Jump to content
Forum Cinema em Cena

All Activity

This stream auto-updates

  1. Today
  2. 64% no Rotten..tem 92 reviews deve entrar muita mais.
  3. Yesterday
  4. DESCRIÇÃO DAS CENAS DELETADAS DO FILME SÃO DIVULGADAS Contrariando muitas expectativas, O Esquadrão Suicida, a nova aventura da perigosa equipe da DC Comics, foi um grande sucesso. Sendo elogiada por críticos e pelo público, o filme finalmente ficou disponível para compra em Blu-ray, 4K e DVD, trazendo muito conteúdo extra para os fãs, como as cenas deletadas do projeto. Junto com os erros de gravação e várias imagens dos bastidores, os produtos trazem uma lista com oito cenas que ficaram de fora de O Esquadrão Suicida. Algumas são apenas cenas estendidas do que vimos no filme, enquanto cinco delas são conteúdos inéditos que ficaram de fora. O Comicbook descreveu todo o material extra, confira: Papagaios de Luna Em uma das cenas cortadas vemos Luna falando sobre seu amor por seus pássaros para o General Mateo Suarez. Em seguida, o general revela que matou três cozinheiros por serem ligados à família Herrera, mostrando a cabeça deles colocadas sobre estacas ao lado da gaiola de Luna. O momento serve para contextualizar os dois personagens e a relação entre eles. Equipe do Palácio da Arlequina Ao chegar no palácio de Luna, a cena mostraria Arlequina encontrando sua equipe de empregados. Parte dessa cena chegou a ser mostrada no filme, mas aqui vemos a palhacinha dizendo o que gostaria que fosse feito com cada empregado — alguns deveriam ter um novo rosto, enquanto outros deveriam ser demitidos. Ninguém a ouve e a cena termina com ela conhecendo Luna. Blusa da Waller Em uma das cenas, Rick Flag explica para Sanguinário por qual motivo ele acabou junto da Arlequina na equipe de distração do Esquadrão Suicida — a que é morta quase imediatamente. Segundo o que o agente conta (e o flashback mostra), Amanda Waller o enviou para morte porque ele fez piada da blusa que ela estava usando no escritório de Belle Reeve, dizendo que parecia que “uma gangue de palhaços cagou em toda a roupa”, o que fez com que todos os funcionários começassem a rir. Sanguinário diz que a Waller não o mandaria para a morte por causa disso, mas Flag responde que ele não conhece do que ela é capaz. Esquadrão no Busão A cena estendida do Esquadrão Suicida no ônibus mostrar um pouco mais do Tubarão-Rei querendo ser parte do mundo que ele vê pela janela. Perdido em pensamentos, o divertido personagem acaba levando uma chamada de atenção de Flag, que pede para que ele abaixe a cabeça da janela e continue escondido. Tubarão-Rei quer Brincar Outra cena focada no Tubarão-Rei mostra o personagem dando o primeiro passo para conseguir aquilo que ele queria (como visto na cena anterior). Enquanto espera os outros integrantes da equipe voltarem com o Pensador, ele vê crianças brincando fora do ônibus e decide ir até elas. O Super-Herói mais Tosco do Mundo Quando Caça-Ratos II e Bolinhas retornam para o ônibus, eles percebem que o Tubarão-Rei não está mais lá. Antes de conseguirem fugir com o Pensador, eles precisam encontrar o aliado e, por isso, Bolinhas decide ficar para impedir que o Pensador escape. Aproveitando do momento, o vilão tenta convencer Bolinhas a trair seus amigos, o que faz com que ele atire na orelha do Pensador. Lá fora, Caça-Ratos II usa sua habilidade para colocar os ratos em busca do Tubarão-Rei, temendo que ele tenha atacado as crianças quando ouve gritos. No entanto, tudo está muito tranquilo e Tubarão-Rei está brincando tranquilamente com seus novos amiguinhos. Chegando em Jotunhein Chegando em Jotunheim para destruir o Projeto Estrela do Mar, o Esquadrão precisa passar pelas medidas de segurança para completar a missão — e é isso que a cena estendida mostra. Neste ponto que o Pensador deixa escapar a verdade sobre sua situação, o que resulta nos soldados atirando contra o ônibus. Para impedir um massacre, Bolinhas usa seus poderes, convencendo os soldados de que o ônibus está transportando um material perigoso. Starro matando o Pensador A última das cenas estendidas aumenta o gore que vimos da “batalha” de Starro com o Pensador. A cena é bem parecida com o que ficou no filme — Starro corta Pensador ao meio e o esmaga contra a parede — mas nesta cena vemos a estrela alienígena puxando o vilão da parede, mostrando o rosto desfigurado do personagem. Somente então Starro finaliza sua vítima.
  5. De acordo com relatório exclusivo do Deadline, Jeff Nichols deixou a direção do primeiro derivado da franquia ‘Um Lugar Silencioso‘, em desenvolvimento na Paramount Pictures. O site aponta que foi uma decisão “amigável” entre as duas partes, e Nichols agora terá tempo para se concentrar em um projeto de ficção-científica sem título definido. A busca por um substituto está em andamento, e há a expectativa da decisão acontecer rapidamente, pois trata-se de uma alta prioridade no estúdio depois que ‘Um Lugar Silencioso: Parte II‘ se tornou um dos maiores sucessos de bilheteria deste ano.‎ ‎Por enquanto, sabemos apenas que esse derivado é baseado na ideia de John Krasinski, criador da franquia, e deve seguir outro grupo de personagens. Ou seja, Emily Blunt não irá retornar. FONTE: O VÍCIO
  6. ‘Army of the Dead 2’: Sequência ganha título oficial; [SPOILER] deve retornar! Em entrevista ao Inverse, o diretor Zack Snyder (‘Madrugada dos Mortos’) divulgou que o título oficial da sequência de ‘Army of the Dead – Invasão em Las Vegas‘ será ‘Planet of the Dead‘ (Planeta dos Mortos, em tradução livre). Além disso, o cineasta revelou detalhes sobre a trama do próximo filme, indicando o retorno de um personagem que todos nós acreditávamos estar morto. “A aventura de verdade seria ver o que aconteceu com o Dieter depois que ele fecha a porta do cofre. Ele foi morto pelo Zeus ou não? O que aconteceu? Não vemos o personagem morrer, e há algum tempo restante [até o bombardeio]. Não direi o que irá acontecer em ‘Army of the Dead 2’, intitulado ‘Planet of the Dead’, mas posso dizer que há uma boa chance do Dieter ter sobrevivido.” Ele completa, “E há uma boa chance que esse encontro próximo da morte tenha causado o personagem a querer encontrar uma emprisionada Gwendoline [personagem da Nathalie Emmanuel, do spin-off ‘Exército de Ladrões’].” FONTE: CINEPOP
  7. 339) Em preparação para o quarto capítulo, "Matrix Reloaded", de 2003. Ou do início de 2003, pois o terceiro capitulo viria no final do mesmo ano. Lembro-me da decepção coletiva, à época. Justificadíssima. Se as coreografias de luta permanecem sensacionais, há um esvaziamento enorme de tudo que o primeiro filme tinha de filosofia platônica, de tudo que o fazia parar em pé enquanto pensamento mais profundo, no eterno debate Realidade versus Ilusão. É um empobrecimento cultural, em troca de um simples filme de ação, a ponto de não haver mais conteúdo. Ao assistir, fiquei pensando em uma coisa...O primeiro filme me ganha pela questão de que eram poucos os que despertaram, eram poucos os que venceram a ilusão e passaram a enxergar a realidade do mundo. Como sabemos, a maioria das pessoa tem um comportamento bovino, normótico, vive sem refletir, é dizer, vive sem filosofia. Neste filme, não, temos uma cidade secreta com 250 mil pessoas...Ah! Perde muito do charme isso. A cidade é ridícula, falsa, com dirigentes de cunho religioso, "líderes espirituais", sei lá eu...Outra matrix! Como todo filme 2, um filme de transição. Com encheção de linguiça, e poucas surpresas.
  8. É um dos filmes mais controversos do ano, sem dúvida. Não acho que sejam "dois filmes", ele justamente engana o espectador, ao buscar sempre um caminho menos linear. O final, por exemplo, todos esperamos um rebento X, e aparece um rebento Y. Eu amei. Ainda estou pensando nele.
  9. O Minas Tênis Clube acaba de anunciar a demissão dele.
  10. Sobre esse assunto, a nota 3/5 é uma das mais enigmáticas, pois pode significar tanto um filme bem bom quanto um filme apenas meia-boca. E o mesmo parece estar acontecendo com o 6/10. Talvez o ideal seria usar 3+/5 e 3-/5 para diferenciar, assim todos saberiam o que a pessoa realmente achou do filme.
  11. ** Acho que seria melhor colocar que é inspirado num filme. Que aí apareceria o Andy já adulto (depois do Toy Story 3) indo rever o filme com alguém, e falar pra esse alguém que quando criança ele tinha o boneco que foi inspirado no filme. Meio difícil achar que o boneco foi inspirado num homem mesmo que existiu naquele universo, já que nitidamente esse filme rola num futuro, e Toy Story já seria passado.
  12. Disney precisa melhorar urgentemente a campanha desse filme. Muita gente achando que é a história de origem do boneco. Mas não é. Não é continuação/sequel/prequel/reboot/remake de Toy Story. É a história de origem mas do cara que inspirou o boneco Buzz Lightyear. Mas até eu não sei se é inspirado num homem mesmo, que existiu naquele universo, ou seria um filme que existe nesse universo. Enfim. Tá confuso e muita gente tá misturando as coisas. Disney precisa melhorar isso daí...
  13. Só uma curiosidade. Fui de bobeira agora ao globo ponto com, e tava lá em primeiro lugar essa matéria do pedido de desculpas do jogador.. naquela lista "mais clicadas" da editoria Esportes
  14. Meio off: Rumor: Warner vai lançar um jogo de luta, estilo Smash Bros da Nintendo, com seu cast. Elenco da DC, Cartoon Network, Hanna Barbera, Senhor dos Aneis, Looney Tunes e etc.
  15. Puxa, pois justamente a ressignificação do primeiro filme me deu uma mensagem poderosa, muito mais poderosa, e dando a dimensão maior do que o primeiro filme quis tratar. Enquanto o primeiro filme falava de uma entidade que era decorrente do racismo do qual aquele mundo é consequencia direta (tanto a entidade como também a cidade, as condições das pessoas). Já no segundo, ao assumir que Candyman não é exatamente uma entidade de um personagem fruto do racismo de tempos atrás e que se perpetua em uma sociedade fruto desse racismo do passado, mas sim um componente de várias entidades, ou seja, várias pessoas que ao morrerem em decorrencia do racismo que sofreram em épocas diferentes, mantem a maldição viva por tempos inimagináveis, portanto, aquele candyman do primeiro filme não é apenas um, mas são todos aqueles que daquele primeiro até os dias de hoje morreram em condições semelhantes e criaram uma ligação espiritual com a maldição, isso foi super bacana, porque não negou o primeiro filme (coisa que o Reboot faria, e seria uma péssima ideia, ao meu ver), mas acrescentou ao primeiro filme elementos dramáticos e temáticos. Ou seja, o Filme fala de A, o segundo assume que A existiu, mas acrescenta B, e, no fim, tanto o primeiro filme quanto o segundo, tem A+B (ou seja, não foi só o segundo filme que ganhou o carater B, mas a perspectiva do segundo filme deu essa camada B pro primeiro também, fazendo assim a gente, eu pelo menos, olhar de forma diferente o primeiro filme quando o re assisto, e quando re assisti, puta que pariu, o primeiro filme ganhou outra camada)!
  16. Gostei do filme, mas realmente a história foi banalizada pelas obras que foram inspirados por ela. Agora tem uma coisa que me chateia muito, e que é recorrente em histórias de aventura e que eu defendo que esse clichê precisa acabar. O personagem principal, do qual o filme assume que nunca matou alguém na vida, ganha a batalha contra um grande guerreiro, nas palavras de uma integrante do grupo do qual o guerreiro faz parte, e grupo esse que até mesmo o melhor dos guerreiros do grupo do qual o personagem principal disse que esse grupo eram mestres na arte. Essa mania de querer associar ao tom messianico do personagem principal de que ele nunca pode perder, mesmo se ele não tiver experiência alguma, ele vai ganhar. Isso fica tão previsivel que a gente pode acelerar o filme e passar essa parte, porque já sabemos o final. Para piorar a situação, na invasão dos soldados do imperador ao local onde o personagem principal e a sua mãe estavam escondidas, soldados da população nativa, que foram consideradas mestres na arte de luta no deserto, aparecem com uma estratégia de emboscada empolgante e avassaladora, mas, no fim, os soldados do imperador aparecem na camara onde estão os personagens principais, o que se presume que eles derrotaram os guerreiros da população nativa. Isso dá a mesma sensação do "os orcs são monstros inabalaveis e indestrutíveis, que destroem tudo por onde passam" e no fim, um personagem mata 10mil orcs em poucos minutos de filme. Cria uma expectativa, que na prática, é justamente o contrário, todos os monstros alegados, no fim, não passam de um bando de papelão. E o pior não é isso, é que isso é tão recorrente que só o fato de algum filme falar da ameaça que é o vilão, já podemos prever todo o final, que haverá uma batalha entre eles, e mesmo contra todas as probabilidades, o vilão será vencido. Para que assistir o filme, então? A sorte é que o filme Duna não é sobre a rivalidade entre o personagem principal e o guerreiro, ou entre os povos do qual fazem parte o personagem principal e os povos dos quais o guerreiro rival faz parte.
  17. Homem Areia e Lagarto confirmados Amanhã chega às bancas a nova edição da revista Empire com uma grande matéria sobre Homem-Aranha: Sem Volta para Casa, próximo filme do herói aracnídeo no Universo Cinematográfico da Marvel, porém, um fã conseguiu uma cópia avançada da edição e, além de várias imagens e informações novas, ela também confirma o retorno de Thomas Haden Church como o Homem-Areia e de Rhys Ifans como o Lagarto. 😲
  18. dublado e legendado o melhor do trailer vai ter filme do Woody tambem..
  19. Corpo de Gilberto Braga será velado nesta quarta no Rio; cerimônia será restrita à família Autor de novelas clássicas da TV brasileira como 'Dancin' Days', 'Vale Tudo' e 'Celebridade', Gilberto Braga morreu nesta terça-feira (26), aos 75 anos. Por Filipe Fernandes, TV Globo 27/10/2021 09h18 Atualizado há uma hora O corpo do escritor Gilberto Braga será velado no início da tarde desta quarta-feira (27), no Rio, em uma cerimônia restrita à família. O enterro está previsto para as 16h. Autor de novelas clássicas da TV brasileira como "Dancin' Days" (1978), "Vale Tudo" (1988) e "Celebridade" (2003) — e criador de vilões inesquecíveis —, Gilberto Braga morreu nesta terça-feira (26), aos 75 anos, no Rio. Ao g1, o sobrinho do autor Bernardo Araújo disse que o tio estava internado desde sexta-feira (22) e sofreu uma septicemia. O novelista estava no Hospital Copa Star, em Copacabana, na Zona Sul do Rio. Entre outros trabalhos marcantes de Braga, estão também as novelas "Corpo a Corpo" (1984), "Rainha da Sucata" (1990), da qual foi colaborador, e "O Dono do Mundo" (1991), além das minisséries "Anos Dourados" (1986) e "Anos Rebeldes" (1992). Braga também foi indicado ao Emmy Internacional de melhor telenovela por "Paraíso Tropical" (2008). Sua última produção foi "Babilônia" (2015), exibida pela TV Globo. Gilberto era casado com o decorador Edgar Moura Brasil, companheiro dele por quase 50 anos. https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2021/10/27/gilberto-braga-enterro.ghtml
  20. IKO UWAIS SERÁ VILÃO NO NOVO FILME Sylvester Stallone e a equipe de produção por trás da franquia Os Mercenários logo estarão de volta com um quarto filme cheio de nomes dos filmes de ação e agora, além dos outros atores já confirmados no elenco do filme, o Deadline anunciou que o ator Iko Uwais interpretará o principal vilão da trama. Até o momento, não temos muitas informações sobre a trama de Os Mercenários 4, porém segundo a publicação, o personagem de Uwais será um antigo militar que se tornou um traficante de armas que possui um exército particular à sua disposição. Ainda assim, mesmo ele sendo mais um “comandante”, é de se esperar que o ator tenha várias cenas de luta. Uwais é bastante conhecido por suas cenas de luta incríveis, já que ele faz a maior parte delas pois também é coreógrafo de luta. O ator é mais conhecido por ter estrelado em Operação Invasão e ser o protagonista da série de artes marciais da Netflix, Wu Assassins. Os Mercenários 4 dá continuidade à famosa franquia que reúne vários astros e estrelas do cinema de ação – e dessa vez, voltará ainda maior. No elenco, já temos confirmados os nomes de Sylvester Stallone, Jason Statham, Dolph Lundgren e Randy Couture – e embora ainda não tenhamos a confirmação de que Arnold Schwarzenegger estará no longa, o elenco continua crescendo, com Megan Fox tendo se juntado recentemente. O filme será dirigido por Scott Waugh (de Need for Speed: O Filme) e conta com o roteiro de Spenser Cohen (de Extinção). Ainda não se sabe exatamente qual será a trama por trás de Os Mercenários 4, mas espera-se que o longa seja R-Rated, especialmente depois que Sylvester Stallone criticou a decisão de fazer do terceiro filme um longa PG-13. Os Mercenários 4 está previsto para 2022. o ator é bom, ta em ascensao como icone de porradaria, mas ainda nao ta no nivel de vilao foda tipo Van Damme, Mel Gibson, Eric Roberts ou ate Hulk Hogan...🤔
  21. tava demorando dar treta por aqui...🤣 Minas emite comunicado sobre declaração polêmica de Maurício Souza O Minas Tênis Clube se posicionou oficialmente sobre declarações polêmicas do central Maurício Souza, que criticou a bissexualidade do atual Super-Homem, personagem em quadrinho da DC Comics. A equipe comunicou que a opinião do atleta não representa a posição do clube e que não vai tolerar qualquer manifestação que fira a lei. A nota oficial do Minas foi publicada na noite desta última segunda (25). O clube chegou a declarar que todos os atletas possuem liberdade de expressão, mas reiterou que não aceitará declarações racistas, homofóbicas ou qualquer outra que fira a lei. O Minas revelou que houve uma conversa entre Maurício Souza e dirigentes da agremiação. "O Minas Tênis Clube está ciente do posicionamento público do atleta Maurício Souza, do Fiat/Gerdau/Minas. Todos os atletas federados à agremiação têm liberdade para se expressar livremente em suas redes sociais. O Clube é apartidário, apolítico e preocupa-se com a inclusão, diversidade e demais causas sociais.Não aceitamos manifestações homofóbicas, racistas ou qualquer manifestação que fira a lei. A agremiação salienta que as opiniões do jogador não representam as crenças da instituição sócio desportiva. O Minas Tênis Clube pondera que já conversou com o atleta e tem orientado internamente sobre o assunto", comunicou o clube. A postagem polêmica do central aconteceu há duas semanas. O experiente jogador criticou o anúncio da DC Comics sobre a bissexualidade do filho de Clark Kent, que é o atual Super-Homem. "Ah é só um desenho, não é nada demais. Vai nessa que vai ver onde vamos parar", escreveu o jogador. Mauricio Souza foi acusado de homofobia nas redes sociais. Quem também se posicionou sobre o assunto foi Douglas Souza, colega de Maurício na seleção brasileira. Conhecido por fazer parte da comunidade LGBTQIA+, o jogador ironizou as críticas sobre a bissexualidade do personagem em quadrinho. "Engraçado que eu não virei heterossexual vendo os super-heróis homens beijando mulheres. Se uma imagem como essa te preocupa, sinto muito, mas eu tenho uma novidade pra sua heterossexualidade frágil. Vai ter beijo sim. Obrigado DC por pensar em representar todos nós e não só uma parte", publicou Douglas.
  22. O ator confirmou "sem querer" a um jornal alemão que ele tá no filme.. Feige pira😂 “Eu provavelmente não vou te contar, mas deixa pra lá,” disse ao jornalista tentando despistar sem sucesso, “De qualquer forma, algumas pessoas ficaram um tanto surpresas sobre o que me levaria para um projeto do tipo. Mas para mim, a coisa era bem clara: eu preciso conhecer o diretor — e eu realmente gostei muito dele. Ele foi divertido, humilde, tudo que você quer de um diretor. E com a história de líderes de torcida Teenagers – As Apimentadas que ele fez anos atrás, que eu acho é muito bom. Então eu concordei, mesmo que eu não esteja interessado nessas grandes adaptações de quadrinhos como um ator num geral.” “Vamos colocar desse jeito: o diretor é um cara legal e agora eu pelo menos experimentei como é filmar um longa da Marvel,” disse o ator, “Mas não acho que eu precise dessa experiência uma segunda vez.” https://m.faz.net/aktuell/stil/trends-nischen/warum-bill-murray-einen-marvel-film-gedreht-hat-17600425.html
  23. Last week
  24. Visto TEM ALGUÉM NA SUA CASA Na trama, a pequena cidade de Osborne vem sendo assombrada por um serial killer que está perseguindo os adolescentes locais, não só matando as vítimas usando mascaras que replicam os seus rostos, mas jogando os segredos mais sombrios delas na internet. Diante dessa onda de crimes, a jovem Makani (Sydney Park) passa a temer por sua vida, já que ela mesma tem um segredo sombrio que esconde mesmo de seus amigos mais próximos. Dirigido por Patrick Brice (da franquia "Creep") a partir de um roteiro de Henry Gayden (de Shazam) que por sua vez adapta o romance de Stephanie Perkins, TEM ALGUÉM NA SUA CASA é um Slasher bastante convencional produzido pela Netflix, que conta uma história básica sem grandes inventividades estéticas ou narrativas, e nem exagerar muito no Gore. Mas o problema não é esse. O problema é que o filme de Brice não consegue nos entregar personagens cativantes, ou mesmo nos fazer crêr na amizade existente entre o grupo protagonista (nesse sentido, os filmes da trilogia "Rua Do Medo" lançada esse ano fizeram um trabalho bem melhor). O lance do assassino expor as vítimas era interessante até, mas o roteiro nunca faz nada com isso. Fica a impressão que TEM ALGUÉM NA SUA CASA nunca se decide se quer ser um filme mais dramático ou mais cômico, e por ficar no meio do caminho, acaba não sendo muita coisa. Dá pra assistir, mas sairam slashers bem melhores só esse ano.
  25. Putz, Serjao..esse filme nao funcionou meeeesmo comigo! ele comeca de um jeito e termina de outro, sao dois filmes em um só... é isso! Se tivesse mantido a pegada do comeco eu teria curtido mais.. porque depois ficou bem sem nocao e surreal demais, a metamorose da personagem pra mim so foi ate antes da metade, fumado demais esse filhote feminista de Crash... curti mais o filme anterior da diretora..aquele que os veganos adoram🤣
  1. Load more activity

Announcements

×
×
  • Create New...