Jump to content
Forum Cinema em Cena

Beale

Members
  • Content Count

    204
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by Beale

  1. Pois é cara, valeu pelo estímulo. Já li muitos elogios à obra de David Mitchell no todo. Ajuda lá e sugere a Companhia das Letras pra publicar Cloud Atlas no ano que vem como eu já fiz. Os demais que se interessarem pela tradução, sintam-se convidados a fazê-lo também. No entanto, deve ser bastante improvável que publiquem ainda no ano que vem, pois The Thousand Autumns of Jacob De Zoet do mesmo autor parece que sairá antes. ... Será possível que indicarão o DiCaprio, mesmo com as críticas fracas de J. Edgar? Não se pode questionar a força de um filme de Clint Eastwood, ele dev
  2. Vendo as artes conceituais de Cloud Atlas aqui. Tomara que seja uma obra do calibre de Matrix. Do primeiro, frise-se. Falando em livros, esse eu quero muito ler. David Mitchell parece ser um autor muito interessante, me despertou tanto a curiosidade que já encomendei seu único livro publicado em terras brasileiras, Menino de Lugar Nenhum. Tomara que a Companhia das Letras que publicou o primeiro disponibilize Cloud Atlas no ano que vem antes do filme.
  3. Viggo Mortensen sendo lembrado foi uma grata surpresa. Faltou Gary Oldman, Redgrave e Carnage. Waltz e Von Sydon de fora. Pelo menos resgataram Kate Winslet e Jodie Foster. O filme da Angelina Jolie como eu havia previsto, indicado. E Glenn Close esnobada por Damages. No mais, com certeza, mesmo sem ter visto quase nada, dá pra dizer que é uma lista muito melhor do que a do ano passado no que tange a cinema. Teve cada pérola...
  4. Albert Nobbs indicado em roteiro mesmo com a concorrência pesada? Ainda há esperanças! Será que Drive ainda tem fôlego? Shame e Tinker, Tailor, Soldier, Spy surgindo aí também. Só falta Carnage e A Dangerous Method sair em alguma coisa. Scorsese fortíssimo na temporada... E Dujardin de fora numa lista de 10!
  5. Garbage, você foi mais rápido! Daniel Day-Lewis é um gênio, vai fazer miséria nesse aqui. Spielberg tem que caprichar é nesse. ... Ainda sobre projetos vindouros, o Scorsese parece que adiará Silence, mas por uma boa razão, parece que o próximo será The Irishman, filme de máfia com Pacino, de Niro, Keatal e Pesci. Se bem que ele costuma aparecer com algum outro projeto na frente. Mas esses dois tem que vir logo e em seguida, não importa a ordem. São os dois projetos mais interessantes do Scorsese.Beale2011-11-30 20:16:10
  6. Mau presságio para Glenn Close: Não indicação ao Independent Spirit é demais para mim, Glenn Close deve entrar na lista das injustiçadas mesmo.
  7. Onde? Por favor, manda MP com o link de Albert Nobbs! ... Ainda não vi nada de Jessica Chastain ainda, tenho que assistir um de seus filmes urgentemente. ... Cronenberg em recente entrevista elogiou muito o carinha do Crepúsculo, dizendo que o público irá se surpreender, algo similar ao que ele havia dito sobre Knightley. Ele a equiparou com Miranda Richardson e Judy Davis. Vale tudo, né? Mas brincadeiras a parte, aguardo ancioso pelo filme e pela atuação da moça, do Fassbender, (vulgo Fassy ), do Mortensen e do Cassel. Aliás, já até imagino a dupla d
  8. No ano de As Horas deveriam ter vencido Kidman, Moore e Harris. Deixar Streep de fora é como A Escolha de Sofia, parte o coração. Todos excelentes. Deveria ter sido como Rede de Intrigas que eu adoro demais também, os três (Finch, Dunaway, Straight) mereceram vencer. Se bem que não vi as concorrentes de Beatrice Straight, então não posso compará-la com as demais, mas que aquela cena que lhe deu a estatueta é bastante digna é. É magistral na verdade. De vez em quando tem que aparecer uns filmes assim com personagens e atuações ultrafodas com uma direção competente. É um deleite.
  9. Deixa eu reiterar aqui também. Marcia Gay Harden é um monstro em O Nevoeiro. Que esnobada foi aquela! Só porque a Weinstein Company estava em construção ainda. Sobre As Horas, eu adoro esse aqui. Eu adoro as três e o Ed Harris que está incrível também. Acho que o Daldry nunca chegará perto do que ele fez nesse aqui. Tudo funciona muito bem nesse filme. A Catherine Zeta-Jones está ótima em Chicago, o pico de sua carreira, uma delícia. Mas antes vinham Moore e Streep, sem dúvida.
  10. Eu não vi Judy Holliday em Nascida Ontem, que venceu Davis e Swanson, então não posso avaliar seu desempenho. Esse ano aqui é de partir o coração, duas atuações fodas em filmes com temáticas semelhantes. Agora, levando em consideração que Close e Streep sejam as melhores, devemos ter em conta que são dois papéis bastante distintos. Albert Nobbs é um personagem bastante introspectivo, enquanto que Tatcher é extremamente exposta. Streep está foda no trailer, mas não eclipsou Close de jeito nenhum, o personagem de Close é bastante interessante também. Um desafio para a sua carreira que ficou bast
  11. Acho que eu já deixei bastante claro aqui qual o meu favorito pessoal sem ainda ter visto. Carnage, que não deve nem ser indicado em roteiro, que parece ser ultrafoda. Não vejo a hora de ver esse filme. Mas Shame tem grandes chances de indicação, o filme vem crescendo e realmente é um dos mais aguardados, sem dúvida. E absurdamente não tem distribuidora no Brasil ainda! Falando nisso, Albert Nobbs, Warrior, Tyrannosaur, We Need to Talk About Kevin, Coriolanus, Martha Marcy May Marlene e The Artist me parece que também não. Todos merecem uma conferida.
  12. Pois é. Também acho a Dench incrível. Mas eu acho razoável a argumentação do colega. Existe uma certa zona de conforto nas suas caracterizações. Muito interessante a questão que o Ronny apontou quanto à perfectibilidade de caráter nas suas composições. Mas isso é meio que recorrente em certos atores britânicos. Maggie Smith meio que é assim. A questão é a presença na tela de ambas. Adoro sequencias de ação bem filmadas em James Bond, e tal, mas é incrível também quando surge a Judi Dench aquela postura inabalável, a voz firme, eu a acho muito foda. Conta também a questão do estereó
  13. Estou vendo a Viola Davis ganhando esse Oscar. A Meryl Streep vai dividir os votos da Glenn Close. E eu não subestimo mais a Meryl Streep, encarnou a "Dama de Ferro" mesmo. Enfim, é uma pena que os grandes cineastas não se preocupem em explorar grandes personagens femininas, principalmente as mais velhas. E é como disse o Ronny, o filme deve ser padrão mesmo, deixando de explorar os fatos como deveria e cheio de floreios. Pegar a mulher no colo é bobagem, já que é conhecida a aversão de muitos pela sua figura. Seria mais honroso mostrar a tirana e a articuladora política, suas fac
  14. Acho que entendi quais características de Dench você não curte. O jeito taciturno e frio que resulta de algumas de suas composições. Mas eu acho ela genial, tem uma cena curta dela e do John Gielguld em Hamlet que é tão soberba e magistral, que é de partir o coração o fato de não ter se estendido um pouco mais. Coisa de um minuto mesmo, um primor. Talvez o problema seja a falta de papéis que destoem do terreno comum, nesse sentido diria ser a interpretação dela em Notas sobre um Escândalo excelente, indicação merecida na minha opinião. A Maggie Smith meio que se prende também a uma
  15. A gente nem sabe do que a moça é capaz, dá uma chance pra ela. E a Kate Winslet tá velha pro papel, esse e Na Praia já não servem mais pra ela. E eu adoro a Judi Dench, mas a Glenn Close vai matar aqui. Personagem francesa clássica, isso me lembra uma das personagens mais fodonas do cinema. E FeCamargo, não agoure.
  16. Como eu já comentei aqui, mais importante do que um Oscar, é a oportunidade de bons trabalhos, pois que ela merece sem dúvida. Essa mulher não pode, em hipótese alguma ser ignorada pela indústria cinematográfia. É assim que eu trago uma ótima notícia, e que seja só o começo de um merecido retorno. Glenn Close deve protagonizar Therese Raquin ao lado de Elizabeth Olsen: http://blogs.indiewire.com/theplaylist/elizabeth-olsen-glenn-close-to-star-in-period-drama-therese-raquin Que venham mais cinco indicações pra Glenn Close, ela merece! E que venha Sunset Boulevard!
  17. Eu queria muito ver a Whoopi Goldberg apresentando o Oscar. Ela com o Billy Crystal podia dar certo também, penso. Billy Crystal sozinho também seria ótimo. Sobre Lincoln, esse filme tem que dar certo! São três filmes que irão tratar a questão da escravidão e que são muito promissores. Django Unchained do Tarantino e Twelve Years a Slave do Steve McQueen são os outros dois. O último consta no imdb como sendo lançado em 2014, mas parece que sairá ainda no ano que vem. Confirmados Chiwetel Ejiofor, Michael Fassbender e Brad Pitt. Ainda sobre Lincoln, o negócio agora era o Martin Sco
  18. Justamente. O mesmo universo que insiste em ignorar Carnage. Que ignorou Marcas da Violência e Los Angeles - Cidade Proibida. Me parece que The Help causou bastante impacto lá nos states, acho perfeitamente possível ele desbancar War Horse por exemplo, que parece vir forte. E acredito que Viola Davis é a grande rival de Glenn Close.
  19. Uau! Blanche me parece a cara dela. Muito bacana, depois não deixe de compartilhar as impressões aqui pra gente. Devo dizer que já estive pensando qual o elenco seria o ideal caso Carnage fosse um filme francês. Isabelle Huppert que encenou a peça, faria miséria. Fanny Ardant já não é tão nova assim (não parece), mas é outra que destruiria tudo. Felizmente o filme do Polanski está muito bem representado.
  20. Eu não duvidaria de uma vitória de The Help. Poderia vencer filme, roteiro, atriz e atriz coadjuvante fácil. Nesse caso, veria Spilberg ganhando facilmente como diretor. Bem, se termos em conta que a maldição do colega alcança a categoria de melhor diretor, e a lista acima nos faz crer que sim, então poderia ganhar o Payne ou até quem sabe Scorsese! Só espero que a Glenn Close vença. Não é possível crer que Carnage não entra nem em roteiro, isso é inacreditável, os indícios do trailer são claros de que é muito foda. O Gary Oldman ficar de fora também é sacanagem.
  21. Pois é. Muita coisa deveria ser reavaliada caso ocorresse. Praticamente impossível.
  22. Nos anos 60/70 o Oscar perdeu uma oportunidade única de criar categorias de filme, diretor, roteiro, ator, atriz, ator coadjuvante e atriz coadjuvante para filmes estrangeiros. Isso é o que falta no Oscar para ser realmente a "festa do cinema mundial". Mas nunca vai acontecer.
  23. Cara, que legal ler isso. Está nítido no trailer que a Keira Knightley mergulhou fundo na personagem. Implicar com a garota diante do que foi mostrado é bobagem. Ela merece uma chance principalmente pelo desprendimento. Isso é muito bom. ... O que é essa data de Carnage? Brincadeira isso! A Imagem lançará ainda A Dangerous Method e Drive. Medo quanto às datas. Até março vai, pois a concorrência em janeiro e fevereiro é grande. Passar disso já é desrespeito.
×
×
  • Create New...