Jump to content
Forum Cinema em Cena

Tokyo2020: Previsões de Medalhas brasileiras


SergioB.
 Share

Recommended Posts

Time Brasil, nesta semana, o que passou:

* De mais relevante, a conquista da medalha de Ouro no importantíssimo Torneio búlgaro de Strandja, por parte de Beatriz Ferreira, do Boxe. Passou por uma russa bem alta, Nune Asatrian, sensação do torneio, na semifinal, por 3x2; e na final venceu a medalhista de Bronze, sua algoz em algumas oportunidades, a finlandesa de 40 anos, Mira Pontkonen. Eu vislumbro o Ouro para ela na categoria até 60kg, há muito tempo, mas eu tenho consciência de que não será fácil. A americana, a irlandesa, essa russa, a finlandesa, todas brigam pelas medalhas...

Foi muito bom ver os Bronzes de Luiz Oliveira "bolinha" e de Viviane Pereira, mas, dei uma olhada, e o caminho deles até às semifinais não teve tantos atletas de renome. Quando tiveram que enfrentar gente grande, perderam. Viviane só precisou de 1 luta para chegar na semifinal, por exemplo. Hebert perdeu na primeira luta. 

Bia vence Torneio Internacional de Boxe Strandja — Foto: Reprodução/BBF

(Foto: Reprodução/BBF)

 

* Ao longo da semana, a chocante internação de Bruno Schmidt, do Vôlei de Praia,  por complicações da Covid-19. Assustou! Como será a recuperação dele daqui pra frente em um esporte que exige tanto do físico? Chego a pensar que ele e Evandro deveriam abrir mão da vaga caso cheguem em junho e não evoluam. A coisa já não ia bem...Dias depois, a notícia de que André/George, a melhor dupla do momento, que lidera o Circuito Brasileiro, testou positivo e não pôde disputar a sétima etapa do Circuito em Saquarema. Um descontrole que não poupa ninguém, um horror! Alison, por sua vez, acabou de ser pai e não jogou. Então, a final da esvaziada etapa foi entre Guto/Arthur Mariano vs Adrielson/Renato, com vitória da primeira. Guto e Adrielson são muito craques, fico espantado com o talento deles. Precisavam os dois que os parceiros fossem superatacantes. Não é o caso. Senão chegariam mais à finais.

Guto e Arthur conquistam medalha de ouro na 7ª etapa do Circuito Nacional — Foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV

(Foto: Wander)

* Falando do Futebol Feminino, no torneio amistoso, encerrado no meio da semana, o Brasil ganhou de 2x0 do Canadá no último jogo, ficando, portanto em segundo lugar. O Canadá é um time bonzinho. Penso que as americanas serão Ouro facilmente, restando Prata e Bronze para Japão, Holanda, Grã-Bretanha, e Brasil. Vamos ver o que dá.

* A Superliga de Vôlei feminino está demais! Minas x Praia Clube, na sexta-feira, foi incrível (vitória do Minas), e fiquei mais feliz ainda por ver Thaisa, Macris, e Carol Gattaz, jogando tanta bola. Acho que o time a ser convocado deveria ser: Macris/Roberta (levantadoras); Gattaz, Thaisa, Mayanny (Centrais); Natália, Gabi, Fernanda Garay, Jaqueline (Ponteiras); Tandara/Ana Cristina (Opostas), Camila Brait (líbero). 

A competição no masculino se faz menos emocionante, com dois times muito à frente dos demais. Falei muito mal do Maurício Borges em 2020, mas ele se recuperou muito fisicamente, está jogando demais, liderando as estatísticas em vários fundamentos. Hoje eu o convocaria como ponteiro sem pestanejar. Meu time seria: Bruno/Cachopa (levantadores); Lucão, Flávio, Isac (Centrais); Leal, Lucarelli, Maurício Borges, Vaccari (Ponteiros); Alan/Wallace (Opostos). Thales (líbero). Vaccari estava jogando demais, mas pegou Covid, e caiu um pouco de rendimento nas duas últimas semanas. Enquanto isso, Douglas Souza resolveu jogar. É uma quarta vaga ainda em aberto.

Acompanhe ao vivo: Minas Tênis Clube x Dentil Praia Clube - Superliga

Link to comment
Share on other sites

Semana olímpica do Time Brasil com altos e baixos. Começarei pelo mais importante em termos de medalhas:

* Na sexta-feira, a Federação Internacional de Ginástica me assustou. Determinou que caso os restantes pré-olímpicos não sejam realizados, em virtude da pandemia, as vagas serão distribuídas de acordo com as colocações do último Mundial, de 2019. O pré-olímpico das Américas seria em junho, em data certa e local ainda não definidos, só se sabe o mês, e o país, um certo lugar, muito tranquilo, pra onde todos querem viajar, Brasil. Se a competição for cancelada, Rebeca Andrade, pule de dez para ficar com uma das duas vagas a serem preenchidas, simplesmente estaria fora das Olimpíadas! Thaís Fideles, pela colocação no Mundial, no qual esteve supernervosa, ficando em distantes 46º lugar, é quem ficaria com a vaga. Um terror! Rebeca, depois de se recuperar das lesões, estar treinando forte, fazendo até Cheng, ficaria de fora! A CBG e o COB não podem deixar isso acontecer de jeito nenhum! Precisam gastar todo o dinheiro possível e criar uma bolha, segura, para os atletas.

Thais Fidélis faz história ao faturar bronze em etapa da Copa do Mundo |  SUPERFC

(Foto: Divulgação/ CBG)

* Vaga olímpica do Brasil no Remo. A de número 181. Lucas Ferreira, do Skiff simples individual, única prova com 1 atleta do Remo, ganhou a prova do pré-olímpico do Rio de Janeiro na sexta-feira. É candidato a uma final B. Será nosso único participante neste esporte, outrora glorioso em nosso país, e que distribui muitas medalhas. Foi importante para o esporte não desaparecer. O remo que é um dos esportes mais mal geridos do país.

lucas verthein regata de qualificação olímpica do remo

* Aberto de Sofia de Taekwondo, e o Brasil conseguiu dois pódios neste domingo. Prata, com Ícaro Miguel (87kg); e Bronze com Milena Titoneli (-67kg), marcando a volta das competições. Netinho (-68kg) perdeu na estreia. Olhei o caminho dos atletas, e a competição foi fraca, sem grandes nomes. Esperava o Ouro dos três.

Ícaro Miguel e Milena Titoneli no pódio do Aberto de Sofia  — Foto: Reprodução/Instagram(Foto: Instagram)

* Continua o martírio do Judô brasileiro. No tradicional GrandSlam de Tashkent no Uzbequistão, nossa única medalha foi com uma judoca do pesado, Beatriz Souza, que ficou com a Prata, perdendo a final para a japonesa campeã mundial, Akira Sone. Seria um resultado maravilhoso, caso Beatriz não estivesse atrás de Maria Suelen Altheman no ranking olímpico. Perdeu por 3 shidos, sem derrubar, sem ser derrubada... Que coisa chata decidir-se assim!

Do masculino, melhor nem comentar...

Image

 

* Medalha de Bronze para o Brasil no hipismo, em uma competição por país ns Estados Unidos. Não sei avaliar o significado. Toda semana tem competição de hipismo, com uma altura diferente, com cavaleiros diferentes, cavalos diferentes. Pode ser bom, pode não ser nada especial.

* Informações esparsas: o forte quarteto de atletismo feminino da Polônia, todo com COVID-19. Não puderam participar de uma competição no próprio país, o europeu indoor. Imaginem o que acontecerá em Tóquio.

Lavillenie, da França, com uma lesão. Não vamos gorar...

Auriol Dongmo, de Portugal (já escrevi sobre ela aqui no ano passado), com excelentes 19,34m, no Arremesso de Peso. Olha Portugal campeão olímpico, aí, gente...

Link to comment
Share on other sites

100OR, estou vivo!!!! Passei o dia nervoso, sem querer olhar o resultado, vi filme, escrevi, cuidei da casa, até que conferi:

A seleção brasileira masculina de Handball passou o maior su-fo-co contra o Chile, na tarde de hoje, no pré-olímpico, mas estará em Tóquio!!! Venceu por 26 x 24 , de virada, depois, segundo leio, de um apagão no primeiro tempo. Como pode, gente? Um time com tanta gente boa sofrer assim? Bom, hora de comemorar! #NuncaCritiquei!!!

Agora o Brasil já soma 195 atletas classificados!

Seleção masculina de handebol faz festa no vestiário após a vitória da Noruega sobre a Coreia do Sul, que garantiu a vaga brasileira em Tóquio — Foto: Reprodução Instagram / João Pedro Francisco

(Foto: João Pedro Rodrigues)

Link to comment
Share on other sites

Semana olímpica do Brasil:

* Vaga Olímpica do Handball masculino.

Brasil celebra vitória sobre o Chile no pré-olímpico de handebol — Foto: REUTERS/Stevo Vasiljevic

(Foto: REUTERS/ Stevo Vasiljevic)

* Medalha de Prata de Evandro/Guto e Bronze de Ágatha/Duda na primeira Etapa do Circuito Mundial de Vôlei de Praia, em Doha. Ágatha e Duda perderam na semifinal de bobeira das canadenses, campeãs mundiais, e campeãs do torneio, Pavan/Melissa Paredes. Ana Patrícia e Rebecca foram muito bem também, ficaram em 5º, ganharam até da fortíssima dupla alemã, por exemplo, mas perderam para a dupla americana que ficou com a Prata. Eu confio em medalha, sim!

No masculino, essa supresa boa do Guto com o Evandro, mas eles jogaram bem mal a final, diga-se a verdade...No penúltimo post, discorri sobre uma eventual desistência de Bruno, por razões médicas...Ninguém quer falar sobre isso...Já Alison/Álvaro Filho não passaram da repescagem!

Adendo: Moll, o incrível jogador da dupla norueguesa, ainda está lesionado.

Evandro e Guto são prata em etapa do Circuito Mundial em Doha — Foto: FIVB

(Foto: FIVB)

* Valéria Kumizaki venceu a Premier League de Karatê, em Istambul, em disputada apertada contra uma chilena ("Tá em crise, chama o Chile!!!", como diria o Galvão). A competição não vale pontos para o ranking, mas havia muitas atletas tops, e o caminho dela foi o mais difícil, nessa categoria -55kg. Que a vitória dê gás e confiança a ela! Já Vinícius Figueira decepcionou, e perdeu na estreia.

Valéria Kumizaki vence a Premier League de Istambul — Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

* Ana Marcela Cunha, Ouro na prova dos 10km, da Maratona Aquática, em Doha, na volta do Circuito Mundial. Tinham 4 das 10 principais atletas  do ranking na competição. Vocês sabem, não me animo com ela. Chega na hora "H" flopa. Mas deixo registrado. Quero me surpreender!!!

A italiana fodona ficou em quarto. A francesa fodona pra lá do décimo.

No masculino, Alan do Carmo em 47º. Fiquei chocado.

Em Doha, Ana Marcela Cunha conquista medalha de ouro em abertura do Circuito Mundial

(Foto: FINA)

 

Link to comment
Share on other sites

Movimentadíssima semana olímpica, teria que escrever aqui durante umas três horas, registrando tudo que aconteceu de relevante. Muita coisa! E com muitas boas notícias para o Time Brasil.

De quebra, duas vagas olímpicas para o Brasil! Somamos até agora, portanto, 197 atletas em Tóquio!

* Uma vaga estava na conta, só faltava oficializar; e a outra completamente inesperada. A primeira diz respeito a Nathalie Moellhausen, da Esgrima, que ao ficar em nono lugar na Etapa de Kazan do Circuito de Espada, nesta madrugada, garantiu-se nos jogos, em quarto lugar do ranking mundial, e melhor das Américas. O 9º lugar na Etapa significa que ela avançou às oitavas de finais; e perdeu, no ponto de ouro, para uma coreana, tendo vencido dois confrontos, contra uma japonesa e contra uma americana.

A prova de Espada feminina (já falei aqui, é logo no primeiro dia) está completamente em aberto. Tudo pode acontecer. Hoje, venceu outra coreana, não a que eliminou Nathalie. A romena fodona foi eliminada na primeira rodada...

Tudo pode acontecer.

Espero que no Florete masculino saia a outra classificação brasileira.

Nathalie Moellhausen em ação na Copa do Mundo de Espada em Kazan — Foto: Augusto Bizzi / Fie

(Foto: Augusto Bizzi/ FIE) 

* A outra vaga olímpica foi completamente inesperada. Eu acordei com meu colega, também louco por esportes, avisando. Eu não consigo acreditar ainda. Há mais de um ano já tinha tirado ele da cabeça: Felipe Wu, na Pistola 10m.

Após ter ficado em quarto lugar ontem, na valiosíssima Etapa de Nova Délhi, da Copa do Mundo de Tiro Esportivo, Felipe Wu conseguiu subir - pasmem! - 69 posições!! Ninguém estava contando com isso! Nem com o feito dele, que esteve liderando a prova perto do fim, e infelizmente atirou para 8.4 em uma rodada!, e poderia ter medalhado, muito menos que a "sorte" iria ajudar tanto. Ele acabou ficando - no ranking fechado de classificação - em décimo lugar, sendo que os nove primeiros já estavam garantidos em Tóquio, ou o país já tinha duas vagas. Logo, abriu-se uma vaga imediata. E foi ele!

Gente...Só ele esperava isso! Ou nem ele! Poxa, ele é vice-campeão olímpico, fez um ciclo desastroso, mas agora pode ter chance...Cabeça no lugar, espinha ereta, e um coração tranquilo, Felipe!

Acho que Emerson Duarte, na Pistola de Fogo Rápido 25m, ainda tem uma leve chance. Cássio Rippel (que por anos foi o melhor brasileiro) no Rifle 50m 3 Posições ainda tem chance também. Competem na semana que vem, também na Índia. Precisam ir muito bem, assim como o Wu. 

Torçamos!

 

* Fernando Reis herdou a medalha de Bronze do último Mundial de 2018. O motivo, claro, um caso de doping na modalidade, do usbeque que havia ficado em terceiro. É a primeira medalha mundial da história do Brasil no Levantamento do Peso. Se lhe foi roubada a emoção da conquista, que pelo menos essa medalha dê a ele mais ânimo para seguir crescendo. O Ouro, todos sabemos, será do georgiano Lasha Talakhadze, um verdadeiro tanque humano, que pega mais de 30 kg acima dos outros...Mas eu vou torcer demais para o nosso tricampeão panamericano. Um exemplo de ser humano e de atleta. 

“Fico feliz em conquistar essa medalha para o Brasil. Primeira medalha em Campeonato Mundial Adulto. Um momento histórico para a modalidade. Serve de estímulo para continuar treinando e representar o Brasil nos Jogos Olímpicos”.

Quatro brasileiros garantem índices para o Mundial de Levantamento de Peso  2018 — Rede do Esporte

 

* Oitava Etapa do Vôlei de Praia, Ágatha e Duda venceram pela sexta vez, tornando-se oficalmente campeãs brasileiras. A Duda especialmente jogou demais! Bateram a ativista Carol Solberg e Bárbara Seixas na final. Com o Bronze, Ana Patrícia e Rebecca, que reconheceram que foram muito mal na semifinal. Elas estão sentindo fisicamente os jogos. Na entrevista, alegaram problemas emocionais fora de quadra, com a perda de um dos treinadores por Covid-19... É foda mesmo! Mas que o clima mude! Faltam 120 dias! Internacionalmente, elas ficaram em 5º na etapa de Doha na semana passada. Elas podem! Precisam melhorar o deslocamento, as coberturas...É um esporte que exige demais do físico! Em outro giro, saíram imagens de Bruno Schmidt de volta aos treinos pós-Covid... Não sei...

Ágatha e Duda em etapa do Circuito Brasileiro — Foto: Ana Patrícia/Inovafoto/CBV

(Ana Patrícia/Inovafoto/CBV)

* Com destino ao pré-olímpico no Japão, de Maratona Aquática masculina, em maio, saíram os nossos representantes, em uma prova seletiva que teve por várias vezes local redefinido. O veterano Alan do Carmo, e o jovem Guilherme Costa, provando que é o melhor nadador em longas distâncias, seja nas piscinas ou no mar. 

Torço pelo Gui, pois embora ele seja um novato no esporte, o Alan, desde 2011, não se mostra competitivo em nível mundial. Serão 14 vagas em disputa!

* Robert Scheidt, campeão em Lanzarote nas Ilhas Canárias, na Classe Laser. Ganhou duas regatas, mas ficou entre os 10 primeiros em todas. Na prova, forte, com 28 barcos, entre eles, francês fodão, sueco fodão...

47 anos!

Scheidt supera rivais europeus da classe Laser e conquista título na  Espanha - A Crítica de Campo Grande Mobile

 

* Definidos os países no Handball feminino neste final de semana. Será fortíssima a competição, com 8 europeus. Do Rio para Tóquio, saem Romênia e Argentina; entram Hungria e Japão.

* Impressionante o record mundial da chinesa Yang Jiayu na prova da Marcha 20km, com bárbaros 1h23m, durante a seletiva de seu país.  É marchando, não é correndo...Sua compatriota também marchou abaixo de 1h25 minutos, algo notável! Fico triste pela Erika Sena ter de concorrer com três chinesas casca-grossas como essas...No masculino, o chinês campeão fez o terceiro melhor tempo da história, com 1h16 min...E mais dois chineses, inclusive o atual vice-olímpico, marcharam para 1h17m....

Ouro, Prata e Bronze, para a China, tanto no masculino, quanto no feminino? Ual!

Link to comment
Share on other sites

Time Brasil bem feliz nesta semana:

Na sexta e no sábado, pudemos comemorar mais duas vagas olímpicas. Agora são 199 brasileiros classificados para Tóquio:

*No post passado, eu já tinha cantado a bola que haveria outro cara da esgrima. Na Sexta, Guilherme Toldo, esgrimista do Florete, quinto-lugar no Rio, garantiu a sua vaga, durante a Etapa de Doha do Grand Prix de Esgrima, ao avançar até às quartas de finais. Hoje, parou no fortíssimo americano  (e modelo), Bronze por Equipes no Rio, campeão Mundial em 2019, Race Imboden (aquele que se ajoelhou em protesto no pódio em Lima-2019). Mas foi uma baita campanha do Toldo! Venceu o inglês atual vice-campeão mundial, venceu dois fortes esgrimistas franceses, e terminou entre os oito melhores. Vai subir alguns postos no ranking, no qual está atualmente em 15º lugar. Torço muito por ele, que vai para a sua terceira Olimpíada! Quem sabe?

Vitória de outro americano, na final, Gerek Meinhardt, contra japonês.

No feminino, Ouro, claro, para a russa, Inna Deriglazova, que vence tudo há tempos...

Florete masculino

 

*A outra vaga veio no Pré-olímpico de Tiro com Arco no México. O Brasil já tinha Marcos Almeida, no masculino, e quem se junta a ele é Ane Marcelle dos Santos, nona colocada no Rio. Venceu a competição contra canadense, mas o duro foi combate contra a argentina Floirencia Lethold, nas quartas de finais, só decidida na flecha de ouro, quando há empate geral, e vão o desempate, uma flecha para cada uma (E ela ainda atirou mal!). Com sua classificação, o Brasil  soma o direito de disputar também a prova das duplas mistas! Parabéns!

Ane MArcelle dos Santos classificada no tiro com arco para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020

 

* Quem brilhou, e brilham sempre, foram Martine Grael e Kahena Kunze, no compeonato de vela em Lanzarote, da classe 49er FX. Terminaram com o Ouro, vencendo novamente as rivais dinamarquesas,e deixando as holandesas com o Bronze. Mandaram muito bem em quase todas as regatas, vencendo várias...A competição esteve muito forte, pois valia como um classificatório europeu, para quem não tivesse a vaga. Maravilhosas! Que tenham sempre bons ventos!

Kahena Kunze e Martine Grael — Foto: Jonne Roriz / COB

(Foto: Jonne Roriz/COB)

 

* No Grand Slam de Judô de Tbilisi, na Geórgia, o Brasil conquistou (milagre!), um Ouro, uma Prata, e dois Bronzes. Ouro, que não vinha desde setembro de 2019, em etapas de Grand Prix (Semana quem vem tem mais, na Turquia). Foi com Maria Portela, no peso médio, -70kg, que estava - não é pra desmerecer - muito esvaziada. Não tinha China, não tinha Coreia, não tinha França, não tinha Mongólia...A Prata ficou com o Baby, no pesado masculino, perdendo a final para o atleta da casa, a jovem revelação, que ganhou o Ouro em Israel há poucos dias... O feio antijudô de Rafael foi punido no Golden Score. Ele se viu obrigado a partir para o ataque, e tomou um ippon lindo, de cinema. Esta medalha garantirá muitos pontos a ele, que atualmente está em 10º no ranking mundial, ficando agora à frente de David Moura. Os Bronzes foram para as atletas que brigam pela vaga no pesado feminina, Maria Suelen (4ª) e Beatriz Souza (8ª). A briga continua. 

Nas outras categorias, só derrotas vexatórias. E atletas que testaram positivo durante a viagem.

São medalhas tão enganosas...

Beatriz Souza, Rafael Silva e Maria Suelen Altheman com as medalhas do Grand Slam de judô da Geórgia — Foto: CBJ

(Foto: CBJ)

 

* No domingo à noite tem as semifinais do pré-olímpico de futebol masculino da América do Norte: Canadá x México; e Estados Unidos x Honduras. Os vencedores estarão em Tóquio. Futebol masculino será bem difícil, heim? França, Alemanha, Espanha, Argentina, Brasil...

* Na quinta-feira, houve as finais da oitava Etapa do Circuito masculino de Vôlei de Praia. Vitória de Alison/Álvaro Filho, a segunda da temporada, contra os atuais líderes, voltando de COVID, George/ André. O fôlego dos dois acabou no último set. Doença maldita!

* No tiro espotivo, infelizmente, não deu para Cássio, nem para Emerson. O milagre que se deu com Felipe Wu não se repetiu. Terminaram lá atrás no classificatório... Não têm mais chance olímpica.

* Semifinais da Superliga feminina de Vôlei...Vou reescalar o time que prefiro que vá para Tóquio, tirando Ana Cristina, e colocando, com muita justiça, Priscila Daroit, ponteira do Minas. Merece! Está jogando demais! Hoje em dia, está melhor do que Amanda, ou Jaqueline, e ainda tem mais força de ataque.

Macris, Roberta, Thaisa, Carol Gattaz, Carol SIlva, Gabi, Natália, Fernanda Garay, Priscila Daroit, Tandara, Lorenne, Camila Brait.

Dá, com esforço, pra um Bronze!

Com 21 pontos, Thaisa ajudou o Minas a vencer o Sesi-Bauru, no primeiro confronto das semifinais da Superliga — Foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV

(Wander Roberto/ Inovafoto/CBV)

Link to comment
Share on other sites

Em virtude do feriado em boa parte do mundo, poucas competições nesta semana:

* De mais relevante, outra etapa do Grand Slam de Judô, desta vez em Antalya na Turquia. O Brasil cometou um erro fragoroso, que nos custará caro, ao errar a contagem da quarentena dos atletas. Liberou um atleta mais cedo do que era exigido, este atleta, Eduardo Youdi, testou positivo doravante, e 15 atletas, praticamente o time todo, terão de ficar isolados preventivamente. Perderam a competição, perderão o vigor físico, deixarão de ganhar pontos importantíssimos para o ranking, que fecha em junho. Uma barbeiragem completa!

Só 4 atletas lutaram, todos do masculino, e, claro, derrotadas cedo demais, o melhor colocado, Erick Takabatake, em sétimo.Tenso! David Moura, era primeiro cabeça de chave, e perdeu na primeira rodada. Perdeu mais do que isso. Dificilmente será escalado no lugar de "Baby" . Terceiro ciclo olímpico assim.

O judô brasileiro, sim ou sim, precisará de um sacode grande no próximo ciclo olímpico. A minha impressão é que eles se protegem demais, dificultando assim qualquer mudança.

edu_1.jpg

 

*Superliga feminina de Vôlei pegando fogo nessa final superequilibrada entre Minas x Praia Clube. Final Pão de Queijo! É o melhor que tá tendo...

minas x praia jogo 1 do playoff final da superliga de vôlei feminino

* Sem muito Brasil, meu olhar se estende aos outros países...Primeiras vagas olímpicas para Guam e Guiné-Bissau, nos pré-olímpicos de Wrestling.

* Um corredor queniano, Ferdinand Omanyala, ganha vaga olímpica ao correr para 10.01 nos 100m ! Quem disse que o país é só prova de fundo?

* Campeonato russo de natação, com dois nadadores nos revezamentos 4x100 masculinos nadando para 47s (Grinev e Minakov), 2 para 48 baixo...Vladimir Morosov é que nadou bem mal, para 49s. As provas individuais serão ao longo da semana. O Brasil precisa de três nadadores, pelo menos, nadando para 47s, para sonhar com um Bronze.

Vem, Troféu Brasil, chega logo!! Claro, se a pandemia deixar...

 

Link to comment
Share on other sites

Semana movimentadíssima no mundo olímpico e no Time Brasil:

* Vaga de número 200 para o Brasil nos 50m nado livre masculino. Bruno Fratus nadou abaixo do índice exigido pela FINA, em uma competição menor nos Estados Unidos, batendo Caleb Dressel na final. O tempo 21s.80 (largou mal) foi o bastante para assegurar uma vaga para o país. Ele só perderá a titularidade na vaga se dois atletas brasileiros nadarem para baixo disso, na seletiva brasileira a ocorrer, de 19 a 24 de abril. Muito difícil de isso acontecer. No fortíssimo campeonato russo, Morozov nadou para 21.41. Medalhas, a meu ver, só abaixo de 21s.30. Fratus tem sua melhor marca em 21s.27, da prata no Mundial de 2017. 

Bruno Fratus Tóquio

 

* Fiquei felicíssimo com o meu Minas Tênis Clube, campeão da Superliga Feminina de Vôlei, na eletrizante final contra o Praia Clube. No dia seguinte, o baque. Thaisa anuncia sua aposentadoria da seleção brasileira. O que já estava difícil para a seleção feminina ficou ainda mais. Teremos um meio de rede baixo, aquém do nível internacional. Para assombrar o torcedor, Fernanda Garay convocou uma entrevista de imprensa amanhã, de manhã. Que não seja para anunciar sua aposentadoria da seleção! 

ci3v2461.jpg

 

* Em termos de medalha, o show veio do Surf com Gabriel Medina e Ítalo Ferreira protagonizando a final da segunda Etapa do Circuito Mundial de Surf, em Newcastle na Austália. Um show de aéreos, como se pede atualmente na modalidade! Ítalo saiu com o caneco e lidera o circuito mundial, com Medina em segundo, e os outros muito atrás... Tatiana Weston -Webb parou nas oitavas.

italo ferreira etapa de newcastle do mundial de surfe

 

* Legal o desempenho de Laís Nunes, do Wrestling, na categoria -62kg, vencendo o Ouro no Torneio Dan Kolov/Nikola Petrov na Bulgária. Estava esvaziado, mas ela venceu a veterana Jackeline Renteria da Colômbia (dois Bronzes olímpicos), e a sueca Johanna Mattsson, que foi Bronze no último Mundial. Laís foi quinta naquela oportunidade. Está em ascensão. Outras duas brasileiras, Kamila Barbosa e Giulia Penalber, foram Prata, mas essas medalhas pouco significam. As duas últimas não estã nem classificadas, terão de disputar o pré-olímpico mundial, em categorias fortíssimas...

Giullia Penalber Laís Nunes Kamila Barbosa wrestling Bulgária Torneio Internacional Dan Kolov-Nikola Petrovd

 

* Voltando à natação, o que foi a seletiva russa dos 100m livre masculino?! Um absurdo os tempos! Três nadadores jovens para 47 (um 47 baixo!) e um 48 baixo... Klement Kolenikov 47.31; Andrei Minakov 47.77; Vladislav Grinev 47.89... Topíssimo! Teremos que lutar pelo Bronze mesmo!

* Lasha Talakhadze quebrou o recorde mundial do Levantamento de Peso na categoria pesado, a mesma do nosso Fernando Reis, com o total de 485kg. É ridículo esse homem! Um tanque em forma de ser humano!

* Sha`Carri Richardson, dos Estados Unidos, venceu os 100m em um meeting na Flórida com impressionantes 10s.72! Melhor tempo do mundo neste ano, o sexto melhor da história. Ela tem apenas 1,55m de altura! A briga pelo título em Tóquio está mesmo entre ela e a fabulosa Shelly-Ann Fraser-Pryce da Jamaica. 

Sha'Carri Richardson 'sends shockwaves' for Olympics with 100m time

 

* A última vaga no Futebol Feminino está sendo disputada entre Chile e Camarões. No primeiro jogo, o Chile ganhou de 2x1 da nação africana. Próximo jogo na terça-feira. 

Link to comment
Share on other sites

Em que pese ser o pioneiro em tentar prever as medalhas olímpicas, o site Gracenote, que hoje estipulou os 30 primeiros países no Quadro de Medalhas, o faz de modo pouco informativo. Aqui vão as análises deles, a 100 dias dos Jogos, com o Brasil em 17º no total, e confirmando a grande ascensão da Holanda, da Índia, e da Turquia, já antecipadas por mim também:

 

Virtual Medal Table 1-10

Virtual Medal Table 11-20

Virtual Medal Table 21-30

Link to comment
Share on other sites

Clima olímpico esquentou de vez:

* Minha cabeça está na Natação, um dos esportes que mais gosto. Nesta semana, com a seletiva brasileira. No mais, Seletiva russa e britânica impressionaram. Nos 50m Livre masculino, onde podemos ganhar medalha, Morozov, 21.41; Ben Proud 21.42. Ou seja, Bruno Fratus que tem 21.27, dos últimos mundiais, continua à frente deles a meu ver, mesmo tendo nadado pior na prova que em tese o classificou.

Tempasso nos 200m, na Inglaterra, com 1:44.47, pra Duncan Scott...Pena pro Scheffer! Vamos ver...O 4x100 britânco não me impressionou, apenas um cara pra 47...

48379627967-d15873fb8c-k.jpg

* Campeonato Pan-Americano de Judô, no México. Brasileiros conquistaram 7 Medalhas de Ouro, das 14 possíveis. É mais ou menos esse o montante. Estava meio esvaziado, sem Canadá. O importante foi Baby vencer mais uma vez David Moura nos Pesados...Agora não tem mais dúvida. Como pode eu não gostar de alguém, que é duas vezes medalhista olímpico consecutivo? Pois é, não gosto. Um feio antijudô.

2016-08-12t202630z_813161310_rioec8c1krq5r_rtrmadp_3_olympics-rio-judo-m-heavy_gcZIkjg.jpg

*Em prova na Austria, Henrique Avancini apenas o 27º. Pior resultado dele em muito tempo. O que será que houve?  Especulo que ele tem problemas com provas em lugares frios. Ainda bem que no Japão a prova será em um forno.

Henrique Avancini

* O Brasil teve a pachorra de perder a vaga no Tênis de Mesa, nas Duplas Mistas (já que a equipe masculina e feminian já está classificada), durante o pré-olímpico das Américas na Argentina. Bruna Takahashi e Vitor Ishyi mandaram muito mal contra a dupla de Cuba, que acabou levando a vaga, perdendo set de 11x 1. Isso mesmo! 

Vitor Ishiy e Bruna Takahashi Pré-Olímpico Latino-Americano de duplas mistas tênis de mesa

 

* As irmãs Averina estão com tudo na Ginástica Rítmica. Na Copa do Mundo, Dina Averina com 104 pontos, no individual geral. A irmã gêmea, 97! Ual! 

Dina e Arina Averina

Link to comment
Share on other sites

Frustrante esse primeiro dia da Seletiva Brasileira de Natação. Duas vagas olímpicas, apenas. Em 2016, lembro que sete nadadores conseguiram nadar abaixo do índice. Mas o maior choque foi mesmo Brandonn Almeida nadar para 4m:16s, e ficar de fora dos Jogos. Claro, ele ainda pode surpreender nos 200m costas ou 800m e conseguir uma vaga, que lhe daria o direito de nadar os 400m medley, mas é muito difícil.  Quando terminou a prova, ele ficou incrédulo, dentro da pisicna, com uma cara atônita. João Gomes Jr, nos 100m peito, nadar pra 1:00 é muito frustrante também. Acho que é o fim da carreira. Nosso melhor nadador na Rio 2016, com o 5º lugar, teve um ciclo complicado, de acusação de doping, mais Covid. Ruim!

Conseguiu a vaga olímpica o xodó de todos, Guilherme Costa, nos 400m , batendo o recorde sul-americano, com 3m:45s, 85, e dizendo que errou na terceira perna da prova. Oitavo tempo do mundo neste ano. Deve conseguir uma final olímpica nesta prova também! Na entrevista, confirmou que quer sim participar da Maratona Aquática, se vier a obter a classifcação no pré-olímpico. Quem entende de natação, aponta a ele como o melhor nadador do Brasil, em termos de estilo, de posição de corpo, posição de cabeça, hoje na nossa natação. 

Outra vaga foi para Felipe Lima, com 59s43, nos 100m peito. Longe do indispensável 58s, hoje da prova. Com esse tempo, só dá pra alcançar uma semifinal, eu acho. Ele, portanto, será o nome do Peito no nosso revezamento medley, já classificado.

Parabéns aos dois.

Quanto às provas femininas, melhor não mencionar nada. Terríveis resultados.

Image

Link to comment
Share on other sites

Segundo dia da Seletiva olímpica da natação:

* Já temos nosso quarteto definido para o 4x200m masculino. Supunha eu, quando iniciei o tópico, que poderíamos lutar pelo Bronze. Tiro n´água. Faremos final, mas longe da briga. Fernando Scheffer não repetiu aquele 1:45s de dezembro de 2019, recorde brasileiro; hoje, foi o melhor, 1:46,28. Tem nadador no mundo fazendo 1:44s...Fica díficil. Mas, reafirmo, estaremos na final olímpica. No somatório das seletivas, somos o 5º time, sem contar Estados Unidos e Austrália ainda por nadarem. Fernando e Breno Correia (que nadarão a prova individual), mais o jovem Murilo Sartori, e Luiz Altamir. Ninguém, no Brasil, hoje, está mais decepcionado consigo mesmo do que Léo Santos, que ficou em quinto lugar, depois de nadar o ciclo olímpico todo. É pena. É do esporte.

Breno Correia, Fernando Scheffer, Murilo Sartori e Luiz Altamir após os 200m — Foto: Reprodução Twitter

200m livre masculino
1) Fernando Scheffer - 1min46s28
2) Breno Correia - 1min46s72

3) Murilo Sartori - 1min47s33
4) Luiz Altamir - 1min48s02

* As outras duas vagas olímpicas do dia forma para os nadadores de 100m costas, Guilherme Guido (terceira Olimpíada), e seu companheiro do Pinheiros Guilherme Basseto. Os dois tempos muito ruims, por sinal. Tem que se nadar pra 52s!

100m costas masculino
1) Guilherme Basseto - 53s84
2) Guilherme Guido - 53s85

3) Gabriel Fantoni - 54s28

Imagem

* As mulheres, péssimas. Etiene não conseguiu a vaga nos 100m costas, nadado mal, acima de 1:01s.

 

Link to comment
Share on other sites

Chaves olímpicas definidas no Futebol:

* No feminino, demos sorte: China, Países Baixos, e Zâmbia; como adversários. Sempre a China na estreia...Pelo regulamento, passam os dois melhores de cada grupo, mais as duas melhores terceiras colocadas. Portanto, 8 de 12. É possíver afirmar que seria melhor para o Brasil ser segundo do grupo, pois enfrentaríamos os que passarem do mais fácil grupo E, bem como ficaríamos por aquele lado, temendo apenas a Grã-Bretanha. Se ficarmos em primeiro, pegaríamos provavelmente a Suécia do Grupo G, que nos eliminou em casa em 2016.

Grupos do torneio de futebol feminino das Olimpíadas — Foto: Reprodução/Twitter

 

*No masculino, muito azar. Adversários difíceis, e um cruzamento de quartas de final bem ruim. As pessoas vão ressaltar Espanha e Argentina, mas acho que o Egito - equipe que nos ganhou recentemente - é muito perigoso. Pode deixar qualquer dos latinos de fora, sim. Caminho penoso. Quem se deu bem foi a França. Caminho livre até as medalhas. Nosso técnico, Jardine, já revelou que Weverton, do Palmeiras, deve ser o nosso goleiro. Se Neymar for, pode se tornar o primeiro futebolista três vezes medalhista olímpico.

Brasil Sorteio futebol Jogos Olímpicos Tóquio 2020 grupos

Link to comment
Share on other sites

Acabou agorinha o terceiro dia da Seletiva de natação, e foram obtidos dois índices olímpicos.

* Guilherme Costa, já classificado, venceu os 800m abaixo do índice, mas 3 segundos abaixo do seu recorde sul-americano, nadando para 7:50s. Mesmo assim, 12º tempo do mundo neste ano. O outro índice, este sim, classificando um novo nadador, um novo atleta olímpico: Leonardo de Deus, nos 200m borboleta, indo então para sua terceira olimpíada seguida, em uma das provas mais duras da natação. Fez 1:56s,01, longe dos indispensáveis 1:54s de hoje em dia para se medalhar. 

Imagem

Continuam os resultados ruins das mulheres. Por enquanto, ninguém. Amanhã se definem as nadadoras do revezamento 4x200m. E, amanhã também, haverá os 100m livre masculino. Quem há de compor este esperado revezamento?

 

*Olho na piscina, mas atenção para os informes do campeonato europeu de ginástica artística. Liderou o qualificatório, Angelina Melnikova, russa, com 55.991, no somatório do individual geral. Ela que foi Bronze no último Mundial, com pouco mais acima disso. Gente...a Rebeca Andrade faz isso brin-can-do. Ela tem de ir pra Tóquio!

Aliás, esqueci de registrar a bomba aqui da semana passada, com Arthur Dalaloyan, atual campeão do mundo, machucado, com ruptura do tendão, portanto, fora deste Europeu. Esperam que em 3 meses ele se recupere. Mas para medalhar? Difícil. Japoneses e chineses comemorando muito na surdina...

artur-dalaloyan-ginastica-barrafixa

Link to comment
Share on other sites

* Decepção. O dia todo pensando nos 100m Livre da Seletiva, e ninguém, nem na manhã, nem na parte da noite, nadou para 47s. Com muita tristeza, vou retirar o Bronze do quarteto. Não é possível medalhar sem pelo menos dois caras nadando para 47s.

André Calvelo (Youtuber!), o melhor 48s15 (manhã, 48s09); Pedro Spajari, 48s31; Breno Correia, 48s74; e Marcelo Chierighini, mal, 48s83. Os dois primeiros, nadam a prova individual. Que tristeza para o Marcelo - o atleta mais bonito do Brasil -  desde 2013 pega essa vaga individual na seleção. No Mundial, com aquele lindo 47, quase foi Bronze. E piorou em mais de 1 segundo a marca. Em entrevista, reconheceram que Estados Unidos e Rússia ficarão com Ouro e Prata, e a luta será pelo Bronze. Na real, um revezamento para quinto, sexto lugar. 

Ninguém está mais triste hoje do que Gabriel dos Santos, que nem para a final foi. Matheus Santana que estrelava até campanha dos Correios, vivia em matérias esportivas, ficou em 18º lugar. Ítalo Manzine, que tirou Cesar Cielo da Rio 2016, ficou em 22º e último lugar! Quem foi muito bem foi Felipe Ribeiro de Souza, que era uma estrela nos campeonatos de categoria, e passou um longo período nadando mal, hoje ficou em quinto lugar, e quase foi para Tóquio.

Infelizmente, uma galerinha que foi excepcional quando adolescente, que conquistava tempos incríveis para a idade e medalhas nas Olimpíadas da Juventude, cresceu e não vingou: Matheus Santana, Felipe Souza, Brandonn Almeida, Giovanna Diamante, Bruna Veronez Primati, Pedro Brasil Cardona, Gabriel Santos, Victor Guaraldo, Andreas Mickosz ...Era a Olimpíada deles! Não deu certo. Alguma coisa na transição da adolescência-fase adulta se perdeu...

Portanto, dois índices olímpicos: André Calvelo e Pedro Spajari. Na foto, dá pra se notar que não estão felizes.

Calvelo, Spajari, Chierighini e Correia, que formarão o 4x100m livre — Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

(Foto: Satiro Sodré/ SSPress/CBDA)

Vagas olimpicas, primeiras das mulheres, nos 1500m livre feminino. Primeira vez que a distância será olímpica, e por isso teve o índice mais fácil de ser obtido. Foram as vagas para Beatriz Dizotti, de 21 anos, (recorde brasileiro, 16:22s07) e Ana Marcela - que já abdicou da vaga, para, provavelmente, Viviane Jungblut, que vai nadar uma tomada de tempo, especialmente, em maio, pois está com Covid. É legal, mas não é.

Beatriz Dezotti — Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

(Fotyo: Satiro Sodré/SSPress/CBDA)

 

* No Europeu de Ginástica masculina, incrível prova de solo do russo Nikita Nagornyy, fazendo pela primeira vez na história um triplo carpado, e homologando o movimento. Tirou 15.066! Nas Argolas, o grego, campeão olímpico, ainda sem vaga, tirou 15.333! Ual! É bom Zanetti ter ficado de olho, pois um armênio fez acima de 14.900, um italiano acima de 14.900, outro armênio fez acima de 14.800...Notas excelentes, fora os chineses! Zanetti tem custado a chegar nos 14.700...

A notícia boa foi para o Nory, pois a nota mais alta na Barra Fixa foi de um alemão na casa dos 14.400. Nory está bem acima.

Deixo os vídeos:

 

 

Link to comment
Share on other sites

Pior seletiva do Brasil que eu me lembre! Clima pesadão, e muito fraco tecnicamente. Hoje, ainda por cima, um doping. Mesmo que o correto seja falar nesta fase "índice analítico adverso". Segundo apuração jornalística, tratar-se-ia justamente de André Calvelo, vencedor da prova dos 100m. Agora, terá que se fazer uma tomada de tempo, para que o nono colocado, o Gabriel Santos, possa ver se ele supera o tempo do quinto colocado, Felipe Ribeiro de Souza. Situação horrível! 

Bruno Fratus fez uma série de tweets explondindo de raiva, bem ao seu estilo sincerão, falando da má fala brasileira, com tantos casos positvos na natação. Uma mancha negativa para o revezamento, do qual se esperou muito o ciclo olímpico inteiro, mas morreu de véspera com os tempos fracos de ontem, e um vencedor contestado. 

Nas provas de hoje, fiquei triste pela Larissa Oliveira, juizforana, que ficou sem o índice nso 100m feminino por apenas 1 centésimo. Cruel! Mas ela irá a Tóquio, pelo revezamento já qualificado do Brasil.

Novas vagas olímpicas para Caio Pumputis e Vinicius Lanza, nos 200m Medley. Mas com tempos altos, não representativos em nível mundial. Terceiro índice para Guilherme Costa, nos 1500m. Ao final, seu técnico e ele anunciaram que desistiram de buscar a vaga na Maratona Aquática para eses Jogos. Ele é de longe o melhor nadador da competição, pelo que fez na prova dos 400m.

Vinicius Lanza e Caio Pumputis — Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

(Foto: Satiro Sodré/ SSPress/CBDA)

 

* A Folha de São Paulo divulgou que o Time Brasil será vacinado antes dos Jogos. Em torno de 2.000 mil pessoas, entre atletas, técnicos, e dirigentes. Como isso se adequa ao Plano Nacional de Imunização eu não sei. Mas acho correto. 

* No Europeu de Ginástica, um grande salto, com dupla pirueta, de Angelina Melnikova no Salto sobre a Mesa, para obter o ouro com 14.733. É uma nota muito alta, mas a Rebeca fazia constantemente acima de 14.800 antes da lesão. Nikita Nargornnyy, campeão, tirou 14.500 na Barra Fixa. Bom pro Nory!

* Notícia que ajuda o Brasil no Quadro de Medalhas, é que a Nova Zelândia abriu mão de uma vaga a que tinha direito. Justamente das campeãs mundiais na prova do Duplo Skiff Peso Leve feminino, no Remo, pois uma das atletas está com sérios problemas de saúde, e não vai conseguir participar. Seria um Ouro garantido do país. Uma pena! 

remo

 

* Nas Etapas de Vôlei de Praia que estão sendo jogadas em Cancun, várias vitórias brasileiras, menos de Evandro/Bruno Schmidt. Previsível! 

Link to comment
Share on other sites

Último dia da fraquíssima seletiva olímpica de natação do Brasil, e Gabriel Santos, "Gabigol", conseguiu sua vaga nos 100m Livre, nadando sozinho, pós-desclassificação do Calvelo, mas, mais do que isso, evitou um dos maiores imbróglios jurídicos que poderiam existir. Explico: Caso ele não nadasse abaixo do índice, as vagas para as disputas individuais nos 100m seriam, uma, incontestável de Pedro Spajari, mas e a outra? Já que tanto Marcelo e tanto Breno Correia não conseguiram índice na final, mas têm marcas abaixo do exigido pela Fina? Alguns diriam, o que chegou primeiro, Breno Correia, pois ele ficou à frente, em terceiro. Mas ele não fez na final, como mandava o regulamento. E Marcelo tem o melhor tempo legal, da final do Mundial em que ficou em 5º, marca validada pela FINA. Seria a maior confusão. Tendo a pensar que a vaga seria do Marcelo, pois ambos não conseguiram fazer abaixo do exigido na seletiva brasileira. Mas entendo que a consequência seria premiar o que chegou "depois". Uma situação jurídica terrível.

Nada disso aconteceu. Gabriel nadou pra 48s.47; um tempo bobo. E, ao fim e ao cabo, o quarteto que brilhou nos Mundiais de 2017 e 2019, com a Prata, será o mesmo que nadará em Tóquio: Fratus, Marcelo, Gabriel, Breno, e Bruno Fratus de reserva. Ufa! No twitter, Fratus comemou o feito, e disse: "Gabigou acaba de salvar o 4x100 Livre em Tokyo! Vai dar bom, o time é EXATAMENTE om que deveria ser". Ele escreveu "salvar'", e foi isso mesmo.

Deu bom também, porque ninguém conseguiu nadar abaixo do índice olímpico nos 50m masculino. Só teremos Bruno, em sua terceira Olimpíada! E de pensar que tivemos dois nadadores na seletiva do Rio 2016, nadando na casa dos 21s... 

Lanza não obteve o índice nos 100m Borboleta, mas Matheus Gonche, que eu via desde criancinha, conseguiu andar dois centésimos abaixo do índice. Lanza que também já fizeram índice uma marca válida pela Fina em momentos anteriores, e se classificou nos 200mMedley, poderá nadar a prova. Qual dois dois irá no Revezamento Medley? Acho que Gonche. O que distancia o Brasil da final olímpica.

Etiene Medeiros, em péssima competição, não conseguiu a vaga nos 50m, chegando em segunda, bem distante de seu recorde brasileiro. Olha...se não hovesse a prova dos 1500m feminino, recém-admitida, não iria nenhuma mulher para Tóquio! E na tomada de tempo do revezamento, conseguiu afundar o time nadando a perna de costas para 1m03. Uma coisa dantesca! Brasil não irá nadar o revezamento feminino Medley!

A natação brasileira está definhando, infelizmente. Apartando-se da excelência mundial.

Imagem(Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA)

 

* Ficaria descrente se há um ano atrás falasse que o Atletismo brasileiro está melhor do que a natação, mas é exatamente o que está acomtecendo. Hoje acontecerma duas coisas lindas.  Uma impensável vaga olímpica para o gaúcho, que mora nos Estados Unidos (e fala alemão, inglês, espanhol...), Samory Uiki (nome de realiza africana) melhorando incríveis 30 cms, no Salto em Distância, com 8m.23, uma marca que seria 5º lugar na final do último Mundial. Saltou acima de 8m pela primeira vez na vida, e fez 3 saltos acima de 8m (8.09; 8.23, 8.06)! É o quainto melhor salto da história do Brasill, superando Jadel Gregório. Agora, uma coisa é repetir..."Duda" tinha saltado de 8.31, nunca mais fez. Mas, parabéns! Só conhecia ele de uma entrevista com o - curioso - coach Alex Pussield da natação.

Samory Uiki com a marca obtida neste sábado — Foto: Wagner Carmo/CBAt

(Foto: Wagner Carmo/ CBAt)

Mais duas vagas olímpicas para o Brasil: Fernanda Borges no Lançamento do Disco, lançando acima dos 64m (medalho, 69m para mais). Ela foi sexta no Mundial com 62m.  E na Marcha Atlética masculina, que já temos Caio Bonfim, veio o nome de Matheus Corrêa. Índice duro, de 1:21:00m. Legal!

Mas o mais consistente foi ver Alison dos Santos, "Piu", correr para 48s,15, melhor marca pessoal, e, de quebra, o melhor tempo do mundo neste ano, nos 400m com barreiras!! Já escrevo sobre ele há muito tempo aqui. Que legal! Se baixar de 47s, é medalha. Ele foi sétimo no Mundial, com 48s.28. Vai, cara! 

 

 

* Prata para Rober Scheidt no Europeu de Vela da classe Laser. Perdeu por 1 ponto para o alemão campeão mundial. Que atleta!! Fez 48 anos na semana passada! Estavam todos os principais postulantes às medalhas, o britânico, vice-mundial ficou em terceiro, e o francês ficou em quarto...Que legal!

* Na República Dominicana, o Pan de Levantamento de Peso. Estava pronto para ficar muito alegre, esperando Fernando Reis levantar acima dos 435 kilos, mas ele "só" conseguiu 425kilos, errando as outras tentativas de subir o peso. A medalha vai ficar acima dos 440kg! O pior é que ele saiu mancando...O joelho dele é zoado. Triste.

 

Fernando Reis Campeonato Pan Americano de levantamento de peso

*En Cancun, um monte de resultados ruins do Vôlei de Praia. Várias derrotas das duplas nº 2. Em compensação, as duplas 1, estão nas semifinais! Belo e inesperado resultado masculino. Quero muito ver Alison contra Mol, da Noruega, às 20h

*Elefheterios Petrounias,  grego, campeão olímpico, espetacular 15.400 na final das Argolas, no Europeu. Mas ainda não tem vaga olímpica. Precisa tirar acima de 15.300 na seletiva da Copa do Mundo. Aumenta a dificuldade, Zanetti. Só Nota de execução não vai dar.

Link to comment
Share on other sites

A notícia mais triste do dia, logo pela manhã. 

Descanse em paz, Silina Braga! Mais uma perda para a Covid!

Eterna comentarista, eterna voz dos Saltos Ornamentais! Como não adorar os comentários dela? Cravava todas as notas "Daria no máximo um 6, 6.5", exatamente as notas dos juízes, tudo isso com aquela voz rascante, tipo a do carnavalesco Milton Cunha. Me fez amar o esporte!

A voz dos saltos ornamentais", Silina Braga morre aos 68 anos

Link to comment
Share on other sites

Medalhas Brasil

Total: 16

14º  no Quadro de Medalhas.

 

Ouro: (6)

Pedro Barros - Skate modalidade Park masculino

Pâmela Rosa - Skate modalidade Street feminino

Martine Grael e Kahena Kunze - Vela classe 49er FX

Isaquias Queiroz - Canoagem - C1 1000m

Gabriel Medina ou Ítalo Ferreira - Surf masculino

Beatriz Ferreira - Boxe categoria -60kg

Prata: (3)

Arthur Nory - Ginástica - Barra Fixa

Equipe de Vôlei Masculino - Vôlei

Bruno Fratus - Natação - 50m Livre

Bronze: (7)

Ana Sátila - Canoagem Slalom - C1 feminino

Kelvin Hoefler - Skate modalidade Street masculino

Rayssa Leal - Skate modalidade Street feminino

Luizinho - Skate modalidade Park masculino

Ágatha/Duda - Vôlei de Praia feminino

Isaquias Queiroz/Erlon Silva - Canoagem C2 1000m

Vinicius Figueira - Caratê categoria -67Kg

 

Link to comment
Share on other sites

Minha previsão mais pessimista em número de medalhas: 16

Acabei retirando o Bronze do revezamento 4x100m Livre masculino na natação; dada a insubstância dos tempos na seletiva. E ainda chega a notícia desse tapetão jurídico, que paralisou a definição dos nomes! Até Bruno Fratus veio ao Twitter dizer que caso o STJD suspensa definitivamente o resultado do Gabriel, e postule a consequente convocação de Felipe Ribeiro dos Santos, brigaremos para sermos quinto ou sexto. Como um doping pode arruinar tudo?

Retirei a possibilidade de Bronze para Ana Patrícia/Rebecca. A falta de forma tão comentada nos posts anteriores é imperdoável em nível internacional. Foram derrotadas várias vezes nessas etapas de Cancun, pois chegaram "mortas", ofegantes, ao final dos sets. Retirei também o Bronze da seleção masculina de futebol pois o sorteio foi bem ruim, colocando-nos no caminho mais difícil. Fiz mentalmente várias combinações, e a França está com a mão no Ouro. Prefiro ser pessimista, ainda mais sem a confirmação dos times convocados. Retirei Hebert Souza, do Boxe, pois ele não foi bem nos últimos torneios; ainda mais que a categoria dele é dificílima. E retirei a Nathalie, da Esgrima, também, pelo mesmo motivo. Até vi notícia internacional sobre isso: na Espada Feminina há 15 nomes com possibilidade de serem medalhistas!

Quem quase entrou para a lista: Robert Scheidt na classe Laser de vela; e Alison dos Santos nos 400m com barreiras. Já estavam na briga, mas depois deste final de semana espetacular dos dois, acho que se aproximaram ainda mais do pódio. Também considerei colocar uma segunda medalha para o surf masculino. Seria maravilhoso.

Esperando ansiosamente a Rebeca mudar o panorama...

Link to comment
Share on other sites

Assisti a muitos jogos das Etapas de Vôlei de Praia do Circuito Mundial que estão sendo disputadas consecutivamente em Cancun no México. No masculino, os noruegueses seguem imbatíveis, esplêndidos - campeões das duas Etapas - já são os vencedores morais dos Jogos! Os que merecem de fato ganhar!  O jogo em que tiveram mais dificuldade foi justamente contra Álison /Álvaro Filho, depois de ganharem o primeiro set por 21 a 08, tiveram que ir para o tie-breake, e ficaram até atrás no placar...Os brasileiros foram Bronze, ganhando bem da dupla italiana, que promete "causar", pois um deles, o canhoto Carambula, tem um incrível "jornada nas estrelas", que acerta repetidamente, complicando demais a recepção se há vento. Medalha muito bem-vinda para a confiança dos dois!

No feminino, muitos jogos bons. Ágatha e Duda foram campeãs nessa segunda Etapa contra as jovens russas (uma dupla muito boa, que só perdeu para as brasileiras nas duas etapas). 

A nota triste da terceira Etapa que se iniou hoje foi que as segundas duplas brasileiras desistiram. Rebecca por uma torção no pé, e Bruno Schmidt por efeitos negativos pós-Covid. As duas duplas tiveram muitas dificuldades físicas nos confrontos. Muito pesadões, sem agilidade...

No masculino, gostei muito da dupla do Catar, que ficou em segundo nas duas finais. Lépidos e saltadores.  E gostei da dupla da República Tcheca. No feminino, Duda está jogando demais. Arrebentou na final. As duas duplas canadenses foram mal...

 

Bruno Schmidt e Evandro estrearam com vitória — Foto: Divulgação

(Foto: Dilvulgação)

Link to comment
Share on other sites

Outra medalha que se vai...

Hoje tivemos a última etapa do circuito mundial de Caratê, e tanto Vinicius Figueira quanto Valéria Kumizaki perderam cedo. Ele na primeira rodada, ela na segunda. Vinicius, entretanto, se deu muito mal, pois viu o egípcio, seu maior adversário à conquista da vaga olímpica, terminar em quarto lugar e ultrapassá-lo no ranking olímpico. Agora, ambos terão que disputar o pré-olímpico mundial.

Como pode! Ele até já tinha sido declarado detentor de uma das seis disputadas vagas do ranking, em decisão revisada posteriormente, e agora terá que partir com tudo para a derradeira chance em junho. Deve estar arrasado! Porque vai ser muito difícil! Só vão 10 atletas para Tóquio. 

Cabe dizer que o Caratê estará ausente de Paris 2024.

Vinicius perde na estreia da etapa de Lisboa — Foto: Ivy Janibelly

(Foto: Ivy Janibelly)

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...