público. Unico e exclusivamente o público.

Faz-se cinema para o público, não para as salas de cinema.

Tão batendo o pé mas a Warner não está errada no que está fazendo, pelo menos a curto prazo.

Link to post
Share on other sites
1 hour ago, Saga S. said:

Sim, ele pode ter sido mais ponderado nas colocações, entretanto, ele parte de um pressuposto "saudosista".

Digo, é óbvio que Blockbusters, Arrasa Quarteirões, Hipermegaproduções há muito tempo são feitos para serem "consumidos" nos cinemas, com cineplexes passando o mesmo filme em diversas salas e horarios, todos abarrotados de gente e com longas filas, e se tornarem "sucessos de bilheteria" o que deixa, principalmente, os estudios com seus bolsos profundos bem cheios.

Poderia passa horas escrevendo títulos feitos com esse propósito e bem sucedidos nisso.

Entretanto hoje estamos diante de um cenário de certa forma apocalíptico (e veja só, já vislumbrado em filmes) e que não permite, a curto prazo, as aglomerações.

A médio e longo prazo não tem como saber o que vai acontecer. A curto já está complicado o suficiente.

Os cinemas vão voltar (espero) e com eles as grandes produções. 

Mas supondo que a médio prazo as salas não possam abarrotar de gente, qual o problema de se conciliar o streaming e o cinema? A estratégia no momento não é estimular as pessoas a ficarem em casa?

Então os estudios vão deixar de fazer mega produções? Não, eles vão se adaptar!

O conteúdo vai para onde o público está, e hoje não é nas salas de cinema, são em suas casas.

As teves estão cada vez maiores, com maior qualidade, e acessiveis ao publico em geral, os equipamentos de áudio também.

Acho exagero falar que o streaming é a morte das superproduções, como se as salas de cinema fosse a tabua da salvação.

Ok, ao invés de 5 ingressos, por filme, vai vender apenas 1.

Mas o Streaming também alcança um público que nem sempre pode ir ao cinema.

Parece que esquecem que a tabua de salvação é o Público. Unico e exclusivamente o público.

Faz-se cinema para o público, não para as salas de cinema.

Tão batendo o pé mas a Warner não está errada no que está fazendo, pelo menos a curto prazo.

 

 É que tem muitas, muitas variáveis e questões nessa história.

 Primeiro, entendo o ponto de vista dos diretores, que querem que seus filmes passem na tela grande. Qualquer um que trabalha com cinema quer isso. Qualquer consumidor adora ver isso, pois apesar de todos os inconvenientes de preço e deslocamento (afinal não sei como é nos Estados Unidos e Inglaterra, mas falando de Brasil, menos de 10º de nossas cidades tem cinema) a imersão de ver um filme no cinema ainda é muito maior do que a proporcionada pelo doméstico, por melhor que seja a TV ou o sistema de som de casa. 

Por outro lado, roubando o comentário de um desses críticos de You Tube que falaram sobre o assunto, vamos fazer um pequeno exercício. Pense nos dez filmes que mais marcaram a sua vida como experiência cinematográfica. Pensou? Ótimo. Agora pense em quantos dele vocês assistiram no cinema? Honestamente, a maioria dos filmes presentes na minha lista, eu não vi no cinema. O filme tem que ser maior que a janela de exibição.

 Dito isso, vamos lembrar que os diretores tem esse discurso bonito, mas muitos deles (O Nolan eu sei que tem) possui participação na arrecadação de bilheteria, que é um Up ao salário que eles recebem por ter efetivamente trabalhado no filme. É muito comum diretores de blockbusters e astros terem acordos do tipo em Hollywood. Consequentemente, com esse modelo misto, a bilheteria é consequentemente menor, e o bonus por sua vez, é menor. Basta ver a Patty Jenkins, que tinha basicamente o mesmo discurso do Nolan e do Villenue pra MULHER MARAVILHA 1984, mas ganhou um extra, e mudou o discurso pra "assista como quiser". Ou seja, eles criticam a Warner pelo $, mas tão putos pela mesma razão também.

 Fora que também tem o lance do Business. Um filme parado dentro do estúdio, é um filme que tá perdendo dinheiro. Por que estes filmes (os Blockbusters, principalmente) tem investidores, que investiram com uma data pra ganhar esse dinheiro de volta. Quando o filme atrasa, os juros começam a comer. E vira um efeito cascata, por que o filme que o estúdio não tá lançando, afeta o filme que vem depois das grades, que também tá com os juros comendo. Então não dá pra dizer "Ah, vou guardar o filme, e lançar só quando passar a pandemia".

 Talvez a Warner tenha sido precipitada de considerar 2021 inteiro perdido pras salas de cinema? Não sei, é cedo pra dizer. A Disney, que curiosamente foi quem deu o pontapé inicial nesse movimento com MULAN parece mais otimista, anunciando blockbusters como VIÚVA NEGRA pra Maio com exclusividade no cinema. As vacinas felizmente já existem, e funcionam, mas a gente não sabe o tempo de distribuição. Países fortes como a Inglaterra já anunciaram que a vacina em massa pra toda a população só vai rolar em Abril, e ai já foi quase todo o semestre. Estados Unidos a mesma coisa. No ritmo que o Brasil tá indo (e a gente é um puta mercado pra Hollywood), vacinação em massa na melhor das hipóteses só em Junho. Então em termos pragmáticos, não dá pra dizer ainda quem tá tomando a melhor opção.

 Em resumo, não consigo julgar a ação da Warner ainda. Pode acabar se revelando uma burrice fatalista, pois se as pessoas realmente voltarem em peso pro cinema, independente do rescaldo da Pandemia, a Warner vai perder dinheiro, por que as assinaturas ainda não fazem tanto dinheiro quanto bilheteria. Agora, se essa visão mais fatalista se comprovar vai ter sido bastante inteligente. Quanto a decisão dos diretores como o Nolan e o Villenue, entendo a posição, mas dentro do contexto da pandemia, acho um pouco elitista e até um pouco hipócrita, embora também entenda a raiva pela decisão unilateral do estúdio, que nem se deu ao trabalho de discutir o assunto com as distribuidoras.

Link to post
Share on other sites

A Warner deve ter tomadf essa decisão com base em estudos. Não foi do nada. Como bem disseram acima..mesmo que a vacinação começe em janeiro imagina quanto tempo até todos estarem vacinados? Aqui no Brasil, pelo calendário do governo do Estado de São Paulo, só a vacinação dos idodos levaria 2 meses. Portanto até pelo menos o meio do ano pra vacinar a população.

Foi muito bem observado pelo @Saga S. que o cinema deve ir onde o público está e é sim egoísta achar que todos devem ir ao cinema. Porém eles se esquecem   que Duna e outros filmes saíram nos cinemas no resto do mundo, inclusie no Brasil. Foi uma solução meio a meio.

Link to post
Share on other sites

DENIS VILLENEUVE DIZ QUE LANÇAMENTO DO FILME NO HBO MAX “MATOU” A FRANQUIA

image.png.62579cf9e80972dcca9dc6f02ba29d50.png

O diretor não está nada feliz com a escolha da Warner.
O diretor de Duna, Denis Villeneuve, criticou a decisão da Warner Bros. de lançar todos os seus filmes de 2021 no HBO Max, serviço de streaming da empresa. Segundo ele, o estúdio acabou com qualquer chance de Duna ganhar uma sequência no futuro.
O anúncio da semana passada de que toda a lista de filmes da Warner Bros. de 2021 chegaria tanto aos cinemas quanto ao HBO Max pegou a indústria cinematográfica de assalto, com diversos profissionais criticando duramente a WarnerMedia.
Agora, em uma carta enviada à Variety, foi a vez de Denis Villeneuve expressar sua frustração com a escolha do estúdio. Confira: “Os serviços de streaming são uma adição positiva e poderosa aos ecossistemas do cinema e da TV. Mas eu quero que o público entenda que o streaming por si só não pode sustentar a indústria cinematográfica como a conhecíamos antes do COVID. O streaming pode produzir um ótimo conteúdo, mas não filmes do alcance e escala de Duna. A decisão da Warner Bros. significa que Duna não terá a chance de ter um bom retorno financeiro e a pirataria acabará triunfando. A Warner pode simplesmente ter matado a franquia Duna.”
Villeneuve confirmou no início de 2020 que seu plano é que Duna ganhe, no mínimo, mais um filme. E se a Warner estiver mirando apenas o lucro financeiro do longa para garantir sequências, não é lançando diretamente no HBO Max que isso vai acontecer.
O filme adapta o romance clássico de Frank Herbert, considerado um dos livros mais influentes da ficção científica. Seu elenco concentra nomes de peso, que incluem Timothée Chalamet, Rebecca Ferguson, Oscar Isaac, Josh Brolin, Zendaya, Jason Momoa e Javier Bardem.
Duna estreia nos cinemas e no HBO Max em 1 de outubro de 2021.

 

HBO Max Torrent.?

Link to post
Share on other sites
On 12/11/2020 at 3:09 PM, Saga S. said:

Sim, ele pode ter sido mais ponderado nas colocações, entretanto, ele parte de um pressuposto "saudosista".

Não tem nada a ver com 'saudosismo' de cinema. Ele fez o filme dele pra cinema, o acordo inicial era esse, e a WB tomou decisão (com razão ou não) unilateral de jogar pro streaming.

 

Mais um vez, fala dele nada tem a ver com 'streaming vs cinema' (ele fez questão de poupar streamings pra conversa não chegar nessa disputa), só do acordo que ele tinha com WB, e que WB não vai cumprir mais.

Link to post
Share on other sites
2 hours ago, Big One said:

Eu tbm não vi saudosismo, tanto que ele fala que em escopo e escala Duna eh feito pra telona. 

 

 Acho que não se trata de saudosismo também, ou de cenário cinema vs Streaming. Ele tá falando da experiência cinematográfica e dano no retorno financeiro do filme pra viabilizar a franquia.

 Mas o Villenue parece tá ignorando o contexto geral. Por exemplo eu quero que o público entenda que o streaming por si só não pode sustentar a indústria cinematográfica como a conhecíamos antes do COVID. E o cinema pode? Nós não sabemos. Depende muito de como o público vai reagir no cenário pós pandemia. O filme vai sair em Outubro. Em tese, já teremos vacinação em massa nesse período. Mas tem muita variável nessa história. A grana das pessoas vai tá mais curta.

A decisão da Warner Bros. significa que "Dune" não terá a chance de ter um desempenho financeiro para ser viável .  E será que vai ter no cinema? Honestamente, não sei. Se o filme fosse lançado no primeiro semestre, com certeza, eu diria que não, e que seria o novo TENET. Em Outubro? talvez. Dependendo da situação. E outra, tem que saber como a HBO MAX vai rentabilizar as suas produções. Vão ter aluguel Premium? Contagem de visualização? Produto que atraiu a assinatura? Dependendo do caso, DUNA pode ter um desempenho muito melhor nesse formato do que se lançado direto no cinema.

Em tempo, o maior erro da Warner nesse momento não é a decisão em si (que pode se revelar muit acertada ou muito errada) e sim esse "canetaço" sem dar satisfações aos diretores e distribuidores. Não era nem questão de "pedir autorização", por que no fim, quem decide é a Warner mesmo. Mas explicar qual é a estratégia deles de rentabilização mesmo. Se o Villenue, Nolan e cia não gostassem, ai é outros quinhentos. Mas nitidamente, toda essa galera ficou sabendo pela mídia.

 

 

Link to post
Share on other sites

CINEMAS QUEREM REDUZIR PREÇOS DOS FILMES DA WARNER EM RETALIAÇÃO AO PLANO DO HBO MAX

Capa da Publicação

Em resposta à decisão da Warner Bros. de estrear todos os seus filmes de 2021 nos cinemas e na HBO Max ao mesmo tempo, algumas redes de cinema estão dispostas a lançar os longas do estúdio com um preço reduzido.
Desde que anunciou seu plano, a Warner Bros. tem sofrido diversas críticas, tanto por proprietários de salas de cinema quanto por vários cineastas de peso. Agora, visando uma retaliação, de acordo com Aaron Couch do The Hollywood Reporter, fontes internas afirmam que alguns cinemas estão considerando reduzir os ingressos da Warner para preços tão baixos que o estúdio não receberia quase nada pelos lançamentos.
Enquanto isso, algumas das maiores cadeias de cinemas dos Estados Unidos, como a AMC e a Cinemark pretendem não exibir alguns dos títulos da Warner.
A lista de filmes que devem estrear no HBO Max e nos cinemas inclui Godzilla vs. Kong, Mortal Kombat, Matrix 4, O Esquadrão Suicida e muitos outros.
Na semana que vem, Mulher-Maravilha 1984 estreia como o primeiro filme a experimentar esse modelo, chegando aos cinemas norte-americanos e ao HBO Max em 25 de dezembro.

image.png.a8e0d1108628c08da2b73d92039ca636.png

Link to post
Share on other sites

 WARNER ESTÁ CONSIDERANDO MANTER LANÇAMENTO DO FILME APENAS NOS CINEMAS

Capa da Publicação

Uma das maiores polêmicas que se abateu na indústria do entretenimento em 2020 advém da decisão da WarnerMedia de lançar todos os seus filmes de 2021 nos cinemas e no HBO Max simultaneamente. Agora, porém, de acordo com o Deadline, a empresa pode estar dando seus primeiros indícios de recuo. Em um novo relatório do portal, é mencionado que a Warner está considerando preservar o lançamento de Duna exclusivamente para as salas de cinema.
O longa de ficção científica estrelado por Timothée Chalamet, Oscar Isaac e grande elenco, está programado para estrear em 1 de outubro de 2021, e sendo assim, o estúdio tem esperanças de que até lá as vacinas da COVID já terão imunizado boa parte da população.
Denis Villeneuve, o diretor do filme, se mostrou insatisfeito com a decisão da Warner de lançar a obra no streaming porque, nas palavras dele, isso estaria “matando a franquia”. E de fato, o Deadline revela que o principal interesse por trás do recuo da empresa é a preservação do potencial de franquia que Duna oferece.
Entre os diversos títulos que foram anunciados com lançamento híbrido pela HBO Max estão também Godzilla vs Kong, Mortal Kombat e O Esquadrão Suicida. Mulher-Maravilha 1984, que estreia no mercado norte-americano neste fim de semana, será o primeiro filme a experimentar esse formato.
Por enquanto, o serviço de streaming HBO Max ainda não opera no Brasil.

image.png.5f6ba69caf85e839ef04cf0c1a812006.png

 

 

Warner send Warner...? nao aprende nunca!?

412acbec6872ec8a20199d0d73929aac70a62077af06322afa719bdaf8fde46c.jpg

Link to post
Share on other sites
On 12/23/2020 at 8:31 AM, Jorge Soto said:

 WARNER ESTÁ CONSIDERANDO MANTER LANÇAMENTO DO FILME APENAS NOS CINEMAS

A Legendary ta pressionando fortemente pra Warner manter Duna apenas nos cinemas, isto porque foi essa produtora que financiou quase 80% do longa e o lancamento híbrido só prejudicaria ela, diluindo a unica fonte de lucro que ela tem...os cinemas! Ja so a Warner lucra no streaming...Outra, a Warner nao quer processo da Legendary nem em pensamento...

Se isso ocorrer, as demais produtoras vao pegar vacuo e remover seus lancamentos da HBOMax pra lanca-los apenas nos cinemas. O raciocinio delas é que a vacionacao em massa que ta rolando ja deve possibilitar abertura segura dos cinemas em breve..

Link to post
Share on other sites
17 hours ago, Jorge Soto said:

A Legendary ta pressionando fortemente pra Warner manter Duna apenas nos cinemas, isto porque foi essa produtora que financiou quase 80% do longa e o lancamento híbrido só prejudicaria ela, diluindo a unica fonte de lucro que ela tem...os cinemas! Ja so a Warner lucra no streaming...Outra, a Warner nao quer processo da Legendary nem em pensamento...

Se isso ocorrer, as demais produtoras vao pegar vacuo e remover seus lancamentos da HBOMax pra lanca-los apenas nos cinemas. O raciocinio delas é que a vacionacao em massa que ta rolando ja deve possibilitar abertura segura dos cinemas em breve..

 

Tô falando....kkkkkk

LEGENDARY QUER 250 MILHÕES DE DÓLARES PARA EXIBIR GODZILLA VS KONG NA HBO MAX

image.png.24ddac495972a28f4c8f85feb05f00fb.png

A produtora de Gozilla vs Kong, Legendary Pictures, quer que a WarnerMedia desembolse US $ 250 milhões para que o filme seja exibido na HBO Max (via Deadline).
A Warner, propriedade da AT&T, decidiu há algumas semanas que todos os seus lançamentos de 2021 fariam parte de uma nova estratégia para alavancar seu serviço de streaming, o HBO Max. No entanto, a Legendary não ficou nada satisfeita com a notícia.
A produtora é responsável por financiar 75% do orçamento de $160 milhões de Godzilla vs. Kong. Apesar disso, eles foram mantidos de fora da decisão da WarnerMedia, sendo informados poucos minutos antes do anúncio oficial ao público.
Agora, um novo relatório afirma que Godzilla vs. Kong pode permanecer um híbrido de cinema e streaming apenas se a Warner Bros. fizer um acordo com a Legendary usando como base $ 250 milhões.
Cerca de um mês atrás, a Netflix chegou a fazer uma oferta de mais de 200 milhões de dólares pelo filme, mas a WarnerMedia barrou a negociação.
Os próximos capítulos desta história, a gente deve descobrir nas próximas semanas. Se Godzilla vs Kong chegar na data planejada, o filme dos monstros estará disponível ao público em 21 de maio.
 

 

Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...
  • 3 months later...
  • 2 weeks later...
  • 1 month later...

Por enquanto, esse plano de simultaneamente cinemas e HBO Max continua até fim de ano nos EUA.

Dúvida é por aqui. HBO Max já vai ter no Brasil em outubro. Não creio que vão colocar de grátis por aqui. Talvez role aluguel que nem na Disney, mas sei lá.

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

Announcements


×
×
  • Create New...