Jump to content
Forum Cinema em Cena

Falcão e o Soldado Invernal (Série Disney+)


Recommended Posts

FALCÃO E O SOLDADO INVERNAL: 9 PERGUNTAS QUE A SÉRIE DEIXA PARA O FUTURO

Capa da Publicação

Falcão e o Soldado Invernal cumpriu a sua promessa de responder a grande pergunta de quem seria o próximo Capitão América do MCU. Preparando o terreno para os próximos lançamentos do estúdio, a produção deixou uma série de perguntas que só serão respondidas no futuro da Marvel.
Entre participações especiais e questões mal resolvidas, estamos morrendo de curiosidade para saber o que vem por aí. Para não esquecer nenhuma semente que a série plantou para o futuro, segue uma lista com 8 perguntas que ficaram em aberto.

A série vai ter mais uma temporada?
Diferente de WandaVision, que trazia uma história fechada, Falcão e o Soldado Invernal não precisa ser uma série limitada. Há diferentes modos de continuar a cumplicidade dos heróis, explorando questões complexas que não encaixam tão bem no cinema. Sebastian Stan já demonstrou interesse em retornar para uma segunda temporada, será que pode acontecer?
Após os créditos finais do último episódio, podemos perceber que o logo da série muda para acompanhar a evolução dos personagens — no fim, lemos “Capitão América e o Soldado Invernal”, homônimo ao segundo filme do herói. Seria esse um indício que as coisas não terminaram para a série da Disney+?

Onde está Steve Rogers?
Falcão e o Soldado Invernal foi uma história sobre a passagem do título de Capitão América para Sam Wilson, mas por onde anda seu antigo detentor? Estaria Steve Rogers em uma base na lua, como muitos personagens assumiram? Por mais ridículo que pareça, é possível.
O velho soldado poderia estar na mesma base espacial que vemos Nick Fury na cena pós-crédito de Homem Aranha: Longe de Casa, oferecendo conselho tático para combater a Invasão Secreta. Outra possibilidade, mais provável, é que ele tenha decidido realmente deixar sua vida heroica para trás. De qualquer maneira, seria interessante ver Sam visitando seu velho amigo para matar a saudade.

Joaquín Torres vai se tornar o Falcão?
Joaquín Torres apareceu de relance ao longo da série, sempre ajudando Sam Wilson a entender melhor novas tecnologias. A dupla parece ter uma boa relação, mas por trabalhar diretamente para o exército dos Estados Unidos, eles acabam seguindo por caminhos diferentes. Mas no quinto episódio, Sam deixa suas antigas asas de Falcão para Joaquín. Será que ele vai aceitar assumir o manto?
Isso acaba acontecendo nos quadrinhos. Joaquín é salvo pelo Capitão América de um cientista maluco que fazia experimentos genéticos misturando humanos e animais. Ele acaba se tornando um híbrido de falcão, com asas de verdade e olhos animalescos. É meio bizarro, mas no MCU é mais provável que ele apenas conserte as asas mecânicas do antigo Falcão.

Como Sharon Carter se tornou o Mercador do Poder?
No último episódio, foi confirmado que o Mercador do Poder era ninguém mais, ninguém menos que Sharon Carter. A ex-espiã americana estava fazendo um jogo duplo, investigando com Sam e Bucky enquanto apoiava os Apátridas debaixo dos panos. Agora que ela tem acesso a tecnologia do governo, é bem capaz que apareça em Armor Wars.
Mas considerando a mulher de índole impecável que conhecemos em Capitão América: Soldado Invernal, essa transformação brusca não ficou bem explicada para boa parte dos fãs. Como aquela mulher pura, neta de Peggy Carter, acabou se tornando uma grande vilã no Universo Marvel? Alguns suspeitam que essa Sharon é na verdade uma Skrull disfarçada, mas isso só saberemos em Invasão Secreta.

O movimento Apátrida acabou?
Os Apátridas eram um movimento global de pessoas insatisfeitas com o cenário político após o Blip, que envolvia inúmeros ativistas pela internet. Mas no episódio final, todos os membros que haviam recebido o soro de supersoldado, incluindo sua líder Karli Morgenthau, acabaram morrendo.
Esse normalmente seria o fim dos vilões da Marvel, mas considerando o retorno de Zemo e que o objetivo desse grupo não foi concluído, será que os Apátridas acabaram de vez? Vale lembrar que o Mercador do Poder estava envolvido com suas atividades. Poderia Sharon Carter tomar a liderança do movimento para levar o caos aos principais centros urbanos do mundo? Só descobriremos em uma possível segunda temporada.

Quais são os planos de Valentina Allegra de Fontaine?
Um dos grandes mistérios da série é a aparição da condessa Valentina Allegra de Fontaine. Além de sua irritação ao ser chamada de Val, não sabemos muito sobre essa personagem enigmática. Ela surge logo após o julgamento de John Walker para acobertar as atitudes violentas do anti-herói e oferecer uma oportunidade de redenção. No episódio seguinte, ela dá a entender uma possível cooperação com o Barão Zemo. Estaria ela reunindo a sua própria equipe de super-poderosos problemáticos? Nos quadrinhos, Zemo é um dos membros da Thunderbolts e é possível que eles apareçam em breve na telona.

Por que Barão Zemo decidiu usar sua máscara?
Quando Zemo sai da prisão, uma das primeiras coisas que ele procura é a sua tão aguardada máscara roxa. Um grande símbolo do personagem nos quadrinhos, essa é a primeira vez que ele decide usá-la no MCU. Mas por que tamanho apego se, no fim das contas, ele acabou usando por apenas um episódio? Nas HQs, existe toda uma questão familiar que explica o uso da máscara. Mesmo assim, Helmut Zemo só começa a usá-la permanentemente quando seu rosto acaba sendo desfigurado em um acidente com uma substância corrosiva. Será que veremos algo parecido acontecendo nos cinemas?

Como Elijah Bradley se torna o Patriota?
Isaiah Bradley acabou se provando uma grande influência para moldar a ideologia de Sam Wilson como Capitão América, mas os fãs não deixaram passar um pequeno easter egg em sua participação. Estou falando de seu neto, Elijah Bradley, que nos quadrinhos se torna o Patriota.
Nas HQs, ele acaba se tornando um dos membros fundadores dos Jovens Vingadores, equipe liderada por Kate Bishop. Com a estreia da personagem programada para a série do Gavião Arqueiro, que vai ao ar ainda este ano, qual será a história de origem do Patriota no Universo Cinematográfico da Marvel? Será que veremos seu retorno em breve?

Quais serão os próximos passos de Bucky Barnes?
A série deixou bem claro o futuro do Falcão como novo Capitão América, mas o que será do Soldado Invernal? Bucky fez as pazes com seu passado tortuoso ao longo da série, procurando resolver tudo o que precisava para seguir em frente. Qual será seu próximo passo?
O vínculo com Sam Wilson foi reforçado, mas no final da temporada, cada um decide seguir seu próprio caminho. Talvez Bucky retorne para Wakanda, seguindo sua jornada como Lobo Branco, ou decida trabalhar para ressignificar o título de Soldado Invernal como algo heroico, distante de sua história sangrenta. De qualquer forma, não sabemos quando o veremos novamente. Resta torcer para que Bucky retorne muito em breve, possivelmente em Capitão América 4.

 

 

Link to post
Share on other sites
  • Replies 266
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

No fim das contas, eu curti a série. Não foi tão engajante quanto WANDAVISION, mas eu imaginei que não seria pelas propostas completamente diferentes. Mas gostei de como trataram a jornada de redenção

Eu tinha achado uma merda o final,  mas a cena final dos dois no cais do Porto me pegou.  Eu volto a repetir que fiquei impressionado com a química dos dois e com o tanto que foi, e ainda pode se

Anote ai... Ela é um Skrull, certeza. A partir do momento que eles estabelecem que vai ter uma série sobre invasão secreta, todas as produções que vêm antes vão ter que plantar uma semente pra chegar

Posted Images

TEORIA: FALCÃO E O SOLDADO INVERNAL ABRE AS PORTAS PARA A INVASÃO SECRETA NO MCU

Capa da Publicação

Recentemente, tivemos a exibição do último episódio de Falcão e o Soldado Invernal – que nos apresentou um novo Capitão América, deu pistas para a formação dos Thunderbolts e ainda definiu um rumo totalmente inovador para um núcleo interessante da Marvel Studios. Mais do que isso, a série também nos trouxe de volta a Agente 13 (ou Sharon Carter, se preferir) após sua última aparição ter se dado em Capitão América: Guerra Civil. 
A personagem voltou mais sombria, com uma nova reviravolta em sua história e uma motivação sombria, a heroína de Emily VanCamp (ou seria vilã agora?) deu o que falar. Mas rumores e teorias começaram a pipocar na internet, sugerindo que isso pode ser o primeiro passo na construção da Invasão Secreta. Então, ficamos com a pergunta na cabeça: afinal, Sharon Carter é uma Skrull?

O retorno da Agente 13
Para entrar nesse detalhe, é bem importante dissecar um pouco o retorno da personagem em Falcão e o Soldado Invernal. Como mencionado acima, Sharon Carter apareceu pela última vez no Universo Cinematográfico da Marvel em Capitão América: Guerra Civil. No filme, ela é uma agente da CIA que acaba auxiliando o Capitão América e os heróis que se opõem aos Acordos de Sokóvia a fugirem. Por conta disso, ela se torna procurada pelo governo norte-americano.
Depois de todo esse tempo e do que aconteceu em Guerra Infinita e Ultimato, nós a reencontramos em Madripoor, uma ilha fictícia importantíssima para a mitologia da Casa das Ideias. Descobrimos então que ela chegou a “morrer” graças ao estalo de dedos de Thanos, mas retornou cinco anos depois. Durante todo esse período, ela fundou um verdadeiro império criminoso, assumindo o posto de Mercador do Poder.
Ela era a responsável por financiar experimentos para recriar o soro do supersoldado, além de montar uma rede de contrabando de obras de arte, armas e tecnologia. Sharon conduziu esses experimentos nas sombras por tantos anos, mas não perdeu a esperança de que um dia fosse encontrada por seus antigos aliados e pudesse retornar aos EUA. E é exatamente isso que acontece quando Sam Wilson e Bucky Barnes viajam até Madripoor junto com Helmut Zemo.
Ao fim da série, Sharon recebe perdão oficial do governo dos Estados Unidos e deixa de ser procurada pelas agências de inteligência e espionagem. Assim, ela pode retornar ao país e ainda recebe o convite para trabalhar novamente em sua antiga divisão (provavelmente a CIA). Porém, ela logo fala ao telefone com um contato misterioso, indicando que os planos do Mercador do Poder continuam a todo vapor e que ela logo irá ter acesso a dados confidenciais, registros de armas e outras coisas.
Isso levou muitos fãs a acreditarem que, talvez, essa Sharon Carter não seja bem a Sharon que conhecemos…

Skrull infiltrada?
Sharon Carter foi apresentada pela primeira vez em Capitão América: O Soldado Invernal como um agente da S.H.I.E.L.D.. Apesar de idealista e gentil, ela logo se mostrou uma baita espiã, se tornando vizinha de Steve Rogers para monitorá-lo de perto a serviço de Nick Fury. Depois, quando foi revelada toda a infiltração da HIDRA dentro da organização criminosa, ela foi uma das agentes que não se abalou – mesmo correndo riscos – e lutou junto do Capitão América, ajudando a acabar de vez com a HIDRA e, por consequência, com a própria S.H.I.E.L.D..
Ao retornar em Guerra Civil, a personagem já estava mais amadurecida e tinha uma nova carreira. Ela fazia parte da CIA, trabalhando lado a lado com agentes como Everett K. Ross. Ela se envolve diretamente em toda a batalha ideológica do filme, já que é convocada para agir depois do suposto atentado terrorista causado por Bucky Barnes em Viena (na realidade, o ataque tinha sido feito por Zemo).
Quando a guerra entre Homem de Ferro e Capitão América atinge seu ápice, Sharon é forçada a seguir a lei – e, portanto, ficar do lado dos Acordos de Sokóvia. Porém, ela acaba “traindo” a CIA ao ajudar Steve Rogers a fugir com outros heróis. Isso faz com que ela perca toda sua reputação e emprego, sendo forçada a viver nas sombras – só por fazer aquilo que ela julgava ser certo.
E é aí que entra a questão: uma pessoa que sempre demonstrou valores positivos, idealismo e otimismo e vontade de fazer o bem seria capaz de se tornar uma criminosa de tamanho porte. Claro, ainda existe um abismo de tempo entre Guerra Civil e Falcão e Soldado, mas ainda assim… E é aí que entra a teoria: Sharon Carter pode ser um Skrull disfarçado, coletando informações e gerando caos entre a humanidade. 

Quem ela poderia ser?
Nos quadrinhos, existem vários personagens importantes que movimentam a Invasão Secreta, e não apenas no lado dos heróis. Os Skrulls são divididos em várias categorias diferentes, levando em conta que mesmo dentro de sua sociedade, há uma divisão de classes baseada em ideais religiosos e percepções sobre a guerra e sobre o papel da raça no universo. Porém, há alguns personagens cruciais dentro desse conflito que podem estar ligados a Sharon Carter, caso ela de fato seja uma Skrull.
A Rainha Veranke é a mais importante delas. Nos quadrinhos, ela era a “porta-voz” da Invasão, fazendo tudo para invadir a Terra e infiltrar seus súditos junto dos humanos. Mas não pense que ela mandou apenas seus asseclas – ela mesmo colocou a mão na massa, assumindo o lugar da Mulher-Aranha e se juntando aos Novos Vingadores. Ao lado deles, ela aprendeu muito sobre os heróis e sobre as defesas da Terra, o que facilitou muito para a infiltração de outros Skrulls no planeta. Seria bem interessante se “Sharon” assumisse esse papel, como a líder da infiltração e abaixando as defesas da Terra.
Outra personagem importante é Pagon, uma Skrull infiltrada há anos na Terra que se passa por Elektra Natchios nos quadrinhos. No que diz respeito à sua importância para a Invasão Secreta, ela não é muito relevante, mas tem um papel importante a desempenhar no prelúdio do evento. Pagon é morta por Eco durante um ataque coordenado à base do Tentáculo. Assim, após ser morta, ele deixa de ser Elektra e reverte à sua forma Skrull. É assim que todos os heróis da Terra descobrem que o planeta está infestado de alienígenas verdes e transmorfos.

A Invasão Secreta no MCU
Bem, nos já sabemos que uma adaptação de Invasão Secreta está a caminho. Durante o Disney Investor Day do ano passado, a Marvel Studios revelou que está produzindo uma série baseada nos quadrinhos, que será lançada no Disney+ como WandaVision e Falcão e o Soldado Invernal. A série deve ser estrelada por Nick Fury e um Skrull que já conhecemos, o prestativo Talos que já havia sido apresentado anteriormente em Capitã Marvel.
Porém, até o momento, não temos uma noção exata de como essa série vai adaptar as HQs, uma vez que nem Fury e nem Talos têm papéis tão importantes nos quadrinhos. Acredita-se que a série vai se ligar a Capitã Marvel 2, o que deve resultar em uma construção mais ampla dessa história e de seus eventos, talvez criando uma grande trama que será melhor explorada ao longo das outras produções do MCU.
Supondo que a série tome várias liberdades criativas e siga por outro caminho completamente diferente que não o dos quadrinhos, ainda temos várias opções a serem consideradas. Por exemplo, poderíamos ver uma trama mais contida, na qual Nick Fury (com a ajuda de Talos) descobrisse toda uma conspiração de um grupo extremista dos Skrulls e precisasse impedir esse ataque antes que chegasse ao conhecimento da humanidade.
De qualquer forma, Sharon Carter poderia ter um ótimo papel a desempenhar nisso tudo. Como vimos na cena pós-créditos de Falcão e o Soldado Invernal, ela está prometendo repassar informações e dados sigilosos a uma fonte desconhecida. Supondo que seja, de fato, algum superior Skrull, isso poderia ser uma forma interessante de mostrar como a “infiltração” está acontecendo em vários níveis da Terra. E mesmo se supormos que o contato dela é humano, ainda faria bastante sentido que ela (caso seja uma Skrull) esteja disseminando o caos entre os humanos.

Outras possibilidades…
Claro que outras possibilidades também precisam ser consideradas quando analisamos o quadro-geral. Por exemplo, pode ser que Sharon Carter em momento algum seja revelada como uma Skrull e que, dessa forma, ela seja apenas uma agente brilhante que endureceu com o tempo e que se transformou em vilã após observar todos os problemas da comunidade heroica.
Seja esse o caso, ela ainda deve retornar no futuro com um papel bem importante a desempenhar. Não seria difícil imaginá-la como a vilã de Armor Wars (outra série da Marvel no Disney+), uma vez que o projeto deve lidar exatamente com o roubo de dados e de tecnologias que pertenciam a Tony Stark e sua difusão no mundo das corporações. Já pensou se Sharon aparece aqui como a fornecedora dessas tecnologias e informações vazadas?
Também temos uma nova franquia para um novo Capitão América a caminho. Talvez Sharon seja uma vilã criada a longo-prazo, para se tornar a arqui-inimiga de Sam Wilson. Dessa forma, a “nova” franquia do herói poderia até espelhar a saga de Steve Rogers, construindo uma organização terrorista espalhada pelo mundo (e, nesse caso, liderada por Sharon), assim como a HIDRA foi. Mesmas ameaças, novos tempos.
De uma forma ou de outro, teremos que esperar. A Marvel Studios é bem conhecida por construir suas histórias com muito esmero e paciência, em um planejamento longo. Ainda não sabemos se Emily VanCamp vai retornar em algum projeto futuro do Universo Cinematográfico da Marvel, mas não seria surpresa vê-la aparecendo em várias produções daqui para frente – especialmente se seu papel for tão grande quanto imaginamos que seja.
 

 

 

Link to post
Share on other sites

 

 No fim das contas, eu curti a série. Não foi tão engajante quanto WANDAVISION, mas eu imaginei que não seria pelas propostas completamente diferentes. Mas gostei de como trataram a jornada de redenção do Bucky, que nunca teve muita atenção nos cinemas, e o arco de transformação do Falcão no novo Capitão América foi muito bem feito. O Zemo roubou todas as cenas de que participou, me deixando bastante curioso pelo futuro do personagem. Por outro lado, embora tivessem uma proposta muito bacana, achei a ameaça principal dos Apátridas meio fraquinha, e a Sharon Carter voltou mais como uma reintrodução mesmo, pois a participação efetiva dela na trama foi quase inócua, sendo mais uma preparação para o futuro.

 Mas no fim das contas FALCÃO E O SOLDADO INVERNAL foi mais um acerto da Marvel, trazendo uma trama de espionagem super heróica, com tintas politicas e sociais muito bem colocadas.

Link to post
Share on other sites

calendário estimado de estreia das demais series após o fim desta aqui do tópico

Loki 11 de junho
What If meados deste ano
Gavigod final de 2021
Ms. Marvel final de 2021
She Hulk, Cavaleiro da Lua, Invasao Secreta, Iron Heart, Armor Wars, I am Groot e série de Wakanda sem previsao, mas decerto só ano que vem e olhe lá..

Link to post
Share on other sites
3 minutes ago, Jorge Soto said:

calendário estimado de estreia das demais series após o fim desta aqui do tópico

Gavigod final de 2021
Ms. Marvel final de 2021
 

Será que saem as duas? Acho que só uma. GaviGod pede menos pós produção, Ms Marvel acho que nem terminou (terminou?) também ficaria melhor Ms Marvel pro ano que vem que é o mesmo ano de Capitã Marvel, ainda mais que a guria tá no filme.

Link to post
Share on other sites
9 minutes ago, Lobo Branco said:

Será que saem as duas? Acho que só uma. GaviGod pede menos pós produção, Ms Marvel acho que nem terminou (terminou?) também ficaria melhor Ms Marvel pro ano que vem que é o mesmo ano de Capitã Marvel, ainda mais que a guria tá no filme.

pois é, faz sentido isso ai que ce disse do seriado da kamala... mas vamuvè. ne?😁

Link to post
Share on other sites
16 hours ago, Jorge Soto said:

calendário estimado de estreia das demais series após o fim desta aqui do tópico

Loki 11 de junho
What If meados deste ano
Gavigod final de 2021
Ms. Marvel final de 2021
She Hulk, Cavaleiro da Lua, Invasao Secreta, Iron Heart, Armor Wars, I am Groot e série de Wakanda sem previsao, mas decerto só ano que vem e olhe lá..

Penso ter descoberto a ordem das séries, levando em consideração que Ms Marvel aconteça ainda esse ano. Considerei a quantidade de 6 série, com aproximadamente 6 episódios cada + 1 especial de making of após o último episódio de cada série. Também considerei os filmes e que na semana de lançamento não terá episódio, e ainda as datas de lançamento de Pantera Negra 2 e Capitã Marvel 2 (que são importantes pra cronologia das séries).

She Hulk: Janeiro - Fevereiro: Vai introduzir a sucessora do Hulk e vai trazer o Abominável de volta e talvez como uma arma dos Thunderbolts. Ele deve ficar no lugar do Hulk Vermelho na equipe.

Cavaleiro da Lua: Março - Abril: O personagem pode ter futuras ligações com Blade, novos Defensores e até como integrante de uma possível equipe dos Filhos da Meia Noite (possivelmente em Dr Estranho 3)

Armor Wars: Maio - Junho: A série vai trabalhar com o legado do Homem de Ferro e pode introduzir a Riri Williams para alavancar a série solo da personagem. A série terminaria semanas antes de Pantera Negra 2 (8 de Julho de 2022) gerando hype para o filme que também trabalha com diversidade. Rumores apontam o Dínamo Escarlate. Seria possível um novo Thunderbolt. A série deve trabalhar com consequências de Falcão e o Soldado Invernal trazendo a Sharon como Mercador do Poder (vendendo tecnologia).

Coração de Ferro: Julho - Agosto: A série vai continuar o legado do Tony Stark e pode até tratar de assuntos deixados por Armor Wars. Ela também vai surfar no hype de Pantera Negra 2. Aposto que vão trazer o Harley Keener para ser algum tipo de ajudante da garota.

Invasão Secreta: Setembro - Outubro: A série vai lidar com os Skrull malignos e deixa o caminho aberto para a trama de Capitã Marvel 2 (11 de Novembro de 2022). É possível que Veranke seja a vilã de Capitã Marvel 2 e com isso a série poderia introduzi-la.

I am Groot: Novembro - Dezembro: Para terminar o ano bem, uma série leve sobre o personagem mais fofo da Marvel. Uma ótima obra para assistir na semana de ação de graças, podendo ter até um episódio temático.

Wakanda: 2023: Para um possível calendário não tem como encaixar essa série, além disso o diretor Ryan Coogler vai ser produtor e enquanto ele estiver trabalhando em Pantera Negra 2, é possível que ele não tenha como se dedicar a série. Por isso é provável que ela só aconteça em meados de 2023.

Link to post
Share on other sites

FALCÃO E O SOLDADO INVERNAL: ANTHONY MACKIE COMPARA O CAPITÃO AMÉRICA DE CHRIS EVANS COM NOVA VERSÃO

Ele é definido por seu passado!

 20h
 
 

Falcão e o Soldado Invernal mostrou a passagem de manto do Capitão América de Steve Rogers para o seu legítimo sucessor, Sam Wilson. Agora Anthony Mackie, ator responsável por viver o herói na nova fase da Marvel, explica como essa versão se diferencia do que conhecemos.

 
Imagem do item

Os poderes do Capitão América

 

O novo Capitão América incorpora toda a experiência que Sam adquiriu como Falcão para conseguir uma vantagem em combate. Portanto, comparado ao Steve Rogers, de Chris Evans, há uma diferença clara no conjunto de habilidades.

Steve foi injetado com o soro de super soldado, que trouxe um aumento sobre-humano a sua força física e resistência, enquanto Sam Wilson não tem nada disso. “Ele é só um cara normal que saiu para caminhar e se tornou um Vingador. Então ele vem de um lugar de humanidade e humildade,” comentou Mackie para a Entertainment Tonight.

Sam Wilson saiu pra caminhar e voltou um Vingador

Essa divergência nas histórias de origem permitiu que cada ator explorasse um lado diferente do herói. Para Anthony, contar com a super força trouxe uma confiança extra para Steve Rogers:

“O que eu acho que é interessante no Capitão do Chris (Evans) é o que ele conseguiu fazer com o personagem. Foi mais trazer um nível de força e confiança para ele. Ele trouxe uma verdadeira serenidade, complexidade, realidade pro personagem.”

O passado do Capitão América

Para além das habilidades, a maior diferença entre os dois é como eles escolhem resolver conflitos. Steve Rogers tenta entender seus adversários, mas corre para a ação antes de qualquer coisa, brandindo seu escudo orgulhosamente.

Sam Wilson como Capitão América

Como foi demonstrado no episódio final de Falcão e o Soldado Invernal, Sam Wilson está sempre disposto a dialogar para tentar encontrar uma solução diplomática, algo essencial para o personagem até mesmo nos quadrinhos. Para Mackie, isso está muito atrelado a seu passado como conselheiro que vimos em Capitão América 2: Soldado Invernal.

“Ele não é muito de correr direto [pro combate] destruindo as coisas. É mais sobre a ideia introspectiva e cerebral de resolver um problema porque ele foi um conselheiro. Ele ainda usa suas mãos, mas ele não é um super-herói, apenas um cara normal.”

Você concorda com Anthony Mackie? Não deixe de comentar!

 

FONTE: LEGIÃO DOS HERÓIS

Link to post
Share on other sites

CRIADOR DA SÉRIE DESMENTE TEORIA SOBRE A MÁSCARA DE ZEMO

Capa da Publicação

No terceiro episódio de Falcão e o Soldado Invernal os heróis que dão título a série vão atrás de Zemo para conseguir ajuda contra os Apátridas. Após isso, o personagem caiu nas graças do público e se tornou um dos personagens favoritos da série, gerando memes e trazendo vários questionamentos interessantes.
Também é na série que vemos ele finalmente usando sua máscara roxa dos quadrinhos, algo que os fãs esperavam desde que o personagem foi anunciado antes de Capitão América: Guerra Civil estrear. Contudo, em momento nenhum da série é explicado exatamente o motivo de Zemo  usar a máscara roxa, o que fez com que os fãs criassem várias teorias…
Agora, em entrevista com o Unilad, o criador e showrunner da série, Malcolm Spellman, falou sobre a origem da máscara de Zemo no Universo Cinematográfico da Marvel, que também difere do motivo pelo qual ele passou a usar a máscara nos quadrinhos. Segundo Spellman, ela é relacionada com o passado militar do vilão.
“É relacionada à sua história de quando ele estava no serviço militar, e quem sabe o que mais. Mas não, tem nada a ver com o Thanos”, respondeu o escritor ao ser questionado sobre uma explicação para ele usar a máscara.
Uma das teorias que circularam a internet e que fez bastante sucesso foi que Zemo decidiu usar a máscara roxa para ficar parecido com Thanos, já que ele havia sido um dos poucos vilões a dar medo nos heróis. Contudo, como vimos na série, Zemo não parecia compartilhar muito da filosofia do vilão, indo contra os Apátridas – que acreditavam que o mundo era um lugar melhor durante o blip.
 

uma teoria mais viajada que a outa...quero ver o que vao inventar de teoria pra serie do Loki

 

 

f01bdbfe6c942a0e281987096d8a309aeca0b834.jpeg

Link to post
Share on other sites
On 4/29/2021 at 1:19 PM, Questão said:

 

 No fim das contas, eu curti a série. Não foi tão engajante quanto WANDAVISION, mas eu imaginei que não seria pelas propostas completamente diferentes. Mas gostei de como trataram a jornada de redenção do Bucky, que nunca teve muita atenção nos cinemas, e o arco de transformação do Falcão no novo Capitão América foi muito bem feito. O Zemo roubou todas as cenas de que participou, me deixando bastante curioso pelo futuro do personagem. Por outro lado, embora tivessem uma proposta muito bacana, achei a ameaça principal dos Apátridas meio fraquinha, e a Sharon Carter voltou mais como uma reintrodução mesmo, pois a participação efetiva dela na trama foi quase inócua, sendo mais uma preparação para o futuro.

 Mas no fim das contas FALCÃO E O SOLDADO INVERNAL foi mais um acerto da Marvel, trazendo uma trama de espionagem super heróica, com tintas politicas e sociais muito bem colocadas.

Ainda não assisti o último episódio, mas achei que a temporada mesmo sendo curta poderia ter sido ainda mais curta. Diria até que, ao contrário de WandaVision, essa série poderia muito bem ter sido um filme "menor" direto para Disney+.

Diminuir esses 6 de quase 50 minutos cada episódios para um filme de quase 2 horas no máximo daria muito mais energia para o que foi apresentado.

Em nenhum momento até agora existe um senso de "urgência", do tipo "algo grande vai acontecer", só uma leve ameaça no final do penultimo episódio que conclui a trama no último.

Achei que encheram linguiça com muito "nada" no meio.

E deveriam botar um ator mais imponente para ser o Walker/Cap. América, pois esse que botaram realmente parece o Markito do Programa do Ratinho fora que é muito fraco.

Não é ruim, mas também não chegou a ser empolgante.

Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...
  • 2 weeks later...
  • 3 weeks later...

Durante sessão de perguntas e respostas com a organização do SAG-AFTRA Foundation, Anthony Mackie admitiu que não gostava da ideia de se tornar o novo Capitão América em ‘Falcão e o Soldado Invernal‘.

O ator imaginava que isso não funcionaria na história.

‎”Nós nunca falamos sobre isso quando a série começou a ser desenvolvida. Era mais sobre a continuação sobre o que ia acontecer com o escudo, se ia ser Bucky ou se seria Sam, porque no final do ‘Ultimato’, Sam não aceitou o escudo. Ele diz ao Steve: ‘Parece que isso é de outra pessoa.’ Então, em nenhum momento ele estava animado ou ansioso com a ideia de se tornar Capitão América.‎”

Declarou.

‎”Então, lembro que Kevin [Feige] e Nate [Moore] disseram, ‘Não temos certeza do que está acontecendo. Isso será mais sobre a ideia ou o arquétipo do Capitão América, não você se tornando o Capitão América.’ Eu estava realmente confuso! Ao mesmo tempo, não era algo que me animava tanto. Odiei a ideia no início. Pensei que seria horrível (risos).”‎

 

 

 

FONTE: O VICIO

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

Announcements


×
×
  • Create New...