Jump to content
Forum Cinema em Cena

Que CD Você Recomenda ?


Recommended Posts

RECOMENDAÇÃO DE HOJE :

 

1030704_4.jpg

 

Judas Priest - British Steel

 

Faixas

1. Rapid Fire
2. Metal Gods
3. Breaking the Law
4. Grinder
5. United
6. Don´t Have to Be Old to Be Wise
7. Living After Midnight
8. The Rage
9. Steeler
10. Red, White & Blue (inédita)
11. Grinder (live)

 

Sétimo disco do Judas Priest, British Steel saiu em 1980, e se constitui num marco da carreira desta consagrada banda inglesa de heavy metal. Para começo de conversa, foi o primeiro trabalho do quinteto a conseguir um disco de ouro no disputado mercado americano, além de atingir o quarto lugar na parada inglesa. Nada mal para o baterista Dave Holland, ex-Trapeze, que estreou no Judas precisamente com este álbum, um dos responsáveis pelo estouro da chamada New Wave Of British Heavy Metal (nova onda do heavy metal britânico), que trouxe à tona bandas como o Iron Maiden e o Def Leppard. As faixas mais conhecidas do CD são as vibrantes Breaking The Law e Living After Midnight, além das pesadíssimas Rapid Fire, Grinder e Steeler. O vocal agressivo e marcante de Rob Halford, as guitarras virulentas e altamente entrosadas de Glenn Tipton e K.K. Downing e o baixo seguro de Ian Hill, além da entrada triunfal de Holland são destaques deste álbum, um clássico do heavy rock. Fabian Chacur.

 

Vale lembrar que esses dois do Judas Priest que eu citei, faz parte da coleção Remasters, que contém faixas bônus e ao vivo ! 03

 

RECOMENDADO !!!!!

1616161616
Minduim2006-12-02 10:13:05
Link to post
Share on other sites
  • Replies 235
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Sugestão de hoje:

 

B000002MM8.01.LZZZZZZZ.jpg

 

Grupo: DEAD CAN DANCE

Título: Into the Labyrinth

Ano: 1993

Origem: Austrália

Gênero: Pop alternativo

 

Consistindo essencialmente do duo Lisa Gerrard e Brendan Perry, o Dead Can Dance é o tipo de música difícil de categorizar. Uma deliciosa fusão de música pop, folk, medieval, árabe, ritmos tribais e algumas reminiscências progressivas, criando uma sonoridade única, meio hipnótica, predominantemente soturna e misteriosa. Considerado um de seus melhores trabalhos, Into the Labyrinth é realmente sensacional, contendo algumas das músicas mais representativas desse duo ao longo de sua carreira, tais como "Yulunga (Ghost Dance)", "The Carnival is Over" e "How Fortunate the Man With None". 2thumbs 

 

Demétrio.

Link to post
Share on other sites

Mais uma sugestão:

 

aftereverything.jpg

 

Grupo: THE CHURCH

Álbum: After Everything Now This

Ano: 2002

País: Austrália

Gênero: Alt Pop-Rock

 

A veterana banda australiana The Church, na ativa desde o início dos anos 80, vem lançando ao longo dos anos verdadeiras preciosidades, tais como The Blurred Crusade, Heyday, Priest=Aura, Sometime Anywhere, Magician Among the Spirits, Hologram of Baal e este After Everything Now This. Apresentando interessantes reminiscências de Pink Floyd e The Byrds, a banda faz um rock bastante melódico e introspectivo, com alguns elementos de space rock e eventualmente eletrônicos também, além de uma atmosfera melancólica bastante peculiar, captada através da voz grave e marcante de Steve Kilbey (também baixista) e dos inspiradíssimos timbres de guitarras, com nítidos elementos de rock progressivo e neopsicodelia. 2thumbs

 

Demétrio.

Link to post
Share on other sites

Sugestão de hoje:

 

B00005Q47V.01._SCLZZZZZZZ_.jpg

 

Grupo: ANATHEMA<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

Título: A Fine Day to Exit

Ano: 2001

Origem: Inglaterra

Gênero: Prog Metal

 

Depois de enveredar pelo Doom / Death Metal na fase inicial de sua carreira (1992 a 1996), a banda inglesa Anathema mergulhou fundo no rock progressivo a partir de seu disco Alternative 4, de 1998, consolidando definitivamente essa nova tendência no álbum seguinte, Judgement (1999), e nos seus dois mais recentes trabalhos de estúdio, A Fine Day to Exit (2001) e A Natural Disaster (2003).

 

Bastante introspectivo e macambúzio, A Fine Day to Exit constitui-se num dos melhores trabalhos do Anathema. A produção de Nick Griffiths (que trabalhou com o Pink Floyd em The Wall) é a maior prova do mergulho definitivo da banda nas melodias intrincadas do progressivo. O disco todo é uma viagem, emotivo, climático, soturno, melancólico, com destaques para as faixas "Release" (2) e "Leave No Trace" (4), ambas com uma harmonia belíssima e atmosferas bem viajantes e hipnóticas, e as duas músicas finais, "A Fine Day to Exit" e "Temporary Peace", também viajantes e melancólicas.

 

Um must para fãs de bandas como Porcupine Tree, Opeth (fase Damnation), Radiohead e Pink Floyd, sendo especialmente indicado para aqueles que também apreciam essa deliciosa fusão de peso e agressividade com melodias e atmosferas altamente sensíveis. 2thumbs

Demétrio.

Link to post
Share on other sites

Recomendação de hoje :

 

71504.jpg

 

Whitesnake - Starkers in Tokyo

 

O vocalista David Coverdale e o guitarrista Adrian Vandenberg tocam alguns hits do Whitesnake apenas com voz e violão. Com 10 faixas, é o disco mais intimista da banda. Traz músicas como Is This Love, Love Ain´t No Stranger e Here I Go Again.

 

Faixas

1. Sailing Ships
2. Too Many Tears 
3. The Deeper The Love
4. Love Ain´t No Stranger 
5. Can´t Go On
6. Give Me All Your Love
7. Don´t Fade Away
8. Is This Love 
9. Here I Go Again
10. Soldier Of Fortune

 

10101010 EXCELENTE !
Link to post
Share on other sites

Sugestão do dia:

B00005V90X.01.LZZZZZZZ.jpg

Artista: CRAIG ARMSTRONG
Título: As If to Nothing
Ano: 2002
Origem: Escócia
Gênero: Soundtrack, ambient

Conhecido como autor de diversas trilhas para filmes e teatro, o compositor escocês Craig Armstrong veio a tornar-se mais conhecido a partir de sua colaboração com o grupo Massive Attack, para o qual compôs arranjos de cordas (além disso também já compôs arranjos orquestrais para o U2, Bjork, Luciano Pavarotti, Suede, Madonna, dentre outros nomes). Depois disso lançou alguns trabalhos solo, a exemplo deste excelente As If to Nothing, que conta com diversas participações especiais, dentre as quais do Evan Dando (vocalista do Lemonheads), do Mogwai, da indiana Swati Natekar e do cantor Bono (U2).

Música de base eminentemente orquestral mesclada com interessantes elementos eletrônicos, num trabalho realmente magnífico. E uma curiosidade: o disco traz uma belíssima releitura da música Starless, do King Crimson. 2thumbs


Demétrio.
Link to post
Share on other sites

RECOMENDAÇÃO DE HOJE :

 

73229.jpg

 

QUEEN - Made in Heaven

 

Este álbum contém as últimas gravações feitas com Freedie Mercury e musicalmente parece levar de volta aos anos 70 - o auge da banda. Algumas das canções lembram os efeitos familiares de "Bohemian Rhapsody".

 

Faixas

1. It´s A Beautiful Day
2. Made In Heaven
3. Let Me Live
4. Mother Love
5. My Life Has Been Saved
6. I Was Born To Love You
7. Heaven For Everyone
8. Too Much Love Will Kill You
9. You Don´t Fool Me
10. A Winter´s Tale
11. It´s A Beautiful Day

 

Destaque para a faixa "I Was Born To Love You", música da carreira solo de Freddie Mercury. 1010101010
Minduim2006-12-05 10:03:35
Link to post
Share on other sites

Sugestão de hoje:

 

B0000029H0.01._AA240_SCLZZZZZZZ_V51630365_.jpg

 

Grupo: TOAD THE WET SPROCKET

Título: Dulcinea

Ano: 1994

Origem: USA

Gênero: Folk-Rock Alternativo

 

Este grupo californiano faz um rock alternativo bastante melódico e com algumas pitadas folk, de uma beleza realmente singular, com melodias cativantes e harmonias belíssimas que nos conquistam logo na primeira audição. 2thumbs

 

Um disco magnífico da primeira à última faixa, com especial ênfase para as músicas Fly from Heaven (1), Something's Always Wrong (3), Crowing (5) e Windmills (7). 10

 

MySpace da banda:

 

http://profile.myspace.com/toadthewetsprocket

 

Demétrio.

Link to post
Share on other sites

163283.jpg

Glenn Hughes - Burning Japan Live

 

O ex-baixista do Deep Purple e ex-vocalista do Black Sabbath, Glenn Hughes, considerado o "The Voice Do Rock" é dono de um estilo bem próprio, que mistura a garra do rock com a alma e malícia da música negra. Este novo trabalho traz o repertório da turnê do disco From Now On realizada em 89/90 e inclui os clássicos do Deep Purple (You Keep On Moving/Stormbringer e Lady Double Dealer).

 

Faixas

1. Burn
2. The Liar
3. Muscle And Blood
4. Lay My Body Down ...
5. From Now On..
6. Into The Void
7. Still In Love With You
8. Coast To Coast
9. This Time Around
10. Owed To G
11. Gettin ´ Tighter
12. You Keeps On Moving
13. Lady Double Dealer
14. I Got Your Number
15. Stormbringer

1616161616
Link to post
Share on other sites

RECOMENDAÇÃO DE HOJE :

 

134505.jpg

 

JUDAS PRIEST - Sad Wings Of Destiny

 

Faixas

1. Victim Of Changes
2. The Ripper
3. Dream Deceiver
4. Deceiver
5. Prelude
6. Tyrant
7. Genocyde
8. Epitaph
9. Island Of Domination

 

Com um som pesado que se parece com a época de ouro do Black Sabbath, com arranjos mais intrincados, texturas de som mais variadas e um pouco de influencia gótica nas torrentes de guitarra, o grupo se destacou na categoria de heavy metal. A voz de Rob Halford é estrondosa, reinventando o vocal do estilo e interagindo com perfeição com as guitarras de KK Downing e Glenn Tipton, criando arranjos densos, bonitos e criativos. NOTA 10 com louvor !

 

1616161616
Link to post
Share on other sites

B000002JPA.01.LZZZZZZZ.jpg

 

Dream Theater - Images and Words

 

O 2o CD da banda, que até hoje é considerado o favorito entre grande parte dos fãs.

O disco marca a entrada do vocalista James LaBrie, e do primeiro clipe lançado da banda, que fez um sucesso enorme na MTV na época (Pull Me Under).

 

1. Pull Me Under (8:14)

2. Another Day (4:23)

3. Take The Time (8:21)

4. Surrounded (5:30)

5. Metropolis - Pt. I "The Miracle And The Sleeper" (9:32)

6. Under A Glass Moon (7:03)

7. Wait For Sleep (2:31)

8. Learning To Live (11:30)

 

 

Link to post
Share on other sites

Sugestão de hoje:

B0000009Q2.01._AA240_SCLZZZZZZZ_.jpg

Artista: MICKEY HART
Título: Mystery Box
Ano: 1996
Origem: USA
Gênero: Rock Alternativo / World Fusion

Ex-baterista do Grateful Dead, Mickey Hart seguiu interessante carreira solo, sendo este Mystery Box, de 1996, um de seus melhores álbuns. Rock alternativo com ótimos elementos da world music, excelente trabalho de percussão e um vocal feminino realmente belíssimo. 10

Excelente qualidade técnica também, a quem interessar possa. 2thumbs


Demétrio.
Link to post
Share on other sites

painofsalvation_be_gr.jpg

 

 

Pain of Salvation - BE

Progressive Metal

 

Eu ainda não sei o que dizer desse CD... Só sei que gostei muito, e a história dele é uma coisa meio... louca. Ela dá um foco na existência de Deus e da humanidade.

 

Daniel Gildenlöw é um dos melhores compositores da atualidade.

 

Enfim, recomendo.

 

Prologue

01. Animae Partus (“I am”)

 

I. Animae Partus - All in the Image of

 

02. Deus Nova (Fabricatio)

03. Imago (Homines Partus)

04. Pluvius Aestivus Of Summer Rain (Homines Fabula Initium)

 

II. Machinassiah Of Gods & Slaves

05. Lilium Cruentus (Deus Nova) On the Loss of Innocence

06. Nauticus (Drifting)

07. Dea Pecuniae

- I. Mr. Money

- II. Permanere

- III: I Raise My Glass

 

III. Machinageddon Nemo Idoneus Aderat Qui Responderet

08. Vocari Dei Sordes Aetas - Mess Age

09. Diffidentia (Breaching the Core) Exitus - Drifting II

10. Nihil Morari (Homines Fabula Finis)

 

IV. Machinauticus Of the Ones With no Hope

11. Latericius Valete

12. Omni Permanere?

13. Iter Impius Martigena, son of Mars (Obitus Diutinus)

14. Martius/Nauticus II

 

V. Deus Nova Mobile... and a God is Born

15. Animae Partus II

 

 

Link to post
Share on other sites

89392.jpg

 

Os Embálos de Sábado à Noite

 

Filme estrelado por John Travolta no auge do disco music dos anos 70. Reúne alguns sucessos dos irmãos Gibb, os Bee Gees, como "More Than A Woman", a romântica "How Deep Is Your Love" e "Staying Alive".

 

Faixas
 
1. Stayin Alive
2. How Deep Is Your Love
3. Night Fever
4. More Than A Woman
5. If I Can t Have You
6. A Fifth Of Beethoven
7. More Than A Woman
8. Manhattan Skyline
9. Calypso Breakdown
10. Night On Disco Mountain
11. Open Sesame
12. Jive Talkin
13. You Should Be Dancing
14. Boogie Shoes
15. Salsation
16. K Jee
17. Disco Inferno
Link to post
Share on other sites

Minha sugestão de hoje:

scarlet_all_about_eve.jpg

Grupo: All About Eve
Título: Scarlet and Other Stories
Ano: 1989
Origem: Inglaterrra
Gênero: Folk-rock gótico

A sonoridade do All About Eve pode ser descrita como uma interessante fusão de rock com pitadas folk, meio que um mix de gótico e idílico, com uma das vozes mais bonitas do gênero, Julianne Regan. A título de comparação, poderíamos ainda tentar descrever o som do All About Eve como um mix de Sarah McLachlan e The Gathering. Para quem aqui conhece o grupo Grey Eye Glances, posso dizer que é bastante similar.<?:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

A banda gravou seu primeiro disco, homônimo, em 1988, sendo este Scarlet & Other Stories (1989) o seu segundo trabalho. Depois deste viriam Touched by Jesus (1991) e Ultraviolet (1992), sendo que Scarlet & Other Stories e Touched by Jesus são NMO os melhores trabalhos do grupo.

 

O guitarrista Tim Bricheno deixou o All About Eve após a gravação de Scarlet & Other Stories, indo juntar-se ao grupo Sisters of Mercy. No disco seguinte, Touched by Jesus, quem assumiu o seu lugar foi o guitarrista Marty Willson-Piper, membro da excelente banda australiana The Church.

 

Depois da gravação desses quatro discos a banda se dissolveu, reagrupando-se posteriormente quando convidada a abrir alguns shows do grupo The Mission, após o que a própria banda sentiu-se também estimulada a fazer uma tour de dois anos, a qual resultou nos discos ao vivo Fairy Light Nights – Vols. 1 & 2 (os quais ainda não tenho, mas que dizem serem excelentes). 2thumbs

 

Demétrio.

Link to post
Share on other sites

Minha sugestão para hoje:

B00000GWYQ.01._SCLZZZZZZZ_.jpg

Grupo: THE GATHERING
Álbum: How to Measure a Planet?

Ano: 1998
País: Holanda

Gênero: Prog Metal, Trip-Rock

Esta banda holandesa surgiu em 1989, assumidamente como uma banda de metal pesado, mas ao longo do tempo foi mudando sua sonoridade para algo cada vez mais viajante, atmosférico, emocional por assim dizer, de forma que hoje a própria banda se autodefine como Trip-Rock.

Tal mudança foi-se fazendo perceber ao longo de discos como Mandylion, de 1995, e Nighttime Birds, de 1997, consolidando-se definitivamente com o magnífico álbum duplo How to Measure a Planet, de 1998, ora em comento.

Para mim pelo menos, How to Measure a Planet e o disco seguinte, If_Then_Else, de 2000, são os dois melhores trabalhos da banda até hoje. 2thumbs


Demétrio.
Link to post
Share on other sites

Sugestão de hoje:

 

B000005RS5.01._SCLZZZZZZZ_.jpg

Grupo: TALK TALK
Álbum: Spirit of Eden
Ano: 1988
País: Inglaterra

Gênero: Alt Pop-Rock

Uma das bandas mais interessantes a surgirem nos anos 80, com uma sonoridade que lembra eventualmente uma mistura de Marillion pós-Fish (a voz de Mark Hollis, por exemplo, lembra bastante o Steve Hogarth) com algumas bandas na linha post-rock como Bark Psychosis.

Este disco, Spirit of Eden, foi gravado em uma igreja abandonada, proporcionando um palco sonoro interessantíssimo, diferente de um estúdio convencional (na época o Mark Hollis tinha ouvido e gostara bastante do disco Closer, do Joy Division, gravado em um ambiente idêntico). 2thumbs

Demétrio.
Link to post
Share on other sites

1735049.jpg

 

The Very Best of Freddie Mercury Solo 

 

Faixas

1. In My Defence (2000 Remix)
2. The Great Pretender
3. Living on My Own (No More Brothers Radio Mix)
4. Made in Heaven
5. Love Kills
6. There Must Be More to Life Than This
7. Guide Me Home - Feat. Montserrat Caballe
8. How Can I Go on - Feat. Montserrat Caballe
9. Foolin´ Around (Steve Brown Remix)
10. Time (Original 1986 Instrumental Version)
11. Barcelona - Freddie Mercury And Montserrat Caballe
12. Love Me Like There´s no Tomorrow
13. I Was Born to Love You
14. The Golden Boy -Feat. Montserrat Caballe
15. Mr Bad Guy
16. The Great Pretender (Brian Malouf Remix)
17. Love Kills (Star Rider Mix)
18. I Can Hear Music (1973 A-Side) - Larry Lurex
19. Goin´ Back (1973 B-Side) - Larry Lurex
20. Guide Me Home "Jazz" - Thierry Lang

MARAVILHOSO !!!!!!!!!!!!!!!! 1010101010
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

Announcements


×
×
  • Create New...