Jump to content
Forum Cinema em Cena

Tica

Members
  • Posts

    776
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by Tica

  1. Alpha FM total mesmo. Faz um bom tempo que não ouço essa rádio, mas toca umas coisas bem legais. Se bem que a Kiss FM é melhor Ah, sobre a Maria Rita não sei bem o que dizer. Ela é interessante e gosto das músicas que ela canta, tipo a 'Pagu' ficou melhor cantada por ela que pela DIVA da Rita Lee...Mas uma coisa é certa: Elis Regina>>....>> Maria Rita. Não acho que a voz dela semelhante à da mãe. Enfim, estava almoçando com uns amigos hoje e olha o que toca no barzinho: (Gosto dessa música na voz do Seu Jorge também!)
  2. Jack, essa Coralie Clément é uma delícia de ouvir. Não conhecia! Piaf é clichê, mas amo. Milord é uma música que gosto bastante e também o fato da letra estar intimamente ligada à infância da Piaf e fazê-la lembrar daquela prostituta que cuidou dela... http://www.youtube.com/watch?v=_Iwh0gUnfew (Fico tão tocada em lembrar da Piaf entrando em decadência ) Falando em música brasileira, amo essa:
  3. Acho que isso que o tornou tão próximo à realidade. Quando ela começava a cantar 'La Vie en Rose' depois de uma discussão eu ficava possessa! Não sei, o filme resume muito a complexidade das relações humanas. O que somos e o que nos tornamos diante de determinada situação...intenso Outra coisa é o diretor...Mon Dieu! Ele tem a minha idade e dirigiu esse filme em 2009! Achei surreal e adorei.
  4. O Sertanejo de verdade é bom, não faz meu tipo, mas é bom. Atire a primeira pedra quem não sabe as músicas do Chitãozinho e Chororó?! Acho bonitas e tal. Mas esses negócios que andam com o rótulo de Sertanejo e Sertanejo Universitário não são músicas. São barulhos e tenho asco por saber que essa porcaria faz sucesso. Pagode eu acho tosco. Sei lá, músicas melosas ao extremo ou nojentas demais. Desse tipo de música popular, eu só curto MPB e, com exceção, o Samba da Maria Rita e o Zeca pagodinho que acho divertido. Ainda assim, não são coisas que ouço com frequência. Por melhor que a Maria Rita seja, não conseguiria deixá-la em Looping eterno. Já um bom e velho rock é outra coisa. Enfim, rótulos à parte, eu diferencio música de barulho. Hahahaha!
  5. Em 'O Homem Bicentenário', eu acho interessante ele querendo envelhecer e morrer... Em A.I. eu chorei. Aquele babyssauro sabe interpretar uma criança sofrida muito bem ( 'A Corrente do bem' foi o ápice) e a estória é interessante se partirmos do pressuposto que até dado momento o David Swinton (Haley Joel Osment) não faz idéia de que ele não é filho da família lá (e que é um robô), fora a epopéia que ele passa. Mas esse é um filme altamente subjetivo, tem nem o que dicutir. Sobre Prometheus eu vou me abster de comentar. E Will Smith é demais mesmo, mas o que eu mais gosto no filme é o robô em si. Tem uma hora que ele tá lá naquele depósito cheio de containers e olha os outros robôs como se ...sei lá, tomasse consciência de mundo. Não sei porque, mas essa é a cena que mais marcou, não a esqueço. Como disse anteriormente, leia 'O Fim da Eternidade'. Fala sobre viagem no tempo e tal, o livro é fantástico e considero um dos meus favoritos! Se for comprá-lo, a dica é ir na Cultura lá da Paulista, aí você aproveita para dar uma passada na Geek (se já não conhece), aquilo é um paraíso de loja!!!
  6. Não vejo problema nisso, oras. Só tenho repulsa por pagode, funk, sertanejo e congêneres. Argh.
  7. Já que estamos falando de Ramones, uma das que mais gosto:
  8. Ain, claro que conheço! Esse pra mim é o ápice do ultra romantismo, Jack. E essa?
  9. J'ai Tué ma Mère (2009): Achei o filme bem interessante. A forma como aborda a relação conflituosa entre o protagonista e sua mãe não foge muito do que constumamos ver em filmes do mesmo gênero. A nuance aqui talvez resida na ênfase que dão à mistura de amor e ódio na relação, a mistura caótica desses sentimentos antagônicos nos proporciona sensações de certa forma semelhantes às dos personagens. Houve horas em que eu odiei a mãe e compreendi o filho e horas em que senti compaixão dela e desprezo por ele...É um filme conflituoso. Talvez porque a vida assim o seja. A trilha sonora me chamou a atenção, em certo momento jurava que era o Yann Tiersen (Amo esse cara!), mas pelo que li, foi mero engano meu. Nota: 3,5/5
  10. Hoje eu estou de Carla Bruni, não resisto à essa mulher e nem a uma boa música francesa aos ouvidos Tu es ma came A toi tous mes soupirs, mes poèmes Pour toi toutes mes prières sous la lune A toi ma disgrâce et ma fortune...
  11. Sobre A.I e O Homem bicentenário você não gostou só do filme ou da história também não? Tipo, esse negócio dos robôs acabarem tendo um tipo de inteligência que simula, ou não , os sentimentos humanos? Acho que só gostou de 'Eu, robô' porque tinha um crime no meio. (O lance das 3 leis da robótica foi o Asimov quem inventou, achei genial) E eu adoro livros, apesar de não ter muito tempo de ler os que não sejam doutrinas jurídicas...
  12. Eu gosto de 'Contato', bastante por sinal. É o tipo de filme que toca ou não toca. O livro é muito bom, muito mesmo e tem algumas discussões religiosas no meio bem interessantes (melhores que as do filme). Ah, cara! 'O Homem bicentenário' é fofo, VOCÊ NÃO TEM SENTIMENTOS? Sei lá, vi há anos-luz, mas lembro que gostei bastante da história e tal. Segundo fontes seguras o conto que deu origem à história é bem emocionante e parece que um pouco diferente. Eu tenho a coleção 'Histórias de Robôs', que é uma coletânea de contos de caras fodas e tem esse aí, mas ainda não tive tempo... 'Eu, Robô' é muito bom e apesar de só ter lido um livro do Asimov até agora, acho o cara fodástico. Como ele imaginou tudo isso naquela época? As leis da robótica e tudo mais! F*da demais! Eu tenho o livro também, mas está na minha lista infinita...hehehe! Só não lembro se A.I é baseado em algo do Asimov também... (Vai dizer que não gosta desse também?) E sobre ter a DeLorean em tamanho real, acho que nem se você partir pro crime! hahaha
  13. Questão, não acompanho a série, mas acho que pode se interessar: Entrevista com Bianca Müller, a Nina da série Sessão de Terapia
  14. Só pelo cartaz de divulgação eu já estava achando a série tosca, mas ainda não conferi o piloto e nem sei se vale à pena...
  15. Mel Dels, como você conseguiu parar logo no penúltimo ep?! Eu morreria de ansiosidade... Eu amo Back to the future Inclusive preciso fazer uma maratonia pra matar as saudades. Meu sonho é ter uma DeLorean em escala de 1:24, porque só tenho uma miniatura da Hot Weels. Sobre livros de Ficção, experimente o Asimov (O Fim da Eternidade) ou Carl Sagan (Contato). Esse do Sagan tem até filme e você já deve ter assistido e sobre o Asimov, 'O Homem Bicentenário' e 'Eu, Robô' foram baseados nas obras dele! Olha, com relação à mostra, também achei os preços SALGADOS. O problema desses baratinhos aí é que é um inferno conseguir, sério. Na última Mostra que fui eu sofri pra conseguir ingressos mesmo chegando mais cedo!
  16. Guardar (Antonio Cicero ) Guardar uma coisa não é escondê-la ou trancá-la. Em cofre não se guarda coisa alguma. Em cofre perde-se a coisa à vista. Guardar uma coisa é olhá-la, fitá-la, mirá-la por admirá-la, isto é, iluminá-la ou ser por ela iluminado. Guardar uma coisa é vigiá-la, isto é, fazer vigília por ela, isto é, velar por ela, isto é, estar acordado por ela, isto é, estar por ela ou ser por ela. Por isso melhor se guarda o vôo de um pássaro Do que um pássaro sem vôos. Por isso se escreve, por isso se diz, por isso se publica, por isso se declara e declama um poema: Para guardá-lo: Para que ele, por sua vez, guarde o que guarda: Guarde o que quer que guarda um poema: Por isso o lance do poema: Por guardar-se o que se quer guardar.
  17. Antes que o mundo acabe é um filme que conta a história de Daniel, um menino que vive em uma cidadezinha do interior e se vê diante de algumas problemáticas adolescentes. Seu melhor amigo é acusado de roubo, sua namorada pede um tempo e sua irmã é uma pentelha. Esses parecem ser os maiores problemas do mundo, afinal, aquele era o único mundo que conhecia. Porém, Daniel recebe uma carta de seu pai que aparentemente havia lhe abandonado ainda criança. Apesar de ficar um tanto relutante em abri-la, ele acaba cedendo e se depara com todo um universo de descobertas, não só sobre sua origem, mas sobre o Mundo. E isso tudo acontece porque seu pai é fotógrafo e é através de fotos que ele lhe abre novos horizontes... O filme começa sendo contado através da visão da irmã do Daniel, e é através dela que vemos quanta coisa pode acabar, sumir, extinguir-se. O filme tem uma mensagem muito linda que pra mim é sobre eternizar momentos antes que eles acabem... Nota: 4/5
  18. Antes que o mundo acabe é um filme que conta a história de Daniel, um menino que vive em uma cidadezinha do interior e se vê diante de algumas problemáticas adolescentes. Seu melhor amigo é acusado de roubo, sua namorada pede um tempo e sua irmã é uma pentelha. Esses parecem ser os maiores problemas do mundo, afinal, aquele era o único mundo que conhecia. Porém, Daniel recebe uma carta de seu pai que aparentemente havia lhe abandonado ainda criança. Apesar de ficar um tanto relutante em abri-la, ele acaba cedendo e se depara com todo um universo de descobertas, não só sobre sua origem, mas sobre o Mundo. E isso tudo acontece porque seu pai é fotógrafo e é através de fotos que ele lhe abre novos horizontes... O filme começa sendo contado através da visão da irmã do Daniel, e é através dela que vemos quanta coisa pode acabar, sumir, extinguir-se. O filme tem uma mensagem muito linda que pra mim é sobre eternizar momentos antes que eles acabem... Nota: 4/5
  19. Tica

    Vegas

    Jack, concordo com você no quesito "não apaixonantes". Eu achei a série muito boa e o piloto foi muito bem feito, fora que o elenco está 100%. Só não achei que a série tinha aquele ingrediente especial viciante como algumas outras séries. Claro que eu estou falando isso só com base no piloto e tal, mas vou continuar vendo!
  20. Sei lá, eu lembro que na época que assisti eu tinha adorado o filme. E concordo com você, o Brad Pitt estava impagável!
  21. Tica

    Last Resort

    Não achei que a presença do Chaplin tenha ofuscado os outros, mas apenas que o ator conseguiu passar um personagem fodástico. A parte em que ele coloca a chave, pára um momento, e depois exige que a ordem venha de um canal direto foi demais. E o Robert Patrick está muito bom e apesar de aparentar que ele é apenas um rabugento que segue as normas ao pé da letra, tenho em minha mente que ele pode, de alguma forma, estar envolvido com o que aconteceu. E se não estiver, é do tipo que mudaria de lado, uma vez que ele não apoia o Chaplin. O Julian Serrat parece que vai nos fornecer ótimos momentos de tensão e gostei bastante da parte dele apesar de ter brochado com a ceninha lá do bar onde ele arrega pro King. Outra que me chamou a atenção, além da Grace, foi a Kylie Sinclair.
×
×
  • Create New...