Jump to content
Forum Cinema em Cena

Alexei

Members
  • Content Count

    2772
  • Joined

  • Last visited

About Alexei

  • Rank
    Editor de Efeitos Visuais
  1. Olá de volta, pessoal! Já estou por aqui, e às ordens!
  2. Puxa, ganhei pelo voto do Ltr! Hehe Primeiramente, gostaria de esclarecer que, com apenas três concorrentes, não me senti muito à vontade para atribuir notas às listas e respostas. Também não poderia esperar que tivéssemos apenas um votante. De qualquer forma, valeu, Ltr, Jack, Bs e Leomaran! Muito obrigado pelos comentários elogiosos e pelo prêmio. Fiquei feliz, de verdade! Quanto ao festival em si, estou com uma sensação paradoxal. Sob o aspecto positivo, tivemos a grande qualidade das resenhas e dos textos de uma maneira geral. Dos três festivais que tivemos recentemente
  3. Gostei das listas e das tuas respostas também, Bs. E valeu pelo elogio! Enquanto não sai o resultado, um link pra curtir: Jeanne Moreau cantando Le Tourbillon em Jules et Jim. A cena não só é muito poética, como também permite constatar que Truffaut - é, sou fã do cara, vocês já devem ter percebido -, pela composição do cenário, enquadramentos, panorâmicas e direção dos atores, manjava muito de técnica cinematográfica: http://www.youtube.com/watch?v=0h5nVrmypog&feature=related Alexei2011-09-27 09:59:43
  4. Tentei ser o mais sintético possível nas respostas! Hehe Brincadeiras à parte, minha idéia ao resenhar 5 filmes foi justamente enfatizar quatro traços que considero marcantes no cinema francês: humanismo, agressividade intelectual (ou consistência de argumento), ritmo cadencial e cuidado com a palavra, com os diálogos. Escolhi quatro filmes que representariam bem tais características, nessa mesma ordem : Belleville, Fat Girl, O Filho Preferido e Gabrielle. O quinto filme seria aquele que teria todos esses elementos destacados, que é 35 Doses de Rum. O melhor deles. Infelizm
  5. Também conheço o Demy só de ouvir falar - e, obviamente, não vi Os Guarda-Chuvas do Amor. Mas o texto está ótimo mesmo. 3/3 também. E obrigado pelo elogio, Bs11ns!
  6. Acabei de mandar as respostas, amanhã segue a lista. Uma pena que eu não consegui entregar em tempo a resenha que mais aguardava fazer, 35 Doses de Rum. Dos 5 filmes que escolhi para comentar, é o melhor, feito pelo maior cineasta na ativa atualmente, a francesa Claire Denis. Mas eu vou dar um jeito de escrevê-la e postar aqui, mesmo depois que o festival acabar. Vai que o pessoal anima e vê o filme...
  7. E aproveitando que a Maria Fernanda dormiu, e que eu estou com um tempinho - até ela acordar... -, posso dizer que eu sou o único sujeito que conheço e que não gostou de O Escafandro e a Borboleta. Parece que todo o resto da raça humana curte o filme, menos eu, hehe. Pra mim, é um filme sobre um babaca cretino que sofre um AVC e vira um babaca cretino desabilitado. Duh... Do mesmo diretor, eu prefiro Basquiat. Mas o texto tá muito bom, 3/3 pontos de reputação, sem dúvida! Aliás, eu dou 3/3 pontos para todos os textos até agora publicados, sem exceção. Deu pra ver o esmero na sua rea
  8. Guardo uma memória muito bacana de O Filho Preferido. Eu o vi numa sala antiga de cinema, em Recife, quando ele foi exibido no âmbito de um projeto que era intitulado "Sessão de Arte". A ideia desse projeto era, como o próprio nome leva a entender, exibir filmes que não se encaixavam no circuito comercial, filmes de menor apelo popular, mas ainda assim - ou, talvez, exatamente por isso, é algo a se discutir - bons. O Filho Preferido foi o primeiro de uma série de filmes que eu vi na Sessão de Arte, em meados da década de 90 (sim, já sou meio velhinho, hehe). Tenho saudades daquela época.
  9. Marcelo, como eu te falei por MP, lamento pela sua tia. Espero que você e sua família, dentro do possível, estejam bem e em paz. Ela está, certamente. Bom, quanto a Fat Girl, é um filme feito realmente para provocar, cutucar nosso intelecto. E Bs11ns, eu acho o final a melhor coisa do filme. É a libertação de Anaïs de seus dois grandes grilhões, tanto que a expressão dela, ao final, não é de tristeza ou de repulsa. E, com isso, a diretora põe ainda mais lenha na fogueira. Breillat é perversa, hehe. E genial. Ô mulher inteligente.
  10. Esse eu não vi ainda, mas tô doido pra ver. Link me through PM, Vicking? Alexei2011-09-12 18:41:52
  11. Karim Aïnouz é o melhor diretor brasileiro na ativa. É dele um dos filmes mais lindos de toda a década passada, O Céu de Suely. E Madame Satã também é show, viu...
  12. Aproveitando o gancho do Silva. Já eu ainda estou numa situação bem complicada. É que a minha filhinha de 2 meses está com cólicas muito fortes. É algo natural (aproximadamente 20% dos recém-nascidos têm cólicas a partir da 3ª ou 4ª semana), mas quando ocorre, não tem remédio. Como resultado, ela chora muito, e tem dificuldades pra dormir. Em consequência, vocês nem imaginam o estado de humor que eu e minha mulher ficamos... As crises são intensas e não há como ter concentração pra mais nada - inclusive para escrever resenhas. Estou bem atrasado com o Marcelo, e sinceramente
  13. Realmente, o nível está bem alto. Tô devendo quatro resenhas ainda e o cansaço tá grande, mas chego lá, ainda que devagarinho. Nesse final de semana, sai o dO Filho Preferido, marcelo, prometo!
  14. Não sabia que era pra avaliar o texto do Jack Ryan (que está excelente, de leitura gostosa), mas é 3 pontos de reputação também. Assim como os do Le Mascot (nunca nem tinha ouvido falar desse, foi interessante conhecer) e o do Astérix et Cléopâtre, bem nutrido em termos de informação. Nunca fui lá muito fâ do Asterix, mas a resenha tá bem bacana mesmo! Alexei2011-08-25 11:26:26
  15. Luccasf: 3/3 pontos de reputação. Resenha elegante, sintética, fluida, muito gostosa de ler. Abordou os dois aspectos mais importantes do filme, a teatralidade e o pioneirismo. E a do Marcelo também ficou muito legal. Mas que coisa bacana está saindo este festival, viu. Quanto à cobertura (ótima idéia), pode publicar minhas resenhas, Marcelo. Amílcar Figueiredo como autor mesmo. Alexei2011-08-25 11:29:29
×
×
  • Create New...