Jump to content
Forum Cinema em Cena

Oscar 2006


Sync
 Share

Recommended Posts

 

A AMPAS tem que explodir' date=' ou pelo menos seus membros votantes.

Acabei de assistir a Transamérica. Felicity Huffman tem um tour de fource. Soberba, complexa, autêntica, inexplicavelmente atraente, transexuada, enfim, uma interpretação memorável.

Reese Witherspoon, uahsuahsuahs...faz-me rir academia.

Depois dessa desisto de comentar sobre este prêmio ridículo...chega...foi demais para um ano só.

[/quote']

Se Reese ganhou mais prêmios que Felicity pq só a Academia te faz rir?

 

Link to comment
Share on other sites

A AMPAS tem que explodir' date=' ou pelo menos seus membros votantes.

Acabei de assistir a Transamérica. Felicity Huffman tem um tour de fource. Soberba, complexa, autêntica, inexplicavelmente atraente, transexuada, enfim, uma interpretação memorável.

Reese Witherspoon, uahsuahsuahs...faz-me rir academia.

Depois dessa desisto de comentar sobre este prêmio ridículo...chega...foi demais para um ano só.

[/quote']
Se Reese ganhou mais prêmios que Felicity pq só a Academia te faz rir?

Por que a Academia é que leva o mérito e a pompa.

Link to comment
Share on other sites

A única injustiça gritante da noite foi Crash ter ganhado...e a sensação de decepção faz todo mundo querer atacar os outros vencedores. Fala sério...quando Shakespeare Apaixonado ganhou, acho que não reclamaram tanto porque já era esperado, mas mesmo assim ficaram decepcionados com a Academia...e isso não fez o interesse pelo Oscar diminuir.
Logo logo outro Beleza Americana ganha e tudo começa do zero.

Toda premiação sempre vai ter discordâncias (ou vcs concordam com todos os vencedores do Prêmio CeC, só pra dar um exemplo?).

Link to comment
Share on other sites

O que o Vicking falou lá em cima faz todo o sentido. E aí eu aproveito a deixa para meu último post sobre o Oscar desse ano.

Tava comentando no tópico sobre o Brokeback Mountain que, pra mim, a derrota desse filme no Oscar se deveu a três fatores: bairrismo, lobby e homofobia. Não se pode dizer qual deles foi o mais importante, mas esses três fatores atuaram em conjunto, sem dúvida.

King Kong e Memórias de uma Gueixa me surpreenderam, de certa forma. A AMPAS gostou mesmo desses dois filmes (3 prêmios cada), e certamente os teria indicado a Melhor Filme se tivessem tido mais sucesso com crítica e público (caso do Gueixa) ou se Peter Jackson não tivesse batido recordes de prêmios há apenas 2 anos atrás (caso do Kong).

As vitórias nas categorias principais não foram surpresa, nem a de Ang Lee como Melhor Diretor. Mas e a de Crash?

Eu já disse noutro post que a vitória de Crash foi a mais meia-boca da história recente do Oscar (descontando aqueles anos 30 da AMPAS, cujos critérios ainda estavam sendo firmados). Só 3 prêmios, e sem Melhor Diretor nem qualquer prêmio para o elenco. Que eu me lembre, os outros 2 vencedores de Melhor Filme com 3 prêmios apenas tiveram outros Oscars de importância (Rocky ganhou em Diretor, e O Poderoso Chefão, em Ator). Pra mim, essa foi uma vitória mais anti-Brokeback que uma vitória por livre opção da AMPAS. Porque Crash não ganhou em Canção, por exemplo? Taí um prêmio que, se Crash tivesse realmente tanto apoio, teria levado fácil, pois a concorrência era muito fraca.

Claro que alguns votantes preferiam Crash mesmo, mas outros, como Tony Curtis declarou para a imprensa ("não vi Brokeback, não vou ver nem vou votar nele"), devem ter feito voto útil. E é desse jeito que Crash vai entrar pra história do cinema americano.  Nada lisonjeiro.

Alexei2006-3-14 11:53:34
Link to comment
Share on other sites

Claro que alguns votantes preferiam Crash mesmo' date=' mas outros, como Tony Curtis declarou para a imprensa ("não vi Brokeback, não vou ver nem vou votar nele"), devem ter feito voto útil. E é desse jeito que Crash vai entrar pra história do cinema americano.  Nada lisonjeiro.

[/quote']

Olha só logo quem veio com uma dessas . Curtis parece esquecer dos seus papéis em Quanto Mais Quente Melhor e Spartacus , coisa que rendeu piada no filme As Patricinhas de Beverly Hills .smiley36.gif 

Lamentável mesmo .

Link to comment
Share on other sites

Putz. Então eu não tava errado! Tony Curtis é o ator de Quanto Mais Quente Melhor! O que não me surpreende, uma vez que Hollywood só curte gays bem afetados. Não tenho nada contra a afetação. Mas peguemos os papéis gays vencedores de Oscar, e nos defrontaremos com personagens com a qualificação "gay" bem na testa.

E como Brokeback Mountain apostou em gays viris.... Hum. Deu no que deu: preconceito e repulsa pelos hipócritas!

Link to comment
Share on other sites

É uma história que nem vale a pena mencionar , mas só revela a hipocrisia de Hollywood .Engraçado que além dos judeus , ela também foi construída pelos gays .<?:namespace prefix="o" ns="urn:schemas-microsoft-com:office:office"/><?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Hollywood é assim mesmo . Quando mais se sabe a respeito da sua história , mas se tem certeza de o que ela vende são ilusões para o consumo da massa . Os astros são partes fundamentais dessa usina e eles não podem decepcionar o grande público . Na época do clássico star-system era um suicídio artístico e financeiro estragar as ilusões do público e ir contra os códigos morais vigentes ( já ouviram falar no Código Hays da época ?) Hollywood foi construída e continua sendo mantida dessa maneira . A mudança quanto a um tratamento mais respeitoso dos gays ainda será muito lenta , pois depende da mudança nas sociedades ao redor do mundo . 

Até a personagem da Meg Ryan simular um orgasmo no restaurante em Harry e Sally , quando tempo demorou para se falar em liberdade de prazer sexual feminino ? Até isso parecer em uma piada de comédia romântica certinha , demorou um bom tempo ! smiley36.gif

Essa cena da Meg Ryan é hilária ! Depois a velhinha ao lado pede ao garçom : “ Quero a mesma coisa que ela ! ”smiley36.gif

Fernando2006-3-12 15:45:20
Link to comment
Share on other sites

Pois é , as pernas da Marilyn Monroe sendo mostradas através daquele vestido sendo levantado pelo escapamento do metrô  ! O desejo do vizinho em cobiçar uma mulher que não é a sua esposa ., isso em uma comédia leve . Marilyn era o desejo sexual embalado por Hollywood .

Pena que a pobre da Marilyn tinha um tratamento de meretriz  ! Muitos a criticavam , mas todo mundo ia assistir aos seus filmes ...Li que um executivo de um estúdio se referia  às starlets como " toda puta bonita e ambiciosa que não quer viver para sempre em um bordel ".   smiley36.gif Isso vindo da mesma indústria que queria defender os bons valores americanos através do Código Hays ... It's Hollywood , my friend !  smiley36.gif<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Billy Wilder era um gênio ! Sabia explorar as contradições bem obscuras e patéticas do ser humano na época do Código Hays , e sempre com sarcasmo e inteligência .

 

Fernando2006-3-12 15:34:13
Link to comment
Share on other sites

Calma , Historiense ! <?:namespace prefix = v ns = "urn:schemas-microsoft-com:vml" /> smiley36.gif<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" /> Eu achei , devo postar daqui a pouco !

 Os dois textos estão no caderno Mais + da Folha de SP e são interessantes .

Fernando2006-3-12 16:50:6
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

×
×
  • Create New...