Jump to content
Forum Cinema em Cena

Tokyo2020: Previsões de Medalhas brasileiras


SergioB.
 Share

Recommended Posts

Vem da natação a notícia mais importante da semana. O tricampeão olímpico chinês Sun Yang (primeiro homem chinês a ganhar um Ouro na Natação) foi suspenso do esporte por 8 anos. E não cabe recurso em âmbito esportivo! Só na Justiça civil. 

Dois Ingleses, um australiano, e um lituano (a quem vejo hoje com o Ouro), estão rindo à toa. Muito provavelmente serão os medalhistas nos 200m. Mas nosso Fernando Scheffer pode sonhar, sim, com um Bronze. Seu record sul-americano o credencia a isso. Tem que nadar de novo na casa do 1:45 médio.

Nosso 4x200m, infelizmente, mesmo com a ausência do chinês, está longe da disputa pelas medalhas, como mostrou o Mundial.

Link to comment
Share on other sites

Fim de semana olímpico do Brasil, e o que mais se comentou aqui foi se vai ter Olimpíada ou não. Que tenso! Mas, além da manchete, eis alguns resultados:

 

* Na Premier League de Caratê, em Salzburg - penúltima etapa do ano - Valéria Kumizaki foi muito bem e conquistou o Bronze na categoria -55kg. Pontos importantes no ranking. Pra garantir a vaga continental, ela precisa ficar à frente da peruana Alexandra Grande da categoria 61kg, como a melhor do continente, já que as categorias se juntam para esse fim. Hoje, Valéria é 14ª e a peruana é 9ª. Se Valéria for bem na última etapa, em Rabat, agora em março, ela passa. Caso contrário, restará tentar a difícil vaga em Paris, no pré-olímpico mundial, em maio.

Já Vinicius Figueira parou nas quartas de final, e viu o egípicio Ali Elsaway garantir a medalha de Bronze. Logo, a vantagem que ele tinha imposto diminui, e agora é de apenas 360 pontos. Leio no Globo Esporte que se Vinicius, obviamente, chegar à frente do egípicio em Rabat, ele ficará com uma das duas dificílimas vagas pelo ranking olímpico. Se Elsaway não ficar nem entre os 5 colocados em Rabat, a vaga também do Vinicius, independente de seu resultado.

Brasileiro sofre até o fim. Ter os dois em Tóquio seriam ótimas chances de medalha, dado o número baixo de participantes. A dureza, de verdade, é classificar.

Valéria Kumizaki segue na briga e leva medalha — Foto: Thiago Fernandes

(Foto: Thiago Fernandes)

 

* Informação de dentro do Pinheiros agitou o mundo da natação. Breno Correia, em tomada de tempo, na sexta-feira, nadou para 1:46:6, nos 200m livre. Isso sem estar polido, sem estar raspado, faltando 6 semanas de treinamento. É muito forte isso! Melhor do que ele fez no Mundial. Fui conferir agora, e na prova dos 4x200m, ele nadou muito mal, lançado para 1:46.84! Na prova individual, naquela oportunidade, pior ainda, 1:47.26. Olha, vem coisa muito boa, no Trofeu Brasil!

* Alívio pessoal de ver Wallace, do Vôlei, nosso oposto maravilhoso, voltando a jogar muito bem na Superliga, ontem na vitória de ser Sesc-RJ contra o Sesi-SP.  As pessoas não se dão conta, mas isso significa que ele seria nosso oposto por 3 ciclos olímpicos - um feito e tanto, num posto tão físico! William e Éder parecem ter jogado a toalha de estarem em Tóquio. Não estão fazendo por merecer.

Resultado de imagem para sesc rio wallace volei

 

* Campeonato Mundial de Ciclismo de Pista encerrado hoje. O Brasil, dono de um dos velódromos mais velozes do mundo, nem mandou representantes! É um horror! Quatro anos jogados fora! Os Países Baixos, evidenciando seu ciclo olímpico extraordinário, com 4 medalhas de Ouro em provas olímpicas. Britânicos com apens 1 Ouro e em prova não-olímpica. Quem ainda não está vendo a antiga Holanda no Quadro de Medalha à frente dos arrogantes Britânicos?

Link to comment
Share on other sites

Coronavírus cancela a última Etapa da Premier League de Caratê! Pelo andar da ambulância, isso significará que Vinicius Figueira se classificará a Tóquio pelo Ranking Mundial, mas, em contrapartida, Valéria Kumizaki não, só restando a ela a luta pelo ranking continental ou então pelo pré-olímpico de Paris. Gente...que confusão vai dar isso! E muito injusto, diga-se de passagem...

Vamos esperar um comunicado oficial sobre os pontos.

O mais justo seria essa etapa ser transferida para algum lugar - oinde o surto não esteja tão forte. Não pode ser simplesmente cancelada.

Link to comment
Share on other sites

Gostei de alguns resultados olímpicos do Time Brasil nesta semana:

* Nathalie Moelhausen caiu nas oitavas do dificílimo Grand Prix de Esgrima de Budapeste. Como entrou direto na fase principal, equivale a dizer que venceu dois duelos, contra duas fortes adversárias, uma francesa e uma inglesa, mas acabou perdendo pra uma americana por 15x13 - a pedra no sapato dela parece ser todas as integrantes da poderosa equipe de Espada dos Estados Unidos. Resultado final: 9º lugar. A medalha da Espada feminina é logo a primeira prova da esgrima em Tóquio, logo no primeiro dia. Vou aguardar mais uma competição da Nathalia, para ver se mantenho essa previsão de Bronze. Que modalidade difícil de prever. Há pelo menos 10 excelentes candidatas. Hoje eu daria o Ouro para uma atleta da Romênia.

Nathalie Moellhausen

* No futebol feminino, Brasil perdeu para a França por 1x0,  no Torneio da França, encerrando a invencibilidade de 10 jogos da Pia Sundhage como técnica. O Brasil nunca venceu há França! Não vi o jogo, mas parece que o Brasil jogou bem mal, não conseguindo superar a marcação, nem trabalhar com criatividade no meio de campo. Ainda no futebol, foram convocados os atletas do masculino para alguns amistosos contra adversários ainda a serem definidos. Como eu previra, parece que o ataque será com Vinicius Jr. E nenhum zagueiro do pré-olímpico foi chamado, nenhum. André Jardine só chamou europeus. Melhor assim.

* Maravilhoso resultado do adolescente de 17 anos Diogo Brajão Soares, da Ginástica masculina, competindo a tradicional American Cup, em competição de generalista nos Estados Unidos. Ficou em sétimo lugar, com mais de 81.298 pontos, entre os adultos - uma nota ótima, tanto que ficaria em 20º no último Campeonato Mundial, fazendo final do Solo! Não é mais promessa, é realidade. Falo dele aqui desde o ano passado! Não caiu de aparelho, não se medrou, conquistou a torcida... Olha, se ele ganhar a vaga continental - das duas que estarão em disputa - , será um acréscimo enorme para a equipe lutar por uma disputa de final por equipes. Que futuro o desse garoto! Amei a prova dele de Solo e Paralela; Argolas, a mais fraca - pois ainda não tem força suficente para aumentar a nota de dificuldade. Notas: Solo: 13.633; Cavalo c/ alças: 13.100; Argolas: 13.233; Salto: 13.966; Barras paralelas: 13.766; Barra fixa: 13.600. Cotejando, ele foi melhor do que o Lucas Bittencourt, na prova de Equipe, em todos os aparelhos, menos no Salto. Ele foi melhor do que o Caio Souza e do que o Nory no Cavalo! Ele foi melhor do que o Chico nas Paralelas! Tipo, ele precisa fazer parte da equipe!

Na mesma toada positiva, Rebeca Andrade tem colocado vídeos de treinamento dela nas redes sociais, mostrando-se recuperada. No próximo final de semana será sua primeira competição. Essa história precisa de um final feliz!

Diogo Soares cavalo com alças Jogos Olímpicos da Juventude

(Foto: Divulgação: FIG)

*Caio Bonfim, campeão sul-americano de marcha atlética 20km, em competição no mesmo trajeto do Pan de Lima. Completou em 1:24:33 (marca muito longe do esperado para medalhar em Tóquio, com certeza abaixo de 1:19:00). Que lhe dê ânimo!

Link to comment
Share on other sites

Todas as competições de Judô até o fim de abril foram canceladas! Sinto muito pra quem ainda lutava por pontos no ranking (Sarah... cof cof... Menezes... cof cof).

Pré-olímpico de Taekwondo da Costa Rica desta semana será sem público.

Bruninho, levantador da seleção de vôlei, fez um vídeo agorinha falando da situação difícil na Itália. Ele está isolado lá, né?! Estou achando que não haverá Liga Das Nações de Vôlei neste ano, competição essencial para testar jogadores.

 

Link to comment
Share on other sites

Três vagas a mais para o Brasil rumo a Tóquio 20...20?21?22?  Vieram no difícil pré-olímpico das Américas, disputado ontem e hoje, Edival Marques , o Netinho, na categoria (- 68kg), Ícaro Soares (+80kg) e Milena Titoneli (-67kg). Talisca Reis, nossa outra competidora feminina, namorada de Netinho, perdeu na segunda luta para atleta de Porto Rico, e sofreu para ganhar de uma atleta de Aruba na estreia. Ou seja, não prometia muito no Japão. 

Dos três classificados, sim, espera-se algo. Penso que a categoria mais aberta - não tem nenhuma na verdade - seria a do Netinho - que não medalhou no Mundial. Fico de cara com o Ícaro, e seus 10% de visão! Que garra!

image-2020-03-12T185316.051.jpg

 

89273255_3279202388763854_4960354323273048063_n-1024x1024.jpg

Link to comment
Share on other sites

O que dizer dessa semana olímpica? Um pesadelo de cancelamentos, suspensões, adiamentos, enquanto para todo mundo fica cada vez mais óbvio que não há clima para a competição. Um completo horror o que estamos vivendo: o esporte, bem como as artes, paralisados!

* No pré-olímpico de Luta, realizado nos últimos dias no Canadá, 3 vagas olímpicas para o Brasil. Laís Nunes (-62kg) Aline Silva (-76), na luta feminina; e o armeno naturalizado brasileiro, na greco-romano, categoria -130kg, Eduard Soghomonyan. Na Luta Livre masculina, como de costume, ninguém. Como são apenas 16 atletas em cada categoria, é possível sonhar com uma luta pelo Bronze, vencida a repescagem. Como quase ocorreu com a Aline no Rio.

Lais Nunes e Aline Silva classificadas para Tóquio 2020 no wrestling

(Divulgação: CBW)

* Jorge Zarif, da Vela, liberado para Tóquio, após cumprir 6 meses retroativos. Está tão fora de forma...

* Volta de Rebeca Andrade às competições . Pena que não houve as finais da etapa de Baku, em virtude do coronavírus. Na fase classificatória, ela fez Assimétricas e Trave, e foi bastante bem, ainda que com séries mais simples do que apresentava. Perdemos a chance de saber se ela iria dificultar as séries.  Zanetti fez 14.776, pouquinho mais do que Mundial, mas fica claro que só vai medalhar quem tirar acima de 15000, ou 14.900. Dois chineses e o grego campeão olímpico, ainda não classificado, acima de 15000.

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Não postei aqui, mas foi resolvida a questão: Vinicius Figueira, do Caratê, foi confirmado pelo Comitê Olímpico como um dos classificados para os Jogos, no esporte, já que não haverá a última etapa de classificação. O bom é que, na teoria, sairá como cabeça de chave, pois entra pelo ranking olímpico, e tende a ter um caminho mais fácil.

Escrevo a informação sem acreditar nela. Não haverá competição, é óbvio! Em que mundo o Comitê Olímpico Internacional vive, eu não sei.

Por aqui, os campeonatos nacionais ganham o selo terrível de ano em que "Não houve vencedor". Ontem foi assim declarado o Vôlei, em breve o Basquete, e depois o Futebol.

Nada me preparara o espírito para um mundo sem Cinema e sem Esporte. 

Link to comment
Share on other sites

 

OLIMPÍADA DE TÓQUIO FINALMENTE ADIADA PARA 2021!!!!

 

 

*Contudo o nome oficial, a logomarca, os banners, os edredons da vila, seguirão com o nome Tóquio2020!

*Pela primeira vez uma Olimpíada adiada, as outras tinham sido canceladas.

*Primeira em ano ímpar.

*Tocha olímpica ficará acesa até lá.

Não tinha o que fazer.

Link to comment
Share on other sites

  • 4 weeks later...
  • 4 weeks later...

O Caratê mal entrou nos Jogos Olimpicos, e já vai sair. Não estará presente em Paris 2024. Acho bem feito para a Federação Internacional do esporte, a WKF. Hoje eles simplesmente anunciaram que vai haver novas etapas de classificação em 2021, reabrindo o ranking, então quem eles tinham anunciado como "classificado para Tóquio", tchan tchan tchan, não estão mais. Uma decisão vergonhosa, revoltante! Envolve os patrocinadores dos atletas! Envolve as confederações, já que as vagas são do país! E eles vêm com essa palhaçada antiprofissional!

Nosso Vinicius Figueira, que era um dos classsificados, terá que disputar as etapas, fazendo aquelas contas loucas para continuar à frente do egípcio. 

Vinicius Figueira karate — Foto: Renato Aoki/Além do Kiai

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

Saudade de escrever por aqui...

A notícia é a façanha do americano, campeão olímpico no Rio 2016 no Arremesso do Peso, Ryan Crouser, que conseguiu atingir no sábado, em um modesto meeting de atletismo, a terceira maior marca da história do esporte, 22m91!

Nosso Darlan Romani vai ter de - sem desmerecer - contar com a sorte para subir no pódio. Ele é claramente o quarto melhor do mundo (sua colocação no último Mundial) um pouco longe dos três primeiros (deste americano, e de seu compatriota, campeão mundial, Joe Kovacs; e do neozelandês Thom Walsh), e um pouco longe dos demais competidores. A medalha será acima de 22m85, com certeza. 

322 fotografias e imagens de Ryan Crouser - Getty Images

(Foto: Getty Images)

Link to comment
Share on other sites

O atletismo norte-americano tem muito a comemorar nesse acelerado pós-quarentena. Ontem, o californiano Michael Norman registrou o espetacular 9s86 nos 100m rasos, em um meeting em San Diego, promovido pela Nike. Ele é tradicionalmente um corredor de 400m, melhor tempo do ano passado, entretanto, foi uma das decepções do Mundial de Doha, pois nem se classificou para aquela final, depois explicando que sentiu um aviso do próprio corpo para evitar uma lesão.

Tirando os 400m, não sei em qual prova irá competir, já que detém também a segunda melhor marca do ano passado nos 200m, como também poderá correr os revezamentos. Mas, olha, é pra gente ficar de olho, pois esse atleta de 22 anos, quase um desconhecido para o grande público, pode se tornar uma das grandes figuras dos Jogos. 

Atletismo: Michael Norman firma la mejor marca del año en 100, ¡no ...

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Só dá atletismo americano. Nesta semana, outros ótimos resultados do país.

*Pra começar, o melhor lançamento do Disco feminino no ano. E que lançamento! Um excelente 70.15m de Valarie Allman (escrevo sobre ela desde o início do tópico!), quebrando o recorde americano. Teria sido campeã mundial no ano passado. As duas cubanas devem começar a se preocupar! Para a nossa tristeza, em um Campeonato Mundial Júnior de Atletismo, em 2014, Valarie foi prata, e uma brasileira, Izabela Rodrigues, a "panda", foi Ouro. Nunca mais ouvi falar dela! Ê Brasil, sil sil...

 *As boas notícias não param por lá. Com 4.92m, Katie Nageotte atingiu a sexta melhor marca do Salto com vara feminino de todos os tempos, melhor desempenho deste ano. Isso que é crescer na hora certa!

Katie%2BNageotte%2B%2528Reprodu%25C3%25A7%25C3%25A3o%2529

 

*Em compensação, em evento realizado na Itália, nosso Thiago Braz foi campeão com uma marca discretíssima, 5,50m, na terceira tentativa, não conseguindo saltar além disso. Tenso!

Link to comment
Share on other sites

Nesta semana quem tem muito sorrir é o atletismo da Jamaica. Se as provas de velocidade masculina não trarão os louros das Olímpíadas passadas, a velocidade feminina ainda tem muitas alegrias a dar ao país. 

Ontem, em uma competição na Jamaica,  Shelly-An Fraser- Pryce e Elaine Thompson, fizeram, cada uma, os dois melhores tempos do ano nos 100m rasos: 10.87s, e 10.88, respectivamente. Na minha cabeça, são o Ouro e o Bronze de Tóquio.

image.thumb.png.02faaa5af7350a3df8a6fbcfbfc75d27.png

 

* Bence Hálasz da Hungria fez hoje 79,88 no Lançamento do Martelo! Segunda melhor marca do mundo neste ano. Ele que foi Bronze por 1cm, com 78,18m, teria sido Prata com tranquilidade no Mundial passado. Mas ainda vejo o polonês fodão Pawel Fajdek com o Ouro, redimindo-se do seu fiasco no Rio 2016, quando nem foi à final.

30 Top Bence Halász Pictures, Photos, & Images

* Outra bela marca obtida neste fim de semana foi o incrível 1:54.44 nos 200m livre feminino da nadadora de Hong Kong Siobhan Haughey! Ela teria sido medalha de Prata com essa marca no Mundial passado, quando ficou na quarta colocação. Olha a Sarah Sjöström ficando de fora do pódio nesta prova, ou até mesmo a Ledecky!!!

 

Siobhan Haughey - Alchetron, The Free Social Encyclopedia

 

Link to comment
Share on other sites

Segundo os profetas olímpicos do mundo todo, a Itália ganhará uma montanha de medalhas de Prata e Bronze em Tóquio, mas, segundo todos, eu incluso, é pouco favorita a Ouros. Para mim, por enquanto, não chegará a 5. Mas um dos Ouros incontestáveis virá de Gregório Paltrinieri, nos 1500m nado livre. 

Hoje, o italiano simplesmente marcou o segundo melhor tempo da história da prova, no 57º Trofeo Sette Colli, tradicional competição europeia. Estupendos 14m:33s.10, só atrás do recorde mundial do chinês Sung Yang, afastado do esporte por 8 anos.

Capo!!!!

1,101 fotos de stock e banco de imagens de Gregorio Paltrinieri ...

Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...

O esporte mais difícil de acompanhar num ciclo olímpico é, de longe, o Hipismo. E, mais especificamente, o Hipismo Saltos. Muito por que há provas praticamente toda semana ao redor do mundo, inclusive nesses tempos de pandemia. E ainda por cima são provas de vários níveis de dificuldade (eventos classificados em estrelas), e com a altura dos obstáculos em níveis diferentes. 

Mas ontem o maranhense Marlon Zanotelli conquistou algo indubitável, precioso. Campeão pan-americano individual, algo inédito para o Brasil, e em equipes, em Lima 2019; ele foi Ouro em um evento Cinco Estrelas em St.Tropez, França, numa disputa cheia de rivais campeões ou medalhistas olímpicos de várias nações, inclusive diante de franceses campeões com a Equipe no Rio. O nível da prova foi tão alto que 13 conjuntos zeraram, houve então o desempate, com Marlon fazendo o percurso em menos tempo.

É a primeira vitória de Zanotelli, atualmente em 18º lugar no ranking mundial, em um GP 5  estrelas. Na entrevista, disse estar bobo, encantado com o cavalo.

Quem sabe não pintou outra chance de medalha para o Brasil, e uma chance bastante plausível?

marlon_galope02_650.jpg

(FOTO: Hubside Jumping)

Link to comment
Share on other sites

O que era para ser apenas uma etapa do circuito mundial, terminou sendo reclassificado como "o" Campeonato Mundial de Triatlo 2020, o primeiro Mundial dos esportes olímpicos a voltar, neste mundo em convivência com o vírus. Em Hamburgo, no entanto, pelo que entendi, o formato foi "Sprint", menor, creio que a metade, portanto, do formato olímpico. Seja como for, Ouro para a França, que domina as provas de equipe e o Individual masculino. No feminino, deu Grã-Bretanha.

O Brasil deu uma melhoradinha, em relação ao Mundial de 2018. Vittória Lopes que é excelente na natação e no ciclismo, mas infelizmente pena na corrida, terminou em 15º lugar no individual feminino. No Revezamento Misto, prova que agora é olímpica, o Brasil terminou hoje em 13º lugar, a 1m46s do pódio. Em 2018, 16º lugar. Contudo, esperava-se mais. Pelo menos um Top 10, que, aliás, é a posição necessária para se classificar a Equipe para Tóquio. Ainda haverá outros eventos, inclusive um pré-olímpico com 3 vagas direto.

O problema são os homens. Manoel Messias foi o melhor brasileiro na prova individual, em 47º lugar. O outro cara, Miguel Hidalgo, tido como promessa, é muito jovem ainda. De qualquer forma, acredito que Vittória e Luísa Baptista se classificarão sem problemas pelo ranking, mais algum nome masculino, pela universalidade. Falta a Equipe.

quarteto-brasileiro-mundial-revezamento-misto-triatlo

Link to comment
Share on other sites

*Nunca tinha ouvido falar em Djenyfer Arnold do Triatlo. E depois de hoje não vou esquecer esse nome. Ela conquistou a 5ª posição na Etapa da Copa do Mundo de Triatlo, na República Tcheca, ficando a menos de 1 minuto do pódio, em prova realizada na distância olímpica, deixando respeitáveis adversárias mundiais para trás. E o Brasil ainda teve Luísa Baptista na nona posição! Quem diria que poderíamos sonhar com uma medalha no Triatlo? Sonhar. Não esperar.

Informo-me que ela é de Floripa e dedicou-se à natação até 2019.

djenyfer-arnold-hamburg-triathlon-2020

 

* Nos Países Baixos, rolou um Campeonato de Vôlei de Praia, com grandes duplas do mundo todo, mas em uma formato completamente diferente. Em que a dupla que vence um rally continua do lado da quadra, enquanto recebe o saque da dupla desafiante. Se fizerem o side out, permanecem, marcam 1 ponto, e outra dupla entra rapidamente para sacar. Quem fizer 15 pontos primeiro ganha. Esse formato inusual provoca um jogo rapidíssimo, estafante, mas bem divertido. No masculino, vitória de uma dupla jovem da Suíça, azarões, que venceram os incríveis noruegueses e a principal dupla da Polônia. No feminino, vitória nossa, de Ágatha e Duda, deixando para trás duas duplas dos Países Baixos. Não sei como a Ágatha não morreu de cansaço. Ela recebeu pratciamente todos os saques. Sua recepção está ótima, como sempre, mas todo mundo já percebeu que o gás dela - pela idade - está acabando. Acho que elas deveriam jogar mais com a bola de segunda para a Duda, que está batendo muito, muito forte.

Ágatha e Duda são campeãs do King of the Court 2020

(Foto: Mariana/ timeagathaeduda)

 

* Thiago Braz, quem diria, conseguiu realizar seu melhor salto no ano, em competição em Berlim. Seus 5.82m garantiram-lhe a medalha de Bronze do evento. Vejo o jovem sueco favoritíssimo ao ouro, Sam Kendricks à Prata; e vai sobrar esse Bronze, que pode ser do Lavillenie, ou do polonês Lisek (Prata neste evento). Vamos, Thiago!

 

* A nota triste da semana fica por conta do falecimento inesperado do pai do Lucarelli, da seleção masculina de vôlei; ele sempre ia assistir ao filho nos ginásios, e criou grande empatia com a torcida. Lucarelli nem entrou em quadra na Itália neste fim de semana, naturalmente. O time do Trentino dedicou a vitória a ele. Obrigado!

Link to comment
Share on other sites

A lacração não tem fim, infelizmente.

O domingo estava reservado para ser do jogo mais espetacular que o vôlei de praia brasileiro pode oferecer nos últimos anos: Ana Patrícia/Rebecca contra Ágatha/Duda, na decisão da primeira etapa do circuito nacional, feito no formato de "bolha" em Saquarema. A volta do vôlei, com a decisão mais esperada. Mas o que aconteceu? 

As manchetes se concentraram na (ótima) Carol Solberg, que gritou "Fora, Bolsonaro!", na entrevista ao vivo, depois da disputa do terceiro lugar.  A turma do "Fora!" de hoje curiosamente era a turma do "É Golpe!" de antes. Vai entender essa democracia...

O problema é que desviou a atenção do primordial... As duas duplas olímpicas jogaram muito bem. Só que eu mantenho a minha visão de que a Ágatha está se cansando muito nos finais de jogos, pois além de atacar praticamente todas as bolas, já que os adversários sacam preferencialmente nela, ainda é a responsável pelo bloqueio da dupla. Resultado: Seus ataques nos finais de jogos ficam mais fracos, mais defensáveis. Duda precisa interfirir mais, atacar mais de segunda; ou fazer mais pontos de saque. Não basta seu excelente fundo de quadra; no vôlei, ganha quem pontua, não quem defende mil vezes. Do contrário, Japão e Tailândia seriam campeões sempre.

Do outro lado, notei Ana Patrícia meio lenta, um pouco acima do peso, pós-pandemia. Precisa emagrecer para se deslocar melhor, nos recuos, por exemplo.

Confio que uma dessas duplas trará uma medalha em Tóquio. Vitória das campeãs brasileiras do ano passado, aí de baixo:

Rebecca e Ana Patrícia venceram Ágatha e Duda na primeira etapa do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia 2020-21

(Rebecca e Ana Patrícia, by Wander Roberto/ Inovafoto/CBV)

Link to comment
Share on other sites

Neste final de semana, entre o Mundial de Ciclismo de Estrada e a prova de contra-relógio; com show de holandeses e italianos, mas sem nenhum brasileiro sequer participando; fiquei mais concentrado em acompanhar a primeira etapa do Circuito masculino de Vôlei de Praia, na volta pós-quarentena.

As duas duplas olímpicas do Brasil nem chegaram às semifinais! Assisti aos jogos, e fiquei triste por confirmar o que já vinha pensado. Bruno Schmidt está sem atleticidade suficiente para o esporte. Não é que está gordo, ou fora de forma, ou sem vontade, não é nem isso, embora tenha um pouco de tudo isso também. Ele virou um senhor de quase trinta e quatro anos, mesmo. Não está atacando com força, não se desloca com tenacidade mais, o saque está "encaixado" nas mãos dos adversários...Achei uma tristeza! Nisso, Evandro se irrita, e saca mil vezes para fora. Já a outra dupla: Alison "Mamute" também já está perdendo a energia. E Álvaro Filho  é muito baixo para aguentar todos os saques em cima dele. Olha, estou sem esperanças nenhuma com essas duplas masculinas. Não sei nem se passarão da primeira fase na Olimpíada, sinceramente.

Quem ganhou a etapa foi a dupla André Stein/George, que ficou justamente em terceiro na corrida olímpica, mas são os atuais campeões brasileiros. Melhor torneio que já vi do George, embora o ache, para nível mundial, bastante baixo. Quem me surpreendeu muito foi o jogador paranaense Adrielson, campeão mundial das categorias de base, que é es-pe-ta-cu-lar. Ele e Renato ficaram em terceiro, mas poderiam ter saído campeões. Há futuro. O presente é que está emperrado.

 

ajogo28_-1-de-2

(André Stein/ George)

Link to comment
Share on other sites

Pra um atleta medalhar em Olimpíadas na Natação, no Atletismo, e na Ginástica Artística, esportes supercompetitivos, ele precisa ser fenomenal. Não basta ser ótimo, ou excelente. Flávia Saraiva e Rebeca Andrade têm provas ótimas de trave, mas não adiantará nada, se elas não aumentarem a dificuldade para algo próximo do fenomenal. 

Olhem essa prova INACREDITÁVEL de trave da jovem chinesa Guan Chenchen no Campeonato nacional deles, realizado nesta semana. Essa menininha pode bater Simone Biles com essa rotina de prova. 

 

A prova de Argolas também foi de uma qualidade insana. Vai ficar difícil para o Zanetti.

Link to comment
Share on other sites

Sem dúvida, o maior resultado olímpico do Brasil em 2020.

Ouro para Henrique Avancini (finalmente!!), na etapa da Copa do Mundo de ciclismo Mountain Bike, em Nové Mesto, na República Tcheca, primeira vitória de sua carreira em circuitos longos. Prova olímpica, com todos os maiores adversários presentes (em segundo, holandês, Milan Vader; em terceiro, o suiço-lenda, campeão olímpico, Nino Schurter).

Acabei de ver a reta final da competição. É um esporte muito emocionante. O petropolitano, na verdade, já é ídolo. É seguido por milhares de pessoas entusiasticamente, tem muitos patrocínios, cerca de 18. Hoje, havia mais de 20 mil brasileiros assistindo a prova, muito maior que a maioria de público de jogos do futebol brasileiro. Essa vitória foi muito importante em termos olímpicos. Não apenas por que acontece previamente ao Campeonato Mundial da modalidade em Leogang na Áustria, mas por que também distribui muitos pontos, assegurando a Henrique a permanência do segundo lugar no ranking mundial, que por sua vez influencia na formação do pelotão de largada dos Jogos Olímpicos.

Vamos ser mais precisos sobre o que aconteceu hoje? Normalmente, acontecem duas competições de circuito curto, e duas competições de circuito longo - a prova que de fato é olímpica. Avancini venceu na sexta a prova curta - short track-  (do qual já tinha ganhado três vezes ao longo carreira, a de sexta foi a quarta) e foi 12º lugar na outra ao longo da semana; e hoje venceu no percurso longo, chamada de XCO. Na primeira XCO, durante a semana, ele foi quinto lugar.

Avancini comemora vitória na República Tcheca — Foto: Reprodução

Escrevo sobre ele desde o primeiro dia que fundei esse tópico. Sempre disse, que o que faltava era ele parar de bater na trave, com aquela pletora de quartos e quintos lugares, e se acostumar a medalhar, para depois se acostumar a vencer. Em 03 de fevereiro de 2019 escrevi:

"Não pude colocar o ciclismo Mountain Bike, com Henrique Avancini, no Bronze, por que ele só vem conseguindo quarto lugar. Quarto Lugar atrás de quarto lugar. Quando ele subir ao pódio, eu vou com muita alegria incluir o nome dele aqui, pois o que ele tem feito pro ciclismo nacional é incrível"

Espetacular! Um sonho para o ciclismo brasileiro.

Vai para o meu quadro de medalhas? Ainda não. Que se torne um costume! Mundial nesta semana!

Mas até aqui, indubitavelmente, é o feito maior do esporte brasileiro neste ano.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...