Jump to content
Forum Cinema em Cena

SergioB.

Members
  • Content Count

    4354
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    95

Everything posted by SergioB.

  1. Las Vegas Winners: Top 10 Films: 1. Nomadland 2. Sound of Metal 3. Promising Young Woman 4. Minari 5. The Outpost 6. Selah and the Spades 7. Da 5 Bloods 8. Mank 9. Judas and the Black Messiah 10. The Trial of the Chicago 7 Best Picture: Nomadland Best Director: Chloé Zhao, Nomadland Best Actor: Riz Ahmed, Sound of Metal Best Actress: Frances McDormand, Nomadland Best Supporting Actor: Daniel Kaluuya, Judas and the Black Messiah Best Supporting Actress: Amanda Seyfried, Mank Best Original Screenplay: Shaka King & Will Berson, Judas and t
  2. Georgia Film Critics Nominations: Best Picture “The Father” “I’m Thinking of Ending Things” “Mank” “Minari” “Nomadland” “One Night in Miami” “Promising Young Woman” “Soul” “Sound of Metal” “Time” “The Trial of the Chicago 7” Best Director “Mank” – David Fincher “Nomadland” – Chloé Zhao “One Night in Miami” – Regina King “Promising Young Woman” – Emerald Fennell “Sound of Metal” – Darius Marder Best Actor Riz Ahmed (“Sound of Metal”) Chadwick Boseman (“Ma Rainey’s Black Bottom”) Anthony Hopkins (“The Father”) Dev Patel (“The Person
  3. Detroit Film Critics Society (DFCS) Nominations: BEST PICTURE First Cow Minari Nomadland Sound of Metal The Trial of the Chicago 7 BEST DIRECTOR Lee Isaac Chung – Minari Regina King – One Night in Miami Spike Lee – Da 5 Bloods Aaron Sorkin – The Trial of the Chicago 7 Chloe Zhao – Nomadland BEST ACTOR Riz Ahmed – Sound of Metal Chadwick Boseman – Ma Rainey’s Black Bottom Anthony Hopkins – The Father Delroy Lindo – Da 5 Bloods Steven Yeun – Minari BEST ACTRESS Jessie Buckley – I’m Thinking of Ending Things Viola Davis – Ma Rainey’s Black Bot
  4. (85) Passando rapidinho pra saudar a Netflix por incluir no catálogo "Tony Manero", de 2008, o segundo longa do chileno Pablo Larraín. Eu não tinha visto, gostei muito. Um psicopata fanático pelo filme "Os Embalos de Sábado à Noite" (aliás, acho um filmão também!) deixará um rastro de sangue até conseguir se apresentar imitando o personagem de John Travolta. A trama é legal, mas o pano de fundo, com a Ditadura de Pinochet à todo vapor, está muito bem posto. Mostra-se a perseguição aos artistas, o apoio da classe média, cita-se os pequenos conflitos de território com a Argentina...
  5. (84) Dia cheio, sem muito tempo para o cinema, então escolhi ver esse "O Coro", curta-metragem de 1982, do gênio Abbas Kiarostami. Quinze minutos de muita delicadeza e graciosidade. Um senhor idoso, com problemas de audição, caminha pela cidade, usando um aparelho de ouvido. Se o som lhe apetece, como o do arrulhado dos pombos da praça principal, ele mantém o aparelho. Se o som o desagrada, como o de uma picareta, ou o de um martelar em uma lojinha, ou uma conversa ininterrupta do comércio, ele o tira. O final é muito fofo, com ele em casa, sem o aparelho, e as netas gritando p
  6. (83) Gosto de "Viva a Morte", e adoro a estranheza de "Irei como um Cavalo Louco", mas esse "A Árvore de Guernica", de 1975, o terceiro filme do diretor e dramaturgo espanhol, Fernando Arrabal, excedeu todas as expectativas. É excelente! Talvez seja pelo seu tema, mais acessível, mais claro, universal, a Guerra Civil espanhola - essa antessala terrível do que veríamos alguns anos mais tarde pela Europa e pelo mundo. Por meio de uma cidade fictícia, mostra os republicanos comunistas resistindo ao avanço dos nacionalistas monarquistas amparados pelo nazismo e pela Igreja. Poderia ser s
  7. Motion Picture Sound Awards (MPSE) Nominees: Outstanding Achievement in Sound Editing – Feature Dialogue / ADR Emperor Sobini Films Supervising Sound Editors: Glenn Morgan, D. Chris Smith Dialogue Editors: Robert Jackson Greyhound Apple TV+ Supervising Sound Editors: Michael Minkler, Warren Shaw, Will Digby, MPSE Supervising ADR Editor: Dave McMoyler Dialogue Editors: Michelle Pazer, David Tichauer, Paul Carden Ma Rainey’s Black Bottom Netflix Supervising Sound Editors: Paul Urmson, Skip Lievsay, MPSE Supervisi
  8. NOMINATIONS FOR THE 57th CINEMA AUDIO SOCIETY (CAS) AWARDS FOR OUTSTANDING ACHIEVEMENT IN SOUND MIXING FOR 2020 MOTION PICTURES – LIVE ACTION Greyhound Production Mixer – David Wyman CAS Re-Recording Mixer – Michael Minkler CAS Re-Recording Mixer – Christian Minkler CAS Re-Recording Mixer – Richard Kitting Re-Recording Mixer – Beau Borders CAS Scoring Mixer – Greg Hayes Foley Mixer – George A. Lara CAS Mank Production Mixer – Drew Kunin Re-Recording Mixer – Ren Klyce Re-Recording Mixer – David Parker Re-Recording Mixer – Nathan Nance Scoring M
  9. The 2020 Phoenix Film Critics Society (PFCS) Winners: PFCS TOP TEN (in alphabetical order) Judas and The Black Messiah Minari News of the World Nomadland One Night in Miami Promising Young Woman Soul Sound of Metal The Dig The Trial of the Chicago 7 BEST PICTURE Nomadland BEST DIRECTOR Chloe Zhao – Nomadland BEST ACTOR IN A LEADING ROLE Chadwick Boseman – Ma Rainey’s Black Bottom BEST ACTRESS IN A LEADING ROLE Carey Mulligan – Promising Young Woman BEST ACTOR IN A SUPPORTING ROLE Daniel Kaluuya – Judas and The Black Messiah BEST
  10. (82) "N`um vou nem falar nada!!" Último dos Seis Contos Morais de Éric Rohmer, "Amor à Tarde"/ "O Amor depois do Meio-Dia", de 1972, é tão sinuoso quanto encantador. Um homem feliz no casamento, com uma filha bebê, e outro a caminho, conformado com a monogamia e o fim dos flertes, reencontra uma velha amiga, que namorou um amigo que, por sua vez, se suicidou por ela. Começam a encontrar-se depois do almoço, para fazer pequenos passeios, ou para procurar um novo apartamento ou um novo trabalho para ela, até que os carinhos começam a aparecer entre eles, mas sem chegar aos finalmentes.
  11. Online Association of Female Film Critics (OAFFC) Best Film Promising Young Woman Best Director Chloe Zhao – Nomadland Best Male Lead Riz Ahmed – Sound Of Metal Best Female Lead Carey Mulligan – Promising Young Woman Best Supporting Male Daniel Kaluuya – Judas And The Black Messiah Best Supporting Female Yuh-jung Youn – Minari Best Acting Ensemble One Night In Miami Best Original Screenplay Emerald Fennell – Promising Young Woman (TIE) Eliza Hittman – Never Rarely Sometimes Always (TIE) Best Adapted Screenplay Chloe Zhao – Nomadl
  12. Rápidos comentários sobre a cerimônia: * Ridículo o discurso inflamado de Mark Ruffalo, com absolutamente ninguém a fim de ouvir aquilo. Militância tem hora. * Em contraposição, que digno e emocionante o discurso da viúva do Boseman! Vai ganhar tudo. *A quinta vaga de Atriz parece que está clara, agora, né? Mesmo sem o SAG. * Surpresa em Canção. Contudo, acho que ainda não será a vez de Diane Warren. * Para a Carey Mulligan foi muito bom não ter perdido para a Viola Davis. Da mesma forma, para a Yuh-jung Youn foi muito bom ter perdido para Jodie Foster que não entrou
  13. (81) "A Bela Junie"/ "La Belle Personne", filme de 2008, do francês Christophe Honoré. Adaptando um livro antigo de Madame de La Fayette, situando-no em uma escola do século XXI, o diretor consegue chegar em uma "Malhação" melancólica, com cérebro. Tudo ronda a chegada de uma aluna nova, vivida por Léa Seydoux, que faz a classe inteira se apaixonar por ela, mais um professor, vivido por Louis Garrel. Contudo, ela é uma jovem de alma meio antiga, vivida, enlutada pela morte da mãe, desconfiada dos homens que só a querem pela beleza, ou por uma noite apenas. O personagem de Garrel por
  14. Time Brasil, nesta semana, o que passou: * De mais relevante, a conquista da medalha de Ouro no importantíssimo Torneio búlgaro de Strandja, por parte de Beatriz Ferreira, do Boxe. Passou por uma russa bem alta, Nune Asatrian, sensação do torneio, na semifinal, por 3x2; e na final venceu a medlahista de Bronze, sua algoz em algumas oportunidades, a finlandesa de 40 anos, Mira Pontkonen. Eu vislumbro o Ouro para ela na categoria até 60kg, há muito tempo, mas eu tenho consciência de que não será fácil. A americana, a irlandesa, essa russa, a finlandesa, todas brigam pelas medalhas... F
  15. Espero muito que "Babenco", que eu ainda não vi, seja um documentário de qualidade, por que estou absolutamente encantado por outro concorrente à vaga brasileira na disputa do Oscar Internacional, "A Febre". Que filme ma-ra-vi-lho-so! Nem acredito que esteja na Netflix! É claro que eu ia gostar, pois a influência do cinema do tailandês Apichatpong Weerasethakul é nítida. Temos igualmente totais condições de fazer um cinema enigmático, relevante, misterioso, florestal, como o tailandês consegue. A cineasta Maya Da-Rin pegou aquela atmosfera de cinema e a abrasileirou, com grande resultado,
  16. (80) Espero muito que "Babenco", que eu ainda não vi, seja um documentário de qualidade, por que estou absolutamente encantado por outro concorrente à vaga brasileira na disputa do Oscar Internacional, "A Febre". Que filme ma-ra-vi-lho-so! Nem acredito que esteja na Netflix! É claro que eu ia gostar, pois a influência do cinema do tailandês Apichatpong Weerasethakul é nítida. Temos igualmente totais condições de fazer um cinema enigmático, relevante, misterioso, florestal, como o tailandês consegue. A cineasta Maya Da-Rin pegou aquela atmosfera de cinema e a abrasileirou, com grande
  17. Cry me a River. O povo vê misoginia, eu noto apenas como ele foi audacioso. Acho o Timberlake um superartista.
  18. Não consigo ver misoginia. Amo aquela música e aquele clipe.
  19. Online Association of Female Film Critics Best Film First Cow Minari Nomadland One Night In Miami Promising Young Woman Best Director Lee Isaac Chung – Minari Emerald Fennell – Promising Young Woman Regina King – One Night In Miami Kelly Reichardt – First Cow Chloe Zhao – Nomadland Best Male Lead Riz Ahmed – Sound Of Metal Chadwick Boseman – Ma Rainey’s Black Bottom Delroy Lindo – Da 5 Bloods Mads Mikkelsen – Another Round Steven Yeun – Minari Best Female Lead Viola Davis – Ma Rainey’s Black Bottom Vanessa Kirby – Pieces Of A Woman France
  20. (79) Ainda muito impressionado com a qualidade cinematográfica de "Time", fui atrás do curta-metragem "America", do ano de 2019, da diretora Garret Bradley. Também a preto-e-branco, belamente fotografado pelo mesmo fotógrafo, Zac Manuel (Aposto que em breve alçará voos maiores), com 29 minutos de duração, sem um único diálogo,é um painel sobre os negros em Nova Orleans, e de como eles foram registrados no começo do século XX. Isso não é mostrado de um jeito articulado, não. É bastante lírico. Reúne desde fotografias antigas, a simulações de vivências antigas da região, mostrando
  21. Encerrando uma grande vergonha literária, vou com "A Fazenda dos Animais", título original em substituição ao muito melhor "A Revolução dos Bichos", de George Orwell.
  22. (78) Antes de ver temia que fosse apenas um doc especulativo, uma coisa de fã, mas "Framing Britney Spears" conseguiu ser um documentário jornalístico com fundamentos, que deveriam levar as autoridades jurídicas americanas a pelo menos se debruçarem sobre o caso. Eu não sei em que o silêncio beneficia o "outro lado". Se eu fosse acusado injustamente de algo, eu estaria enfurecido, gritando, reclamando, movendo terra e céu pra provar a ofensa. Esse silêncio é eloquente. Parabéns a diretora Samantha Stark. Conseguiu alinhavar vídeos, fotos, depoimentos, de modo lógico e respeitos
  23. Pior filme do ano!!!! A bomba do ano, o "Cats" do ano, "Music", dirigido pela cantora Sia, é um desastre, embora indicado a dois Globos de Ouro - vai saber por quê. A personagem autista, em uma forma severa, reforça estereótipos e esvazia a mensagem social. A diretora e os artistas já até pediram desculpas para os eventuais ofendidos. Em termos de cinema, a montagem intercala na narrativa diversos videoclipes, meio parecidos com os que a cantora apresenta em sua carreira, cheios daquelas expressões facias, e expressões corporais, de gosto duvidoso. Ver Kate Hudson, ou Leslie Odom Jr.
  24. (77) Pior filme do ano!!!! A bomba do ano, o "Cats" do ano, "Music", dirigido pela cantora Sia, é um desastre, embora indicado a dois Globos de Ouro - vai saber por quê. A personagem autista, em uma forma severa, reforça estereótipos e esvazia a mensagem social. A diretora e os artistas já até pediram desculpas para os eventuais ofendidos. Em termos de cinema, a montagem intercala na narrativa diversos videoclipes, meio parecidos com os que a cantora apresenta em sua carreira, cheios daquelas expressões facias, e expressões corporais, de gosto duvidoso. Ver Kate Hudson, ou Lesli
  25. Guild of Music Supervisors Awards nominations: Best Music Supervision for Film Budgeted Over $25 Million Jonathan Leahy (“Bill & Ted Face The Music”) Becky Bentham (“Eurovision”) Julia Michels (“Jingle Jangle”) Tom MacDougall (“Soul”) Angela Leus (uncredited) (“Trolls World Tour”) Best Music Supervision for Film Budgeted Under $25 Million Season Kent (“Happiest Season”) Linda Cohen (“The High Note”) Dan Wilcox (“I’m Your Woman”) Kevin Edelman (“I Still Believe”) Dawn Sutter Madell (“Ma Rainey’s Black Bottom”) Best Music Supervision for Film Budgeted Un
×
×
  • Create New...