Jump to content
Forum Cinema em Cena

Resident Evil 5: Retribuição


Gustavo Oliveira
 Share

Franquia Resident Evil  

2 members have voted

  1. 1. Qual foi o melhor filme da franquia para você?

    • Resident Evil (2002)
      1
    • Resident Evil: Apocalypse (2004)
      0
    • Resident Evil: Extinção (2007)
      0
    • Resident Evil: Degeneration (2008)
      0
    • Resident Evil: Recomeço (2010)
      1
    • Resident Evil: Retribuição (2012)
      0


Recommended Posts

Bom galera, gosto da franquia Resident Evil e assisti ao 5º filme recentemente.

Minha humilde opinião abaixo. Se já assistiram, comentem...debatam...Enfim.

 

 

Esta quinta parte da maior franquia adaptada dos games para as telonas demonstra, claramente, que a mesma já está na hora de acabar. Resident Evil 4: O Recomeço já havia apresentado sinais de queda em relação aos primeiros dois filmes (não sou admirador do terceiro, digas-se de passagem), porém, agora, tudo está mais cansativo, repetitivo e desinteressante.

 

Em Retribuição a trama é assustadoramente pedestre assim como a direção (para não citar os efeitos visuais que, por vezes, passam a nítida impressão de terem sido “tirados” dos videogames, e com muito mau gosto). O longa abre com uma introdução insatisfatória, tentando, a todo o momento, familiarizar o espectador leigo em relação aos filmes anteriores de modo precipitado através de uma narrativa em off da protagonista.

 

O mortal vírus T, da Umbrella Corporation, continua a devastar o planeta Terra, transformando a população em mortos-vivos. A última esperança da raça humana, Alice (Milla Jovovich), acorda no coração de um escritório clandestino da Umbrella e revela mais de seu passado misterioso. Sem um refúgio seguro, Alice continua sua busca pelos responsáveis pelo surto na Terra; uma busca que a leva de Tóquio para Nova York, Washington e Moscou, culminando em uma revelação que a forçará a repensar tudo o que um dia achou que fosse verdade. Auxiliada por novos aliados e velhos amigos, Alice precisa lutar para sobreviver e escapar de um mundo hostil à beira do esquecimento.

 

Devo admitir que ri levemente da segunda grande sequência de ação, onde Alice revive remotas lembranças (implantadas) com sua família, quando vários zumbis (sem nenhuma inovação visual significante) invadem sua casa, causando uma pequena semelhança em relação às paródias de filmes do gênero (resultado, talvez, de um mal treinamento do grande número de figurantes que não sabem o que fazer, ou de que, simplesmente, o subgênero está perdendo seus elementos surpresas). O fato é que o filme acompanha Alice em sua missão nada empolgante durante todos os 97 minutos (vide algumas poucas sequências aceitáveis em função da grande entrega de Mila), juntamente com coadjuvantes que chegam a ser estúpidos (sem exageros), e não por conta das atuações -uma vez que as mesmas também não ajudam- e sim por um desenho/designer de produção apelativo do qual obriga os atores a vestirem modelos de vestimentas altamente desnecessários, fazendo das mulheres “mais sexy” e dos homens “mais fortes” (fatores que demonstram explicitamente o apelo infanto-juvenil da produção).

 

Não há como deixar de citar a pobreza do roteiro (fator que vêm contribuindo negativamente desde o 2º filme da série), que com poucos minutos de projeção já se mostra infantil (no pior sentido da palavra), apelando para diálogos de efeito que, por vezes, soam engraçados por sua falta de aprimoramento e tentativa de drama forçado (não, eu não fui ao cinema disposto a zombar, mas...); assim, é impossível realizar uma construção narrativa bem sucedida, e mesmo se tratando de uma “adaptação dos games”, a confecção de Resident Evil 5: Retribuição poderia ter se saído infinitamente melhor.

 

O trabalho de Paul W. S. Anderson, também, fica muito aquém das expectativas, pois se nos longas anteriores da franquia ele inovava, agora, todavia, faz uso de tudo novamente, como, por exemplo, a utilização exagerada e repetitiva da câmera lenta -principalmente focalizando os belos rostos dos atores em momentos fora de contexto- e as mesmas lutas de sempre. Sem contar o notável aumento no número de clichês, antes “comuns”, desta vez se tornam gradativamente irritantes, especialmente nos momentos de ação intercalada com batalhas paralelas. E o que dizer do 3D? Bom, é um típico exemplo de “atirador de objetos na tela para assustar o público desprevenido”, não contribui, porém não atrapalha, aliás, pode até servir como distração alternativa num filme em que praticamente nada funciona, deixando muito a desejar.

 

No final das contas, somente irá agradar os fãs incondicionais da franquia ou um telespectador gentil, mas aquele que preza por uma boa obra cinematográfica, e não só pelo “passatempo”, dificilmente irá chegar a uma conclusão de que Residente Evil 5: Retribuição resulta numa boa continuação para a digna franquia que, como já disse, deve acabar para o bem de todos, incluindo fãs e realizadores, para que, desta forma, não estrague aquilo que de bom uma vez já foi feito.

 

*OBS: Talvez o melhor do filme seja a presença da bela Mila Jovovich, com seus exuberantes olhos brilhantes se esforçando muito para convencer num longa que não aspira grandeza maior do que faturar seus milhões.

 

*OBS 2: No final, grandes portas são abertas para uma continuação da qual duvido muito que venha a valer a pena. Bom, esperemos e veremos o que o futuro nos aguarda.

 

 

 

NOTA: 2 de 10.

Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...

Há que se reconhecer que Resident Evil: Retribuição tem um tipo de coragem: a maioria de nós já quis não dar a mínima para algo que, infelizmente, era necessário fazer. Os envolvidos em criar o filme em questão realizaram essa vontade. Claramente, Retribuição foi feito com o "foda-se" ligado. Não apenas o filme recicla tramas da própria franquia, mas encontra maneiras de trazer de volta quase todos os personagens (exceto Claire e Chris Redfield, exatamente aqueles que, creio eu, todos os fãs gostariam de ver). Fora esses dois (e a meiguinha K-mart), todo mundo reaparece, inclusive quem já morreu (uma ou mais vezes). Pior que isso, Retribuição copia descaradamente outros filmes de zumbi, como Madrugada dos Mortos e Dead Snow. E a trama, como poderia se esperar de uma colagem dessas, não faz sentido em quase nenhum momento.

 

Em que pese algo, a sequência inicial, contada voltando no tempo, é legalzinha, e a primeira passagem no subúrbio tem um ou outro bom susto. No geral, entretanto, esta quinta parte é espetacularmente imbecil. Se havia motivos para fazer críticas a Resident Evil antes de Retribuição, agora quase não há motivos para não fazer.

Link to comment
Share on other sites

O pior é que, apesar de ter sido a segunda pior bilheteria da franquia nos EUA e Canadá, foi a segunda melhor no mundo todo. Justifica continuar fazendo essa bosta. Em tempo, meu ranking da série:

 

01. Afterlife

02. RE

03. Extinction

04. Apocalypse

05. Retribution

 

Legalzinho, legalzinho, ruim, mais que ruim, merda.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
 Share

Announcements

×
×
  • Create New...