Jump to content
Forum Cinema em Cena

Muviola

Members
  • Content Count

    83
  • Joined

  • Last visited

About Muviola

  • Rank
    Advanced Member
  • Birthday 11/07/1986

Profile Information

  • Gender
    Not Telling
  1. A Naomi Watts não foi nem indicada aí. Nada mais a declarar do quão cagado foi este ano
  2. Olha, nada este ano, em cinema, TV, qualquer outro tipo de instalação que inventem, me deixará tão boquiaberto como o episódio 8 do retorno de Twin Peaks. David Lynch com orçamento e liberdade é capaz de sacudir a porra toda.
  3. Sergio, eu te respeito, mas não consigo comprar seu otimismo com este filme do Assassinato no Expresso do Oriente. Não pelo livro, obviamente, mas faz teeeeempo que o Branagh não faz nada que valha muito a pena
  4. Tirando o fato que o Branagh só tem feito filmes nada memoráveis ultimamente, né?!
  5. Winfried Conrad / Toni Erdmann é o/a melhor personagem do ano
  6. OJ é maravilhoso. Talvez a melhor coisa que vi em audiovisual no ano passado. Se tiver acesso, assista pelo watchespn, mas lá está em formato de série.
  7. Kubo and the Two Strings – Deborah Cook Uou! Uma animação entre indicados de Figurino? Não acho que tenha ouvido falar disto antes
  8. Estranho Moonlight quase não ter sido lembrado por este grupo de críticos da Flórida, pensando que o filme é uma obra de lá.
  9. A premiação de Seattle teve o mais interessante grupo de indicados dos prêmios que vi até agora.
  10. Se no ano passado a gente reviveu o triste processo de suicídio (e um pouco de homicídio também) de Amy Winehouse, neste ano revemos o processo de suicídio, este um tanto mais patético, de "Weiner". Anthony Weiner mais parece um daqueles personagens meio boçais de sitcoms dos anos 80, mas que ao menos rendeu uma história muito bem montada e que sorte dos envolvidos nas filmagens. A coisa fica toda ainda mais patética se pensarmos no desenrolar das eleições deste ano por lá.
  11. Hell or High Water é aquele típico neo-western texano, como foi com Onde os fracos não tem vez, que aparentemente é só um filme de perseguição, mas que traz muitas outras camadas nele. Aliás, se Onde os Fracos representava bem o final da era Bush, este Hell pode representar o início da era Trump (sem trocadilho). Uma coisa que me chama atenção sobre estes filmes: já morei no Texas. Não voltaria pra lá. Só gente louca, mas é incrível como eu me fascino pelos códigos peculiares da região. Não sei se é a cadência, imagens, sons, mas há algo muito cativante nestas produções. Acho que eu não me lembro de ter visto um personagem do Ben Foster que não fosse um completo demente. Gostei bastante.
  12. O motivo dado para Arrival é um tanto imbecil: "Arrival has a score by JóhannJóhannsson and only samples one other piece of music, Max Richter's "On the Nature of Daylight," which has been used in several other films. According to Variety, the Academy determined that audiences would be unable to distinguish between Richter's cues and Jóhannsson's. "
  13. Arrival ficou de fora da lista de 145 trilhas originais para o Oscar. Agora, o porquê, vai entender
  14. Falamos muito de Aquarius por toda a trajetória política, mas Boi Neon teve e está tendo uma carreira belíssima no exterior. Justíssimo, por sinal. Dos mais bonitos deste ano.
×
×
  • Create New...