Jump to content
Forum Cinema em Cena

Saída Para o Desenvolvimento Sustentável


Olórin-o Ainur
 Share

Recommended Posts

<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

 

Novo Modelo econômico seria a saída?

 

A melhor maneira de se tirar os excluídos de tal condição seria com a criação de riquezas na base da pirâmide social e de uma baixa nos preços dos produtos para esse setor?

 

Entre 60 e 80 milhões de brasileiros sustentam a base da pirâmide social e  o capitalismo não tem mais pra onde se estender no topo da pirâmide e,por isso,a saída seria o sistema de base,criando chance para que as pessoas das classes menos favorecidas possam ter condições de produzirem renda.

 

O assistencialismo por parte do governo ajuda em parte,mas num contexto geral,é ineficaz,por não melhorar permanentemente as condições de vida da população mais necessitada.

 

A geração de riqueza na base da pirâmide seria dada pelas grandes corporações,que pesquisam as necessidades e características das populações de menor renda   e desenvolvem produtos e serviços de qualidade,com alta tecnologia,a preços que podem ser de 10 a 50 vezes menores do que os dos produtos dos serviços tradicionais,sem que se perca a qualidade dos mesmos,o que sobraria alguma coisa com a qual as pessoas pobres poderiam utilizar em negócios que melhorassem suas  qualidades de vida.

 

A comunidade sustentável exige uma perfeita sinergia entre seis variáveis:

 

1-Capital Cultural 

2-Capital Físico

3-Capital Financeiro

4-Capital Humano

5-Capital Social

6-Capital Político

 

A política não seria de maior relevância,já que,atualmente,resultados significantes atentam para o fato de que as grandes corporações investem  na sustentabilidade à revelia das políticas públicas,essas que mais atrapalham que ajudam.

 

Claro que precisaríamos pensar se esse sistema seria viável no Brasil,mas levando em consideração que no nosso país tem-se mobilidade social e inconformismo com a pobreza,talvez esse sistema possa dar resultados em 20,25 anos(estudado pelo PHD  em Saúde Ambiental pela Universidade de Cincinnati Rubens Mazon,formado pela USP,Mestre em Administração).Seria preciso consciência de solidariedade na gestão das empresas,e o poder político poderia servir como força aglutinadora para ajudar na criação de comunidades de negócios sustentáveis.

 

Alguns exemplos desse sistema : Na Índia,é possível fazer cirurgias complexas que custam 20 a 40 vezes menos do que  os procedimentos comuns dos sistemas tradicionais de saúde,com um taxa de sucesso comprovadamente mais eficaz do que o da média das clínicas americanas e européias. Outro exemplo: cerca de 4 milhões  de indianos são incluídos por mês na rede de comunicação por causa do preço excepcionalmente baixo dos celulares e dos chips de computadores,fazendo com que pequenos comerciantes se relacionem diretamente com fornecedores e clientes,eliminando atravessadores e reduzindo custos.Um exemplo aqui no Brasil,constata que o microcrédito no qual microempreendedores são capitalizados a juros muito baixos,permite dobrar a renda familiar.Há outros exemplos que o entrevistado Mazon explica,com muita clareza.

 

Pra vcs,pensando nos 80 milhões que vivem na pobreza no Brasil,acreditar na política de um país onde se paga um dos maiores impostos do mundo,no qual não vemos retorno algum na saúde,na educação e na segurança,além da palhaçada do Congresso a da frouxidão da Justiça entre outros sérios problemas institucionais, é melhor apostar e acreditar ,acima de qualquer esperança política, numa conscientização em massa das grandes corporações?
Link to comment
Share on other sites

olórin, isso é bom, mas acho que foge mais ainda do desenvolvimento sustentável como alternativa para preservar o planeta e as futuras gerações... como vc mesmo escreveu, o topo da pirâmide não tem mais para onde crescer... só por isso eles vão tentar enriquecer agora às custas dos, então no futuro, ex miseráveis. Para quem não sabe, o desenvolvimento sustentável tem como meta continuar o desenvolvimento humano adaptando o ambiente... ou seja, sempre pensando no dinheiro em primeirão. Começar a enriquecer os pobres não é garantia nenhuma de que o planeta não piore... haa, e o desenvolvimento sustentável não é a única alternativa, existe o ecodesenvolvimento que é o contrário, adaptar o desenvolvimento aos limites de certo ambiente... se vc não tem condições de plantar soja na amazônia, não plante, ache outro lugar, e não comece a enriquecer a terra com químicos, meter agrotóxico e depois tomar medidas amenizantes como plantar arvores em outros lugares.... mas como o mundo capitalista é capitalista, é óbvio que por ora isso é utopia...

em resumo, acho que qualquer coisa vale pra tornar a sociedade capitalista menos pior e desigual.

Link to comment
Share on other sites

Aff...que que é isso, butequim socialista?Que história é essa, o "topo da pirâmide" não tem mais como crescer?Lógico que tem!Eles precisam crescer sim, e sem nada que limite esse crescimento.O mesmo vale para os da "base da pirâmide"...de educação e saúde de qualidade pra todos, e os enfie em um mundo competitivo.Quem for inteligente, vai pro topo da pirâmide.Quem tiver menos utilidade, como mão-de-obra braçal, vai pra base...a não ser que ache uma especialização em que se ganhe um bom dinheiro mesmo sendo burro...

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...
 

 

 

O assistencialismo por parte do governo ajuda em parte,mas num contexto geral,é ineficaz,por não melhorar permanentemente as condições de vida da população mais necessitada.

 

Os repasses para as prefeituras poderiam ser maiores,mas garanto que as mesmas que reclamam da escassez de recursos não vai querer segurar esta bronca,deixando a União com o orçamento maior (proporcional,claro) e com a decisão de onde e quando investir.

 

Outra:cadê as reformas políticas,trabalhistas,judiciárias,tributarias,fiscais(?)... ficou tudo no discurso.

Qual foi o Estado que prenderam (hoje) políticos,juizes...Rondônia? Faz parte do Brasil? Parece que é outro país até...

Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...

Boa tarde a todos!

 

 

 

Primeiro eu gostaria de fazer um novo organograma:

 

 

 

Capital Humano

 

- Capital Cultural

 

-- Educação

 

- Capital Físico

 

-- Saúde

 

- Capital Financeiro

 

-- Riquezas

 

- Capital Social

 

-- Distribuição de rende

 

--- Desenvolvimento Social

 

- Capital Político

 

-- Discernimento

 

-- Conhecimento

 

 

 

Bem, depois desse organograma, eu direi que para que esse organograma seja seguido de maneira objetiva, é necessário limpar a Maquina brasileira que esta suja e completamente esburacada, não adiante pedir desenvolvimento social sem investir prioritariamente na Educação e na Honestidade, é primordial termos pessoas com discernimento para não serem alienadas por poucas coisas. O Brasil é muito rico, tem uma das maiores cargas tributarias do mundo, tem dinheiro, falta apenas o dinheiro aparecer e ser bem investido.

 

 

 

T+! e mais um bom tópico para desenvolvermos nosso discernimento. 16.gif

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...