Jump to content
Forum Cinema em Cena
Sign in to follow this  
SergioB.

Oscar 2020: Previsões

Recommended Posts

 

Five day estimates (11/27-12/1):

1. Frozen II $126.3m ($287.6m; best Thanksgiving weekend ever for any film, opener or holdover [old: Hunger Games: Catching Fire $109.9M])
2. Knives Out $42.4m
3. Ford v Ferrari $19.8m ($81.8m)
4. A Beautiful Day in the Neighborhood $18.3m ($35.3m)
5. Queen & Slim $14.9m
6. 21 Bridges $7.7m ($19.2m)
7. Midway $5.96m ($50.4m)
tie Playing With Fire $5.96m ($39.1m)
9. Joker $2.8m ($330.5m)
tie Last Christmas $2.8m ($31.6m)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tô longe de ser especialista, mas não posso de dar um pitaco sobre os filmes que acho que entram na categoria principal. Por enquanto, tenho 5 nomes de "praticamente indicados" (só faltaria a confirmação), que são: O Irlandês, História de Casamento, Parasita, Era Uma Vez em Hollywood e Coringa (sim, ainda acho que entra). Opinião/chute tirado de tudo que tenho visto sobre as campanhas até aqui (e diga-se, acompanhamento bem limitado).

Comentando sobre:  Não vi O Irlandês (ainda) e História de Casamento, então no momento meu favorito seria Parasita com larga margem (ordem seria Parasita, Coringa e Taranta). Disse antes que com o Rocketman de fora, o filme do Taranta seria minha torcida, mas ele meio que caiu um pouco no meu conceito (devo comentar sobre no tópico do filme depois), e aí fico com Parasita totalmente, MAS: Acho que o filme do Taranta tem uma vantagem sobre os demais. Todos os outros 4, teriam questões que a gente não sabe como a Academia vai lidar. O Irlandês e História de Casamento seria por ser filmes da Netflix, aí fica a dúvida como a Academia pensa sobre isso, se tem restrições ainda ou não sobre isso. Parasita já seria porque filme deve ganhar Filme Internacional (preferiria continuar chamando "Filme Estrangeiro", não sei porque mudaram - em tese todo filme é "internacional" a partir do momento que ele saí em países fora de país de origem... dããã, enfim), aí fica questão se a Academia daria para o filme também, num "ultra ultimate combo" nunca visto antes (como é um filme não falado em inglês até onde isso atrapalharia ou não). E Coringa tem a questão de ser filme baseado em HQ (o que pode atrapalhar até a indicação em si), sem falar na polêmica envolvendo a violência do filme e etc. Enfim, se os membros da Academia forem querer fugir disso tudo, o filme do Taranta estaria ali como opção "fora de polêmicas" (claro, que filme tem méritos maiores que esse, mas ele teria essa vantagem perante os outros na votação - creio eu).

Fora desses 5, 1917, considero que colocaria também aí nessa lista dos "praticamente indicados" num 6º lugar. Deixei ele a parte, porque tenho esses 5 em mente já faz um tempo meio consolidados, 1917 entrou agora. Mas tenho algo a falar sobre o filme (impressões minhas sobre não o filme em si mas a campanha - mais ou menos) que devo postar no tópico dele (não vi o filme - ainda, óbvio - mas pensei sobre). Enfim.

 

No momento, meu chute está assim (ordem alfabética):

- 1917

- Coringa

- Era uma Vez em Hollywood

- História de um Casamento

- O Irlandês

- Parasita

 

***Ficam aí 4 vagas (quero acreditar que serão 10 filmes esse ano), que não sei exatamente como preencher. Tenho uns chutes sobre, mas comento depois.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Estou cercado de bebês, filhos dos meus amigos. Então, nem é supresa receber pelo celular o link de "Float" , curta de animação da Pixar, do filipino Bobby Rubio, em seu debut como diretor pelo estúdio.

Com apenas uma linha de diálogo, o curta mostra o relacionamento entre pai e filho, este, com uma característica muito especial. Vergonha, aprendizado, aceitação. Meus amigos, pais de primeira viagem, ficaram emocionados. Eu, mais austero, criado a filme romeno, nem tanto.

Pessoalmente, sinto que as similitudes de estética e roteiro entre "Float", "Bao" (vencedor deste ano), "Lou" (indicado em 2018) e "Piper" (vencedor em 2017), vão além de um título curto, já podem até ser qualificadas como formulaicas. Sempre um universo "do pequeno", com um cartel de valores muito pronunciados.

Entretanto, forte candidato ao Oscar.

Float (2019)

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hour ago, Jailcante said:

Tô longe de ser especialista, mas não posso de dar um pitaco sobre os filmes que acho que entram na categoria principal. Por enquanto, tenho 5 nomes de "praticamente indicados" (só faltaria a confirmação), que são: O Irlandês, História de Casamento, Parasita, Era Uma Vez em Hollywood e Coringa (sim, ainda acho que entra). Opinião/chute tirado de tudo que tenho visto sobre as campanhas até aqui (e diga-se, acompanhamento bem limitado).

Comentando sobre:  Não vi O Irlandês (ainda) e História de Casamento, então no momento meu favorito seria Parasita com larga margem (ordem seria Parasita, Coringa e Taranta). Disse antes que com o Rocketman de fora, o filme do Taranta seria minha torcida, mas ele meio que caiu um pouco no meu conceito (devo comentar sobre no tópico do filme depois), e aí fico com Parasita totalmente, MAS: Acho que o filme do Taranta tem uma vantagem sobre os demais. Todos os outros 4, teriam questões que a gente não sabe como a Academia vai lidar. O Irlandês e História de Casamento seria por ser filmes da Netflix, aí fica a dúvida como a Academia pensa sobre isso, se tem restrições ainda ou não sobre isso. Parasita já seria porque filme deve ganhar Filme Internacional (preferiria continuar chamando "Filme Estrangeiro", não sei porque mudaram - em tese todo filme é "internacional" a partir do momento que ele saí em países fora de país de origem... dããã, enfim), aí fica questão se a Academia daria para o filme também, num "ultra ultimate combo" nunca visto antes (como é um filme não falado em inglês até onde isso atrapalharia ou não). E Coringa tem a questão de ser filme baseado em HQ (o que pode atrapalhar até a indicação em si), sem falar na polêmica envolvendo a violência do filme e etc. Enfim, se os membros da Academia forem querer fugir disso tudo, o filme do Taranta estaria ali como opção "fora de polêmicas" (claro, que filme tem méritos maiores que esse, mas ele teria essa vantagem perante os outros na votação - creio eu).

Fora desses 5, 1917, considero que colocaria também aí nessa lista dos "praticamente indicados" num 6º lugar. Deixei ele a parte, porque tenho esses 5 em mente já faz um tempo meio consolidados, 1917 entrou agora. Mas tenho algo a falar sobre o filme (impressões minhas sobre não o filme em si mas a campanha - mais ou menos) que devo postar no tópico dele (não vi o filme - ainda, óbvio - mas pensei sobre). Enfim.

 

No momento, meu chute está assim (ordem alfabética):

- 1917

- Coringa

- Era uma Vez em Hollywood

- História de um Casamento

- O Irlandês

- Parasita

 

***Ficam aí 4 vagas (quero acreditar que serão 10 filmes esse ano), que não sei exatamente como preencher. Tenho uns chutes sobre, mas comento depois.

Penso bastante parecido, mas, como já vi "The Irishman",  digo que ele subiu bastante na minha lista. Fiquei surpreso como neste fim de semana grande parte de meus amigos tinham visto e adorado o filme. As 3 horas e 29 minutos não se tornaram um empecilho. Todo mundo amou. Mas, curiosamente, não percebi uma grande adesão feminina a ele.

Share this post


Link to post
Share on other sites
The Atlanta Film Critics Circle (AFCC) have announced their winners representing the best in film for 2019.

 
 

Top 10 Films
1. PARASITE
2.
 THE IRISHMAN
3. MARRIAGE STORY
4. ONCE UPON A TIME...IN HOLLYWOOD
5. 
1917
6. LITTLE WOMEN
7. UNCUT GEMS
8. KNIVES OUT
9. PAIN AND GLORY
10. 
APOLLO 11

Best Lead Actor 
ADAM DRIVER - MARRIAGE STORY

Best Lead Actress 
RENEE ZELLWEGER - JUDY

Best Supporting Actor 
BRAD PITT - ONCE UPON A TIME...IN HOLLYWOOD

Best Supporting Actress 
LAURA DERN - MARRIAGE STORY

Best Ensemble Cast 
THE IRISHMAN

Best Director 
BONG JOON-HO - PARASITE

Best Screenplay 
BONG JOON-HO and HAN JIN-WON - PARASITE

Best Documentary 
APOLLO 11

Best Foreign Language Film 
PARASITE

Best Animated Film 
TOY STORY 4

Best Cinematography 
ROGER DEAKINS - 1917

Best Original Score 
THOMAS NEWMAN - 1917

AFCC Special Award for BREAKTHROUGH PERFORMER
KELVIN HARRISON JR.

AFCC Special Award for BEST FIRST FILM
OLIVIA WILDE for BOOKSMART 

Share this post


Link to post
Share on other sites

The top twenty from Sight & Sound:

1. The Souvenir (Joanna Hogg)
2. Parasite (Bong Joon-ho)
3. The Irishman (Martin Scorsese)
4. Once Upon a Time… in Hollywood (Quentin Tarantino)
5. Portrait of a Lady on Fire (Céline Sciamma)
6. Pain and Glory (Pedro Almadovar)
7. Atlantics (Mati Diop)
8. Bait (Mark Jenkins)
9. Us (Jordan Peele)
10. Vitalina Varela (Pedro Costa)
11. High Life (Claire Denis)
12. Uncut Gems (Benny Safdie & Josh Safdie)
13. Monos (Alejandro Landes)
14. Marriage Story (Noah Baumbach)
15. For Sama (Waad Al-Khateab & Edward Watts)
16. Midsommar (Ari Aster)
17. The Lighthouse (Robert Eggers)
18. Happy As Lazzaro (Alice Rohrwacher)
19. Hustlers (Lorene Scafaria)
20. Martin Eden (Pietro Marcello)

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hour ago, SergioB. said:

Penso bastante parecido, mas, como já vi "The Irishman",  digo que ele subiu bastante na minha lista. Fiquei surpreso como neste fim de semana grande parte de meus amigos tinham visto e adorado o filme. As 3 horas e 29 minutos não se tornaram um empecilho. Todo mundo amou. Mas, curiosamente, não percebi uma grande adesão feminina a ele.

Filme de mafia não pega público feminino mesmo.

Tenho que ver ainda, e essa semana tem também o História de Casamento que entra no NetFlix dia 06.

Share this post


Link to post
Share on other sites
33 minutes ago, SergioB. said:
The Atlanta Film Critics Circle (AFCC) have announced their winners representing the best in film for 2019.

 
 

Top 10 Films
1. PARASITE
2.
 THE IRISHMAN
3. MARRIAGE STORY
4. ONCE UPON A TIME...IN HOLLYWOOD
5. 
1917
6. LITTLE WOMEN
7. UNCUT GEMS
8. KNIVES OUT
9. PAIN AND GLORY
10. 
APOLLO 11

Best Lead Actor 
ADAM DRIVER - MARRIAGE STORY

Best Lead Actress 
RENEE ZELLWEGER - JUDY

Best Supporting Actor 
BRAD PITT - ONCE UPON A TIME...IN HOLLYWOOD

Best Supporting Actress 
LAURA DERN - MARRIAGE STORY

Best Ensemble Cast 
THE IRISHMAN

Best Director 
BONG JOON-HO - PARASITE

Best Screenplay 
BONG JOON-HO and HAN JIN-WON - PARASITE

Best Documentary 
APOLLO 11

Best Foreign Language Film 
PARASITE

Best Animated Film 
TOY STORY 4

Best Cinematography 
ROGER DEAKINS - 1917

Best Original Score 
THOMAS NEWMAN - 1917
 

No momento, creio que a balança do Oscar tá indo pra esse lado. (Só em ator que talvez eu ainda apostaria no Joaquin, mas mesmo assim, Adam deve levar muita coisa nessa temporada)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Em 2012, eu fiquei perplexo ao acompanhar dia após dia o desmonte político de "Zero Dark Thirty", após um início avassalador, arrebatando prêmios nos festivais. Como assim mostrar tortura?, perguntavam alguns. A CIA não fazia isso, não há provas, afirmavam. Parlamentares americanos promoveram um enxolhamento do filme e da Kathryn Bigelow. E depois ela sofreu algo pior, um enxovalhamento pelo outro lado: estaria, ela, segundo alguns, glorificando os métodos mostrados na primeira parte do filme, ou, pior, exaltando em demasia as forças operacionais americanas. Quando assisti ao filme, a minha raiva só aumentou, porque, sem dúvida alguma, o roteiro não fazia nada do que o acusavam - seja por um lado, seja pela outro - fora isso, o filme, em si, era tecnicamente magnífico. Ao final da temporada, o filme vencedor foi o simplório e simpático "Argo".

"The Report", O Relatório, aprofunda-se ainda mais nos métodos suspostamente usados pela CIA conttra o terrorismo. E, por sua vez, muitos anos depois, com base em uma minuciosa e amlíssima pesquisa, mostra que sim, havia tortura, mas, diverge de "Zero Dark Thirty" em um ponto essencial:nenhuma informação relevante foi obtida por meio daqueles métodos abjetos. Eis aí, agora, sim, uma crítica relevante àquele roteiro do Boal.

Faço a comparação entre os dois filmes, pois em uma das cenas, o personagem de Driver, um funcionário do Senado , é dizer, um burocrata, assiste à propaganda do filme da Bigelow na tevê. Ou seja, esse personagem da vida real, com nome e sobrenome, incumbido de um munus publico, é quem estava mergulhando mesmo em uma investigação.

Com boas atuações de Adam Driver e Annette Bening, o filme de Scott Z .Burns é sólido, coerente, e inteligente. Mas em termos cinematográficos, apenas correto. Nada muito artístico. Na verdade, o tema é maior do que o filme. E o tema está...infelizmente...sem "momentum". Chegou atrasado à vida cultural, por mais que seja relevantíssimo. Não chegou na hora mais escura. Chegou atrasado, tarde demais.

Em termos de Oscar, não o vejo indicado a nada. Até por que não há campanha nesse sentido.

Annette Bening, Jon Hamm, and Adam Driver in The Report (2019)

Share this post


Link to post
Share on other sites

"Atlantique" é o representente do Senegal ao Oscar de Filme Internacional, e é uma carta da Netflix para se enfiar mais uma evz na categoria, colhendo os frutos do Grand Prize of the Jury em Cannes.

O filme da francesa Mati Diop é uma mistura de romance, crítica social, e realismo mágico. O roteiro começa muito bem, falando de imigração, falando de exploração trabalhista, casamentos forçados e tal,  mas,  depois, infelizmente, para o meu gosto pessoal, enfia várias questões de ordem sobrenatural que acabam "sujando" a temática, para privilegiar o estilo. Falando nele, a Fotografia é linda, linda, principalmente nas cenas noturnas. 

Gostei muito, mas poderia ser ainda melhor. 

Chances de Oscar? Depende do investimento da Netflix. Neste momento, acho que briga pela quinta vaga, com mais chances de não entrar.

Atlantique (2019)

Share this post


Link to post
Share on other sites

GOTHAM AWARDS 2019 - WINNER LIST:

Best Picture
Marriage Story

Best Actor
Adam Driver, Marriage Story

Best Actress
Awkwafina, The Farewell

Audience Award
Marriage Story

Best Screenplay
Marriage Story

Documentary
American Factory

Breakthrough Director
Laure de Clermont-Tonnerre, The Mustang

Breakthrough Actor
Taylor Russell, Waves

Breakthrough Series Longform
When They See Us

Breakthrough series short form
Pen15

Share this post


Link to post
Share on other sites

2019 SATELLITE AWARD NOMINATIONS:

MOTION PICTURES


ACTRESS IN A MOTION PICTURE DRAMA
Alfre Woodard, “Clemency”
Charlize Theron, “Bombshell”
Cynthia Erivo, “Harriet”
Helen Mirren, “The Good Liar”
Renee Zellweger, “Judy”
Scarlett Johansson, “Marriage Story”


ACTOR IN A MOTION PICTURE DRAMA
Adam Driver, “Marriage Story”
Antonio Banderas, “Pain and Glory”
Christian Bale, “Ford v Ferrari”
George MacKay, “1917″
Joaquin Phoenix, “Joker”
Mark Ruffalo, “Dark Waters”


ACTRESS IN A MOTION PICTURE, COMEDY OR MUSICAL
Awkwafina, “The Farewell”
Ana De Armas, “Knives Out”
Constance Wu, “Hustlers”
Julianne Moore, “Gloria Bell”


ACTOR IN A MOTION PICTURE, COMEDY OR MUSICAL
Adam Sandler, “Uncut Gems”
Daniel Craig, “Knives Out”
Eddie Murphy, “Dolemite Is My Name”
Leonardo DiCaprio, “Once Upon a Time in Hollywood”
Taron Egerton, “Rocketman”
Taika Waititi, “Jojo Rabbit”


ACTRESS IN A SUPPORTING ROLE
Jennifer Lopez, “Hustlers”
Laura Dern, “Marriage Story”
Margot Robbie, “Bomshell”
Penelope Cruz, “Pain and Glory”
Nicole Kidman, “Bombshell”
Zhao Shuzhen, “The Farewell”


ACTOR IN A SUPPORTING ROLE
Anthony Hopkins, “The Two Popes”
Brad Pitt, “Once Upon a Time in Hollywood”
Joe Pesci, “The Irishman”
Tom Hanks, “A Beautiful Day in The Neighborhood”
Willem Dafoe, “The Lighthouse”
Wendell Pierce, “Burning Cane”


MOTION PICTURE, DRAMA
1917 Universal Pictures
Bombshell Lionsgate
Burning Cane Array Releasing
Ford v Ferrari Twentieth Century Fox
Joker Warner Bros.
The Lighthouse A24
Marriage Story Netflix
Two Popes Netflix


MOTION PICTURE, COMEDY OR MUSICAL
Hustlers STX Entertainment
Knives Out Lionsgate
Once Upon a Time in Hollywood Columbia Pictures
Rocketman Paramount
The Farewell A24
Uncut Gems A24


MOTION PICTURE, INTERNATIONAL
Atlantics, Senegal
Beanpole, Russia
Les Miserables, France
Pain and Glory, Spain
Parasite, Korea
Truth and Justice, Estonia
Portrait of a Lady on Fire, France
The Painted Bird, Czech Republic


MOTION PICTURE, ANIMATED OR MIXED MEDIA
A Shaun the Sheep Movie: Farmageddon Netflix
Alita: Battle Angel Twentieth Century Fox
Buñuel in the Labyrinth of the Turtles GKIDS
How to Train Your Dragon 2: The Hidden World Universal Pictures
The Lion King Walt Disney Studios Motion Pictures
Toy Story 4 Walt Disney Studios Motion Pictures
Weathering With You GKIDS


MOTION PICTURE, DOCUMENTARY
63 Up BritBox
Apollo 11 Neon
Citizen K Greenwich Entertainment
Honeyland KJ Films
One Child Nation Amazon Studios
The Apollo HBO Documentary
The Cave National Geographic Documentary Films
FOR SAMA PBS


DIRECTOR
Bong Joon Ho, “Parasite”
James Mangold, “Ford v Ferrari”
Noah Baumbach, “Marriage Story”
Pedro Almodóvar, “Pain and Glory”
Sam Mendes, “1917″
Quentin Tarantino, “Once Upon a Time… in Hollywood”


SCREENPLAY, ORIGINAL
Bong Joon Ho, “Parasite”
Jez Butterworth, John-Henry Butterworth, and Jason Keller, “Ford v Ferrari”
Lulu Wang, “The Farewell”
Noah Baumbach, “Marriage Story”
Pedro Almodóvar, “Pain and Glory”
Quentin Tarantino, “Once Upon a Time… in Hollywood”


SCREENPLAY, ADAPTED
Anthony McCarten, “The Two Popes”
Edward Norton, “Motherless Brooklyn”
Matthew Michael Carnahan, Mario Correa, Nathaniel Rich, “Dark Waters”
Steven Zaillian, “The Irishman”
Taika Waititi, “Jojo Rabbit”
Todd Phillips & Scott Silver, “Joker”


ORIGINAL SCORE
Thomas Newman, “1917″
Marco Beltrami & Buck Sanders, “Ford v Ferrari”
Randy Newman, “Marriage Story”
Robbie Robertson, “The Irishman”
Terence Blanchard, “Harriet”
Hildur Guonadottir, “Joker”


ORIGINAL SONG
Don’t Call Me (Angel), “Charlie’s Angels”
Into the Unknown, “Frozen II”
(I’m Gonna) Love Me Again, “Rocketman”
Spirit, “Lion King”
The Ballade of the Lonesome Cowboy, “Toy Story 4”
Swan Song, “Alita: Battle Angel”


CINEMATOGRAPHY
Dick Pope, “Motherless Brooklyn”
George Richmond, “Rocketman”
Lawrence Sher, “Joker”
Phedon Papamichael, ASC, GSC, “Ford v Ferrari”
Rodrigo Prieto, “The Irishman”
Roger Deakins, “1917”


FILM EDITING
1917

Lee Smith, ACE
Ford v Ferrari
Michael McCusker, ACE
Andrew Buckland
Joker
Jeff Groth
Marriage Story
Jennifer Lame, ACE
Rocketman
Chris Dickens
The Irishman
Thelma Schoonmaker


SOUND (EDITING AND MIXING)
1917
Oliver Tarney
Stuart Wilson
Scott Millan
Mark Taylor
Avengers: Endgame
Shannon Mills
Daniel Laurie
Tom Johnson
Juan Peralta
John Pritchett, CAS
Ford v Ferrari
Donald Sylvester
Paul Massey
David Giammarco
Steven A. Morrow, CAS
Joker
Alan Robert Murray
Tom Ozanich
Dean Zupancic
Once Upon a Time in Hollywood
Wylie Stateman
Mark Ulano, CAS
Michael Minkler, CAS
Christian P. Minkler, CAS
Rocketman
Matthew Collinge
John Hayes


VISUAL EFFECTS
Alita: Battle Angel
Joe Letteri
Eric Saindon
Avengers: Endgame
Dan DeLeeuw
Matt Aitken
Russell Earl
Dan Sudick
The Lion King
Robert Legato, ASC; Andrew R. Jones
Adam Valdez; Elliot Newman
Ford v Ferrari
Olivier Dumont
Mark Byers
Kathy Segal
Joker
Edwin Rivera
Mathew Giampa
Bryan Godwin
The Irishman
Pablo Helman


ART DIRECTION & PRODUCTION DESIGN
1917
Dennis Gassner
Lee Sandales
Ford v Ferrari
François Audouy
Peter Lando
Joker
Mark Friedberg
Laura Ballinger
Motherless Brooklyn
Beth Mickle
Michael Ahern
Once Upon a Time in Hollywood
Barbara Ling
Nancy Haigh
The Two Popes
Mark Tildesley
Saverio Sammali


COSTUME DESIGN
Dolemite Is My Name
Ruth E. Carter
Joker
Mark Bridges
Judy
Jeny Temime
Rocketman
Julian Day
The Two Popes
Luka Canfora
Downton Abbey
Caroline McCall
Anna Robbins
Susannah Buxton
Rosalind Ebbutt

Share this post


Link to post
Share on other sites

NATIONAL BOARD OF REVIEW ANNOUNCES 2019 AWARD WINNERS:

Best Film: THE IRISHMAN
Best Director: Quentin Tarantino, ONCE UPON A TIME…IN HOLLYWOOD
Best Actor: Adam Sandler, UNCUT GEMS
Best Actress: Renée Zellweger, JUDY
Best Supporting Actor: Brad Pitt, ONCE UPON A TIME…IN HOLLYWOOD
Best Supporting Actress: Kathy Bates, RICHARD JEWELL
Best Original Screenplay: Josh Safdie, Benny Safdie, Ronald Bronstein, UNCUT GEMS
Best Adapted Screenplay: Steven Zaillian, THE IRISHMAN
Breakthrough Performance: Paul Walter Hauser, RICHARD JEWELL
Best Directorial Debut: Melina Matsoukas, QUEEN & SLIM
Best Animated Feature: HOW TO TRAIN YOUR DRAGON: THE HIDDEN WORLD
Best Foreign Language Film: PARASITE
Best Documentary: MAIDEN
Best Ensemble: KNIVES OUT
Outstanding Achievement in Cinematography: Roger Deakins, 1917
NBR Icon Award: Martin Scorsese, Robert De Niro, Al Pacino
NBR Freedom of Expression Award: FOR SAMA
NBR Freedom of Expression Award: JUST MERCY

Top Films (in alphabetical order)

1917
Dolemite is My Name
Ford v Ferrari
Jojo Rabbit
Knives Out
Marriage Story
Once Upon a Time…in Hollywood
Richard Jewell
Uncut Gems
Waves

Top 5 Foreign Language Films (in alphabetical order)

Atlantics
Invisible Life
Pain and Glory
Portrait of a Lady on Fire
Transit

Top 5 Documentaries (in alphabetical order)

American Factory
Apollo 11
The Black Godfather
Rolling Thunder Revue: A Bob Dylan Story by Martin Scorsese
Wrestle

Top 10 Independent Films (in alphabetical order)

The Farewell
Give Me Liberty
A Hidden Life
Judy
The Last Black Man in San Francisco
Midsommar
The Nightingale
The Peanut Butter Falcon
The Souvenir
Wild Rose

Share this post


Link to post
Share on other sites

NBR, ano passado, finalmente acertou melhor Filme, em se tratando de termômetro para o Oscar,  com a vitória de "Green Book". Acertou também a Regina King. Em geral, eles são terríveis em prever as atuações. Vejam a lista de erros:

Statistics for NBR acting winners:
2018- 1/4
2017- 0/4
2016- 1/4
2015- 1/4
2014- 1/4
2013- 0/4
2012- 0/4
2011- 0/4
2010- 1/4
2009- 0/4
2008- 1/4

Eles amam Clint Eastwood, não me surpreende.

Nosso "Invisible Life"  conseguiu entrar em Filme Estrangeiro! É pra comemorar, Brasil!

Share this post


Link to post
Share on other sites

NEW YORK FILM CRITICS CIRCLE (NYFCC) WINNERS:

Best Picture: The Irishman
Best Director: The Safdie brothers for Uncut Gems
Original Screenplay: Quentin Tarantino, Once Upon a Time in Hollywood
Best Actress: Lupita Nyong’o, Us
Best Actor: Antonio Banderas, Pain and Glory
Supporting Actress: Laura Dern, Marriage Story – Little Woman
Supporting Actor: Joe Pesci, The Irishman
Cinematography: Portrait of a Lady on Fire
Animated Feature: I Lost My Body
Best Documentary: Honeyland
Foreign Language Film: Parasite
Best First Film: Atlantics

 

Um pouco da história:

"For 65 years the New York Film Critics Circle has consistently recognized, championed, and defended films that may otherwise have been slighted by audiences and the entertainment industry. Founded in part as a response to the Academy Awards’s sometimes dubious selections for the annual best in cinema, the NYFCC has from the start prided itself on striving to recognize a higher standard of film.

Compared with the Oscars, the group’s best picture track record speaks for itself: Citizen Kane over How Green Was My Valley; A Clockwork Orange over The French Connection; Day for Night over The Sting; Goodfellas over Dances with Wolves. Its announcement of winners weeks in advance of the Oscar nominations even points to the group’s natural role as a prize harbinger: Since 1935, the Academy Awards have given best picture to 43% of the NYFCC’s picks."

Share this post


Link to post
Share on other sites

JOHN WATERS` Annual List:

  1. Climax (Gaspar Noe)

  2. Joan or Arc (Bruno Dumont)

  3. Once Upon a Time … in Hollywood (Quentin Tarantino)

  4. Border (Ali Abassi)

  5. Amazing Grace 

  6. Hail Satan? (Penny Lane)

  7. Pain & Glory (Pedro Almodovar)

  8. The Golden Glove (Fatih Akin)

  9. The Souvenir (Joanna Hogg)

  10. Joker (Todd Phillips)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...