Jump to content
Forum Cinema em Cena

All Activity

This stream auto-updates     

  1. Today
  2. Mas Joker ta longe de ser remake/reboor/sejalaoqfor... foi uma aposta do estúdio que não foi norteada pela modinha feminista que tá dominando Hollywood atualmente. Uma modinha que justificou ressuscitar uma franquia moribunda sem necessidade, crente que ia ter público lavrador pra banca-la... meu, se nem os filmes q citei versão mulher, quanto mais este aqui iria vingar? Parecia meio que anunciado esse flop
  3. Yesterday
  4. Um filmaço esse "Marriage Story", e, pra mim, é até estranho admitir isso pois o Noah Baumbach não é propriamente um diretor que eu adore. Mas não sou cego. É um filme excelente, realmente, que bebe em "Maridos e Esposas" do Allen, em "Cenas de um Casamento" do Bergman, e principalmente em "Kramer vs Kramer". Ou seja, é um filme de atores e de roteiro, basicamente, mas que tem muita elegância na montagem de Jennifer Lame", nos Figurinos de Mark Bridges, e na linda trilha de Randy Newman. Enfim, toda a parte técnica é eficiente. Os primeiros 10 minutos são primorosos. Apresentam os dois protagonistas e, ademais, o problema do filme, de uma maneira inteligente e sofisticada. E o texto continua muito afiado, cheio de ironias, humor ácido, delicadezas, humanidade, embora apresentando as características do Baumbach de "superescrever" - o que, entendo, pode ser cansativo para certas pessoas. Só que há um alento: ele nunca escreveu tão bem! Há realmente um equilíbrio de comédia, drama, sofisticação, e cultura pop. É muito difícil escrever assim. Pule de 10 para o Oscar de Roteiro Original! Eu confiava muito na trama inesquecível de "Parasite" e sua organização dramatúrgica; mas esse aspecto do Roteiro ser tradicionalmente uma construção de palavras, uma deixa para atores brilharem, é muito forte, ressoa muito com o "branch" mais populoso da Academia, é dizer, os atores. Alan Alda está perfeito, em suas poucas cenas. Aos 80 e poucos anos, com um não escondido Parkinson, atua com muita verdade. Que pena só ter tido uma única indicação na vida, e ter passado em branco por, por exemplo, "Same Time, Next Year", de 1978, no qual estava fantástico. Ray Liotta é outro que sempre foi bom ator, e aqui dá mais uma amostra disso. Mas, entre os Coadjuvantes, Laura Dern está soberba. Deem o Oscar imediatamente para ela! Não há competição. Uma advogada inteligente, destemida, hilária, gananciosa, que está sempre com uma postura corporal pronta para entrar num ringue de palavras. Fantástica atuação! Scarlett Johansson está excelente, talvez seu melhor papel na vida. Anne Thompson disse algo que vou ter que concordar, apesar de Scarlett estar excelente, as pessoas não votarão por ela (nada a ver com defender Woody Allen). É que a personagem, de alguma maneira, é a "culpada". Fica difícil votar a favor "do problema" digamos assim. Achei muito curioso como a ótima atriz que faz a mãe de Scarlett - Julie Hagerty - imita a voz peculiar de Jennifer Jason Leight (que foi casada com Baumbach), e como a "esposa" , em certa altura, é acusada de projetar a mãe. Ficou bem clara pra mim a indireta. Mas...gente...Adam Driver!!! Ele batiza, crisma, casa e encomenda! Até canta (numa cena linda). Mas é no encerramento de uma cena FA-BU-LO-SA de briga entre os protagonistas que ele , acho, garantiu seu Oscar de Ator, até mesmo contra nosso espetacular Joaquin Phoenix. Candidatíssima a melhor cena do ano. Só perdendo, a meu ver, pelo segredo de "Parasite". Casamento, parece dizer o Baumbach, é para sempre. Não existe separação. Filmaço!
  5. Um filmaço esse "Marriage Story", e, pra mim, é até estranho admitir isso pois o Noah Baumbach não é propriamente um diretor que eu adore. Mas não sou cego. É um filme excelente, realmente, que bebe em "Maridos e Esposas" do Allen, em "Cenas de um Casamento" do Bergman, e principalmente em "Kramer vs Kramer". Ou seja, é um filme de atores e de roteiro, basicamente, mas que tem muita elegância na montagem de Jennifer Lame", nos Figurinos de Mark Bridges, e na linda trilha de Randy Newman. Enfim, toda a parte técnica é eficiente. Os primeiros 10 minutos são primorosos. Apresentam os dois protagonistas e, ademais, o problema do filme, de uma maneira inteligente e sofisticada. E o texto continua muito afiado, cheio de ironias, humor ácido, delicadezas, humanidade, embora apresentando as características do Baumbach de "superescrever" - o que, entendo, pode ser cansativo para certas pessoas. Só que há um alento: ele nunca escreveu tão bem! Há realmente um equilíbrio de comédia, drama, sofisticação, e cultura pop. É muito difícil escrever assim. Pule de 10 para o Oscar de Roteiro Original! Eu confiava muito na trama inesquecível de "Parasite" e sua organização dramatúrgica; mas esse aspecto do Roteiro ser tradicionalmente uma construção de palavras, uma deixa para atores brilharem, é muito forte, ressoa muito com o "branch" mais populoso da Academia, é dizer, os atores. Alan Alda está perfeito, em suas poucas cenas. Aos 80 e poucos anos, com um não escondido Parkinson, atua com muita verdade. Que pena só ter tido uma única indicação na vida, e ter passado em branco por, por exemplo, "Same Time, Next Year", de 1978, no qual estava fantástico. Ray Liotta é outro que sempre foi bom ator, e aqui dá mais uma amostra disso. Mas, entre os Coadjuvantes, Laura Dern está soberba. Deem o Oscar imediatamente para ela! Não há competição. Uma advogada inteligente, destemida, hilária, gananciosa, que está sempre com uma postura corporal pronta para entrar num ringue de palavras. Fantástica atuação! Scarlett Johansson está excelente, talvez seu melhor papel na vida. Anne Thompson disse algo que vou ter que concordar, apesar de Scarlett estar excelente, as pessoas não votarão por ela (nada a ver com defender Woody Allen). É que a personagem, de alguma maneira, é a "culpada". Fica difícil votar a favor "do problema" digamos assim. Achei muito curioso como a ótima atriz que faz a mãe de Scarlett - Julie Hagerty - imita a voz peculiar de Jennifer Jason Leight (que foi casada com Baumbach), e como a "esposa" , em certa altura, é acusada de projetar a mãe. Ficou bem clara pra mim a indireta. Mas...gente...Adam Driver!!! Ele batiza, crisma, casa e encomenda! Até canta (numa cena linda). Mas é no encerramento de uma cena FA-BU-LO-SA de briga entre os protagonistas que ele , acho, garantiu seu Oscar de Ator, até mesmo contra nosso espetacular Joaquin Phoenix. Candidatíssima a melhor cena do ano. Só perdendo, a meu ver, pelo segredo de "Parasite". Casamento, parece dizer o Baumbach, é para sempre. Não existe separação. Filmaço!
  6. Flanagan tentando vender a ideia dele de A HORA DO PESADELO para o estúdio. ESTÚDIO: Então, Mike, a sua ideia e legal, e a gente gostou de DOUTOR SONO, mas ele não fez grana, né? FLANAGAN: Mas a crítica gostou. ESTÚDIO: Mas não fez muito dinheiro FLANAGAN: Mas o Tarantino gostou! Ele achou melhor que Coringa. ESTÚDIO: É um argumento que a gente vai considerar. Mas tem que ver que o Tarantino também gostou dos Tres Mosqueteiros do Paul W. Anderson, né?😂
  7. Adam Sandler ganha prêmio de melhor ator pelo longa ‘Uncut Gems’ Adam Sandler ganha prêmio de melhor ator pelo longa 'Uncut Gems' (Crédito: Divulgação) Estadão Conteúdo 04/12/19 - 16h26 - Atualizado em 04/12/19 - 16h46 22 A National Board Review – NBR -, associação de críticos de cinema fundada nos Estados Unidos em 1909, divulgou nesta quarta-feira, 4, uma lista com os seus ganhadores. A surpresa ficou para Adam Sandler, que inesperadamente ganhou na categoria de Melhor Ator, em que concorria com ninguém menos que Joaquin Phoenix, de O Coringa. O reconhecimento foi dado ao ator pela sua atuação em Uncut Gems, Dramédia que conta a história de Howard Ratner (Sandler), um joalheiro de Nova York prestes a falir, que tem uma oportunidade de se recuperar financeiramente caso consiga vender uma pedra não lapidada vinda diretamente da Etiópia, que contém uma série de minerais preciosos. O filme, que ainda não tem data de estreia certa no Brasil, tem sido um grande sucesso de crítica. No entanto, ninguém poderia imaginar que ele conseguiria tirar o troféu de Coringa, que atingiu recordes inesperados nas bilheterias de cinema por todo o mundo. FONTE: ISTOÉ INDEPENDENTE
  8. Durante entrevista ao Bloody Flicks, Robert Longstreet comentou brevemente sobre “Halloween Kills“, próximo filme da famosa franquia de suspense/terror. O ator se mostrou bastante empolgado. As filmagens foram concluídas há algumas semanas. Halloween Kills chega aos cinemas em 16 de outubro de 2020, enquanto Halloween Ends estreia em 15 de outubro de 2021. O novo filme de Halloween chegou aos cinemas em 2018, e com orçamento estimado em US$ 10 milhões, arrecadou US$ 255 milhões ao redor do mundo, além é claro de receber aclamação da crítica. FONTE: O VÍCIO
  9. Diretor de ‘Cats’ comenta sobre as reações negativas ao visual dos personagens Por Allan Torres Publicado em 06/12/2019 às 13:51 FacebookTwitterWhatsAppE-mailMais... COMPARTILHE! Após a divulgação do primeiro trailer de ‘Cats‘, o público reagiu de forma negativa à aparência dos personagens, o que deu origem a uma série de piadas nas redes sociais. Por conta disso, o diretor Tom Hooper revelou à Empire que a equipe de efeitos alterou o visual dos gatos para evitar novas críticas e encarou a repercussão de forma humorada. Hooper aproveirou para esclarecer que os efeitos vistos no trailer não eram o produto final, mas as críticas ajudaram a equipe de efeitos a fazer os ajustes necessários. FONTE: CINEPOP
  10. Roteiro do novo filme está sendo polido e McFarlane promete que reboot vai sair Por McFarlane diz que não é uma questão de “se” e sim “quando” o filme vai sair, prometendo em entrevista que o projeto do novo longa metragem do Spawn seguirá em produção com ou sem estúdio por trás. “Exatamente agora um outro escritor/diretor está polindo o roteiro que nós lhe entregamos”, disse McFarlane ao IGN. “Supostamente deve estar pronto em algumas semanas, e então vamos arrumar e apertar mais algumas coisas, daí iremos a Hollywood obter um sim ou não”. Capa de Spawn #285, por Francesco Mattina – daria um ótimo pôster ou pelo menos um belo visual a ser seguido para o reboot/novo filme do Spawn! Todd diz que tem pessoas com dinheiro para ajudá-lo a fazer esse filme. A única questão seria: ir a Hollywood fazer um trato com eles, ir pra produção e depois voltar à Hollywood ou fazer por conta própria com investimento de terceiros, e depois voltar pra Hollywood. “De qualquer jeito, o filme vai sair”, disse Todd. Ele também comenta que a melhor maneira seria já ter um estúdio por trás do filme com tudo certo, para já poder chegar aos fãs e dizer: “O filme vai estrear dia tal”, ao invés de concluir todo o filme pra só depois saber quando ele estreará realmente. Capa de Spawn #290, por Francesco Mattina – perceba que é uma homenagem a histórica capa #1 e que o visual desenhado por Mattina poderia ficar ótimo num filme, não acham?! Uma das coisas negativas em não se ter um estúdio já fazendo parte do filme, é na hora de fechar os contratos com os artistas, pois quando chegam até os advogados, tem-se tantas incertezas que acabam atrapalhando, como quantos cinemas vão estar exibindo, qual o plano de divulgação do filme e por aí vai. “Eles querem a coisa certa”, diz McFarlane, referenciando os advogados dos artistas. Também comenta que “é difícil convencer o pessoal de Hollywood a fazer um filme R Rated – para maiores de 18 anos nos EUA – um filme sério, de terror e que por acaso tem um super-herói”. Enquanto Hollywood foca apenas na parte do herói McFarlane comenta: “Eu quase desejo tirar essa parte do filme”. FONTE: SPAWN BRASIL
  11. Amanda Seyfried e Lily Collins atuarão em “Mank”, filme sobre roteirista de “Cidadão Kane” MAYUMI YAMASAKI 16/10/2019 11:53 Uma leva de atores famosos entrou para o elenco de “Mank”, do diretor David Fincher. De acordo com o The Hollywood Reporter, Amanda Seyfried, Lily Collins e Tuppence Middleton atuarão ao lado de Gary Oldman na produção. A informação foi noticiada nesta terça-feira (15). O filme, que deve ser em preto e branco, conta a história de Herman Mankiewicz — o homem que é co-autor de “Cidadão Kane” junto com Orson Welles. Um dos focos do enredo deve ser a intriga que existiu entre os roteiristas, porque o protagonista chegou a afirmar antes de sua morte que o colega tinha tentado ficar com todo o crédito pela escrita desse clássico. Convém dizer que “Cidadão Kane” não foi o único projeto de sucesso de Mankiewicz. Isso porque ele trabalhou também em outros sucessos da história do cinema como “O Mágico de Oz” (1939), “Ídolo, Amante e Herói” (1942) e “Os Homens Preferem as Loiras” (1953). Até o momento, não há muitas informações sobre quais personagem cada ator interpreta. Apesar disso, já foi divulgado que Oldman será o protagonista, Seyfried será a atriz Marion Davis, Collins será a secretária Rita Alexander, Tom Burke será Welles e Tom Pelphrery será irmão de Mankiewicz. A má notícia é que “Mank” ainda não tem data para estrear na Netflix FONTE: PAPEL POP
  12. ADAM "FUCKING" DRIVER!!!!
  13. GENTE...ADAM DRIVER!!!!!
  14. GENTE...LAURA DERN!!!!!
  15. GENTE... Scarlett Johansson!!!
  16. GENTE..."MARRIAGE STORY"!!!!
  17. Jailcante

    Mad Max 5

    A esperança é a última que morre NEWS:
  18. Apesar de já estar muito tempo sem informações concretas da já anunciada produção de um longa-metragem inspirado no universo do cinematográfico Metal Gear, de Hideo Kojima, tudo indica que o desenvolvimento do filme está encaminhado. As revelações foram postadas na conta do Twitter do próprio diretor Jordan Vogt-Roberts, responsável pela direção de Kong: A Ilha da Caveira, em mensagem atualizando sobre o andar de seu atual projeto. 1.066 pessoas estão falando sobre isso "BÔNUS SE VOCÊS VIERAM ATÉ O FINAL: Me desculpem se não posso atualizá-los sobre o filme de MGS mais regularmente... mas: - Nós apenas nos voltamos para um novo projeto. É cheio de individualidades de Kojima e surrealismo militar. Eu não irei dizer mais. - Estou esperando encontrar um ator específico muito em breve - Vamos fazer o filme!" O diretor, que também fez uma participação especial em Death Stranding atuando como “O Diretor de Cinema”, compartilhou, no mesmo post, uma imagem do atual script da adaptação de Metal Gear. Ainda não há previsão de lançamento para o filme e outras confirmações sobre seu cast e produção. Mas saber que o filme acontecerá é, por enquanto, uma excelente notícia. FONTE: VORTEX
  19. "Vou defender sempre com mãos de ferro essa premiação que quase ninguém leva a sério porque faço parte dela? Sim, com certeza!" "Mas assumo que tem muito filme indicado ali que é ruim de doer, e ninguém sabe o que estão fazendo ali? Sim, também!" Sim, eu interpretei o que ela disse assim. Desculpe. hehehehe
  20. Primeiro filme dele desde 'Mad Max Fury Road'? Como esse senhor faz isso com a gente? Fazer a gente esperar tanto! Não me conformo.
  21. hehehe Pois é. Imaginado aqui que quando ele quis fazer filme bom, saiu os ruim, agora ele querendo fazer um ruim, pode acabar tendo o efeito contrário de novo, e sai algo bom.
  22. Capaz se ele tentar fazer um filme ruim de propósito, acabar saindo uma coisa boa😂
  23. Adam Sandler de novo. Olha, essas premiações de críticos em geral já estão dando recado pra Academia que 5ª vaga, eles querem pro Sandler... Vamos ver se eles vão conseguir isso, ou sei lá.
  24. Filmes (independente da qualidade) são reflexos de sua época. O papel cultural da mulher está sendo revisto nos dias de hoje, quer gostemos ou não. Não é uma questão de modinha. Não tem como fazer um filme das Panteras hoje, onde as protagonistas são mulheres que atuam em um mercado tipicamente masculino, sem abordar essa temática. E quanto a necessidade do filme existir, bom a necessidade de um filme das Panteras é a mesma de um novo filme do Indiana Jones, por exemplo, ou de uma série do Jack Ryan. Por isso, que continuo sem entender a sua comparação. CAÇA FANTASMAS e 12 MULHERES... foram filmes que subvertiam o conceito original dos filmes. Isso não tem nada a ver com o que AS PANTERAS faz, creio eu. Pegamos outro exemplo. Alguém pediu um novo JUMANJI? Não. Fez dinheiro pra caralho? Fez. Alguém pediu sequência de O ILUMINADO? Não. O filme é bom? É. Fez dinheiro? Não. Então, esse argumento de "Ninguém pediu" pode ser aplicado a um monte de filme que nem é protagonizado por mulher, e que não define a qualidade do filme e (ou) o seu desempenho financeiro.
  25. "Melhor uso de Música" ??? Não tem melhor som, nem melhor trilha, nem melhor música, mas tem "Melhor Uso de Música". Essa categoria sempre existiu ou eles inventaram nesse ano? hehehe (não estou reclamando, Rocketman tá ali, então ok)
  1. Load more activity

Announcements

×
×
  • Create New...