Jump to content
Forum Cinema em Cena

O Labirinto do Fauno


Nacka
 Share

Recommended Posts

Tarantino?

 

 

 

Sobre a demonização do militar: o filme se propôs a fazer uma fábula dark, e sinceramente, se o personagem fosse feito de outra maneira ficaria incoerente com o tom do filme, que é justamente fazer uma intersecção entre o mundo real e o mundo da fantasia. Achei apropriada a caracterização caricata.
Link to comment
Share on other sites

  • Replies 113
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Anyways, meu top de 2006 foi:

 

01- Brick (A Ponta de um Crime) 89/100

02 - A Lula e a Baleia 83/100

03 - Eu, Você e Todos Nós 82/100

04 - A Criança 79/100

05 - O Sabor da Melancia 78/100

06 - Os Infiltrados 75/100

07 - O Grande Truque 75/100 (é um empate técnico com Infiltrados, na real)

08 - O Crocodilo 73/100

09 - O Plano Perfeito 72/100

10 - Filhos da Esperança 70/100

 

É por aí. Eu devo até mesmo ter dado notas maiores pra filmes que não tão ali, mas, bwoo-hoo, eu esqueci deles. Talvez O Matador pudesse entrar, sei lá. PS: Eu não gostei de Caché, obrigado.
Link to comment
Share on other sites

bem bom, mas dá aquela sensação de q poderia ser beeem melhor na mão de outro diretor de mais talento, ..., concordo com q esse crítico no rotten falou sobre o filme: "Too adult for children and too simplistic for most adults, it ultimately leaves us with some of the prettiest cinematic pictures of the year. And nothing more." 

 

nota 8
Link to comment
Share on other sites

spoilers e duvidas

 

acabo de ver o filme.... bom, li todos os posts e constatei que muitos tem e/ou viram as mesmas coisas que eu

 

Uma coisa ficou muito em aberto para mim....

 

Se o capitão nao viu o fauno...  Pq raios ele viu a mandragora, o giz, e pq a governanta viu a porta desenhada ???? 

 

Até concordo com a tese "a fantasia é vista apenas pelos que acreditam nela"  mas entao, o giz a porta e a mandragora nao eram para serem vistas tambem PENSO EU

 

eu gostei do filme contudo, esperava bem + mesmo, certos momentos me irritava que mostrava mais o tiroteiro doq o mundo fantasia

 

Tambem achei que o Fauno estava sacaneando e me dei mal assim como vcs

 

E finalmente, Ofelia morreu ou nao ???? bem no final parece que ela esta respirando, só assim ela foi para o reino dela ???

 

Realmente me deixou confuso hehehehe  mas gostei, nada dimais, mas gostei

 

 

Link to comment
Share on other sites

Sineramente, [spoiler do post todo] o diretor deixa em aberto a visão que cada um escolhe: fantasia ou devaneio?

A magia toda aconteceu? Ou era só uma forma da menina fugir da tristeza do mundo real?

 

Mas pra mim é devaneiro. Tudo ali [que eu lembre...] pode ser explicado como tal. Afinal, a garotinha lia muitos contos de fada, que lhe pareciam mais atraentes do que a vida que ela levava.

 

A fada, a menina imaginou tudo a partir de um inseto.

No caso a Mandrágora é uma raiz qualquer que a menina achou e colocou lá... e por coincidência a mãe dela melhorou...

 

O diretor se perminiu, talvez, gerar uma confusão na cabeça das pessoas sobre a menina ter conseguido sair do quarto pela porta de giz... Mas a menina pode ter achado o giz em qualquer lugar. Pode ter desenhado a porta no quarto e ter encontrado um outro jeito de sair de lá.

 

 

Link to comment
Share on other sites

 

E finalmente' date=' Ofelia morreu ou nao ???? bem no final parece que ela esta respirando, só assim ela foi para o reino dela ???

[/quote']spoiler.

Bem... na minha visão de filme, a mocinha morreu sim. E na hora da morte imaginou que não era o fim e na verdade ela finalmente conseguiu voltar para o seu "verdadeiro lar".

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Eu acho que Del Toro poderia ter trabalhado mais a fantasia, mas mesmo assim, o filme ficou maravilhoso. Aquelas mutilações estavam PERFEITAS (eu achei particularmente magnífico o corte no rosto do capitão, principalmente quando ele bebe o uísque), e a parte artística também tava maravilhosa, a cena do Homem Pálido pra mim foi a melhor que teve (outra coisa: a maquiagem também estava perfeita). Ahhhh, e claro, a trilha, que tava belíssima.

Bem, nem tudos são flores, claro: aquela idéia de corte de cena de Del Toro era boa mas tava muito mal executada, o efeito especial do último tiro, no finalzinho, ficou ruim, e eu achei errado eles terem posto partes do final no trailer.

 

E ainda: realmente, aquela garota deve ser esquizofrênica 03
Link to comment
Share on other sites

  • 4 weeks later...

O melhor de O Labirinto de Fauno é a ambiguidade entre a fantasia e a realidade. É incrivel como as duas se misturam e se confundem. O diretor foi muito feliz quando enxutou as histórias fantásticas infantis e as tornou meras referências, como a portinha da Alice. A garotinha fez um ótimo trabalho também. O melhor é que no final, existe um teste para a alma humana que assiste: se essa é pessimista, cética, racional... ou se essa era tal como a garotinha, e via as coisas do mundo de uma forma mais colorida.

 

O meu sentimento ao acabar o filme era o de tristeza por ser uma das almas pessimistas, estragadas pelo excesso de cientificismo, que acharam

que a garotinha tinha fantasiado tudo e finalmente tinha morrido de uma forma tola.

 

Mas às vezes bate uma brisa com um cheiro mais doce e eu penso que ela deve estar muito feliz no seu próprio reino.

 

Cinema bom é cinema que leva a gente embora para mundos paralelos.

 

Link to comment
Share on other sites

Assim como alguns outros usuários comentaram, eu tb esperava um pouco mais do filme. O que não quer dizer que não seja muito bom. Pra começar, todos os aspectos técnicos merecem aplausos: fotografia, edição, direção de arte, figurino, efeitos visuais, edição de som, todos são impecáveis. A direção do del Toro tb merece reconhecimento, o tom adotado foi extremamente feliz. Me surpreendi com a atuação da menininha, ela mandou muito bem. O ator que intrepreta o capitão tb se destaca. O resto do elenco é bom, não mais que isso.

Link to comment
Share on other sites

Labirinto do Fauno visto.

 

Um belo filme, tecnicamente falando, apesar de não achar a decupagem de Del Toro especial, como um filme desses necessitaria.

 

A fotografia e a direção de arte, definitivamente chamam a atenção. Que bela paleta de cores, muito bem definida e pontuada, variando do amarelo, azul e verde. Só acho que estava exposto demais no rosto do atores, principalmente no início do filme. Isso gerou uma bela discussão pós-filme, entre o Falcon, amigo fotógrafo e eu...srsr um contraste maior, com utilização de sombras seria interessante. Mas isso é uma opinião de puro capricho!06

 

Bom, mas algo me incomodou bastante, e este ponto, foi unânime entre todos que foram assistir. A violência exacerbada utilizada como forma de manipulação climática da platéia. O que destoa do plot do filme. Del Toro, com medo (única explicação encontrada) de que sua estória por si só não fosse forte o suficiente, o que é, coloca cronometradamente nas viradas de plot, cenas de extrema violência, para causar um clima na platéia, que os conduza até a próxima virada de plot, não confiando em seu tema. O que na nossa opinião, foi um erro primário, pois apenas nos tirava da estória e ia contra ao clima pretendido pelo filme. Fora problemas de ritmo no segundo ato, o que jogam o telespectador para fora na estória, o filme caminha bem até o final, muito bem realizado por sinal. Belíssimo. Apesar de ser um tanto exagerado.

 

Mas a jogada de mestre de Del Toro, foi, no final, colocar um plano, induzindo o telespectador a dúvida, se colocando na visão do Coronel, que olhava para a menina conversando com o Fauno, e ele não o via, só a ela. Esse ponto, foi simples, e de extrema eficiência para gerar uma dúvida muito bem vinda sobre a possibilidade de realismo ou não da estória. Palmas para ele neste plano, especificamente!!!10

 

Outro ponto incômodo, a repetitiva edição conjunta, utilizando pontos de ligação, como árvores. Se fosse utilizado em uma sequência seria interessante, agora a utilização é absurda, o que cansa e torna o filme repetitivo.

 

No geral, um belo filme. Eu, particularmente, gostei demais da inventividade de algumas criações, como o ser com os olhos na mão. A hora que ele coloca as mãos na cabeça é poético, eficaz e surpreendente.
FeCamargo2007-02-24 09:22:56
Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

Ao assitir Labirinto do Fauno, percebi que não estava assitindo um filme qualquer, mas sim um "apogeu!" da inovação de misturas de vários gêneros! Uma sincronização absurdamente perfeita de terror, drama, fantasia, aventura!!!!!! Uma criatividade que não tem fim! Por um certo momento, parecia que eu estava assistindo uns dos filmes mais inspirados de Tim Burton. Um retrato de tristeza que o filme passa, mas ao mesmo tempo, uma pequena luz de esperança que vc encontra nos personagem, faz com que vc fique no impasse em saber se tudo vai dar certo ou não. Um filme perfeito, fantástico, espetacular, são adjetivos que não acabam mais.... Fico emocionado de saber que pessoas neste mundo, conseguem criar, produzir e dirigir uma obra de arte nos dias de hoje. Fico honroso e sortudo em saber que assiti um belíssimo filme como este!!!!!!!!!!!!!

Link to comment
Share on other sites

 

Sineramente' date=' [spoiler do post todo'] o diretor deixa em aberto a visão que cada um escolhe: fantasia ou devaneio?

A magia toda aconteceu? Ou era só uma forma da menina fugir da tristeza do mundo real?

 

Mas pra mim é devaneiro. Tudo ali [que eu lembre...] pode ser explicado como tal. Afinal, a garotinha lia muitos contos de fada, que lhe pareciam mais atraentes do que a vida que ela levava.

 

A fada, a menina imaginou tudo a partir de um inseto.

No caso a Mandrágora é uma raiz qualquer que a menina achou e colocou lá... e por coincidência a mãe dela melhorou...

 

O diretor se perminiu, talvez, gerar uma confusão na cabeça das pessoas sobre a menina ter conseguido sair do quarto pela porta de giz... Mas a menina pode ter achado o giz em qualquer lugar. Pode ter desenhado a porta no quarto e ter encontrado um outro jeito de sair de lá.

 

 

Concordo com tudo.

 

Link to comment
Share on other sites

 

Sobre a Mandrágora' date=' mais curioso do que o fato de Vidal ter visto ela, foi o fato de logo depois de jogar na fogueira, a mãe começar a sofrer...[/quote']

 

Ela pode ter começado a sentir dor por ter visto as atitudes do capitão e tido a discussão com ofélia logo antes.

 

Link to comment
Share on other sites

 

Bom' date=' mas algo me incomodou bastante, e este ponto, foi unânime entre todos que foram assistir. A violência exacerbada utilizada como forma de manipulação climática da platéia. O que destoa do plot do filme. Del Toro, com medo (única explicação encontrada) de que sua estória por si só não fosse forte o suficiente, o que é, coloca cronometradamente nas viradas de plot, cenas de extrema violência, para causar um clima na platéia, que os conduza até a próxima virada de plot, não confiando em seu tema. O que na nossa opinião, foi um erro primário, pois apenas nos tirava da estória e ia contra ao clima pretendido pelo filme. Fora problemas de ritmo no segundo ato, o que jogam o telespectador para fora na estória, o filme caminha bem até o final, muito bem realizado por sinal. Belíssimo. Apesar de ser um tanto exagerado. [/quote']

 

Discordo. Como você disse, a estória é forte, então por que estas cenas iam contra o clima pretendido pelo filme?

 

Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...

Bom, acabei de assistir e concordo com a maioria das opniões aqui, a principalmente a da Veras de que tudo é um devaneio da garotinha, o filme pega pesado na violência, a fotografia é linda os efeitos são bons, a trilha muito boa também...eu também percebi no meio do filme que poderia haver mais interação com a fantasia, achei a participação do "homem sem olho" muito curta...mas fiquei surpreso com a violência do filme, rostos amassados, torturas, tiros na cara, fadinhas perdendo a cabeça...rsrsrs..enfim...apesar de saber que era um filme ultra-elogiado, foi uma grata surpresa..e isso deve-se ao fato de separar o real da fantasia...muito bom.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Assisti ao filme e ao final estava me sentindo muito mal... Fui dormir depois... Acordei no meio da noite...tive um pesadelo angustiante...

Ainda assim , achei um belo filme fantasia/realidade...doçura/violência...Tecnicamente o filme é perfeito...A garotinha é muito boa...suas intenções são todas verdadeiras...As cores do filme e ar sombrio lembram Tim Burton. Do ano é um dos mais perfeitos para mim.
Link to comment
Share on other sites

Estava querendo assistir esse filme desde que esteiou nos cinemas. E só agora consegui assistir. Bem' date=' ainda não sei o certo o que achei desse filme. É triste... horripilante... macabro... E ainda estou procurando um sentido para aquele final...17[/quote']

 

Isso é uma das coisas mais brilhantes do filme. Cada pessoa pode optar pelo sentido que faz mais sentido para ela. Como já postei em algum tópico falando do Labirinto do Fauno, eu que sou sempre pelo sobrenatural acho que foi tudo verdade, que a menina não fantasiou aquilo tudo...
Link to comment
Share on other sites

foi o filme mais marcante que vi nos últimos tempos... quando li sobre ele, vi os cartazes, achei que se tratava de um filme um poucoinfantil, na verdade, mas a mistura da fantasia e realidade foi chocante. Como já disseram aqui, a parte técnica do filme é excelente, e a menininha realmente foi muito melhor do que o esperado. Aliás, o filme todo, pra mim, foi melhor do que o esperado. O final principalmente foi muito mais "pé no chão" do que eu imaginava, achei que ia cagar no final... mas foi incrível a distinção do que era real e do que era fantasia... puts, adorei esse filme... chorei pra caramba...
Link to comment
Share on other sites

Gostei bastante, mas eu acho que esperava mais (?). Eu me incomodei um pouco com o clímax todo da parte final, me pareceu óbvio demais em certos momentos. Tecnicamente é irreprensivel mesmo e com idéias bem boas no roteiro, mas ainda acho que podiam ter explorado mais a parte fantasiosa da coisa do que aquela que envolvia o ditador e etc...

Link to comment
Share on other sites

Que fotografia maravilhosa. O contraste das cores é uma primazia. Para mim tudo foi um devaneio da menina pelo fato de querer sair de uma realidade cruel e ler tantos contos de fadas. Só achei desnecessário a violencia crua em algumas cenas. Me lembrei de Irreversivel quando o cara afunda a cara do outro no bar.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements


×
×
  • Create New...