Jump to content
Forum Cinema em Cena

O Diário de Matt Murdock


DarkMarcos
 Share

Recommended Posts

DemolidorUm.jpg
DAREDEVIL 1
(Abril de 1964)

A história "The Origin of Daredevil" foi escrita por Stan Lee  e desenhada por Bill Everett. No Brasil foi publicada nas revistas Superaventuras Marvel número 100, pela Editora Abril, com o nome de "A Origem do Demolidor"; no Almanaque Marvel número 1, pela editora RGE, com o nome de Surge o Demolidor; na revista Demolidor número 1, pela editora Bloch, com o nome de "A Origem do Demolidor"; na revista Demolidor número 1, pela editora Ebal, com o nome de A Origem de O Demolidor. De fato, Stan Lee chutou o pau da barraca em se tratando da criação de alguns dos personagens Marvel. Um desses tiros no escuro foi dado com o Homem Aranha. Afinal, todos achavam aranhas repugnantes e nada heróicas e o fato de um homem ter as capacidades delas, de início, não teria lá muito futuro... e teve. Essa linha de criar heróis pouco convencionais talvez tenha alcançado o cúmulo com o Demolidor, um heróis cego. De início, os traços de Everett mostram um personagem típico fantasiado de décadas passadas. Mas, no decorrer do roteiro, ele se mostra bem mais que isso.

Matt Murdock sofre por não poder seguir a carreira do pai, um lutador de boxe que prefere que o filho fique longe da decadência dos ringues e estude para ser alguém na vida. Mas este pai herói inspira o filho o bastante para que ele treine secretamente... sem largar os estudos e tirar ótimas notas, é claro. Um acidente muda o rumo dessa história, quando Matt salva um cego de ser atropelado por um caminhão, que deixa cair sua carga (supostamente radioativa) que atinge o rosto do rapaz e o deixa cego. A estranha substância, no entanto, desenvolve os outros sentidos do jovem a níveis sobrehumanos a ponto dele nem precisar enxergar para poder se locomover. Tato, gustação, audição e um estranho sentido de radar dão a Matt capacidades que ele percebe serem vantajosas... até mesmo em uma briga.

Desesperado para conseguir dinheiro para operação dos olhos de seu filho (e ignorando as novas capacidade do rapaz), Jack Murdock aceita uma luta comprada onde receberá por perder de propósito. Sua dignidade fala mais alto quando percebe que o filho está no meio da platéia e seria feio envergonhá-lo como uma derrota. Jack, contrariando seus empregadores, vence a luta. Estes, por sua vez, agindo no submundo do boxe, dão fim a carreira e a vida do lutador... para o desespero de Matt.

Auxiliado por seu melhor amigo, Foggy Nelson, Matt termina os estudos e se forma advogado, atuando como sócio no escritório financiado pelo pai do amigo. Lá também ele conhece a secretária Karen Page. A empatia entre todos é imediata e sinaliza para um futuro triângulo amoroso a ser resolvido.

Matt não consegue esquecer o crime cometido contra seu pai e cria (mesmo cego) um uniforme para perseguir os assassinos (com a desculpa de que seria "outra pessoa" a brigar, e não ele, Matt, uma vez que era do desejo de seu pai que ele ficasse longe das lutas). Usando o apelido que lhe deram em sua adolescência, Demolidor, consegue encontrar o chefão do boxe e o assassino que executou seu pai. Para o espanto de todos, sua desenvoltura em combate é excepcional. O que ninguém imagina é que isso se deve a seus sentidos superdesenvolvidos. Matt consegue prender o assassino e o chefão mandante, assustado com a perseguição do herói, tem um ataque cardíaco.

O mundo ganhava assim um novo herói para combater o crime. Demolidor, mais um incomum herói criado para se tornar um mito no futuro.

Curiosidades sobre o mundo dos quadrinhos? Visite Âmago:
- Versão Comunidade: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=47574524
- Versão Blog: www.darkmarcos.blogger.com.br
- Versão Fotolog: www.fotolog.terra.com.br/anthonystark
Dark Marcos ouvindo: c52911wb7h0.jpg

Link to comment
Share on other sites

Daredevilv1002.jpg
DAREDEVIL 2
(Junho de 1964)

A história "The Evil Menace of Electro" foi escrita por Stan Lee  e desenhada por Joe Orlando, com arte final de Vince Colletta. Apesar dos personagens da Marvel serem muito peculiares em relação a época em que foram criados (década de 60), tinham uma simplicidade ideal para a assimilação de qualquer leitor. O Homem Aranha subia pelas paredes como as aranhas; o Homem de Ferro tinha uma armadura de ferro; Thor, o deus do trovão, invocava trovões. É claro que os superpoderes deles não se limitavam apenas a isso. Mas qualquer pessoa que não fosse um leitor assíduo de quadrinhos, facilmente os identificava devido a simplicidade e até ao estilo óbvio do conceito da criação destes e outros personagens de Stan Lee. Talvez o Demolidor fosse o mais complexo (ou, menos simples) dos superpoderes a se explicar e assimilar. Como um cego podia enxergar, afinal. Nem mesmo o nome ajudava. O que um Demolidor faz? Tinha o poder de demolir as coisas? Esta segunda aventura do herói denota bem a preocupação em explicar o que ele era, devido a infinidade de balões explicando como seus poderes funcionavam... e de uma forma verborrágica, quase cansativa. Mas as reviravoltas absurdas do roteitor de Lee, ajudavam a manter o pique.

O Demolidor continua sua guerra contra o crime com certa dedicação. Diferente dos outros heróis da Marvel, que eram heróis por motivos trágicos (não que o Demolidor não fosse) e viviam reclamando de sua condição, Demolidor parecia gostar de socar malfeitores. Parecia até que era viciado em ação. Aqui, ele enfrenta uma gangue de desmanche de automóveis. Por coincidência, a gangue tem ligações com o vilão Electro (mais conhecido por ser inimigo do Homem Aranha). Sabe-se lá porque um vilão que controla a eletricidade tinha tanto interesse em roubar automóveis... Mas enfim...

Matt Murdock e Foggy Nelson recebem uma proposta para serem os advogados do Quarteto Fantástico. Murdock segue até o Edifício Baxter (sede do Quarteto) afim de conhecer mais sobre seus futuros clientes. Coincidentemente, ele encontra o vilão Electro, que invadiu o edifício com intenções de roubar as maravilhas tecnológicas criadas por Reed Richards. O herói não se dá tão bem ao enfrentar o vilão da eletricidade e, desacordado, é colocado em um foguete que o lança ao espaço.

Usando sua audição aguçada, o Demolidor consegue reprogramar o foguete, que o leva de volta a cidade, iniciando uma perseguição a Electro, que é preso dentro de uma casa de espetáculos, onde lhe jogam água (assim ele não pode usar seus poderes elétricos).

Ao retornar ao escritório, Murdock diz que não a proposta do Quarteto, alegando ao seu sócio Foggy que não seria fácil cuidar dessa responsabilidade.

Curiosidades sobre o mundo dos quadrinhos? Visite Âmago:
- Versão Comunidade: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=47574524
- Versão Blog: www.darkmarcos.blogger.com.br
- Versão Fotolog: www.fotolog.terra.com.br/anthonystark
Dark Marcos ouvindo: f73563orp6x.jpg

Link to comment
Share on other sites

Daredevilv1003.jpg
DAREDEVIL 3
(Agosto de 1964)

A história "The Owl, Ominous Overlord of Crime" foi escrita por Stan Lee  e desenhada por Joe Orlando, com arte final de Vince Colletta. Interessante notar como o Demolidor já tinha, no começo de sua carreira de herói, uma espécie de protótipo do que seria o Rei do Crime (chefão do crime organizado, arquiinimigo do personagem). Trata-se do vilão Coruja, que também é um chefão, só que com um visual temático bizarro, bem no estilo dos vilões do clássico detetive Dick Tracy.

Na história, o Coruja quer os advogados Nelson e Murdock na sua folha de pagamento. Inicialmente, Foggy diz que não quer se envolver. Já Murdock, pelo menos mata a curiosidade quanto ao então famoso e temido criminoso. Com seus sentidos aguçados, Matt se surpreende com a selvageria e maldade do Coruja, que parece até mesmo alterar suas respiração e batimentos cardíacos de uma forma que se assemelha a um animal selvagem. O vilão não tem um super poder exatamente. Vale-se mais de badulaques em forma de corujas e uma capa que lhe dá certa desenvoltura para planar (gordinho do jeito que é, isso funciona melhor na sua base, que ficar próximo ao mar e perto de um rochedo).

O Coruja invade o escritório dos advogados, numa tentativa de intimidá-los a trabalharem para ele. Matt veste o uniforme de Demolidor e enfrenta seus capangas, mas a secretária Karen Page aparece e acaba virando refém do vilão, forçando o Demolidor a se entregar também. Os dois são levados a base do Coruja e presos em gaiolas gigantes. O herói consegue escapar e livrar Karen. Demolidor enfrenta o Coruja, que tenta fugir... não fosse a intervenção do herói que vira o barco dele. O Coruja desaparesce no mar, de forma que nem mesmo o radar do herói consegue detectar seus batimentos cardíacos.

De trama de fundo, vemos que o Demolidor costura uma espécie de bolsa nas costas de seu uniforme, para carregar suas vestimentas sociais (ternos, sapatos, gravatas) e facilitar as transformações em sua identidade heróica (uma bizarrice: herói enfrentando vilões, com mocassins batendo em suas costas...). E Karen Page insiste em uma operação para trazer a visão de Murdock de volta... sendo que o coração da secretária agora está sendo balançado pelo mesmo Murdock... só que na identidade de Demolidor.

O Demolidor continua sua guerra contra o crime com certa dedicação. Diferente dos outros heróis da Marvel, que eram heróis por motivos trágicos (não que o Demolidor não fosse) e viviam reclamando de sua condição, Demolidor parecia gostar de socar malfeitores. Parecia até que era viciado em ação. Aqui, ele enfrenta uma gangue de desmanche de automóveis. Por coincidência, a gangue tem ligações com o vilão Electro (mais conhecido por ser inimigo do Homem Aranha). Sabe-se lá porque um vilão que controla a eletricidade tinha tanto interesse em roubar automóveis... Mas enfim...

Matt Murdock e Foggy Nelson recebem uma proposta para serem os advogados do Quarteto Fantástico. Murdock segue até o Edifício Baxter (sede do Quarteto) afim de conhecer mais sobre seus futuros clientes. Coincidentemente, ele encontra o vilão Electro, que invadiu o edifício com intenções de roubar as maravilhas tecnológicas criadas por Reed Richards. O herói não se dá tão bem ao enfrentar o vilão da eletricidade e, desacordado, é colocado em um foguete que o lança ao espaço.

Usando sua audição aguçada, o Demolidor consegue reprogramar o foguete, que o leva de volta a cidade, iniciando uma perseguição a Electro, que é preso dentro de uma casa de espetáculos, onde lhe jogam água (assim ele não pode usar seus poderes elétricos).

Ao retornar ao escritório, Murdock diz que não a proposta do Quarteto, alegando ao seu sócio Foggy que não seria fácil cuidar dessa responsabilidade.

Curiosidades sobre o mundo dos quadrinhos? Visite Âmago:
- Versão Blog: www.darkmarcos.blogger.com.br
- Versão Fotolog: www.fotolog.terra.com.br/anthonystark
- Versão Comunidade: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=47574524
Dark Marcos ouvindo: g60331hpqhn.jpg

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Daredevilv1004.jpg
DAREDEVIL 4
(Outubro de 1964)

A história "Menaced By The Mystery of Killgrave, The Unbelievable Purple Man" foi escrita por Stan Lee  e desenhada por Joe Orlando, com arte final de Vince Colletta. No Brasil, foi publicada nas revistas O Demolidor número 4, pela editora Ebal, com o nome de "O Incrível Homem Purpúreo", e na revista Almanaque Marvel número 2, pela editora RGE, com o nome de "O Inacreditável Homem Púrpura". Chega de explicações de como funcionam os poderes do herói. Aqui, finalmente, Stan Lee mostra seu estilo em uma típica aventura da Marvel em começo de existência. Ou seja, ação sem parar em um ritmo que casa com perfeição várias reviravoltas levando-se em conta que a história tem apenas duas dezenas de páginas (e sem continuar para o número seguinte).

Um estranho homem de pele púrpura aparece em um banco e pede para o caixa colocar uma grande quantia de dinheiro em sua bolsa. O caixa, estranhamente, não pensa duas vezes em obedecer. Depois que o homem púrpura sai, andando calmamente, é que o caixa percebe o que fez. A polícia consegue capturar o ladrão. Ele não resiste e se mantém calmo, inclusive dizendo diante de um juiz que não precisa de advogado para tirá-lo dessa situação.

Os advogados escolhidos para o caso são Nelson e Murdock. Matt Murdock e a secretária Karen Page seguem para a prisão para conhecer seu "cliente", que se chama Killgrave. O advogado, com seus sentidos ampliados, sente um estranho poder vindo do prisioneiro. Killgrave ordena que o guarda o liberte, ordem que é obedecida de imadiato. O vilão ainda ordena que Karen seja sua secretária e ela não reluta em segui-lo. Murdock parece ser o único a resistir e perceber algo errado. Ele veste o uniforme de Demolidor e alcança o casal. Killgrave, percebendo que o herói resiste aos seus comandos, ordena que a população a sua volta ataque o herói. Demolidor foge, principalmente porque os cidadãos conseguem rasgar a bolsa com suas roupas civis que ele carrega nas costas, e isso poderia revelar sua identidade. Chegando ao escritório, Matt avisa Foggy de que Karen foi raptada por Killgrave. Foggy fica furioso e Matt percebe que seu sócio tem sentimentos mais fortes pela secretária. Killgrave vai até uma academia e ordena que fisiculturistas sejam seus guarda-costas. O grupo segue para um hotel de luxo, que o vilão transforma em base de operações.

Matt Murdock ainda chega a conclusão de que Killgrave tecnicamente não está cometendo nenhum crime, já que suas vítimas obedecem suas ordens aparentemente sem serem forçadas. A solução que encontra é esconder um gravador em seu bastão e levar uma espécie de plástico para prendê-lo.

O Demolidor consegue encontrar a base do vilão e enfrenta seus fisiculturistas. Uma novidade: o herói dobra seu bastão em 90 graus, transformando-o em um bumerangue para derrubar a arma de um dos comandados. Killgrave tenta fugir com Karen mas é impedido pelo herói. O vilão está prestes a ordenar que Karen salte do alto do hotel e isso faz com que o Demolidor se detenha. Dominado, o herói pede para que Killgrave conte sua origem de poder. Como todo vilão adora falar de si mesmo... Ele conta que era um espião que estava atrás de um gás dos nervos do exército americano, quando foi cercado. Um dos cilindros foi perfurado no tiroteio e o gás (que era púrpura) o atingiu, lhe dando este estranho poder. O Demolidor revela o gravador em seu bastão e o conto do vilão é suficiente para incriminá-lo. Ele agarra Karen e salta do alto do hotel, caindo sobre um andaime logo abaixo. Killgrave desce em seguida e ordena que a população a sua volta ataque o Demolidor. O herói o prende com a lona plástica especial, o que corta o poder de sua pele púrpura. A população (inclusive, a polícia) está grata a seu herói e, pela primeira vez tendo contato com ele, todos querem filmá-lo ou ter seu autógrafo. Hora para a saída estratégica do Demolidor.

Foggy encontra Karen no meio da multidão e o casal encontra Matt já no escritório, que nem desconfiam da identidade do advogado.

Curiosidades sobre o mundo dos quadrinhos? Visite Âmago:
- Versão Comunidade: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=47574524
- Versão Blog: www.darkmarcos.blogger.com.br
- Versão Fotolog: www.fotolog.terra.com.br/anthonystark
Dark Marcos ouvindo: g60332e9yd5.jpg

Link to comment
Share on other sites

Daredevilv1005.jpg
DAREDEVIL 5
(Dezembro de 1964)

A história "The Man Without Fear Battles The Mysterious Masked Matador" foi escrita por Stan Lee  e desenhada por Wallace Wood. Eis a prova de que uma idéia idiota, por mais idiota que pareça, se bem escrita, é capaz de render momentos de genialidade. Um momento pitoresco, é verdade, mas muito bem conduzido, ainda mais se contarmos com os belíssimos desenhos de Wally Wood. O absurdo está em se usar um toureiro estilizado como supervilão. Absurdo nem tanto pelo visual (afinal, o uniforme do Demolidor não era nenhum primor de moda), mesmo porque a vestimenta colorida de um toureiro, colada feita uma malha ao corpo, é bem o estilo dos personagens do universo de super heróis. Mas, como é bem observado na própria história, que ameaça representa um homem com uma espadinha e uma capa vermelha?

A imprensa anuncia um novo vilão, o Matador. O vilão em questão é um homem comum com a vestimenta e apetrechos de um toureiro. Logo, suas habilidades são mostradas quando usa sua capa contra o pára-brisas de um carro forte, fazendo com que bata em um poste e, assim, ele possa saqueá-lo. O Demolidor ataca, mas a destreza do vilão é tão apurada quanto os toureiros enfrentando um touro. Infelizmente, o Demolidor tem que deixar a batalha para socorrer um trabalhador que está caindo de um andaime e isso dá tempo o suficiente para que o Matador fuja.

Voltando ao seu escritório, já na identidade de Matt Murdock, fica sabendo de um baile a fantasia onde Karen Page irá vestida de Cleópatra e Foggy de César. Matt acompanha Karen até a festa, apenas por companhia. Lá, para sua surpresa, descobre que Matador está entre os convidados. Um homem vestido de toureiro seria algo comum em um baile a fantasia. Justamente Murdock descobre que não é bem assim, uma vez que seus sentidos apurados não necessitam de contato visual para identificar o meliante. Logo descobre que o vilão está abrindo um cofre da mansão e assaltando o anfitrião. Descoberto ele causa confusão ao enfrentar os convidados. No meio de tudo isso, Karen empurra Matt para uma biblioteca, já que não quer que um cego se machuque no meio de uma briga. É o suficiente para que ele vista o uniforme de Demolidor (não que isso chamasse a atenção em um baile de fantasias). Pelo fato da festa estar cheia de convidados, e todos estarem gritando para pegar o Matador, isso acaba atrapalhando os sentidos super apurados do herói, que acaba se desnorteando e sendo derrotado,  deixando-o fugir. A humilhação dá uma má impressão não só aos presentes, mas a toda população sobre o Demolidor. Ele não é tão invencível, afinal. Conforme a onde de roubos do Matador avança, essa desmoralização cresce diante da imprensa. Como se já não tivesse problemas o suficiente, Murdock ainda recebe a notícia de que seu sócio, Foggy, pretende pedir a mão de Karen, sua secretária... e mulher por quem vem tendo sentimentos secretamente.

Fulo da vida, o Demolidor vai até uma biblioteca pesquisar alguma pista sobre seu oponente. Descobre em jornais passados que trata-se de Manuel Eleganto, um toureiro cruel. Tão cruel que foi desmoralizado pelos espectadores que assistiam seu show e, com isso, causando um acidente do qual ele se jurou se vingar. Surge, desde então, o Matador. Murdock descobre este ponto fraco no vilão: o orgulho e pretende usar contra ele.

Murdock anuncia que o Matador na verdade é... o Demolidor. A imprensa logo espalha a notícia e o Matador não tarda aparecer no escritório dos advogados, onde o Demolidor o espera. A luta entre os dois segue para as escadas de incêndio do edifício, onde os vizinhos tornam-se espectadores involuntários. Cria-se a mesma situação de quando Eleganto foi vaiado por seu público. Isso o deixa desconcertado e ele vai perdendo o controle da luta, até ser derrotado. A polícia chega ao local e o Demolidor, provando que não é o vilão, entrega-o.

Curiosidades sobre o mundo dos quadrinhos? Visite Âmago:
- Versão Comunidade: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=47574524
- Versão Blog: www.darkmarcos.blogger.com.br
- Versão Fotolog: www.fotolog.terra.com.br/anthonystark
Dark Marcos ouvindo: h24381fzdi2.jpg

Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...

Daredevilv1006.jpg
DAREDEVIL 6
(Fevereiro de 1965)

A história "Trapped By... the Fellowship of Fear!"" foi escrita por Stan Lee  e desenhada por Wally Wood. A integração completa do Demolidor com o resto do Universo Marvel, através do combate de dois vilões de outros de seus conterrâneos (Touro é um grandalhão inimigo do Homem Aranha e o Enguia havia enfrentado o Tocha Humana) e da galeria de personagens Marvel no museu de cera do vilão Senhor Medo. Aqui, o lance é mostrar o quanto de medo pode sentir o "homem sem medo".

O Demolidor encontra os vilões Touro e Enguia participando de um assalto, usando como fachada as gravações de um comercial para TV (a equipe achava que os dois eram atores vestidos a caráter). No meio da luta, aparece um novo vilão, Senhor Medo, que dispara um estranho gás contra o herói, causando pânico momentâneo e incontrolável que o faz fugir.

Em seguida, é mostrada a origem da nova ameaça. Trata-se de Zoltan Drago (Stan Lee e seus nomes esquisitos...), escultor de um museu de cera que enlouqueceu tentando achar uma fórmula para dar vida a suas esculturas. Ao invés disso, acidentalmente descobriu um gás que causa pânico em quem o inala. Criando um uniforme com seus dons de escultor, chamou a si mesmo de Senhor Medo e criou uma pistola para disparar tal gás. Mas, sozinho, talvez não teria sucesso. Partiu para o submundo e recrutou os vilões Enguia e Touro para formarem uma gangue.

Matt Murdock, Foggy e Karen ficam sabendo do novo museu de cera e que a estátua do Demolidor (ídolo da cidade, então) estava sendo colocada nele. Na verdade, esta era uma isca para que Medo capturasse o herói. Quando visitam o local, os sentidos aguçados de Matt logo sentem o odor de Touro e ele decide investigar mais tarde. Acontece que Foggy também repara o vilão atrás de uma porta e decide investigar mais tarde também.

Mais tarde, quando Foggy chega ao local, dá de cara com o Demolidor enfrentando o trio de vilões. Ele parte para cima do Senhor Medo, antes que este dispare seu gás e acaba tirando a máscara do vilão. Touro consegue afastar o herói e socar Foggy, desacordando-o. O Demolidor leva Foggy a um hospital. Karen chega em seguida e chora por seu patrão. Matt, que se sente sobrando, deixa o casal. O que não sabe é que, apesar de Foggy desejar desposar a secretária (o que também é do conhecimento dela), o coração da loirinha bate mesmo é por ele. O trio de vilões invade o hospital fantasiado de enfermeiros que querem levar Foggy. Esse plano visa sumir com o advogado, uma vez que ele conhece a identidade do Senhor Medo. O Demolidor fazê-los bater em retirada.

Ao chegar ao museu, o trio do Medo se surpreende pelo Demolidor já estar no local. Quando Medo dispara o gás, o herói inverte a direção de uma ventilação, fazendo com que o feitiço vire-se contra o feiticeiro. Os vilões começam a debandar. Demolidor sova Enguia e Touro (que cai em seguida) e o Medo, ironicamente, se entrega covardemente. No hospital, Karen dá uma bronca em Matt por deixar seu sócio sozinho.

Curiosidades sobre o mundo dos quadrinhos? Visite Âmago:
- Versão Fotolog: www.fotolog.terra.com.br/anthonystark

Dark Marcos ouvindo: c529430cq18.jpg

Link to comment
Share on other sites

Daredevilv1007.jpg
DAREDEVIL 7
(Abril de 1965)

A história "In Mortal Combat With... Sub-Mariner!"" foi escrita por Stan Lee  e desenhada por Wally Wood. No Brasil, foi publicada na revista O Demolidor número 7, pela editora Ebal, com o nome de "Em Combate Mortal com o Príncipe Submarino" e na revista Superaventuras Marvel número 100, pela editora Abril, com o nome de "Combate Mortal com o Príncipe Namor". Um clássico dramático na história do personagem Demolidor. A história é até bem simples. Demolidor tenta impedir Namor, o Príncipe Submarino (um peso pesado da Marvel, perto do "peso pena" sem superforça que é o Demolidor). Mas a história é contada de forma a tirar o fôlego e fazer o leitor realmente torcer pelo herói. Além disso, essa edição é um marco de duas importantes mudanças. A estréia do uniforme vermelho (e definitivo) do herói e a apresentação formal do cabo de aço que existe dentro de seu bastão, servindo de meio de transporte para que ele balance pelos céus da cidade (tal qual um Homem Aranha, só que sem teia).

Namor pretende ir a superfície para resolver de uma vez por todas suas pendengas com os humanos. Cansado de sempre guerrear contra aqueles que poluem os mares (seu lar), decide, vejam só, procurar advogados para estudar uma forma legal de dar fim a isso. E, vejam só novamente, os escolhidos são nossos amigos Foggy Nelson e Matt Murdock. Os advogados explicam as impossibilidades técnicas para defender a causa de Namor (pois mais nobre que seja). Transtornado, Namor parte para o jeito antigo dele resolver as coisas. Ou seja, partir pra porrada!

Matt estréia seu novo uniforme de Demolidor justo para enfrentar um ser tão poderoso quanto Namor. Claro que ele não dura muito, principalmente porque o príncipe estava atacando um cais e os dois caem no mar, o que torna a vitória de Namor ainda mais fácil. O príncipe, no entanto, se comove com os esforço do herói e decide, além de salvá-lo, se entregar as autoridades para ser julgado.

Imponente, o monarca não aceita ser algemado e tem pouca paciência com a burocracia dos tribunais. A situação piora quando ele fica sabendo que seu ministro da guerra atlante, Krang (pivô dessa confusão toda, aliás), rebelou-se e está destruindo seu reino. A urgência faz com que Namor comece a destruição novamente contra o povo da superfície. E dá-lhe Demolidor novamente tentar segurar o atlante. Pouco adianta seus esforços. E que esforços! Ele derruba uma construção de tijolos no oponente e lhe dá uma forte descarga elétrica, entre outras tentativas. Isso tudo até cair exausto e se arrastar pra segurar Namor pelo calcanhar. Namor chega a conclusão de que nunca enfrentou alguém tão nobre e corajoso, ainda mais se levar em conta que é herói menos poderoso que já enfrentou (pra quem já peitou o Coisa, Hulk, Thor...). Cessa os ataque e volta para seu reino.

No escritório, Matt (óbvio) aparece cheio de hematomas e espanta a todos. Karen tropeça e ele a segura. Ela se espanta. Como um cego poderia ter feito isso? Ele desconversa dizendo que é sorte e se arrependendo secretamente por quase revelar seu segredo.

Curiosidades sobre o mundo dos quadrinhos? Visite Âmago:
- Versão Blog: www.darkmarcos.blogger.com.br
- Versão Fotolog: www.fotolog.terra.com.br/anthonystark
- Versão Comunidade: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=47574524
Dark Marcos ouvindo: c5291792v42.jpg

Link to comment
Share on other sites

Daredevilv1008.jpg
DAREDEVIL 8
(Junho de 1965)

A história "The Stiltman Cometh" foi escrita por Stan Lee  e desenhada por Wally Wood. Stan Lee não poupava o leitor. Quando escrevia histórias para se tornarem clássicos, não media esforços. Por outro lado, quando dava pra ser tosco... apresentava um festival de idéias absurdas em uma única história. Mas, mesmo com esses pequenos detalhes, a estrutura da história desta edição apresenta uma trama de suspense interessante, envolvendo roubo de invenções.

Uma série de assaltos é realizada por um homem dentro de uma armadura com pernas enormes. O ladrão fica sendo conhecido como Metalóide.  O vilão aparece em outras ocasiões, mas o Demolidor pouco sucesso obtém em pegá-lo. O Metalóide, mesmo tendo pernas com vários metros, some no ar em algumas ocasiões e em outras estas mesmas pernas se mostram poderosas o suficiente para derrubar o herói.

Paralelamente, Matt Murdock atendo um novo cliente, Wilbur Day, cientista que diz ter sido explorado por seu ex-patrão, tendo invenções roubadas pela empresa. O advogado se dedica a esse novo caso (até mesmo para esquecer o que sente pela secretária Karen Page e que este triângulo amoroso já está magoando seu sócio Foggy) e, juntamente com Wilbur, invadem a propriedade do industrial Carl Kaxton, ex patrão e acusado de roubar as invenções. Qual não é a surpresa de Matt quando ele encontra tubos hidráulicos retráteis no local... os mesmos que servem como pernas do Metalóide. Kaxton flagra a dupla, mas parece surpreso com as "pernas" em sua propriedade. É quando Wilbur revela-se o verdadeiro ladrão de invenções e, consequentemente, quem vinha agindo como Metalóide até então.

Wilbur, utilizando das pernas para garantir sua fuga, rouba uma espécie de raio encolhedor e tenta usá-lo quando o Demolidor aparece (Matt havia fingido ter sido atingido por um golpe do ladrão, uma vez que todos pensam que ele é cego e indefeso). No meio da perseguição, o vilão é atingido acidentalmente pelo próprio raio e encolhe até desaparecer (com pernas gigantes e tudo). A situação é esclarecida  Kaxton e ele é inocentado.

Karen ainda continua insistindo em levar Matt a um cirugião para que este restabeleça sua visão. A situação chega a um ponto em que a secretária o acusa de covarde por não querer tentar (na verdade, ele não quer perder seus sentidos aguçados). Idéias absurdas dessa edição: além da própria ameaça do Metalóide (um homem com pernas gigantes), temos uma espécie de gravador de vozes distantes embutido no bastão do herói e, preparem-se, um receptor de rádio escondido em sua máscara, onde os chifrinhos fazem a vez das antenas do mesmo. Esse é o tio Stan Lee...

Curiosidades sobre o mundo dos quadrinhos? Visite Âmago:
- Versão Fotolog: www.fotolog.terra.com.br/anthonystark

Dark Marcos ouvindo: f59580yiwu5.jpg

Link to comment
Share on other sites

Daredevilv1009.jpg
DAREDEVIL 9
(Agosto de 1965)

A história "That He May See!" foi escrita por Stan Lee  e desenhada por Wally Wood, com artefinal de Bobby Powell. No Brasil, foi publicada na revista O Demolidor número 8, pela editora Ebal, com o nome de "Que Ele Possa Ver". História no estilo aventura, sem se preocupar com o gênero super herói, simplesmente usando o personagem pelo fato da mesma acontecer na revista dele. Ou seja, não se trata de uma aventura DO Demolidor, mas de uma aventura COM o Demolidor.

Karen Page foi muito além no desejo de ajudar Matt Murdock a recuperar a visão. Apesar dele mostrar pouco interesse em resolver sua deficiência (já que, com isto, corria o risco de perder seus supersentidos), ela correu atrás de um dos poucos cirurgiões capazes de fazer tal "milagre". Ele se encontrava no pequeno país europeu de Liechtenbad. O duque deste país estava visitando os Estados Unidos e Karen teve a capacidade de trazê-lo até o escritório dos advogados. O duque, chamado Karl Kruger, sabendo do problema de Matt, se mostrou disposto a levá-lo até o Dr Van Eyck, uma vez que, segundo ele, o cirurgião se enamorou de uma cidadã de Liechtenbad e por lá decidiu ficar. Matt, sem ter muito o que desculpar, aceitou viajar com o duque.

O problema do herói, no entanto, se mostrou bem maior do que dar uma desculpa para não operar seus olhos. Chegando ao local, ele descobre que a população é governada com mão de ferro por Kruger, que não pensa duas vezes em eliminar os revoltosos, utilizando-se de guardas robôs para caça-los. Pior ainda, o duque viaja pelo mundo "convidando" grandes mentes para visitarem seu país e, chegando lá, os faz prisioneiros para contribuirem com a nação. Murdock, conhecido como um grande advogado, estava na lista desta coleção.

Matt veste o uniforme de Demolidor e, apesar de inicialmente capturado pelos robôs, consegue ajudar os prisioneiros a fugirem e, indiretamente, inicia uma mini guerra civil dentro do pequeno país. O último trunfo do duque é simplesmente destruir todos com uma bomba de cobalto, algo que não acontece graças ao sacrifício do Dr Van Eyck. Kruger não conhecida o Demolidor, por isso não associa seu surgimento com a presença de Murdock em seu país. Já o cirurgião, conhecia os feitos do herói na América e descobre o segredo do advogado... algo que ele leva para o túmulo.

Kruger, em sua ânsia de derrotar o herói, acaba despencando de seu castelo e morrendo. Nos Estados Unidos, Karen e Foggy recebem uma carta de Matt, onde ele diz que está voltando e contará o que passou assim que chegar. Foggy está confuso de ciúmes, pois está claro que a secretária ama seu sócio.

Curiosidades sobre o mundo dos quadrinhos? Visite Âmago:
- Versão Comunidade: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=47574524

Dark Marcos ouvindo: d12410o0j71.jpg

Link to comment
Share on other sites

Daredevilv1010.jpg
DAREDEVIL 10
(Outubro de 1965)

A história "While The City Sleeps" foi escrita por Stan Lee  e desenhada por Wally Wood, com layouts de Bobby Powell. A primeira aparição dos vilões pés de chinelo que ficariam conhecidos como Animens. A caracterização feita pelo desenhista Wally Wood, deixa mais evidente a aparência dos bandidos com seus animais correspondentes (respectivamente Homem Sapo, Homem Gato, Homem Pássaro e Homem Macaco). Prova gritante disso é o Homem Sapo. Não só usa uma roupa e tem características de um anfíbio, como, sem uniforme, tem a aparência física que realmente lembra um sapo.

Diante de uma onda de crimes que ronda a cidade, Matt Murdock e Karen Page são convidados por Foggy Nelson a participar de uma festa de lançamento de candidatura política do amigo deste último. No iate onde ocorre esta festa, Nelson encontra uma ex-colega de classe, Deborah Harris, que arrasta asa para cima dele, fazendo com que o advogado esqueça rapidinho sua paixão por Karen Page (que, na verdade, já estava perdida para Murdock, mesmo). O barco é rondado pelo Homem Sapo e Matt dá um jeito de cair na água, revelando o uniforme de Demolidor por baixo das roupas. Ele enfrenta o vilão, mas este foge graças a uma granada jogada na água.

Outra tentativa de roubo, dessa vez pelo Homem Pássaro, também é frustrada pelo Demolidor. Em comum o herói já sabe que esses novos vilões são liderados por um tal de Organizador. Não são vilões tão perigosos assim. São ladrões que, no máximo, só conseguem fugir do herói, tendo seus assaltos frustrados por ele. Mas o Organizador já está farto dessas interferências. Graças a uma armadilha feita pelo Homem Sapo e pelo Homem Gato, conseguem incriminar o herói de um roubo a banco, dificultando um pouco sua perseguição ao grupo.

Um outro ataque faz com que o Homem Pássaro e o Homem Gato sequestrem a nova paquerada de Foggy, Deborah. Neste ataque, que acontece em uma nova festa política dentro de uma mansão, o Gato é capturado. Temendo que seu comparsa capturado possa abrir o bico, o Organizador manda o Homem Macaco para lhe calar a boca. O Demolidor consegue intervir e finge ser derrotado apenas para seguir o vilão ao seu quartel general. Lá, surpreso, descobre que Deborah, na verdade, está do lado dos vilões e usando Foggy Nelson. Mas, escondido para ouvir a conversa, o Demolidor não percebe que o Homem Pássaro está se aproximando.

Continua...

Curiosidades sobre o mundo dos quadrinhos? Visite Âmago:
- Versão Fotolog: www.fotolog.terra.com.br/anthonystark

Dark Marcos ouvindo: c5975229hhn.jpg

Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...

Daredevilv1011.jpg
DAREDEVIL 11
(Dezembro de 1965)

A história "A Time to Unsmask!" foi escrita por Stan Lee e Wally Wood, desenhada por Bobby Powell, com artefinal de Wally Wood. Parece até fim de temporada de seriado televisivo. Episódio com continuação (a primeira do Demolidor) para fechar a fase do personagem, já anunciando mudança de ares de Matt Murdock e nova equipe criativa na próxima edição. Wally Wood meteu o bedelho no roteiro desta edição, que ficou bem "verborrágica" diga-se de passagem. A revista do Demolidor, inclusive, passa a ser mensal a partir desta edição.

Demolidor consegue derrotar o Homem Pássaro, que o pegou espionando a sede dos vilões. Logo depois, o herói resgata a mentirosa Deborah Harris, fingindo que não sabe que ela está mancomunada com o Organizador, tudo pra ver até onde a coisa vai dar. O lado ruim desse plano é que ele tem que ser discreto em relação a seu melhor amigo, Foggy Nelson, pois este está gostando da moça e, caso Matt revele que ela é uma traidora, vai dar a impressão de dor de cotovelo, já que os dois eram rivais competindo pela secretária Karen Page. Juntando as peças, Matt Murdock já sabe que o Organizador é um dos candidatos do partido ao qual Foggy tem participado das festas (e onde reencontrou Deborah).

O herói consegue impedir o Homem Sapo de um novo assalto. Desta vez, troca de uniforme com o vilão (que é entregue para a polícia), afim de se infiltrar na Organização. Leva também uma espécie de microcâmera, com a qual transmite para todos os televisores, imagens onde o Organizador dá ordem a seus capangas (a essa altura, só sobraram o Homem Macaco e o Homem Pássaro). Mas acaba sendo descoberto e deixando com que os vilões fujam.

Em uma tumultuada coletiva de imprensa, onde os vilões tentam sequestrar o candidato Abner Jonas, o Demolidor enfrenta e dá uma surra nos últimos capangas do Organizador. Abner foge mas, seguindo uma ordem do Demolidor, Foggy Nelson (que estava na coletiva) segura o candidato até que o herói termine com seus algozes. Com isso, é revelado que o sequestro de Abner era apenas um truque... pois ele era o Organizador.

Todos os bandidos presos, Foggy se sentindo idiota, Karen consolando-o, Matt chegando bem na hora e vendo os dois juntos (isso acabou virando rotina). Matt anuncia que está se afastando temporariamente da sociedade e irá usar seu tempo livre para viajar e espairar a cabeça. É o tempo necessário para que o triângulo amoroso Matt / Foggy / Karen se resolva. E, apesar do clima desconfortável que se criou no escritório dos advogados, despedem-se de Matt, que irá seguir uma nova fase em sua vida... não deixando de ser o Demolidor, o homem sem medo.

Curiosidades sobre o mundo dos quadrinhos? Visite Âmago:
- Versão Comunidade: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=47574524
- Versão Blog: www.darkmarcos.blogger.com.br
- Versão Fotolog: www.fotolog.terra.com.br/anthonystark
Dark Marcos ouvindo: g60329k52jo.jpg

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...