Jump to content
Forum Cinema em Cena

Perucatorta

Members
  • Content Count

    6223
  • Joined

  • Last visited

Posts posted by Perucatorta

  1. Perfeito:

     

    De Vitor Birner

    Tempo pedido, tempo dado

     

    Esperei o tempo pedido por Ricardo Gomes para começar a cobrar

    futebol do São Paulo

    Desde então, a maioria de meus comentários tratavam do monte de

    defeitos e erros da equipe.

    Alguns torcedores reclamaram. Até me xingaram. Como sou teimoso e a

    equipe vai muito mal em jogos decisivos, minha convicção de que estou

    trabalhando direito só aumentou.

    Os torcedores deveriam gastar suas energias cobrando do bando de

    jogadores acomodados e ou egoístas, mais respeito pela camisa e

    qualidade no futebol.

    O elenco é forte, os jogadores têm potencial para formarem o time

    campeão da América, todavia, na prática, a realidade tem sido bem

    diferente.

    Ganhar os clássicos? Quando o São Paulo vai empatar um?

    Tirante comer, respirar e expirar, dormir, beber água e necessidades

    vitais parecidas, o que mais fiz na vida foi ver jogos do São Paulo.

    Ao longo dos meus 41 anos, acompanhei times do São Paulo ruins e

    fortes, perdedores e vencedores, apáticos e guerreiros, todavia nunca vi

    um tão fracassado em clássicos.

    As derrotas nos 5 que disputou (se você considar o jogo diante da

    Lusa também clássico foram 6), os 14 gols sofridos neles contra apenas 6

    marcados (se contar contra a Portuguesa  são 17 contra 7), a deplorável

    atuação diante no Nacional-PAR, e as fracas frente Onces Caldas e

    Monterrey quando os visitou, explicam a atual capacidade competitiva

    deste grupo.

    Eu não tenho como elogiar isso.

    Limite na Libertadores

     

    Está mais fácil se classificar que ser eliminado da Libertadores. A

    trave e Rogério Ceni salvaram diante do Monterrey no México. O goleiro

    já tinha feito isso no jogo de Assunção. No Morumbi, os mexicanos

    utilizaram um mistão.

    Não há nada de mais em chegar na fase seguinte. É a mínima obrigação.

    De qualquer forma, acabaram as chances de recuperação. Ou joga bem na

    Libertadores, dá um jeito de ganhar decentemente do Once Caldas e

    superar as oitavas e quartas de final, assim poderá solucionar os

    problemas durante a paralisação da Copa do Mundo, ou o primeiro semestre

    será um desastre.

    Ícones do fracasso e intocáveis

     

    No início da temporada, escrevi um post “No Morumbi, reciclar é

    preciso”. Tratei da necessidade de arrumar outros empregos para

    Richarlyson, Dagoberto, André Dias e Hernanes.

    http://blogdobirner.virgula.uol.com.br/2010/01/18/no-morumbi-reciclar-e-preciso/

    Ou para a maioria deles.

    O zagueiro saiu. Os outros 3, como acontecia com André Dias,  parecem

    intocáveis até pintar proposta do exterior. Seus lugares entre os

    titulares sempre estão reservados.

    Não importa se Richarlyson erra a marcação e os passes curtos,

    abandona a posição, inventa inversões de bola que terminam em lances

    perigosos para o rival, não acerta cruzamentos, comete faltas tolas

    perto da área, além de sempre levar cartão.

    Também é indiferente se Dagoberto repete as duas mesmas jogadas, é

    fominha, chuta mal ao gol, serve poucas vezes o centroavante, toma

    cartões bobos e nunca decide as partidas importantes do mata mata.

    Na lateral, meio, zaga ou ataque, em algum lugar acabam jogando. E

    quando saem, é por pouco tempo.

    E pior: Ambos fazem uma baita média. O primeiro com Juvenal Juvêncio.

    Uma rara atuação boa contra o Peixe certamente acabaria com entrevista

    na saída do gramado dizendo que jogou pelo presidente.

    O outro, de vez em quando, corre bastante. É o falso guerreiro.

    Me pergunto se fica mais satisfeito quando recebe elogios e o time

    perde, ou nas horas em que a equipe consegue os 3 pontos e ele não é

    lembrado.

    Tem fama de craque, contudo não recordo uma mísera jogada de

    Dagoberto que lembre as de Neymar e Messi, atletas que justificam o uso

    da palavra craque.

    E pior: joga como se o time, por se achar craque, tivesse que

    servi-lo.

    Dos 3, Hernanes é o melhor. Chuta com ambos os pés, tem boa visão de

    jogo e classe. Talvez ainda consiga pular do patamar de bom complemento

    para o de atleta de referência que resolve partidas difíceis,

    equilibradas e eliminatórias.

    Nunca decidiu um mata mata complicado. Disputou os das Libertadores

    de 2008 e 2009, além dos paulistinhas.

    Jogo do Morumbi ilustrou o que penso

     

    Na partida de ida contra o Peixe, a derrota por 3×2, é o exemplo mais

    recente.

    Na etapa inicial, até tomar o gol nas falhas de Junior Cesar,  o São

    Paulo se apresentava bem e tinha espaço para criar a jogada de gol.

    Todavia, quem pegava a bola para dar o último passe, o chute da

    entrada da área, ou tentar dribles e tabelas para chegar na cara do

    goleiro, eram Hernanes e Dagoberto. Nada aconteceu.

    Com um a menos, na etapa complementar, eles foram muito bem e

    acabaram elogiados. O mundo se esqueceu dos 45 minutos iniciais.

    Mereceram, naquela jogo, aplausos e críticas.

    Eis os ícones do fracasso.

    Ricardo Gomes e Milton Cruz escolheram Dagoberto e Hernanes

    como pilares do time

    Basta ver como o time atua. Dagoberto e Hernanes são as apostas de

    treinador e auxiliar para o São Paulo desequilibrar na frente. Eles são

    os pilares da equipe.

    Erro crasso. Aliás, o trabalho de Ricardo Gomes é mediano. E Milton

    Cruz, como nos momentos de sucesso, tem sua parcela de responsabilidade.

    E se Neymar e Ganso fossem revelações do São Paulo?

    No brasileirão, Ganso perdeu duas penalidades contra o Flamengo. Se

    fosse jogador do São Paulo, provavelmente precisaria de 1 ano e meio

    para entrar em campo outra vez.

    Acho que seria emprestado.

    Neymar, ano passado, também não brilhou.

    Tenho absoluta certeza, por conta da forma como as coisas acontecem

    no São Paulo, que o atacante seria reserva de Dagoberto. E Ganso ou

    atuaria ao lado de Hernanes, ou esquentaria o banco para ele.

    O pessoal que trabalha no CT gosta de jogadores prontos, não valoriza

    os jovens. Os casos de Oscar e Diogo somados aos fracassos nos

    investimentos estão mudando isso.

    Quem acredita que Arouca jogaria no mesmo nível no São Paulo?

     

    Eu não acredito. Inclusive porque atuaria de segundo volante, outro

    marcaria mais atrás, e pela direita concorreria com Hernanes.  Talvez

    fosse improvisado na lateral-direita.

    Aposto que estaria na reserva e com desempenho bem inferior ao

    demonstrado no Peixe.

    Washington, culpado e vítima

    A bola chega pouco nele. É vítima disso. Por outro lado, quando

    aparecem as oportunidades, não dá conta. Já o vi jogar em nível bem mais

    alto.

    O problema é que fala demais. Dá indiretas quando vai para a reserva.

    No fim das contas, acaba aumentando as crises e ajudando pouco a sair

    delas.

    Como Hernanes, até pode virar o jogo, entretanto, hoje, está mais

    para culpado.

    Diretoria precisa se mexer

     

    Tem trabalho de sobra para a cartolagem sãopaulina.

    Jogadores acomodados, falastrões, arrogantes, em momento técnico

    ruim…

    Há de tudo.

    O chute de Dagoberto, cara a cara com Felipe, no final da partida,

    por exemplo, é digno de pesada punição. Será que foi de propósito?

    Estava incomodado porque o passe era de Washington, revoltado por causa

    do resultado?

    Não sei. Todavia tenho obrigação de desconfiar que chutou para fora

    intencionalmente. No mínimo foi displicente e desrespeitoso com

    torcedores, time e companheiros.

    Não importa se vai fazer falta diante do Once Caldas, perder valor de

    mercado ou ter um chilique.

    Nem deveria ser relacionado para a quarta-feira. Cotia nele!

    E Cleber Santana? Não mostra sequer vontade de ganhar a titularidade,

    quanto mais de vencer os jogos. Uma conversa ao pé de ouvido faz-se

    necessária.

    Miranda disputa sua pior temporada no clube.

    Richarlyson é desobediente taticamente, além dos defeitos técnicos.

    Jean, Cicinho, Jr César e Marcelinho Paraíba, quem encontrou seu

    melhor futebol?

    Por que eles e outros estão rendendo menos que podem?

    Lembrete

     

    Sãopaulino que ainda defende cegamente alguns jogadores deste elenco,

    trabalha contra o time para o qual alega torcer.

    O apoio é importante durante os jogos. Fora deles, cobrar ajuda mais.

    Acreditem em Alex Silva

    Os outros jogadores deveriam imitar Alex Silva. Dedicação,

    comprometimento, ambição por títulos, dor nas derrotas, noção

    coletiva….O zagueiro é a antítese da equipe.

    E cobrou de seus compenheiros o que eu descrevi no post.

    “Não jogamos nada. Não merecemos a vitória em nenhum momento do

    jogo, deixamos os homens deles no segundo tempo criar, fazer o que

    queriam, principalmente pelas laterais. Uma equipe como o São Paulo não

    pode apresentar um futebol como apresentou hoje. Eu acho que nos 3

    anos que eu passei aqui no São Paulo, nós fomos campeões pela garra e

    vontade de vencer. E eu acho que a gente está deixando um pouco a

    desejar nisso.”

     

     

  2. Reiterando. Tchau RG.

     

    Richarlyson? É o mistério do Arco-Íris. Só vejo essa baitola errando passes e não-correndo pra arrumar a cagada.

     

    Cicinho? Não acerta um cruzamento e não marca ninguém.

     

    Dagoberto? Inoperante, tenta fazer jogadas de efeito e faz coisas bizonhas.

     

    JW? Que saudade daquele cara que acertava um escanteio.

     

    Cléber Santana? Alguém me explica porque um volante cabeçudo virou meia.

     

    Claro que o time do Santos ganharia de qualquer forma, pois está jogando muito mais que qualquer time brasileiro, mas não precisa ajudar também...

     

    TCHAU RICARDO GOMES! Perder 5 clássicos no mesmo campeonato não dá. Essa "estabilidade" que técnicos do SP tem pode causar a perda da Libertadores mais fácil dos últimos anos (nenhum time brasileiro jogando bem e estrangeiros fracos).

     

     

     

     

  3. Lá no tópico do BD-P1600 sempre tem caras reclamando que seus players "pulam" com mkv´s com DTS. Até agora não tive problema algum. Aliás, estou muito satisfeito. E com o player na faixa de 500 reais, não ter um player de BD passa a ser uma quase ofensa, heheh.

     

  4.  

    De onde é esse box? Ahh, já vi.

     

    De qualquer forma, só a Final Cut tem legendas.

     

    Me diga, vc tentou selecionar pelo menu mesmo ou clicando no botão subtitle do controle remoto?

     

    Se tentou pelo menu, tenta pelo botão...

    Perucatorta2010-04-12 20:37:39

×
×
  • Create New...