Jump to content
Forum Cinema em Cena

Forasteiro

Members
  • Content Count

    17464
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by Forasteiro

  1. Eu também não vejo problema em falar de um filme aclamado ou mesmo de compor uma lista "óbvia", acho que o foco não devia ser bem esse na hora de avaliar. O que interessa é o que o cara consegue fazer com o texto que se propôs a escrever, não importa o filme.
  2. A cena da fuga do Magneto é sensacional mesmo, minha favorita. "There's something different about you today...", e aí tu pensa: "". Isso é o que eu acho mais legal a respeito de X2, há uma mudança de antagonismos em relação ao primeiro filme, onde ficava claramente aquela coisa Xavier x Magneto, e seus respectivos grupos de mutantes. Com a guerra, é natural que os mutantes se unam em função de um inimigo comum, e Singer redefine o vilão do filme como o próprio ser humano (que o fodástico Brian Cox representa), porque mesmo no primeiro X-Men você não consegue torcer contra o Magneto, 1º porque ele é foda e 2º por concordar com a visão dele. A cena na casa dos pais do Bobby estabelece bem essa divisão e joga o espectador definitivamente do lado dos mutantes e contra os humanos.
  3. Ah, esqueci de dizer, tem aspectos da lista do Tensor que eu não posso comentar se não entrego o ouro e revelo a minha. Mas há similaridades. Na verdade há uma só, hehe, mas é bem importante.Forasteiro2011-07-06 03:36:59
  4. "relevância conteudistica (nota: pesquisar se essa palavra realmente existe)" Saiu uma anotação no texto do Tensor. Genial. Nem pra dar UMA lida o vagabundo. Enfim, antes de mais nada, o que vocês vão avaliar na parte das listas? São os filmes escolhidos ou os comentários anexos? Eu acho que os comentários deveriam formar tipo 90% da opinião (sem querer te quebrar, Caco, hehe). Se não fica uma coisa meio besta, tipo "gostei dos filmes escolhidos: nota 10", "não gostei = nota zero", "gostei de metade = nota 5", etc. Fora que perde-se uma excelente oportunidade para FALAR SOBRE adaptações de HQ. Deveria ser o foco, creio, tanto é que rola essa lacuna de um dia pra isso (foi como o Cineclube começou, afinal. Sei que é algo que não dá pra forçar, discussões em fóruns nascem espontaneamente, mas enfim, seria bom). Eu por exemplo adorei tanto os comentários quanto o texto do Tensor porque claramente dá pra extrair temas interessantes através do que ele colocou. Essa questão das diferentes fases pelo qual o cinema tem narrado as HQs, primeiro em 70 com o Superman do Donner, depois em 80 com o Burton, e em 2000 com o Singer, é algo que não tinha me passado pela cabeça. Uma coisa que eu acabei falando na minha lista também é desse respeito impressionante que o Singer tem pelo material que está adaptando, e acho que é mais ou menos a isso que o Tensor se refere como marco (corrija-me se etc): o Singer leva a sério o universo dos X-Men, com a seriedade de um fã eu diria. Essa seriedade mudou para sempre as adaptações realmente, inaugurando essa fase perpetuada por Raimi e Nolan. Aliás, dá pra sacar isso nas duas formas totalmente distintas que Burton e Nolan dão à mesma HQ. Não admira que os fãs de Batman torçam o nariz pra escolha do Michael Keaton e pra aquela concepção meio infantil do mundo do personagem, principalmente no primeiro filme. Me parece que o cinema passou mesmo por essa maturação narrativa, percebeu que de repente o público queria que as HQs que ele tanto ama fossem tratadas com certo "respeito", que pra uma adaptação não basta enfileirar elementos do material original, etc. Acho que foi a partir de X-Men mesmo que pode-se dizer que o cinemão adquiriu a verdadeira dimensão de como narrar uma HQ, um certo equilíbrio, sem que haja essa opressão de uma arte sobre a outra como o Burton exerceu. Aliás será que dá pra jogar um pouco do peso dessa mudança no Joel Schumacher? Pra alguma coisa aquelas porras tem que servir. Aliás, se alguém pôs Batman & Robin no top, deveria levar o prêmio na hora, hehe. Tem que ser muito cuiúdo.
  5. Forasteiro

    Grêmio #2

    Eu ainda prefiro ter caído pra série B e ganhado alguma coisa do que não ganhar nada. Mentira, mas digo isso pra mim mesmo às vezes. Ajuda.
  6. Nãnãnãnãnão, esquessam o que o Tensor dice, eu não escrevo porra nenhuma. Na verdade acho que até piorei nos últimos tempos, sabe, com as drogas e tal (maldito joguinho de espectativas, se eu foce do júri tirava um ponto de cara só pelo atrevimento ) Sobre o Marcelo e o Bat, eu acho que o festival perde muito se eles não conseguiram cumprir o prazo. Enfim, o Nacka que decide, mas eu não me importo se eles só mandarem na segunda. Às vezes dá merda mesmo, queima pc, a tia morre, etc.
  7. Forasteiro

    Grêmio #2

    Na verdade o Lúcio se lesionou. Forasteiro2011-07-03 23:21:13
  8. Forasteiro

    Grêmio #2

    Na verdade o Douglas está suspenso, eu tinha esquecido.
  9. Forasteiro

    Grêmio #2

    Julinho fez o primeiro treino já sacando Douglas do time e armando com Escudero e Marquinhos. Interessante.
  10. Forasteiro

    Grêmio #2

    As perspectivas que eu tinha para o Grêmio até esse momento eram de meio de tabela, que é o lugar de time medíocre. Como só o título me interessa, não dáva pra seguir com o já conhecido pra de repente fazer um bom campeonatinho e tal, isso pode ser objetivo pra América e Ceará, não para o Grêmio. O Grêmio tem que brigar na ponta da tabela sempre. Pra isso, uma virada muito grande tem que acontecer, por isso a esperança sobre o Julinho que até ontem eu ignorava completamente é um troço até meio infantil, injustificável, porque a gente quer acreditar quem a temporada não vai terminar na metade do campeonato como ano passado. Ou eu acredito que o tal do Julinho vai ser o novo Mano Menezes ou largo de mão, vou acompanhar a liga nacional de bocha, o campeonato de taco, etc.
  11. Forasteiro

    Grêmio #2

    Não conheço. Acho que ninguém conhece, só quem é da imprensa ou acompanha de verdade as bases do Grêmio, o que não é meu caso. É aposta total, mas nesse momento, sinceramente... perde-se a referência da figura do Renato e você tem no horizonte Cuca, Dunga, Roth... Eu prefiro a esperança de um talento promissor à certeza do talento limitado.
  12. Forasteiro

    Grêmio #2

    Lógico, Jim Carrey é comediante. Se identificou.
  13. Forasteiro

    Grêmio #2

    Afora os problemas de sempre é o Douglas quem enfia o time no cu com muita categoria quando quer. Arma os contra-ataques, produz as faltas próximas da área e eventualmente deixa o Grêmio com 10 em campo.
  14. Vi La Casa Muda, terror uruguaio feito quase sem dinheiro e que foi ao Festival de Cannes ano passado. Tem textinho: http://www.cineplayers.com/critica.php?id=2201
  15. 01. No Silêncio da Noite (Nicholas Ray) 02. O Samurai (Jean-Pierre Melville) 03. Verdades e Mentiras (Orson Welles) 04. Prelúdio Para Matar (Dario Argento) 05. A Sombra da Guilhotina (Anthony Mann) 06. Fuga do Passado (Jacques Tourneur) 07. O Ciclo do Pavor (Mario Bava) 08. O Paraíso Infernal (Howard Hawks) 09. Terror nas Trevas (Lucio Fulci) 10. Providence (Alain Resnais) 11. Pat Garrett & Billy The Kid (Sam Peckinpah) 12. Casablanca (Michael Curtiz) 13. Crash (David Cronenberg) 14. À Beira da Loucura (John Carpenter) 15. Carta de uma Desconhecida (Max Ophüls) 16. O Salário do Medo (Henri-Georges Clouzot) 17. Almas Perversas (Fritz Lang) 18. A Hora do Lobo (Ingmar Bergman) 19. Noites Brancas (Luchino Visconti) 20. Os Chefões (Abel Ferrara)
  16. Ó o Tensor e o Marcelo tentando me pescar. Mas acho que vocês vão se surpreender. Ou não, não sei, não tenho ideia do que vai acontecer. Estou bastante curioso. E Silva. Das três opções eu tenho certeza que o Silva sabe exatamente aquela que é mais capaz de me derrubar, hehe. Estou aguardando a mp ainda, vamos ver. Se for o que estou pensando, não tem meio termo: ou eu vou muito bem ou vou passar vergonha.
  17. Aliás, falando em Robert Siodmak (notei bastante gente colocando filmes dele no top), já viram No Silêncio das Trevas? É seguramente o seu filme mais bonito, com um punhado dos ângulos e movimentos de câmera mais absurdos que você vai ver em um filme de plena década de 40 (na década, acho que só pode ser comparado a Anthony Mann mesmo), do tipo de coisa que faz você pensar que Argento e De Palma devem ter visto quanto eram pirralhos. A merda é que o filme hiberna por uns 20, 25 minutos. Não entendo como o Siodmak conseguiu tirar da cartola a narrativa absurda e labiríntica de Os Assassinos e não conseguiu manter o timing aqui. Eu odiei esse filme com todas as minhas forças. Não fossem os problemas seria com certa vantagem o maior do Siodmak, mas nunca encontrei mais ninguém que tenha visto pra poder dividir isso, então fica aí a pergunta. E revendo meu top agora eu percebo que esqueci Berlin Express. Seria mais um Tourneur na lista, mas entra fácil. E porra, NINGUÉM viu A Sombra da Guilhotina (circula por aí também com o título No Reino do Terror)? É absurdo. De todos os milhares de filmes que eu teria a indicar a alguém, este é o nº1, sempre será. Eu tirei uns 450 screenshots uma vez, pra quem quiser ver: http://multiplot.wordpress.com/especiais/screenshots-a-sombra-da-guilhotina-reign-of-terror-the-black-book-anthony-mann-1949/
  18. Tensão, aproveita esse clima maravilhoso de RS, muna-se de cobertor, café e todo tipo de doce de padaria e faça uma viagem sem volta aos anos 40. Eu sei que vou rever algumas coisas, principalmente Howard Hawks.
  19. Eu acho a década de 40 a mais representativa, mais pulsante dessa coisa toda de cinema, talvez também por ser o abrigo e a gênese do noir. Há uma evolução técnica e estilística muito vibrante em relação a 30 mas ainda há uma certa inocência que viria a se dissipar na metade da década seguinte, então quando eu penso em cinema de um modo geral, o que me vêm à cabeça são os anos 40, não o western ou o horror italiano que eu amo tanto. Me vem o Bogart bebendo um uísque no Ricky's Café escuro e vazio, o Mitchum balbuciando qualquer coisa com o cigarro no canto da boca ou Edward G. Robinson hipnotizado pelo retrato da Joan Bennet, tudo envolto em fumaça e foto low key. Descobri recentemente que, apesar de eu gostar mais e até em maior número de filmes de outras décadas, os anos 40 são os meus favoritos. Ah, é uma pena que Paraíso Infernal tenha sido lançado ainda em 39, é melhor que Jejum de Amor e entra no top 5 dessa lista tranquilo.Forasteiro2011-06-20 01:00:27
  20. Anotados smileys/den.gif" align="middle" /> Mas o próximo que vou ver é Matar ou Morrer. É o que tenho mais curiosidade hoje. E po' date=' esqueci Tragam-me a cabeça. Ele ta no top sim. E Onde os Fracos também, mas sempre fiquei assim em considerar western, mas é [img']smileys/den.gif" align="middle" /> Na real acho No Country mais western que True Grit. Matar ou Morrer é fantástico. Mas veja os Manns, é o meu diretor favorito dentro do gênero.
  21. Ah é. E nenhum Ford, Wilder ou Hitchcock de novo.
  22. 01. A Sombra da Guilhotina (Anthony Mann) 02. Fuga do Passado (Jacques Tourneur) 03. Carta de uma Desconhecida (Max Ophüls) 04. Casablanca (Michael Curtiz) 05. Almas Perversas (Fritz Lang) 06. Retrato de Mulher (Fritz Lang) 07. Jejum de Amor (Howard Hawks) 08. A Morta-Viva (Jacques Tourneur) 09. Laura (Otto Preminger) 10. Os Assassinos (Robert Siodmak) 11. Curva do Destino (Edgar G. Ulmer) 12. Na Teia do Destino (Max Ophüls) 13. À Beira do Abismo (Howard Hawks) 14. O Falcão Maltês (John Huston) 15. Anjo ou Demônio? (Otto Preminger) 16. O Terceiro Homem (Carol Reed) 17. O Corvo (Henri-Georges Clouzot) 18. A Felicidade Não Se Compra (Frank Capra) 19. O Tesouro de Sierra Madre (John Huston) 20. Baixeza (Robert Siodmak)
×
×
  • Create New...