Jump to content
Forum Cinema em Cena

O Diário do Quarteto Fantástico


DarkMarcos
 Share

Recommended Posts

FantasticFourv1001.jpg
FANTASTIC FOUR 1
(Novembro de 1961)

As histórias "The Fantastic Four", "The Fantastic Four Meet The Mole Man!" e "The Mole Man's Secret!" foram escritas por Stan Lee e desenhadas por Jack Kirby. No Brasil, foram publicadas nas revistas Hulk e Namor, O Príncipe Submarino número 17, publicada pela editora Ebal, com o nome de "O Quarteto Fantástico"; em Hulk e Namor, O Príncipe Submarino número 20, também pela editora Ebal, com o nome de "O Segredo do Homem Toupeira"; em Tocha Humana Bloquinho Espetacular número 3, pela editora Bloch, com o nome de "O Quarteto Fantástico; em Capitão América número 100, pela Editora Abril, com mesmo nome; e em Biblioteca Histórica Marvel - Quarteto Fantástico, pela editora Panini, com o mesmo nome. Foi aqui que tudo começou! Digo... tudo começou para o Universo Marvel. O curioso deste início, é que os super heróis de Lee e Kirby eram tão mais realistas que nem mesmo uniformes coloridos apresentavam. Mais pareciam um bando de pessoas com poderes estranhos que saiam pelo mundo atrás de mais coisas estranhas.

Já de cara, vemos Reed Richards convocando seus outros três companheiros através de um simples sinalizador (algo que seria aperfeiçoado mais tarde). Espalhados pela cidade, cada qual causava assombro por onde passavam. A Garota Invisível fazia com que pensassem que havia um fantasma andando pelas ruas. O Coisa... bom... dispensa comentários. Sua bizarra aparência (que, na época, era mais feio ainda, parecendo uma pessoa com elefantíase laranja) fazia com que quem estivesse armado atacasse o coitado. Sabendo de sua força, procurava rota de fugas alternativos, como os esgotos. Já o Tocha Humana, só de voar pelos céus, chamava a atenção da aeronáutica, que via seus jatos serem derretidos só de chegar perto do novo herói. Mesmo com as dificuldades de locomoção, o trio conseguia chegar até seu líder.

Antes da ação propriamente dita, um flashback nos mostra como essas pessoas ganharam estes estranhos poderes: Reed Richards (futuro Senhor Fantástico), cientista dedicado que estudava raios cósmicos, tencionava fazer o primeiro voô tripulado ao espaço. Sue Storm (futura Garota Invisível) explicava para o cético Ben Grimm (futuro Coisa) que a viagem faria com que o grupo passasse na frente dos comunistas (sempre eles) no que se refere a corrida espacial. De carona, ainda levaram o irmão de Sue, Johnny Storm (futuro Tocha Humana).

O vôo clandestino não ocorre bem e os raios cósmicos atingem a nave e seus tripulantes. Caindo em um local deserto, o quarteto descobre que seus corpos sofreram efeitos inesperados. Sue tornava seu corpo invisível. Ben começou a ficar deformado até se tornar uma criatura laranja superforte. Johnny inflamavasse e podia voar como uma tocha. Reed podia esticar e moldar seu corpo, que se tornou elástico. Passado o assombro inicial, o grupo decidiu ficar unido e usar seus poderes para o bem... como o Quarteto Fantástico.

De volta ao presente, Reed mostra estranhas crateras que vêm surgindo em bases nucleares espalhadas pelo mundo. Essas crateras levam a um local conhecido como Ilha Monstro. Seguindo para o local, o grupo é atacado por... adivinhem... gigantescos monstros que vivem no local. Ainda descobrem um homenzinho feio que vive nos subterrâneos e aparentemente controla as criaturas: o Toupeira. Descobrem que o vilão (apesar de ser mais vítima dos acontecimentos) é quem vem roubando as bases com intenção de dominar o mundo. O que ele não contava, é que seus visitantes tem incríveis e surpreendentes poderes que acabam espantando tanto ele quanto seus monstros. A ilha explode (dando idéia de uma explosão nuclear) e o Quarteto consegue sair ileso do que pode ser chamado de sua primeira missão.

Curiosidades sobre o mundo dos quadrinhos? Visite Âmago:
- Versão Fotolog: www.fotolog.terra.com.br/anthonystark

Link to comment
Share on other sites

FantasticFourv1002.jpg
FANTASTIC FOUR 2
(Janeiro de 1962)

As histórias "Fantastic Four Meet The Skurlls From Outer Space!", "The Fantastic Four Fight Back" e "The Fantastic Four... Captured!" foram escritas por Stan Lee e desenhadas por Jack Kirby. No Brasil, foram publicadas nas revistas Hulk e Namor, O Príncipe Submarino número 23, publicada pela editora Ebal, com o nome de "O Quarteto Fantástico Reage"; em Tocha Human Bloquinho Espetacular número 4, pela editora Bloch, com o nome de "Os Skrulls do Espaço Exterior". Seguindo o sucesso da primeira edição da revista do Quarteto Fantático, esta edição mostra a estréia da raça alienígena belicosa conhecida como Skrulls. Na época, eram até caricatos, com suas caras de sapo de olhos esbugalhados, mais parecendo muppets do que ameaças. No entanto, o futuro mostraria que essa raça daria muita dor de cabeça aos heróis da Marvel. Em especial, esta edição, mostra a gênese do que vem acontecendo recentemente nas revistas da editora, publicadas nos Estados Unidos.

Estranhamente, cada um dos integrantes do Quarteto Fantástico começam a cometer atos ilícitos e até de terrorismo. Teriam eles enlouquecido. O exército, temeroso por tão poderosas pessoas terem se virado para o mal, dão um jeito de capturá-los. Nenhuma prisão na Terra, no entanto, seria capaz de conter seus poderes. Conseguindo fugir de uma base militar, o grupo de impostores.

Johnny Storm, o Tocha Humana, consegue se infiltrar entre os imitadores e, para sua surpresa, descobre que eles são alienígenas que tencionam humilhar o Quarteto, antes de por em prática seus planos de invasão da Terra. Os heróis derrotam os invasores e os convencem a mostrar como chegar a nave mãe desta missão. Lá chegando, fingem ser os espiões que estão na Terra e convencem seu líder a desistir da ofensiva Reed Richard usa revistas em quadrinhos de monstros - na época, publicada pela própria Marvel - para mostrar ao skrull que a Terra é um local cheio de aberrações e ameaças. Ruim de se invadir, enfim.

Ao retornarem a Terra, o grupo é recepcionado novamente pelo exército, que está ali para capturá-los. Um novidade: quando retornavam, receberam outra pequena carga de raios cósmicos (os mesmos que lhes deram superpoderes) e O Coisa voltou momentaneamente a sua forma humana. Por pouco tempo. Reed leva os militares até o seu apartamento, onde os skrulls espiões estão presos. Os alienígenas, capazes de mudar de forma, tornam-se monstros, mas são facilmente recapturados. Para impedí-los, Reed hipnotiza e os obriga a se transformares em algo inofensivo: vacas, que ficam pastando em um campo.

Curiosidades sobre o mundo dos quadrinhos? Visite Âmago:
- Versão Blog: www.darkmarcos.blogger.com.br

Dark Marcos ouvindo: g89068n0jlc.jpg

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

FantasticFourv1003.jpg
FANTASTIC FOUR 3
(Março de 1962)

As histórias "The Menace of the Miracle Man", "The Monster Lives!" e "The Flame That Died!", "In The Shadow of Defeat!" e "The Final Challenge" foram escritas por Stan Lee e desenhadas por Jack Kirby. No Brasil, foram publicadas nas revistas Tocha Humana Bloquinho Espetacular, pela editora Bloch, com o nome de "A Ameaça do Homem Milagroso". As aventuras do Quarteto Fantástico começam a tomar mais forma de histórias de super heróis do que contos de ficção. É a estréia dos uniformes coloridos (e conhecidos) dos personagens, graças ao toque feminido da Garota Invisível, que os criou para combaterem o crime... com estilo. Também é a primeira aparição do Fantasticarro, veículo aéreo do grupo que se divide em quatro módulos, para que eles se separem em direções diferentes. Outro desenvolvimento importante são as brigas entre o Tocha Humana e o Coisa. Brigas infantis que se tornariam um charme da série, mas, aqui com tons menos divertidos, parecendo um desentendimento capaz de acabar definitivamente com a amizade entre os dois. É, afinal, uma história simples, com um pseudovilão sem muita profundidade que, no entanto, mostrasse interessante e nos dá um desfecho que vale muito todo o sufoco que o grupo passa nas mãos dele.

O Quarteto Fantástico vai assistir ao show de uma espécie de mágico que chama a si mesmo de Homem Milagroso. Prepotente (tanto quanto o próprio nome já denota), aproveita seus ilustres espectadores para humilhá-los em público com seus poderes. E quais são seus poderes? Fazer absolutamente TUDO que se imagina, até mesmo suportar uma porrada do Coisa. Reed sai do teatro aliviado pelo mágico não ser alguma espécie de vilão. Mas, ô boquinha elástica maldita, é justamente o que o Homem Milagroso pretende ser.

O novo vilão dá vida a um boneco de monstro gigante, que dá muito trabalho para o exértico e para o Quarteto. Só conseguem destruir a criatura graças aos poderes do Tocha, que bota fogo nele. Interessante como o Homem Milagroso derrota o Senhor Fantástico. Nada de armas avançadas ou planos mirabolantes para capturar o herói elástico. Ele usa apenas... um tijolo! É! Uma bem dada tijolada na cabeça de Reed, faz com que ele desmaie, criando um dos momentos mais pitorescos das histórias em quadrinhos.

Graças a Garota Invisível, que seguiu o vilão mas foi hipnotizada por ele, o resto do grupo consegue cercá-lo novamente. Numa monobra, o Tocha Humana inflamasse até se tornar um ponto cegante de fogo, o que desequilibra o Milagroso. É então que Reed explica que ele não tem poder nenhum, nem mesmo é místico. Ele não passa de um simples hipnotizador que cria ilusões para que suas vítimas pensem que é verdade. O clarão do Tocha desnorteou esses poderes. No final, Coisa e Tocha trocam ofensas e termina com um falso suspense onde o leitor ficaria se perguntando se o jovem integrante do Quarteto voltaria na próxima edição.

Curiosidades sobre o mundo dos quadrinhos? Visite Âmago:
- Versão Comunidade: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=47574524

Link to comment
Share on other sites

FantasticFourv1004.jpg
FANTASTIC FOUR 4
(Maio de 1962)

As histórias "On The Trail of The Torch", "enter The Sub-Mariner!" e "Let The World Beware!", "Sub-Mariner's Revenge!" e "Return To The Deep" foram escritas por Stan Lee e desenhadas por Jack Kirby. No Brasil, foram publicadas nas revistas Hulk e Namor, O Príncipe Submarino Super X número 32, pela editora Ebal, com o nome de "Que O Mundo Fique Avisado"; em Hulk e Namor, O Príncipe Submarino Super X número 33, pela editora Ebal, com o nome de "A Vingança do Submarino"; em Tocha Human Bloquinho Espetacular número 8, pela editora Bloch, com o nome de "O Encontro Com o Príncipe Submarino"; em Origens dos Super Heróis Marvel número 1, pela Editora Abril, com o nome de A Vingança do Príncipe Submarino; e em Biblioteca Histórica Marvel Quarteto Fantástico, pela editora Panini. É bem verdade que o Universo Marvel começou a ser formado com o surgimento e a revista do Quarteto Fantástico. Talvez Lee e Kirby nem imaginasse que seria assim, afinal não existia nenhum outro personagem dentro deste recém nascido universo.

No entanto, não se tratava da primeira nem da única revista publicada pela editora. A Marvel que conhecemos hoje já existia décadas antes do Quarteto e a empresa teve outros nomes e uma infinidade de revistas em quadrinho para todos os gostos: de faroestes a revistas de romance. Tinha seus heróis dessa época também, como o Capitão América, Namor, o príncipe submarino, Tocha Humana (que era outro personagem e não Johnny Storm). Com o tempo, o "novo" universo Marvel que se iniciava ia integrando esses personagens mais antigos, fazendo-os interagir com uma nova geração de heróis, remodelando-os para os novos tempos. É o que vemos nesta edição, onde é reintroduzido o personagem Namor.

O Tocha Humana ainda está chateado com a discussão que teve com o Coisa na edição passada e seus colegas de equipe partem em busca do birrento. Johnny, na verdade, faz o possível para se manter longe do Quarteto. Chega ao ponto de se hospedar em uma espécie de albergue para conseguir sossego. Lá, ele conhece um senhor que só quer ficar sossegado (de certa forma, assim como ele). Seu espírito de defensor dos mais fracos faz com que ele sinta certa piedade do homem, principalmente quando percebe que ele perdeu a memória. Usando suas chamas, Johnny apara a barba do estranho e percebe que ele é ninguém menos que Namor, o Príncipe Submarino, herói do passado (Segunda Guerra) que só era visto em revistas em quadrinhos. Johnny, joga-o no oceano na esperança de que isso reative sua memória. Péssima idéia... Não que não funcionasse. Muito pelo contrário. Namor recupera sua memória e seu ódio contra o povo da superfície e começa atacar a tudo e a todos.

O restante do Quarteto vê nos céus o sinal de emergência do grupo. É o Tocha Humana os convocando para tentar deter Namor que, munido de uma trombeta especial, convoca gigantescas monstruosidades submarinas para atacar o mundo da superfície. Após muito trabalho do grupo sem resultados, o Coisa decide amarrar uma bomba nuclear nas costas e entrar dentro da boca de Giganto, a maior criatura submarina que já existiu, antes que ela destrua a cidade. O herói larga a bomba dentro do monstro e consegue escapar antes que ela seja detonada, o que aparentemente mata a criatura. Antes que Namor convoque novos monstros, a Garota Invisível tentar fugir com a trombeta, mas o príncipe consegue segurá-la. Quando ela volta a ficar visível, ele fica encantado com sua beleza e promete cessar os ataques caso ela aceite ser noiva dele. Diante de indestrutível inimigo, a Garota Invisível decide aceitar mas, antes que Namor fugisse com ela, o Tocha cria um tubo de sucção que leva o príncipe para longe, fazendo com que sua trombeta se perca no oceano.

Com isso, o Tocha está de volta ao grupo e o Quarteto ganhou um perigoso inimigo, que promete voltar... e um poderoso pretendente a mão da Garota Marvel.

Curiosidades sobre o mundo dos quadrinhos? Visite Âmago:
- Versão Blog: www.darkmarcos.blogger.com.br

Link to comment
Share on other sites

FantasticFourv1005.jpg
FANTASTIC FOUR 5
(Julho de 1962)

As histórias "Prisoners of Doctor Doom!", "Back To The Past!" e "On The Trail of  Blackbeard", "Battle!" e "The Vengeance of Doctor Doom" foram escritas por Stan Lee e desenhadas por Jack Kirby. No Brasil, foram publicadas nas revistas O Demolidor número 1, pela editora Ebal, e em Tocha Humana Bloquinho Espetacular número 9, pela editora Bloch, ambas com o nome de "Prisioneiros do Dr Destino". A estréia do grande nemesis do Quarteto Fantástico: o vilão Doutor Destino. Misto de cientista louco e bruxo, Destino tem ligações pessoais com o Quarteto, mais especificamente com o líder Reed Richards. Uma edição cheia de reviravoltas e inovações tanto na parte de roteiro, com paradoxos de viagem no tempo, quanto na arte, onde é apresentada uma máquina do tempo em formato bem simples: uma espécie de "chapa" de energia que serve de portal para viajar no tempo.

O Quarteto Fantástico é ousadamente atacado pelo Doutor Destino que, com seu helicóptero, joga uma fortíssima rede em volta do edifício que serve de base para o grupo. Reed reconhece a voz por trás da máscara de ferro como sendo de seu ex-colega de faculdade, Victor Von Doom, um estudante de ciência que era amante das artes negras e acabou sendo deformado após uma malfadada experiência.

Para libertá-los, Destino exige que a Garota Invisível siga-o como refém. Vendo que são incapazes de sair da armadilha, Sue Storm se entrega para ver até onde aquilo vai. Aquilo vai até o castelo do vilão, onde ele apresenta suas condições para soltar a Garota: o trio restante terá que fazer uma viagem no tempo, graças a uma máquina do tempo criada por ele mesmo, até os tempos do pirata Barba Negra, e trazer o tesouro de seu navio. Sem muitas opções, o grupo aceita o desafio e é enviado ao passado.

Na época dos piratas, Ben, Reed e Johnny, para não chamarem a atenção, dão um jeito de conseguirem roupas da época. O Coisa, em particular, não ficaria discreto apenas com roupas, por isso providenciam uma barba postiça e um tapa olho para ele. O grupo acaba sendo dopado em uma taverna e levado para (vejam só) um navio pirata. Lá, obviamente, os poderes dos três dá cabo de toda pirataiada, com direito a invasão de outro navio pirata que aparece em plena luta. No meio da confusão, todos reconhecem a força e a fúria do Coisa e o chamam de... Barba Negra (devido a seu disfarce). Cria-se, então, um paradoxo. Os integrantes do Quarteto vieram atrás do Barba Negra, que era ninguém menos que o próprio Coisa, que voltou ao passado. Este momento de glória para o herói laranja faz sua cabeça e ele pretende ficar no passado tendo sua vida de pirata. Mas seus planos vão por água abaixo, quando um tufão destrói o navio. Eles pegam o baú do tesouro e são resgatados por Destino.

No castelo de Destino, o vilão diz que não estava atrás do tesouro por motivo de enriquecer. Na verdade, este baú contém jóias que pertenceram ao mago Merlin. No entanto, o baú levado pelo trio tem apenas... correntes dentro dele. Traído, destino os coloca em uma câmara onde não há oxigênio. A Garota Invisível consegue escapar e livrar seus amigos. Quando o Coisa ataca o vilão, descobre que ele não passa de um robô. O verdadeiro Destino tenta fugir, sendo seguido pelo Tocha. Mas o herói não consegue alcançar os retrofoguetes que o tirano têm nas costas e ele foge. No final, o Tocha reflete sobre o que vem acontecendo. Primeiro Namor, agora Destino. O mundo está se tornando um lugar perigoso! De fato, Johnny, é o Universo Marvel que começa a tomar forma e seus vilões estão saindo da toca.

Curiosidades sobre o mundo dos quadrinhos? Visite Âmago:
- Versão Fotolog: www.fotolog.terra.com.br/anthonystark

DarkMarcos2008-11-09 21:29:06
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...